A Dama Móri em Palanquim
A Dama Móri em Palanquim

O meu amor cego vai de palanquim quando sai na primavera.
Quando estou totalmente à rasca levanta o meu desânimo.
É tudo a rir-se de nós, mas eu adoro
olhá-la fixamente na sua elegante beleza.

Tradução do inglês a partir do trabalho de John Stevens. Wild Ways, White Pine Press, 2003, USA. Ilustração de Kitagawa Utamaro.

(Ikkyu Sojun)

O amor da Cega Mori
O amor da Cega Mori

Todas as noites, a Cega Mori acompanha-me a cantar.
Por baixo dos lençóis, dois patos mandarins sussurram-se um a outro.
Prometemos estar juntos para sempre,
mas este velhote já está a desfrutar uma pimavera eterna.

Tradução do inglês a partir do trabalho de John Stevens. Wild Ways, White Pine Press, 2003, USA. O título é meu.

(Ikkyu Sojun)

O pau do Zen
O pau do Zen

O amor sexual pode ser muito doloroso quando é fundo
e fazer-te esquecer a melhor poesia e prosa.
Porém estou a experimentar uma alegria natural desconhecida até agora:
o delicioso som do vento a acalmar os meus pensamentos.

Tradução do inglês a partir do trabalho de John Stevens. Wild Ways, White Pine Press, 2003, USA. Ilustração: caligrafia de um Kyosaku por Hakuin Ekaku.

(Ikkyu Sojun)

<< 1 2 3 4 5 6 >>