Morreu António Pelarigo (16.I.2018)

Morreu António Pelarigo (16.I.2018)

Link: https://www.publico.pt/2014/10/09/culturaipsilon/noticia/antonio-pelarigo-fadistices-com-alma-1672030


Faleceu o fadista António Pelarigo

Publicado a 16 de Janeiro de 2018 em Cultura

Faleceu esta terça-feira o fadista António Pelarigo, com 64 anos, natural das Caneiras em Santarém.

Estreou-se muito novo no fado, com cerca de 20 anos, mas gravou apenas dois discos a solo, contando com várias participações em antologias de fado. Destaca-se o disco gravado em 2014, por ocasião dos seus 40 anos de carreira, uma produção do seu amigo e admirador José Cid. António Pelarigo ficou conhecido sobretudo por cantar ao vivo, em casas de fado e por ter privado com grandes nomes desta arte como Amália Rodrigues, Carlos Zel e João Ferreira-Rosa, o último também falecido recentemente e de quem era grande amigo. O seu primeiro trabalho de estúdio em nome próprio foi gravado em 1995 e chama-se ?Negro Xaile?. ?Acasos da vida, histórias que são afinal o verdadeiro fado, por uma ou por outra razão levaram também a que não gravasse muito?, disse o fadista, citado pela Lusa, que chegou a assinar um contrato com uma discográfica que não se efetivou. Participou ainda em várias antologias fadistas, uma delas, ?O mais triste fado?, ao lado de como Fernanda Maria, Fernando Maurício e António Mourão. O seu último e mais recente trabalho, ?Quem me quiser?, tem 12 temas com letras assinadas, entre outros, por Rosa Lobato de Faria, Maria Manuel Cid, José Cid, Paulo de Carvalho e Maria Luísa Baptista.

Em Santarém, na sua terra natal Caneiras, António Pelarigo realizou várias tertúlias e fadistices também com Celeste Rodrigues, Jorge Fernando, José Pracana, Pedro Lafões e João Braga.

O velório de António Pelarigo é hoje a partir das 16h na Igreja da Alcáçova as Portas do Sol e o funeral realiza-se esta quarta-feira às 10h30.

?O Sr. meu pai juntou-se à grande mestria do Fado. Disse-nos até já com a humildade com a força e a simplicidade que sempre o caracterizou e passou aos seus. Pede sorrisos e que vivam felizes? Porque ele está feliz?, escreveu o filho do fadista, Nuno Alexandre Pelarigo na sua página de Facebook.

Também José Cid já lhe prestou uma homenagem no Facebook com a seguinte mensagem: ?faleceu o maior fadista que alguma vez o Ribatejo viu nascer! António Pelarigo. O fado fica mais pobre e resta-me homenageá-lo com a edição em breve de um álbum com originais recentes e fados mais antigos. «Quem me quiser recordar» tem edição marcada para fevereiro e dois duetos comigo: «Tem fé em Nossa Senhora» e «Cavalo e a Lua».

O fadista ribatejano tinha gravado recentemente com Mariza para um trabalho da cantora.

http://www.oribatejo.pt/2018/01/16/faleceu-o-fadista-antonio-pelarigo/


https://www.dn.pt/artes/interior/morreu-o-fadista-antonio-pelarigo-9052586.html

Escrito em 16-01-2018, na categoria: Fadistas
Chuza!

Endereço de trackback para este post

Trackback URL (clique direito e copie atalho/localização do link)

Ainda sem comentários

Bem pensado / Todos temos nosso fado / E quem nasce mal fadado / Melhor fado não terá
Grupo no feisbuque Radio Art Fado Alfa Fado Rádio Amália Antena 1 Fado Rádio Despertar - Voz de Estremoz RDP - Antena 1 Rádio Campo Maior Rádio Portalegre Rádio Campanário - Voz de Vila Viçosa Rádio Borba Rádio Elvas Rádio Renascença Rádio Sim Rádio Nova Antena TSF Rádio Notícias Posto Emissor do Funchal Rádio Voz de Matosinhos Rádio Amigos Unidos Rádio Tuga Team Rádios de Portugal Radio 5 O fado na Wikipédia O fado no Gúguel Portugal Bossa novaTangoΡεμπέτικαChanson françaiseRomanță associações e organizações

Categorias

Procurar

Ferramentas de administração

  Feeds XML

powered by b2evolution