O FACHO: Oferenda floral no monumento a Curros Henriques com o galho das Letras Galegas do ano 2013

31-05-2013

Como vem sendo tradicional a Agrupaçom Cultural O Facho fizo a oferenda floral diante do monumento do grande poeta nacional, Curros Henriques, no acto comemorativo das Letras Galegas. O presidente do Facho, José Luis Rodrigues Pardo lembrou a grande aportaçom à cultura galega do dramaturgo, Roberto Vidal Bolanho, continuando assim a grande labor emancipadora levada a cabo pola geraçom de Curros, Murguia, Rosalia, etc... Na sua intervençom o presidente d'O Facho referiu-se ao atentado contra o teatro e a cultura galega que está a levar a Junta de Feijoo e os seus mariachis, assim mesmo sublinhou que neste ano se cumprem os 150 anos da publicaçom de “Cantares Galegos” editado na cidade de Vigo, obra fulcral da renascença da literatura contemporânea galega.

O FACHO: Resoluçom do concurso literário “Teatro Infantil"

30-05-2013

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 Crunha

Resoluçom do Concurso de Teatro Infantil do Ano 2013

http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/ o.facho_corunha@yahoo.com.br

Depois de ter lido as obras apresentadas ao Concurso de Teatro Infantil convocado polo O Facho; o júri acordou por unanimidade conceder o prémio à obra intitulada “Espantallo”. Aberta a plica correspondente, resultou ganhador D. Carlos Labraña.
Agradecemos a participaçom de todos os/as concursantes e felicitamos mui especialmente ao ganhador. Também queremos recordar que o acto de entrega de diploma e prémios será o dia 7 de Junho às 19 h. no salom de actos da ONCE, Cantom Grande nº3, A Crunha
Parabéns e cumprimentos.
Na cidade d’A Crunha, 25 de Maio 2013

Asdo.: Soledad González Maside, da agrupación O Facho e secretaria do júri Teléfone : 628 531 082

O FACHO: Contra o Terracídio de Corcoesto e outras bisbarras

29-05-2013

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 Crunha

Contra o Terracídio de Corcoesto e outras bisbarras

A barbárie arrasadora e depredadora do capitalismo quere fazer umha desfeita maiúscula em Corcoesto e também noutras bisbarras: Fonsagrada-Eo, A Penouta, Ginzo de Límia, Forcarei, Castrelo de Minho, Ramirás e Cartelhe, Serra do Galinheiro... Esta ruína é um “TERRACÍDIO” contra o País. A Junta do Partido Popular, famoso polos seus: Naseiro, Gurtell, Marcial Dorado, Bárcenas, Blesa, etc... entregou à transnacional canadiana Edgewater o direito para explotar ouro em Corcoesto, umha manifestaçom mais da política colonial-económica levada a cabo polo P.P. contra a Terra e as suas gentes.

Nom podemos esquecer que nos começos do século XX, já umha empresa britânica tivo nessas terras umha pequena mina de extracçom de ouro e ainda hoje está a verter 850 kg de arsénico cada ano no Esteiro do rio Anlhons fazendo-o de facto improdutivo. Este é o beneficio obtido polas gentes da contorna e polos galegos: veleno e morte por séculos e séculos. Tendo em conta que a Junta aprovou um permisso para remover e extrair mineral numha extensom de 700 Ha. podemos-nos fazer umha ideia da atrocidade perpetrada com a concessom outorgada.

A lógica depredadora do capitalismo submete sob a sua força social anónima e alienadora a natureza e o próprio homem, só para incrementar os ganhos das grandes oligarquias. Seguem com a desfeita saqueadora dos recursos do País. As conseqüências de esta ruína som de altíssima gravidade:

Corromper o térreo : À mudar a morfologia do térreo implica a destruiçom irreversível de muitos aquíferos e descolocar dos manantíos e cursos de auga, ademais de deixar ao descoberto jacimentos com grandes quantidades de materiais tóxicos.
Estragar o ar O pó residual e outros elementos tóxicos originados ao longo do processo corrompem a atmosfera.
Contaminaçom da auga: As augas contaminadas, fruto do contacto entre os cursos de agua e os tóxicos presentes na mina, filtram-se e em ocasions chegam às fontes naturais de abastecimento, emporcalhando-a toda.
Esterilizar o chao: O retiro de grandes massas de térreo para abrir a mina deriva num processo de erosivo constante e antinatural que adopta afectar também à área periférica tornando infecundo o chao próximo com as verteduras tóxicas

Com certeza, a posta em marcha duns mecanismos em condiçons para a gestom de resíduos e de restauraçom dos térreos afectaria seriamente à rentabilidade do projecto, e por isso as medidas tomadas adoptam ser muito insuficientes

Quando esgotam os derradeiros benefícios, as empresas mineiras recolhem o barraco e vam-se, deixando ao seu passo térreos mortos e águas envelenadas que jamais voltarám a ter utilidade. O que nos levar a fazer esta pergunta: Que nova falcatruada se está a cometer? Saberemos-lo quando já todo seja irreversível e algum tenha o petos cheios. Este é o interrogante.

Manifestaçom 2 de Junho às 12 na Alameda-Compostela

Crunha 29 de Maio 2013

Saudinha e canta o melro
Agrupaçom Cultural O Facho

O FACHO: resoluçom do concurso literário “Contos de nenos para nenos

28-05-2013

Agrupaçom Cultural O Facho
Rúa Federico Tapia,12-1º
15003 A Crunha
http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/ o.facho_corunha@yahoo.com.br

A Agrupaçom Cultural O FACHO tem a honra de comunicar-lhes a resoluçom do concurso literário “Contos de nenos para nenos" na convocatória do ano 2013, segundo acordo do júri formado polos escritores Xabier P. Docampo, Breogán Riveiro Vázquez, Xosé Manuel Martínez Oca.

1º.- Premios da Categoria A (Nenos e nenas de 9 a 12 anos)

Primeiro prémio: “A nube samaritana” de Lucía García López
Aluna, Ponferrada ( O Berço)
Segundo prémio: “A miña pequena gran historia” de Camila Mosquera Filak
Aluna do CEIP Concepçom Arenal, da Corunha

2º.- Premios da categoria B. (Rapaces e rapazas de 13 a 16 anos)

Primeiro prémio: “A viaxe das fotos?” de Ricardo Pazos do Muiño
Aluno do IES Eduardo Blanco Amor, de Ourense

Agradecemos a participaçom de todos os/as concursantes e felicitamos moí especialmente aos ganhadores e ganhadoras. Também queremos recordar que o acto de entrega de diplomas e prémios será o dia 7 deJunho as 19 H , no salón de actos da ONCE , Cantón Grande,3 A Corunha.
Parabéns e cumprimentos.
A Crunha, maio de 2013

Asdo.: Soledad González Maside, da Agrupaçom C. O Facho e secretaria do júri. Telefono : 628 531 082

O FACHO: Oferenda floral no monumento a Curros Henriques com o galho das Letras Galegas do ano 2013

14-05-2013

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 A Crunha

Oferenda floral no monumento a Curros Henriques com o galho das Letras Galegas do ano 2013

16 de Maio 2013

Com o galho das Letras Galegas, a Agrupaçom Cultural O Facho convida-o assistir à tradicional oferenda floral nos jardins de Mendes Nunes diante do monumento a Curros Henriques. O evento terá lugar o dia 16 de Maio às 12 e ½ da manhá nos jardins de Méndez Núñez da Crunha em lembrança Roberto Vidal Bolanho a quem se lhe adica este ano as Letras Galegas. No acto falará o presidente d’O Facho, José Luís Rodrigues Pardo.

Dia: 16 de Maio
Hora: 12 e 1/2 da manhá
Lugar: Jardins Méndez Núñez-Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d’O Facho

O FACHO: Manifesto em defesa da Língua Galega

13-05-2013

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º
15005 A Crunha

Manifesto em defesa da Língua Galega

Os falantes do galego somos discriminados de cote

A situaçom da língua galega está em grande perigo ao nom desfrutarmos os galegos de direitos lingüísticos plenos para desenvolver a nossa vida com normalidade a Língua Galega no nosso País.

Como povo e cultura, temos direito a que nossa Língua própria, de origem, seja oficial a todos os efeitos no seu âmbito territorial. Os falantes galegos devemos desfrutar do mesmo "status" legal no nosso território do que o castelá no seu.

As políticas etnocidas levadas a cabo contra o galego ditadas desde há séculos pola casta dos altos cortesaos de Madrid e também hoje reiteradas pola actual “Xunta de Galicia”, ponhem em perigo a Língua Nacional, ao ser violentados decote os galegos falantes.

O verdadeiro problema nom está na co-oficialidade de idiomas como o galego, senom na actitude de quem nega a existência de povos e línguas diferentes dentro do Estado Espanhol. Esta posiçom etnocida é a negaçom da convivência e da igualdade.

A imposiçom do castelá nom tem discussom desde o momento em que é a única língua que todos os cidadaos do Estado tenhem a obriga de conhecer segundo a constituiçom espanhola.

Reclamamos:

A aboliçom do sistema legal que subordina o galego ao castelá, a aboliçom do supremacismo castelá que procura a desapariçom do galego e exigimos a implementaçom de autênticas políticas de normalizaçom lingüística ao serviço da nossa sociedade. Ampliar a co-oficialidade de todas as línguas do Estado em todo o seu território. O dever de conhecer o galego em todos os territórios onde é fala de seu.

* * *

Ante a necessidade de respostas à política etnocida preconizada pola actual “Xunta de Galicia”, O Facho pede aos sócios e amigos a sua participaçom na manifestaçom convocada para o

17 de Maio 2013 às 12 horas na Alameda de Compostela.

O FACHO: Contra o novo julgamento de Carlos Callón

10-05-2013

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 A Crunha

Manifesto contra o novo julgamento de Carlos Callón

A Agrupaçom Cultural O Facho quer mostrar o seu desacougo polo novo julgamento do professor Carlos Callón e opom-se ao mesmo. Carlos Callón já foi juzgado por ter criticado, em 2008, o uso de toponímia deturpada e o instar a cumprir a legalidade pola pessoa que na altura era juiz decano da Corunha, António Fraga Mandián,

Temos que lembrar que no anterior juízo nem a fiscalia nem a juíza instrutora viram indícios de delito por parte do presidente da Mesa pola Normalizaçom Lingüística. O novo juízo supom a possibilidade de outorgar um aval para a “caça de bruxas” em toda regra contra a nossa língua e a nossa cultura.
.
Ante este chocante episódio, O Facho manifesta o seu apoio a Carlos Callón, e aguarda que a legalidade e o sentido comum prive sobre qualquer manifestaçom de arbitrariedade e estrago da Justiça.

A Crunha, 10 de Maio do 2013

O FACHO: Letras Galegas: Vidal Bolanho por Xosé Antón López Dobao

09-05-2013

Apesar das dificultades financeiras criadas polo saqueio do capitalismo especulador e bancário, O Facho continua apresentar a analise e as reflexons nos distintos eidos das ciências e o conhecimento que estám a elaborar os investigadores e ensaístas do País assim como intelectuais da área da Galeguia (Lusofonia)

O passado dia 07 de Maio, convidado pola nossa Agrupaçom, o escritor e cineasta, Xosé Antom López Dobao intervéu num dos actos que com o galho das “Letras Galegas” está a realizar a nossa Associaçom. A sua palestra decorreu sob o lema “Roberto Vidal Bolanho”, figura homenageada neste ano.
López Dobao expujo ante umha interessada cidadania umha ilustrada e documentada análise a figura do intelectual e dramaturgo homenageado fazendo finca-pé na lucidez da visom de Vidal Bolanho cara a construçom de umha dramaturgia galega à par com qualquer outra existente, assim como o seu compromisso permanente com o País e a sua cultura.
O conferencista mostrou polo miúdo a relevância de Vidal Bolanho no eido do teatro, nom só pola sua entrega nas distintas áreas do mesmo, se nom também pola suas aportaçons tanto de textos como de postas em cenário. Pode-se afirmar que as aportaçons de Vidal Bolanho marcam um fito no que-fazer teatral na Galiza.

Ao findar a sua exposiçom mantivo um interessante colóquio com os assistentes.

O FACHO: AELG premia ao Facho junto com outras Associaçons Culturais

07-05-2013

A Associaçom de Escritoras e Escritores em Língua Galega (AELG) concedeu O Prémio “Instituiçons” a diversas associaçons culturais de base criadas na Galiza nas décadas de 60 e 70 e que hoje em dia continuam com a sua actividade em defesa do País e da sua Língua e Cultura nacionais.

Este reconhecimento outorgado por AELG a quem contribuí à divulgaçom da Língua e Cultura Galega. Este ano foi entregado ao associativismo cultural nado nas décadas dos 60 e 70, e que continuam a dia de hoje com a sua actividade de defesa da língua e cultura da Naçom galega: Agrupaçom Cultural O Galo, Agrupaçom Cultural O Facho, Clube Cultural Valle Inclán, Agrupaçom Cultural Auriense, Agrupaçom Cultural Francisco Lanza, Agrupaçom Cultural Avantar, Agrupaçom Cultural Alexandre Bóveda, Agrupaçom Cultural Lumieira, Sociedade Cultural Medulio, Associaçom Cultural Amig@s da Cultura de Pontevedra.

A Agrupaçom Cultural O Facho quere agradecer a toda-las sócias e sócios da associaçom que fam e fizérom possível com a sua afiliaçom, a defesa da Língua e Cultura Galega. Sendo esta distinçom um reconhecimento a sua entrega.

Esta deferência é um aguilhom para actual Junta Directiva que a obriga continuar "picando pedra" em prol da emancipaçom do País e da sua Língua e Cultura. Só sendo donos de nós, seremos livres.

O FACHO: Letras Galegas: Xosé Antón López Dobao - Roberto Vidal Bolanho

05-05-2013

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 Crunha

Palestra

A Agrupaçom Cultural O Facho tem a bem o convidar à palestra que o vindouro dia 07 de Maio, terça, o escritor e professor, “Xosé Antón López Dobao” falará da figura homenageada neste ano com o galho das Letras Galegas, “Roberto Vidal Bolanho”.

Antón Dobao, é licenciado em Filologia galega pola USC, onde foi professor associado da Faculdade de Ciências da Informaçom. Trabalha como lingüista na TVGA desde o ano 1986. É membro do comité de redacçom da revista “Trabe de Ouro”. Participou na criaçom do livro “Xuro que nunca volverei pasar fame”, editado polas Redes Escarlate, organizaçom à que pertence. Assim mesmo é um dos impulsores de ProLingua. Tomou parte de criaçom de numerosas obras colectivas assim como individuais, entre as que sublinhamos: Os escritores lucenses arredor de Anxel Fole, XII Festival da Poesia no Condado, A poesía é o gran milagre do mundo, Alma de beiramar, Intifada. Ofrenda dos poetas galegos a Palestina, Volverlles a palabra. Homenaxe aos represaliados do franquismo. Incertos. Assim mesmo tem umha obra fílmica grandemente reconhecida: A biblioteca da iguana, O bosque de Levas, A marinheira, O clube da calceta.

Dia: 07 de Maio do 2013 - Hora: 7,30 do serao
Local: R. Academia Galega
R/ Tabernas na 11- Cidade Velha – A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d’O Facho

Todas as palestras estám em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

<< 1 ... 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 ... 38 >>

Agrupaçom Cultural O Facho

Agrupaçom Cultural O Facho existe desde o ano 1963 . Nasce da vontade conjunta de umha vintena de estudantes, trabalhadores e profissionais liberais d’A Corunha.
+ info

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Federico Tapia 12-1º
15005 A Corunha
o_facho_a_cultural@yahoo.com.br

Ligações

Busca

Ferramentas do usuário

Feeds XML

powered by b2evolution