O curso da natureza
O curso da natureza

As plantas e flores
que cultivei à volta da minha cabana
agora rendo
à vontade
do vento

-------

A flor convida a borboleta sem pensamento;
a borboleta visita a flor sem pensamento.
A flor abre-se, a borboleta vem;
a borboleta vem, a flor abre-se.
Não conheço os outros;
o outros não me conhecem.
Por meio do não saber seguimos o curso da natureza.

Tradução do inglês a partir do trabalho de John Stevens. Dewdrops on a Lotus Leaf - Zen Poems of Ryôkan, Shambala, 1993, USA. O título é meu.

(Ryôkan)

O trabalho do vento
O trabalho do vento

No meu jardim
fiz crescer arbustos de trevos,
erva suzuki,
lilases, dentes-de-leão,
floridos árvores da seda,
bananeiros, glórias-da-manhã,
epatóriuns, asteres,
tradescantias, hemerocallis.
Noites e manhãs
a amá-las todas,
a regá-las, nutri-las,
a protegê-las do sol.
Toda a gente dizia que as minhas plantas
estavam no seu melhor.
Mas em vinte e cinco de maio,
ao pôr-do-sol,
um vento violento
soprou como louco,
batendo e arrancando as minhas plantas.
A chuva verteu-se,
machucando ramos e flores
contra a terra.
Foi doloroso,
mas como o trabalho do vento,
tenho que deixá-lo estar...

Tradução do inglês a partir do trabalho de John Stevens. Dewdrops on a Lotus Leaf - Zen Poems of Ryôkan, Shambala, 1993, USA. O título é meu.

(Ryôkan)

Caso 3 - A doença do mestre Ba
Caso 3 - A doença do mestre Ba

O Grande Mestre Ba estava doente de morte. O sacerdote-mor do templo perguntou-lhe: Como se tem encontrado estes dias, Mestre?

O Grande Mestre respondeu: Buda de uma era, buda de um dia.

Tradução do inglês a partir de um original descarregado do site da Fundação Sanbô Kyôdan. Ilustração do Colectivo Hoodie Monks, no seu site The Gateless Gate, representando Mazu Daoyi.

(Crónicas da Falésia Azul)

* * * * * * * * * * * *
NOTA DA TRADUÇÃO: De forma mais literal, a resposta do Mestre Ba (mais conhecido como Patriarca 'Mǎzŭ Dàoyī', em Japonês 'Bâso Doitsu'), era a famosa 'Buda cara de sol, Buda cara de lua'. Optei por uma tradução mais literária, que esclarecesse o significado, tal como eu o entendo. 'Buda Cara de Sol' é um Buda que dura 1800 anos, mais do que uma era, um eão. Optei pelo termo 'era' por me ter parecido mais compreensível para a maioria das pessoas. O 'Buda Cara de Lua', por sua vez, vive só 24 horas.

<< 1 ... 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 ... 47 >>