Fadista louco (versões)

Fadista louco (versões)

Amália Rodrigues

FADISTA LOUCO (Alberto Janes)

Eu canto, com os olhos bem fechados
Que o maestro dos meus fados
É quem lhes dá o condão
E assim, não olho pra outros lados
E canto de olhos fechados
Pra olhar pra o coração.

Meu coração, é fadista de outras eras
Que sonha viver quimeras
Em loucura desabrida
Meu coração, se canto quase me mata
Pois cada vez que bata
Rouba um pouco à minha vida.

E ele e eu, cá vamos sofrendo os dois
Talvez um dia depois
Dele parar pouco a pouco
Talvez alguém se lembre ainda de nós
E sinta na minha voz
O que sentiu este louco.


António Zambujo

Adriana Marques

Faltam aqui versões como a de JOANA AMENDOEIRA e CARLA PIRES, que não encontro na rede das redes.

Escrito em 18-02-2014, na categoria: Fadistas
Chuza!

Endereço de trackback para este post

Trackback URL (clique direito e copie atalho/localização do link)

Ainda sem comentários

Bem pensado / Todos temos nosso fado / E quem nasce mal fadado / Melhor fado não terá

Categorias

Procurar

Ferramentas de administração

  Feeds XML

blog software