Cartas do Além

Cartas do Além

18-06-2008

"Na foto sempre me vin un pouco amouchado, e nunca souben por qué. Era unha fantástica mañán dun domingo de agosto en Coruxo nos anos 1950 (...) Todo (ou case todo) era perfecto. Por que teria eu entón esa cara un pouco triste? Agora me decato, grazas a vós, que o meu problema era que me faltaba unha toalla". (X.M. Álvarez Blázquez, desde o Além).

A primeiros do passado mês de Maio servidor, no nome da organização do DdoOLeR'08, pujo-se em contato eletrónico com o Celso Álvarez Cáccamo (sociolinguista, professor na UdC e filho luso-reintegracionista de Xosé Mª Álvarez Blázquez, o autor homenageiado no Dia das Letras Galegas 2008) a ver se neste ano podia ser ele quem figesse o papel que no ano passado figera o Carlos Quiroga (Atoalhar Bestas) e que o João Guisán Seixas (Manifesto Tímido) acabaria por fazer.

Continua:

Qual não seria a minha surpresa quando no dia a seguir encontro na minha caixa do correio (eletrónico) suas respetivas cartas duma tal Carolina Ares Ceu (C.A.C., Delegada Cúmulo-Nímbica de Xosé María Álvarez Blázquez Dois-Mil e Oito e de Celso Álvarez Cáccamo) e do mesmíssimo Xosé María Álvarez Blázquez (falecido em Vigo em 2 de Março de 1985, é dizer, há treze anos!!!) dizendo, de má maneira a primeira e de maneiras muito boas o segundo, que para o 25 de Maio o Celso a Compostela não poderia vir.

Se queredes alucinar um pouco podedes abrir e ler ambas as duas cartas premendo aqui (C.A.C.) e aqui (X.M.A.B.).

Escrito às 02:20:05 nas castegorias: Principal
por suso Email , 277 palavras, 12062 visualizaçonsChuza!

Endereço de trackback para este post

Trackback URL (clique direito e copie atalho/localizaçom do link)

5 comentários

Comentário de: Celso [Visitante] Email

Sinto-o, Suso, desta vez o resultado da
vossa brincadeira não é engraçado. Não sei
quem fez tudo isto, mas passades-vos um
pouco com os vossos "métodos".



As cartas estão bem, concedo-cho. Mas
sabes de sobra que te liguei por telefone
explicando por que não queria ir a
Compostela. Tu exageras a minha posição
com a primeira carta fingida. Bom, até
aqui, tudo bem.



A assinatura de meu pai que utilizastes
anda por Internet. Tudo bem. Também não me
importo com a ironia sobre mim e sobre
a minha família.



Mas essa foto manipulada NUNCA foi pública.
Está no servidor que acolhe a página web
sobre Álvarez Blázquez que fiz eu, mas
NUNCA esteve ligada para o público. O
original está aqui:
http://www.udc.es/dep/lx/cac/xmab/fotos/XMAB-195X_04-Coruxo.jpg .



De maneira que tivestes que andar foçando
e entrando nos meus arquivos do servidor
da Universidade da Corunha sem permissão.
E disso já não gosto nem um pêlo.



-celso

18-06-2008 @ 12:15
Comentário de: suso [Membro] Email
Caro Celso, ainda me has matar do susto! Após a carta da Carolina Ares Ceu e mais a do teu próprio pai, este é o terceiro sobressalto que levo desde o dia em que te toquei com intenção de fichar-te para o DdoOLeR'08! Quando lim o primeiro parágrafo do teu comentário pensei que tavas a falar a sério... até que caim ca burra e me dei conta de que se tratava doutra brincadeira das tuas, hahaha!!! Bom, apesar dos sustos que me dás, muitíssimo obrigado por tudo!!! :)
18-06-2008 @ 13:33
Comentário de: Celso [Visitante] Email

Suso,

Verdadeiramente, eu não tenho mais nada que falar com vós.

Antes de que retirem a página da web de Galicia Hoxe, aqui está o resultado de fazerdes assim as cousas:

http://www.udc.es/dep/lx/cac/misc/ocor18_06.pdf

Já vos chegará notificação oficial.

-celso

20-06-2008 @ 21:39
Comentário de: suso [Membro] Email
Pois sim que começamos bem! ;-)

A Fundación Álvarez Blázquez querélase contra unha web reintegracionista
:: Os "hackers" entraron no servidor da Universidade da Coruña
ILEGALIDADE. A recén creada Fundación Álvarez Blázquez denunciou onte nos xulgados de Vigo ó debuxante lusista Xesús Sanmartín por danos á imaxe do polígrafo homenaxeado. Páxina 33

[Galicia Hoxe. QUA, 18-JUN-08, pág. 1]
23-06-2008 @ 11:19
Comentário de: Brunix [Visitante] Email
Calma a todos!
Que isto se vai converter no mesmo que aconteceu com os Aduaneiros sem Fronteiras.
Sem entrar a valorar os factos, pois penso que Yolanda Castaño e Celso Alvarez Cáccamo carecem de qualquer qualidade humana e sentido da justiça, ainda que eu não o diga publicamente, devo apelar, como máximo representante da unidade de acção lusista e reintegracionista e nexo de união entre todos os seres, que pare já este conto.

Vergonha tinha que dar-vos andar a hóstias entre nós. Ainda que não me estranha que o "humor" típico de Suso, de carácter constantemente vejatório (veja-se o Pasquim do Novas da Galiza) dê pé a tirar a Satanás desse inferno de universidade da corunha...

Come-os um flan!
25-06-2008 @ 21:26

Deixe o seu comentário


Seu endereço de e-mail nom será revelado nesse site.

Sua URL será exibida.
(Quebras de linha se tornam <br />)
(Nome, e-mail & website)
(Permitir que usuários o contatem através de um formulário eletrônico (seu e-mail nom será exibido.))

    Busca

powered by b2evolution free blog software