Tags: pronomes átonos

A mesóclise

11-02-2011

CONSULTA:

Exemplos de mesóclise pronominal são os seguintes: Convidar-me-ão para a festa. Convidar-me-iam para a festa. Penso que maioritariamente, como fazem também no Brasil, optamos por outras fórmulas para estes tempos verbais: Vão me convidar para a festa (Brasil). Vão-me convidar para a festa. Vão convidar-me para a festa. Neste caso, que seria o mais correto?

Pablo César Galdo Regueiro

RESPOSTA DA COMISSOM:

Fora da linguagem escrita ou de estilos orais de algumha formalidade, a mesóclise pronominal está em boa medida ausente da  oralidade portuguesa e já é totalmente desconhecida na do Brasil, estando praticamente ausente do galego contemporáneo, quer oral, quer escrito. No quadro da configuraçom de um modelo morfossintático culto, poderá ser conveniente a introduçom de pronomes mesoclíticos em galego, se bem que, à vista da diminuiçom do uso de tal estrutura em lusitano e brasileiro e  do recuo de outros traços morfossintáticos fundamentais na língua hoje  cultivada na Galiza (genuína colocaçom proclítica/enclítica dos pronomes átonos, infinitivo flexionado, futuro do conjuntivo, nexos  das cláusulas de relativo...), à CL-AGAL nom pareça necessário prescrever nem promover em galego a colocaçom mesoclítica do pronome.

Categoria(s): Morfossintaxe
Chuza!
'Já lhe-lo dixem' ou 'Já lho dixem'?

10-02-2011

CONSULTA:

No padrão português não existe diferenciação no número de destinatários de uma ação, enquanto nas variantes dialetais da Galiza esta diferenciação manifesta-se: Dar a ele ou ela: Dar-lho, dar-lha, dar-lhos, dar-lhas; dar a eles ou elas: dar-lhe-lo, dar-lhe-la, dar-lhe-los, dar-lhe-las; são corretas estas expressões que escrevi? Obrigado.

Pablo César Galdo Regueiro

RESPOSTA DA COMISSOM:

Conforme os falares galegos, a correspondente soluçom é lho ou lhe-lo. A CL-AGAL, no Estudo Crítico (p. 221), admite as duas  soluçons, priorizando a forma comum com o lusitano e brasileiro  (-lho).

Categoria(s): Morfossintaxe
Chuza!