« Sucesso da palestra de Nilda EloiI Certame de Confeitaria »

Palestra com Nilda Eloi sobre o genocídio na Argentina

12-03-2008

  01:33:16, por vermelha   , 612 palavras  
Categorias: Assembleia Aberta

Palestra com Nilda Eloi sobre o genocídio na Argentina

Na próxima sexta-feira, 21 de Março, contaremos com a presença no nosso Local Social de Nilda Eloi, destacada militante argentina dos direitos humanos e que foi detida-desaparecida no seu país, durante a ditadura argentina, forma parte da Associaçom ex-Detidos Desaparecidos da Argentina e na actualidade é a principal testemunha protegida do juizo contra vários repressores que se desenvolve na cidade da Prata.

Nilda estará em Ourense, Compostela, Ponte Areias e Ferrol. O motivo da sua tourné pola Galiza é informar sobre a situaçom dos julgamentos que estám a ser desenvolvidos na Argentina, as queixas-crimes apresentadas pol@s galeg@s desaparecid@s e as actividades pola memória histórica que se estám a desenvolver.

Perante as ameaças e intimidaçons, Nilda Eloi vive as 24 horas do dia sob protecçom policial, inclusive com a recomendaçom de empregar colete antibalas. A outra testemunha, Julio López, logo de testemunhar, foi seqüestrado há mais de um ano, achando-se actualmente desaparecido.

A entidade que ela representa, integrante do colectivo ?Justiça Já?, jogou um papel muito importante na apresentaçom das denúncias apresentadas pola Federaçom de Associaçons Galegas polos desaparecidos galegos na Argentina.

A palestra é organizada conjuntamente pola Fundaçom Artábria, Assembleia Aberta da Baiuca Vermelha, Local Social A Esmorga e Assembleia Aberta do Centro Social Henriqueta Outeiro.

Ourense, 11 de Março às 20.30h no Local Social A Esmorga
Compostela, 13 de Março às 20.30h no Centro Social Henriqueta Outeiro
Ponte Areas, 21 de Março às 20.30h no Local Social Baiuca Vermelha
Ferrol, 27 de Março às 20.30h na Fundaçom Artábria

Quem é Nilda Eloi?

Nilda Eloi, durante o seu cativeiro, passou por distintos campos de concentraçom. Foi detida e seqüestrada na Prata durante o operativo denominado ?A noite dos Lápis?, quando fôrom seqüestrad@s e assasinad@s vári@s estudantes secundários que reclamavam a criaçom do ?Boleto estudantil?.
Nascida a 22 de Fevereiro de 1957 na Prata, Argentina, é integrante da Associaçom de ex- Detidos Desaparecidos.
Foi seqüestrada no primeiro de Outubro de 1976, permanecendo durante 11 meses em 6 centros clandestinos de detençom (La Cacha, Pozo de Quilmes, Pozo de Arana, Vesubio, El Infierno e Comisaria Valentín Alsina). Desde 22 de Agosto de 1977 até princípio de 1979 estivo detida no Cárcere de Vila Devoto, a disposiçom do Poder Executivo Nacional, quer dizer, sem causa judicial nengumha.
É denunciante por queixa-crime nos julgados da sua cidade na mega causa ?Camps? e nas causas emanadas da mesma. Nas causas que se abrírom polo Centro Clandestino de Detençom como as de: ?La Cacha?, ?Brigada de Investigaçons?, ?Comisaría 5ta?, ?Posto Vasco?, etc..
Noutros julgados, é denunciante na mega causa ?1º corpo do Exército? e nas causas que dela se derivam.
Como integrante da Associaçom de Ex-Detidos Desaparecidos, é denunciante destas causas, na mega causa ?Esma? e as suas derivadas, na mega causa ?Campo de Maio?, assim como em diferentes causas no interior do país.

Assim mesmo, como representante da Associaçom de ex-Detidos Desaparecidos, participa no ?Julgamento pola Verdade?, que desde 1998 leva avante a Cámara Federal da Prata.
Entre os labores que desenvolve no AEDD, está a confecçom de Trabalhos de Compilaçom de Dados (TRD, no seu acrónimo em espanhol) que servírom para abrir diversas causas e dada a riqueza documental dos mesmos, fôron aceites como prova tanto nas causas en primeira instáncia como nos julgamentos orais.
Trabalha na Comissom Provincial pola Memória, organismo que tem ao seu cargo a gestom do ex-Arquivo da Direcçom de Inteligência da Polícia da Província.

Sem comentários ainda

O Baiuca Vermelha nasce com o firme propósito de ofertar ao conjunto da rede associativa e popular do Condado um espaço autogerido no que poder realizar todo tipo de actividades culturais, reivindicativas e de lezer, ao margem das raquíticas e, na maioria das ocasions, inacesíveis infraestuturas municipais e autonómicas. [+...]

Abril 2021
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
 << <   > >>
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30    

Busca

Centros Sociais

Aguilhoar - Ginzo de Límia Alto Minho - Lugo Aturuxo - Bueu Local Social A Esmorga de Ourense Gentalha do Pichel Local Social Faísca - Vigo A Fouce de Ouro - Ames Henriqueta Outeiro - Compostela Revira - Ponte Vedra A Revolta - Vigo A Treu - Corunha C.S. Roi Soga de Lobeira - Noia C.S. Gomes Gaioso - Corunha Mádia Leva - Lugo Arrincadeira - O Ribeiro
Fundaçom Artábria - Ferrol

  Feeds XML

powered by b2evolution free blog software