Cursos 2018-2019

    Cineclube

    Novidades

    Revista Nº 32

    Defendamos o Minho

          Busca

        Obradoiro de regueifa feminista

        14-01-19

        Organizamos obradoiro de regueifa feminista o 26 de janeiro das 11h às 14h no nosso local. A atividade é organizada em conjunto coa Semente e a Plataforma Feminista de Lugo
        É um obradoiro para pessoas adultas que queiram aprender a regueifar como recurso educativo para as aulas de primário e secundário mas também para qualquer pessoa que queira aprender a regueifar como ferramenta de protesto oral, público improvisado e coletivo. Alba Maria para além de nos ensinar algumha estrutura básica do rimo e melodia para regueifar a temática de toda a regueifa que se produza no obradoiro será feminista.
        Podes anotar-te no mail sementelugo@gmail.com

        Escrito ?s 20:16:00 nas castegorias: cursos, album
        por SCMadiaLeva   , 103 palavras, 60 views     Chuza!
        Cineclube. Ciclo Descolonizando a olhada. Filme A Greve.

        08-01-19

        Esta sexta-feira dia 11 de janeiro às 21h30
        A Greve é o primeiro filme do cineasta soviético Serguei Eisenstein filmado em 1923, o filme narra por episódios a planificaçom e a ejecuçom dumha greve de operários. Neste filme clássico sobre a luita de classes, Einsenstein explora novas formas narrativas e experimenta novos recursos técnicos que servirám depois para estabelecer um novo modelo de cinema onde a montagem das imagens substituí o guiom como a ferramenta para a escritura narrativa, e onde a relaçom entre os planos se estabelece de forma dialética, um modelo cinematográfico posto sempre ao serviço da revoluçom, onde o coletivo se transforma em auténtico sujeito histórico, tirando o protagonismo aos atores individuais, um modelo cujo máximo exponente será o seu seguinte filme ?O encouraçado de Potemkin? e que ele mesmo chamou de ?cinema-punho?.

        Somando-nos assim aos postulados do diretor soviético e a vigência do ?cinema-punho?, a projeçom está dedicada aos cinco militantes que fôrom detidos com violência policial no transcurso da greve de 2010 em Lugo, e que hoje enfrentam importantes sançons, mesmo possíveis ingressos em prisom. Após o filme haverá ceia solidária para contribuir à campanha de solidariedade com as cinco grevistas que tem lançado o organismo anti-repressivo Ceivar.

        Escrito ?s 19:58:00 nas castegorias: album
        por SCMadiaLeva   , 200 palavras, 63 views     Chuza!
        Curso de programaçom orientada a objetos (POO) com Gambas

        22-12-18

        Gambas permite criar formulários com botons de comandos, quadros de texto e muitos outros controlos, e liga-los a bases de dados coma MySQL, PostgreSQL ou SQLite aliás de facilitar a criaçom de aplicaçons diversas coma jogos (empregando OpenGL), aplicaçons para dispositivos móvis, aplicaçons de rede (com manejo avançado de protocolos HTTP, FTP, SMTP, DNS), entre outras.

        Neste curso criaremos aplicaçons gráficas.

        Començaremos fazendo umha singela calculadora, mas faremos cousas mais complexas como gestionar umha biblioteca empregando umha base de dados..

        Anima-te a apreender um jeito singelo de fazer aplicaçons. Aliás, apreendendo a programar em Gambas, apreendes a programar quase que em qualquera linguagem (há exceçons).

        Preço de inscriçom: 20 euros

        Seriam duas horas umha vez à semana. Duraçom 15 días (mínimo), Horário a determinar quando se forme o grupo. Consultar

        Precisa-se dum computador com Linux instalado, mas se nom tiver, podemos prestar-che um para o curso. De nom ter instalado Linux, empregariamos Linux numha máquina virtual. Nesse caso, vindo uns dias antes instalamos-cho aquí.

        Escrito ?s 19:36:00 nas castegorias: cursos, album
        por SCMadiaLeva   , 162 palavras, 120 views     Chuza!
        Apalpador chega o dia 22 a Lugo.

        20-12-18

        Escrito ?s 12:23:00 nas castegorias: album
        por SCMadiaLeva   , 0 palavras, 80 views     Chuza!
        Cineclube nova sessom. Terra de olhar para trás

        12-12-18

        Próxima sessom do cineclube esta sexta-feira 14 às 21h30

        Terra de olhar para trás

        Nom somos filhos de escravos?, si que o somos.
        Nom somos os filhos que fogem das plantaçons? Sim que o somos
        Nom somos os filhos de Israel?
        Arrancaram-nos de África
        Troujeram-nos aqui, a Babilónia
        Agora somos como um leom que ruge.

        Sons of slaves, cançom de reggae-roots de Junior Delgado.

        O diretor americano Alan Greenberg viajou armado apenas cumha cámara de 16 mm a Jamaica no ano 1981 para filmar o cortejo fúnebre de Bob Marley, mas umha vez ali, Greenberg decide mudar o trajeto para adentrar-se na regiom de Cockpit Country, e filmar o seu percurso entre a selva e a cidade, o seu encontro com camponeses empobrecidos, comunidades rastafaris ou habitantes do gueto, cedendo -lhes a palavra para compor, junto com os fragmentos da cerimónia do funeral de Bob Marley, um extranho e fermoso retrato da música, a religión, as tradiçons e o orgulho da cultura popular jamaicana. Umha cultura que, paradoxalmente, foi reduzida a mercadoria pola industria musical que expolorou até o limite a figura de Bob Marley, ensombrecendo a prolífica produçom de música reggae e a sua raiz popular e comunitária até converté-lo numha ícone de massas global, transformando em fetiche os valores que representavam a cultura dum povo que conheceu a escravidom e combateu o colonialismo.

        Escrito ?s 20:42:00 nas castegorias: album
        por SCMadiaLeva   , 222 palavras, 103 views     Chuza!
        Ceia-debate da mocidade independentista

        03-12-18

        Escrito ?s 19:43:00 nas castegorias: album
        por SCMadiaLeva   , 0 palavras, 81 views     Chuza!
        Teatro Feminista

        28-11-18

        Curso organizado pola Plataforma feminista de Lugo. Ministrado por Isa Herrero de Lucecús Teatro.

        Escrito ?s 16:47:00 nas castegorias: cursos, album
        por SCMadiaLeva   , 14 palavras, 69 views     Chuza!
        Aberto de bilharda de Lugo

        23-11-18

        Volta a bilharda a Lugo! O dia 1 de dezembroquinta jornada da Liga Nacional de Billlarda às 15h00 no parque do Minho. Todas as jornadas de liga som abertas a participaçom mas nesta ocasom também haverá um abertinho às 12h00 para quem queira provar ou redescobrir a bilharda e conhecer as normas da LNB.
        Adiante co Varal!

        Escrito ?s 19:59:00 nas castegorias: bilharda, album
        por SCMadiaLeva   , 56 palavras, 60 views     Chuza!
        Charla 2 de dezembro

        22-11-18

        O dia 2 de dezembro às 18h00 teremos umha charla coa presença de Juan Sosa Maldonado sobre a repressom política em México. Juan Sosa falará desde a sua experiência como refugiado político na Galiza e sobrevivente da desapariçom forçada. Apresentará o livro Fragmentos de un Espejo Oculto, do preso político Damián Gallardo Martínez.

        Escrito ?s 20:00:00 nas castegorias: album
        por SCMadiaLeva   , 52 palavras, 32 views     Chuza!
        Cineclube. Ciclo Descolonizando a olhada. Primeiro filme Eu, um Negro

        20-11-18

        O dia 23 de novembro às 21h30 primeiro dos filmes deste ciclo Eu, um Negro.

        Descolonizando a olhada

        Sexta-feira 23 de novembro
        Eu, um Negro
        Moi, um noir (Jean Rouch, 1957)

        Sexta-feira 14 de dezembro
        Terra de olhar para trás
        Land of look behind (Alan Greenberg, 1981)

        Sexta-feira 12 de janeiro
        A greve
        Stachka (Serguei Eisenstein, 1924)

        Volve o cineclube ao Mádia Leva!, e volve com o mesmo propósito com o que começou, apresentar distintas propostas cinematográficas com um nexo comum para confrontar distintos pontos de vista, distintas formas de olhar a realidade e a sua representaçom através do cinema dumha perspetiva crítica. Assim o figemos com os ciclos dedicados à classe operária, ao feminismo, ou à revoluçom portuguesa e a rebeliom de Maio de 68. Os filmes projetados partilhavam entre eles o combate contra as formas e os conteúdos hegemónicos na indústria do cinema, herdeira da maquinária mistificadora de Hollywood, fábrica de modelos e arquétipos feitos a medida do home branco ocidental lançados à conquista do imaginário coletivo por todo o planeta. Cinematograficamente colonizar é sinónimo de impôr umha imagem, mas também de impôr umha forma de olhá-la.
        Os filmes documentais Eu, um Negro, e a Terra de olhar para trás, desafiam os modelos hegemónicos impostos pola cultura de massas, o apresentar-nos África no primeiro dos filmes e Jamaica no segundo, desprovistos de toda a carga mitológica e simbólica da cultura de massas, que representa ao ?outro? como o reflexo da imagem projetada pola própria cultura dominante. Os dous filmes partem dumha olhada quase antropológica mas distanciando-se do documentalismo pretensamente científico, aproximando-se aos postulados do cineasta soviético Dziga Vertov e o seu ?cinema olho?: o objetivo do cinema funda-se em dirigir a olhada cara a vida, encenar o variável e fugitivo dos acontecimentos, com a firme intencionalidade de provocar a possibilidade dum encontro.
        Aliás retomamos o percurso estreando umha sessom especial, solidária com as cinco pessoa represaliadas em Lugo pola participaçom na greve geral de 2010 , vítimas da brutalidade policial na altura, e que hoje devem enfrentar importantes multas, assim como a possível entrada em prisom dalgumhas das grevistas. Projetaremos o clássico de Serguei Eisenstein A Greve e disponibilizaremos um peto para contribuir à campanha de solidariedade que leva a cabo o organismo anti-repressivo Ceivar.

        Olhar anteriores ciclos do cineclube

        Escrito ?s 16:22:00 nas castegorias: album
        por SCMadiaLeva   , 372 palavras, 80 views     Chuza!

        1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 ... 109 >>

          madialeva.gz@gmail.com
          Rua Serra de Ancares 18 Horário De segundas-feiras (luns) a sextas-feiras (venres) de 19h30 a 22h30 CIF:G-27360825
            powered by b2evolution free blog software