Galescolas... o [autêntico] projecto

Galescolas... o [autêntico] projecto

Altera Galiza.- Continuando com a Temporada das Letras 2006 que está a organizar em Ourense A Esmorga, associação que ainda existe, felizmente, embora as dificuldades, ontem, sexta-feira 26 de Maio, tocou-me fazer de anfitrião e apresentar um representante do projecto das Galescolas, isto é, da criação de infantários em galego. Essa iniciativa está hoje na moda, e na polémica, ao decidir a Junta da Galiza lançar um projecto sob o mesmo nome ainda que com uns objectivos "aquém das perspectivas".

José Ramom Pichel, bem conhecedor da comunicação (ele trabalha numa empresa dedicada à internet e trabalhos de software), fez do acto não só uma defesa, promoção e divulgação do projecto apadrinhado pela VOGAL, mas também um exercício de didáctica na procura do diálogo, do acordo e, porfim, de um autêntico espaço para a língua galega na Galiza, um espaço além das fronteiras e dos partidismos.

Pessoal, como venho fazendo nas últimas postagens, não vou comentar muito mais. Apenas deixar-vos com a gravação e a apresentação que acompanhou a palestra para todos e todas poderdes tirar as vossas conclusões. No mínimo, conhecermos a versão da VOGAL é um exercício de justiça comunicacional, perante a desigualdade de meios com que conta face uma instituição como a Junta da Galiza.

Por sinal, acrescentar só que, com a polémica surgida e os recuos da proposta oficialista a respeito, apanhei mais uma decepção com o Bloque (sic). Ora, certeza que devemos esperar e com a passagem dos meses valorizar melhor a situação, por que sempre pode haver novidades e, talvez, positivas. Faço votos para isso.

Addenda, 28 de Maio de 2006

Justo agora de manhã cedo acabo de chegar à minha caixa de correio-e uma mensagem-e com uma carta assinada pela Presidenta da VOGAL, Eva Yusty, através da qual pede rectificação a Vieiros da informação dada acerca das Galescolas e do comunicado enviado pela VOGAL, após o lançamento da iniciativa sob o mesmo nome por parte da Vice-Presidência da Junta. O pessoal pode comparar o publicado em Vieiros com o comunicado original ou então com o publicado no PGL.

E para já, reproduzo a carta da Eva Yusty que, no momento que escrevo estas linhas (13h08, domingo, 26 de Maio de 2006) ainda não conseguiu a rectificação pedida:

A verdadeira iniciativa Galescola


Em relação com a notícia aparecida na terça-feira, dia 23 de Maio, neste jornal, é preciso esclarecer que quando desde a Associação VOGAL falamos da iniciativa Galescola estamo-nos a referir à que nós temos em andamento, e não à da Xunta, que deveria chamar-se de outra maneira.

A notícia diz textualmente:

"A Associação VOGAL (Viveiro e Observatório de Galescolas) vén de publicar un comunicado no seu blog no que afirma que a iniciativa posta en marcha pola Vicepresidencia da Igualdade e do Benestar da Xunta de Galicia naceu xa en novembro de 2004, no seo do tecido asociativo reintegracionista."


Isto não é o que nós afirmamos, já que a iniciativa posta em marcha pela Vice-Presidência não é a mesma que a posta em marcha pela VOGAL. São duas propostas diferentes em vários pontos fundamentais, a saber:
- A da VOGAL é em galego, e a da Xunta pode ter até dous terços das horas em espanhol.
- A da VOGAL vai destinada a famílias que optem pelo ensino em galego, independentemente do nível de ingressos, e a da Xunta vai destinada a famílias com poucos ingressos, independentemente da língua pela que optem.
- A da VOGAL priorizará a relação com as culturas lusófonas oferecendo uma visão ampla da língua galega, a da Xunta constringe a língua às fronteiras do estado espanhol.
- A da VOGAL é cooperativa, participando a associação, o professorado e as famílias na gestão dos centros. A da Xunta é gestionada pela FEGAMP.

Por tudo isto reivindicamos a propriedade do nome Galescola, e solicitamos que se esclareça este mal-entendido perante os leitores e leitoras, para evitar prejudicar a imagem da nossa associação.
Queremos manifestar também que a apropriação do nome Galescola por parte da Xunta está fazendo com que muitas pessoas que não conhecem em detalhe a proposta da Vice-Presidência pensem que o nosso projecto já não é necessário, o qual nos prejudica gravemente, dado que dependemos do apoio social para levá-lo adiante.

Atentamente

Eva Yusty Campo
Presidenta da Associação VOGAL

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

José Ramom Pichel

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Título: "Galescolas"
Emissão: Inédita (prevista em Rádio Alhariz)
Data: 26 de Maio de 2006, 20h30
Lugar: Café Cultural Auriense (Ourense)
Duração: 1h 05 min. aprox.
Participantes: .- José Ramom Pichel (VOGAL)
Gravação: Digitalizada em formato MP3 a 44 Khz e 128 Kbps
Descarga:*
(62.1M)
Fazer Descarga Fazer descarga do mp3 [botão direito => Salvar como...]
Anexos: Apresentação Power Point  Fazer Descarga
=> [Botão direito, Salvar Como...]

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Escrito em 27-05-2006, na categoria: Sociedade, Língua, Áudio
Chuza!

Sem comentários ainda

        Busca

      powered by b2evolution