Honorável da Floresta
Honorável da Floresta

Criei um pequeno pardal que amava profundamente. Um dia morreu subitamente e, atingido pela tristeza, decidi fazer um funeral ao meu pequeno companheiro, mesmo como se fosse um ser humano. Ao princípio chamei-o de Discípulo Pardal mas, mais ou menos quando morreu, decidi mudar-lhe o nome para Buda Pardal. Finalmente, dei-lhe o título budista póstumo de 'Honorável da Floresta'. Compus este poema em sua memória.

Um corpo de dezasseis pés de púrpura e dourado
jaz entre as árvores gémeas do Nirvana.
Agora libertado da falsidade, além da vida e da morte,
porém presente em mil montanhas, dez mil árvores, centos de primaveras.

Tradução do inglês a partir do trabalho de John Stevens. Wild Ways, White Pine Press, 2003, USA. Ilustração: Keisai Kuwagata (1764-1824)

(Ikkyu Sojun)

Uma refeição de polvo fresco
Uma refeição de polvo fresco

Muitos braços, como Avalokiteshvara sacrificado a mim
e temperado com limão. Perante ele me inclino!
Este sabor a mar é simplesmente digno de deuses!
Sinto-o, Buda, mas este é mais um preceito que não posso seguir.

Tradução do inglês a partir do trabalho de John Stevens. Wild Ways, White Pine Press, 2003, USA.

(Ikkyu Sojun)

A adubar o meu pequeno arvoredo de bambu com estrume de cavalo
A adubar o meu pequeno arvoredo de bambu com estrume de cavalo

Olha, vê como alimento esta minha mente de fénix:
andorinhas, pardais, pombos, corvos, todos os pássaros são aqui bem-vindos.
Linji Yixuan plantou pinheiros, Ikkyu cultiva bambu -
as gerações vindouras vão elogiar-nos por termos feito realmente alguma coisa.

Tradução do inglês a partir do trabalho de John Stevens. Wild Ways, White Pine Press, 2003, USA. Ilustração: retrato de Linji Yixuan, chamado no Japão Rinzai Gigen.

(Ikkyu Sojun)

<< 1 ... 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 ... 26 >>