Francesc Esteve i Beneito: «Ainda que semelhe que o conflito secessionista no País Valenciano está amortecido, na realidade está guardado na gaveta dos tabus»

Francesc Esteve i Beneito: «Ainda que semelhe que o conflito secessionista no País Valenciano está amortecido, na realidade está guardado na gaveta dos tabus»

09-04-2008



«O catalám galeguizado: secessonismo linguístico no País Valenciano», palestra hoje às 20h30 no CS Esmorga, na sequência das I Jornadas de Língua em Ourense

A Esmorga / MDL / PGL - O secessionismo lingüístico valenciano foi um movimento perfeitamente planificado a partir de Madrid para dividir o povo valenciano num momento histórico decisivo na sua recuperaçom nacional, os anos 70 e 80 do século passado. Ainda que hoje pareça enterrado na gaveta dos tabus, o conflito é atiçado cada vez que a sociedade civil valenciana está a piques de alcançar algum avanço para a sua língua.

Na sequência das I Jornadas de Língua em Ourense, hoje, 9 de Abril, às 21h00, o valenciano Francesc Esteve i Beneito estará no CS A Esmorga na palestra subordinada a um título bem esclarecedor: «O catalám galeguizado: secessonismo linguístico no País Valenciano».

A palestra abordará a questom de umha perspectiva histórica, desde as origens até o momento presente, à vez que tentará descobrir coincidências e paralelismos com o caso galego. Antes disso, respondeu umhas perguntas que lhe lançamos...

Na Galiza olhamos com curiosidade e simpatia a luta linguística em Valência a favor do catalám. Quais os pontos em comum com a luta linguística travada na Galiza?

Os pontos básicos comuns (e que, ao mesmo tempo, mais diferenciam o País Valenciano do resto dos Países Cataláns) som: divórcio entre aldeia e cidade, interrupçom da transmissom intergeracional da língua e secessionismo lingüístico. Estas som a três piores feridas e também por isso mesmo som os principais frentes de luita social do catalám no País Valenciano e do galego na Galiza.

Quais os pontos que divergem? Talvez a catalofobia? Talvez a inexistência de umha ortografia castelhana mesmo nos colectivos mais isolacionistas?

A sociedade valenciana é industrial e de imigraçom, enquanto que a Galiza é um país de emigraçom e muito mais rural. Outra diferença: a todos os efeitos legais a língua oficial emprega a mesma normativa que o resto do território catalám. E é certo que existe umha forte catalanofobia, mas na realidade esta nom é mais do que umha das muitas caras do auto-ódio.

Mas o ponto essencial é que no País Valenciano o secessionismo se mistura com o espanholismo, é dizer, nom há um sector da sociedade, ou polo menos nom a termos em consideraçom, que luite pola libertaçom nacional e ao mesmo tempo pense que o valenciano seja umha língua diferente do catalám.

Até que ponto têm chegado as políticas de estrangeirizaçom do catalám
em Valência?

A um triste paradoxo: ainda que á normativa oficial seja a mesma que no resto dos Países Cataláns, continua a existir umha distinçom, a nível popular espontáneo, entre "valencià" e "català", que continua a ser percebido como umha língua diferente. Por nom falar da marginaçom de todos os agentes sociais e culturais (literatura, música, política, professorado, etc.) que luitam pola plena normalizaçom lingüística.

Como se olha o presente e como o futuro?

Ainda que semelhe que o conflito secessionista está amortecido, na realidade está guardado na gaveta dos tabus. É dizer, nom existe umha vontade de o solucionar para sempre. Cada vez que a sociedade valenciana está a um triz de conseguer um passo adiante na normalizaçom do catalám, os dirigentes políticos nom duvidam em tirá-lo dessa gaveta para confundir a povoaçom civil e, em último termo, desactivar o movimento de recuperaçom nacional. E, entretanto, a situaçom sociolingüística piora.

Escrito ?s 11:41:44 nas castegorias: Eventos, Palestras, Jornadas, Entrevistas
por csesmorga   , 622 palavras, 637 visualizaçons     Chuza!

Sem comentários ainda

    A Esmorga somos cada vez mais pessoas que apostamos pelo activismo social e cultural comprometido com a realidade em que vivemos.

    Trabalhamos para promover a língua e a cultura galegas, a sensibilidade para com o meio ambiente e a solidariedade entre as pessoas e os povos.

    Torna-te esmorgan@

    O entusiasmo, o espírito positivo, o empenho e a diversão são as nossas ferramentas de trabalho para construir tijolo a tijolo um mundo mais justo e agradável para tod@s.

    A porta da Esmorga está aberta para qualquer pessoa que queira conhecer-nos ou mergulhar neste projecto.

    ASSOCIA-TE!Torna-te esmorgan@
    Inscrição on-line



    http://aesmorga.agal-gz.org

    aesmorga[arroba]agal-gz.org

    Facebook esmorgano Flickr esmorgano Calendário esmorgano
      Abril 2018
      Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
       << <   > >>
                  1
      2 3 4 5 6 7 8
      9 10 11 12 13 14 15
      16 17 18 19 20 21 22
      23 24 25 26 27 28 29
      30            

      Busca

      multi-blog