ATOALHAR BESTAS, por Carlos Quiroga

ATOALHAR BESTAS, por Carlos Quiroga

24-05-2007

O Carlos Quiroga, atoalhado.

Na véspera do grande dia orgulhamo-nos em publicar o formosíssimo texto que, a modo de manifesto, escreveu o amigo Carlos Quiroga para todas e todos nós. Um autêntico luxo luso-reintegracionista! (luxo-reintegracionismo).

O próprio autor será quem se encarregue de dar leitura a este a modo de manifesto no decurso da concentraçom que em comemoração do VII Dia Internacional da Toalha e I Dia do Orgulho Lusista e Reintegrata terá lugar amanhã, 25 de Maio, na compostelana Praça do Pam,-ão (aka Pç. de Cervantes) e a partir das 19h30 (hora galego-portuguesa, uma hora mais no Reino de Espanha).

ATOALHAR BESTAS

Carlos Quiroga

Conta a Wikipédia, oráculo dos nossos dias, que o Dia Internacional da Toalha se celebra no 25 de Maio em homenagem a Douglas Adams, autor d’O Guia do Mochileiro das Galáxias. Na saga tem certa importância a toalha, de grande utilidade aos «viajantes da galáxia» em variadas situações: secar após o banho, evidentemente se a toalha estiver seca e limpa; proteger do frio e da chuva, naturalmente se chove; evitar contacto com o chão dormindo, se for –é claro– ao relento; e, enfim, vendar os olhos no caso de querer evitar olhar para algo, como um grande abismo ou umha Terrível Besta de Traal (altamente voraz mas burra, pois acha que se tu nom consegues vê-la, ela nom consegue ver-te).

Continua:

Dos detalhes toalhísticos e de tantos benefícios se aperceberam os devotos admiradores da história galáctica, os mesmos que andavam à procura de um modo de homenagear o autor ao seu falecimento. E aí acharam e daí tiraram: levantaram toalha a jeito de capa, luziram enrolada como turbante, exibiram em saias e bandeiras, todo toalha e por primeira vez no 25 de Maio de 2001, convocando a partir de entom a fazer a mesma festa na mesma data, juntar-se portando toalhas durante o dia inteiro.

Repararam em tal precedente as cabeças mais esclarecidas do luso-reintegracionismo galego (na vanguarda do frikismo), e lembraram-se de ligar a tal comemoraçom um nosso grande dia, O Dia do Orgulho Lusista e Reintegrata. Prova de lucidez para umha proposta absolutamente revolucionária. Porque nom se trata de um tributo a Douglas Adams, é claro, mas da reverência a um elemento essencial na conformaçom do nosso presente imaginário, e que já estava aí antes de Adams. Exactamente, a toalha! De enooorme utilidade aos viajantes da galáxia galega. Elemento identitário. Elemento totémico. A grande desculpa para ir a Valença. O motivo simbólico da antiga viagem épica ao estrangeiro, onde nos esfregaram por primeira vez os olhos num galego escrito com j's e nh’s (contaminaçom ocular), antes de esfregar os corpos naquelas felpas e algodões. Um esfregar posterior este que, como o de apanhar sol durante horas sobre elas, causava umha segunda contaminaçom (por comichom cutánea, há quem garanta), origem em qualquer caso de erupções e viroses de reintegracionismo –a longo prazo. Máquina morosa e autêntica bomba, portanto, tam eficaz como as armas químicas.

Mas o faro atento e viajado dos nossos esclarecidos foi mais longe, descobriu um homem que se adiantou em todo ao futuro, um tipo nosso que usou e ousou: o primeiro visionário em erguer a toalha a talismám. Falamos do grande Eusébio da Silva Ferreira, o mítico futebolista moçambicano e português, por cujo nome até parece vizinho de Escairom (onde existem um Eusébio, um da Silva e um Ferreira). Pantera Negra, adiantado no campo de jogo e na galeria do frikismo, ele foi achado e merecidamente eleito para o cartaz desta primeira ediçom ludo-reivindicativa do Orgulho Lusista e Reintegrata. Grande acerto. Outro. Porque este talento nom se separava da toalha branca, retorcida no braço esquerdo ou drapejada sobre os ombros do seu terno, fosse o Benfica ou a selecçom que vozeava. Umha superstiçom, «umha fé», conta o antigo jogador. Um símbolo, um motivo de homenagem, pensaram os nossos guias.

E aqui estamos, esclarecidos todos, exibindo pedaços de tecido, linho e algodom de enxugar e de estender sobre mesa, de banho e de rosto, de mao e de praia. Presentes em diversas cores, estampas e tamanhos, com rendas ou sem rendas, modelo gigante Stripes Areia ou Veneza Listrada-Rosto-Sam Joam Evangelista. Frikis como os de Adams mas com nossos próprios motivos, Dia do Orgulho Lusista e Reintegrata. Proposta lúcida e absolutamente revolucionária. Porque nada melhor do que um banho para relaxar, completado por umha toalha macia com a qualidade que um corpo reintegracionista exige. Toalha de altar, toalha higiénica, toalha interfolha. Toalhinha. Toalhita. Boas toalhas é tudo que o corpo reintegrata precisa para se enxugar, para comer sobre ela (todo o tipo de manjares e outros corpos), para deixar de choromicar, para ter a sensaçom agradável do toque macio, da felpa long loop -de alta absorçom!- ou do tradicional algodom 100%.

E existe um último argumento: Pilatos lavou as maos diante do povo querendo fazer-se o inocente do sangue de um justo, mas nem Mateus nem ninguém nos falou em toalha. Será que Pilatos nom tinha toalha? Que passaria se tivesse? Mateus teria reparado nesse importante detalhe –fora acréscimos infundados dos filmes. E, o que é mais importante, que passaria se os nossos Pilatos, os Pilatos de agora, tivessem umha boa toalha em que pousar os seus dedos? Teriam acaso remorsos e teriam comichom cutánea, deixariam de ser as Terríveis Bestas de Traal, altamente vorazes e burras?

Nom sabemos. As Bestas estas parecem muito mais burras, pois mesmo estando nós a vê-las, elas já antes nom conseguiam ver-nos a nós nem a galáxia galega. Bem ao contrário da saga, talvez aqui as próprias Bestas de Traal estejam pedindo nos seus próprios olhos. E agora já temos. Toalhas. E a consciência delas. Para nós e para atoalhar Bestas. A partir deste dia.

Dicas na hora de Lavar toalhas após usar com Bestas de Traal:

-Lavar em temperatura mínima de 60°C: quanto maior a temperatura de lavagem maior a eliminaçom da burrice absorvida.

-Usar generosamente sabom em pó e amaciante: a falta destes produtos pode causar perda do poder de absorçom reintegrata das toalhas.

-Usar produtos que contenham cloro azul banda de bandeira e fazer soar música de samba: a toalha nom se vai importar e a sua tarefa será mais prazenteira.

-Usar algum produto de Limpeza de Cheiro de Besta, além do sabom e amaciante: testar a resistência do cheiro numha pequena área, antes de aplicar o produto sobre o tecido.

-Lavar as peças de cores escuras ou com combinaçom de cores contrastantes com água portuguesa em abundância, para garantir a eliminaçom do excesso de corantes espanhóis que normalmente se desprende.

-Deixe os artigos de molho por tempo prolongado para eliminar a baba brilhante e acrescentar umha oitava dos Lusíadas: mesmo em fotocópia, é mao de santo.

-Se o artigo lavado apresenta manchas devido a migraçom de cores, lave-o com água quente em abundância, seguido de um enxague com água morna, sal e a oitava dos Lusíadas.

-Ao lavar no tanque, use escovas ou qualquer material que possa desgastar a crosta ideológica sobre o tecido.

-Se depois de passar por máquina, tanque, molho prolongado com oitava, nom consegue eliminar completamente a crosta, seque bem o tecido em varal e queime completamente o artigo: use umha toalha nova para amansar outra Besta.

Escrito às 18:43:00 nas castegorias: principal
por suso Email , 1282 palavras, 2684 visualizaçons   Português (GZ)   Chuza!

7 comentários

Comentário de: Toalha molhada [Visitante] Email
que bom caro!!

Amanhã tod*s na Praça do Pam, Pão, Pom, Pum
24-05-2007 @ 19:07
Comentário de: suso [Membro] Email
Que bom, Carlos!!! Boníssimo!!!
24-05-2007 @ 19:30
Comentário de: Eliane [Visitante] Email
Bacana? Depois de ler este, só continua besta quem quer.
Sorte amanhã, com toalha no corpo e texto na mão.
Bjs da Eliane
24-05-2007 @ 22:43
Comentário de: compostela [Membro] Email
Aí estamos!!
25-05-2007 @ 00:25
Saudações! o blog será linkado na parte "Links" do nosso blog.
25-05-2007 @ 06:41
Trilegal!!! Muitíssimo obrigado, amigo Fo(r)d!!! ;-)

Ouviu, pessoal? No Brasil já sabem o que em Galiza vai rolar esta tarde!

Agora só falta que o saiba Galiza inteira! E vai-no saber porque hoje às seis menos um quarto (hora espanhola, uma hora menos em Galiza e Portugal) ESTAMOS NAS QUIMBAMBAS!!!

http://www.crtvg.es/RG/ficha.asp?prog=6&tipo=Magazines
25-05-2007 @ 12:24
Comentário de: 2. 555 [Visitante]
Todo Papa ao assumir o papado troca seu nome por Vigário Filho de Deus que é escrito em latim VICARIV FILIIS DEI
5+1+100+1 +5+1+50+1+1+500+1=666
V+I+C++I+V+I+L+I+I+D+I=666
E vi subir da terra outra besta, e tinha dois chifres semelhantes aos de um cordeiro; e falava como o dragão. 12 E exerce todo o poder da primeira besta na sua presença, e faz que a terra e os que nela habitam adorem a primeira besta, cuja chaga mortal fora curada. 13 E faz grandes sinais, de maneira que até fogo faz descer do céu à terra, à vista dos homens. 14 E engana os que habitam na terra com sinais que lhe foi permitido que fizesse em presença da besta, dizendo aos que habitam na terra que fizessem uma imagem à besta que recebera a ferida da espada e vivia. 15 E foi-lhe concedido que desse espírito à imagem da besta, para que também a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta
´16 E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, 17 Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal,`
O sinal da Besta é o sinal da crus que os católicos fazem na testa.
´ou o nome da besta, ou o número do seu nome. 18 Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis.`
O nome de homem é Vicariv Filiis Dei
V+I+C+I+V+I+L+I+I+D+I=666
5+1+100+1+5+1+50+1+1+500+1=666
´18 E a mulher que viste é a grande cidade que reina sobre os reis da terra.`
A grande cidade que reinava os reis da terra era Roma,ou seja a Besta está em Roma.atos 12,,12
05-01-2009 @ 16:15

Deixe o seu comentário


Seu endereço de e-mail nom será revelado nesse site.

Sua URL será exibida.
(Quebras de linha se tornam <br />)
(Nome, e-mail & website)
(Permitir que usuários o contatem através de um formulário eletrônico (seu e-mail nom será exibido.))
    Coincidindo com o VII Dia Internacional da Toalha, em 25 de Maio de 2007 o luso-reintegracionismo galego (na vanguarda do frikismo toalheiro) celebrou em Compostela, pela primeira vez na sua história, o Dia do Orgulho Lusista e Reintegrata.

    Contacto:

    ddooler2007@gmail.com
    diadatoalha2007@gmail.com

    Busca

blog software