às vezes penso isto

    • Aquilo que sou não é derrota nem fracasso daquele que creio que sou. (20-02-2014)
    • Os esqueletos não têm sexo, mas na mesma fazem amor quando nós fazemos. (20-10-2012)
    • Salvação é uma palavra gorda e avelhentada. (23-09-2012)
    • Comemos com a fome dos nossos avós. /  Estudamos com a vontade de aprender / dos nossos pais. Será... (19-07-2012)
    • A realidade é a memória da existência (26-05-2012)
    • Decir ‘amor’ es fácil, pero expresarlo… (19-05-2012)
    • É difícil seguir a natureza, mas continuá-la é inevitável. (10-05-2012)
    • A verdadeira compreensão é uma expressão (11-04-2012)
    • Esta euforia não me pertence (18-03-2012)
    • nem o amor nem deus nem a beleza: nada que eu crie é maior que eu próprio (11-03-2012)

free blog
Beber em companhia

Pleno verão -
passeio com o meu bastão,
os velhos lavradores veem-me
e convida-me a beber com eles.
Sentamo-nos nos campos
e usamos folhas como pratos.
Agradavelmente bêbado e feliz
adormeço em paz
desparramado num banco de folhas de arroz.

****

Que sorte! Achei uma moeda no meu bolso!
Agora posso chamar o meu amigo a que chamam o Dragão Dorminhoco.
Há séculos que quero beber com ele
mas faltavam-me o meios até agora.

Tradução do inglês a partir do trabalho de John Stevens. Dewdrops on a Lotus Leaf - Zen Poems of Ryôkan, Shambala, 1993, USA. O título é meu.

(Ryôkan)

Poema intercambiado entre Ryôkan e o seu irmão Yoshiyuki

"Ouvi dizer que jogas aos berlindes com as meninas do bordel"

O monge de kesa preto
a brincar com
as meninas do prazer -
O que será que há
no seu coração?
- Yoshiyuki

A brincar a brincar
enquanto passo por este mundo vácuo:
uma vez que estou aqui,
será que não é bom
espantar os pesadelos dos outros?
- Ryôkan

Esforçar-se a desfrutar
durante o trânsito neste mundo
talvez seja bom,
mas é que não pensas
no mundo que vem?
- Yoshiyuki

É neste mundo
com este corpo
que me esforço a desfrutar:
não é preciso pensar
no mundo que vem.
- Ryôkan

Tradução do inglês a partir do trabalho de John Stevens. Dewdrops on a Lotus Leaf - Zen Poems of Ryôkan, Shambala, 1993, USA.

(Ryôkan)

Solidão do outono

O ano acabará logo, mas eu continuo
aqui, na minha pequena cabana.
A chuva fria do outono cai tristemente
e as folhas amontoam-se nos degraus do templo.
Passo o tempo com a mente ausente
a ler sutras e entoar velhos poemas.
De súbito uma criança aparece e diz
'Anda, vamos juntos para a aldeia'.

Tradução do inglês a partir do trabalho de John Stevens. Dewdrops on a Lotus Leaf - Zen Poems of Ryôkan, Shambala, 1993, USA.O título é meu

(Ryôkan)

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 ... 46 >>