04-09-2006

Patriotismo

Durante o mundial de futebol, um vizinho da minha rua colgou na janela uma bandeira espanhola (bastante grande). Um patriota, pensei eu. Depois do jogo Espanha-França, em que a Espanha perdeu, retirou a bandeira. Patriota de conveniência, pensei eu. Volveu a colgar a bandeira durante o mundial de basquetebol. Patriota que não perde a esperança. Depois da final, em que a Espanha venceu, retirou a bandeira. Prejulgara-o, só é patriota desportivo.
Há muitos patriotas desportivos, gente que nunca manifesta sentimentos nacionais (nem espanhois, nem galegos, nem outros) mas que se emociona e se exalta durante os jogos da selecção espanhola. Nem só com a de futebol, também com a de basquetebol, waterpolo, ou qualquer desporto desconhecido até o jogo da Nacional. Pessoas que nunca veem um desporto, que não conhecem os jogadores, que não entendem as regras, viram especialistas da noite para o dia. No bar que há debaixo da minha casa, a gente berrava com um partido de basquetebol. Incrível, aqui só se via futebol.
Esta força do desporto é bem aproveitada polos estados e, no caso que nos ocupa, polo Reino da Espanha. Depois do fim do serviço militar obrigatório, as forças armadas viram-se obrigadas a facilitar o acesso a estrangeiros e a eliminar alguns requirimentos para os cidadãos do Reino (paradoxo, melhor súbditos do Reino). Sinal de que há poucos soldados. (Na minha opinião, sempre há de mais...)
Durante o jogo do domingo, final do mundial de basquetebol entre Espanha e Grécia, todas as pausas para publicidade incluiam um anúncio das forças armadas espanholas. A minha dúvida é, se a Espanha não jogasse a final, emitiriam-se esses anúncios? E se fosse perdendo de forma tão evidente como perdia a Grécia?
Há quem me nega que haja exaltação patriótica, ou que os anúncios das forças armadas tentem aproveitar esse sentimento. Serei um paranoico que vê excessos nacionalistas por todas as partes?

FOI ESCRITO @ 12:14:58 na categoria Ivan Link permanente 6 comentários »

24-08-2006

De volta na Corunha

Aqui estou, depois da minha segunda (breve, mas intensa) incursão nas terras dos germanos. Estivem fazendo um curso de alemão muito interessante, e também figem vida de erasmus, isto é, saim quase todos os dias, já desde o primeiro. Aprendim muito alemão e conhecim gente muito interessante, em especial o grupinho com que andava por alá: Will e Dominic (En), Iannis e Rania (Gr), Mikołai (Pl) e Masha (Ru). Já colocarei algumas fotos, que as tenho todas no outro computador.
Aquilo estava plagado de russos, um dia na aula estávamos 8 ou 9 e eu era o único não-russo. Porém, como me chamo Ivan, também valia :-) A consequência foi que aprendim caligrafia em cirílico. Já colgarei aqui algo do que escrevim, é muito bonito ainda que não entendo nada. Outra consequência é que, por cortesia de Masha, trouxem uma garrafa de vodka e uma lata de kaviar, typisch deutsch!
Passaram muitas cousas interessantes, mas a que vou contar aqui paga a pena. Passei as três semanas dormindo relativamente pouco, saindo muito e, contudo, frequentando as aulas. Não faltei nem um só dia. Pois bem, o último dia estivem até as 3 com os colegas gravando DVDs com fotos e tinha que erguer-me às 5 para ir ao aeroporto. Duas horinhas de sono, colher um bus, um comboio e chegar ao aeroporto às 7, duas horas e meia antes de que saisse o avião. Pois eu, que sempre despertara à sua hora, não ouvim o relógio e despertei às 8. Sabendo que não colhia o avião, marchei para o aeroporto e cheguei às 10 e pico. O avião não tivo demora, com o qual não o colhim. Por sorte havia bilhetes para o dia seguinte, Berlim-Stansted (home, sweet home) e Stansted (home, sweet home)-Kompos. Sem ânimo para ir a Berlim, fiquei no aeroporto até hoje à manhã, quando colhim o avião, esta vez sim, com demora (tampouco tanto, ontem não o colheria com os 20 minutos de mais que tardou hoje). Polo menos, pola tarde vinheram ao aeroporto Masha e Galia, que marchavam para Moscovo e estiveram comigo um par de horas.
Bom, finalmente cheguei hoje, 24 horas e 120 € mais tarde do que esperava, e safei de ir apanhar as patacas :-) Puido ser pior
Abraços

FOI ESCRITO @ 20:36:00 na categoria Ivan Link permanente 2 comentários »

28-07-2006

Proposta para a RTVG

Uma das maiores críticas que recebem a rádio e a televisão galegas é a baixa (menor, ínfima) qualidade da língua utilizada pelas locutoras/os locutores. Especialmente os dos telejornais da TVG, eu sempre atendo ao mal que falam e às vezes não me inteiro bem da notícia. Ontem, vendo o telejornal das 14.30, e depois de ouvir palavras como *vigiância, ocorreu-me uma ideia genial para que as locutoras/os locutores aprendam a falar. Está baseado nos métodos que empregam os caçadores para educar os cães:
Material necessário
-Um colar que produza pequenos choques eléctricos.
-Uma filóloga/um filólogo com alto domínio da norma culta do galego (ou duma das normas incultas, não imos ser tão exigentes). Teóricamente a CRTVG já tem, ainda que nos telejornais não se aprecie. Sempre se podem contratar, a situação laboral deste colectivo não é boa e muitos trabalhariam pela comida.
Método
-A filóloga/o filólogo deve ter um botão que active o colar da locutora/do locutor. Cada vez que o locutor diga *vigiância ou *o jogador não foi convocado por estarem lesionado, a filóloga/o filólogo preme o botão e a locutora/o locutor recebe um pequeno choque que funciona como estímulo negativo. Deste jeito, a locutora/o locutor relaciona o erro linguístico com o choque e tenderá a não repeti-lo. Também se podia usar um estímulo positivo, como dar-lhe uma bolacha, cada vez que use bem uma oração de infinitivo ou uma condicional com futuro de subjuntivo.

Outro método, mais económico para a CRTVG e menos humilhante para as locutoras/os locutores e para as filólogas/os filólogos, seria que a gente tomasse a sério o seu trabalho. Se o trabalho consiste em falar, pois fazê-lo bem. Há cursos e métodos de aprendizagem de língua que qualquer trabalhador da CRTVG (ou mesmo a empresa) poderia pagar. E também há gente que sabe falar e que poderia fazer bem esse trabalho.

Nota (04-09-2006) Hoje decidim fechar os comentários para este artigo porque já vão duas vezes que tivem que eliminar spam em quantidades industriais. Hoje foram 64, da outra vez eram menos. Portanto, qualquer comentário sobre este post colocade-o num post mais recente. Espero não ter que fazer o mesmo mais vezes, o meu blog nunca foi fechado aos comentários.

FOI ESCRITO @ 15:42:20 na categoria Ivan Link permanente 8 comentários »

04-07-2006

Vamos para barcelona!!!

Que alegria, admitiram-me para o Máster de Tradução Audiovisual em Barcelona!!! Já tenho algo que fazer para o ano próximo, retrassamos mais um ano o fim da vida de estudante. De todos os jeitos, este ano vai ser de transição. Já irei contando.
Uma recomendação que vos deixo aqui, visitade http://aboleio.blogspot.com, a pracinha onde a partir de agora nos reuniremos a gente de Vigo. Passai, que sempre há-de haver alguém.

FOI ESCRITO @ 16:34:09 na categoria Ivan Link permanente 1 comentário »

26-06-2006

Aqui estou...

...escrevendo desde o meu portátil novo, que tantos desgustinhos me deu e que por fim está na casa, e escutando as canções de Apologhit. Que boa a de Transilvanians! Ska ska ska!!!
O fim da licenciatura em Vigo está a ser um pouco estranho, há gente que não sei se vou ver em muito tempo e ainda assim às vezes surgem problemas totalmente desnecessários. Que complicados podem ser os seres humanos! — eu não porque, como todo o mundo sabe, não sou humano :D
O outro dia fum à praia com meus pais, minha avoa e meu irmão. Estivem jogando à bola com meu irmão e saiu-me o escorpião! Três vezes!!! E uma delas rematando, eh! Bom, realmente não foi tão espectacular como o do video ;)
Hoje fum a Kompos, jantei com meu pai n'O Dezasseis e tava ali meio Comité Central do Partido. Penso que tavam comendo nenos, mas eu estava um pouco longe e não o vim bem, e tampouco quero acussar sem provas, que depois tudo se acaba sabendo.
Escrevim um haiku — só na forma, não no tema, mas como é o meu blogue poderei publicar o que me acorde, ou não?
Paradoxo estranho
ser uma porta fechada
a dar liberdade.

Beijos e abraços para todas e todos.

FOI ESCRITO @ 20:06:06 na categoria Ivan Link permanente 6 comentários »

16-06-2006

Avergonhado

Eu também o confesso avergonhado, ontem sentim-me identificado com Fernando Ónega. Em fim, suponho que isto acontecerá nas melhores famílias.
Ivan

FOI ESCRITO @ 13:48:35 na categoria Ivan Link permanente 3 comentários »

07-06-2006

Canção do verão

Fazendo uma pausa na tradução duma sentença, que ocupa o tempo que não dedico às duas traduções científicas que tenho pendentes, vou deixar aqui uma proposta de canção do verão. Deixo aqui o último éxito do Quim Barreiros, A Cabritinha.
A Cabritinha
La Ventanita já não está na moda, este vai ser o verão d'A Cabritinha!
Pode-se ver o video aqui, não o subo porque o blogue não mo permite.

FOI ESCRITO @ 18:32:24 na categoria Ivan Link permanente 5 comentários »

31-05-2006

O que seria eu se tivesse sido...

Por convite do Gerardo respondo a este pequeno (mais ou menos) inquérito. Tanto trabalho e tão pouca gana de trabalhar...

O que seria eu se tivesse sido...

* ... um mês: Agosto
* ... um dia da semana: o sábado
* ... um momento do dia: a hora do café, depois de jantar
* ... um planeta: Plutão, porque tem uma órbita estranha. Ou Melmac :-P
* ... um animal: o ornitorrinco
* ... um móvel: a espreguiçadeira
* ... uma bebida: água do poço
* ... um instrumento musical: a gaita (a convivência fai com que nos pareçamos, acho)
* ... uma fruita: só podo pensar em cereijas (acabo de comer nelas), mas suponho que seria um kiwi (se isto não é escrita automática...)
* ... uma canção: Canto del servo pastore (de Fabrizio de André). Ou talvez a versão em friulano, Cjant dal pastor.
* ... uma matéria: da escola? A História
* ... uma parte do corpo: o lombo
* ... um objecto: uma almofada
* ... uma comida: castanhas assadas na lareira
* ... um personagem animado: Yogi
* ... um número: o 1
* ... um (auto)carro: um Range Rover (mas com um preço popular)
* ... uma cidade: Corunha
* ... uma dor: a nostalgia
* ... um mar: o Mar da Tranquilidade
* ... um idioma: o islandês
* ... uma flor: o bilitroque
* ... uma cor: a cor castanha
* ... um verbo: ultimamente, trabalhar. No meu estado normal, folgar
* ... uma estação do ano: o Verão
* ... uma prenda de vestir: um pano (já sei que é um complemento, mas eu seria um pano e pronto!)
* ... um livro: Arredor de si
* ... um país: Utopia
* ... um lugar: o meu quarto, por exemplo
* ... um desporto: a bilharda
* ... um filme: gostaria de ser um de Clint Eastwood com Sergio Leone, mas acho que não sou tão duro :-)
* ... uma marca: a ferro
* ... uma série: os Simpson
* ... uma página web: não é por copiar a resposta do Gerardo, mas acho que seria este blogue
* ... um sabor: o do chá verde
* ... um signo do zodíaco: Áries
* ... um perfume: o do café acabado de fazer

Convido cinco pessoas: Dáni, Héctor, Ana, Jose e Noe.
Este blogue fica aberto para qualquer dúvida, comentário ou proposta. Isto é, se pensades que sou tão duro como Clint Eastwood nos filmes de Leone, por exemplo, mandai um comentário :-)
Abraços

FOI ESCRITO @ 00:00:11 na categoria Ivan Link permanente 5 comentários »

22-05-2006

Só por saudar

Se algum dia há um tour dos blogues, eu não vou levar o prémio da regularidade... Talvez o da montanha, porque cada mês escrevo um post longuíssimo. Em fim...
Na sexta foi o acto de licenciatura, todos superelegantes e acompanhados das famílias para irmos buscar um diploma falso :D A verdade é que foi divertido. E depois a ceia, que também foi boa! Penso que, depois de cinco anos estudando juntos, é a primeira vez que estamos quase todos.
Foi bonito como são bonitas as cousas que acabam, com um pouquinho de saudade. Agora é que o futuro é incerto (ser, é sempre, mas esta vez nota-se).
Foram cinco anos com os seus momentos melhores e os seus momentos piores. Não há problema, porque pouco e pouco irei esquecendo os maus e lembrarei os meus anos na universidade como os melhores.
Vou marchando, que vinha só por saudar...

FOI ESCRITO @ 10:50:07 na categoria Ivan Link permanente 5 comentários »

13-04-2006

Afinal pudem dormir na cama!

Pois sim, ao contrário do que suspeitava, o corpo suportou a cama depois de vários dias dormindo no chão, em assentos de comboio nojentos, em bancos de aeroporto... Bom, algum dia também tocou cama. E suportei-na, de facto dormim mais de 12 horas :-P Isso não pode ser são!
No dia 1 chegamos a Budapeste, que é bonita mas não me impressionou, talvez eu esperasse outra Praga, ou pode ser que não estivesse na melhor disposição de espírito, quem sabe. Vimos um comício do PP de Hungria (o partido Fidesz), já que houve eleições ao parlamento no 9 (a segunda volta será no 23). Por certo, o Fidesz foi segundo depois do partido socialista. Como se vê, em todas as partes se cozem favas.
Dali a Sarajevo, talvez a minha favorita de todas quantas vimos apesar de que só estivemos um dia. Parece um collage, ali há sérvios, croatas e bosníacos, a gente é acolhedora... O mercado central, que suponho que é um bairro bosníaco, parece um anaco de Turquia colocado no centro dos Balcães.
Depois Split, uma vila mediterrânea típica, com as suas casinhas brancas, os seus restos romanos, o seu mercado. Muito turística, o que talvez lhe tire algo de engado mas que ao tempo lhe dá muita vida. Se tendes tempo e algum dinheiro, a costa da Croácia paga a pena.
De Split marchámos para Zagreb, nada do outro mundo, uma cidade europeia normal, com os seus edifícios históricos e já está.
Desde Zagreb, para Bratislava, com aventura de fronteira e comboio. Bratislava é uma cidade bonita, acolhedora, o bom tempo acompanhou-nos.
Dali fomos a Praga, que eu já conhecia. Muito turismo, mas continua a impressionar. Depois dum par de dias em Praga, a metade do grupo marchou para Polónia e os outros para Brno, também bonita e acolhedora, onde colhemos o avião para Stansted. Noite no aeroporto e volta para Santiago.
Isto é só um esquema, as aventuras já as irei contando e já irei colgando fotos.
Saúde
Ivan

FOI ESCRITO @ 15:59:08 na categoria Ivan Link permanente 2 comentários »

1 2 3 4 >>

Julho 2014
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
 << <   > >>
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31      

Busca

Categorias

Ferramentas do usuário

Feeds XML

multiple blogs