21 dezembro

    Cursos 2019-2020

    Cineclube

    Novidades

    Revista Nº 35

    Defendamos o Minho

          Busca

        Cineclube: Panteras Negras

        09-12-19

        Esta sexta-feira 13 de dezembro última das projeçons do ciclo NegrX co filme Panteras Negras. Às 21h30 no centro social.
        Depois do filme, e para celebrar este ?fim do ciclo?, após a homenagem a Agnès Varda pincharemos música negra, (soul, R&B...) e em vinilo, para aquecer o corpo e combater o frio invernal luguês.

        Panteras negras

        É o ano 68 e Huey P. Newton, um dos fundadores do partido Panteras Negras, éjulgado polo assassinato dum polícia. Na contorna do Tribunal em Oakland, Califórnia, reúnem-se milhares de militantes do partido, vindos de todos os cantos do país, para pedir a absoluçom do revolucionário negro. Agnès Varda percorre as concentraçons e as manifestaçons entrevistando aos militantes anónimos e às líderes políticas como Kathleen Cleaver, recolhendo as intervençons de oradores do partido como Stokely Carmichael, ou o testemunho do próprio Huey na cadeia. Ao mesmo tempo, a voz em off de Agnès Varda conduze o fio narrativo do documental achegando-nos, em pouco menos de 30 minutos, as possiçons políticas, mas também as raíces culturais e sociais do poder negro, expressada nas cançons, nos gestos, e na estética dos seus militantes, sem esconder em nenhum momento a sua simpatia polo partido dos Panteras Negras.
        Agnès Varda foi umha das percusoras do movimento da Nouvelle Vague francesa, e o seu cinema radical e feminista abriu o caminho para várias geraçons de cineastas. No cineclube Mádia Leva, temos projetado a magnífica ?Sem teito nem lei?, e nom desaproveitaremos a ocassom para programar mais pérolas da sua extensa obra.

        Escrito ?s 20:03:00 nas castegorias: album
        por SCMadiaLeva   , 249 palavras, 30 views     Chuza!
        Apresentaçom do Nº 8 da revista Abordaxe

        04-12-19

        O 14 de dezembro teremos connosco a companheiras anarquistas da revista Abordaxe apresentando o seu numero 8. Falarám da longa trajetória desta revista acompanhado dumha palestra sobre a história da pirataria na Galiza.

        Escrito ?s 18:30:00 nas castegorias: album
        por SCMadiaLeva   , 31 palavras, 57 views     Chuza!
        Já temos programa do Apalpador deste Natal

        04-12-19

        CS Mádia Leva junto com a Semente Lugo, a Mesa pola normalización Linguística, A Volta do Agro, Cántigas e Frores, O Xeito, Troupelear, Asoc. socio-educativa Antonio Gandoy, Tradescola, apresentamos neste mês de dezembro, com a colaboraçom da Concelharia de Cultura de Lugo, a Deputaçom de Lugo, as Librarias Trama e Biblios e a Biblioteca Pública Municipal de Lugo, um projeto de animaçom e socializaçom da figura infantil do Apalpador, para fomentar a participaçom da cidadania na visibilizaçom do gigante do Courel.

        Este projeto tem como objetivo dinamizar as semanas prévias à Bem-vinda do Apalpador com diferentes intervençons dirigidas a convocar a participaçom das famílias na Bem-vinda do Apalpador, na tarde de 21 de dezembro na Praça Maior a partir das 16h30.

        Estas intervençons som espaços dedicados ao Apalpador nas Librarias Trama e Biblos assi como na Biblioteca Pública Municipal de Lugo com recursos didácticos e produçom cultural editada acerca do Gigante Carvoeiro, durante todo o mês de dezembro.
        Nesta ediçom os comércios do centro histórico tamém participarám na promoçom da figura do Apalpador de umha forma muito ativa.

        Haverá muitas surpresas anunciando a saída do Apalpador do Courel e receberemo-lo à sua chegada a Lugo com obradoiros de música e dança tradicional.

        Escrito ?s 18:19:00 nas castegorias: album
        por SCMadiaLeva   , 201 palavras, 19 views     Chuza!
        Ser independentista nom é delito! Comunicado em solidariedade c@s encausad@s nas operaçons Jaro

        02-12-19

        A fiscalia da Audiência Nacional emitiu o seu escrito de acusaçom no marco das operaçons Jaro I e II contra as organizaçons Causa Galiza e Ceivar. Um total de 12 militantes enfrentam-se a umha petiçom fiscal de um total de 102 anos de prisom por desenvolver tarefas políticas e de solidariedade. Umha autêntica barbaridade que nom pode deixar a ninguém indiferente.

        O Estado espanhol volve mostrar a sua natureza antidemocrática. Fala-se já explícitamente de ilegalizar as formaçons que defendem o direito de autodeterminaçom e a independência, de ilegalizar organizaçons conhecidas polo seu trabalho público, e com caras reconhecidas por todas.
        Falam de democracia e nom o é. O estado está em crise e resposta como sempre fai, reprimindo toda dissidência. Nom podemos tolerar a ilegalizaçom do independentismo galego.Hoje som Causa Galiza e Ceivar ,e amanhá?

        Enfrentamos o que é a todas luzes um salto qualitativo na repressom que afeta em primeira instância o independentismo, mas aspira alcançar sectores sociais e políticos mais amplos do que aquele.
        Temos que somar todas as solidariedades e fazer frente unidas contra a repressom espanhola. Estaremos atent@s as convocatórias solidárias que se vaiam anunciando.
        Todo o nosso apoio às pessoas encausadas.
        Ser independentista nom é delito!

        Escrito ?s 13:57:00 nas castegorias: album
        por SCMadiaLeva   , 199 palavras, 54 views     Chuza!
        Magusto-foliada-vermú

        29-11-19

        O vindouro domingo dia 1 de dezembro magusto-foliada-vermú a partir das 12h00 no centro social

        Escrito ?s 16:50:00 nas castegorias: album
        por SCMadiaLeva   , 14 palavras, 32 views     Chuza!
        Cineclube: Fai a cousa certa

        19-11-19

        Esta sexta-feira dia 22 de novembro às 21h30 projetamos o segundo dos filmes do ciclo NegrX
        Fai a cousa certa
        Um filme de Spike Lee

        É o dia mais caluroso do verao em Brooklyn, o sol abrasa o pavimento desgastado do bairro e fai ferver o sangue e os ánimos dos seus moradores; a maioria dos quais pertencem a comunidade negra, que convive no bairro com a comunidade latina, asiática e umha minoria branca.
        Mookie é um negro de Brooklyn que trabalha de repartidor na Pizzaria de Sal, um ítalo-americano que trata com condescendência e paternalismo a sua clientela, negros e negras do bairro. Sal tem dous filhos, um deles simpatiza com Mookie mas o irmao maior, consumido polo racismo, odeia a morte a Mookie. A pizzeria de Sal convertirá-se no centro onde irá convergir toda a raiva contida, todo o ódio acumulado nas vidas maltratadas e humilhadas dos habitantes do bairro. O calor desata as baixas paixons dos moradores de Brooklyn, mas é a intervençom policial como agente da autoridade o detonante da revolta, aquilo que finalmente explica de onde procede todo esse ódio, toda essa raiva.
        Do The Right Thing converteu-se no primeiro filme rodado por um negro em conseguir um êxito massivo, tornando-se referencial para a juventude contestatária de meio mundo, que rapidamente se sentiu identificada com o microcosmos de Brooklyn. Se Charles Burnett, autor do outro filme que projetamos no ciclo, rechaçava todas as convençons para situar-se nas margens do cinema comercial, Spike Lee emprega todos os recursos ao seu alcance para impactar no espetador: a apropriaçom dumha estética pop e colorida, o humor autorreferencial através de clichés associados à comunidade afro americana, umha voz narradora (o dj dumha rádio local que fai de apresentador e de guia ao espetador e que coloca música negra para potenciar o significado das imagens), as referência cinéfilas como os dedos dumha mao compondo a palavra "ódio" na mao direita e "amor" na outra (prestada da "Noite do Caçador" de Charles Laughton), o parêntese no desenvolvimento da trama para que as personagens se dirijam a câmara em primeiro plano pronunciando insultos racistas e xenófobos...
        Mas todos os truques funcionam para fazer explodir a normalidade e a complacência que a sociedade tem assumido frente ao racismo que a devora; a violência policial que desencadeia a revolta nom é outra cousa que a manifestaçom institucional deste racismo. 30 anos depois, e a olhos do presente o filme continua plenamente vigente.
        O filme finalmente, é a denúncia enérgica, explosiva, (como o baile de Rossie Perez ao ritmo selvagem da música de Public Enemy que abre o filme), dumha situaçom opressiva; mas Spike Lee deixa que seja a consciência do espetador quem procure umha resposta: do the right thing, fai a cousa certa.

        Escrito ?s 14:01:00 nas castegorias: album
        por SCMadiaLeva   , 457 palavras, 105 views     Chuza!
        Palestra sobre feminismo

        19-11-19

        O vindouro sábado Mocidade Pola Independência organizam umha palestra sobre feminismo e luita de libertaçom nacional com Maria Osório e Xiana Rodrigues.

        Posteriormente haverá ceia. Para anotar-se: assembleiampilugo@gmail.com

        Dia 23 de novembro às 20 h no centro social

        Escrito ?s 14:00:00 nas castegorias: album
        por SCMadiaLeva   , 36 palavras, 26 views     Chuza!
        Ato polo aniversário da I Assembleia Nacionalista

        12-11-19

        Como cada ano voltaremos à rua da Rainha diante do hotel Méndez Núñez onde no ano 1918 se celebrou a I Assembleia Nacionalista. Este domingo sob a denominaçom de Convocatória Faraldo diversas entidades homenageamos o nascimento do nacionalismo galego.

        Domingo dia 17 de novembro às 12h00
        Hotel Méndez Núñez

        Depois haverá foliada-vermú no centro social.

        Escrito ?s 20:27:00 nas castegorias: album
        por SCMadiaLeva   , 53 palavras, 81 views     Chuza!
        IX Aberto de Bilharda do Minho.

        12-11-19

        Este sábado dia 16 de novembro toca jogar na casa. A nossa equipa organizamos o IX torneio de bilharda Cidade de Lugo que será a 5ª jornada da liga na Conferência Norleste da LNB. O aberto terá lugar no campo de futebol de Nadela, mas se o tempo fosse de muita chuiva jogariamos na pista cuberta do IES Anxel Fole da Piringalha.
        A hora de começo às 15h00.

        Escrito ?s 18:12:00 nas castegorias: bilharda, album
        por SCMadiaLeva   , 67 palavras, 27 views     Chuza!
        Magusto Associativo esta sexta

        12-11-19

        A vindeira sexta-feira dia 15 de novembro vemo-nos no magusto das associaçons.

        Escrito ?s 18:02:00 nas castegorias: album
        por SCMadiaLeva   , 11 palavras, 24 views     Chuza!

        1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 ... 116 >>

          madialeva.gz@gmail.com
          Rua Serra de Ancares 18 Horário De segundas-feiras (luns) a sextas-feiras (venres) de 19h30 a 22h30 CIF:G-27360825
            powered by b2evolution free blog software