Eihei Kôroku 4
Eihei Kôroku 4

A iluminação suprema não é para um próprio nem para os demais, nem para ganhar fama nem dinheiro. Procurar apesar disso a iluminação incomparável, com todo o coração e a mente, perseverando e sem dar passos atrás é chamado 'despertar a mente para a iluminação'.

Uma vez que consegues que apareça esta mente, nem sequer por amor à iluminação é que procuras a iluminação. Esta é a verdadeira mente do despertar. Sem esta mente, como poderás praticar o verdadeiro caminho à iluminação?

Aqueles que procuram a iluminação com decisão não devem cansar-se nesta busca; não devem abandonar. Aqueles que não conseguiram a mente do despertar têm de rezar aos Budas passados, e dedicar as suas boas ações à procura da mente do despertar.

Alguém perguntou uma vez a um grande mestre Zen: 'Todas as coisas voltam ao Um. Para onde volta o um?'.

Então o mestre Zen disse: 'Quando eu vivia em tal e qual lugar, fiz uma camisa que pesava três Quilos'.

Assim é que falavam os antigos iluminados. Se alguém me perguntasse 'Todas as coisas voltam ao Um. Para onde volta o um?' eu diria que à transcendência.

Se me perguntassem porque digo isso, diria que eu estou dentro, fazendo oferendas a biliões de Budas.

Tradução do inglês a partir do trabalho de Thomas Cleary. Rational Zen - The Mind of Dôgen Zenji, Shambala Dragon Editions, 1992, USA. Fotografia de National Geografic.

(Dôgen Zenji)

Eihei Kôroku 3
Eihei Kôroku 3

Um praticante perguntou ao mestre zen: 'Em que estás a pensar tão intensamente?'

O mestre respondeu: 'Penso naquilo que não pode ser pensado'.

O praticante perguntou: 'Como podes pensar no que não pode ser pensado?'.

O mestre respondeu: 'Não o penso'.

Quando a mente já se foi
dizer 'sem mente' não consegue descrevê-lo.
Nesta vida
a pureza sempre vai por diante.

Tradução do inglês a partir do trabalho de Thomas Cleary. Rational Zen - The Mind of Dôgen Zenji, Shambala Dragon Editions, 1992, USA. Ilustração de John Daido Loori Roshi.

(Dôgen Zenji)

Eihei Kôroku 2
Eihei Kôroku 2

O ditado de que não ter mente é Buda tem origem na Índia, o de que a própria mente é Buda na China.

Se compreenderes isto estarás tão longe como o céu está da terra.

Se não perceberes és só um de tantos.

Finalmente, que quer dizer isto?

No terceiro mês da primavera
a fruta está cheia na árvore da iluminação.
Uma noite a flor desabrocha
e todo o mundo é fragrância.

Tradução do inglês a partir do trabalho de Thomas Cleary. Rational Zen - The Mind of Dôgen Zenji, Shambala Dragon Editions, 1992, USA.

(Dôgen Zenji)

<< 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 ... 30 >>