Tags: resolver

Arranjar cabides e porta-guarda-chuvas para o bengaleiro

13-03-2012

Cabide que incorpora um porta-guarda-chuvas

CONSULTA:

Antes de mais, obrigado pelas muitas dúvidas resolvidas; coloco mais duas: tenho entendido que bengaleiro é o lugar onde se pousam os guarda-chuvas, mas também aquele em que se penduram os sobretudos e peças de abrigo, e ainda nalgum lugar alargam o significado para o sítio em que, nos teatros e noutros lugares de cultura, se deixam as peças para recolhê-las depois da função. A outra dúvida é o verbo arranjar; tenho ouvido na RTP um funcionário falar de alguém que «arranjou inimigos», como sinónimo de apanhá-los. É possível entender que «arranjar problemas» seja precisamente o contrário de removê-los?

Mais uma vez, obrigado!

Paulo Mouteira.

RESPOSTA DA COMISSOM LINGÜÍSTICA:

De harmonia com o luso-brasileiro, utilizaremos em galego a voz bengaleiro para denotarmos o departamento de um teatro, casa de espetáculos, edifício público ou residência onde se guardam as bengalas, guarda-chuvas, sobretodos, etc., dos espetadores ou visitantes (e também o empregado encarregado dessa guarda); em relaçom à peça de mobília dotada de ganchos e destinada a nela pendurar chapéus, roupas, bengalas, etc., utilizaremos cabide e, finalmente, para denotarmos a peça de mobília a modo de recipiente onde se depositam guarda-chuvas (e bengalas), recorreremos à voz porta-guarda-chuvas.

O verbo arranjar tem, com efeito, os significados de ‘reparar ou consertar algum objeto ou dispositivo, de modo a que este recupere a sua integridade e funcionalidade’ e o de ‘conseguir, obter’ (esta segunda aceçom de arranjar está ainda viva no galego espontáneo das comarcas da Límia e do Baixo Minho, polo menos). De harmonia com o luso-brasileiro, devemos promover em galego o uso de consertar, como alternativa a arranjar, e o de arranjar no segundo sentido enunciado. No exemplo concreto que aduz o consulente, «arranjar problemas», dificilmente poderá surgir ambigüidade, porque, com a palavra problemas, no sentido de removê-los, deve usar-se antes resolver do que arranjar.

tags: resolver
Categoria(s): Léxico
Chuza!
    O Cosultório Lingüístico é um serviço da CL-AGAL para o povo galego, com o intuito de melhorar o conhecimento das normas prescritas por esta instituiçom, e dessa maneira ajudar a melhorar a qualidade da língua de todos/as as/os galegos/as.

    Busca

    Ligaçons:

    • Comissom Lingüística
    • AGAL
free blog software