« Vem ver os jogos da Galiza na ArtábriaSom do Galpom deixárom boa música na Artábria »

Dez anos depois, publicamos primeira ediçom digital do primeiro poemário de Carlos Quiroga

26-12-2007

  19:30:58, por artabria   , 354 palavras  
Categorias: Publicaçons, Comissom de Língua

Dez anos depois, publicamos primeira ediçom digital do primeiro poemário de Carlos Quiroga

Dez anos depois da saída da primeira obra publicada polo hoje reconhecido escritor Carlos Quiroga, temos o privilégio de publicar a reediçom digital do poemário Gong (mais de 20 poemas globais e um posfácio esperançado), cuja ediçom em papel ficou há muito esgotada.

Esta reediçom é de livre descarga, graças à iniciativa da Artábria e do próprio autor, que mostrou a sua disponibilidade e ainda fijo umha revisom da ediçom velha, para a oferecermos agora como presente nestas Festas de Inverno.

Poesia de qualidade, assim reconhecida de maneira unánime pola crítica, escrita na nossa ortografia por Carlos Quiroga, autor que depois da publicaçom do Gong tem publicado várias novelas, contos e poemários, e recebido por duas vezes o Prémio Carvalho Calero convocado anualmente pola Cámara Municipal de Ferrol.

Se nom tiveste ocasiom de comprar, nem sequer de ler, a obra original de 1998, em papel, está é a ocasiom para te presentearmos com esta cuidada ediçom em PDF, revista polo próprio autor. Podes descarregá-la da secçom de publicaçons ou, entom, de aqui mesmo.

Lembra: também nestas festas, literatura galega de qualidade!

Carlos Quiroga nasceu em 1961, em Escairom, Galiza. É escritor e professor de literaturas lusófonas na Universidade de Santiago de Compostela. Publicou g.o.n.g. - mais de 20 poemas globais... (1999), Periferias (narrativa premiada em 1999), A espera crepuscular (2002), Il castello nello Stagno di Antela (2004), O regresso a Arder (2005), Inxalá (narrativa premiada em 2006) e Venezianas (2007). Fundou e dirigiu a revista galega O mono da tinta e é o actual director da revista Agália. Algumhas das obras de Carlos Quiroga tenhem ediçons próprias em Portugal e no Brasil, mantendo relaçom fluida com esses espaços literários, graças ao seu compromisso reintegracionista e da sua inequívoca concepçom da nossa cultura como parte do ámbito lusófono.

Aproveitamos para informar de que as ligaçons rotas na secçom de Publicaçons fôrom já restauradas, estando disponíveis novamente para descarga a maior parte das obras editadas pola Artábria desde 1998.

Sem comentários ainda

Horário de Abertura
- Segundas a sextas 10.00h-13.30h // 17.30h-feche
- Sextas e Sábados 18.00h-feche

A Associaçom Reintegracionista Artábria, nascida em 1992 em Narom, transformou-se em abril de 1998 em Fundaçom, inaugurando em setembro desse mesmo ano o seu Centro Social.

A Fundaçom Artábria está declarada de Interesse Galego e classificada de interesse cultural, com o número de inscriçom 54 e CIF:G15645518.


Para saberes mais, lê a definiçom da Artábria na wikipédia + info

Busca

Ferramentas de administraçom

  Feeds XML

powered by b2evolution free blog software