O ESTADO NAZI-SIONISTA DE ISRAEL e o tráfico de órgaos.

24-08-2009

  17:04:37, por Corral   , 1094 palavras  
Categorias: Outros, Ensaio

O ESTADO NAZI-SIONISTA DE ISRAEL e o tráfico de órgaos.

Por Alfredo Jalife-Rahme - A Jornada, México
 
Desde fai mais de umha década era sabido nos informados círculos médicos e penais o financiamento por Israel de transplantes de órgaos em outros países de forma clandestina mediante umha extensa rede criminosa, como confessou Geldaya Tauber Gady, alto oficial retirado do exército israelita, ante um tribunal do Brasil: "o governo israelita está inteirado do tráfico de órgaos para os pacientes de seu país e paga por todas as transacçons (sic) através do plano Quatro de saúde" (BNET; Transplant News; 30/1/04).

Segundo Larry Rohter, de The New York Times (23/5/04), o israelita Ilan Peri é o cérebro tratante do mercado negro do transplante global de rins por conduto da empresa TechCom, com sede em Tel Aviv. Após ter sido exposto em África do Sul e Brasil, os traficantes israelitas de órgaos transladaram a China grande parte de suas operaçons.

Rohter argúi que a "emergência de Israel como foco do sindicato (criminoso de rins) nom causa surpresa" devido a que por consideraçons religiosas "a taxa de doaçom em Israel (Nota: Oito por cento) encontra-se entre as mais baixas do mundo ocidental (Nota: 35 por cento)".

Fai dous anos, Zaki Shapiro, cirurgiam israelita e anterior director de transplantes no Rabin Medical Center de Israel, foi detido no meio de um tiroteio em Turquia por estar implicado em umha rede clandestina de venda de rins em um hospital privado de Istambul, segundo The British Medical Journal (12/5/07)

O rotativo israelita Haaretz (12/12/01) tinha reportado fai quase oito anos que as "autoridades de Rumaria procuram possíveis vínculos entre as agências de adopçom (sic) israelitas e a ilegal conspiraçom (supersic!) global na venda de órgaos para transplantes". Rumaria pesquisa "se os meninos rumamos chegaram a Israel com todos os órgaos em seus corpos". Os casais israelitas pagam 20 mil dólares pola cada infante rumado adoptado. Teme-se que vários papéis de adopçom tenham sido falsificados, relata pulquérrimo Haaretz, que já tinha assinalado que "alguns médicos israelitas estavam implicados em transplantes ilegais de rins" em Turquia, Rumaria e outros países da Europa oriental.

Factos:

O passado 23 de Julho, em um operativo espectacular em New Jersey, a polícia judicial dos Estados Unidos deteve a 44 pessoas, incluídos cinco rabinos de Brooklyn, por lavagem de dinheiro, tráfico de rins e fabricaçom de carteiras falsas de desenho.

A lavagem de dinheiro do eixo Nova York-Tel Aviv (incluirá ao "México neoliberal"?) está já muito visto, polo que nos deteremos no menos conhecido tráfico de rins polos mesmos operadores criminosos, entre quem destaca o rabino Levy Izhak Rosenbaum, quem resultou um óptimo financeiro ao comprar os rins a os "doadores" no mercado negro por 10 mil dólares para os vender em 160 mil aos urgidos "receptores" (MSNBC; 24/7/09). Que bom negócio!

Nancy Scheper-Hughes, professor de antropologia da Universidade de Califórnia em Berkeley, tinha alertado ao FBI desde fai sete anos sobre a rede de tráfico de rins no mercado negro dos Estados Unidos polo rabino Levy Izhak Rosenbaum, quem chegou a colocar seu revólver na cabeça de os ?doadores" arrependidos, em sua maioria oriunda de aldeias pobres de vários países da Europa oriental, em particular da Moldávia (Haaretz; 26/7/09).

Na Índia, compra-a dos rins dos miseráveis é mais barata: 2 mil dólares (Daily News: 27/7/09). Terá comprado rins índios o rabino criminoso Rosembaum para acrescentar os seus suculentos ganhos?

Dos quase 70 mil transplantes de rins que se realizam no mundo ao ano, 10 por cento prove do mercado negro. Nos Estados Unidos morreram no ano passado Quatro mil 540 pessoas em espera de um transplante de rim, o que tem feito florescer seu lucrativo mercado negro em todo mundo. Terá ramificaçons nos hospitais "privados" de México?

Scheper-Hughes alega que no hospital Monte Sinai de Nova York se realizavam os transplantes dos rins comprados polo rabino financeiro Rosenbaum.

Outras fontes mais ferozes ?que invocam "a cumplicidade do governo israelita"?, como as de Joseph Cannon (Os carniceiros: a verdade oculta sobre o circuito de roubo de rins por Israel; 31/7/09), assinalam ao Albert Einstein Medical Center.

Nom pode existir tanta maldade ultra-concentrada no planeta polo que também nom seria improvável que o rabino criminoso Rosenbaum tenha abusado de seus dotes religiosos para enganar a suas correligionários médicos de Nova York e Tel Aviv.

Cannon evoca que em "o transcurso dos anos, muitos (sic) tem acusado a Israel de traficar com os órgaos dos palestinianos". Entre os "muitos" destacam os relatos macabros desde fai 21 anos do conotado autor britânico David Yallop (8/2 e 30/10 de 1988).

Canino exuma os vínculos entre Ilan Peri, suposto tratante do governo israelita (na gíria do Mossad: O Cavalo, quem opera a cobertura protectora das inmundicias governamentais), e o rabino financeiro Rosenbaum.

Jane?s (5/3/08), centro de pensamento militar britânico, expom o "mercado negro expansivo do tráfico de órgaos" dominado por "tratantes sem escrúpulos e facilitado polas legislaçons nacionais inadequadas, amplas práticas corruptas e a ausência geral de alerta cidadá sobre a extensom de seu comércio". Comenta que "o comércio ilegal de partes do corpo é amplamente dominado polos rins devido a sua grande demanda e por constituir os únicos órgaos maiores que podem ser transplantados inteiramente com poucos riscos relativos para o doador vivente".

Neste contexto de barbárie, Aftonbladet, o jornal sueco de maior circulaçom, reportou que "os soldados israelitas raptam a palestinianos para roubar seus órgaos", o qual provocou umha iracunda reacçom do governo israelita (Haaretz; 18/8/09). O autor, Donald Boström, vincula o roubo de rins palestinianos ao circuito criminoso do rabino Rosenbaum.

Na tardia, quam surpreendente exibiçom dos rabinos lavadores de dinheiro e traficantes de rins de Brooklyn, terá algo que ver seu pertence ao grupo ultra-religiosoxo Chabad-Lubavitch e sua aliança com o partido dirigente Shas, aliado do fundamentalista premiê do partido Likud, Bibi Netanyahu, quem tem declarado a guerra ao plano de paz de Obama?

Nom se pode esquecer a recente e indecente declaraçom de Manis Friedman, "o melhor dos rabinos de Chabad-Lubavitch" (segundo Nathaniel Popper do portal hebreu The Forward), quem incitou aos judeus a matar aos homens, mulheres, (sic) e meninos (supersic!) árabes durante a guerra: "a única maneira de combater umha guerra moral (supersic!) é ao estilo (sic) judeu: destruam seus lugares sagrados. Matem homens, mulheres e meninos (e seu ganhado)". Agregou sem desembaraço: "nom creio na moralidade ocidental" (Haaretz; 9/6/09). Melhor aqui detemos-nos.

 

1 comentário

Comentário de: ABENAILDO [Visitante]
ABENAILDO

JUDEUS DE TRANCINHAS QUE CHUTA SUAS PROPRIAS ESPOSAS NO ONIBUS E QUE FAZ MACUMBA COM GALINHA, NAO MERECE VIVER NAS TERRAS DOS ARABES, PUROS DE SANGUE DE SUA TERRA NATAL

05-10-2009 @ 15:32
Agosto 2020
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
 << <   > >>
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31            

Busca

  Feeds XML

Ferramentas de administração

open source blog tool