« Vem celebrar connosco a Noite das LumeiradasQueres saber que grupos venhem ao XII Festival da Terra e da Língua? »

Apresentado "Manifesto das Associaçons Culturais de Ferrol"

07-06-2012

Link permanente 20:37:20, por Fundaçom ARTÁBRIA Email , 636 palavras, 551 visualizaçons   Português (GZ)
Categorias: Movimentos sociais

Apresentado "Manifesto das Associaçons Culturais de Ferrol"

Na manhá de hoje, 7 de junho, diferentes representantes das entidades culturais da comarca de Trasancos, entre elas a Fundaçom Artábria, compareciam, nos soportais do Teatro Jofre, em rolda de imprensa ante os meios de comunicaçom, para apresentar o Manifesto das Associaçons Culturais de Ferrol.

Continua:

O manifesto surge em resposta a atitude mostrada polo Concelheiro de Cultura, o "popular" Manuel Reyes Garcia Hurtado, cara as distintas associaçons que integram o tecido cultural de Ferrol.

O escritor ferrolano Guillermo Fernández foi o encarregado de dar leitura ao mesmo. Posteriormente denunciou o que está a acontecer no eido da cultura nesta cidade onde som multadas as pessoas que reivindicam a figura de Ricardo Carvalho Calero ou a polícia agrede a usuári@s da biblioteca pública.

A continuaçom reproduzimos o manifesto:

MANIFESTO DAS ASSOCIAÇONS CULTURAIS DE FERROL

Considerando a cultura, e mais em tempos escuros como os que estamos a viver, como o meio polo qual as pessoas e os povos que habitam o mundo fam possíveis os dias.

Considerando que só através da cultura é possível enchermos de sentido a vida, achamos absolutamente evidente o papel essencial das Associaçons Culturais.

Por isso cumpre tê-las em conta, respeitá-las, considerá-las à hora de desenhar a vida cultural, neste caso dumha cidade, desenho que jamais poderá ser somente um trabalho burocrático, falando da vida como falamos, e sempre enraizado na base desta sociedade.
Isto só o podem levar a cabo as Associaçons Culturais.

É por todo isto, polo que se nos fai intolerável a caprichosa deriva cultural da que fai gala a Concelharia de cultura da nossa cidade, e obrando em consequência, o conjunto das associaçons culturais de Ferrol manifestamos a nossa preocupaçom pola inusual incompetência do edil de cultura, à hora de desenvolver umha política cultural que recolha o sentir da cidadania, representada em grande medida polas diferentes associaçons culturais de sobrada e reconhecida trajetória na nossa cidade.

O intento do concelheiro de desprestigiar o tecido associativo cultural ferrolano nom é máis do que umha manifestaçom da profunda ignorância dum home que nom sabe traçar as linhas mestras do caminho da cultura na nossa cidade e tenta fazer valer o lema despótico de que “A Cultura sou eu”.

A cultura cidadá fai parte dos sinais de identidade dum povo e através dela conservam-se em moitos casos as tradiçons e os costumes do mesmo. Por isso a desconsideraçom e o desprezo da concelharia de cultura cara as nossas atividades é bem preocupante e lamentável.

O profundo deterioramento das relaçons entre o associacionismo cultural e o edil de cultura fai necessária a figura dumha pessoa ténica em cultura, que facilite o diálogo e seja quem de canalizar as distintas inquedanças culturais da cidadania.

De nom ser assí, pensamos que a ruptura poderá ser definitiva e daria-se o caso, por vez primeira na democracia, que um governo municipal nom escoitasse o sentir popular à hora de desenhar a sua política cultural.

Exigimos, portanto, a restauraçom do diálogo das Associaçons com o Concelho através de ténicos/as em cultura e reprovamos a conduta anti-democrática, imprópria dum concelheiro, que oculta a sua incapacidade por trás de gestos autoritários que sem dúvida, envergonham a quem os escoitar.

Nom obstaculizar as suas iniciativas, facilitar os meios e os instrumentos necessários para fazer realidade os projetos é umha das funçons que as instituiçons devem assumir. Manter um diálogo permanente, escoitar-nos.
Estes e nom outros som os motivos deste manifesto que assinamos as associaçons da cidade de Ferrol que a seguir detalhamos:

ASOCIACIÓN FUCO BUXÁN

ASOCIACIÓN BARTOLETA

ASOCIACIÓN LENDO POESÍA (POESÍA SALVAXE)

ATENEO FERROLÁN

ASOCIACION AMIGOS DO TEATRO JOFRE

ASOCIACIÓN LOPEZ BOUZA

FUNDAÇOM ARTÁBRIA

ASOCIACIÓN CULTURAL CONXEITO

A REVOLTA DE TRASANCOS

COLECTIVO OPAÍÍ - Rádio FilispiM

ASOCIACIÓN CULTURAL LEFRE DE CALDERETA

CLUBE DE PRENSA

MAQUINARIAS TEATRO

ASOCIACIÓN TEATRAL MAX TEATRO

ASOCIACIÓN CULTURAL ESTUDIO DE TEATRO N+1

LICEO RUBIA BARCIA

ASOCIACIÓN CULTURAL O MAXOLO

Sem comentários ainda

Deixe o seu comentário


Seu endereço de e-mail nom será revelado nesse site.

Sua URL será exibida.
(Quebras de linha se tornam <br />)
(Nome, e-mail & website)
(Permitir que usuários o contatem através de um formulário eletrônico (seu e-mail nom será exibido.))
Horário de Abertura
- Segundas a quintas 17.00h-23.00h
- Sextas e Sábados 18.00h-02.00h

A Associaçom Reintegracionista Artábria, nascida em 1992 em Narom, transformou-se em abril de 1998 em Fundaçom, inaugurando em setembro desse mesmo ano o seu Centro Social.

A Fundaçom Artábria está declarada de Interesse Galego e classificada de interesse cultural, com o número de inscriçom 54 e CIF:G15645518.


Para saberes mais, lê a definiçom da Artábria na wikipédia + info

Calendário de atividades

Onde estamos?

Travessa de Batalhons nº 7 rés-do-chao
(Esteiro) Ferrol-Galiza
Telefone: 981 352 986
correiodeartabria(arroba)gmail.com


Ver Os meus Locais guardados num mapa maior

Busca

Ferramentas do usuário

Feeds XML

powered by b2evolution