"Atrocidade israelense, silêncio mundial"

07-01-2009

  12:50:47, por Corral   , 444 palavras  
Categorias: Outros, Dezires

"Atrocidade israelense, silêncio mundial"

B.B.C.

No meio da ofensiva israelense na Faixa de Gaza, a BBC entrevistou sobre a actual situaçom ao relator especial de Naçons Unidas para os territórios palestinos, Richard Faulk.

No passado Israel acusou a Faulk de falta de imparcialidade, mas o representante internacional diz que seria equivocado equiparar a agressom israelense com a palestina.

Faulk é professor emérito de Direito Internacional na Universidade de Princeton, Estados Unidos.
* * *

Como você caracterizaria o que os israelenses estám a fazer em Gaza?

Israel está a cometer umha pavorosa série de atrocidades, utilizando armamentos modernos contra umha populaçom indefesa, atacando a umha populaçom que tem estado sofrendo um severo bloqueio durante muitos meses, e ignorando a possibilidade de restabelecer um cesse o fogo que os líderes de Hamas tinham proposto.

Sento-me estupefacto pelo facto de que a comunidade internacional nom tenha tomado medidas mais decisivas como resposta ante o que está a ocorrer.

Você utilizou a palavra "atrocidades". Considera que se estám a cometer violaçons das leis internacionais em matéria humanitária?

O próprio bloqueio descumpre as duas obrigaçons mais fundamentais de umha força de ocupaçom: em primeiro lugar, evitar castigar colectivamente à populaçom civil e, em segundo, garantir que a populaçom ocupada tenha suficientes alimentos e fornecimentos médicos.

Este bombardeio nom se pode nem sequer descrever como desproporcionado: é um acto de agressom incondicional contra umha populaçom indefesa para a qual Israel tem especiais responsabilidades internacionais baixo a Convençom de Genebra e em relaçom com a Carta de Naçons Unidas.

Você diz que o que está a passar nom tem justificativa. Mas, em sua qualidade de relator especial de Naçons Unidas em temas de direitos humanos nos territórios ocupados, você tem o dever - até verdadeiro ponto- de ser imparcial sobre o que está a passar. As pessoas que vivem no sul de Israel, que se viram submetidas a repetidos ataques com foguetes desde Gaza, nom têm também direitos?

Por suposto que têm direitos e eu disse, umha e outra vez, que os ataques com foguetes som imorais e ilegais.

Mas, desde nenhum ponto de vista legal ou moral, esses ataques podem justificar represálias desta magnitude.

E daí crê da acusaçom dos israelenses de que você nom é nada imparcial?

E por que deveriam eles me considerar imparcial?

Isso nom é mais que um desvio das verdadeiras perguntas que se devem fazer: Estou a ser preciso? Estou a ser veraz?

Nom é meu dever dizer que realidades desiguales som iguais.

Se fizesse-o, estaria a descumprir com minha responsabilidades como relator especial.

1 comentário

Comentário de: pinto [Visitante]
pinto

O dinheiro do mundo está nas mãos dos agiotas judeus então eles manipulam a imprensa mudialmente com apoio decisivo dos judeus americanos. Você já imaginou se o profeta Maomé tivesse sido cruficado nas mãos dos judeus será se ainda existiria algum?

02-01-2011 @ 23:22
Setembro 2021
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
 << <   > >>
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30      

Busca

  Feeds XML

Ferramentas de administração

powered by b2evolution