COMMENT: AUTHOR: Carlos Ac Liberal [Visitante] DATE: Tue, 01 Sep 2015 05:39:51 +0000 URL:

BELOS SEIOS

Porque faço o pedido/
se já fui acudido/
se ralha nos Deus/
se valha nos Céus/
Por que hei de ragatear/
pelos seios/
se são belos/
se são feios/
são formosos/
são dourados/
são duros/
são escarlate/
Porque hei de chantagear/
se o teu corpo luz /
se o teu corpo produz/
se as tuas ancas são lisas/
se os teus braços são brisas/
se em tudo teu está no olhar/
se és princesa/
se és rainha/
se o amor em ti está acesa/
tens o cabelo em gancho/
se és obra minha/
se em tudo teu está no beijar”

Carlos Ac Liberal

----- COMMENT: AUTHOR: Caelos Ac Liberal [Visitante] DATE: Tue, 01 Sep 2015 05:38:27 +0000 URL:

BELOS SEIOS

Porque faço o pedido/
se já fui acudido/
se ralha nos Deus/
se valha nos Céus/
Por que hei de ragatear/
pelos seios/
se são belos/
se são feios/
são formosos/
são dourados/
são duros/
são escarlate/
Porque hei de chantagear/
se o teu corpo luz /
se o teu corpo produz/
se as tuas ancas são lisas/
se os teus braços são brisas/
se em tudo teu está no olhar/
se és princesa/
se és rainha/
se o amor em ti está acesa/
tens o cabelo em gancho/
se és obra minha/
se em tudo teu está no beijar”

Carlos Ac Liberal

----- COMMENT: AUTHOR: Ibson Lyra [Visitante] DATE: Mon, 27 Apr 2015 23:50:32 +0000 URL:

Essa passagem me tocou profundamente. Gratidão.

----- COMMENT: AUTHOR: Ramiro [Visitante] DATE: Wed, 13 Feb 2013 14:37:14 +0000 URL:

Obrigado, Eugénio. Um prazer dialogar poeticamente!

----- COMMENT: AUTHOR: Vídeos de Sexo Grátis [Visitante] DATE: Thu, 02 Aug 2012 16:43:06 +0000 URL: http://www.filhadaputa.tv

Só vou calar a boca.

----- COMMENT: AUTHOR: Sexo [Visitante] DATE: Sat, 30 Jun 2012 05:34:20 +0000 URL: http://www.filhadaputa.tv

Tem a boca original

----- COMMENT: AUTHOR: Sexo [Visitante] DATE: Sat, 30 Jun 2012 05:33:34 +0000 URL: http://www.filhadaputa.tv

É fácil ser superficial no Ze

----- COMMENT: AUTHOR: Sexo [Visitante] DATE: Sat, 30 Jun 2012 05:20:50 +0000 URL: http://www.filhadaputa.tv

tornando o metal comum em ouro puro

----- COMMENT: AUTHOR: Francisco Rangel Gonçalves de Oliveira [Visitante] DATE: Sun, 17 Jun 2012 21:10:07 +0000 URL: http://www.gelderussas.prosaeverso.net

Eu sou Rangel ou gel como gosto de ser chamado!… Apresento com Gel, o poetinha filho de Russas… Meu objetivo aqui é encontrar um caminho para divulgar meus textos fora do Brasil!
Neste ato,anexo um dos meus textos que ja foi publicado aqui no Brasil atraves do Recantos das letras!

Quero Descobrir Teu Corpo,
Quero Descescobri Voce!…

Quero Descobrir Teu Corpo…
Como o poeta que descobre
A essência das palavras.
Quero descobri teu ser
Em partículas e átomos.
Quero descobrir você…

Quero descobrir teu corpo…
Em um nu não explicito,
Mas em um nu angelical.
Quero sobrepor tuas muralhas,
E teus labirintos.
Quero descobrir você…

Quero descobrir teu corpo…
Submerso em águas rasas,
Para não perder a tua silueta.
Embaixo dos lençóis,
Para fugir do frio e da solidão.
Quero descobrir você…

Quero descobrir teu corpo…
Antes, bem antes…
Antes que seja dia,
Antes que seja noite,
Antes que seja tarde…
Quero descobrir você…

Quero descobrir teu corpo…
Como um viajante universal.
Chamar-te de corpo celestial,
Estrela ascendente e de luz.
Quero descobrir você…

Quero descobrir teu corpo…

Quando sede sentir,
Saciar-me-á a sede de ti.
Quando fome sentir,
Cevar-me-á a fome de ti.
Quero descobrir você…
Quero descobrir teu corpo…

Quando perdido estiver,
Nortearei meu rumo em ti.
Quando exausto estiver,
Repousarei em teu colo.
Quero descobrir você…

Quero descobrir teu corpo…

Descansarei vivo e em paz.
Descobrirei em meus sonhos…
Amarei você…
Assim como eles me revelarem…
Quero descobrir você…

Descobrirei teu corpo,
Descobrirei a tua existência,
Descobrirei o teu amor…
Descobrirei a tua essência,
Descobrirei você…

Descobrirei a razão da minha vida…
Serei quântico, transcendental,
Lógico, físico e imortal.
Serás infinitamente minha,
Serei eternamente teu.
De forma eclíptica em seu
Apogeu, apoteótica…
O sol sobre a lua
Eu sobre você…

Com Carinho… Francisco Rangel
Rio de Janeiro, 04/02/00

----- COMMENT: AUTHOR: rudrakshincense [Visitante] DATE: Mon, 11 Jun 2012 09:41:33 +0000 URL: http://www.rudrakshincense.in/

Padma Perfumery Works is a leading manufacturer, supplier and exporter of premium quality incense sticks & agarbatti from India. Our product catalog includes Stress Relief Aroma Sticks, Citronella Incense Sticks, Stimulation Incense Sticks, Eucalyptus Incense Sticks (Sino Relief), Incense Agarbatti (Relaxation), Sandal Agarbatti (Peace), etc

Products :

INCENSE STICKS
INCENSE STICKS EXPORTERS
INCENSE STICKS MANUFACTURERS
AGRATBATTI
AGARBATTI EXPORTERS
AGARBATTI MANUFACTURERS
RUDRAKSH INCENSE
RUDRAKSH INCENSE EXPORTERS
RUDRAKSH INCENSE MANUFACTURERS
INCENSO
INCENSO EXPORTERS
INCENSO MANUFACTURERS

For more details visit :-http://www.rudrakshincense.in

----- COMMENT: AUTHOR: ric [Visitante] DATE: Mon, 10 Oct 2011 18:41:22 +0000 URL:

Graças ao tvhd.com.br a Sky nunca mais vai ver a cor do meu dinheiro

----- COMMENT: AUTHOR: letra [Visitante] DATE: Mon, 31 Jan 2011 00:42:53 +0000 URL: http://letra-de-musicas.musicasgratis.org

Nem sei o que dizer direito, essas músicas são fantásticas, boas demais!

----- COMMENT: AUTHOR: Teresa Nieto Viñas. [Visitante] DATE: Sat, 16 Oct 2010 20:31:45 +0000 URL:

E si, sobran os comentarios…
A min tamén me deixa sen palabras, éncheme o peito dunha chea de sentimentos mornos e intimos deitados en cada ollada, cada enrruga, cada xeito…
Adoro a xente grande…
Biquiños. Tere.

----- COMMENT: AUTHOR: vicente de percia [Visitante] DATE: Fri, 02 Oct 2009 03:04:53 +0000 URL: http://blogdepercia.blogspot.com

Podes entrar em contato.acesse http://blogdepercia.blogspot.com

depercia#gmail.com

----- COMMENT: AUTHOR: vicente de percia [Visitante] DATE: Fri, 02 Oct 2009 02:57:14 +0000 URL:

Podes entrar em contato.acesse http://blogdepercia.blogspot.com

depercia#gmail.com

----- COMMENT: AUTHOR: roberto [Visitante] DATE: Sat, 29 Aug 2009 21:20:28 +0000 URL:

roberto achei a imagem de tres beijo…
o ki vc acha???????/

eliana

----- COMMENT: AUTHOR: Jorge Vicente [Visitante] DATE: Wed, 20 May 2009 11:11:05 +0000 URL: http://jorgevicente.blogspot.com

caro eugénio,

este vídeo é a prova de que ainda há muitos preconceitos que devem ser apagados e mesmo as pessoas de etnias diferentes têm esses preconceitos, inculcados pela sociedade maioritariamente branca, pela televisão maioritariamente branca, pelos jornais, pela vivência no dia-a-dia. é muito triste e revoltante saber isso.

agora outra coisa: descobri a tua poesia através da revista “sítio” de torres vedras e resolvi colocar alguns poemas teus no meu blog. os teus poemas ainda estão em stand-by, em rascunho. Mas coloquei lá um poema meu, inspirado no teu “sara e o labirinto". Espero que gostes.

um grande abraço desde portugal
jorge vicente

----- COMMENT: AUTHOR: Antonio [Visitante] DATE: Mon, 13 Apr 2009 02:46:30 +0000 URL:

Ola rapaz!

estou facendo um livro do Entroido na Arousa, como fago para entrevistar-te ?
(som tres perguntinhas)

se podes manda-me um e-mail a arrecendo@gmail.com

Saúdos!

----- COMMENT: AUTHOR: vicente de percia [Visitante] DATE: Wed, 04 Feb 2009 22:06:11 +0000 URL: http://blogdepercia.blogspot.com

Faço-lhe um convite para trocarmos opiniões em relação à literatura e o circuito das artes em geral.O meu blog servirá de apresentação http://blogdepercia.blogspot.com Acabo de participar do Forum Mundial em Belém do Pará,Brasil e estou em constante produção literária tanto como escritor como crítico e professor.Em recente visita a Portugal e Espanhal colhi várias produções.Aguardo seu contato.Vicente de Percia

----- COMMENT: AUTHOR: Sapoconcho [Visitante] DATE: Mon, 08 Dec 2008 13:50:48 +0000 URL:

ruxe-ruxe rules !!!!

----- COMMENT: AUTHOR: Helena B. [Visitante] DATE: Mon, 17 Nov 2008 11:13:47 +0000 URL:

Óptima contra-argumentaçao. Lástima nao a ter lido antes, teria-me ajudado nas discussoes com um “assinante” que me topei em catalunya. Um saudo.

Por certo, eu tambem estou de volta na Galiza, a ver se contactamos.

----- COMMENT: AUTHOR: suso [Visitante] DATE: Tue, 30 Sep 2008 11:38:45 +0000 URL: http://angueiradesuso.agal-gz.org

INTRA!!! INTRA!!! VIVA!!! VIVA!!! Que bom voltar a ter-te de novo entre nós!!! Bem-vindo à casa, caro Ugio!!! :)

----- COMMENT: AUTHOR: Júnior Madrigal [Visitante] DATE: Sun, 28 Sep 2008 15:28:54 +0000 URL:

Gostei muito deste texto!
Sou brasileiro e pretendo viajar pelos Países catalães” em 2010 ou 2011, e por isso estou aprendendo o catalão.

Gostaria de manter contanto para poder praticar a língua, seja pelo MSN, Skype, Ekiga ou por telefone mesmo.

----- COMMENT: AUTHOR: Amelie Jolie [Visitante] DATE: Wed, 06 Aug 2008 20:49:15 +0000 URL: http://www.cozinhadaamelie.blogspot.com

Hahahaahaaha!!!!Ficou ótimo isso!!!!Ate eu quero um desse!!!

----- COMMENT: AUTHOR: Josep Garcia [Visitante] DATE: Sun, 27 Jul 2008 12:26:47 +0000 URL: http://josepmgarcia.wordpress.com/

Um texto excelente. Fiz uma tradução ao catalão, a fim de ajudar a dar-lhe mais difusão: http://josepmgarcia.wordpress.com/2008/07/27/eugenio-outeiro-traduit/

Salut!

----- COMMENT: AUTHOR: suso [Membro] DATE: Fri, 04 Jul 2008 15:09:42 +0000 URL:

Por nada, mo… camarada!!! :D

----- COMMENT: AUTHOR: suso [Membro] DATE: Thu, 03 Jul 2008 19:18:32 +0000 URL:

A mim aconteceu-me 3/4 do mesmo (já tivem a ocasiom -e o privilégio- de dizer-lho ao amigo Eugénio em pessoa).

Já agora, enviei o “Contramanifesto…” ao “Chuza": http://chuza.org/historia/contramanifiesto-pelas-linguas-comuns-algumas-ideias/

----- COMMENT: AUTHOR: Pau [Visitante] DATE: Thu, 03 Jul 2008 17:28:28 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

Boa reflexão, amigo. Fizeste com que me resultasse bem mais fácil ler o original. Cada linha era uma pinga mais de indignação… havia bem tempo que não me sentia tão agredido, a sério.

----- COMMENT: AUTHOR: Uz [Visitante] DATE: Thu, 03 Jul 2008 12:34:50 +0000 URL: http://agal-gz.org

Longo texto, abofé, mas necessário para analisar minuciosamente essa perversa falácia filofascista disfarçada de boa vontade. Ontem, na Rádio Galega, um ouvinte dizia muito bem que este “Manifiesto” é como aquela canção do espanhol Paco Ibáñez e que dizia “Érase una vez un lobito bueno al que maltrataban todos los corderos". Nunca o teria dito eu melhor.

E no que respeita aos cinco pontos do teu contra-manifesto, prezado Eugénio, onde é preciso assinar, que eu alinho! :)?

----- COMMENT: AUTHOR: Tomze adito [Visitante] DATE: Tue, 17 Jun 2008 11:34:34 +0000 URL:

o wc é o melhor sítio para a poesia. De facto é onde tiramos o melhor que levamos dentro. E por certo, quando menos é poesia sincera, monocorde, monocor, beleza pura. Outros fazem poesia na Galiza e acham que os seus som lugares mais elevados. Merda e concentraçom! respondo.

----- COMMENT: AUTHOR: Oscar [Visitante] DATE: Sun, 01 Jun 2008 23:46:45 +0000 URL: http://www.finisterra.blogger.com.br

Caríssimo Eugénio, “o primeiro lampejo” da poesia é o dizer, não é? O que vem depois é elaboração poética, trabalho de pedreiro sobre aquela luz (as vezes intolerável)oferecida pela inspiração.

Não é minha esta reflexão,é de João Cabral de Mello Neto, o meu poeta favorito. Mas também me encontro naquilo que dizes - ou melhor dizendo não sei ainda onde é o meu lugar, ou o lugar onde ponho o meu poema.

Com um abraço daqui, desta Lisboa Revisitada.

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Membro] DATE: Wed, 28 May 2008 12:35:36 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

Para dizer verdade, caro, sempre senti um pouco de invejá (sã) pelas pessoas que, como tu, conseguem fazer da poesia um fenómeno plural. Por isso tentei sempre participar dessas iniciativas, e -diga-se de passagem- as tuas sempre achei magníficas.

----- COMMENT: AUTHOR: igor [Visitante] DATE: Wed, 28 May 2008 06:38:48 +0000 URL: http://ovniseisoglossas.agal-gz.org

Para mim, por contra, ao revés.
De ser umha experiência pessoal, intima, silenciosa, mesmo tímida, passou a ser, de vagar, umha experiência colectiva, plural, sonora, mesmo extrovertida.
Mas umha cousa nom é incompatível com a outra. Tudo o contrário: som complementares.

----- COMMENT: AUTHOR: suso [Visitante] DATE: Tue, 25 Mar 2008 23:56:03 +0000 URL: http://angueiradesuso.agal-gz.org/

Família de artistas!!! :)

----- COMMENT: AUTHOR: suso [Membro] DATE: Thu, 14 Feb 2008 12:15:19 +0000 URL:

Os finais justificam o “passar” dos princípios?!? X-)))

----- COMMENT: AUTHOR: Montoliu [Visitante] DATE: Fri, 25 Jan 2008 17:38:14 +0000 URL:

A verdade é falta sentido práctico e márqueting

----- COMMENT: AUTHOR: Montoliu [Visitante] DATE: Tue, 30 Oct 2007 22:11:29 +0000 URL:

É verdade que chove pouco em Alacant…

----- COMMENT: AUTHOR: suso [Membro] DATE: Wed, 03 Oct 2007 18:33:34 +0000 URL:

Alaaa cant a águaaa!!! :-P

----- COMMENT: AUTHOR: suso [Membro] DATE: Wed, 12 Sep 2007 22:07:23 +0000 URL:

É que o que é artista… é artista pra tudo! :-)

----- COMMENT: AUTHOR: Isabel Pereira [Visitante] DATE: Mon, 02 Jul 2007 15:54:35 +0000 URL:

Olá!
Estava por aqui a procura de borboletas com a minha sobrinha Anita de 8 anos, quado ela me chamou a atenção sobre esta imagem linda dos quatro elementos da terra; água, fogo ar e terra.
Estás de parabens!
Isabel e Anita.

----- COMMENT: AUTHOR: Teresamaremar [Visitante] DATE: Wed, 23 May 2007 11:43:30 +0000 URL: http://www.artesduas.blogspot.com

Que espectacular fusão a das imagens de Magritte e Friedrich!
parabéns pela ideia e pela selecção.

----- COMMENT: AUTHOR: Nóbrega [Visitante] DATE: Mon, 14 May 2007 10:24:26 +0000 URL: http://calacia.blogspot.com

É tudo umha questom de imagem…

----- COMMENT: AUTHOR: suso [Visitante] DATE: Mon, 14 May 2007 09:29:56 +0000 URL: http://angueiradesuso.agal-gz.org

Tomarom-che o pêlo? ;-p

----- COMMENT: AUTHOR: Miro [Visitante] DATE: Sun, 13 May 2007 10:17:19 +0000 URL: http://galsatia.wordpress.com

Pois eu também estou numa etapa na que me pergunto se existe verdadeiramente uma contradição insalvável entre o homo technicus e o homo poeticus, ou se, simplesmente, imos velhos. Eu particularmente, quando tento deitar sobre mim próprio a olhada do eu mais novo, assusto-me. Meto-me medo a mim próprio. Como virei duro, frio, calculador, insensível. Se calhar foi a ciência que curtiu a minha pele. Se calhar foi o mundo anglo-saxão que me fez à sua imagem e semelhança. Se calhar foi o mundo, em geral. Se calhar foi a dor. Se calhar, vou velho. Olho para mim e vejo um bruto, um bárbaro (no sentido etimológico ou pseudo-etimológico, não pensem que é vaidade). Não é apenas uma crise vocacional, eu nunca quise ser poeta e, seja como for, ganho a vida duma forma relativamente criativa, é uma cousa mais ?profunda?. É como se eu próprio me tivesse forçado a levar um uniforme e a marchar pela vida com passo militar. Felizmente, é o passo do ganso o qual me permite ainda rir de mim próprio ;-)

----- COMMENT: AUTHOR: Ernesto [Visitante] DATE: Sun, 13 May 2007 08:45:51 +0000 URL:

que bom!

----- COMMENT: AUTHOR: Oscar [Visitante] DATE: Sat, 12 May 2007 13:28:52 +0000 URL: http://www.finisterra.blogger.com.br

Samaro de Santo Amaro (?), que tem mar e amar no sobrenome. Belo texto, Eugénio. Passa lá no meu blogue,por favor, há um desafio/provocaçã para ti. Dessas que a gente recebe, e se gostar passa adiante. Abraços!

----- COMMENT: AUTHOR: Gustavo [Visitante] DATE: Sun, 29 Apr 2007 10:54:56 +0000 URL:

mui fermoso texto caro. Entranhável. Como ja che contei há umhos dias, o meu irmao atopou as raices da minha familia, que vive em Serra de Outes, mas os nossos antepasados venhen de umha parróquia de Lugo.
Com esto quero animar-che a qie sigas investigando sobre a tua familia, os alcumes, investigar quais forom os elementos que che convertem em resultado de toda a historia familiar.

Saudaçons afectuossas, caro.
P.D. pasade polo Erik ao concerto de Raquel. O luns 30 ás 23:00.

----- COMMENT: AUTHOR: Rodrigo Inácio [Visitante] DATE: Sat, 31 Mar 2007 19:55:24 +0000 URL: http://br.groups.yahoo.com/group/Planeta_Cioran/

Se tens interesse, participa de nossa lista de discussão sobre Cioran em português:

Planeta_Cioran-subscribe@yahoogrupos.com.br

http://br.groups.yahoo.com/group/Planeta_Cioran/

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Visitante] DATE: Fri, 30 Mar 2007 16:08:21 +0000 URL: http://extramuros.agal-gz.org

AG Montoliu, obrigadíssimo pela tua mensagem. Serviu-me também para me sentir acompanhado.

Suso, és o maior…

Croios detector, de tanto insistir afinal vai acabar por ser mesmo a etapa audiovisual…

----- COMMENT: AUTHOR: Croios detector [Visitante] DATE: Wed, 28 Mar 2007 08:27:33 +0000 URL:

etapa audiovisual, don’t forget it!

----- COMMENT: AUTHOR: suso [Visitante] DATE: Tue, 27 Mar 2007 11:20:34 +0000 URL: http://angueiradesuso.agal-gz.org

For he’s a jolly good fellow!
For he’s a jolly good fellow!
For he’s a jolly good fellow!
And so say all of us!

http://www.mwscomp.com/movies/brian/brian-31.htm

----- COMMENT: AUTHOR: AG Montoliu [Visitante] DATE: Sun, 25 Mar 2007 17:49:12 +0000 URL:

Bemvindo ao clube.
@s que temos inclinações artisticas temos este problema, sempre queremos mais i fazemos muitas coisas porque estamos na vida para apreender.
Passei tudo o fim-de-semana a desenhar, quando deveria fazer alguma coisa pelo meu futuro professional… Mas ser artista total é tão dificil… E tambem estou a ensenhar… e este trabalho parece que não mas tira tempo…
E penso, esta não era a vida que eu queria, eu queria alguma coisa diferente, não melhor… mas mais excitante.
Vejo que não estou só.

----- COMMENT: AUTHOR: suso [Membro] DATE: Thu, 22 Mar 2007 12:14:56 +0000 URL:

Formoso texto, amigo Ugio, neto do Samaro! :-)

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Visitante] DATE: Wed, 14 Mar 2007 00:42:41 +0000 URL: http://extramuros.agal-gz.org/

Eu suspeito que seja mais madurar, até porque me imagino perfeitamente a fazer-me a mesma pergunta se tivesse optado apenas pela poesia. Mas sim, a dúvida está la.

----- COMMENT: AUTHOR: O Congro [Visitante] DATE: Mon, 12 Mar 2007 16:41:23 +0000 URL: http://www.acovadocongro.com

Síntome profundamente identificado (gardando a distancias). E sempre me pergundo se a isso se lhe chama “madurar” ou “nom ter huevos".

----- COMMENT: AUTHOR: suso [Visitante] DATE: Fri, 23 Feb 2007 11:42:19 +0000 URL: http://angueiradesuso.agal-gz.org

Esta manhã vim este gajo (http://www.usc.es/theo/profesorado/otero.htm) a falar das Missões Pedagógicas (http://www.secc.es/ficha_actividades.cfm?id=1177) na TV (La2) e, não sei porquê, me lembrei de ti ;-)

----- COMMENT: AUTHOR: o'sanma [Visitante] DATE: Sun, 18 Feb 2007 00:48:42 +0000 URL: http://angueiradesuso.agal-gz.org

Como que “Sem título"? Sugiro-che eu um agora mesmo! “Tinta não há mais do que uma e o pincel encontrei-no na rua", ha, ha, ha. Não, a sério, que o’lombar tem mais razão que um santo! :-) Beijocas.

----- COMMENT: AUTHOR: o'lombar [Visitante] DATE: Thu, 15 Feb 2007 16:10:13 +0000 URL:

Pois, para não ter ideia de desenho…ainda bem que perdemos -não completamente, pelo que se ve- um bom artista para ter um magnífico professor de português e informático. Bjs.

----- COMMENT: AUTHOR: suso [Membro] DATE: Mon, 05 Feb 2007 12:11:56 +0000 URL:

“Dos tangos maricas", quiseste dizer? ;-p

----- COMMENT: AUTHOR: suso [Membro] DATE: Mon, 05 Feb 2007 12:08:51 +0000 URL:

:-)))

“Não existem, nos textos jornalísticos, fronteiras absolutas entre informação, interpretação e opinião” (do Livro de Estilo do Público).

http://www.publico.clix.pt/nos/livro_estilo/16o-palavras.html

----- COMMENT: AUTHOR: Oscar [Visitante] DATE: Mon, 29 Jan 2007 21:09:19 +0000 URL: http://www.finisterra.blogger.com.br

Caro Eugénio, nem foi a minha intenção qualquer correcção política. Mas reconheço que sou um bocado iconoclasta e “destruir” imagens, sejam elas de que suporte forem (escrita, iconográfica ou sonora)é um dos meus vícios nem sempre admitidos. É claro que as palavras são vicioasas. Mas também é da sua natureza serem elas, polissémicas. No entanto, às vezes, o “zoon politikon” que existe em mim se irrita e faz com que eu perca o meu senso de humor. Não precisavas te explicar, amigo, entendi perfeitamente. Abração… e continua na tua escrita!

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Visitante] DATE: Mon, 29 Jan 2007 19:54:03 +0000 URL: http://extramuros.agal-gz.org/

Meu caro Óscar, espero que tu (e tantas outras pessoas) não te tenhas incomodado com os ex-abruptos culturais “maricas” e “machão". O que tentava era reflectir de forma explícita sobre a forma de encarar o sofrimento, com efeito, humano. Tentava entender que há diferenças estilísticas entre um género e outro que estão a reflectir, na verdade, realidades de carácter, e quase estou por dizer filosóficas. E claro que a escolha das palavras não é inocente. Mas parece-me que de certa maneira me vem dado pela própria imagem (que é, em definitivo, a essência), destes dois géneros. Não é por acaso que a grande voz do Tango é um homem (Carlos Gardel), enquanto do Fado é uma mulher (a Amália).

Em qualquer caso, cá está a minha desculpa. O que queria dizer, em definitivo, é que não sei como expressá-lo melhor.

----- COMMENT: AUTHOR: Oscar [Visitante] DATE: Mon, 29 Jan 2007 15:52:13 +0000 URL: http://www.finisterra.blogger.com.br

Olá amigo! Há tempos que não vinha aqui, e agora vejo que voltaste com novidades. Abraços desta Lisboa dos fados!

----- COMMENT: AUTHOR: Oscar [Visitante] DATE: Mon, 29 Jan 2007 15:48:25 +0000 URL: http://www.finisterra.blogger.com.br

O fado, o tango, o samba e o blues têm todos, a mesma inequívoca raíz: negra. Alguns historiadores da música têm outra opinião sobre a origem do fado, Ramos Tinhorão põe o seu nascimento entre os portos do Rio de Janeiro e Lisboa. Mas é em Lisboa, certamente, que ele, o fado, finca os seus pés. Os três são músicas de sofrimento, e o sofrimento é humano, nem gay nem machão, somente humano.

----- COMMENT: AUTHOR: ana apaz [Visitante] DATE: Sun, 07 Jan 2007 22:08:39 +0000 URL:

“were I to let you fall, you would float upon the wind", JRR Tolkien, The Lord of the Rings

Beijos a para ti e para a amada Bárbara,

apaz, recebeste??

----- COMMENT: AUTHOR: suso [Visitante] DATE: Tue, 26 Dec 2006 10:55:15 +0000 URL: http://angueiradesuso.agal-gz.org/

Afinal, quê? Havemus galerias ou nom as havemus? É que queria umha para o dia de Reis, terceiro aniversário da minha visita ao Royal Observatory de Greenwich. Feliz Ano Novo. Pola hora velha, of course ;-p

----- COMMENT: AUTHOR: admin [Membro] DATE: Sat, 16 Dec 2006 05:47:10 +0000 URL: http://agal-gz.org/blogues/

Admirat Dr. Cat,

Ja he constestat via e-mail l’oferiment de participar en la recordació de la VA-CA. Aquest comentari és sols perquè suposo que l’agradarà també conéixer que el site archives.org, guarda també alguna altra cosa interessant:

http://web.archive.org/web/*/http://www.catigat.org

i

http://web.archive.org/web/*/http://www.estelnet.com/catigat

Amb admiració reiterada,

Eu.

----- COMMENT: AUTHOR: o' lombar [Visitante] DATE: Thu, 14 Dec 2006 17:57:21 +0000 URL:

Caro Eugénio, muito obrigado pelo presente (também passado) link-vaqueiro. Poupa de vir o Pai Natal. Abraço

----- COMMENT: AUTHOR: Dr. Cat [Visitante] DATE: Thu, 14 Dec 2006 00:01:49 +0000 URL: http://www.catigat.org

He vist la mena d’enllaç que porta als arxius de la va-ca. És genial! Podem promocionar-ho? És més durable que si fem un dvd-llibre recopilatori de la història de la va-ca? Des de BCN volem fer una exposició sobre el que va ser la va-ca. No és broma. T’hi apuntes virtualment?

Camarada 64

----- COMMENT: AUTHOR: suso [Visitante] DATE: Wed, 13 Dec 2006 17:31:10 +0000 URL: http://angueiradesuso.agal-gz.org/

Leste-me os pensamentos, caro! Como sabias que era a oferta que queria para o Natal? Como e quando podo estreá-la? :-D

----- COMMENT: AUTHOR: admin [Membro] DATE: Sat, 25 Nov 2006 17:16:33 +0000 URL: http://agal-gz.org/blogues/

Certeza que o Congro vai gostar de saber. É pena não deixares o comentário no seu blogue. Mas enfim, suponoh que terá que vir por aqui nalgum momento.

----- COMMENT: AUTHOR: rifenha [Visitante] DATE: Sat, 25 Nov 2006 16:52:00 +0000 URL: http://oescunchador.blogaliza.org/

Senhor congro. Gosto muito das suas palavras e e identifico-me muito com elas.
Ei volver mais veces por sua cova.
Encantada de o conhecer

----- COMMENT: AUTHOR: suso [Membro] DATE: Thu, 16 Nov 2006 18:16:04 +0000 URL:

Eureka! Todo corpo mergulhado em um fluido sofre um empuxo vertical, dirigido de baixo para cima, de baixo para cima, de baixo para cima, igual ao peso do volume do fluido deslocado ;-)

----- COMMENT: AUTHOR: Sara [Visitante] DATE: Mon, 13 Nov 2006 01:08:03 +0000 URL:

Si?
Si?
Ho-Hola Bob
C-C-Como estás?
?
Es extraño oírte decir eso.
Hombre?todos podemos equivocarnos
(Carraspeo)
¿Qué?
¿Que vuelves?
¿Quieres decir que vuelves a casa?
Oh Dios mío?
¡Si! ¡si! ¡Claro que si!
Yo también te quiero?
Si?claro
Si?
Si, estoy aquí
Si, te lo prometo
Te quiero.
Adiós.

¿Qué voy a hacer ahora?
¿Qué voy a hacer ahora?

Esta también es otra historia.

En el hospital me dieron la bala colgada de una cadena. Y yo se la regalé a Steve, que se enamoró locamente de una de las policías que le detuvieron y, para variar, yo tenía razón. Se olvidó por completo de su mujer.

Mi madre despertó después de tres años de permanecer en coma cuando mi padre le contó lo que había pasado; al parecer eso le impresionó más que lo de los cascos azules.

Una enfermera muy rara me dijo que Ann había preguntado por mí. No hubo manera de encontrarla?Se había esfumado.

Otro hombre andaba buscándola. Se ve que aquel tipo había venido desde Praga únicamente para verla. Me dio pena porque, la mujer de la que hablaba no se parecía en nada a la Ann que yo había conocido. Y, sé que es muy difícil dejar de querer a alguien a quien apenas has conocido.

Ahora viajo por toda el país vendiendo edificios para oficinas así no tengo que preocuparme por si la gente será feliz o no en ellos. Ya sé que no lo serán.

A veces me parece reconocer a Ann en alguna calle. Aunque, si volviera a encontrarla, deberíamos empezar de nuevo, claro. Me hubiera gustado?hay muchas cosas que me hubiera gustado decirle. Las cosas que no se dicen suelen ser las más importantes pero, ¿acaso no es siempre así? Me gustaría encontrarla para decírselo.

Todo puede pasar ¿no?

----- COMMENT: AUTHOR: Simone [Visitante] DATE: Sun, 15 Oct 2006 04:31:57 +0000 URL:

Oi, Franz Weismann construiu os dois cubos, somente com suas arestas e colocou duas faces, uma amarela e uma azul, e o chamou de mondrianas.

----- COMMENT: AUTHOR: José Miguel Agudo García [Visitante] DATE: Wed, 06 Sep 2006 13:14:19 +0000 URL:

Olá..!
Fico muito contente de saber que gostaste/gostas tanto de Lisboa…
Eu estive cá o ano (curso) todo quase, em julho-agosto fui pà minha terra, Granada.. e agora tou cá de novo pa terminar trámites erasmus, visitar gente, “terminar"(?!) de conhecer ou aproveitar Lisboa.., tentar ir a Coimbra, etc!
Olha, quero enviar cumprimentos a este grande galego, com um blog tão interessante e completo (que inveja! lol..), e com um português tão estupendo..
e uma pergunta: podes me comentar mais alguma coisa de Lisboa, ou algum dado ou ideia concreta..?
Tb tem uma grande parte q é mesmo o centro urbano e não tem esse ambiente especial.. não é?
Acho q a vivência da cidade depende muito de onde vivas e a gente com quem estejas… eu tive experiências muito chatas da “grã cidade".. tipo perguntar por um sítio e nem receber resposta, repetidamente, coisas um bcd tristonhas ou surrealistas…
Tens um sítio de comidas preferido? Algum lugar necessário e pouco conhecido?

Obrigado
Fica bem

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Membro] DATE: Wed, 09 Aug 2006 22:55:56 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

Para já, os meus parabéns pela iniciativa, que me parece bastante boa. Ainda que, na verdade, escrevo apenas para tirar a dúvida: este post foi escrito precisamente depois de ter colaborado (pouco, como todos os que lá estávamos) apagando o lume que aparece na foto.

----- COMMENT: AUTHOR: Erasmo [Visitante] DATE: Tue, 08 Aug 2006 17:44:40 +0000 URL: http://vigo.cidadans.net/Erasmo/

DEIXA O RATO E COLLE O SACHO…!

VOLUNTARIOS CONTRA O LUME…!

NUNCA MAIS INCENCIOS EN GALICIA…!

http://foros.vieiros.com/foros/viewtopic.php?p=11253#11253

Pasade o enlace se queredes…!

----- COMMENT: AUTHOR: borja vilas [Visitante] DATE: Tue, 01 Aug 2006 22:18:52 +0000 URL:

estou verdadeiramente comocionado pelas suas intervençoes. é um bom amigo. recorda voçê aquela noite em vigo, conferência nacional da ami? rompiam as palavras baixo lençoes de oscura negaçao… grandes momentos de preguiça intelectual.

----- COMMENT: AUTHOR: Crib Tanaka [Visitante] DATE: Fri, 28 Jul 2006 12:25:35 +0000 URL: http://www.desfio.zip.net

Que ótimo ver a Sítio em teu blog!

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Membro] DATE: Tue, 27 Jun 2006 11:01:58 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

Que coisas! Acabei de descobrir que fiz três cubos e não dois!

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Membro] DATE: Sat, 24 Jun 2006 15:04:24 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

Pois é… Quando me aborreço dá-se-me por aí… Obrigado, caríssimo.

----- COMMENT: AUTHOR: suso [Visitante] DATE: Fri, 23 Jun 2006 11:48:25 +0000 URL: http://angueiradesuso.agal-gz.org/

Muito lhe dás ao côco, caro Eugénio! Chapeau, meu amigo! Chapéu-Côco (como o de Magritte), evidentemente!

----- COMMENT: AUTHOR: Bàrbara [Visitante] DATE: Mon, 19 Jun 2006 07:43:58 +0000 URL:

Espero que agora saibamos os dois que não se voltará perder aquilo que nunca se deveria ter perdido, eu vou tentar que não volte a passar porque já sei o que é ter-te perdido. Amo-te muito e não quero estar mais sem ti

----- COMMENT: AUTHOR: suso [Membro] DATE: Thu, 15 Jun 2006 18:34:19 +0000 URL:

“borboleta", a palavra mais fermosa da língua galega ;-P

http://www.lavozdegalicia.es/inicio/noticia.jsp?CAT=126&TEXTO=4777703

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Membro] DATE: Wed, 14 Jun 2006 17:54:17 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

Amigo Óscar, quem bom que continues por aí… ainda em Tunísia?

Quanto ao 5º elemento, é a união dos outros quatro: a vida.

----- COMMENT: AUTHOR: Oscar [Visitante] DATE: Wed, 14 Jun 2006 17:47:15 +0000 URL: http://www.finisterra.blogger.com.br

Caro Amigo, que bom que voltaste. Há tempos que venho aqui, e tu não. Cinco borboletas, quatro elementos. Quem é o quinto elemento?

----- COMMENT: AUTHOR: Bàrbara [Visitante] DATE: Sat, 10 Jun 2006 07:48:29 +0000 URL:

Quatro meses depois, as coisas mudaram para ser como sempre, como nunca devia ter sido mudado…pela minha culpa…sinto muito, e agora sei que, já um dia te perdi, não perde-te-ei mais nunca

----- COMMENT: AUTHOR: o'sanma [Visitante] DATE: Fri, 09 Jun 2006 11:41:31 +0000 URL: http://angueiradesuso.agal-gz.org/

I Love You Too!!! I Love You Tube!!!

----- COMMENT: AUTHOR: o'lombar [Visitante] DATE: Sat, 03 Jun 2006 09:37:18 +0000 URL:

Caro Eugenio, um grande abraço, e embora sem a rima original “ainda bem que fica Portugal!” (e os professores como tu).

----- COMMENT: AUTHOR: Luisa Pádua Ramos [Visitante] DATE: Sun, 21 May 2006 10:54:56 +0000 URL:

Eu também, no entanto as palavras valem por si só. Terão sempre uma força esmagadora.

----- COMMENT: AUTHOR: post scriptum [Visitante] DATE: Fri, 05 May 2006 16:25:35 +0000 URL: http://postscriptum.wordpress.com

anota mentalmente isto:

http://www.milinkito.com/los80.php

bjs!

----- COMMENT: AUTHOR: A [Visitante] DATE: Sat, 22 Apr 2006 21:26:58 +0000 URL:

A arte é una necessidade do ser humano.

Para os que não somos religiosos é difícil exprimi-lo, mas o ser humano tem alguma coisa de divino, o que faz que sejamos a espécie que conseguiu dominar a Terra não é casualidade. A capacidade de crear nos faz diferentes dos outros animáis.

E essa capacidade é indisoluble do ser humano, ainda que hoje pareça difícil porque o nosso novo Deus é o dinheiro e tudo o que se faz é com o fim de consegui-lo. O nosso fim é crear, o arte és fazer coisas de forma artificial.

Temos necessidade de crear para expressar-nos, o arte procura a expressão do que temos dentro de nós, pode não ser belo, mas é humano

----- COMMENT: AUTHOR: Oscar [Visitante] DATE: Wed, 19 Apr 2006 14:44:21 +0000 URL: http://www.finisterra.blogger.com.br

Ola Galego no estrangeiro, li isto hoje: ” Avant toute chose, demandez-vous, à l’heure la plus tranquille de votre nuit: est-il nécessaire que j’ écrive?” e ” Une oeuvre d’arte est bonne qui surgit de la nécessité. C’est dans la modalité de son origine que réside le verdict qui la sanctionne: il n’y en a pas d’autre". São citações dele, Rainer Maria Rilke, que ora leio numa tradução francesa. Achei tais citações adequadas à nossa situação, situação de quem escreve, e às vezes não sabe bem o motivo. Andas silencioso, amigo! E isso pode ser muito bom…. Abraços daqui, de Tunis

----- COMMENT: AUTHOR: Oscar [Visitante] DATE: Mon, 03 Apr 2006 19:34:51 +0000 URL: http://www.finisterra.blogger.com.br

Se traduzirmos beleza por inquietação, sim!

----- COMMENT: AUTHOR: Márcia Campos [Visitante] DATE: Fri, 31 Mar 2006 22:08:04 +0000 URL:

vc escreve muito, estou facinada, estou buscando inspiração em vc, parabéns!

----- COMMENT: AUTHOR: Oscar [Visitante] DATE: Wed, 15 Mar 2006 19:31:36 +0000 URL: http://www.finisterra.blogger.com.br

Escreve rapaz, que apesar de não nos garantir muito, a escrita ainda nos vale. Um abraço, daqui, já da outra margem!

----- COMMENT: AUTHOR: O congro [Visitante] DATE: Fri, 03 Mar 2006 07:25:41 +0000 URL: http://www.acovadocongro.com

Já estava eu com ganas de oubir isto! Saúdos.

----- COMMENT: AUTHOR: Oscar [Visitante] DATE: Fri, 24 Feb 2006 16:04:28 +0000 URL: http://www.finisterra.blogger.com.br

Eu queria ter escrito “…Sara, Madalena, e a explicação das coisas concretas do mundo". E saiu-me Bárbara! Quem é Bárbara? Ora, se puder filiar o meu poema “Explicação à Madalena", e a esse teu “Sara e os pássaros"… Era isso o que eu queria dizer.

----- COMMENT: AUTHOR: Oscar [Visitante] DATE: Fri, 24 Feb 2006 16:01:29 +0000 URL: http://www.finisterra.blogger.com.br

As mulheres e os pássaros, os seres humanos e as aves. Bárbara, Madalena, e a explicação das coisas concretas do mundo. Um abraço, Eugénio!

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Membro] DATE: Tue, 21 Feb 2006 00:59:20 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

Esse é o meu Suso. Sarabaaaa(nd)!

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Membro] DATE: Mon, 20 Feb 2006 20:02:53 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

Sempre l’havia sospitat, pequè negar-ho. Sense desitjar-ho, però l’havia sospitat. I va ser tot un exercici de malabarisme existencial oblidar-ho dia a dia per a viure amb tu un somni en tots els sentits. Feia mal avans, com fa mal ara haver-te deixat fa uns minuts al teu cotxe. Estimant-te com te estime. Com t’estimava. Com he de deixar de estimar-te siga com siga. El que no conseguisc.

----- COMMENT: AUTHOR: Bàrbara [Visitante] DATE: Mon, 20 Feb 2006 19:41:16 +0000 URL:

Em sembla que tu ja sabies el futur de la nostra relació al “triar” aquesta cançó com la nostra…..a mi també em fa molt de mal

----- COMMENT: AUTHOR: Suso Sanmartin [Visitante] DATE: Sun, 19 Feb 2006 18:47:25 +0000 URL:

Eu vim Saraband em Cineuropa o domingo, 13 de Novembro de 2005 (3º Aniversário do Prestige). Bom, em realidade não a vim, porque fiquei dormido…

http://cineuropa.compostelacultura.org/programa/programad.php?id_e=595&lg=gal

----- COMMENT: AUTHOR: Oscar [Visitante] DATE: Fri, 17 Feb 2006 16:50:27 +0000 URL: http://www.finisterra.blogger.com.br

Caro Eugénio:

pássaros são mesmo pertubadores! Não conhecia as obras que referiste. Brancusi é interessante. Mas agora fiquei mesmo curioso é para ouvir “Messiaen” e o seu “Oiseaux exotiques". A música para mim é importante, e uma fonte inesgotável de reflexão. Um abraço e bom fim de semana!

----- COMMENT: AUTHOR: Oscar [Visitante] DATE: Mon, 13 Feb 2006 16:45:51 +0000 URL: http://www.finisterra.blogger.com.br

Sim, Eugénio, às vezes a vida sentimental de um Sujeito pode ser a vida sentimental de todos os sujeitos: porque ao fim e ao cabo, os seres humanos são tão previsíveis na sua imprevisibilidade. Sabes, o teu texto de hoje me fez recordar (nem sei porquê) a cena capital de “Saraband", do Ingmar Bergman (não sei se viste o filme) onde a filha rompe a sua relação incestuosa com o pai, e este pede-lhe que toque com ela uma Sarabanda de Bach, e diz-lhe algo como, “se temos de terminar, então que terminemos com algo de sublime". O texto não é exactamente este, mas e ideia é. Depois de algumas relações, acho que é isso o que penso: se temos de acabar, que acabemos então com um música bonita. Dói na mesma, mas é uma dor bonita!

----- COMMENT: AUTHOR: O congro [Visitante] DATE: Mon, 13 Feb 2006 11:37:27 +0000 URL: http://www.acovadocongro.com

Eu conhecím este poema a través dumha certa amiga súa. Cecáis goste :

16

Un descafeinado,
por pedir.
Facer parroquia un pouco. Non moito.
Verdadeiramente nada. Nada.
Cando o fume me molesta nos ollos
-eu non fumo-, voume.
Pago, por suposto, logo, voume.
A parroquia éncheme os ollos de fume.
A parroquia arde.
As farolas están xa acesa ainda que é de día.
Tanta luz para non ter nada que ver
parece un desperdicio.
Eu mesmo parezo un desperdicio.
Chóranme os ollos. Prefiero
pensar que é do fume.
Quería que fora noite
sen farolas para que tí non viras -se estiveras-
como me choran os ollos polo fume
dese meu incendio.
Tanto lume foi deixando
preparada esta erosión, todo un egosistema
xamáis recuperable. Polo menos
totalmente.

Xose Luis Mosquera Camba (A tensa calma da catapulta)

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Membro] DATE: Fri, 10 Feb 2006 00:27:45 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

É capaz de ser, caro. Parece-me. E contudo também me parece necessário pontualizar, talvez inutilmente. Se calhar instintos na concepção de Eros e Tânatos. O discurso freudiano anda tão banalizado para aí fora. Há tanta tendência a ver os instintos como algo simplesmente animal, e os animais costumam ser vistos como tão pouco humanos…

----- COMMENT: AUTHOR: Oscar [Visitante] DATE: Thu, 09 Feb 2006 14:52:17 +0000 URL: http://www.finisterra.blogger.com.br

Será que era possível afirmar que esta dialéctica entre o Universal e o Individual não seria, também, a velha relação instinto versus cultura de que fala Freud?

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Membro] DATE: Thu, 09 Feb 2006 12:05:45 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

Eixa entrada sí té traducció portuguesa… ;-)

----- COMMENT: AUTHOR: [Visitante] DATE: Thu, 09 Feb 2006 12:02:49 +0000 URL:

Encara no té traducció portuguesa…

Dictionary for the idle. Translated by Dominic Keown. Sheffield: Sheffield Academic Press, 1992.

Diccionario para ociosos. Traducción de Isabel Mirete. Barcelona: Edicions del Mall, 1986. Barcelona: Península, 1992.

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Membro] DATE: Thu, 09 Feb 2006 11:44:11 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

Ups! M’has descobert la font d’inspiració. ;-) De fet, estava preparant una altra entrada al bloc parlant d’eixe article. És que Fuster…

----- COMMENT: AUTHOR: [Visitante] DATE: Thu, 09 Feb 2006 11:32:05 +0000 URL:

Una reflexió molt lúcida i una anàlisi històrica i literària que ens explica per què “sentim” d’una determinada manera i no d’una altra és la primera entrada (Amor) del Diccionari per a ociosos, de Joan Fuster.

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Membro] DATE: Wed, 08 Feb 2006 13:36:40 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

Pois é… Como dizia o Garfield, “Se não pudesse comer, morria!” Eu conformo-me com deixar só o tabaco… ;-)

----- COMMENT: AUTHOR: O congro [Visitante] DATE: Wed, 08 Feb 2006 12:52:52 +0000 URL: http://www.acovadocongro.com

Tabaco, sexo, comida. Renuncie a dúas (e só dúas) pero nom ás tres. É imposível.

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Membro] DATE: Wed, 08 Feb 2006 12:28:36 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

Jo me l’he baixada per internet, però amb el tema de deixar de fumar encara he vist sols 20 minuts. Podem veure-la una dia, i si vols còpia, avisa…

----- COMMENT: AUTHOR: [Visitante] DATE: Wed, 08 Feb 2006 12:08:07 +0000 URL:

Ei xic,
L’havia proposada per a fer un videofòrum… Encara no l’he vista.

----- COMMENT: AUTHOR: Oscar [Visitante] DATE: Tue, 07 Feb 2006 16:21:46 +0000 URL: http://www.finisterra.blogger.com.br

Caro Eugénio, obrigado pelos esclarecimentos sobre as minhas dúvidas. Agora já tenho uma ideia melhor formada sobre a questão política, linguística e de identidade galega. Agradeço também o “link” ao meu blogue. Tu és muito visitado porque pelo meu contador, aumentou o número de visitas ao meu blogue vindos da Espanha (o contador não marca a Galiza) e isso se deve a ti, com certeza. Um abraço

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Membro] DATE: Tue, 07 Feb 2006 14:17:15 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

Amigo, Óscar, obrigado pela suas visitas. Também eu visito sempre o seu blogue e até coloquei, como verá, uma ligação a ele na coluna direita.

As questões que você me coloca talvez sejam grandes de mais para responder neste pequeno espaço.

Tentarei, no entanto, dar resposta breve, e portanto pouco concreta. Vou a isso:

1) Independentismo é aquela rama do nacionalismo galego que luta porque num futuro a Galiza tenha um estado próprio, deixando assim totalmente de depender da Espanha. É um movimento político, portanto.

2 e 3) Há com efeito, mais de uma norma para o galego. E o curioso do caso galego é que a escolha da norma leva implícita uma outra questão: a sua identidade. A intelectualidade galega tem estado a discutir muito tempo sobre esta questão: é a língua da Galiza a mesma que a de Portugal?. Segundo a resposta que cada grupo deu a essa pergunta, surgiram as respectivas opções normativas, que poderíamos resumir mais ou menos nas seguintes:

a) Non! O galego é unha lingua idependente do portugués, coa súa propia evolución e norma. Portanto a criação da norma (sobretudo a nível ortográfico) não deve depender da língua portuguesa. Contudo, se depender do castelhano não interessa. Esta é a opção mais estendida na oficialidade.

b)Sim, mas… a verdade é que os galegos nom nos sentimos mui identificados com Portugal, assim que, bem por umha questom estratégica, bem porque consideremos que tem de ser definitivo, cremos que a Galiza deve de ter umha norma própria dentro da Lusofonia, igual que tem o Brasil. Esta é a norma da AGAL. Mas eu, que também sou sócio, e muito activo, desta Associação, estou na outra opção

c) Sim. . E as particularidades galegas transparecerão inevitavelmente num escrito feito por mim. Como considero que galego e português são a mesma coisa, emprego a norma Lisboeta, ciente que talvez trasparecerão “galeguismos” no meu texto que continuará a ser na mesma totalmente português e 100% galego.

Quer dizer, o que eu escrevo tenta seguir as normas do português europeu, porque do meu ponto de vista o galego não é senao isso: uma forma de português, evidentemente europeu.

----- COMMENT: AUTHOR: Oscar [Visitante] DATE: Tue, 07 Feb 2006 12:47:35 +0000 URL: http://www.finisterra.blogger.com.br

Caro Eugénio, venho sempre ao teu blogue. E embora nem sempre deixe mensagens, gosto também de trilhar essa tua escrita, esse perder-se ou achar-se entre a selva de vocabulário que nós, os seres humanos, vamos construindo desde a nascença. Mas tenho algumas curiosidades: 1) O que é ser um independentista? Tenho amigos galegos que já me disseram algo, mas ainda não estou certo do que seja; 2)Tu escreves em português ou galego?A mim parece-me mais o português europeu; 3) Há mais de uma norma para o galego?

Eu sou brasileiro mas vivo há seis anos em Portugal. Essa experiência afectou a minha ortografia e deixou-me no meio do oceano, às vezes uso as duas normas ortográficas: a brasileira, claro, me é mais sentimental; a europeia passa a ser a língua de trabalho - dividido pela mesma língua, é onde me encontro, amigo! Um abraço, de Lisboa

----- COMMENT: AUTHOR: lula by [Visitante] DATE: Tue, 31 Jan 2006 12:21:15 +0000 URL: http://www.lulaby.net

“Y me doy cuenta que mientras yo creía amarte y no lo hacía, tu ibas en dirección opuesta. Ojalá que el momento de empezar a querete hubiera coincidido con el que tu empezaste a quererme a mi. Ahora quizás todo estaría en su sitio, sin más dolor que el quotidiano. Pero empecé a quererte cuando tu dejaste de quererme a mi. Como si de una condena se tratara, como algo previsto, elaborado. Estoy atada a los caballos y no puedo cambiar-lo. Pero quería que lo supieras. Debes saberlo.”

----- COMMENT: AUTHOR: Subcomediante R [Visitante] DATE: Tue, 24 Jan 2006 08:39:34 +0000 URL:

Espectacular o teu poema eugeniote! gostei imenso, imenso…

----- COMMENT: AUTHOR: Subcomediante R [Visitante] DATE: Tue, 24 Jan 2006 08:36:52 +0000 URL:

ajeitar o velocimetro
dedicado ao eugénio outeiro

só eu, um momento
e só eu,
sem a présa por alcançar novos jornais
à leitura
um velho amigo na rua será também
proibido
só agora, nos pés,
agora, a lentidão é o melhor
experimento revolucionário.
Conquistar a velocidade do passo,
como um troféu,
e deitar água quente
polo estômago até o desfrute
será o meu descobrimento.
Só eu,
um momento e já, só eu,
só aceitarei um companheiro para
o passo, e que mais terá o género,
mas realizará um desejo para o passo,
com um abaneo similar encontrado
e desencontrado ao meu
mas por enquanto,
o passo será, isso mesmo,
só eu

----- COMMENT: AUTHOR: O congro [Visitante] DATE: Mon, 23 Jan 2006 12:44:34 +0000 URL: http://www.acovadocongro.com

Muito obrigado pelo poema, caro companheiro de soidades.

----- COMMENT: AUTHOR: Subcomediante R [Visitante] DATE: Mon, 23 Jan 2006 12:02:06 +0000 URL:

espectacular….

----- COMMENT: AUTHOR: xavi [Membro] DATE: Thu, 19 Jan 2006 16:37:48 +0000 URL: http://mariacastanha.agal-gz.org

Eu também sou sócio! :D

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Membro] DATE: Wed, 18 Jan 2006 13:38:02 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

Obrigado.

----- COMMENT: AUTHOR: O congro [Visitante] DATE: Wed, 18 Jan 2006 11:51:57 +0000 URL: http://www.acovadocongro.com

Quizá fue una hecatombe de esperanzas
un derrumbe de algún modo previsto
ah pero mi tristeza solo tuvo un sentido

todas mis intuiciones se asomaron
para verme sufrir
y por cierto me vieron

hasta aquí había hecho y rehecho
mis trayectos contigo
hasta aquí había apostado
a inventar la verdad
pero vos encontraste la manera
una manera tierna
y a la vez implacable
de desahuciar mi amor

con un solo pronostico lo quitaste
de los suburbios de tu vida posible
lo envolviste en nostalgias
lo cargaste por cuadras y cuadras
y despacito
sin que el aire nocturno lo advirtiera
ahí nomás lo dejaste
a solas con su suerte
que no es mucha

creo que tenés razón
la culpa es de uno cuando no enamora
y no de los pretextos
ni del tiempo

hace mucho muchísimo
que yo no me enfrentaba
como anoche al espejo
y fue implacable como vos
mas no fue tierno

ahora estoy solo
francamente
solo

siempre cuesta un poquito
empezar a sentirse desgraciado

antes de regresar
a mis lóbregos cuarteles de invierno

con los ojos bien secos
por si acaso

miro como te vas adentrando en la niebla
y empiezo a recordarte.

Mario Benedetti (De verdade, que um poema para chorar nestes casos).

----- COMMENT: AUTHOR: xavi [Membro] DATE: Tue, 17 Jan 2006 01:00:53 +0000 URL: http://mariacastanha.agal-gz.org

O nome de Marful escuitara que é o apelido de um avô da Ugia Pedreira (que será Ugia Pedreira Marful?). Bom, igual nom era o primeiro apelido, mas é isso ;) Eu também quero ser sócio do clube de fãs! :D

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Membro] DATE: Mon, 16 Jan 2006 13:03:30 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

Vai ser isso…

----- COMMENT: AUTHOR: O congro [Visitante] DATE: Mon, 16 Jan 2006 11:59:14 +0000 URL: http://www.acovadocongro.com

Coido que está vd. errado. O seu irmáo aparece como um puntinho bermelho na França (question de empresa), nom em Madrid.

----- COMMENT: AUTHOR: sabela [Visitante] DATE: Thu, 12 Jan 2006 17:30:24 +0000 URL: http://www.pepilucibom.tk

Sempre dói.

----- COMMENT: AUTHOR: Galician Poetry Detector [Visitante] DATE: Wed, 11 Jan 2006 15:17:56 +0000 URL:

Realmente isto não é poesia galega, parabéns! abraços laterais enormes of course!

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Membro] DATE: Wed, 11 Jan 2006 12:16:56 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

Caríssima Avelina, as perguntas que me faz têm reposta fácil, mas não curta. Talvez esta seja a mais curta: o que eu escrevo é português de Portugal. Sou professor de língua portuguesa como segunda língua e é esta a única norma oficial num país de fala portuguesa que conheço bem e sou obrigado a empregar em aulas. Por comodidade, costumo empregá-la também nos meus escritos. É mais do que possível, porém, que introduza mais de uma forma galega, que não exista em Portugal nem no Brasil, ou mesmo que exista num país e não noutro. A língua é assim. Estamos acostumados e acostumadas e vê-la como algo mais ou menos sólido, delimitado geogaficamente, mas nem sempre é assim.

Com muito gosto responderei qualquer pergunta que tenha sobre galego e português ou galego-português. Mas, para começar, acho que tudo o que possa dizer agora está muito melhor explicado no site da Associaçom Galega da Língua (AGAL), em que participo, e concretamente na secção que achará neste enlace.

Como verá, esse texto não está escrito em português de Portugal nem do Brasil, mas empregando uma outra norma, a do Português da Galiza ou norma da AGAL. Contudo, tenho certeza que não vai achar qualquer problema para lê-lo e perceber em grandes riscos que é isso que falam os seus pais e no seu país.

Beijos ou bicos de um galego galeguíssimo.

----- COMMENT: AUTHOR: avelina martinez gallego [Visitante] DATE: Wed, 11 Jan 2006 03:41:08 +0000 URL:

Caríssimo, entrei em seu bolg. Não quero comentar nada do que você escreveu, apenas manifestar minha admiração. Afinal, a lingua galega existe mesmo? O que você escreve é português do Brasil? O galego falado pelos meus pais é uma peça de museu? O português que eu falo e escrevo aqui no Brasil é realmente português ou é galego? Por favor responda urgentemente meus questionametos. Beijos ou bicos? De uma galega-braileira angustiada

----- COMMENT: AUTHOR: Oscar [Visitante] DATE: Tue, 10 Jan 2006 18:23:20 +0000 URL: http://www.finisterra.blogger.com.br

Caro Eugénio, tens razão sobre as quebras dos versos. Ele ganha outra leitura e compreensão na versão primeira. Acho bastante importante a espacialidade das palavras num poema; o espaço que elas ocupam, ou parecem ocupar é tão relevante quanto a mensagem que trazem. Abraços!

----- COMMENT: AUTHOR: fam_namber_guam [Visitante] DATE: Tue, 10 Jan 2006 17:45:23 +0000 URL: http://clubedefansdemarful.blogspot.com

Pois fai-te fam de Marful, nós gostamos imenso de seguir crescendo, e sabemos o que tem essa música: qualidade e sentimento!!!
Só tens que enviar um correio a clubedefansmarful@sapo.pt e fazemos-te sócio
Beijos marfulianos

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Membro] DATE: Tue, 10 Jan 2006 02:59:43 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

Por desgraça, amigo Óscar, o poema perdeu as quebras dos versos ao ser publicado no teu blogue. Podes dar-lhe uma olhada ao original aqui mesmo. Quanto à perfeição, seguramente não exista para além das nossas mentes. É lá que estava quando escrevi o poema.

----- COMMENT: AUTHOR: Oscar [Visitante] DATE: Mon, 09 Jan 2006 15:31:45 +0000 URL: http://www.finisterra.blogger.com.br

“Pensamos que afinal talvez só fique um poema daquele projecto de livro que era a nossa vida…” Caro Eugénio, gosto da tua prosa poética, desta plenitude geográfica que se vai aparecendo no teu discurso. Obrigado pela visita, e mais ainda pelo poema que deixaste no comentário: a perfeição desfeita, irrecuperável. Mas será que ela (a perfeição) existe mesmo, Eugénio?

----- COMMENT: AUTHOR: Oscar [Visitante] DATE: Wed, 04 Jan 2006 16:16:38 +0000 URL: http://www.finisterra.blogger.com.br

Olá Eugénio, chego até aqui numa pesquisa sobre blogues galegos. Gostei muito do que fazes, e escreves. Às vezes é assim mesmo, escrever nem sempre é fácil e apetecível. Um abraço!

----- COMMENT: AUTHOR: xavi [Membro] DATE: Fri, 23 Dec 2005 19:05:09 +0000 URL: http://mariacastanha.agal-gz.org

Pois é mui bonito :D A mim tampouco me apetece escrever nada, e como nom sei fazer isso com o computador ponho alguma foto xD

----- COMMENT: AUTHOR: Tar-tarugo [Visitante] DATE: Mon, 19 Dec 2005 09:56:06 +0000 URL: http://www.acovadocongro.com

Hace mucho, mucho tiempo, las tortugas eran completamente distintas a como son ahora : no tenían caparazón y tenían siempre muchísima prisa… eran, de hecho, los animales más rápidos de la creación. No sabían porqué, pero iban siempre corriendo a todas partes. Y apenas llegaban a cualquier sitio, salían enseguida corriendo de nuevo hacia otro lugar. Tanta y tanta prisa tenían que en su carrera acababan chocando contra los árboles, piedras y otras tortugas y animales que se cruzaban con ellas. A veces se hacían realmente daño.

Por eso, un día, las tortugas convocaron una reunión de urgencia. Se fueron deprisa al claro del bosque (chocando en su camino con todos los árboles), y buscaron una solución a su problema (una solución rápida, porque tenían mucha prisa). El caso es que, por unanimidad, decidieron pedirle a la madre naturaleza que las dotase de algún tipo de protección contra los choques. Como todo el mundo sabe, la madre naturaleza duerme en los nacimientos de los ríos, así que enviaron a la más rápida de todas las tortugas a recorrer el río hasta llegar a la fuente. Cuando la tortuga llegó, despertó a la madre naturaleza y le expuso la petición de las tortugas. La madre naturaleza, que siempre es comprensiva con todas las criaturas, accedió a la petición, y dotó a las tortugas de un caparazón duro que les recubría todo el cuerpo, y amortiguaba los duros golpes que se daban.

Al despertarse al día siguiente, las tortugas disponían ya todas de su caparazón. Enseguida echaron a correr encantadas, chocando como siempre, pero satisfechas porque no sentían el dolor de los golpes. Así transcurrieron algunos días.

Pero al cabo de algún tiempo, algunas tortugas se dieron cuenta que su duro caparazón, no les permitía sentir algunas cosas que antes les agradaban mucho : los abrazos, las caricias… incluso las cosquillas. Poco a poco el malestar fue creciendo entre las tortugas, hasta que de nuevo se reunieron todas en el claro del bosque. Aquello del caparazón no les gustaba nada. Así que de nuevo enviaron a la tortuga más rápida a pedirle a la madre naturaleza que les quitase el caparazón, y les devolviese de nuevo la piel sensible que tenían.

La madre naturaleza escuchó la queja de la tortuga, y contestó así :

- ¡Pobres tortugas! Siempre corriendo y siempre con prisa. No sois felices con caparazón como tampoco lo fuisteis sin él. Sólo hay algo que pueda hacer por vosotras: os quitaré el caparazón…. pero sólo cuando aprendáis de nuevo el ritmo de las cosas, cuando sepáis apreciar el sabor del mundo, el valor del tiempo, cuando vayáis tan despacio, que volváis a apreciar las cosas y criaturas que he puesto con vosotras en el mundo. Hasta que no consigáis esto, no os libraréis del caparazón.

Y desde entonces, las tortugas arrastran su caparazón muy, muy despacio, tomándose su tiempo para todo, sin prisa, saboreando cada minuto que caminan, despacio, muy despacio, en la esperanza de que, un día, la madre naturaleza les quite el caparazón y puedan volver a sentir las caricias, los abrazos, los besos y las cosquillas.

----- COMMENT: AUTHOR: Xohan [Visitante] DATE: Fri, 09 Dec 2005 19:27:10 +0000 URL:

Alomenos o seu sobrinho identificóuno :-)

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Membro] DATE: Sat, 26 Nov 2005 15:55:48 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

Bom, pois por se passa mai algum fã dos Ruxe por aqui, que saibam que acresci nova entrada sobre o tema. Vexam aqui.

----- COMMENT: AUTHOR: ruxe-ruxe fan reintegrado [Visitante] DATE: Mon, 21 Nov 2005 15:54:57 +0000 URL:

Oes ruxeruxe fan, que terá que ver a escolha da norma ligüística agora?
Será verdade que donde há um galego há um filólogo?
Por certo na ruxe-web segundo o teu critério os textos estam escritos tudos “muito mal".

Opa ruxe-ruxe,
Fuck tha police!

----- COMMENT: AUTHOR: prefiro gardar o anonimato [Visitante] DATE: Mon, 21 Nov 2005 15:52:19 +0000 URL:

a min gústanme moito, pero moito os ruxe-ruxe. Pero gústame máis a liberdade de expresión. E se ó rapas este non lle molaron ós ruxe ten todo o dereito do mundo a decir o que lle pete… Igual que vos dicides que Bisbal é unha merda sen razonar a resposta. Simplemente cuestion de gustos.
paz , tolerancia e marihuana irmáns!!!

P.D: e meterse en movidas normativas-linguisticas, como o jicho que criticaba a verba “muito", resulta xa o colmo da intolerancia rancia!

----- COMMENT: AUTHOR: Vox [Visitante] DATE: Mon, 21 Nov 2005 15:27:06 +0000 URL:

Es muy posible que a alguien no le guste un grupo, cuando no tiene el alma como para escucharlo. joder, a mi una vez me repugnó bruce springsteen… yo tenia 2 años y el Boss tocaba en Madrid, mi primo el cachas se pasó la tarde poniendo en el gramófono el Nebraska de arriba abajo… y yo no paraba de llorar y gritar. De hecho, aposté con mi abuelito (que bueno era!) a ver cuantas veces el capullo ese decía Hey!… Gané yo, mi abuelo era un notario con muy mal ojo para las emisiones sonoras y apelaciones al público para conseguir que este no se sentara en la hierva. Quien sabe, igual algun intelectual, al día siguiente recordara solo, tan solo, eso.

Por cierto: Bruce es un puto crack y mi abuelo más.

----- COMMENT: AUTHOR: ruxe-ruxe fan [Visitante] DATE: Mon, 21 Nov 2005 15:10:40 +0000 URL:

Pero tocaban “muito” mal como ercribes tí, ou simplesmente a tí non che gustaron?. Eu estiven alí aquel día e non vín que o público non saltase cos ruxe, máis ben foi exactamante ao revés, cos desechos nen se acercaron ao palco e cos ruxe chegaron a saltar as vallas do escenario.
No que si tes razón é en que o Vituco é un mal falado.

razona tu respuesta.

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Membro] DATE: Mon, 21 Nov 2005 13:42:39 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

Em fim… eu é que não tenho nada contra o punk. Também não é que me molestem os palavrões, nem muito menos. O único que digo é que soavam mal, tocavam muito mal. Já digo que não os ouvi mais vezes, e se calhar foi só aquele dia. Mas é daquele dia que falo, porque é o que vi. Mas enfim… com uns meses de retrasso, vou modificar a entrada.

----- COMMENT: AUTHOR: cigarrom robote [Visitante] DATE: Mon, 21 Nov 2005 13:21:06 +0000 URL:

Terás que reconhecer que no teu comentário sob os ruxe-ruxe há um certo tom despectivo?
E também terás que entender que alguns dos moitos fans que tenhem ao ler por casualidade o teu comentário deixem algum recado nom moi amistoso?
Por certo ruxe-ruxe nom som um grupo inteletual (para inteletualiade já nos chega com Luar na Lubre) , ruxe-ruxe é-che simplemente punk meu, assí que se num concerto seu ouves demasiados hostia e ghoder é, como diria meu avó, o que há!

P.D. Para quem desejar escoitar aos inigualáveis ruxe-ruxe no seu reproductor mp3 deixo um link no que é possível descarregar os seus dous derradeiros trabalhos:

http://www.ruxeruxe.com/1mp3.php

COMPARTIR É FERMOSO, O EGOISMO NOM!

Ale, ale hop!

----- COMMENT: AUTHOR: rory gallagher [Visitante] DATE: Fri, 18 Nov 2005 18:07:32 +0000 URL:

este wey eché a oxtia. como carallo que os ruxe din tacos????… jajajjajaja… se sonche uns rapaces ben educaos e de aldea cativa. Recordo unha vez na co cantante soltou un “canastros” seghidiño dun “japoetas"… mima… montouse a ghorda… ían suspende-lo conserto pero remataron por anular a xira.

----- COMMENT: AUTHOR: ruxe-ruxe fan [Visitante] DATE: Thu, 17 Nov 2005 09:56:16 +0000 URL:

PENOSO.

----- COMMENT: AUTHOR: bestilheiro [Membro] DATE: Sun, 30 Oct 2005 21:09:01 +0000 URL: http://bestilheiro.agal-gz.org

Mais uma vez, obrigado!

----- COMMENT: AUTHOR: ocorral [Membro] DATE: Sun, 30 Oct 2005 08:01:49 +0000 URL:

Graçinhas neno polo teu esforço. Umha forte aperta.
Saudinha e canta o merlo

Corral

----- COMMENT: AUTHOR: xavi [Membro] DATE: Fri, 28 Oct 2005 23:15:33 +0000 URL: http://mariacastanha.agal-gz.org

Bom, eu só tenho que dizer que obrigado por todo o trabalho que os demais desfrutamos.

Um abraço ;)

----- COMMENT: AUTHOR: Vítor [Visitante] DATE: Fri, 28 Oct 2005 23:03:04 +0000 URL: http://http:alter-galiza.agal-gz.org

Sorri amigo Eugénio, embora chorar não faz mal.

Um abração do tamanho do mundo.

----- COMMENT: AUTHOR: além [Membro] DATE: Thu, 27 Oct 2005 17:59:09 +0000 URL:

Meu, pregaria-che que quando falares seja com propriedade. Os indivíduos que fizêrom o dos ataques nom som hackers, mas crackers, lammers ou algo similar. Um hacker é aquele que procura retos ou novos conhecimentos no que fai. Os outros dous som, respectivamente, alguém que fai as cousas com prejuízo a outros e alguém que, pensando que tem uns conhecimentos imensos, fai o que nom deve. As pessoas que atacárom o servidor, como podes comprovar, nom entram na primeira definiçom. Por favor, nom tomes a mal este apontamento :-) .

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Membro] DATE: Thu, 27 Oct 2005 16:13:44 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

eu acho que sim…
vamos ver melhor…

----- COMMENT: AUTHOR: admin [Membro] DATE: Thu, 27 Oct 2005 16:11:59 +0000 URL: http://agal-gz.org/blogues/

Mas trabalha mesmo? Como vão os comentários?

----- COMMENT: AUTHOR: manuel [Membro] DATE: Thu, 06 Oct 2005 18:30:39 +0000 URL: https://www.facebook.com/groups/1650288525232212/?ref=ts&fref=ts

Na Catalunha não são “dimonis", mas “diables". Acho que é melhor “dimonis", porque Diabo só ha um. E demónios…

Mas eu prefiro actividades mais angelicais… ou angélicas.

----- COMMENT: AUTHOR: José Ramom Pichel [Visitante] DATE: Tue, 04 Oct 2005 09:33:05 +0000 URL:

Possível terapia (II)
Julio Kortatar

Equilibrio

Estaba tan borracho
en la barra del bar
Estaba muy colgado
y solo hacias que mirar,
Te acercaste, me invitaste a cenar.
Todo lo que hice fue escucharte y
Vomitar.
Estaba muy jodido y
privaba sin parar
Me diste una hostia.
Te habría querido matar
pero me caí para tras
me desperté en tu cama
y no recuerdo nada mas…
Si resisto, si resisto y sobrevivo
Es por tu luz.
Me llevaste a tu casa
yo enseguida a sobar
tu ya imaginarias que no iba a funcionar
Y ahora en la cabeza que resaca de verdad.
Tu mosqueo de la noche no para de retumbar…

“Deja de beber tanta cerveza y lucha"…

Té pasas todo el día en
la barra del bar
aunque este todo perdido
Siempre queda molestar.
Si resisto, si resisto y sobrevivo
Es por tu luz.

----- COMMENT: AUTHOR: José Ramom Pichel [Visitante] DATE: Tue, 04 Oct 2005 09:29:26 +0000 URL:

Possível terapia (I)
Surrealista

you are welcome to elsinore

Entre nós e as palavras há metal fundente
entre nós e as palavras há hélices que andam
e podem dar-nos morte violar-nos tirar
do mais fundo de nós o mais útil segredo
entre nós e as palavras há perfis ardentes
espaços cheios de gente de costas
altas flores venenosas portas por abrir
e escadas e ponteiros e crianças sentadas
à espera do seu tempo e do seu precipício

Ao longo da muralha que habitamos
há palavras de vida há palavras de morte
há palavras imensas, que esperam por nós
e outras, frágeis, que deixaram de esperar
há palavras acesas como barcos
e há palavras homens, palavras que guardam
o seu segredo e a sua posição

Entre nós e as palavras, surdamente,
as mãos e as paredes de Elsenor
E há palavras nocturnas palavras gemidos
palavras que nos sobem ilegíveis à boca
palavras diamantes palavras nunca escritas
palavras impossíveis de escrever
por não termos connosco cordas de violinos
nem todo o sangue do mundo nem todo o amplexo do ar
e os braços dos amantes escrevem muito alto
muito além do azul onde oxidados morrem
palavras maternais só sombra só soluço
só espasmo só amor só solidão desfeita

Entre nós e as palavras, os emparedados
e entre nós e as palavras, o nosso dever falar

Mário Cesariny

----- COMMENT: AUTHOR: José Ramom Pichel [Visitante] DATE: Tue, 04 Oct 2005 09:25:37 +0000 URL:

Foi um auténtico descobrimento o texto teu, que bem escreves cabrão!, e que cousas tão lindas em formato grágea para padales, uma boa comida. O teu lugar é com certeça cá, mas o lugar no fundo são faces, e dornas, um pindo, um pingo, uma careta, um copo, um texto, uma carragem cartafoleira, e cá aguardam por uma nova tentativa. Sem présas. um beijinho enorme.

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Membro] DATE: Sun, 02 Oct 2005 21:42:44 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

Não sei quantas vezes hei de responder a estes comentários. Mais um e retiro a entrada do diário. Esta é do Festival da Terra e da Língua de 2004, onde não estavam Berrogueto, que me parecem, com efeito, muito bons. Por outro lado, não sei por que estranhíssima razão há quem espere neste diário pessoal sobre assuntos íntimos e em menor media sociais, uma crítica musical em condições. Era apenas uma recordação para ser lida por quem tinha que ser lida. Pronto.

----- COMMENT: AUTHOR: Ti quen carallo és? [Visitante] DATE: Sun, 02 Oct 2005 17:10:05 +0000 URL: http://www.portugalindependentedagaliza.com

Se o concerto lle gostase a máis do 95% da xente que estaba alí, sí que sería preocupante. Que o amigo esté nese excelso 5% restante non ten nada de particular, incluso é unha loubanza. Por outra parte, tamén tiñas a Berrogueto para contrarrestar, que supoño que serán máis da túa pola, inda que na miña opinión resultaron dunha pedantería insufrible e aburriron a morte a -case- todo o mundo. O que resulta curioso é a profundidade da crítica, que en canto á música limítase a calificala de “simplesmente horrorosa", abundando moito máis en detalles anecdóticos coma cantas veces decía o cantante isto ou aquelo. Se cadra é que cos Ruxe non se aprende xaponés.

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Membro] DATE: Wed, 28 Sep 2005 11:41:12 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

Caro Valentão, é mesmo assim. A Galiza é o meu lugar, o meu espaço, a minha casa. Tudo isso e mais. Porque aí há gente como tu, como o Pichel, como o Miguel Penas, como o Vítor, como tantos e tantas. Ora, ficaria muito mais triste se pensasse que também ficas tu triste. Agradeço-te imenso a preocupação, como agradeço muitíssimo a preocupação de todo o verão por ver se voltava ou não. Mas fica bem, que eu também não fico mal. Tive a minha crise, como já tive em anos anteriores, e talvez volte a ter alguma, mas entre crise e crise também posso tentar ser feliz por aqui, e aproveitar a estadia. Darei notícia desse aproveitamento. Saúde.

----- COMMENT: AUTHOR: Valentim [Visitante] DATE: Mon, 26 Sep 2005 10:46:11 +0000 URL:

Eu sou uma das pessoas que na Galiza acalentava a ideia de o Eugénio voltar. E fui também quem durate todo o Verão o convenceu de que tava feito… mas afinal não foi e fiquei mesmo triste. Entendo as pessoas que em Alacante gostam de ele ficar aí mas… como o posso dizer, é como
ter um pardal encerrado. A priori podemos voar em qualquer parte do mundo mas o certo é que as maioria das pessoas alcançamos maiores alturas em um ou noutro lugar. O espaço não é indiferente. E os espaço do Eugénio é a Galiza.

----- COMMENT: AUTHOR: xan das bolas [Visitante] DATE: Sun, 31 Jul 2005 15:08:39 +0000 URL:

os ruxe son os mellores e ti es un mameluco

----- COMMENT: AUTHOR: Além [Visitante] DATE: Fri, 29 Jul 2005 10:52:17 +0000 URL: http://alemdascousas.blogspot.com

As minhas desculpas, restou algo por dizer.

O problema mais grave que tem hoje a Galiza, embora a sua identidade esteja a ser massacrada dia a dia disfarçando-a de folclore, nom é o controlo espanholista. É o que este controlo leva consigo: capitalismo, machismo, patriarcado, vulneraçom dos direitos dos monolíngües em galego, exploraçom laboral, emigraçom por mor do paro… Esses som os verdadeiros problemas da Galiza. Se nom os pode solucionar em Espanha, terá que ser pola sua conta.

----- COMMENT: AUTHOR: Além [Visitante] DATE: Fri, 29 Jul 2005 10:34:33 +0000 URL: http://alemdascousas.blogspot.com

Eu tampouco falei de me negar à luita. E, senhor MigRoque, o contexto histórico-político de Portugal em 1640 é distinto do contexto da Galiza hoje. Hegel já dixo que os indivíduos nascem a uma sociedade, e que nom podem dar-se de baixa dela. A sociedade do século XVII nom rejeitava a violência como médio para acadar algo. A nossa sim. Alguns podem pensar que isso faz que seja mais difícil ou até impossível acadar algo. Eu nom o penso. O povo catalám está a acadar muitas cousas devagar, mas essas cousas vam-se acumulando. Nom se pode ser como os de Falange Española, que pensam que as pessoas som borreguinhos, e eles som os “elitistas iluminados", os únicos capazes de dirigir o povo. Se na Galiza a gente votou o Fraga, haverá que pensar por que. Logo, sabêndomos isso, cambiemo-lo. E insisto na ideia de que uma pátria nom vale uma vida. Se hoje a nossa sociedade ainda pensasse assim, teríamos uma espiral de ódio que nom conduz a ningures.

----- COMMENT: AUTHOR: Mário [Visitante] DATE: Fri, 29 Jul 2005 09:38:34 +0000 URL:

Já julgaram esses dous rapazes? Não o sabia. Que rápidos somos os galegos, até mais do que a Justiça espanhola!

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Membro] DATE: Thu, 28 Jul 2005 19:26:41 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

MigRoque, desculpa, mas não percebo nada de que queres dizer. Em nenhum momento me recusei a lutar pela minha identidade, antes me limitei a criticar uma forma de luta. Por outro lado, se não percebes que alguém se recusse a lutar pelo risco de perda de vidas, tens um problema com a humanidade.

----- COMMENT: AUTHOR: José Ramom Pichel [Visitante] DATE: Thu, 28 Jul 2005 19:04:26 +0000 URL:

Um pais que não se ri de si mesmo não merece nada! Tantas cousas por fazer entre todos e todas, pensemos igual ou diferente, e não há mais imaginação e mais prioridade do que isso. Surrealista. Nem sequer surrealista, subrealista. Muito bem o artigo Eugeniote.

----- COMMENT: AUTHOR: MigRoque [Visitante] DATE: Thu, 28 Jul 2005 18:03:43 +0000 URL: http://porolivenca.blogs.sapo.pt/

Hoje muitos se recusam a lutar seja por aquilo que for se agarrando ao medo de perca de vidas.(esquecendo que outros perderam a vida quando seus povos foram ocupados).
Mas penso ainda que sem nossa identidade nada somos mais do que mutantes em constante transformação.
Hoje Galiza está integrada na Espanha, Olivença está integrada na Espanha.
Mas no passado as coisas foram diferentes, e se em 1640 Portugal não reagisse também nós hoje eramos espanhois.
Penso que cada povo tem direito á sua própria identidade.
MigRoque

----- COMMENT: AUTHOR: Além [Visitante] DATE: Thu, 28 Jul 2005 14:59:59 +0000 URL: http://alemdascousas.blogspot.com

Muita razom tens, meu paisano. Nom comprendo como nom se decatam já duma vez do dano que fazem com acções desse estilo. É incompreensível que essa mesma gente logo pretenda ter credibilidade numa sociedade que rejeita todo câmbio ou acçom brusca. Como podem pretender que os demais tomem as suas posturas por legítimas? E o pior de todo: gente como essa faz muitíssimo dano à esquerda independentista -a de verdade, a que procura a libertaçom, nom a violência- da que muitos nos consideramos pertencentes. Por culpa de gente assim, já nom temos credibilidade, nom temos peso moral, nom temos nada. O câmbio vai vir da gente, e a gente vai identificar independentismo com bombas. À merda com o independentismo se custar apenas uma vida. Nom paga a pena.

>>Esperta do teu sono…

----- COMMENT: AUTHOR: sabela [Visitante] DATE: Tue, 19 Jul 2005 21:51:25 +0000 URL: http://www.pepilucibom.tk

http://www.briga-galiza.org/principal.php?pag=ler&id=123

----- COMMENT: AUTHOR: bestilheiro [Membro] DATE: Fri, 15 Jul 2005 14:38:24 +0000 URL: http://bestilheiro.agal-gz.org

Não sei por que será, mas não me surpreendedes. O de não querer negociar é uma prática (infelizmente) frequente em certos âmbitos.
Como dizia antes, não digo nada…
Iván

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Membro] DATE: Fri, 15 Jul 2005 14:34:14 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

Eu também sei só o que me contaram, e é que alguém chegou às negociações com tudo atado e sem possibilidade de discordar.

----- COMMENT: AUTHOR: xavi [Membro] DATE: Fri, 15 Jul 2005 14:29:44 +0000 URL: http://mariacastanha.agal-gz.org

Eu só sei o que me contárom, e parece que umha das partes nom quijo a organizaçom conjunta dos actos. Umha lástima.

----- COMMENT: AUTHOR: bestilheiro [Membro] DATE: Fri, 15 Jul 2005 13:34:20 +0000 URL: http://bestilheiro.agal-gz.org

É uma pena que eu não possa estar lá, são dous programas muito interessantes os que apresentam AMI e Briga. De todos os jeitos, não sei se é bom fazer-se dous concertos simultâneos e na mesma praça. Haveria que coordenar-se, polo menos para estas cousas. Organizando-se em conjunto talvez fosse aínda melhor.
Bom, não digo nada…
Iván

----- COMMENT: AUTHOR: sabela [Visitante] DATE: Wed, 22 Jun 2005 23:31:19 +0000 URL: http://www.pepilucibom.tk

A gente está um pouco alterada ultimamente, nom?

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Membro] DATE: Wed, 22 Jun 2005 18:21:54 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

Desculpa se feri a tu sensibilidade, amigo barbancés, mas o único que queria dizer era que naquele concerto, aquele dia, naquelas exactas circunstâncias a música de Ruxe-Ruxe soava fatal. Não tenho nada contra eles, antes ao contrário. Parece-me um grupo que faz coisas muito necessárias e que eu nunca serei capaz de fazer.

----- COMMENT: AUTHOR: barbancés [Visitante] DATE: Wed, 22 Jun 2005 12:06:05 +0000 URL:

hostia, pois que saibades que os ruxe-ruxe, con outros ghrupos da nosa zona, estan a darlle vidilla o rock de aquí e en galego. E dende logo que lendo as túas opinións ,a priori dun home de cultura queda un un pouco decepcionado. Unha cousa son os teus ghustos e outra facer escarnio da forma de expresarse dunha xente, que por outro lado son xente auténtica desta terra e que se expresan exactamente como o fagho eu. E concretamente o cantante que criticas, que foi comnpañeiro meu na facultade é unha persoa ben culta e con moitísimos coñecementos sobre a nosa cultura. Eso si, non fala nen escribe do mesmo xeito ca tí. QUE PENA QUE TODOS OS GALEGOS NON SEXAMOS TAN ILUMINADOS COMA TÍ. Despois seghuro que es dos que aprobaches as oposicións a dedo e teu pai está forrado, seghuro que respondes o perfil de fillo de boa cuna, ou boa cona que dirían os heredeiros.

----- COMMENT: AUTHOR: eugeniote [Membro] DATE: Sat, 18 Jun 2005 11:00:38 +0000 URL: http://www.agal-gz.org

ui que vergonhaaa….

----- COMMENT: AUTHOR: maria e teresa [Visitante] DATE: Thu, 16 Jun 2005 09:32:04 +0000 URL:

GUAPOOOOO!!!

-----