Na defesa do nosso, berra em galego

Na defesa do nosso, berra em galego

09-02-2009

Na defesa do nosso, berra em galego

Tomemos a palavra

Aturuxo - 1- Afirmamos que o galego e a língua própria de Galiza, e como tal, um elemento único e determinante da nossa identidade galega, um elemento que nos define como povo e unha forma única de ver a vida. Por isso, entendemos que o nosso direito a poder viver vintequatro horas em galego e inalienável e inegociável, com o qual exigimos as medidas oportunas para garantir e preservar os nossos direitos. Denunciamos nom poder ter umha vida plena em galego: no cinema, no lazer, na educaçom, no trabalho, nos serviços, etc.

2- Criticamos e rexeitamos aquelas entidades e associacions e instituçons de qualquer um outro tipo que, usando demagogia barata, atacam com fúria qualquer avanço a prol da normalizaçom da nossa língua e intentam fomentar as políticas de substituçom linguística aludindo a um viciado bilingüismo.

3- Rechaçamos e instamos à denúncia de todas as autoridades e instituçons que nom desempenhem o seu papel de velar polo cumprimento da normativa linguística actual e inpelimos a todas elas a iniciar projectos que fomentem a utilizaçom da nossa língua.

4- Consideramos que a política linguística que se está a desenvolver é insuficiente e eivada, que potencia um modelo perpetuado e fracassado, por isso apostamos por umha abertura da actividade dinamizadora de cara os outros países lusófonos, em especial no eido educativo e de consciênciaçom social sobre quais som as raízes próprias do galego. Por tudo isto, aplaudimos o acordo do Parlamento galego em quanto a recepçom das rádios e televisons portuguesas na Galiza e viceversa.

5- Aclamamos a consciência cívica das galegas e galegos para nom tolerar mais umha imposiçon; para exigir, tanto individualmente como de jeito colectivo, o cumprimento do nosso direito máis básico que é o de viver na língua do nosso país, sem ser, por isso criticados. Também chamamos à luita individual a través da nossa arma máis poderosa: a palavra.

Amigas e amigos, companheiras e companheiros, tomemos a palavra

Escrito ?s 23:14:09 nas castegorias: Novas
por CS Aturujo   , 368 palavras, 578 visualizaçons     Chuza!

1 comentário

Comentário de: Eu [Visitante]
12-02-2009 @ 12:53
    A asociaçom Aturujo somos um grupo de rapazes e rapaças que tras moito trabalho conseguimos abrir um Centro Social na Barbança para dinamiçar o tecido associativo e cultural. É um projecto cujos objectivos som a dignificaçom e o espalhamento da língua e cultura galegas, a livre expressom e o movimento social ante a desgaleguizaçom que sofre o pais em geral e zona na que vivemos em concreto, luitar contra das injustiças sociais... e oferecer tambem umha alternativa lúdica à que nos tem acostumad@s esta sociedade de consumo.

    Estamos na Rúa Principal, nº118

    Horario do local

    Venres:19:00-1:00h Sábado:17:00-3:00h

    localsocialbarbanza@gmail.com
    material Aturuxo
    Dezembro 2016
    Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
     << <   > >>
          1 2 3 4
    5 6 7 8 9 10 11
    12 13 14 15 16 17 18
    19 20 21 22 23 24 25
    26 27 28 29 30 31  

    Busca

    powered by b2evolution free blog software