O Capitalismo a todo terreno - Aposte e perda

28-11-2009

  23:33:00, por Corral   , 314 palavras  
Categorias: Dezires

O Capitalismo a todo terreno - Aposte e perda

Aposte e perda: Até quando o sistema poderá manejar a crise

Socialmente em decadência, politicamente esvaziado de pensamento estratégico, economicamente esgotado e em crise, o sistema capitalista (leia-se o "mundo único") continua pateando seus conflitos para adiante ao todo controle dos processos mundiais e sem um inimigo estratégico que lhe ponha pedras no caminho.

?Esse é o ponto inicial para compreender porquê a profunda crise que hoje afecta à economia global capitalista (que já tocou o estádio social com a desocupaçom) vem sendo manejada? desde os bancos centrais e os grandes centros de decisom de EEUU e as metrópoles imperiais da Europa.

A receita: Injectar enormes massas de dinheiro público (bilionários fundos estatais) para resgatar da quebra ao sistema capitalista privado (dono do Estado) e recrear novas "borbulhas" (negócios na crise) mediante emissões de endividamento público que pom a funcionar a tope a maquinaria de especulaçom financeira nos mercados internacionais (a talhada maior de rentabilidade do capitalismo transnacionalizado).
A contradiçom: Conquanto os "resgates estatais" reactivárom a capitalizaçom e os ganhos dos grandes bancos e empresas (os polvos do capitalismo transnacional) cotizantes em Wall Street e nos centros financeiros mundiais, mostraram-se impotentes para recuperar as duas pedras fundamentais da economia real capitalista: O consumo e o emprego.
Em resumo:
O sistema (os centros de decisom imperial) recuperou a dinâmica rendível da "economia de papel" (o modelo financeiro que estalou com a crise subprime), mas os subsídios e resgates estatais (assim o demonstram claramente EEUU e a UE, as duas economias centrais) nom puderam restabelecer o funcionamento pleno da "economia real" que tem transitado (desde o ano passado) da crise financeira, a crise recessiva à crise social, cujo primeiro estádio se verifica com o desemprego e a suba das estatísticas da pobreza e a fame (que hoje já se registram claramente em EEUU e as potências europeias).

Sábado 28 de Novembro,
IAR Notícias /
Por Manuel Freytas
 

Sem comentários ainda

Agosto 2020
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
 << <   > >>
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31            

Busca

  Feeds XML

Ferramentas de administração

powered by b2evolution free blog software