Categoria: Actividades

COMUNICADO DA EPG EM RELAÇOM COM AS DETENÇONS DE MILITANTES INDEPENDENTISTAS

03-12-2011

A Escola Popular Galega, ante os gravíssimos e criminossos feitos acontecidos nos últimos dias em relaçom com a detençom de seis militantes independentistas galegas e galegos, quer manifestar o seguinte:

A nossa entidade manifesta o seu apoio incondicional e solidário com as seis pessoas detidas nas que reconhece um claro exemplo de dignidade, rebeldia e compromisso com o nosso país. Antom, María, Jessi, Cata, Edu e Teto, som para nós companheiras e companheiros das e dos que nos sentimos especialmente orgulhosas e orgulhosos.

Estas militantes independentistas tenhem participado ou amosado, como docentes, associadas e alunas, a súa colaboraçom desinteressada com o projecto da EPG. Este facto nom é mais que umha simples mostra da quantidade de projectos sociais, culturais, políticos e comunitários nos que tenhem participado ao longo de muitos anos as nossas companheiras e companheiros. É por causa disso que reconhecemos nelas pessoas imprecisdíveis para o avance da causa nacional galega e a luita pola independência da nossa pátria.

Denunciamos a infame e criminossa operaçom mediática-policial despregada estes dias contra as nossas companheiras e companheiros, contra os centros sociais e contra o conjunto do independentismo galego. Dita operaçom desenvolve-se com total impunidade e com demostraçons de autêntica delinquência policial com o objectivo de criar um estado de terror policial. Aliás, denunciamos a nojenta e vergonhenta colaboraçom dos médios de comunicaçom pro-guvernamentais, os quales nom duvidam em apresentar-se como declarados inimigos do nosso movimento.

Ante as condiçons nas que se produz a detençom das nossas companheiras e companheiros, amosamos a nossa preocupaçom pola súa integridade física e psicológica e sumámo-nos á alerta manifestada nestes días por outras organizaçons no sentido de que se estém produzindo maus tratos, violência e qualquer outro trato vejatório contra as detidas e os detidos.

Temos claras a finalidade política desta operaçom policial que nom é outra que intentar a aniquilaçom do movimento independentista galego e a atemorizaçom das súas e dos seus militantes. Porém, consideramos que ao longo da súa historia o nosso movimento deu avondosas mostras da súa combatividade, resistência, organizaçom e compromisso com a Galiza. É por isso que proclamamos alto e claro que nunca acabarám com nós.

A Escola Popular Galega quer amosar todo o seu carinho com as companheiras e companheiros detidas e detidos, com as súas familias e com as súas amigas e amigos. Nestes duros momentos queremos fazer extensível este sentimento a todas e todos os militantes independentistas, especialmente ás irmás e irmaos que seguem combatendo na cárcere, no exílio ou na clandestinidade.

“ Mais alá das palavras o velho facho da resistência galega continua aceso e segue a pasar de mao em mao, de geraçom em geraçom”

Organizamos I Encontro de Iniciativas Comunitárias Galegas

10-11-2011

O vindouro 19 de novembro celebrará-se, com a colaboraçom do CS Revira de Ponte Vedra, um I Encontro de Iniciativas Comunitárias Galegas. Pretende ser umha jornada de conhecimento mútuo e formaçom de todos (ou de boa parte de) esses projetos soberanistas de orientaçom social que nascêrom nos últimos dez anos: centros sociais, centros de ensino, meios de comunicaçom, iniciativas de tempo livre e desporto, de economia popular...
A EPG chamou em regime de autoconvocatória a dúzias de coletivos com umha orde do dia aberta, fundamentalmente centrada em avaliar os logros e as dificuldades (humanas e materiais) que caracterizam projetos como os nossos, mui apoiados no voluntarismo e na ética do esforço, mas lastrados pola falta de meios, as duplas e triplas militáncias, a repressom ou o desprezo institucional...
A sessom de debate começará às 16h00 no CS Revira e rematará com umha ceia de confraternizaçom.

A vindoura sessom de história da Galiza em Lugo será o 18 de novembro

10-11-2011

Com motivo da celebraçom do magusto dos centros sociais da cidade, a sessom formativa em história da Galiza, que co-organizamos com o Grupo de Estudos Mádia leva, adia-se para a sexta feira 18 de novembro, à hora habitual. Às 22h00 daremos começo a um debate sobre o tránsito da Idade Antiga à Idade Média galegas, com especial atençom ao priscilianismo e o Reino Suevo. Como é habitual, cada ponente preparará uns textos decididos com antecedência, que logo se porám em comum e submeterám-se ao debate.
A intençom da iniciativa é rematar publicando, em livro ou em brochura, as conclusons que tiremos deste debate historiográfico e militante.

Obradoiro de Teatro da Oprimida no local da EPG

18-10-2011

Desde a Cooperativa de Consumo Consciente de Árbore e a Asociación Ecoloxista Verdegaia, convidámos-vos a participar no Obradoiro de Teatro da Oprimida que terá lugar no dia 20 de Outubro das 17.30h ás 21.30h da tarde no local da Escola Popular Galega na rúa Real 12 da zona velha.

Que é o Teatro da Oprimida?

O Teatro da Oprimido começa nos anos 60 no Brasil impulsado principalmente polo dramaturgo, director e teórico de teatro Augusto Boal, nascido em Rio de Janeiro em 1931. Num contexto histórico de repressom política, Boal buscou sempre loitar contra todas as formas de opressom, desenvolvendo a sua luita a favor das exploradas e oprimidas a través dum teatro de fasquia política, libertaria e transformadora.
Trata-se dumha forma de Teatro, entre tantas outras, no entanto, diferéncia-se por asumir que todas somos actores e actrices e que o público debe ser o protagonista da acçom teatral, o que lhe outorga um carácter extremadamente inovador, criativo e, especialmente, democrático e participativo.

Cales som os obxectivos?

Com este obradoiro de introduçom ao Teatro da/o Oprimida/o pretende-se conhecer algúns conceptos básicos desta metodologia e experimentar algúns exercicios de desmecanizaçom do corpo e da mente. Poderemos explorar a criatividade e a imaginaçom como ferramenta de transformaçom social; partilhar e debater problemas sociais e opressons vividas, bem como as suas causas e consequências e potenciais soluçons; e desta forma aprofundar a capacidade de acçom colectiva e cooperativa e capacitar para umha cidadania transformadora.

Estrutura do Obradoiro:
1ª parte – 30 minutos
· Boas-vindas e Apresentaçons das pessoas e da Oficina
· Exercícios Vitamina/Quebra-gelo e de Construçom de Grupo
2ª parte – 1 hora 30 minutos
· O que é o Teatro do Oprimida: história, conceitos e práticas
· Exercícios de desmecanizaçom do corpo e mente
· Teatro Imaxen: experimentar algunhas técnicas
3ª parte – 2 horas
· Teatro Fórum – situaçoes de opressão: partilha e debate através das técnicas do Teatro Fórum
· Avaliaçom, Palavras Finais e Despedidas

As pessoas interesadas podem contactar no correio de vigo@verdegaia.org ou no telefono 661240605

Publicamos programa do primeiro trimestre do curso

03-10-2011

Depois da etapa preparatória do verao, já temos pronto o programa formativo deste primeiro trimestre. Depois de dous cursos de experiência, privilegiamos umha nova focagem: organizamos umha cantidade menor de cursos, dando peso àqueles que foram melhor recebidos noutras ediçons, e brindando-nos sempre a organizar aquelas sessons que os centros sociais nos solicitam. Velaí a oferta formativa deste outono, que possivelmente for enriquecida se chegam novas petiçons de coletivos sociais.

-Co-organizado com o Grupo de Estudos Mádia leva.
Cada quinze dias até Natal, a partir da sexta 30 de Setembro, 21h00.
'Aproximaçom a alguns aspectos da história da Galiza'. A diferença de outros anos, a docência será coletiva: cada umha das pessoas assistentes prepararám leituras previamente acordadas, que logo serám postas em comum. O mês de outubro será adicado à pré-história, e especialmente ao debate do celtismo.

-Quarta feira 16 de novembro, Associaçom de Vizinh@s de Esteiro (Ferrol) , 20h00.
Apresentaçom do livro 'Palavras sem maiúsculas. Experiências militantes na Galiza'(1970-2005), VVAA. A cargo dum dos autores.

-Sábado 19 de novembro, centro social Revira (Ponte Vedra), 10h00: 'Marxismo e movimento galego. Pensamento e experiências históricas'. A cargo de membros da EPG.

-Quarta feira 14 de dezembro, CS Mádia leva, 20h00:
'Alternativa revolucionária ou escapismo? O decrescimento a debate'. Com representantes da EPG e do coletivo decrescentista 'Véspera de Nada' (por confirmar).

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 ... 17 >>

Podes contactar-nos em:

escolapopularnacional [arroba]gmail[ponto]com

Escola Popular Galega, Rua Real nº 12 rés-do-chao, C.P. 36202 Vigo.

Escola Popular Galega, Apartado 794, C.P. 36202, Vigo

Busca

Feeds XML

powered by b2evolution