Categoria: CADERNOS

28-07-2009

CADERNOS, IR'05, VIAGENS

28/12, 05h30, Casa (Póvoa)

O inter rail foi aquela explosão de novidade. Acabei por cair numa rotina, que consistia apenas em não estar em casa quando o sol brilhava lá fora. Acabava por nunca brilhar muito, o tempo de Outono não era permissivo para esses delírios estivais. Mas era de dia que podia ver tudo, tirar fotos, fazer compras, ver museus. Mesmo em Amsterdam, apesar de ter dormido imenso e ter perdido grande parte do ritmo normal, continuei a passar os dias fora, a explorar. Sempre, sem parar, com ou sem a bicicleta. Talvez por isso tenha desenvolvido tanto os músculos das pernas, talvez mais do que em qualquer outra altura. Via museus, caminhei, andei de bicicleta. Três exercícios diferentes, mas por isso essenciais ao desenvolvimento dos músculos.

Foi estranho ter pegado na minha bicla quando voltei. Não por ela ter desenvolvido um furo no pneu pouco depois de chegar, mas porque agora parece-me pequena. A minha bicla em Amsterdam seria a bicla normal para um holandês. Ou seja, para estar parado, tinha de estar em bicos de pé, e isto com o selim em baixo. A minha bicla holandesa em Portugal, também com o selim em baixo, é bem mais pequena e manejável. Mas tem o pneu furado. Andei uma semana em Amsterdam com uma bicicleta com os pneus em baixo e uma correia barulhenta, mas chegou até para ir a Den Haag.

Estou podre de sono. Estive a rever o Before Sunrise e Sunset, tinha-me retornado imensas vezes a ideia durante o inter rail. São ambos geniais, principalmente o segundo. Eu faria um filme assim, definitivamente.

Uma prima da minha mãe morreu, mãe de um dos meus maiores amigos. Ontem tinha estado na festa de anos da minha mãe, adoentada e inchada, mas nada que não parecesse rapidamente curável. Hoje, entre as 8 e as 10 da manhã, morreu, na cama, sem que ninguém notasse. Só me faz pensar, como qualquer outro pensa, que a vida é curtíssima e altamente imprevisível. Não dá para darmos nada por certo. Agora, sim, se está a flutuar à nossa frente. Mas o que dizer do amanhã? O que nos reserva?

------>falar com o Nuno Daniel
->Quintas
->painéis solares (Quintas + CIM)
->isolamento (Castelo Melhor)



FIM



IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

BLOGADO ÀS 13:23:14

28-07-2009

CADERNOS, IR'05, VIAGENS

24/12, 18h15, Intercidades (para o Porto)

Quando lhe mando sms sinto algo duma ânsia que já não experimentava há algum tempo. Praí desde a adolescência. Quero agradar-lhe, mas tenho medo de escrever. Estou sempre a pensar no que devo ou não dizer, e sai tudo mal. Talvez também ande com falta de inspiração – tudo é possível. Cheguei já à conclusão que para escrever, não basta não trabalhar. Não se pode fazer muito mais que ler e escrever. Nesta viagem apenas escrevi o diário, e qualquer ideia que poderia ter de escrever ficção nunca se concretizaria. Não há espaço na mente (pelo menos na minha!) para muito mais.



IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

BLOGADO ÀS 13:20:14

23-07-2009

CADERNOS, FOTOS, IR'05, VIAGENS

24/12, 17h, Intercidades (para o Porto)

Afinal os meus temores relativamente à German Wings eram infundados. Mostrei o BI, mostrei o código no telemóvel, e deram-me o bilhete. O voo foi normal.

Na revista da German Wings falava dos actos de beneficência que faziam – no ano passado deram boleia a bombeiros alemães para ajudarem nos fogos em Portugal. Precisamos bem da beneficência deles!

Como já estava à espera, tive de pagar pelo comboio. No Alfa seguinte só havia primeira classe (37€), por isso preferi esperar mais uma hora para pagar 15€ (com desconto cartão jovem) no Intercidades.

Assim tive tempo para uma sopinha no Vasco da Gama. E uma Super Bock. Que saudades!

PVz->Porto->Coimbra->Donostia->Irun->Dax->Bordeaux->Carcassonne->Nîmes->Lyon->Eveux->Genève->Manheim->Wien->Bratislava->Wien->Linz->Salzburg->München->Stuttgart->Köln->Amsterdam->Den Haag->Amsterdam->Köln->Lx->Porto->PVz





IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

BLOGADO ÀS 13:06:33

23-07-2009

CADERNOS, IR'05, VIAGENS

24/12, 13h15, Lisboa

Super Bock XL? Cada vez gosto mais de Portugal.



IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

BLOGADO ÀS 12:44:44

23-07-2009

CADERNOS, IR'05, VIAGENS

24/12, 12h30, German Wings (para Lisboa)

Amsterdam->2h30->Köln->2h->Lx->2h30->Porto

Quando ouvi portugueses a falar não senti aquela desconfortável nostalgia a invadir-me. Afinal de contas, eles eram lisboetas. Era apenas mais uma língua estrangeira, como tantas outras.



IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

BLOGADO ÀS 12:43:47

23-07-2009

CADERNOS, FOTOS, IR'05, VIAGENS

24/12, 11h15, German Wings (para Lisboa)

Não estou nas nuvens, agora. Estou sobre elas. Correu tudo bem até agora. Se não pagar pelo Alfa até ao Porto, será a cereja sobre o bolo-rei. O mais provável é ter de pagar. Mas ainda tenho a fezada que me dêem 50% de desconto.

Mais sobre Amsterdam. Vi polícias de carro, de barco, de vespa, de bicla e a pé. Aliás, fui mandado parar por duas vezes por polícias a pé. Estava a usar a bicla em zonas pedonais, e se fosse holandês estava a inchar valente. Conselho para os holandeses: falem em inglês com a polícia, e assim evitam a multa.

Os eléctricos (Amsterdam tem uma rede incrível de eléctricos, cobre sem problemas o facto de não terem uma rede de metro decente). Engraçado é o pica residente. Não se pode entrar em todas as portas, apenas uma, e aí está um senhor numa cabine a carimbar e a verificar bilhetes. Pode ter mais gastos em relação a mão-de-obra, mas é óptimo para os turistas. Basta entrar e comprar o bilhete.

Não dá para ver a Europa cá de cima, só nuvens. Nuvens europeias.








IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

BLOGADO ÀS 12:30:29

23-07-2009

CADERNOS, FOTOS, LIGAÇÕES, VIAGENS

23/12, 18h30, ICE (para Köln)

Hoje provei o (famoso) arenque (haring) holandês. Já tinha lido no Rough Guide da Mareka que este peixe era uma obsessão nacional, e que o comiam de imensas formas diferentes. Como o nosso bacalhau. Numa pequena banca numa praça em obras vendiam-no a 2€80. Acabei por comê-lo a 2€25, com cebola e pickles. Como se fossem sardinhas em conserva, ela pegou em duas pastas e cortou-as aos pedaços. É uma delícia, compreendo perfeitamente a obsessão dos holandeses, mas deixou-me com azia para a tarde toda. Só curei essa azia quando comprei, no Albert Hejn, uma embalagem de profiteroles. Agora estou cheiíssimo, já não devo comer mais hoje.

Tenho medo que corra tudo mal. Que não arranje quarto, que perca o avião por algum erro na minha reserva.

Já tenho o quarto certo. Menos mal.

Um pouco sobre Amsterdam. Ao contrário das outras cidades da viagem, não vi igrejas. De todas em que tentei entrar, apenas três eram visitáveis. Também não serão as mais atractivas para o visitante. Não sendo góticas, não me interessam muito. Impressionante é ver que as próprias igrejas (as isoladas) sofrem do vírus das densidade que assola Amsterdam, e têm acoplados pequenos edifícios. Nas primeiras que vi pensei que estas casinhas fossem apenas de apoio à igreja, como casas paroquiais ou a casa do padre. Longe disso. Têm todo o tipo de lojinhas e restaurantes, como em qualquer outro edifício. Fiquei até surpreendido quando vi que a igreja no Red Light (penso que era a Oude Kerk) não tinha montras com meninas.

A senhora ao meu lado (do tipo alemã irritada) levanta o sobrolho quando alguém come. Aconteceu quando comi, e quando o gajo ao meu lado comeu. E olha ostensivamente, apesar de ser fumadora. Há gente para tudo.







IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

BLOGADO ÀS 00:39:49

22-07-2009

CADERNOS, IR'05, VIAGENS

23/12, 18h15, ICE (para Köln)

Aparece anunciado nos ecrãs “We should like to take leave of our guests in Arnhem”, e a seguir nas outras línguas. O que quererá dizer isto?



IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

BLOGADO ÀS 17:23:09

22-07-2009

CADERNOS, IR'05, VIAGENS

22/12, 20h15, De Schouw (Amsterdam)

O Nando (El Nando), como ele tinha previsto, atrasou-se no escritório. É o último dia dele lá antes do Natal, e é certo que lhe pediram para deixar coisas acabadas.

Só havia uma chave para casa, e combinámos antes das sete. Ele estaria em casa. Cheguei às 18h30, dei-lhe toques e fiquei à porta, mas nada. Depois enviou-me uma mensagem, dizendo que ia demorar.

Descobri um tasco (De Schouw), no bairro, e mandei-lhe uma mensagem a dizer onde estava. Calhou de ser noite salsa. Pude pedir as coisas em castelhano, o dono deve ser latino-americano. Tasse bem.

Já ando há algum tempo para escrever a grande humilhação que sofri. A maior desta viagem, na minha insana busca do mar, encontrei um Albert Hejn, algo como o Dia daqui. Só comprei um sabonete e queijo às fatias. E uma velhota, saída sei lá de que covil de beatas gozonas, riu-se de mim desde que me pus na bicha para pagar até que saí. Maldita! Eu faço compras planeadas, não compro a desbarato.

(autocolante)



IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

BLOGADO ÀS 17:21:59

22-07-2009

CADERNOS, IR'05, VIAGENS

22/12, 12h00, Sinagoga Portuguesa (Amsterdam)

Num vídeo referem uma tal de Rachel Tirado. O meu pai é de Martim Tirado. Eu sabia! Há judeu na família.



IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

BLOGADO ÀS 17:20:39

01-07-2009

CADERNOS, FOTOS, IR'05, VIAGENS

21/12, 21h45, Casa del Nando (Amsterdam)

Dou comigo a passar várias vezes no Red Light. Para um homem como eu, com 25 anos e tão pouca vida sexual, é natural ter esta ânsia de sexo. mas ver estas mulheres, algumas extensamente siliconizadas e, assim, tão apelativas, um homem hesita. Não acredito na prostituição, mas sinto o apelo. Não faz sentido. Sou um paradoxo.

Ela está sempre na minha mente, ou na parte de trás da mente, no subconsciente talvez. Sem qualquer pudor imagino-a como o centro do meu futuro. Como sistema de alarme pessoal, tento não pensar no futuro quando penso numa mulher. Tento pensar no meu presente. Mas com ela não. Imagino-a presente sempre no meu futuro. És tão perfeita, tão sem defeitos. Sinto muita coisa por ti, mas sinto muita força. Tu, tão hesitante e tão sem coragem, és a minha força. A nossa descontextualização e falta de querer, juntas, vão tornar-nos confiantes, no futuro.
Hoje falei muito bem com ela – rimo-nos, partilhámos projectos futuros, amámo-nos, gosto de pensar. Tenho gostado de outras, tenho estado constantemente obcecado por outras. É verdade. Não sei se sou honesto dizendo que contigo é diferente. Mas sinto-o. És a minha dependência.





IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

tudo isto e muito mais em coisar.tumblr.com

BLOGADO ÀS 00:33:06

01-07-2009

CADERNOS, IR'05, VIAGENS

19/12, 17h45, Quim (para Amsterdam)

Fico supreendido sempre que oiço um holandês falar neerlandês. Como falam tão bem inglês, imagino que falam inglês uns com os outros.

SCHEEPVAART HUIS –> na rua da estação central (PR. HANDRIKADE / OOSTERDOKSKADE)
SPARNDAMMERPLATSOEN -> (ZANSTRAAT / OOSTZANSTRAAT)

mapa

BRUG 410 (NOORDER AMSTELKANAAL / OLYMPIA PLEIN)

mapa

S.H. -> SARPHATISTRAAT)

mapa

IJBURG
YPENBURG? Entre Den Haag, Delft e Rotterdam

IJ-PLEIN -> OMA
BORNEO -> LLOYD HOTEL
-> PAVILLJOEN LLOYDPLEIN (JULIETTE HANDELSKADE)
-> HOOP, LIEFOE EN FORTUIN (RUDY UYTENHAAK)



IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

tudo isto e muito mais em coisar.tumblr.com

BLOGADO ÀS 00:20:15

30-06-2009

CADERNOS, IR'05, VIAGENS

19/12, 17h15, Quim (para Amsterdam)

Acho que a mija na praia (a favor do vento, obviamente) foi um dos momentos altos da viagem.



IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

tudo isto e muito mais em coisar.tumblr.com

BLOGADO ÀS 00:32:26

30-06-2009

CADERNOS, FOTOS, IR'05, VIAGENS

19/12, 16h45, Quim (para Amsterdam)

Na minha segunda incursão à praia, antes de começar a chover, encontrei, nas dunas, póneis. Praí 15 póneis e umas vacas pretas. Um deles aproximou-se de mim, mas não me deixou fazer-lhe festas.

O dia de hoje fez-me lembrar a Póvoa. Bicicletas e mar. Já não via o Atlântico desde Donostia.







IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

tudo isto e muito mais em coisar.tumblr.com

BLOGADO ÀS 00:16:00

29-06-2009

CADERNOS, FOTOS, IR'05, VIAGENS, BICICLETAS

19/12, 13h30, Paragem (Den Haag)

Decidi esperar que a chuva passe numa paragem de autocarros. Andei no início da manhã a tentar chegar ao mar, e o resto da manhã a tentar descobrir o Hoek van Holland. Não sei o que é, não sei onde é, mas tenho a ligeira sensação que será interessante. Como não consegui descobrir, vou tentar ir ao centro de Den Haag, já que ainda não saí dos subúrbios. Ainda há luz.







IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

tudo isto e muito mais em coisar.tumblr.com

BLOGADO ÀS 23:57:51

29-06-2009

CADERNOS, IR'05, VIAGENS

19/12, 9h45, Quim (para Den Haag)

Andar de bicla. Ah, que saudades tinha! Já estou habituado, em Portugal, a algum stress a andar de bicla. Principalmente por se andar no meio dos carros. Aqui é outro stress. Não conheço a terra, não adivinho à primeira como funcionam os cruzamentos, há que cruzar os carris do eléctrico, and so on. As ruas estão escorregadias, e a bicla é muito alta para mim. Mas estou feliz da vida.



IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

tudo isto e muito mais em coisar.tumblr.com

BLOGADO ÀS 23:45:18

29-06-2009

CADERNOS, IR'05, VIAGENS

19/12, 9h30, Quim (para Den Haag)

Afinal vou para Den Haag. Como é a 7 quilómetros de Delft, vou visitá-la primeiro. Trouxe a bicla d’El Nando no comboio.

A pega extensível da mala (daquelas com rodinhas) do senhor ao meu lado encaixou na perfeição no meu joelho. Nem me mexi, apenas sorri.

Quando cheguei a Amsterdam, El Nando não estava à minha espera no cais. Aparentemente não existe um ecrã a anunciar as chegadas, apenas as partidas, e de qualquer maneira não poderia entrar no cais, tinha de ter bilhete.

Depois de nos cumprimentarmos (de uma maneira muito fria, muito nórdica), seguimos para casa dele para pousar a minha mala, e logo a seguir para uma festa de espanhóis. Lá conheci a Jena, que falava inglês como se tivesse nascido lá, nos Estados Unidos. Tinha umas mamas inacreditáveis. Cheias e rijas. Perguntou-me sobre o Bloco de Esquerda, pois estudava política. E que boa era.



IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

tudo isto e muito mais em coisar.tumblr.com

BLOGADO ÀS 23:34:29

27-06-2009

CADERNOS, FOTOS, IR'05, VIAGENS

18/12, 16h45, Casa del Nando (Amsterdam)

Estou na cozinha da Casa del Nando, em Amsterdam. Ainda não fiz nada desde que cá cheguei. Saí nas duas noites que passaram, e hoje fui passear, durante a tarde. Teria ido de bicicleta, mas não deu. O Nando emprestou-me a dele, mas primeiro deu-me a chave errada, e depois deu-me a chave certa mas não consegui abrir o aloquete. Nem eu nem uns gajos que iam a passar, que me ajudaram. Acabei por ir a pé. Tinha acordado às 11h30, mas só comecei o passeio às 2. Não lembra a ninguém.

Acabei por passar o dia a ver montras (também no Red Light), a espreitar para dentro das casas, essas coisas.
Pagava-se 7€5 para entrar na casa da Anne Frank, e não consegui entrar em duas das três igrejas que tentei visitar. Amanhã vou a Delft.







IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

tudo isto e muito mais em coisar.tumblr.com

BLOGADO ÀS 00:44:56

17-06-2009

CADERNOS, IR'05, VIAGENS

16/12, 21h15, ICE (para Amsterdam)

Já topei uma coisa nos holandeses – conseguem ser mais loiros que os alemães. Não o digo em média, mas vêm-se aqui pessoas muito, mas mesmo muito loiras.



IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

tudo isto e muito mais em coisar.tumblr.com

BLOGADO ÀS 00:10:12

17-06-2009

CADERNOS, IR'05, VIAGENS

16/12, 20h15, ICE (para Amsterdam)

Há um bocado, quando estava desoladamente sentado no chão, dei-lhe um toque. Ela respondeu pouco tempo depois. Fiquei, para não variar, repleto de alegria. Ela já não respondia aos meus toques há algum tempo.

preparar passagem de ano com Mari e Mika e Texas e Maf
comprar MD na Póvoa
ver preços de televisões



IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

tudo isto e muito mais em coisar.tumblr.com

BLOGADO ÀS 00:08:38

17-06-2009

CADERNOS, IR'05, VIAGENS, FERROVIÁRIO

16/12, 19h15, ICE (para Amsterdam)

55 minutos de atraso. Pobre Nando!

Os alemães têm este sistema porreiríssimo para os comboios grandes, que é explicar em que parte do cais vai parar a carruagem certa. Os cais estão divididos em letras (A, B, C…), e torna tudo bem mais fácil. Só digo isto porque nesta viagem tenho lugar marcado. Viva!

Começo a notar um tipo holandês. Ainda não sei bem caracterizá-lo, mas é um tipo bem específico.

A fazer em Portugal:

ir ter com ela
ir ao dentista
ir ao oftalmologista
falar com a Marta e mostrar-lhe o denCidade
formatar o disco
regularizar a situação na Segurança Social
fazer pdf dos trabalhos deste ano
comprar bateria para télélé



IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

tudo isto e muito mais em coisar.tumblr.com

BLOGADO ÀS 00:07:04

15-06-2009

CADERNOS, FOTOS, IR'05, VIAGENS

16/12, 18h30, ICE (para Amsterdam)

O meu comboio para Amsterdam está atrasado trinta minutos (30 min später). O que não é assim tão mau, porque assim o Nando é que vai esperar por mim e não o contrário.

Estão umas holandesas a falar ao meu lado. Começam as escarradelas e a língua enrolada.





IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

tudo isto e muito mais em coisar.tumblr.com

BLOGADO ÀS 00:07:33

15-06-2009

CADERNOS, IR'05, VIAGENS, EU

16/12, 17h45, ICE (para Amsterdam)

Tive sorte mas também alguma astúcia. Como não tinha lugar marcado, vim sentado no chão até Frankfurt. Logo que todos saíram, sentei-me num lugar que não tinha marcação. Ao meu lado tinha acabado de sentar-se um gajo num lugar com marcação, que intui ter sido feita por ele. Pouco depois chegou a senhora que tinha feito a marcação, e pediu-lhe para sair. Ele também não tinha, como eu, marcação, e fez a burrice de sentar num lugar reservado. A estupidez dele foi a minha sorte.





IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

tudo isto e muito mais em coisar.tumblr.com

BLOGADO ÀS 00:05:56

11-06-2009

CADERNOS, FOTOS, IR'05, VIAGENS

16/12, 16h, ICE (para Amsterdam)

Mesmo, mas mesmo no fim da exposição, quando já estava a pensar no caminho para a Bahnhof (e no comboio para Frankfurt), apareceu a salvação para a minha viagem – internet rápida e barata! Fui à página da German Wings e descobri um voo Bonn-Lisboa, na véspera de Natal, a 200 euros. Ainda pensei durante uma boa meia-hora. De um lado tinha uma viagem acabada no dia 22, e mais 40 horas de comboio até Portugal. Do outro lado tinha a viagem esticada até dia 24 (a data em que contava voltar), uma viagem rápida até Portugal, mas com o acréscimo de 200 euros. Ou seja, 40 contos vs. 40 horas.

Apesar de me estar a custar a passar a viagem (muito por causa da solidão), decidi esticá-la. E, entretanto, vendo a necessidade de voltar a estes lados (para apanhar o avião em Bonn), decidi ir directamente para Amsterdam. A linearidade da viagem não é importante. Saí agora de Stuttgart para chegar antes das 21h a Amsterdam. Se fosse a Frankfurt, que é bem mais perto, iria directo para a Pousada e já não sairia de lá hoje. E vou apanhar o Nando (o meu amigo em Amsterdam) no início do fim-de-semana. Com tempo para estar comigo, espero.

Quando estava no museu, comecei a falar com a namorada do meu irmão, pensando que estava a falar com ela. Felizmente ainda não tinha escrito nada de comprometedor até que ela escreveu “Olha, de certeza que estás a falar com a pessoa certa?” E estava eu a escrever sobre um passeio à beira-mar, a morrinha a molhar-nos, gelados. Quando me declarei a ela (obviamente por escrito, no messenger), ela também ia perguntando, aqui e ali, “de certeza que estás a falar com a pessoa certa?”, e eu ia dizendo que sim, que sim…

Ok, estamos a chegar a sei lá onde. Talvez dê para me sentar numa cadeira.



IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

tudo isto e muito mais em coisar.tumblr.com

BLOGADO ÀS 00:24:25

10-06-2009

CADERNOS, FOTOS, IR'05, VIAGENS

15/12, 21h, Pousada (Stuttgart)

Ontem cheguei às 6 a Stuttgart. Tenho feito isso sempre que posso, chegar à cidade de noite. Não que me agrade – é até desconfortável procurar a pousada à noite. Mas como os dias são cada vez mais curtos, assim chego e vou logo para o meu quarto. E pouco depois vou dormir.

Quando cheguei ainda estava um pouco atordoado com a mulher do comboio. Poucas vezes vi tamanha beleza. Ela afinal ligou-me e muito, eu é que sofro de idiotice aguda, e nunca dou o passo em frente. Quando estávamos de pé, à espera que o comboio parasse, os nossos olhares cruzaram-se várias vezes.

Ontem mandei-lhe uma mensagem, à minha portuguesinha de rabo na boca. Uma mensagem a pedir uma resposta, se nos podíamos encontrar quando eu voltasse. Como ela ainda não respondeu, e por causa da mulher do comboio, passei parte da manhã atordoado. Pois, agora me lembro que não teve nada a ver com a aparição no comboio. Vamos recapitular.

O grupo que se formou ontem no quarto era digno de filme de comédia. Eu, o portuguesito a precisar de vitaminas. O Ramesh, um indiano ainda mais mirrado que eu. O Bernardo, brasileiro de meia-idade filho de alemães. E o Thilo, alemão de Berlin à volta dos 35. Não consegui ver bem o Thilo ontem, saiu pouco depois de eu entrar. Estive até bastante tarde na conversa com os outros dois. O Bernardo era jornalista free-lancer e ainda não tinha encontrado a mulher da vida dele, por isso era solteiro. O Ramesh era casado com uma italiana há uns meses (provavelmente quando ela engravidou). O filho nasce em Fevereiro. O Thilo não parecia comprometido, mas falou-me durante a manhã d’hoje duma namorada que teve durante três meses em Madrid.

O brasileiro à procura da mulher da vida dele, o indiano com a mulher à espera dele em Itália, as férias enamoradas do alemão em Espanha. Tudo isto combinado com ela não responder à minha mensagem, deu-me uma manhã bem deprimida.

Acabei por dar umas boas gargalhadas na Staatsgalerie, ao ver um filme (pela segunda vez) duma sequência de actos encadeados (pneu acciona archote, que queima corda, que deixa cair bola). Está tudo muito bem coreografado, é mesmo muito divertido. Soltei também uns sorrisos ao ver algumas pinturas idiotas. Adorei a estátua da senhora da limpeza, parecia-me mesmo real. Tirei uma foto a um quadro do Paul Klee para ela.

Passei parte da manhã com o Thilo. Ele queria mostrar-me um palácio nas redondezas. Depois andámos pela cidade. Tomámos café e despedimo-nos. A seguir fui visitar o Weißenhofsiedlung. Adorei as casinhas em banda do Oud (o homem é um senhor) e um pintor deixou-me entrar na casa dupla do Corbu. Acabei expulso, mas valeu a pena, o interior é fantástico. Nesta viagem solitária, dou comigo muitas vezes a falar sozinho. Às vezes trauteio uma música (passei parte do tempo no museu a cantar Da Weasel), tenho conversas imaginárias e, depois de estar algum tempo com alguém a falar inglês (como hoje com o Thilo), dou por mim a pensar em inglês. Hoje devo ter passado o dia todo a pensar em inglês.

Hoje, pela primeira vez, viajei sem bilhete, ao voltar do Siedlung. E fui comer à Mensa (cantina) da Faculdade de Belas-Artes. Sou mesmo hooligan.








IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

tudo isto e muito mais em coisar.tumblr.com

BLOGADO ÀS 00:01:40

07-06-2009

CADERNOS, FOTOS, IR'05, VIAGENS

15/12, 11h30, U-Bahn (Stuttgart)

Acho que estou a perder alguma sanidade. Agora, conhecer alguém que me fale de mulheres, de relações, de sexo, deixa-me afectado. Estou exangue, não aguento mais emoções.



IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

tudo isto e muito mais em coisar.tumblr.com

BLOGADO ÀS 23:44:51

07-06-2009

CADERNOS, IR'05, VIAGENS

14/12, 17h30, IC (para Stuttgart)

Raramente vi um perfil tão elegante: a cara idílica, o peito cheio e flutuante, a cintura inexistente. E anda sobre as nuvens, ela. Mas não me fitou, nem por um segundo.



IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

tudo isto e muito mais em coisar.tumblr.com

BLOGADO ÀS 23:31:35

21-05-2009

CADERNOS, IR'05, VIAGENS, EU, MULHERES

14/12, 16h30, IC (para Stuttgart)

Há mulheres aqui com formas tão generosas que dá vontade de perguntar, “isso é tudo teu ou é emprestado?”. Como aquela gótica que já olhou várias vezes para trás. Está a ler Flaubert, aquele autor que, toda a gente sabe, só se lê para ter estilo.

Devia era procurar mulher por aqui, e não em Portugal, onde elas são “pequeninas como as sardinhas”. Aqui os meus desejos de monumentalidade seriam totalmente realizados. Oh well, tenho uma sardinha querida à minha espera em Portugal. Assim espero eu.

E continua a olhar para trás, através do seu cabelo longo e negro.

Passei o dia a passear por München. Visitei, um pouco apressado, o Deutsche Museum (acho que apenas o fiz por a senhora da recepção ser portuguesa), um amontoado de coisas que não me interessavam. Acabei por descobrir lá no meio um moliceiro, com as suas cómicas tiras na proa e na popa. Antes do quim ainda consegui descobrir a exposição de fotografia de Thomas Hoepcker. Adorei-a, do princípio ao fim. Também lá descobri fotos portuguesas, de Trás-os-Montes. A cena do casamento podia ser perfeitamente a do casamento dos meus avós, apesar de ser muitos anos depois.

Estou farto de acumular planos para quando chegar a Portugal. São sempre os mesmos desejos: trabalhar ainda mais, ter mais tempo livre, mas não me vejo a escrever muito nos próximos tempos. Se perder o emprego actual, sim. Aí paro para escrever.







IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

tudo isto e muito mais em coisar.tumblr.com

BLOGADO ÀS 00:46:51

02-05-2009

CADERNOS, FOTOS, IR'05, VIAGENS

13/12, 19h45, Restaurante (München)

Foi bom sair do museu, há pouquinho, e ver tudo coberto de neve. Foi durante o tempo que estive lá dentro, a ver Rembrandt e afins. Claro que há o deslumbramento da neve e o meu medo de cair. Combinado, dá um deslumbramento amedrontado.

Comi uma Ofrenfrscher Schweinebraten, mais uma variação do que comi em Wien. Só que lá era… Schnitzel. Carne de porco às fatias em molho espesso. O de Wien era bem melhor, mas também custou o dobro.

Ainda não sei como voltar a Portugal. Reservei hoje a ligação Bruxelles-Paris. Que não me serve de nada se não conseguir lugar no Sud-Express. A segunda hipótese é a Ryan Air em Frankfurt, mas não sei se ainda arranjo bilhetes.
Foi estranho hoje na Pinakothek der Moderne. Já sabia que estava quase na hora de fechar, e veio um dos seguranças falar comigo em alemão: “I have to go?” “You are like everybody else, so yes.” Estranho. Mas talvez volte lá amanhã, basta mostrar o pin que me deram.

Ia um homem estranho à minha frente no U-Bahn. Apesar do aspecto e cheiro asquerosos (e unhas enormes), olhava para todos os cantos do casaco (também sujíssimo) à procura de partes sujas ou zonas de (…).
Comer gelado estando a nevar lá fora não deixa de ser irónico.

A noite passada foi horrível. Um dos que estava a conversar, gordíssimo, foi jantar quando me fui deitar. Sentou-se numa mesa ao fundo do quarto a comer coisas que tinha trazido, enquanto ouvia música na rádio. Adormeci sem grandes problemas. Durante a noite alguém se foi deitar na cama ao meu lado. Pelo respirar notava-se que era alguém grande. De vez em quando começava a ressonar, que era uma alternância entre um ronquinho e um som parecido com mastigar maltesers. Também eu soltei vários roncos, mas de lamento. Não consegui dormir. Um quarto tão grande e tinha de se deitar a meu lado?!

E lá chegaram as 5h30, hora fatídica em que o outro gordo se lembrou de se levantar. Devia trabalhar nas obras, pois eu tinha visto as suas luvas a secar. Enquanto não se levantava, ligou outra vez o rádio. Não aguentei muito: levantei-me. “Could you please turn off the radio?” “Uh?” “Turn off the radio!” O estúpido apenas baixou o som.

Mal desci fiz queixa dele na recepção. Espero que já não esteja lá, nem o gordo dos maltesers.





IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

tudo isto e muito mais em coisar.tumblr.com

BLOGADO ÀS 00:33:28

02-05-2009

CADERNOS, FOTOS, IR'05, VIAGENS

13/12, 11h, U6 (München)

Fui visitar o parque olímpico. Estive para cair por várias vezes, por causa do gelo no chão.

Vai sair agora uma mulher tão boa que até dói. Olhou para trás para me ver outra vez e tudo. As alemãs são boas, altas, mas muito, muito bonitas. E elegantes.

Também há mulheres grandes. Gigantes, até. Ontem sentou-se uma à minha frente que até passará despercebida. Mas em Portugal nem nas portas passava.





IR'05 é a transcrição do diário escrito durante uma viagem de comboio através da Europa entre Novembro e Dezembro de 2005. todas as entradas aqui

tudo isto e muito mais em coisar.tumblr.com

BLOGADO ÀS 00:03:41

1 2 3 4 5 >>

blog engine