O CAPITAL NOM TEM PATRIA NEM CORAÇOM

28-05-2006

  16:15:49, por Corral   , 434 palavras  
Categorias: Outros, Dezires

O CAPITAL NOM TEM PATRIA NEM CORAÇOM

A empresa espanhola *Inditex, proprietária da marca *Zara, diz que pesquisará a suposta utilização de meninos para *coser seus *zapatos por uma fábrica *subcontratada em Portugal, segundo informa hoje o semanário *luso *Expresso. A mencionada revista, que sai nos sábados, publica uma reportagem com fotografias de meninos da zona rural de *Felgueiras, no norte de Portugal, uma região muito afectada pelo desemprego, que *cosen no interior de suas casas *zapatos da marca *Zara. "*Carlitos, 11 anos: 0,20 ? por *zapato", titula a portada da secção 'Única' do semanário que inclui a reportagem. A informação destaca que neste domingo é o Dia Mundial do Menino. As páginas interiores mostram imagens dos meninos, de 11 e 14 anos, *cosiendo *zapatos com o selo da mencionada marca e com as mãos protegidas por *gruesos *dedales de couro. "Este é um caso *gravísimo. Temos um código de conduta muito rígido, que proíbe o trabalho infantil em nossas empresas externas", declararam à publicação responsáveis do gabinete de comunicação de *Inditex. "Vamos confirmá-lo primeiro, mas, se é verdade, *Inditex será *implacable. Essa fábrica deixará de trabalhar para nosso grupo", assegurou a fonte. Famílias inteiras *cosiendo *zapatos *Inditex explicou à revista que conseguiu *averiguar que os *zapatos são produzidos numa fábrica *subcontratada na região norte do país. O dirigente do Sindicato de Calçado *luso, José *Guimaraes, explicou que os *zapatos são distribuídos em *furgonetas por intermediários pelas casas da região. "Ao final do dia, a *furgoneta vai recolher a obra já *cosida e entrega mais *zapatos para *coser", disse *Guimaraes, e assinalou que uma família pode *coser num dia entre 100 e 150 *zapatos, pelo que recebem entre 20 e 30 euros. O sindicalista considerou que esta quantidade é "*miserable", mas que em muitas ocasiões este é o único dinheiro que entra nas casas. Em 2002, a Organização Internacional do Trabalho (*OIT) denunciou que em Espanha podia ter 200.000 trabalhadores menores de 14 anos, "muitos dos quais trabalham em pequenas empresas em condições de *subcontratación, especialmente na indústria do calçado". O gabinete de comunicação de *Inditex informou que no último ano deixaram de trabalhar para a companhia espanhola cerca de 400 empresas por "violar o código de conduta de *Inditex sobre trabalho infantil, liberdade de associação, saúde, segurança ou *medioambiente". *Inditex incorporou-se em outubro de 2005 à *Ethical *Trading *Initiative (*ETI), organização que agrupa a companhias internacionais de distribuição, grandes provedores, sindicatos e ONGS, com o objectivo de melhorar as condições de vida dos trabalhadores das empresas provedoras.

Sem comentários ainda

Agosto 2020
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
 << <   > >>
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31            

Busca

  Feeds XML

Ferramentas de administração

powered by b2evolution free blog software