CURSO DE ASSESSORIA EM LACTAÇOM COMEÇA SÁBADO 26 EM NAROM

23-02-11

Para informaçom completa do programa e inscriçons preme aqui.

Escrito às 13:45:51 nas castegorias: Atividades
por agarimar Email , 9 palavras, 378 leituras   Portuguese (PT)   Chuza!
CONTINUAM JORNADAS INTERNACIONAIS DE EDUCAÇOM E CRIANÇA

19-02-11

A quarta ediçom das Jornadas Internacionais de Educaçom e Criança continuam em Vigo no Espaço para a criança Folhas Novas (Rua Real, 12) com a projecçom na segunda-feira dia 21 às 17h30 da palestra de Hendrik Vaneeckhaute sobre "O papel de pai" e na segunda-feira dia 28 às 17h30 da palestra de David Pla sobre "Sistemas educativos que respeitam o continum: a chave para desterrar o fracasso escolar e vital".
Recordamos que à projecçom de cada palestra seguirá um debate entre as e os assistentes sobre a temática da mesma.

Escrito às 22:52:09 nas castegorias: Iniciativas
por agarimar Email , 87 palavras, 327 leituras   Portuguese (PT)   Chuza!
A HORTINHA

16-02-11

Entrevista a Ana Peres Rico da Associaçom A Hortinha publicada no nº98 do periódico Novas da Galiza e realizada pola jornalista e membro de Agarimar, Maria Álvares:

Maria Álvares / Brincar em galego, essa é a única regra da Hortinha. Umha associaçom que nasceu há três anos em Ferrol graças a Ana, mestra de profissom e mãe de três crianças, que comprendeu que para educar os seus em galego, estes deviam empregá-lo em todos os contextos, sobretodo no lazer e no jogo. Junto com os seus filhos, outros nenos e nenas reúnem-se cada segunda-feira para gozar com a nossa língua. Ademais, na Hortinha pom-se em valor o jogo coletivo, tradicional e livre.

Conta-nos como nasce a ideia de criares a Hortinha?
Há agora três anos, mas nom é algo que partisse de mim soa. Tenho a sorte de tratar com gente que igual que eu também quijo ter crianças e educá-las em galego.Um dia, falando disto, vimos que todos tínhamos o mesmo problema: os nossos nenos e nenas nom jogavam em galego, tinham assumido que a língua do jogo era o espanhol. Demonos conta dessa carência ao ir com as nossas crianças aos parques e vermos como com o resto da rapazada se desenvolvia em espanhol, mentres que noutros contextos falavam em galego. Nós queríamos que soubessem que a nossa língua é útil para todo. E, claro, também para o jogo. Agora há quinze nenos de idades compreendidas entre quatro e onze anos.

Partindo deste objetivo, como destes forma a esta ideia?
Começamos a combinar os pais e mães que já éramos amigos e logo combinamos com gente que víamos que falava em galego com os filhos e as filhas. Depois buscamos um parque onde podermos ir com eles. Queríamos que fosse um pouco solitário para que as crianças puidessem escuitar só galego. Demos com um espaço estupendo, o parque da Hortinha (daí o nosso nome), que ademais tem um monte que o bordeja. Isto oferecia muitíssimas possibilidades para o jogo, já que permite o relacionamento com o meio natural.
Logo veu o tema da língua, já que temos nenos que só falam em galego na Hortinha (sabem que é umha obriga). Ademais, é curioso ver como depois dum tempo juntando-nos, quando entra algum neno ou nena nova a jogar, o resto corrige-o se fala em espanhol. O objetivo é conseguirmos que se sintam à vontade na sua língua em todos os ámbitos. Além disso, na Hortinha, enriquecem-se: jogam ao que decidem entre todos e regulam-se sozinhos. Os adultos nom nos metemos para nada nos seus jogos, o que considero mui importante.

Com que freqüência combinades?
Todas as segundas-feiras a partir das cinco e cada família vai chegando quando pode. Ao começo fazemos sempre um jogo tradicional cantado e depois escolhem o que jogar.

Que importáncia tem o jogo para as crianças?
Penso que é vital na sua aprendizagem. As sociedades modernas evoluímos mui rapidamente e a irrupçom das tecnologias (computadores, consolas...) nos jogos dos meninhos e meninhas fijo que estas aprendessem muitas coisas decontado, o que levou a muitos problemas nas suas relaçons: o isolamento, a pouca toleráncia à frustraçom.... e deixárom-se de lado outros valores. No jogo coletivo nom há enfrontamentos nem pelejas, basicamente porque nom se está a competir. E o jogo tradicional ademais tem o incentivo de recuperar parte da nossa cultura, e vai parelho à normalizaçom da língua, sobretodo os jogos tradicionais cantados.

Por que dades tanta importáncia à recuperaçom deste tipo de jogos tradicionais?
Penso que ultimamente se figérom muitos esforços para recuperar jogos tradicionais como a bilharda, a ram...Mas ao recuperar os jogos cantados, trabalha-se com a língua, e penso que o mais importante destes jogos é que as suas normas se negociam entre todos, o que é umha aprendizagem para a vida. Por exemplo, ao começo, sempre rifamos. Aos nenos e nenas custa-lhes muito nom serem sempre o centro de atençom e ao rifar, cada vez lhe toca a alguém, nom há protagonistas.
Mas nom só os jogos tradicionais, neste ano organizamos o Sam Joam ou um magusto no começo do outono. Consideramos importante transmitir esta tradiçom aos nenos e nenas. Estarmos de noite no monte foi umha experiência preciosa para todos.

Suponho que na Hortinha se dam situaçons invertidas quanto à sociolingüística.
Dam-se, sim. É esse também era um dos nosso objetivos. Penso que a nossa língua tem um problema de apreço, e o que necessitam as crianças galegofalantes para continuar falando na nossa língua é sentirem-se cómodas num espaço de lazer, que é onde realmente gozam. Por outra parte, a Hortinha dá umha competência na sua língua às crianças que antes nom empregavam nunca o galego, e agora já o relacionam com o jogo.
Quando os nenos e as nenas som conscientes que a sua língua vale para todo, logo é muito mais singelo que a levem para outros âmbitos.
Ademais, a Hortinha tem umha vantagem mui grande: que é que as crianças vam ali jogar, a passarem-no bem e pesa muito mais isto que no início lhes custe o exprimirem-se em galego.
Penso também que elas e eles nom tenhem todos os preconceitos que podamos ter nós a respeito da língua. Nom tenhem nada em contra do galego.
Dous aulas a muitas crianças que freqüentam à Hortinha e enche-me de orgulho ver a atitude de defesa do idioma no dia a dia, algo inviável noutros casos.

O que conseguiu já a Hortinha numha comarca como Ferrol Terra, onde a presença do galego é mui minoritária, sobretodo no urbano?
Os nenos e nenas que vam à Hortinha ganhárom em qualidade de língua. Ademais, é um grupo que cria expectativas fora. Muitos rapazes e raparigas querem ir porque sabem que ali se passa genial. Penso que foi umha imagem ganha passo a passo, já que no início diziam que éramos um grupo político, mas penso que esta barreira já está rota desde há tempos.

Falamos muito do que aprendêrom as crianças na Hortinha, mas o que aprendêrom os pais?
Os pais aprendemos a desprejuizar-nos. Falamos mais galego agora e muitos já nom tenhem medo a falá-lo mal. A maioria conseguiu falar sempre em galego com os seus filhos e filhas, cousa que antes muitos nom faziam. Desfrutamos vendo os nossos meninhos e meninhas brincarem em liberdade e lembramo-nos de muitos dos jogos que tínhamos quando éramos pequenos. Penso que somos conscientes de que estamos transmitindo algo mui importante aos nossos fihos e filhas.
Olha, eu antes de ficar grávida era espanholfalante, mas quando tivem a minha primeira filha tivem claro que lhe queria dar o melhor. A nossa língua é um tesouro e o melhor legado que lhes podo deixar, e a única maneira de lha ensinar, era que eu a falasse...

Que objetivos tem a Hortinha a curto prazo?
Queremos ter um local para nós. Agora no inverno o parque nom vale e imos ao Círculo Mercantil, mas tem que estar sempre connosco algum sócio.
Termos um local próprio abriria-nos muitíssimas possibilidades, como ter um horário muito mais amplo (mesmo abrirmos cada dia), alargar as atividades, ter DVD,S, livros, contos. É por isso agora mesmo estamos fazendo uns estatutos para nos constituir como associaçom para poder optar a subvençons ou que nos cedam um local.
Ademais, sabemos que há um grupo de moças e moços de quinze anos que querem participar, porque já tenhem feito connosco algumha atividade. Abrirmo-nos a estas idades seria mui importante.

Escrito às 23:43:44 nas castegorias: Formaçom
por agarimar Email , 1234 palavras, 623 leituras   Portuguese (PT)   Chuza!
MONOGRÁFICO DE LACTAÇOM MATERNA EM VIGO

16-02-11

ACTUALIZAÇOM EM LACTAÇOM

-Actualizaçom em anatomia da mama.
-Calibragem da lactaçom: teoria dos receptores de prolactina.
-A postura: criança biológica.
-Anquiloglossia, micrognatismo, laringomalácia.

Impartido por: Ana Cal Conde
Comadrona, IBCLC

Data: Sábado 19 de fevereiro, de 10h00 até 14h00
Lugar: Na Fundaçom Eomaia, Rua Padre Dom Rua, 9 1º Vigo
Inscriçons: de_leite2004@yahoo.es Tel.:629028752/628173607
5€ sócias de Fedegalma, 15€ nom sócias.

Mais informaçom aqui.

Escrito às 23:04:22 nas castegorias: Atividades
por agarimar Email , 61 palavras, 197 leituras   Portuguese (PT)   Chuza!
CURSO DE MATEMÁTICA ACTIVA

14-02-11

No próximo sábado 19 de fevereiro o espaço Pumarinhos organiza um obradoiro de matemáticas para adultos.

Além de passar un bom dia, neste curso aprenderá-se a fazer operaçons matemáticas com materiais concretos. Reaprenderá-se a somar, restar, multiplicar e dividir, assim como fazer quadrados, raízes e equaçons, todo isso sem ter que escrever números ou aprender tabuadas de multiplicar... só jogando!

Tanto se gostas das mates, quanto se as odeias, tanto se sabes calcular muito bem, quanto se nom sabes nem a tabuada do 1..., tentaremos divertir-nos e jogar com números.

Vagas limitadas.

preço: 30 € (com bono-ajuda a Pumarinhos 50€)
horário: de 11h00 a 13h30 e de 15h30 a 18h00 (total 5h)

Mais informaçom aqui.

Escrito às 08:38:28 nas castegorias: Atividades
por agarimar Email , 112 palavras, 413 leituras   Portuguese (PT)   Chuza!
ASSEMBLEIAS DE AGARIMAR EM COMPOSTELA

13-02-11

Agarimar reune-se em Compostela nas quartas-feiras na Gentalha do Pichel (Santa Clara, 21) às 18h00 cada 15 dias a contar desde esta quarta-feira dia 16 de fevereiro.

Escrito às 21:01:36 nas castegorias: Iniciativas
por agarimar Email , 24 palavras, 355 leituras   Portuguese (PT)   Chuza!
OUTROS EIDOS E JEITOS DE ACOMPANHAR OS NENOS E NENAS NA CRIANÇA

09-02-11

Dentro da programaçom das Jornadas de informaçom e apoio dos grupos de lactaçom, e como remate destas jornadas em Vigo, nesta sexta-feira dia 11 de fevereiro decorrerá a partir das 17h30 um debate sobre a criança no nosso local da rua real, 12 da zona velha de Vigo. Nele, a nossa associaçom apresentará baixo o epígrafe "Criança alternativa em galego" o seu fazer associativo nos quase dous anos de existência. Também estará presente umha representaçom do espaço Pumarinhos para falarmos sobre "Um espaço para educar em liberdade".

Escrito às 11:58:34 nas castegorias: Iniciativas
por agarimar Email , 85 palavras, 274 leituras   Portuguese (PT)   Chuza!
TARDES DE FEVEREIRO EM PUMARINHOS

08-02-11

Como costuma fazer nos últimos tempos, o espaço Pumarinhos abrirá as suas portas novamente este mês de fevereiro nas tardes do dia 8 e 22 de 16h30 a 19h00 para dar a possibilidade de experimentar como se auto-regula a tua filha ou filho num espaço seguro e nom-directivo.
Se tes pensado acudir comfirma assistência em pumarinhos@gmail.com e lê com atençom este texto.

Escrito às 07:35:59 nas castegorias: Atividades
por agarimar Email , 60 palavras, 202 leituras   Portuguese (PT)   Chuza!
JORNADAS DE "LA SERRADA" CONTAM COM SEDES PRESENCIAIS NA GALIZA

05-02-11

A quarta ediçom das jornadas sobre educaçom e criança organizadas todos os anos polo Espaço para medrar La Serrada estám-se a desenvolver com sucesso nas três sedes presenciais da Galiza. Anexamos a programaçom disponível em duas das sedes (Corunha e Vigo) e o lugar da terceira sede em Bertamiráns:

VIGO

Coordena:

Segunda-feira 31 de janeiro de 2011 – 17h30 FUNDAÇOM EOMAIA (R/ Padre Dom Rua 9, 1º)
YOLANDA GONZÁLEZ: A resignaçom caracterial e as suas consequências sociais e educativas em relaçom à saúde.
www.yolandagonzalez-prevencion.com

Segunda-feira 7 de fevereiro de 2011 - 17h30 FUNDAÇOM EOMAIA (R/ Padre Dom Rua 9, 1º)
ARANTXA IRASTORZA ZULAICA: Abordagem emocional desde a psicomotricidade relacional.

Segunda-feira 14 de fevereiro de 2011 - 17h30 FUNDAÇOM EOMAIA (R/ Padre Dom Rua 9, 1º)
MAITE SANCHEZ PINUAGA: Origens e prevençom da violência.
www.maitesanchezpinuaga.es

Segunda-feira 21 de fevereiro de 2011 - 17h30 ESPAÇO PARA A CRIANÇA FOLHAS NOVAS - AGARIMAR (R/ Real 12)
HENDRIK VANEECKHAUTE: O papel do pai
www.pangea.org/hendrik

Segunda-feira 28 de fevereiro de 2011 - 17h30 ESPAÇO PARA A CRIANÇA FOLHAS NOVAS - AGARIMAR (R/ Real 12)
DAVID PLA: Sistemas educativos que respeitam o continum: a chave para desterrar o fracasso escolar e vital.
www.laserrada.org

CORUNHA

Coordena:

Sábado 29 de janeiro de 2011 – 10h45 CENTRO CÍVICO DO CASTRILHOM (Praça Pablo Iglesias)
YOLANDA GONZÁLEZ: A resignaçom caracterial e as suas consequências sociais e educativas em relaçom à saúde.
www.yolandagonzalez-prevencion.com

Sábado 5 de fevereiro de 2011 - 10h45 CENTRO CÍVICO DO CASTRILHOM (Praça Pablo Iglesias)
ARANTXA IRASTORZA ZULAICA: Abordagem emocional desde a psicomotricidade relacional.

Sábado 12 de fevereiro de 2011 - 10h45 CENTRO CÍVICO DO CASTRILHOM (Praça Pablo Iglesias)
MAITE SANCHEZ PINUAGA: Origens e prevençom da violência.
www.maitesanchezpinuaga.es

Sábado 19 de fevereiro de 2011 - 10h45 CENTRO CÍVICO DO CASTRILHOM (Praça Pablo Iglesias)
HENDRIK VANEECKHAUTE: O papel do pai
www.pangea.org/hendrik

Sábado 26 de fevereiro de 2011 - 10h45 CENTRO CÍVICO DO CASTRILHOM (Praça Pablo Iglesias)
DAVID PLA: Sistemas educativos que respeitam o continum: a chave para desterrar o fracasso escolar e vital.
www.laserrada.org

COMPOSTELA

Coordena:
HUMANA (Casa de Nenos)
Biduido / Ventim s/n. Milhadoiro
Mercedes Urbiola/Maria Pazos/Marta Rodrigo
678 153 862 / 626 717 909/ 651 497 083
centrohumana@yahoo.es

Sábado 29 de janeiro de 2011 – 10h45 YOLANDA GONZÁLEZ: A resignaçom caracterial e as suas consequências sociais e educativas em relaçom à saúde.
www.yolandagonzalez-prevencion.com

Sábado 5 de fevereiro de 2011 - 10h45 ARANTXA IRASTORZA ZULAICA: Abordagem emocional desde a psicomotricidade relacional.

Sábado 12 de fevereiro de 2011 - 10h45 MAITE SANCHEZ PINUAGA: Origens e prevençom da violência.
www.maitesanchezpinuaga.es

Sábado 19 de fevereiro de 2011 - 10h45 HENDRIK VANEECKHAUTE: O papel do pai
www.pangea.org/hendrik

Sábado 26 de fevereiro de 2011 - 10h45 DAVID PLA: Sistemas educativos que respeitam o continum: a chave para desterrar o fracasso escolar e vital.
www.laserrada.org

Escrito às 19:03:49 nas castegorias: Iniciativas
por agarimar Email , 400 palavras, 420 leituras   Portuguese (PT)   Chuza!
NOVO GRUPO DE APOIO À LACTAÇOM EM OURENSE

05-02-11

Hoje, sábado dia 5 de fevereiro, às 18h00, apresenta-se o grupo de apoio à lactaçom e criança respeitosa Teta Lareta num acto público no Ateneu de Ourense, no edifício do Hotel Sam Martim (no Parque de Sam Lázaro). No acto, "A importáncia do aleitamento materno e do apoio dos grupos de lactaçom", falará Sílvia Pinha (integrante de Teta Lareta e Agarimar), Irene Garzón (comadrona e integrante de Teta Lareta) e Patricia López-Izquierdo (presidenta de Fedegalma e integrante de Bico de Leite, em Lugo)
O acto está dirigido nom só a futuras maes, mulheres grávidas e maes em periodo de lactaçom, mas também às suas famílias, a pessoal sanitário e a todas aquelas pessoas interessadas em promover e facilitar a cultura do aleitamento na nossa sociedade.
O novo grupo realizará encontros semanais abertos todas as quartas-feiras desde as 18h00 no Ateneu de Ourense.
Para resolver qualquer dúvida podedes contactar ali todas as quartas ou em tetalareta@gmail.com, e também no 988244551 (Sílvia)

Escrito às 17:07:52 nas castegorias: Iniciativas
por agarimar Email , 158 palavras, 162 leituras   Portuguese (PT)   Chuza!
PROJECÇOM, DEBATE E EXPOSIÇOM DE COMPLEMENTOS PARA BEBÉS EM VIGO

03-02-11

Nesta sexta-feira dia 4 de fevereiro transcorrerám na Cova dos Ratos (Rua Romil, 3) novas actividades das jornadas de informaçom e apoio dos grupos de lactaçom. A partir das 19h00 a projecçom do documentário "Restaurar o paradigma original" dará passo a um debate sobre a nutriçom das maes guiado por Deleite. Além disto, haverá também umha exposiçom e informaçom de complementos para bebés facilitados pola tenda A Rainha Verde.

Escrito às 01:17:16 nas castegorias: Atividades
por agarimar Email , 67 palavras, 347 leituras   Portuguese (PT)   Chuza!

      AGARIMAR

      Agarimar é umha associaçom de maes e pais cientes da necessidade dumha criança alternativa que permita um melhor desenvolvimento integral das/os nenas/os. Podes contactar connosco em: agarimar.gz@gmail.com

      INICIATIVAS

          LIGAÇONS

          Gravidez e Parto:

          Lactaçom:

          Espaços educativos:

          Ensino doméstico:

        • EDUCAR NA CASA

          Recursos:


          Busca

        powered by b2evolution