CANTA O MELRO: Forças britânicas, francesas, jordanianas e qataríes detrás do confronto em Tripoli

24-08-2011

  18:03:51, por Corral   , 400 palavras  
Categorias: Dezires

CANTA O MELRO: Forças britânicas, francesas, jordanianas e qataríes detrás do confronto em Tripoli

http://www.debka.com

23/08/11.-Segundo um relatório de Debkafiles, longe de ser meramente um levantamento rebelde, o confronto em Tripoli nas últimas 48 horas está a ser "dirigido" por forças especiais de operaçom britânicas, francesas, jordanianas e qataríes.

"Esta é a primeira vez que tropas terrestres ocidentais e árabes combaterám no mesmo campo de batalha em qualquer das revoltas árabes do últimos nove meses e a primeira vez que soldados árabes participam numha operaçom da NATO", informa Debkafiles.

A operaçom chamada "Sereia do Mencer" está a ser dirigida por forças de EE.UU. e a NATO. Os rebeldes receberam treino e armas das forças especiais e estám a ser dirigidos por operadores de inteligência ocidentais sobre o terreno em Líbia.

A NATO agora planeja umha ocupaçom humanitária" de Líbia com milhares de soldados britânicos e estadounidenses, arriscando a possibilidade de que as tropas poderiam ser enviadas a outra lameira para rivalizar com Afeganistám e Iraque

"As nossas fontes militares informam que os britânicos despregaram comandos do SAS e França 2REP (grupo de comando de pára-quedistas), que é similar à unidade DELTA da naval estadounidense, como também comandos DINOP. Também estám as Forças Especiais Reais de Jordânia, especialistas em combate urbano e em captura de instalaçons fortificadas como o complexo de Gaddafi em Tripoli, e as forças especiais de Qatar, que foram transferidas desde Benghazi onde protegeram aos dirigentes do Conselho Nacional de Transiçom".

O relatório de Debkafiles também indica que os rebeldes dirigidos por estes grupos de forças especiais som pequenos grupos tribais muito descoordenados.

"A NATO está a tratar de importar melhores combatentes treinados desde Benghazi e Misrata", assinala o relatório. Esta informaçom acopla com a inteligência revelada polo jornalista Webster Tarpley.

Debkafiles indica que as suas fontes militares afirmam que muitas instalaçons craves dentro do complexo de Gaddafi, que se encontra agora sob assédio, estám situadas sob terra.

As "câmaras estám interconectadas por umha rede de corredores, alguns suficientemente amplos para acomodar a tanques. A rede se ramifica para o mar e lugares fora de Tripoli", indica o relatório.

As cenas de "vitória" transmitidas polos médios de comunicaçom internacionais som de algumha forma prematuras.

Em Julho, Debkafiles recebeu informaçom de inteligência indicando que se Gaddafi continuava resistindo-se a um acordo para deixar o poder antes da data limite do mandato da ONU de 2 de Setembro, entom a NATO estaria preparada para promover um esmagador golpe militar no que EE. UU. também acordou participar.

Sem comentários ainda

Maio 2024
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
 << <   > >>
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    

Busca

  Feeds XML

Ferramentas de administração

powered by b2evolution