Outubro

    Recomendaçons

    Revista Nº 15

    Dicionário e-Estraviz

    Pesquisa no e-Estraviz


    Busca

Categoria: album

Biblioteca do centro social

01-10-14

Este mês centramo-nos nas luitas na América Latina.

AMÉRICA LATINA.
Nuestra América contra el V Centenario. Emancipación e identidad de América Latina. Vários autores.

ARGENTINA.
Recuerdo de la muerte. Miguel Bonasso.

CHILE.
Para que no me olvides (novela). Marcela Serrano

MÉXICO.-
Sombra de la sombra (novela) Paco Ignacio Taibo II

URUGUAY
Memorias del calabozo. Mauricio Rosencof e Eleuterio Fernández Guidobro

COLOMBIA
Semblanza del Comandante Jorge Briceño (FARC-EP)
DVD: Rosas y fusiles (sobre as mulheres das FARC-EP)
DVD: El nombre de la Paz es Justicia
DVD: FARC-EP, a insurgencia do s. XXI

VENEZUELA.
Chávez: La permanente búsqueda creadora.Amílcar Figueroa

CD: El Pollo de Falcón. Nuestros héroes

Escrito às 13:39:10 nas castegorias: album, opinióm
por SCMadiaLeva Email , 105 palavras, Sem leituras   Portuguese (PT)   Chuza!
Fotos do jantar e discurso pronunciado por integrante de Causa Galiza

18-07-10

Companheiras e Companheiros:

Nom vou saber como vos agradecer a honra de pronunciar hoje este discurso, neste festa das vésperas do Día da Nossa Pátria, perante vós –as minhas irmãs e os meus irmãos-, precissamente aquí, na Chaira, na terra dos meus devanceiros. Nom podo deixar de vos dizer que, esta bisbarra, tem um fondo significado para mim: topónimos que ecoam desde a lembrança sempre saudosa da minha nenice: Robra, Joibam, Gaibor..., rios coma este ou como o Ladra, onde meu avó quijo aprender-me, sem sucesso nengum, a pescar; a Terra Chá é a pasiagem paradigmática da Galiza na minha memória mais profunda. Como dicia Otero, o 25 de Julho de 1930, no Garcia Barbom de Vigo: É natural, senhoras e senhores, que as minhas primeiras palavras foram adicadas á aldeia. Sempre na Galiza qualquer manifestaçom vidal tem que vir dela (...) O povo labrego e marinheiro soupo sempre o seu dever; namentras os homes de cultura, ou os que se chaman de tais, esqueziam a terra e procuravam um vivir de imitança, o povo guardava-se fiel ao espírito. Trabalhando de sol a sol, aldrajado e servo, nom perdeu a confiança. Cangado em col de probes leiras de centeo cantava as catigas antergas, cada manhã novas de novo orvalho, e pola noite, ao redor dum probe lume de garamatas, em cada fogar latejava a lenda, a imaginaçom, a arte dos celtas inspirados. Neste Dia, nosa primeira admiraçom para o povo.

Leia mais »

Escrito às 16:54:48 nas castegorias: actividades, album
por SCMadiaLeva Email , 1157 palavras, 1273 leituras   Portuguese (PT)   Chuza!
    contador de visitas
    A Sociedade Cultural Mádia leva! é um projecto comprometido com a lingua e a cultura galega, assim mesmo também trabalhamos por impulsionar a organizaçom do povo, a democracia participativa, a defesa da Terra e a luita pela autodeterminaçom da GALIZA.
    madialeva.gz@gmail.com
    Rua Serra de Ancares 18 rés-do-chao CIF:G-27360825

    Ligações

    Colectivos Lugo
    Participamos em
    Informaçom comunitária
    Sociedades
      Outros colectivos
powered by b2evolution