O FACHO: ?O Direito a Decidir? por Rafael Cuinha

26-02-2015

O FACHO: ?O Direito a Decidir?  por Rafael Cuinha

Dentro do ciclo de conferência Economia, História e C.C. Sociais, o passado dia 24 de Fevereiro, terça (martes), o politico e empresário Rafael Cuinha Aparicio dissertou sobre: ?O Direito a Decidir?.

Na sua exposiçom Rafael Cuinha asseverou que o Direito a Decidir é consubstancial a existência mesma da democracia. Assim mesmo desvendou que a sua postura seria a construçom de um Estado federal e plurinacional

Ao findar a sua exposiçom mantivo com os assistentes um mui interessante debate.

O FACHO: Xosé Vasques Pintor - ?O lume manso dos viveres galegos?

25-02-2015

Agrupaçom Cultural O Facho
Crunha

A Agrupaçom Cultural O Facho d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2014-15


Palestra

O vindouro dia 3 de Março, terça (martes), o professor e escritor, Xosé Vasques Pintor falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua exposiçom terá como reflexom: ?O lume manso dos viveres galegos?. O acto realizara-se em Portas Ártabras, Rua Sinagoga 22 ? Cidade Velha.

Vasques Pintor é licenciado em Filosofia e Ciências da Educaçom, e fundador dos grupos teatrais Ancoradouro e Casa da Bola, em Cangas, a sua localidade de residência.
Em quanto a sua faceta como escritor, cultiva poesia (Gándaras, Terra e pan, O espertar tamén é noso, Ofidios de diario, Na vertical da noite, No corazón mancado, Rotazón violeta, Banzados), ensaio (de carácter antropológico: Os vellos oficios, A tribo sabe), narrativa (De ida e volta, Lume de biqueira, Quen faga voar, A memoria do boi) e teatro (A fraga encantada, A sombra da memoria e Teatro do patacón). Obtivo os prémios Eduardo Pondal, Cidade de Ourense, Esquio, Uxío Novoneyra, Carvalho Calero, Torrente Ballester ou o Prémio da Crítica Espanhola. Assim mesmo, colaborou como articulista nos jornais como El Ideal Gallego, A Nosa Terra, Faro de Vigo ou La Voz de Galicia, em rádios como SER-Galicia

Dia: 3 de Março do 2015 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22
Cidade Velha - Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

O FACHO: Rafael Cuinha Aparicio - ?O Direito a Decidir?

20-02-2015

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º-C
15005 Crunha


A Agrupaçom Cultural O Facho da Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2014-15

Palestra

O vindouro dia 24 de Fevereiro, terça (martes), o empresário Rafael Cuinha Aparicio falará dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais. A sua dissertaçom versará sobre: ?O Direito a Decidir?.

Rafael Cuinha é um reconhecido empresário do País, assim mesmo forma parte da executiva do partido ?Compromisso por Galiza?. Cursou estudos de Direito na Universidade do Escorial (Madrid). É membro da directiva do Instituto Galego de Estudos Europeus e Autonómicos (IGEA), da associaçom lingüística ?Pro-língua? e Galegolab. Participou no foro de debate ?Eco-língua? partilhando sobre o futuro da nossa Língua. Também esta a colaborar como articulista em diversos médios de comunicaçom. Em todas as suas reflexom e artigos mostra um nídio posicionamento na defesa do País e da sua Cultura.

Dia: 24 de Fevereiro 2015 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22
Cidade Velha ? Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

O Facho: "O Direito a Decidir?por Iolanda Dias Peres

11-02-2015

O Facho: "O Direito a Decidir?por Iolanda Dias Peres

A jurista e vice-portadora de AGE no Parlamento Galego, Iolanda Dias, interveu no passado dia 10 de Fevereiro dentro do ciclo: ?Economia, História, e Realidade Social? organizado polo nossa Agrupaçom. Iolanda Dias expujo a sua análise sobre o ?Direito a Decidir? cara a construçom de um processo emancipador da Galiza, sublinhando a importância da hegemonia neste andamento das classes trabalhadoras galegas para acadar a nossa emancipaçom como Naçom e Povo. O acto celebrou-se em Portas Ártabras na Cidade Velha .
Como sempre ao findar a descriçom o conferenciante mantivo um interessante colóquio com o público assistente.

O FACHO: Iolanda Dias Peres - "O Direito a Decidir?

08-02-2015

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Taipa 12-1º
15005 Crunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Crunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2014-15

Palestra:

O vindouro dia 10 de Fevereiro, terça (martes), a deputada por A.G.E. no Parlamento de Galiza, Iolanda Dias Peres, falará dentro do Ciclo: Economia, História e Realidade Social. A sua exposiçom versará sobre: "O Direito a Decidir?. O acto realizara-se às 8 do serám em Portas Artabras - Rua Sinagoga 22- Cidade Velha

Iolanda Dias é licenciada em Direito pola USC, sendo actualmente a vice-portadora de Alternativa Galega de Esquerdas no Parlamento Galego. Nas eleiçons municipais do ano 2003 apresentou-se para à prefeitura do Concelho de Ferrol, sendo elegida concelheira junto ao seu companheiro Fernando Miramontes. No ano 2005 acedeu à coordenaçom geral de E.U., sendo a candidata desta formaçom à presidência da Junta nas eleiçons desse mesmo ano. No ano 2012 foi candidata de A.G.E. às eleiçons ao Parlamento de Galiza.

Data: 10 de Fevereiro do 2014 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Artabras - Rua Sinagoga 22
Cidade Velha -Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

O FACHO: ?As origens do caminho de Santiago? por Cristobal Ramires Gomes

04-02-2015

O FACHO: ?As origens do caminho de Santiago? por Cristobal Ramires Gomes
O FACHO: ?As origens do caminho de Santiago? por Cristobal Ramires Gomes

O passado dia 3 de Fevereiro, terça (martes), o jornalista Cristóbal Ramires Gomes, falou dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. Na sua exposiçom sobre: ?As origens do caminho de Santiago?, mostrou o devir histórico com os seus altos e baixos dessa rota ideológico-económica conhecida como o Caminho de Santiago.
Ao findar a sua exposiçom o conferenciante mantivo um colóquio com os assistentes.

O FACHO: Cristóbal Ramires Gomes - ?As origens do caminho de Santiago?

27-01-2015

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º-C
15005 Crunha

A Agrupaçom Cultural O Facho da Corunha convida-lo assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2014-15

Palestra

O vindouro dia 3 de Fevereiro, terça (martes), o jornalista Cristóbal Ramires Gomes, falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. O tema da sua intervençom versará sobre: ?As origens do caminho de Santiago?.

Ramires Gomes é licenciado em Ciências da Informaçom pola UCM e Higher Intermediate pola U. de Surrey. Actualmente é Presidente da Associaçom de Jornalistas do Caminho de Santiago. Também recebeu o Prémio Nacional de Jornalismo, em categoria melhor labor continuado
Foi Professor invitado e conferenciante nas universidades de Aalborg, Aarhus (Dinamarca) e Besançon (França). Igualmente é autor de três volumes sobre turismo rural e dos livros ?Rutas de senderismo? e ?La ruta de los Cuatro Castillos ?, assim como de mais cinco de conteúdo nom turístico, três deles referidos à rota jacobea.

Dia: 03 de Fevereiro do 2015 - Hora: 7,30 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22
Cidade Velha - Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretario d?O Facho

O FACHO: Manifesto em defesa da Língua Galega

22-01-2015

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º
15005 A Crunha

Manifesto em defesa da Língua Galega


A língua galega continua perseguida e proscrita polas políticas de etnocídio lingüístico do PP

A situaçom da língua galega está em grande perigo ao nom desfrutarmos os galegos de direitos lingüísticos plenos para desenvolver a nossa vida com normalidade a Língua Galega no nosso País.

O galego segue a estar perseguido e proscrito de diferentes âmbitos e usos. Impujo-se um decreto para evitar o ensino em galego. Esta política lingüícida tem responsáveis e cúmplices. Precisasse umha mudança total. Tem-se que lhes dar ferramentas ás geraçons novas. A televisom pública galega nom emite debuxos animados de moda em galego. As moças e moços nom podem escolher jogos, filmes e revistas juvenis na nossa língua, a muitos e muitas impedisse-lhes a escolarizaçom em galego

Como povo e cultura, temos direito a que nossa Língua própria, de origem, seja oficial a todos os efeitos no seu âmbito territorial. Os falantes galegos devemos desfrutar do mesmo "status" legal no nosso território do que o castelá no seu.

O maior descendo de falantes do galego coincide co lustro mais agressivo e lesivo para a normalizaçom da nossa língua e com umha situaçom na que o galego, nom só nom conta com umha oficialidade real, senom que é a própria Xunta quem ataca a oficialidade formal que acadou.

As políticas de etnocídio levadas a cabo contra o galego ditadas desde há séculos pola casta dos altos cortesaos de Madrid e também hoje reiteradas pola actual ?Xunta de Galicia?, ponhem em perigo a Língua Nacional, ao ser violentados decote os galegos falantes.

Esta posiçom de etnocídio é a negaçom da convivência e da igualdade das distintas naçons que conformam o Estado Espanhol.

Reclamamos:

A aboliçom do sistema legal que subordina o galego ao castelá, a aboliçom do supremacismo castelá que procura a desapariçom do galego e exigimos a implementaçom de autênticas políticas de normalizaçom lingüística ao serviço da nossa sociedade. Ampliar a co-oficialidade de todas as línguas do Estado em todo o seu território. O dever de conhecer o galego em todos os territórios onde é fala de seu.

* * *

Ante a necessidade de respostas à política de etnocídio preconizada pola actual ?Xunta de Galicia?, O Facho pede aos sócios e amigos a sua participaçom na manifestaçom convocada para o

08 de Fevereiro 2015 às 12 horas na Alameda de Compostela.

?Findemos o quinquénio lingüicida para o idioma galego impulsado por Núñez Feijó?

Na Crunha, 12 de Janeiro 2015
Agrupaçom Cultural O Facho

O FACHO: Repensando a transiçom democrática na Galiza por Emilio Grandio Seoane

22-01-2015

O FACHO: Repensando a transiçom democrática na Galiza por Emilio Grandio Seoane

O passado dia 20 de Janeiro, terça, o investigador e professor de História Contemporânea e da América do Norte da USC, Emílio Grandio Seoane, falou dentro do ciclo ?Economia, História e Realidade Social?, com a sua exposiçom intitulada 'Repensando a transiçom democrática na Galiza'.

Emílio Grandio Seoane expujo como o processo chamado da Transiçom, nom só foi tutelado polos EE.UU., senom guiado polos estamentos políticos do franquismo. Assim deu a conhecer que o ?tapado? para fazer o assentamento do novo Regime, nom era outro que Felipe González,indicando que a relaçom do Estado para a possibilidade de ceder passaportes para os membros do interior que se desprazavam a Suresnes podia ser efectiva.

Como sempre ao findar a descriçom o conferenciante mantivo um mui interessante colóquio com o público assistente.

O FACHO: Emilio Grandio Seoane - Repensando a transiçom democrática na Galiza

18-01-2015

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-lo assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2014-15

Palestra


O vindouro dia 20 de Janeiro, terça (martes), o investigador e professor de História Contemporânea e da América do Norte da USC, Emilio Grandio Seoane, falará dentro do ciclo ?Economia, História e Realidade Social?, com a sua exposiçom intitulada 'Repensando a transiçom democrática na Galiza'. O acto celebrará-se em Portas Ártabras, Rua Sinagoga 22 ? Cidade Velha ? Crunha.

Emilio Grandio Seoane
está especializado no estudo da Segunda República e os anos da Guerra Civil na Galiza, e actualmente trabalha sobre a intervençom exterior, clandestinidade e repressom política no noroeste da península ibérica trás a II Guerra Mundial; nacionalismo e sociedade civil no século XX, ademais do estudo da evoluçom política e ideológica do exílio espanhol durante o franquismo.
Realizou estâncias de investigaçom no Instituto Cañada Blanch da ?London School of Economics? (LSE) (Londres, Reino Unido) e no ?Instituto Superior das Ciências das Técnica e dá Empresa? (ISCTE) (Lisboa, Portugal). Foi também director de um estudo sobre os efeitos da repressom nos anos da Guerra Civil na província da Corunha. Também foi, entre 2006 e 2012, coordenador do projecto interuniversitario Nomes e Vozes, para estudar a repressom na Galiza durante a Guerra Civil. Na actualidade é o coordenador do Grupo de investigaçom HISPONA.
Entre as suas obras cabe sublinhar: As origens da direita galega. A CEDA na Galiza; Caciquismo e eleiçons na Galiza da II República; A Segunda República na Galiza, Memória, mito e história; Casares Quiroga, A Forja de um líder; etc...

Dia: 20 de Janeiro - Hora: 8,00 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22
Cidade Velha ? Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretario d?O Facho

<< 1 ... 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 ... 46 >>

Agrupaçom Cultural O Facho

Agrupaçom Cultural O Facho existe desde o ano 1963 . Nasce da vontade conjunta de umha vintena de estudantes, trabalhadores e profissionais liberais d’A Corunha.
+ info

Agrupaçom Cultural O Facho
Apartado de Correios n.º 46, Oficina Principal da Coruña
o_facho_a_cultural@yahoo.com.br

Busca

  Feeds XML

Ferramentas de administraçom

powered by b2evolution