27/11, 16h15, Pousada (Donostia)

19-05-2006

CADERNOS, IR'05, VIAGENS

27/11, 16h15, Pousada (Donostia)


Ainda estou no início da viagem, e já tenho dificuldade em imaginar como vou aguentar a próxima semana, quanto mais o próximo mês. Argumentos contra estão sempre a surgir, mas não me imagino a voltar. Não ia trabalhar, isso é certo. E nem é do frio - habituas-te, isso não é nada - também não é a falta de luz - é só adequares o teu horário - é mesmo a chuva que me assusta agora. Ontem nem foi muito mau, aguentou-se bem. Mas hoje quase não parou de chover, e se continuar até à noite, ir ao futebol vai ser heróico. Há autocarro até lá, as bancadas devem ser cobertas - e se não forem? E se os nossos bancos ficarem no limite entre o molhado e o seco?

Continuo a pensar nela. E parece-me que, faça ela o que fizer (ou não fizer), vou ainda pensar nela por muito tempo. E que, independentemente do futuro, ela tocou-me. Abriu-se para mim, deixou que eu entrevisse um pouquinho mais dela do que ela mostra aos outros. Isso foram bons momentos. No dia seguinte já nem a conseguia encarar outra vez - eu já tinha voltado ao esquema de trabalho original - trabalho, horário, trabalho - ou ela é que ganhou medo?

Já está. Bastou pensar numa coisa que me faz sentir ainda pior do que esta viagem e assim, a viagem já não me parece tão má.

BLOGADO ?S 04:46:33

Ainda sem comentários

blog soft