Categoria: Ossiam

20-07-2013

Link permanente 18:06:57, por José Alberte Email , 178 palavras   Português (GZ)
Categorias: Ossiam

CANTA O MERLO: A Mafia PPSOE ocupa o Estado espanhol

O artigo 570 bis do Código Penal espanhol é o seguinte a respeito das organizações criminais:

1.- Quem promoverem, constituírem, organizarem, coordenarem ou dirigirem umha organizaçom criminal serám castigados com a pena de prisom de quatro a oito anos se aquela tiver por finalidade ou objecto a comissom de delitos graves, e com a pena de prisom de três a seis anos nos demais casos; e quem participarem activamente na organizaçom, fazerem parte dela ou cooperarem economicamente ou de qualquer outro modo com a mesma serám castigados com as penas de prisom de duas a cinco anos se tiver como fim a comissom de delitos graves, e com a pena de prisom de um a três anos nos demais casos. Aos efeitos deste Código percebe-se por organizaçom criminal a agrupamento formado por mais de duas pessoas com carácter estável ou por tempo indefinido, que de maneira concertada e coordenada repartam-se diversas tarefas ou funções com o fim de cometer delitos, assim como de levar a cabo a perpetraçom reiterada de faltas.

Que aguarda a A.N. para dissolver estes dous partidos?

05-12-2012

Link permanente 19:31:57, por José Alberte Email , 214 palavras   Português (GZ)
Categorias: Ossiam

CANTA O MERLO: Os Governos do PSOE e a miseralizaçom das classes trabalhadoras

Por Ossiám

Mais de 4.000.000 pessoas desempregadas, com o PSOE.

380.000 Famílias desafiuzadas, com o PSOE.

Subida da idade de jubilaçom aos 67 ANOS, e 37,5 de cotizaçom para os trabalhadores, para os POLÍTICOS com só 8 ANOS de estar sentados chegam para PAGAS VITALICIAS. (BINGO), com o PSOE

Congelaçom das pensons dos trabalhadores, com o PSOE.

Rebaixa do 5% dos salários dos empregados públicos, com o PSOE.

Menos 8.1% em educaçom, com o PSOE.

Rebaixa de 31,3% no meio ambiente, com o PSOE.

Recorte de 7% em I +D+I, com o PSOE.

Subida do IVA a 18%, com o PSOE.

Baratear o Despedimento, com o PSOE.

O PSOE regala-lhe 40 mil milhons (40.000.000.000) euros à BANCA.

Benefícios da BANCA: 32.000.000.000 de euros 2008/09, com o PSOE

Rebaixas fiscais para os patrons em 1.000.000.000 de euros no 2011, com o PSOE

Ajuda para os despedimentos: 8 dias de indemnizaçom por cada despedimento, com o PSOE.

Mudança da Constituiçom para favorecer aos especuladores financeiros, com o PSOE.

Limpa cu da NATO. Pôr escudos anti-missís em Rota e Moron, com o PSOE

Felipe González contratam-no numha empresa que ele mesmo privatizou (saqueou) e ganha 200.000,.- euros ao ano na mesma. Nom é estranho?

Indulto a banqueiro do BANCO SANTADER quando o PSOE era Governo provisional. Nom é estranho?

Roubam UM MILHOM DOUS CENTOS MIL (1.200.000.000) euros do ERE em Andaluzia com os governos do PSOE

26-06-2011

Link permanente 00:02:45, por José Alberte Email , 79 palavras   Português (GZ)
Categorias: Novas, Ossiam, Dezires

CANTA O MERLO: Assim saqueia-nos os donos do barraco: (Banqueiros e demais abutres: promotores imobiliários, grandes centros comerciais, etc.)

Mostra de incrementos desde o ano 1999 até o ano 2011

Um café 80,.- pts 1,20 € 200,.- pts 150% +
1 litro de leite 80,.- pts 0,80 € 140,.- pts 75% +
1 quilo de tomates 120,.- pts 2,40 € 400,.- pts 233% +
1 barra de pam 25,.- pts 0,60 € 100,.- pts 300% +
Livro 1º Eso – Ciências 1.200,.- pts 35,.- € 6,000,.- pts 400% +
Aluguer habitaçom 30.000,.- pts 400,.- € 65.000,- pts 117% +
Andar 90 m2 18.000.000,.- pts 300.000,.- € 50.000.000,.- pts 178% +

Promédio incremento: 207,57%

Salário camareiro (currante) 145.000,.- pts 900,.- € 150.000,.- pts. 3,44% +

Banqueiros e demais abutres estafa-nos um 204,13% mais que no ano 1999

Com o euro os magnates som 4 vezes mais ricos em 12 anos.

23-06-2011

Link permanente 22:51:52, por José Alberte Email , 336 palavras   Português (GZ)
Categorias: Ossiam

CANTA O MERLO: Assim premiam os amos aos seus cancerbeiros-Fernández de la Vega recebe o prémio por castigar aos humildes e defender aos poderosos -142.367,.- € anuais

A ex-ministra Fernández de la Vega passa a cobrar 142.367 euros anuais

Blinda a sua jubilaçom, que será dez vezes a pensom mínima

Fernández de la Vega duplica o seu salário e passa a cobrar 142.367 euros anuais. A quatro anos de se retirar garante-se perceber mais de dez vezes a pensom mínima para sempre.
A partir de agora De la Vega passará de ingressar 73.486 euros brutos anuais a alcançar os 142.367. Esta substancial melhora nas retribuiçons da ex política é conseqüência de que durante dous anos perceberá dous salários: 83.578 euros como membro do Conselho de Estado e 80% do seu salário como vice-presidenta do Governo, como indemnizaçom por cessar no cargo (58.789 euros). Em termos comparativos, a retirada da política proporcionará a De la Vega 18 vezes a pensom mínima, que é actualmente de 7.744 euros.

Prorrateando as pagas extraordinárias a 12 meses, a política social-democrata ingressará 11.803 euros mensais, enquanto que quem recebem a pensom mínima só alcançam os 645 euros.

Ademais, e de cara ao futuro, a ex vice-presidenta conseguiu, mediante o seu novo cargo no Conselho de Estado, que o seu salário seja, para o resto da sua vida, 10 vezes superior ao de quem cobram a pensom mínima em Espanha e mais do duplo de quem cobram o máximo estabelecido pola lei.

De la Vega foi vice-presidenta que baixou o salário aos funcionários. Estas medidas económicas nom só supuserom recortes salariais para os empregados da Administraçom, senom que também implicaram a congelaçom das pensons.

Este personagem é filha de Wenceslao Fernández de la Vega , falangista de Girón no Ministério de Trabalho, o mais falangista dos ministérios de Franco. Maria Teresa (Valencia, 1949) estudou Direito na Universidade Complutense de Madrid e em 1974 aprovou oposiçom como secretária judicial quando ainda vivia Franco.

Esta individua servil aos banqueiros e demais abutres financeiros recebe o prémio ao seu trabalho de cancerbeira do FMI, OTAN, BCE... e demais organizaçons genocidas; mentres a gente nova tem que viver com 700 euros por mês ou menos se tem a sorte de ter trabalho com jeiras de mais de 10 horas ao dia

27-05-2011

Link permanente 01:08:35, por José Alberte Email , 95 palavras   Português (GZ)
Categorias: Ossiam

CANTA O MERLO: Jeitos de se manifestar a TIRANIA

A Tirania tem dous jeitos de se manifestar;

por Ossiám

Interna, submetendo todos os poderes do Estado a um homem providencial, ou a um jogo parlamentar onde os eleitos nom tenhem obriga com os eleitores senom com quem lhe finança as campanhas (Bancos, Transnacionáis, Oligarquias, etc.)

Externa, que em nome do saber ou da técnica, exercerá em realidade o poder político, porque em nome de umha economia eficiente ditará a política monetária, orçamental, social, nacional e internacional, levando aos trabalhadores e cidadás à miséria e a precariedade, mentres os seus beneficiários (políticos, banqueiros, patrons) enriquecem-se.

01-08-2010

Link permanente 23:50:31, por José Alberte Email , 51 palavras   Português (GZ)
Categorias: Ossiam

Nom som nem OBREIROS nem SOCIALISTAS, som os CANS DE PRESA do capitalismo

Milhons de cidacans perdêrom os seus empregos, e centos de milhares as suas vivendas, os bancos, entretanto ganhárom 32.000 milhons de euros entre 2008 e 2009. Ante tal injustiça, a resposta do governo do PSOE seja impor mais recortes: congelaçom das pensons, reforma laboral contra os trabalhadores e a preparaçom dos orçamentos mais restritivos

14-07-2010

Link permanente 14:42:18, por José Alberte Email , 177 palavras   Português (GZ)
Categorias: Ossiam

MALBARATAR o dinheiro no MAUSOLEU FRAGHIANO quando a gente EMIGRA para nom ESMORRECER de MISÉRIA

por Ossiám

Os gastos do MAUSOLEU FRAGHIANO

Emigra-se por fame

O Gaiás, que será aberto em Novembro próximo, gerará anualmente uns gastos fixos de 890.000 euros em conceito de consumos de energia e água, vigilância, limpeza e tarefas de manutençom. O cálculo nom inclui outros desembolsos correntes, como, por exemplo, os de fornecimentos de material de escritório, os de primas de seguros, comunicaçons, nem, sobretodo, os empregados contratados, segundo destaca a imprensa galega. Incluindo estas partidas a desfeita será maior de 1.500.000,.- ( UM MILHOM E CINCO CENTOS MIL) euros por ano num País como o nosso, onde a gente emigra a milhares; em cinco anos, mais de 500.000 rapazes e raparigas tivérom que deixar os seus para emigrar na procura da sua sobrevivência. De todos eles, uns 250.000 para Madrid sede do imperinho de Terra Seca. A arramplam-nos os homens e mulheres; os nossos recursos econômicos, tanto energéticos como financeiros, deixando-nos só com a miséria, o deserto humano e industrial.

Com esses desembolsos investidos na industrializaçom, em criaçom de empresas públicas, em pouco tempo a emigraçom seria só umha dolorosa lembrança.

11-07-2010

Link permanente 18:23:16, por José Alberte Email , 122 palavras   Português (GZ)
Categorias: Ossiam

BOICOTAGEM aos morangos de Huelva

Por Ossiam

Luita de classes: Patrons escravistas. Junta de Andaluzia proxeneta cúmplice

Umhas 50.000 mulheres, todas pertencentes ao proletariado europeu (polacas, rumanas, ... ou norte-africano (marroquinas, ...), vivem amoreadas em choupanas durante a longa tempada da colheita de morangos nos campos de Huelva. Se a dura jornada, de umhas 12 horas diárias sob o sol de verao e no campo nom fosse davondo, por 36 €/dia; polas noites os patrons acompanhados de familiares e amigos acodem aos alpendres obrigando-lhes a ter sexo com eles, sofrendo toda classe de abusos e agressons sexuais. De nom aceitar, som ameaçadas com lhes proibir ir ao banheiro ou beber mentres estejam trabalhando e nom voltar a ser contratadas. Entretanto a “socialista” Junta de Andaluzia olha para outra banda, como proxeneta cúmplice.

13-06-2010

Link permanente 16:47:35, por José Alberte Email , 119 palavras   Português (GZ)
Categorias: Ossiam

MALBARATAR o dinheiro no MAUSOLEU FRAGHIANO quando a gente MORRE com a FAME.

Os gastos do MAUSOLEU FRAGHIANO

O Gaiás, que será aberto em Novembro próximo, gerará anualmente uns gastos fixos de 890.000 euros em conceito de consumos de energia e água, vigilância, limpeza e tarefas de manutençom. O cálculo nom inclui outros desembolsos correntes, como, por exemplo, os de fornecimentos de material de escritório, os de primas de seguros, comunicaçons, nem, sobretodo, os empregados contratados, segundo destaca a imprensa galega. Incluindo estas partidas a desfeita será maior de 1.500.000,.- ( UM MILHOM E CINCO CENTOS MIL) euros por ano num País como o nosso, onde a gente emigra a milhares. Com esses desembolsos investidos na industrializaçom, em criaçom de empresas públicas, em pouco tempo a emigraçom seria só umha dolorosa lembrança.

Emigra-se por fame.

08-05-2010

Link permanente 22:45:36, por José Alberte Email , 288 palavras   Português (GZ)
Categorias: Ossiam

Grécia: O CAPITALISMO sem máscaras

A crise de Grécia mostra-nos de um jeito brutal, que o sistema capitalista (Estados, Banca, e empresas privadas) como o custo do saqueio financeiro (crise) levado a cabo pola Banca internacional descarga-se sobre o lombo do conjunto das classes trabalhadoras e os sectores sociais mais desprotegidos da sociedade (populaçom pobre com limitados recursos de sobrevivência), por médio dos despedimentos trabalhistas e a reduçom do gasto social ("ajustes"), que incrementam os níveis sociais de precaridade económica e de exclusom em massa de homens e mulheres do seu direito a existir, aos soterra-los na maior das misérias económicas. As medidas dictadas polo F.M.I. contra o povo grego retrotaem a Grécia aos começos do século XIX, ao derrubar as conquistas sociais e sindicais acadadas com luitas, torturas, e sangue, durante estes últimos duas centúrias de anos.

Neste processo de miserabilizaçom das classes populares com "ajustes”, que nom é outra cousa que o desfalco financeiro levado a cabo polas grandes corporaçons bancarias norteaméricanasas seja assumido pola força da violência de Estado polo conjunto das classes trabalhadoras. Esta expoliaçom explica-se nestes três grandes vectores:

a) Ao desaparer a URSS e o seu âmbito de influência já nom obriga aos magnates que controlam o sistema capitalista a manter o “Estado de bem-estar” implementado na área metropolitana ( a chamada Europa ocidental perante a guerra fria) para contra restar, junto com as políticas de repressom, a possibilidade da extensom da revoluçom bolchevique.

b) Pola necessidade de manutençom da rentabilidade capitalista (ganhos capitalistas) enquanto a economia mundial ainda permanece em “stand by” pola falta de recuperaçom económica

c) Polos custos das guerras coloniais de ocupaçom levadas a cabo polo exército USA e dos Estados do seu protectorado europeio (NATO) que estám valeirando os tesouros públicos dos Estados.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 ... 17 >>

Dezembro 2014
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
 << <   > >>
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31        

Busca

Feeds XML

Ferramentas do usuário

powered by b2evolution