AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Nanomateriais na vida de hoje, por MANUEL BERMEJO PATIÑO BASENAME: o-facho-manuel-bermejo-patino DATE: Fri, 13 Oct 2017 10:03:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O vindoiro dia 17 de outubro, terça (martes), o Catedrático de Química Inorgánica da U.S.C., Manuel Bermejo Patinho, falará dentro do ciclo "Língua, Cultura e País", com a palestra intitulada "Nanomateriais na vida de hoje".

Manuel Bermejo é professor-investigador da USC. Do amplo currículo deste professor cabe destacar: Doutor em Ciências Químicas desde 1972. Catedrático de Química Inorgánica na Universidade de Santiago de Compostela desde 1988. Director do Instituto de Ciências da Educaçión da USC (1986-1991) e director do Departamento de Química Inorgánica (1993-96). Foi presidente da Comisión Interuniversitaria da Galiza no período 1999-2011.

Tem inumeráveis publicaçons de trabalhos em revistas internacionais do mas alto nível e comunicaçons científicas ao longo de todo mundo. Também é autor de múltiplos trabalhos pedagógico-didácticos, livros de Ciência e Divulgaçom científica, artigos em revistas galegas e espanholas e múltiplas conferências de divulgaçom. Algúns títulos dos seus traballos que mostran a amplitude das suas inquedanzas e áreas de conhecemento son: "A luz eléctrica na Galiza"; " A ciência na Galiza no século XVIII : os seus protagonistas"; "As mulheres científicas: essas desconhecidas dá história"; "Como é a química dos nanomateriais metálicos?" e "Que son as nanopartículas metálicas (NPM)".

Actualmente é professor emérito da USC e recentemente se lhe concedeu o "I Prêmio Luis Porteiro Garea" pelo seu labor na defesa e promoçom do galego na docencia e na divulgaçom científica.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Miguel Rodríguez Carnota: O uso do galego na mocidade BASENAME: miguel-rodriguez-carnota-o-uso-1 DATE: Wed, 11 Oct 2017 07:30:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O dia 3 de Outubro do 2017 (Terça-Martes) às 8,00 do serám, o lingüista e professor Miguel Rodríguez Carnota falou sobre ?O uso do galego na mocidade?, dentro do Ciclo Língua, Cultura e País, das palestras públicas do período 2017-18 organizadas pola Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha.
Miguel Rodríguez Carnota é Lcdo. em Ciencias da Educaçóm. Na actualidade é professor e Xefe de Departamento de Normalizaçóm do IES BREAMO de Pontedeume, foi concelheiro do BNG em Paderne entre 1999 e 2011.
Co-autor do Método de lectoescritura Chirlo Merlo (Ir Indo, 1991), é membro do conselho de administraçom da Associaçóm Cultural Roxín Roxal. Ele está trabalhando em uma tese de doutorado chamada "Linguagem, poder e adolescência no processo de substituçom linguística. Análise Crítica do Discurso em uma escola de ensino secundário de uma vila galega"

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Miguel Rodríguez Carnota: O uso do galego na mocidade BASENAME: miguel-rodriguez-carnota-o-uso DATE: Fri, 06 Oct 2017 10:20:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2017-18

Palestra

O vindouro dia 3 de Outubro do 2017 (Terça-Martes) às 8,00 do serám, o lingüista e professor Miguel Rodríguez Carnota intervirá dentro do Ciclo Língua, Cultura e País. A sua palestra versará sobre: ?O uso do galego na mocidade?.

Miguel Rodríguez Carnota é Lcdo. em Filologia. Na actualidade é professor e Xefe de Departamento de Normalizaçóm do IES BREAMO de Pontedeume, foi concelheiro do BNG em Paderne entre 1999 e 2011.

Co-autor do Método de lectoescritura Chirlo Merlo (Ir Indo, 1991), atualmente é membro do conselho de administraçom da Associaçóm Cultural Roxín Roxal.

Dia: 3 de Outubro do 2017 - Hora: 8 do serám

Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22

Cidade Velha - Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Entrega dos Prémios Literários Maio 2017 BASENAME: o-facho-1 DATE: Sat, 27 May 2017 17:09:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 26 de Maio, no local de Portas Ártabras realizou-se a entrega dos Prémios Literários d'O Facho:
a) Poesia,
b)Teatro Infantil
c) Contos de Nenos para Nenos,
que contárom com a doaçom de livros das editoras: Medulia Editorial, Ediçons Xerais, Sotelo Branco, Baia Ediçons, Editorial Galaxia, e Editorial Toxos Outos; as quais expressamos a nossa gratitude.
Na ocasiom estivérom presentes para outorgar os prémios ao seleccionados, os membros dos júris: Manuel Lourenço, Xavier P. Docampo, Diana Punhal, que elogiárom as obras premiadas assim como aos seus autores.
Posteriormente houvo umha refeiçom na que participárom os premiados com as suas famílias.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Prémios Literários Maio 2017- Convite BASENAME: o-facho DATE: Sat, 27 May 2017 17:04:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Entrega dos Prémios Literários Maio 2017

Convidamos-vos assistir à entrega dos prémios dos prémios literários convocados pola nossa Agrupaçom. O evento celebrara-se o vindouro dia 26 do mês que corre, às 7 e 1/2 p.m., em Portas Ártabras, rua Sinagoga nº 22, Cidade Velha.

Concurso de Contos de nenos para nenos

Premios da Categoría A (Nenos e nenas de 8 a 12 anos):

Primeiro prémio: A árbore das bolboretas de Andrea Ramos Casal
Aluna do C.E.I.P Plurilingüe de Tarrío, Culheredo (Corunha)

Segundo prémio: Misterio no colexio de Antía Mouriño García
Aluna do Colegio Ándersen de Valadares (Vigo)

Premios da categoría B. (Rapaces e rapazas de 13 a 16 anos):

Primeiro prémio: A traxedia deste mundo de Ana Barros Fernández
Aluna do CPR A Inmaculada, Marín (Pontevedra)

Segundo prémio: Deserto

Concurso de Poesia

Prémio Cristal de bágoas. Autor: Daniel Irimia Yáñez

Concurso de Teatro Infantil

Prémio: Teatro para brincar no Natal. Autora: Irene Veiga Durán



Corunha, 17 de Maio do 2017

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Letras Galegas: Carlos Casares por Vitor Freixanes BASENAME: o-facho-letras-galegas-carlos DATE: Fri, 12 May 2017 14:14:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 10 de Maio o escritor, editor, e professor e poeta, Vitor Freixanes, que partilhou com o público assistente as suas vivências e experiências compartidas com Carlos Casares, assi como umha análise sobre a obra literária da figura homenageada neste ano com o galho das Letras Galegas. O acto realizou-se em Portas Ártabras.

Ao findar a sua exposiçom houvo um mui interessante colóquio.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Oferenda floral diante do monumento a Curros Henriques BASENAME: o-facho-oferenda-floral-diante DATE: Wed, 10 May 2017 15:15:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho G-15037021 / N. I. 1966/000008-1ª
Apartado de Correios nº 46 O.P. - Corunha

Oferenda floral no monumento a Curros Henriques com o galho das Letras Galegas do ano 2017

10 de Maio 2017

Com o galho das Letras Galegas, a Agrupaçom Cultural O Facho celebrou a tradicional oferenda floral diante do monumento a Curros Henriques. O evento tivo lugar hoje, 10 de Maio, às 12 e 1/2 da manhá, nos jardins de Mendes Nunes da Corunha em lembrança de todos aqueles que fizérom da cultura galega umha constante e permanente jeira na construçom da liberdade do povo galego.

Posteriormente os assistentes lérom um poema de autor ou autora galegos.

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Letras Galegas: Vitor Freixanes - Carlos Casares BASENAME: o-facho-letras-galegas-vitor DATE: Sat, 29 Apr 2017 16:21:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021 / N. I. 1966/000008-1ª
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

Palestra

A Agrupaçom Cultural O Facho da Corunha tem a bem o convidar à conferencia que o vindouro dia 10 de Maio, quarta (mércores), o escritor e jornalistas, Vitor Freixanes, que falará da figura homenageada neste ano com o galho das Letras Galegas. A sua palestra intitula-se Carlos Casares

Fernández Freixanes, é Lcdo. em filologia románica pola USC Depois dumha estancia em Madrid trabalhou no departamento de actividades culturais de Radio Popular de Vigo e foi professor colaborador do ICE em Vigo. Desde entom iniciou um intenso labor jornalístico em prensa, radio e televisom. Actualmente é o Presidente da R. Academia Galega, A actividade docente iniciada no ICE tivo continuidade na cátedra de Língua e Literatura Galegas que ocupou num IES de Vigo e na Facultade de Ciências de Comunicaçom da USC. onde actualmente exerce como professor titular. Apresentou na TVG o programa dedicado aos livros e á literatura: A Trabe de Ouro (1986-1987). Em 1976 publicou o seu primeiro livro, Unha ducia de galegos, no que recolhe conversas mantidas com doze personalidades da nossa cultura. Mais tarde ganha o Prémio Modesto R. Figueiredo de narraçom curta com o relato A caza das cascudas e resulta finalista en Niza do Premio Internacional da Prensa por Manuel González Fresco. Memoria dun fuxido. Porém seria a sua novela O triángulo inscrito na circunferencia com a que ganhou o Prémio Blanco-Amor e os da Crítica galega e espanhola. Desde esse momento deu á luz O enxoval da noiva e A cidade dos Césares. Coordenou o ensaio colectivo Galicia, Unha luz no Atlántico.Foi director geral Xerais, director de ediçons do Grupo Anaya e de Alianza Editorial, e foi director geral da Editorial Galaxia.
Dia: 10 de Maio do 2017 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22
Cidade Velha

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Blogue: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho
Para ajudas e aportaçons económicas: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Galeguismo e maçonaria por Antonio Carro Fernández-Valmayor BASENAME: o-facho-galeguismo-e-maconaria DATE: Fri, 21 Apr 2017 08:23:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 18 de Abril, o ex-professor de Direito Constitucional na Faculdade de Direito da USC, Antonio Carro Fernández-Valmayor interveu dentro do Ciclo, Economia, História e C.C.S.S.. A sua palestra versou sobre: Galeguismo e maçonaria. O acto desenvolveu-se em Portas Ártabras na Cidade Velha.

Carro Fernández-Valmayor explicou com avondosos dados como a maçoneria tivo grande presencia no movimento cultural e político da recuperaçom do nosso País, desde o século XIX até o golpe de estado clerical-fascista do ano 36 do século passado.
Pessoeiros como Castro Chané, Luís Seoane, Curros Henriques, Leiras Pulpeiro, entre outros muitos maçons som piares da restauraçom do nosso País, tanto no eido cultural como político. A perseguiçom havida contra a moçoneria sob a tirania clerical-fascista do franquismo só foi umha continuidade dessa mesma perseguiçom levada pola eireja católica desde começos da maçoneria como organizaçom cívica regulamentada.

Ao findar a conferencia, o palestrista mantivo um interessante debate com os assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: A música folk na Galiza por Baldomero Francisco Iglesias do Barrio (Mero) e Xosé Luís Rivas Cruz (Mini) BASENAME: o-facho-a-musica-folk DATE: Sun, 09 Apr 2017 11:47:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 07 de Abril Baldomero Francisco Iglesias do Barrio (Mero) e Xosé Luís Rivas Cruz (Mini) músicos, poetas, mestres e investigadores do folklore e a cultura tradicionais galegos falárom dentro do ciclo: Língua, Literatura e Naçom, as suas intervençons tivérom como temática: A música folk na Galiza.

Mini e Mero expugérom na sua rica palestra, assi como o seu recital de diversas cançons tradicionais galegas, tivérom a todos os assistentes pendentes das suas palavras, até emocionar com muito do exposto, em particular com os cantos de berçe recolhidos das emocionadas cantigas das mulheres do nosso rural ao lembrar aos seus naipelos, hoje ausentes a causa da política económica de extermínio (a emigraçom) de Nós, como povo e naçom. Foi tanta a emoçom transmitida na conferencia que os presentes lhes pedírom a continuar com a mesma no tempo do colóquio.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Baldomero Francisco Iglesias do Barrio (Mero) e Xosé Luís Rivas Cruz (Mini) - A música folk na Galiza BASENAME: o-facho-baldomero-francisco-iglesias DATE: Sat, 25 Mar 2017 06:26:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021 / N. I. 1966/000008-1ª
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha


Palestra:

O vindouro dia 07 de Abril (Sexta-Venres), às 7,30 do serám, Baldomero Francisco Iglesias do Barrio (Mero) e Xosé Luís Rivas Cruz (Mini) falarám dentro do ciclo: Língua, Literatura e Naçom. A exposiçom intitula-se: A música folk na Galiza..

Mini e Mero é um duo de cantores, formado por Rivas Cruz e Iglesias do Barrio, músicos, poetas, mestres e investigadores do folklore e a cultura tradicionais galegos, membros históricos de Fuxan os Ventos e actuais componentes d?A Quenlla.
Ademais da sua rica produçom disco-gráfica com os anteriores grupos, tenhem participado por separado ou conjuntamente noutros discos de música galega, e publicado diversos livros. Assi mesmo é salientável o seu labor de recompilatório de contos, lendas, refráns, ditos ou poemas, principalmente na sua Terra Chá natal e nas zonas onde exercem o seu trabalho de mestres. O arquivo sonoro froito deste labor, e composto por milheiros de cintas magneto-fónicas, foi cedido ao Museu do Povo Galego para a sua digitaçom e incorporaçom ao Arquivo do Património Oral da Identidade. Os seus livros conjuntos incluem, entre outros:Contos de vellos para nenos, Somos lenda viva. A sua discografia conjunta inclui: Nadal en Galego, Coplas cantos e Romances de cego.
Em Abril de 2009 foi-lhes concedido por unanimidade o ?Pedrón de Ouro? como reconhecimento a sua trajectória de quarenta anos de investigaçom musical.


Dia: 7 de Abril do 2017 - Hora: 7,30 do serám
Local: Portas Ártabras . Rua Sinagoga 22
Cidade Velha - Corunha


J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupaçom Cultural O Facho
Para ajudas e aportaçons económicas: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421
As conferências podem ser ouvidas em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: As torques galaicas:"Ouro e poder na proto-história da Galiza" BASENAME: o-facho-as-torques-galaicas DATE: Sat, 25 Mar 2017 06:19:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 24 de Março às 8 do serám, o arqueólogo e investigador, X. Lois Ladra Fernández, intervéu dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social organizado pola nossa Agrupaçom. A sua exposiçom versou sobre: As torques galaicas: ouro e poder na proto-história da Galiza.

A dissertaçom do conferencista estivo respaldada por umha rica documentaçom gráfica sobre as torques, sublinhando a grande importância das investigaçons levadas a cabo por Cuevillas sobre as torques descobertas na Galiza, mostrando que a maior acumulaçom das mesmas está na Galiza. Assi mesmo deu conhecer as distintas observaçons e critérios existentes sobre as mesmas polos diversos estudiosos e arqueólogos.

Ao findar a exposiçom houvo um interessante colóquio.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: X. O FACHO: Lois Ladra Fernández - Os torques galaicos: ouro e poder na proto-história da Galiza BASENAME: x-o-facho-lois-ladra DATE: Sat, 18 Mar 2017 11:25:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021 / N. I. 1966/000008-1ª
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2016-17

Palestra

O vindouro dia 24 de Março do 2017 (Sexta-Venres) às 8,00 do serám, terça, o arqueólogo e investigador, X. Lois Ladra Fernández, intervirá dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social. A sua charla versará sobre: Os torques galaicos: ouro e poder na proto-história da Galiza

Lois Ladra, é Lcd. em Geografia e História pola UCM, Lcd. em Antropologia Social e Cultural pola UNED, Diplomado em Estudos Avançados em Arqueologia pola USC e Mestre em Arqueologia da Idade do Ferro pola U. do Porto.
Como investigador e arqueólogo tem colaborado em numerosos projectos, quer na Galiza, quer em Portugal, onde tem dirigido vários estudos na Beira Alta, na Beira Baixa, no Douro e em Trás-os-Montes. Participou em mais de meia centena de escavaçons arqueológicas, sendo responsável polas cartas arqueológicas de vários concelhos galegos e leoneses. É autor de múltiplos estudos publicados em revistas especializadas, assi como de meia dúzia de monografias, entre elas Arte relixiosa popular na Terra de Valga: cruceiros, cruces de pedra e petos de ánimas (Prémio de Investigaçom Xesús Ferro Couselo), A pesca tradicional nos rios de Galiza: caneiros, pescos e pesqueiras (Prémio de Investigaçom Vicente Risco), As embarcações tradicionais dos rios da Galiza (Prémio de Investigaçom Xaquín Lourenzo) e Tecnologia Tradicional do sumagre: Etnobotânica, História e Património. Encetou o estudo sistemático dos torques galaicos há mais de vinte anos, tendo publicado numerosos achados inéditos.

Dia: 24 de Março 2017 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22
Cidade Velha - Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Para ajudas e aportaçons económicas: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421
As conferências podem ser ouvidas em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: O Concerto fiscal galego ou Cupo por Gonzalo Rodriguez Rodríguez BASENAME: o-facho-o-concerto-fiscal-1 DATE: Sat, 18 Mar 2017 11:23:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 5 de Março do 2017, no salom de actos de Portas Ártabras acolheu a palestra que o o Doutor e Professor da U.S.C., Gonzalo Rodriguez Rodríguez interveu dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social, organizado pola nossa Agrupaçom com a sua palestra: O Concerto fiscal galego ou Cupo.
Rodriguez Rodríguez encetou mostrando com distintos e esclarecedores diagramas como a relaçom existente entre o ingressos obtidos em regime de Concerto ? Euzkadi- fôrom e som mais eficazes em paliar a desfeita económica levada polos distintos governos da Troika no estado Espanhol.
Também na sua exposiçom mostrou a extracçom dos recursos financeiros cara estado Espanhol a través da obriga das empresas que realizam a sua principal actividade económica na Galiza a cotizar e ter os seus domicílios fiscais e logística em Madrid.

Ao findar a sua exposiçom mantivo um interessante debate com os assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Oferenda floral perante a tumba de Eduardo Pondal BASENAME: o-facho-oferenda-floral-perante DATE: Thu, 02 Mar 2017 09:03:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

Oferenda floral perante a tumba de Eduardo Pondal

Dia 7 de Março do 2017


Em recordaçom do centenário da morte Eduardo Pondal, O Facho tem a bem de o convidar à oferenda floral perante da sua tumba, que se efectuará no cemitério de Santo Amaro o dia 7 de Março (terça-martes), às 5 da tarde. O acto realizara-se junto às associaçons culturais que engloba e apoiam a AS-PG, Galiza Cultura, a Mesa, Fundaçom Eduardo Pondal, e o Concelho de Carvalho.

Dia: 7 de Março do 2017
Hora: 5 da tarde.
Lugar: Cemitério de Santo Amaro

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Gonzalo Rodriguez Rodríguez - O Concerto fiscal galego ou Cupo BASENAME: o-facho-gonzalo-rodriguez-rodriguez DATE: Tue, 28 Feb 2017 11:42:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha


A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2016-17

Palestra

O vindouro dia 15 de Março do 2017 (Quarta-Mércores) às 8,00 do serám, o Doutor e Professor da U.S.C., Gonzalo Rodriguez Rodríguez intervirá dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social. A sua palestra versará sobre: O Concerto fiscal galego ou Cupo.

Rodriguez Rodríguez é Prof. do Dpto. de Economia Aplicada da USC. a vez que é Co-Director do Curso de Post-grao en Gestom Cultural da USC e coordenador do grupo do Grupo de Investigaçom en Economia Pesqueira.

Como autor tem umha interessantíssima e amplia obra própria como em parceria: O papel da muller na miticultura galega, Aspectos da capacidade tecnolóxica e dos procesos de innovación no sector pesqueiro-conserveiro galego, Eficiencia e productividade no emprego da man de obra na miticultura galega, As empresas cooperativas: Unha oportunidade para a igualdade, a integración e o desenvolvemento. Em parceria: Análisis de las descargas del vertido del Prestige: estudio metodológico y primera valoración, La pegada ecológica corporativa: concepto y aplicación a dos empresas pesqueras de Galicia, Are red tides affecting economically the commercialization of the Galician (NW Spain) mussel farming?, Origins matter. (No) market interactions between cultured and captured Gilthead sea bream (Sparus aurata) in the Spanish seafood market:.

Dia: 15 de Março do 2017 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22
Cidade Velha - Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Para ajudas e aportaçons económicas: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421
As conferências podem ser ouvidas em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Máquinas moleculares, prémios Nobel e Galiza por Carlos Peinador Veira BASENAME: o-facho-maquinas-moleculares-premios DATE: Tue, 28 Feb 2017 11:39:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 21 de Fevereiro, o catedrático da Faculdade de Ciências (Departamento Química Fundamental) da Universidade da Corunha e investigador do Centro de Investigaçons Científicas Avançadas (CICA), Carlos Peinador Veira intervéu dentro do ciclo A Ciência na Galiza, com a palestra intitulada Máquinas moleculares, prémios Nobel e Galiza. O acto decorreu às 8 do serám em Portas Ártabras e foi seguida com grande interesse polo publico assistente.

Depois dumha primeira exposiçom dos conceitos básicos da Química, o investigador desenvolveu a palestra centrado-se no eido da Química Supra-molecular en concreto no desenho de máquinas moleculares e nos processos de auto ensambladura. Este processo de investigaçom de Química Supra-molecular, que coordena o professor Peinador Veira, está em estreita relaçom e colaboraçom com a investigaçom levada a cabo polo Nobel britânico, Fraser Stoddart.

Ao findar a conferencia, o palestrista mantivo um interessante debate.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Carlos Peinador Veira - Máquinas moleculares, prémios Nobel e Galiza BASENAME: o-facho-carlos-peinador-veira DATE: Fri, 10 Feb 2017 10:08:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2016-17

Palestra


O vindouro dia 21 de Fevereiro, (terça-martes), o catedrático da Faculdade de Ciências (Departamento Química Fundamental) da Universidade da Corunha e investigador do Centro de Investigaçons Científicas Avançadas (CICA), Carlos Peinador Veira intervirá dentro do ciclo A Ciência na Galiza, com a palestra intitulada Máquinas moleculares, prémios Nobel e Galiza. O acto realizara-se às 8 do serám em Portas Ártabras - Rua Sinagoga 22- Cidade Velha

Peinador Veira é licenciado pola USC e doutor pola UDC. Actualmente é professor titular de química orgânica na UDC. Assi mesmo é autor de mais de cem artigos científicos publicados en revistas internacionais e director de 10 teses doutorais. Participou e participa como investigador principal en vários projectos de investigaçom financiados por programas nacionais e autonómicos. O seu trabalho investigador desenvolve-se no CICA, Centro dependente da UDC. Os seus interesses científicos centram-se no eido da Química Supra-molecular en concreto no desenho de máquinas moleculares e nos processos de auto ensambladura.
O equipo de investigaçom da Universidade da Corunha de Química Supra-molecular, que coordena o professor Carlos Peinador Veira, tem estreita relaçom com o Nobel britânico, Fraser Stoddart.


Dia: 21 de Fevereiro do 2017 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras - Rua Sinagoga 22
Cidade Velha - Corunha
J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d'O Facho

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Blogue: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho
Para ajudas e aportaçons económicas
Caixa Rural: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Sem financiamento nom há autonomia: a visom de Alexandre Bóveda sobre Cupo ou Concerto é actual por Xosé Antonio Pena Beiroa BASENAME: o-facho-sem-financiamento-nom DATE: Wed, 08 Feb 2017 19:30:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha


O passado dia 7 de Fevereiro do 2017 (Terça-Martes) às 8,00 do serám, o economista e Professor colaborador da U.S.C., Xosé Antonio Pena Beiroa participou dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social. A sua charla versou sobre: Sem financiamento nom há autonomia: a visom de Alexandre Bóveda sobre Cupo ou Concerto é actual. O acto desenvolveu-se em Portas Ártabras.

Pena Beiroa explicou com avondosos dados como a nom existência dum Concerto Financeiro significa um grande quebranto tanto para a economia galega como para o desenvolvimento social e político centrado na realidade do nosso País. Prova evidente do afirmado é actual situaçom de rapina dos recursos económicos e da miserabilizaçom das classes trabalhadoras da Galiza.
Assi mesmo mostrou como no projecto de estatuto de 1936 a existência dum Concerto Financeiro era contemplado no mesmo.
Ao findar a conferencia, o palestrista mantivo um interessante debate com os assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Lorenzo Varela ? Centenário por Xosé C. López Bernárdez, BASENAME: o-facho-lorenzo-varela-centenario DATE: Wed, 01 Feb 2017 17:09:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado 31 de Janeiro e perante um interessado público, professor de Língua e Literatura Galegas, Xosé C. López Bernárdez, compartilhou umha muito interessante palestra sobre Lorenzo Varela ? Centenário. O acto realizou-se em Portas Ártabras.

Na sua exposiçom, apoiada com detalhada e interessante documentaçom mostrou a relevância da escrita de Lorenzo Varela na literatura do exílio e por ende na galega. Sem a jeira conjunta levada nas décadas do 40, 50, e 60 do século passado no desterro por Luis Seoane, Arturo Cuadrado, Rafael Dieste, Lorenzo Varela, entre outros; pode-se afirmar que a cultura galega seria umha estrela mortiça nos anos do terrorismo clerical-fascista do franquismo. Pessoeiros como Lorenzo Varela fizérom que o mundo das artes e a literatura galega este hoje pressente no universo da cultura mundial.

Ao findar a conferencia, o palestrista mantivo um interessante debate com os assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Xosé Antonio Pena Beiroa - Sem financiamento nom há autonomia: a visom de Alexandre Bóveda sobre Cupo ou Concerto é actual BASENAME: o-facho-xose-antonio-pena DATE: Wed, 01 Feb 2017 16:42:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho da Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2016-17

Palestra

O vindouro dia 7 de Fevereiro do 2017 (Terça-Martes) às 8,00 do serám, o economista e Professor colaborador da U.S.C., Xosé Antonio Pena Beiroa intervirá dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social. A sua charla versará sobre: Sem financiamento nom há autonomia: a visom de Alexandre Bóveda sobre Cupo ou Concerto é actual.

Pena Beiroa é Licenciado en Ciências Económicas pola Universidade de S. Compostela e na actualidade Doutorando en Direito Administrativo na Universidade da Corunha. A sua carreira profissional desenvolveu-se principalmente no sector financeiro galego, no que ocupou postos de direcçom.

Como autor principalmente tem colaborado no extinto Xornal de Galicia e na actualidade no digital Mundiario e na revista O Economista, assi como noutros médios. Tem publicados libros de carácter técnico e, ademais, com outros autores foi o relator do capítulo ?A formación e o desenvolvemento profisional do Bóveda economista? na obra colectiva ?Perspectivas sobre Bóveda?.

Dia: 07 de Fevereiro 2017 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22
Cidade Velha ? Corunha


J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Para ajudas e aportaçons económicas: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421
As conferências podem ser ouvidas em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de Teatro Infantil BASENAME: o-facho-concurso-de-teatro-1 DATE: Fri, 27 Jan 2017 17:07:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

CONCURSO NACIONAL DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA AGRUPAÇOM CULTURAL O FACHO.

Assumindo como próprias as palavras de Juan Ramón Jiménez quando afirmava que ?Teatro infantil é aquele que também lhe gosta aos nenos?, a Agrupaçom Cultural O FACHO acordou convocar o Concurso de Teatro Infantil, que se regerá polas seguintes bases:

1º) Poderám optar ao devandito prémio qualquer pessoa, sem restriçom, sempre que a obra seja inédita e redigida em língua galega, em qualquer norma ortográfica (RAG, REINTEGRADA, LUSOFONA) nom representadas, nem premiadas noutros certames.
2º) Estabelece-se como prémio único de 200,.- ? e umha biblioteca de livros teatrais.
3º) A obra, que nom poderá exceder os 80 fólios, será apresentada por triplicado, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara.
A apresentaçom de originais para o Concurso fará-se
4º) Os originais para o Concurso enviaram-se por correio postal dirigido à Associaçom Cultural O FACHO, Apartado de Correios n.º 46, Oficina Principal da Corunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.
5º) O prazo de admissom de originais finda o dia 15 de Abril do 2017 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.
6º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo está composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito teatral galego.
7º) O júri poderá declarar deserto o prémio do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom.
8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.
9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom. No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.
Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

Correio electrónico: o_facho_a_cultural@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Blogue:
http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

Agrupaçom Cultural O Facho
Na Corunha, 17 Janeiro 2017

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de Contos BASENAME: o-facho-concurso-de-contos DATE: Fri, 27 Jan 2017 17:05:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

CONCURSO NACIONAL DE ?CONTOS DE NENOS PARA NENOS? CONVOCADO POLA AGRUPAÇOM CULTURAL O FACHO


Recuperados em 2008 os prémios literários que desde os anos sessenta convocou O FACHO e nos que participárom ou ganhárom muitos dos escritores e escritoras que hoje fam possível com a sua obra umha literatura galega de qualidade e de grande importância nas letras universais, realiza-se a convocatória para 2017 do Concurso Literário de ?Contos de Nenos para Nenos?

BASES DO CONCURSO

1. Poderám participar rapazes e raparigas que pressentem as suas obras em Língua galega. Os trabalhos presenteados deveram ser originais e inéditos em toda a sua extensom.
2. O prazo de admissom de originais finaliza o dia 15 de Abril do 2017 às doce da noite.
3. A apresentaçom de originais para o Concurso fará-se por correio postal dirigido à Associaçom Cultural O FACHO, Apartado de Correios n.º 46, Oficina Principal. Podendo fazer individualmente ou por médio do centro onde curse os seus estudos.
4. No caso em que sejam os centros escolares os que pressentem os originais ao Concurso, deveram fazer umha pré-selecçom dum máximo de dous trabalhos por categoria, qualquer outro terá que ser apresentado individualmente.
5. As obras haverem de serem relatos originais e nom estarem editados por nengum procedimento impresso ou electrónico, nem terem sido premiados em qualquer outro concurso ou certame literário e em condiçons para que os seus direitos de publicaçom podam ser cedidos à Associaçom Cultural O FACHO por período de cinco anos contados a partir do dia do falho do júri.
6. Para além da originalidade literária, o júri valorizará a riqueza lingüística e o conhecimento gramatical reflectido nas obras. As obras presentadas deve estar escrita em língua galega em qualquer das três normas ortográficas (RAG, REINTEGRADO, LUSOFONA)
7. Estabelecem-se duas categorias:

Categoria A Nenos e nenas de 6 a 12 anos.
Categoria B Rapazes e raparigas de 13 a 16 anos.

8. As quantias dos prémios serám as que seguem:

Categoria A
1º: 300,.- ? em efectivo, e umha valiosa biblioteca doada por diversas editoriais.
2º: 150,.- ? em efectivo, e umha valiosa biblioteca doada por diversas editoriais

Categoria B
1º: 300,.- ? em efectivo, e umha valiosa biblioteca doada por diversas editoriais
2º: 150,.- ? em efectivo, e umha valiosa biblioteca doada por diversas editoriais

9. Cada autor só poderá apresentar umha obra atendo-se aos seguintes limites de extensom:

Categoria A Um máximo de cinco fólios
Categoria B Um máximo de dez fólios

10. As obras haverem de se apresentar por triplicado, manuscritas ou mecanográficas, encadernadas ou grampadas e levaram por detrás do último folio os seguintes dados:

Nome e apelidos do autor/a.
Endereço e telefone. Correio electrónico.
Centro onde cursa os seus estudos.
Categoria na que participa.

11. Os prémios serám escolhidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O Facho em falho que se fará público no mês de Maio.
12. O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom estejam contempladas nestas bases, assim como as dúvidas na sua interpretaçom.
13. A participaçom neste Concurso implica a aceitaçom das presentes bases.

Correio electrónico: o_facho_a_cultural@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Blogue:
http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/



Corunha, 17 de Janeiro 2017

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O Facho: Concurso de Poesia BASENAME: o-facho-concurso-de-poesia-3 DATE: Fri, 27 Jan 2017 17:04:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

CONCURSO NACIONAL DE POESIA CONVOCADO POLA AGRUPAÇOM CULTURAL O FACHO

A Agrupaçom Cultural O FACHO convoca o Concurso de Poesia 2017, que se regerá polas seguintes bases:

1º) Ao prémio de poesia d'O Facho poderám concorrer qualquer pessoa até os 35 anos de idade e sempre que nom tenha publicado nengum livro individual de poesia e a obra seja inédita e nom ter sido premiada com anterioridade em qualquer outro concurso ou certame.
A obra presentada deve estar escrita em língua galega em qualquer das três normas ortográficas (RAG, REINTEGRADA, LUSOFONA) e com um máximo de umha obra por autor. É responsabilidade do júri do prémio determinar se algum dos trabalhos apresentados possui ou nom as características para ser considerado ?livro?. Porém, recomenda-se que tenham umha extensom mínima de 300 versos.
2º) Os originais para o Concurso enviaram-se por triplicado devidamente encadernados, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara, à Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal da Corunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.
3º) Estabelece-se como prémio único a ediçom da obra premiada. O Facho fará a entrega ao/à autor/a um máximo de 25 exemplares.
4º) O prazo de admissom de originais finda o dia 15 de Abril do 2017 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.
5º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo estará composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito da escrita literária, da ediçom ou da crítica.
6º) O júri poderá declarar deserto o prémio do concurso e resolvera aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom. Assim mesmo, o júri escolherá de entre os trabalhos apresentados um único libro. Ademais, poderá deixar constáncia na acta outros títulos considere merecedores de ser publicados, nom significando isto nengum compromisso por parte d'O Facho. Nom se fará referencia na acta ao nome dos autores ou autoras dos livros mencionados.
7º) O Facho disporia do prazo de um ano para editar o livro. Transcorrido esse tempo, o autor ou autora poderá dispor da obra com a única condiçom de que deverá deixar constáncia do galardom em sucessivas ediçons do livro.
8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.
9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom. No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.
10º) Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

Correio electrónico: o_facho_a_cultural@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Blogue:
http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/


Agrupaçom Cultural O Facho
Na Corunha, 17 Janeiro 2017

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O Facho: O Concerto fiscal galego ou Cupo por Xavier Vence Deza BASENAME: o-facho-o-concerto-fiscal DATE: Fri, 27 Jan 2017 17:03:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Dentro do ciclo de conferência Economia, História e C.C. Sociais, organizado pola nossa Agrupaçom, o passado dia 25 de Janeiro, quarta, o o Doutor e Professor da U.S.C., Xavier Vence Deza dissertou sobre: O Concerto fiscal galego ou Cupo.

Na sua exposiçom Xavier Vence centrou-se apoiado em exaustiva documentaçom e gráficas sobre as múltiplas razons nom só económicas, senom assi mesmo políticas na necessidade fulcral que a naçom galega seja dona do seu sistema fiscal, o que implica a criaçom dumha Fazenda própria e a constituiçom dum Concerto Fiscal com o Estado.

Ao findar a sua narraçom mantivo com os assistentes um mui interessante debate.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Fernando Rodríguez Campelo: Testemunhas desde o cárcere da Corunha por Henrique Sánchez Rodríguez BASENAME: o-facho-fernando-rodriguez-campelo DATE: Thu, 12 Jan 2017 18:21:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 10 de Janeiro, o filólogo tradutor e directivo da nossa Agrupaçom, Henrique Sánchez Rodríguezfalou dentro do Ciclo, Economia, História, e C.C. Sociais com a sua palestra intitulada: Fernando Rodríguez Campelo: Testemunhas desde o cárcere da Corunha

Sánchez Rodríguez expujo ante umha interessada cidadania com documentos da época o terrorismo levado a cabo polos cruzados contra a cidadania na cidade da Corunha. E através de crónicas escrevidas por Fernando Rodríguez Campelo, mostrou como a barbárie clerical-fascista do franquismo fazia das execuçons umha das suas ferramentas de imposiçom do terror. Foi emocionante escuitar algum desses textos como no que narra o assassinato de Manolito Bello levado a cabo na prisom da Corunha. No acto estivérom pressentes filhas e filhos de Campelo.

Ao findar a sua exposiçom o conferencista mantivo um interessante intercambio de ideias com a cidadania assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Henrique Sánchez Rodríguez - Fernando Rodríguez Campelo: Testemunhas desde o cárcere da Corunha BASENAME: o-facho-henrique-sanchez-rodriguez DATE: Sat, 31 Dec 2016 17:56:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? da Corunha convida assistir aos seus ciclos de conferencias públicas e abertas do período 2016-17.

Palestra:

O dia 10 de Janeiro, o filólogo tradutor e directivo da nossa Agrupaçom, Henrique Sánchez Rodríguez falará dentro do Ciclo, Economia, História, e C.C. Sociais com a sua palestra intitulada: Fernando Rodríguez Campelo: Testemunhas desde o cárcere da Corunha

Sánchez Rodríguez é Lcdo. em Filologia Galega pola UDC e Filologia Hispânica pola USC. Entre as súas publicaçons como tradutor salientam Viaxeiros por Galicia (Trifolium, 2011) de Xan Arias-Andreu, Manuel Gallego. Arquitectura 1969-2015 (2015), Said Armesto: a lección dun cidadán libre (2014), Impresións dunha viaxe por Galicia en 1935 (2011) de Federica Montseny, A natureza humana: xustiza versus poder (2010), conversa entre Noam Chomsky e Michel Foucault, A arte de escribir sen arte (2010) de Felipe Alaiz e os livros didácticos Veciños cósmicos, O soño de Mateo, Buscando o Norte, Astrónomos esquecidos, Camiños do ceo e Terra paralela, entre outros. Participou no libro colectivo Alén do silencio, iniciativa de Xosé Estévez. Publicou na revista Ferrolanálisis nº 19 ?Homenaxe a Álvaro Paradela no vinte e cinco aniversario do seu pasamento?, fruito das suas pescudas verbo da biografia do médico e escritor Álvaro Paradela (Amaro Orzán), que ainda está inédita.

A sua inqueda actividade cultural levou-no a participar no Congresso da Memoria Histórica de Pontevedra (2007); no Outono Pondaliano no 2012.

Dia: 10 de Janeiro 2016 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22
Cidade Velha - Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Para ajudas e aportaçons económicas: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421
As conferências podem ser ouvidas em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: O lombo do Mitreo por Celso Rodríguez Cao BASENAME: o-facho-o-lombo-do DATE: Wed, 21 Dec 2016 06:24:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 20 de Dezembro, o historiador e arqueólogo, Celso Rodríguez Cao intervéu dentro do Ciclo, Economia, História, e C.C. Sociais. A sua exposiçom foi exposta sob o título: O lombo do Mitreo.

Rodríguez Cao expujo ante umha interessada cidadania umha ilustrada e documentada análise da descoberta arqueológica do templo a Mitra atopado numha grande Domus romana na cidade de Lugo, assim como a relevância desta cidade no período do Império romano.
O conferencista mostrou polo miúdo a importância do achado para conhecer a presencia em todo o território dominado por Roma do culto a Mitra entre o corpo militar e administrativo, sendo o templo de Lugo a expressom de maior grandiosidade deste veneraçom no occidente europeu.

Ao findar a sua exposiçom o conferencista mantivo um interessante debate com a cidadania assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Celso Rodríguez Cao - O lombo do Mitreo BASENAME: o-facho-celso-rodriguez-cao DATE: Wed, 07 Dec 2016 09:21:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? da Corunha convida assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2016-17.

Palestra:

O dia 20 de Dezembro, o historiador e arqueólogo, Celso Rodríguez Cao falará dentro do Ciclo, Economia, História, e C.C. Sociais com a sua palestra intitulada: O lombo do Mitreo

Rodríguez Cao é Lcdo. em Geografia e Historia, na especialidade de Pré-historia e Arqueologia, pola U.S.C. Assim mesmo tem o curso de doutoramento da UdV. ?Mundo rural na historia: metodologia e fontes? (1994-96). Primeiro Prémio de Investigaçom Etnográfica 2003. Ourense. É investigador do Grupo de Estúdios de Arqueologia, Antigüidade da UdV. Entre as suas inumeráveis actuaçons arqueológicas só salientamos as de: A Catedral de Santo Martinho de Ourense, Catedral de Santa Maria de Lugo, Catedral de Mondonhedo, entre muitas outras.
Actuo como arqueólogo em: As Burgas de Ourense, A Ponte romana de Ourense, Muralla romana de Lugo; e direçom arqueológica em: Castro de San Cibrao de Las, Castelos de Castro Caldelas, Maceda, Torres da Limia. Tem publicado numerosos artigos em solitário como em parceria, junto com livros entre os que sublinhamos: A Domus do Mitreo, Un novo centro arqueolóxico na cidade de Lugo; Permanencia do territorio histórico nos ámbitos rurais;Control arqueolóxico da ponte de San Alberte, Guitiriz; Aqva Divi Vrbs, Deuses e Cidade, em parceria com Alicia Colmenero etc...

Dia: 20 de Dezembro 2016 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22
Cidade Velha

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Para ajudas e aportaçons económicas: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421
As conferências podem ser ouvidas em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: A desarticulaçom da sociedade galega por Rubém C. Lois González BASENAME: o-facho-a-desarticulacom-da DATE: Sat, 03 Dec 2016 13:38:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 29 de Novembro, o Doutor e Catedrático de Geografia da U.S.C, Rubén C. Lois González, intervéu dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social, com a sua exposiçom intitulada: A desarticulaçom da sociedade galega:

Lois González ilustrou a sua rica palestra com didácticas filminas elaboradas com dados obtidos no seu trabalho de investigaçom, mostrando a situaçom de desfeita populacional e de ocupaçom do território que está acontecer no nosso País. Na sua exposiçom expujo que para o desenvolvimento da Galiza é fulcral o eixo atlántico desde as Terras da Marinha até Lisboa.

Ao remate da palestra houvo um interessante colóquio.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Rubém C. Lois González - A desarticulaçom da sociedade galega BASENAME: o-facho-rubem-c-lois DATE: Tue, 22 Nov 2016 11:03:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

Palestra

O vindouro dia 29 de Novembro, terça (martes), o catedrático de Geografia da U.S.C, Rubén C. Lois González, intervirá dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social, com a sua exposiçom intitulada ?A desarticulaçom da sociedade galega?

Lois González foi professor convidado das universidades de Le Mans, Caen e Toulouse-Le Mirail (Francia), e Bergen e Finmark Universitary College (Noruega). Também foi professor visitante en Calgary (Canadá). Entre 2005 e 2009 exerceu como Director Geral de Turismo da Junta de Galiza. Autor de mais de douscentas publicaçons, destaca polo seu interesse na geografia urbana. É co-autor do ?Diccionario de urbanismo, geografia urbana y ordenaçom del território? e coordenador do manual ?Los espacios urbanos?. Mais recentemente coordenou o livro New Tourism in the 21st Century. Tem publicado noventa artigos en revistas académicas entre as que compre nomear Annales de Géographie, Espaces et Societés, Tourism Geographies, Mobilities, Scripta Nova e Die Erde.

Assim mesmo é investigador principal de vários projectos internacionais, é consultor para temas de investigaçom dos governos italiano e romanés.

Dia: 29 de Novembro 2016 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras . Rua Sinagoga 22


J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Para ajudas e aportaçons económicas: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421
As conferências podem ser ouvidas em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Eucaliptizaçom da Galiza por Xosé Alfredo Pereira Martínez e Pedro Alonso Iglesias BASENAME: o-facho-eucaliptizacom-da-galiza DATE: Wed, 16 Nov 2016 05:35:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 08 de Novembro, Xosé Alfredo Pereira Martínez e Pedro Alonso Iglesias intervírom dentro do ciclo: Economia, História, e Realidade Social organizado pola nossa Agrupaçom coa a conferencia: Eucaliptizaçom da Galiza.
Os dous conferencistas mostrárom na sua rica palestra e mostrárom a destruiçom do País através da actual lei de montes e como esta vem a ser a chave para fazer desaparecer o monte comunal galego num processo de privatizaçom e o entregar aos interesses dos donos das fábricas de celuloses. A sua reflexons mostrárom como esta política contra os interesses dos donos do monte comunal é um chanço mais do nosso suicídio colectivo como Naçom.
Como sempre ao findar a descriçom os conferenciantes mantivérom um mui interessante colóquio com o público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: A concentraçom do poder financeiro ou o novo feudalismo por Xabier Peres Davila BASENAME: o-facho-a-concentracom-do DATE: Tue, 15 Nov 2016 21:16:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia dia 02 de Novembro, o economista e professor Xabier Peres Da Vila falou dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social, c?oa sua interessante palestra: A concentraçom do poder financeiro ou o novo feudalismo
Peres Da Vila desenvolveu na sua exposiçom apoiado em dados e gráficas como as actuais políticas financeiras neo-liberais levadas a cabo polos distintos governos da área auspiciada pola Troika acarretam a destruçom nom só do bem-estar da povoaçons senom assim mesmo ao desaparecer das liberdades.
Como sempre ao findar a descriçom os conferenciantes mantivérom um mui interessante colóquio com o público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Xosé Alfredo Pereira Martínez e Pedro Alonso Iglesias - Eucaliptizaçom da Galiza BASENAME: o-facho-xose-alfredo-pereira DATE: Thu, 03 Nov 2016 06:57:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

Palestra:

O vindouro dia 08 de Novembro (Terça-Martes) 2016, às 7,30 do serám, Xosé Alfredo Pereira Martínez e Pedro Alonso Iglesias falarám dentro do ciclo: Economia, História, e Realidade Social. A sua charla intitula-se: Eucaliptizaçom da Galiza.

Pereira Martinez está vencelhado a loita pola recuperaçom dos montes vizinhais dende a década dos 70 do século passado (Comité da ajuda a loita labrega, Coordenadora de montes de Pontevedra). Desde o ano 1989 forma parte da Coordenadora de Montes de Galiza. É co-fundador da Mancomunidades de Comunidades de montes de Val Minhor, a primeira Mancomunidade de Comunidades de montes que se creia no País (1992). No ano 1997 preside o I Congresso Galego de comunidades de montes celebrado no concelho de Poio. No ano 2002, preside o II Congresso Galego de comunidades de montes celebrado no concelho de Pontevedra. No ano 1999 e nomeado Presidente da Organizaçom Galega de comunidades de montes vizinhais en mao comum (ORGACCMM), cargo que ostenta na actualidade.
Alonso Iglesias é naturalista e biólogo. Formou parte en 1983 do núcleo fundador do Grupo Erva, associaçom ecologista e naturalista das mais dinámicas de Galiza durante os anos oitenta e noventa. Foi um dos impulsores da Assembleia de Grupos Ecologistas e Naturalistas de Galiza (AGENG), precursora da Federaçom Ecologista Galega, sendo coordenador da sua Comissom Forestal e representando aos grupos ecologistas galegos na mesa consultiva criada no seu momento pola Junta de Galiza durante o processo de elaboraçom do Plano Forestal aprovado en 992. Co-autor da exposiçom intitulada: Ence, a hipoteca dum povo, impulsada por Erva en 2005.


Dia: 8 de Novembro 2016 - Hora: 7,30 do serám
Local: Portas Ártabras . Rua Sinagoga 22

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Para ajudas e aportaçons económicas: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421
As conferências podem ser ouvidas em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Xabier Peres Davila - A concentraçom do poder financeiro ou o novo feudalismo BASENAME: o-facho-xabier-peres-davila DATE: Wed, 26 Oct 2016 10:25:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

Palestra

O vindouro dia 02 de Novembro, quarta (mércores), o economista e professor Xabier Peres Davila intervirá dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social, co-a sua exposiçom intitulada: A concentraçom do poder financeiro ou o novo feudalismo

Peres Davila é Professor de Ensino Secundário é Licenciado em CC.EE. Assim mesmo está em possessom do Diploma em Estudos Avançados de Economia com um trabalho intitulado Factores que inflúen na viabilidade dos sistemas de protección social. É um estudioso da evoluçom do capitalismo desde a II G.M., as relaçons entre economia e ecologia e o processo en curso de mercantilizaçom acelerada da sociedade. É o autor de A batalla polas pensións (1980-2013). Sobre este mesmo tema impartiu conferencias por todo o país e assinou Pensións públicas, catástrofe demográfica ou asalto planificado. É colaborador da Trabe de Ouro e doutras publicaçons.

Desde mediados dos setenta participou em movimentos sociais e organizaçons sindicais e políticas de esquerda e nacionalistas. Mói activamente no Colectivo Pacifista do Baixo Minho e na Coordenadora Nacional de Organizaçons Pacifistas. Entre o 2005 e 2007 encargou-se das secçons de economia e ecologia no jornal InfoRosal. En 1986 publicou com Braulio Amaro ?30 de xaneiro, Día Escolar pola Paz. Materiais Didácticos?.

Dia: 02 de Novembro 2016 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras . Rua Sinagoga 22


J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Para ajudas e aportaçons económicas: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421
As conferências podem ser ouvidas em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: "A Galiza moderna no agro" por Lourenzo Fernández Prieto BASENAME: o-facho-a-galiza-moderna-1 DATE: Thu, 20 Oct 2016 17:56:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 18 de Outubro, o Doutor e catedrático de Historia Contemporánea na USC, Lourenzo Fernández Prieto interveu no ciclo Economia, História, e Realidade Social organizado pola nossa Agrupaçom com a sua palestra: A Galiza moderna no agro.
Fernández Prieto expujo numha interessante palestra apoiada com documentaçom diversa a sua análise como a Galiza anterior ao Golpe de Estado clerical-fascista do 1936 era umha Naçom com grande pujança económica e social, e que a modernidade constituía um eixo transversal em toda a sociedade galega: labrega, proletária, empresarial, etc..

Como sempre ao findar a descriçom o conferenciante mantivo um interessante colóquio com o público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: A Galiza moderna no agro por Lourenzo Fernández Prieto BASENAME: o-facho-a-galiza-moderna DATE: Fri, 07 Oct 2016 16:28:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2009-10

Palestra

O vindouro dia 18 de Outubro, terça (martes), o Doutor e catedrático de Historia Contemporánea na USC, Lourenzo Fernández Prieto falará sobre ?A Galiza moderna no agro?dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais organizado pola nossa Agrupaçom.
Fernández Prieto é autor dumha interessantíssima e amplia obra, tanto em artigos como em livros. Destes últimos sublinhamos: Labregos con Ciencia; Atraso económico nunha sociedade destruída y Dinamismo social e desenvolvemento económico; A gran historia de Galicia) ou Facendo Historia con memoria. Tem dirigido diferentes trabalhos de investigaçom relacionados co-a construçom da modernidade en Galiza e os movimentos sociais
Assim mesmo coordinou varias publicaçons como Terra e Progreso: historia agraria da Galicia contemporánea, e tem colaborado en revistas e obras colectivas, onde mostrou diferentes trabalhos relacionados co mundo rural galego e a repressom sociopolítica que lhe afectou trás o golpe de estado de 1936, destacando neste aspecto Agricultura, gandería e economía de guerra: novas orientacións de política agropecuaria para Galicia, 1936-1939, Guerra civil e franquismo, Represión franquista e desarticulación social en Galicia: a destrución da organización societaria campesiña, 1936-1942. É investigador principal de vários projectos que tenhem como temática o franquismo.
Dia: 18 de Outubro 2016 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras . Rua Sinagoga 22

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Para ajudas e aportaçons económicas: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421
As conferências podem ser ouvidas em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Paco Macias e Xurxo Martiz - Xosé Velo e o seu tempo BASENAME: o-facho-xose-velo-e DATE: Wed, 05 Oct 2016 18:32:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado 4 de Outubro, o jornalista Xurxo Mártiz Crespo, em ausência de Aser Álvarez falou junto co-o editor Paco Macias sobre: Xosé Velo e o seu tempo. O acto realizou-se em Portas Ártabras.

Ambos os dous conferencistas mostrárom a um Pepe Velo como um ousado e terno intelectual de funda raizame galego-repúblicana que no seu exílio em Venezuela concebeu junto com outros companheiros galegos e portugueses o seqüestro do transatlântico Santa Maria para que tomasse rumo às colónias de Guinea Ecuatorial e Angola, encetando assim umha revoluçom que espalhariam logo à península para ceivar aos seus povos das tiranias clerical-fascistas do franquismo e salazarismo.

Ao findar a sua exposiçom mantivérom umha interessante palestra co-os assistentes

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Edicions do Castro e O Facho BASENAME: edicions-do-castro-e-o DATE: Thu, 22 Sep 2016 19:59:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

REQUIEM SERÓDIO E BREVE DE MAIS, POR EDICIÓS DO CASTRO

Mais de douscentos títulos da colecçom DOCUMENTOS PARA A HISTORIA CONTEMPORÁNEA DE GALICIA tem tirado do prelo Ediciós do Castro, já hai anos desaparecida de morte matada.
Nestes ingratos tempos de involuçom democrática no nosso país e mais no Estado espanhol e na Europa toda, constitúe um capítulo singular o eclipse dumha editorial que, se por algo vai ser botada em falta, será por essa concreta série de títulos que na nossa Terra contribuíu decisivamente à recuperaçom da memória dos que estiverom silenciados durante décadas, eles e os seus achegados.
Ediciós do Castro, filha do Laboratorio de Industria e Comunicación, nascida no Castro de Samoedo (Sada) em 1963 (e posteriormente incorporando a Editorial e Imprenta Moret da Corunha), publicou, com anterioridade a dita colecçom, obras fundamentais de e para a nossa cultura, nos mais diversos campos: teatro, narrativa, poesia, arte e ensaio de toda caste: filologia, história, economia, ecologia... Mesmo reediçons como O Divino Sainete ou Terra de Melide ou betsellers (que o termo nom seja malinterpretado) como as Memorias dun neno labrego, por nom citarmos mais que algumhas criaçons insoslaiáveis. Nom devendo esquecermos as séries focadas ao Seminario de Estudos Galegos e aos Cadernos do Seminario de Sargadelos, do Laboratorio de Formas e do Laboratorio Xeolóxico de Laxe.

Esta desapariçom dolosa e dolorosa, nom por anunciada deve ser menos lamentada, mália o tempo passado, mais de um lustro, de tal insucesso, e todos quantos fomos beneficiados pola generosidade e bonomia de dom Isaac Díaz Pardo -uns publicando e muitos mais lendo- temos o dever de practicar este a jeito de ofício de trevas, quando se está a falar, a maiores, doutras mortes editoriais galegas.O Facho, muito especialmente, foi devedor dessa generosidade de Isaac, poisque ali se editarom publicaçons nossas entre 1968 (a Declaración dos dereitos do home, em versom tetralíngüe) e 1990 (Os prémios do nosso Concurso Nacional de Poesia Nova, como se pode aprezar na ilustraçom), passando por títulos como Teatro para nenos (1981) ou a Revista monográfica de cultura (da que saírom dous números em 1984 e 1986, este comemorando a Castelao e Bóveda).
Na medida em que um povo perde os seus instrumentos de comunicaçom e expressom (neste caso tendo produzido mais de 1.300 títulos devidos a mais de 700 autores em quase meio século de existência viçosa), empobrece-se e de calarmos perante tal feito concreto seríamos, a mais de malnascidos, cúmplices de semelhante assassinato.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Paco Macias e Aser Álvarez González: "Xosé Velo e o seu tempo" BASENAME: o-facho-paco-macias-e DATE: Thu, 15 Sep 2016 16:37:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Corunha enceta os seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2016-17.

Palestra:

O vindouro dia 04 de Outubro (Terça-Martes) 2016, às 8 do serám, Paco Macias e Aser Álvarez González falarám dentro do ciclo: "A Galiza da Diáspora". A sua charla intitula-se: "Xosé Velo e o seu tempo".

Aser Álvarez é Lcdo. em C.C. Políticas e da Administraçom na USC. Lcdo. em Jornalismo e C.C. da Comunicaçom na UPV e USC. Colaborador leitor da School of European Studies da U. de Cardiff (Gales). Entre as suas actividades podemos sublinhar: Director do Festival Internacional de Cinema Rural ?Carlos Velo?. Director de Comunicaçom e Mercadotecnia na Associaçom de Empresários de Hospedagem e Restauraçom de Compostela e bisbarra, de 2010 até Fevereiro do 2016. Redactor, apresentador e locutor de informativos e guionistas para programas e especiais informativos na CRTVG e redactor e locutor de informativos e programas em Rádio Galicia e na Cadena Ser.
Paco Macías é editor e responsável de Ediçons Positivas, editorial criadora do Prémio Narrativas Quentes de literatura erótica. E. Positivas é o selo que descobriu a Lois Pereiro em vida, muito antes de serem conhecido no âmbito literário. Assim mesmo vem de publicar a Obra Completa de Roberto Vidal Bolaño. Paco Macías é um editor preocupado da Galiza na Diáspora, como mostra o ter publicado em ebook: Os Galegos Anarquistas na Argentina, entre outros.

Dia: 4 de Outubro 2016 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras . Rua Sinagoga 22

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Para ajudas e aportaçons económicas: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421
As conferências podem ser ouvidas em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Xaquín Marín BASENAME: xaquin-marin DATE: Thu, 18 Aug 2016 18:09:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

XAQUÍN MARÍN QUARENTA ANOS ATRÁS

Quatro décadas justas passarom desde que, em Janeiro do 76, se apresentou ao público a folha Arco da Vella, que ocupava toda umha página de El Ideal Gallego da Corunha.
Aquela aventura durou mais de três anos e florescéu num jornal que por entom, baixo a progressista direcçom do andaluz Rafael González e co apoio do chefe de redacçom Gabriel Plaza (ambos desaparecidos), contava na sua plantilha com nomes tam recordáveis como José Antonio Gaciño ou o malogrado Luís Pita, jornalistas de lei onde os haja.
O Arco da Vella, coa cabeceira de Siro que podedes aprezar, acolhéu, junto a textos variopintos, o luxo da arte de XAQUÍN MARÍN, já com alguns anos de criador, e concretamente a sua tira Gaspariño, que supomos nascida nesta folha d'O Facho.
Gaspariño, de quem tem afirmado seu pai: ?É con moito o meu personaxe máis querido, penso que tamén o que máis éxito acadou...?, merescéu um soneto dum nosso poeta, que Xaquín tem reproduzido em várias oportunidades. É aquela Teima sobre Gaspariño que di:
?Gasparinho Marín, sempre emigrando/ Gasparinho Marín, neno revelho/ a mirares de fronte (nom de esguelho)/ p'ra este país de homes e de gando./ Meu hominho galego indo c'o gando/ Gasparinho Marín neno de esguelho/ a mirares de fronte este revelho/ país universal sempre emigrando./ Ao mirares os homes emigrando/ deste país que é um país revelho/ meu neno de Galiza olhas de esguelho/ os que tratam o home como a gando/ Gasparinho Marín sempre emigrando/ Gasparinho Marín neno revelho.?
Umha dessas ocasions figura o poema no livro mariniano Dos pés á testa (1986) que, por certo, leva prólogo do recentemente finado Agustín Fz. Paz.
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Este ano, XAQUÍN MARÍN foi honrado co prémio Pedra do Destino que outorga a Asociación de Amigos dos Museos de Galicia, com sede nas Portas Ártabras, essa felicíssima iniciativa de Felipe Senén que, materializada num velho recuncho corunhês enxebre, ninho de arte e cultura e cultura em geral, com tanta generosidade se abre periodicamente para acolher tanto acto, e particularmente os da nossa Agrupaçom Cultural O Facho.
Desde esta modesta tribuna aderimo-nos com entusiasmo a tam merescida distinçom -que tamém, claro é, honra à entidade outorgante- a alguém como XAQUÍN MARÍN que, co seu envejável ingénio, leva meio século deleitando, despertando, alertando, ilustrando a todo aquel que se achega, aqui e alá, às várias personagens saídas da sua mente cismadora e da sua mao de artista cabal.

Prema na imaxe para aumentar

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Os dous Fernández BASENAME: os-dous-fernandez DATE: Mon, 08 Aug 2016 15:44:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

OS DOUS FERNÁNDEZ...

Vem de deixar-nos Agustín Fernández Paz. E se o lembramos especialmente aqui, deve-se a que é outro dos que, como tantos valores da nossa Literatura contemporânea, se iniciou n'O Facho, concretamente nos Concursos de Contos Infantis.
Assi é. Agustín foi premiado duas vezes, no 76 e mais no 80, quando estava nos começos da que ressultou fruitosa andaina literária sua.
Mais adiante (1984), já cumha trajectória ascendente nas letras galegas, estivo apadrinhando a apresentaçom do nosso livro Contos dos nenos galegos, que recolhia um feixe dos premiados nas duas décadas nas que o Concurso se vinha celebrando.
E quem é o outro dos dous Fernández a que se refere o título? Pois nem mais nem menos que o inesquecível amigo Xosé Fernández Ferreiro, quem tamém se nos foi recentemente. E traemo-lo a colaçom por mor de ter el actuado reiteradamente naqueles anos como membro do júri desse mesmo Concurso: entre 1970 e 1976 e depois no 1980, F. Ferreiro formou nesses júris que, justamente em 1976 e 1980 lhe derom o galardom ao outro Fernández, Agustín.
Um e outro deixarom-nos mas permanecem no nosso acervo literário e cultural, mesmo patriótico, pois que o arriquecerom, cada quem no seu eido, para sempre.
Bemhaja a Galiza dos criadores!

https://archive.org/download/OFacho1/O%20Facho%201.pdf

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: A ACIDENTADA VIDA DAS PLACAS D'O FACHO BASENAME: a-acidentada-vida-das-placas DATE: Mon, 08 Aug 2016 15:30:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

A ACIDENTADA VIDA DAS PLACAS D'O FACHO

O FACHO tem instalado na geografia corunhesa até quatro placas comemorativas e inspirado ou coactuado em dous casos mais. Isto no espazo de seis anos na década de 80 do passado século. Fagamos um pouco de história.
1.A primeira placa instalou-se no número 38 da rua do Rego da Auga, em cujo primeiro andar -daquela sede da Real Academia Gallega- se fundaram (1916) as Irmandades da Fala.
Acontecéu a homenagem aos irmáus fundadores no ano 80, o 18 de Maio, instaurado por nós como Dia da Nossa Fala, iniciativa que tivo vária fortuna, adoptada aqui e alá mas nunca benta pola Academia -que por entom quase estreava, prévio a prolongada radicaçom nuns salons do Palácio de Maria Pita, o pardobazaniano palácio de Tavernas. Curiosamente, o actual seu presidente, si benzoou a nova festividade na conferência que déu o dia anterior sobre as IF.
No acto de descubrimento da pedra em homenagem a aqueles ?nacionalistas galegos Antón e Ramón Vilar Ponte?, salientamos a presença de Mª Teresa Villar Chao (filha de Ramón) e do irmáu Benito Ferreiro, dos primeiros das Irmandades, arroupados polas principais autoridades, tales o alcalde da cidade e o presidente da tam citada Academia.
U-la esta placa que hogano nom está ali? Pois o 23-12-1995 foi removida a inciativa nossa, perante as ameaças proferidas polo dono do local comercial do baixo, que substituíra a lembrada livraria Ágora, acolhedora do fito no momento da sua instalaçom. A retirada fixo-se na inteligência de que a livraria Kipling aceitava a sua colocaçom na fachada da rua da Franja, que faz parte da traseira do solar do Rego da Auga: com isto recorria-se ao mal menor, falseando um tanto a realidade histórica, mas cumprindo o objectivo informativo e social da placa: até hoje segue ali, já outro negócio no sítio, mas evidentemente respeitado... para bem de todos.
2.O ano 81, e 17 de Maio, tivo lugar a colocaçom da segunda placa, esta volta no número 26 da rua do Orçám, quase esquina coa rua Alta: ali nascera, em 1874, ?a figura universal do nacionalismo musical galego?, desde cedo radicado na República Argentina, Andrés Gaos Berea. Anos leva essa velha fachada velada polo véu preservativo da ruína do edifício... e veremos o que o futuro depara a umha placa que actualmente apenas se dá decifrado tras véu tal...
3.O 18 de Maio de 1982, quadrando cos 75 anos da estreia do nosso hino na Havana, descubrimos, no número 21 da rua de Juana de Vega, a placa dedicada ao autor do poema que devéu em letra da nossa cançom nacional, Os pinos, Eduardo Pondal. Ali morara e morrera 65 anos atrás o bardo de Bergantinhos.
E hoje ali segue em lugar tam estratégico da cidade: como se verá, é a que entre todas gozou de melhor vida... embora esta e a primeira necesitem da repintagem das letras.
Recuando apenas três semanas, foi por iniciativa d'O Facho que o Concelho da Corunha e a sua Concelharia de Cultura colocarom, no vestíbulo do teatro Rosalia Castro, o 25 de Abril, placa comemorativa dos "primeiros Xogos Florais de Galiza", co conseqüente Álbum de la Caridad, "fitos fundamentais do Rexurdimento cultural e da nosa conciencia nacional". (Anos depois, 1985, no centenário da poeta, o mesmo Concelho chantaria na sua proximidade placa em honra de Rosalia).
4.No número 14 da rua de Santo Agostinho (fronte ao popular Camarín de los Dolores), acha-se (logo substituída por outra, único caso entre todos de nom ser o edifício da época) a casa em que morou e morréu, em 1923, Manuel M. Murguía, e anos andados (1964) sua e de Rosalia, última filha, dona Gala.
O 18 de Maio de 1983, 150º aniversário do nascimento do patriarca, O Facho instalou (d'acavalo dos números 14 e 16) umha placa em homenagem a este "impulsor do Rexurdimento nacional de Galiza". O cronista da cidade e a Banda Municipal acompanharom o evento.
Contrastemente, as números 1 e 3, de granito e lavradas no obradoiro compostelám de Alfonso San Martín, as placas números 2 e (esta) 4 som de mármore e os seus textos aplicarom-se com letras metálicas autoadessivas.
Pois bem, co tempo forom caíndo algumhas delas. E em algum momento que pudera ser este ano 2016 em que ares de progresso mental ventilam o Concelho herculino (aí tendes a campanha, nem sempre compreendida, de renovaçom do nomenclátor urbano, para a qual O Facho tamém luitara reiteradamente na própria década de 80), supom-se que foi Maria Pita quem restituíu as letras faltantes... Boíssima intençom reconhecida, temos que advertir, segundo se vê na foto adjunta, que a primitiva palavra FALA, com letras caídas, foi substituída pola palavra FESTA! Sem negar que o Dia da Nossa Fala é umha ocasiom festiva... concordemos em que com tal alteraçom altera-se o conceito original e reivindicativo de FALA. Talvez em outro momento nom lonjano, quem o fixo o refaga, em aras da verdade histórica!
(Outra placa, plaquinha esta de bronze, aginha dessaparecida, fora chantada no pedestal do busto de Castelao, ano 1986 do seu centenário, ao impulso das AA.CC. da Corunha de que a nossa fazia parte,"en desagrávio. Sempre en Galiza. Sempre en galego" a sua inscripçom... para compensarmos a lenda em espanhol que aí mandara gravar o Concelho da Corunha promotor do busto... num acto que presidiu o nosso inesquecível dom Jenaro Marinhas).

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: As Irmandades da Fala e O Facho por José Mª Monterroso Devesa BASENAME: as-irmandades-da-fala-e DATE: Tue, 14 Jun 2016 14:24:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Prema Full Story e nas 3 fotos para agrandar

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Manuel María e O Facho por José Mª Monterroso Devesa BASENAME: manuel-maria-e-o-facho DATE: Mon, 13 Jun 2016 08:47:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Prema na foto

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Acto de entrega dos prémios literários 2016 BASENAME: entrega-dos-premios DATE: Sat, 28 May 2016 13:37:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O dia 27 de Maio, no local de Portas Ártabras realizou-se a entrega dos Prémios Literários d'O Facho: a) Poesia, b)Teatro Infantil e c) Contos de Nenos para Nenos, que contárom com a doaçom de livros das editoras: Casa Hamlet, Ediçons Xerais, Sotelo Branco, Editorial Galaxia, e Editorial Toxos Outos; as quais expressamos a nossa gratitude. Assim mesmo houvo a oportunidade de escuitar um precioso Duo de violino e violoncelo, polas alunas do Conservatório Profissional de Música da Corunha: Ana Garcia Fernández, violinista; e Sará López Pan, violoncelista, alunas do professor Fernando Ramón.

Na ocasiom estivérom presentes para outorgar os prémios ao seleccionados, os membros dos júris: Manuel Lourenço, Lucía de Fraga, e Mar Hermida , que elogiárom as obras premiadas assim como aos seus autores.

Posteriormente houvo umha refeiçom na que participárom os premiados com as suas famílias.

Prema no enlace pra ver as fotos
https://archive.org/compress/FotosContos2016/formats=JPEG&file=/FotosContos2016.zip

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Entrega dos prémios literários BASENAME: o-facho-entrega-dos-premios DATE: Mon, 23 May 2016 17:56:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

Entrega dos Prémios Literários Maio 2016

Convidamos-vos assistir à entrega dos prémios dos prémios literários convocados pola nossa Agrupaçom. O evento celebrara-se o vindouro dia 27 do mês que corre, às 7 p.m., em Portas Ártabras, rua Sinagoga nº 22, Cidade Velha.

Concurso de Poesia

Deserto. O júri considerou que as obras apresentadas nom acadavam a qualidade precisa.

Concurso de Contos de nenos para nenos

Premios da Categoría A (Nenos e nenas de 9 a 12 anos):

Primeiro premio: ?Amina? de María Carballo Rodríguez
Segundo premio: ?Alá no Bosque? de Antía Mouriño García

Premios da categoría B. (Rapaces e rapazas de 13 a 16 anos):

Primeiro premio: ?Cento Dezaseis? de Alba Pérez Barcala
Segundo premio: ?Cifras? de Alba Pose Castro

Concurso de Teatro Infantil
Premio à obra: ?O castelo de Pena Redonda, o máis tolo da contorna? de Celia Díaz Núñez

Assim mesmo teremos a oportunidade de escuitar um precioso Duo de violino e violoncelo, sendo as suas interpretes: Ana Garcia Fernández, violinista; e Sará López Pan, violoncelista, alunas do professor Fernando Ramón. Este é o programa que interpretarám, de entre 15 e 20 minutos, que inclui duas peças para violino e violoncelo, umha para violoncelo a só, e outra para violino a só.

Duo de violino e violoncelo:
Concertino per camera op. 4 G. Torelli
I. Preludio ? Adagio II. Allegro III. Allegro
Violoncelo a só
Suite em Re mBWV 1008 J. S. Bach
Violino a só
Fantasia nº 9 G. F. Telemann
Duo de violino e violoncelo:
Trois morceaux op.39 R. Glière
I. Prèlude II. Gavotte III Berceuse

Corunha, 23 de Maio do 2016


J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Oferenda floral BASENAME: oferenda-floral DATE: Fri, 20 May 2016 16:53:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Com o galho das Letras Galegas, a Agrupaçom Cultural O Facho realizou a tradicional oferenda floral nos jardins de Mendes Nunes diante do monumento a Curros Henriques em lembrança de todos aqueles que fizérom que da cultura galega umha constante e permanente jeira na construçom da liberdade do povo galego. O evento tivo lugar o dia 20 de Maio, às 12 e 1/2da manhá,

Findando o acto muitos dos assistentes lêrom poemas de autores e autoras galegas.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Manuel Maria por Lois Diegues Vasques BASENAME: lois-diegues-vasques DATE: Fri, 20 May 2016 15:36:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 18 de Maio 5 de Novembro o escritor e poeta, Lois Diegues Vasques, que falou da figura homenageada neste ano com o galho das Letras Galegas. A sua palestra intitula-se Manuel Maria
Com umha sala ateigada de público, Diegues Vasques partilhou com os assistentes a sua analise sobre a obra Manuel Maria assim como as suas experiências compartilhadas com o casal Manuel Maria-Saleta
Ao findar a palestra, o arqueólogo Filipe Senem deu a conhecer o prémio outorgado pola Associaçom Amigos dos Museus.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Actos a realizar polo Facho com o galho das Letras Galegas do ano 2016 BASENAME: o-facho-actos-a-realizar DATE: Sat, 14 May 2016 08:43:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Apartado de Correios, nº 46 O.P.
Corunha

Actos a realizar polo Facho com o galho das Letras Galegas do ano 2016

18 de Maio
Conferencia sobre Manuel Maria

Lois Diegues Vasques mostrará um esboço da vida e obra de Manuel Maria, fazendo umha exposiçom sobre os aspectos e próprios da poética do homenageado.
O acto realizará-se às 8 do serám em Portas Ártabras, Rua Sinagoga 22, Cidade Velha.

19 de Maio:
Oferenda floral

Com o galho das Letras Galegas, a Agrupaçom Cultural O Facho convida-o assistir à tradicional oferenda floral diante do monumento a Curros Henriques. O evento terá lugar o dia 19 de Maio, às 12 e ½ da manhá, nos jardins de Mendes Nunes da Corunha em lembrança de todos aqueles que fizérom da cultura galega umha constante e permanente jeira na construçom da liberdade do povo galego.
Solicitamos aos assistentes, se o tenhem a bem, leiam um poema ou pequeno texto de qualquer autor ou autora galega da sua escolha.

27 de Maio
Prémios Literários

Às 8 p.m., em Portas Ártabras efectuara-se a entrega dos prémios literários de poesia, teatro infantil, e de narrativa, convocados pola nossa Agrupaçom.


A Corunha, 5 de Maio do 2016

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d'O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Letras galegas - Oferenda Floral BASENAME: o-facho-letras-galegas-oferenda DATE: Sat, 14 May 2016 08:36:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Apartado de Correios nº 16 O.P. Corunha

Oferenda floral no monumento a Curros Henriques com o galho das Letras Galegas do ano 2016

19 de Maio 2016

Com o galho das Letras Galegas, a Agrupaçom Cultural O Facho convida-o assistir à tradicional oferenda floral diante do monumento a Curros Henriques. O evento terá lugar o dia 19 de Maio, às 12e 1/2 da manhá, nos jardins de Mendes Nunes da Corunha em lembrança de todos aqueles que fizérom da cultura galega umha constante e permanente jeira na construçom da liberdade do povo galego.
Solicitamos aos assistentes, se o tenhem a bem, leiam um poema ou pequeno texto de qualquer autor ou autora galega da sua escolha..

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Letras galegas - Lois Diegues Vasques: Manuel Maria BASENAME: o-facho-letras-galegas-lois DATE: Sat, 14 May 2016 08:35:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

Palestra

A Agrupaçom Cultural O Facho da Corunha tem a bem o convidar à conferencia que o vindouro dia 18 de Maio, quarta-feira (mércores), o escritor e poeta, Lois Diegues Vasques, que falará da figura homenageada neste ano com o galho das Letras Galegas. A sua palestra intitula-se Manuel Maria

Diegues Vasques, estudou o Bacharelato na sua cidade natal e Engenhería Técnica Topográfica en Madrid, profissom que exerceu até jubilar-se no Concelho de Lugo. Colabora habitualmente en revistas e jornais de Galiza. Foi deputado polo BNG/PSG na primeira legislatura do Parlamento Galego. Nos últimos anos da dictadura e primeiros da reforma política desenvolveu um gram trabalho como animador das agrupaçons culturais de Galiza desde o Clube Cultural Valle Inclán de Lugo, assí como do idioma e cultura galegos, a través, também, de programas de radio. Desde 1990 retoma a actividade cultural e literária a través da AELG, de secçons periódicas en distintos jornais, das próprias agrupaçons culturais e da sua produçom literária. O seu poema Eu son a voz do pobo, converteu-se numha das cançons emblemáticas o grupo Vozes Ceives.
Entre a sua numerosa obra cabe sublinhar. Poesia: Albre de espranza, Canciós pra un agromar branco e azul, O ferro dos días, Ónfalos. Narrativa: A torre de Babel, O tempo sen saída, A canción do vagamundo, Monólogos no espello, Henriqueta na galeria, O canto do Muecín, A poutada do Oso.

Dia: 18 de Maio do 2016 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22
Cidade Velha

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Blogue: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho
Para ajudas e aportaçons económicas: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: " A Moura na mitologia galega " por Rafael Quintía Pereira BASENAME: o-facho-a-moura-na DATE: Sat, 07 May 2016 10:54:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado 4 de Maio, o antropólogo, escritor e investigador, Rafael Quintía Pereira, intervéu dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais com a sua palestra: A Moura na mitologia galega. O acto realizou-se em Portas Ártabras.

O investigador, Quintía Pereira, compartilhou com os assistentes a transcendência da figura da Moura na mitologia galega, e como a mesma está entroncada com as grandes deusas da fertilidade e da morte que se manifestam em todas as culturas, até hoje. Maria é umha modernizaçom desse mito ajeitada aos interesses do cristianismo.

Ao findar a sua exposiçom houvo um colóquio com grande participaçom dos assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Rafael Quintía Pereira - A Moura na mitologia galega BASENAME: o-facho-rafael-quintia-pereira DATE: Mon, 25 Apr 2016 17:18:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho d'A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2015-16

Palestra:


O vindouro dia 4 de Maio, quarta (martes), o antropologo, escritor e investigador, Rafael Quintía Pereira, falará dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais. A sua conferência intitula-se: A Moura na mitologia galega. O acto realizara-se em Portas Ártabras, rua Sinagoga 22, Cidade Velha.


Quintía Pereira, é licenciado en Antropologia Social e Cultural, licenciado en C.C. Empresariais, escritor e músico tradicional. Assim mesmo é membro fundador e presidente da Sociedade Antropológica Galega (SAGA) e co-fundador da associaçom cultural e grupo de música tradicional Os Chichisos. Também foi membro fundador do Grupo de Estudos Etnográficos Serpe Bichoca.
Ganhou o Prémio de investigaçom Luís Cuadrado 2010 polo seu trabalho A Nosa Senhora da Lanzada. Estudio antropológico de um santuario marítimo. Dirixe a publicaçom Fol de Veleno. Anuario de Antropoloxía e Historia de Galiza. Como ensaista tem publicado diversos libros, entre os que sublinharemos: La historia de Galicia en 50 lugares, Uso simbólico do cuarzo na cultura galega. Aspectos etnográficos e arqueolóxicos. Alicornio. O poder do corno de unicornio na medicina tradicional galega,Deuses, Mitos e Ritos do Monte do Seixo. Unha proposta interpretativa en clave céltica. É autor, ademais, de numerosos artículos etnográficos, antropológicos e históricos publicados en distintas revistas de investigaçom e divulgaçom.

Data: 4 de Maio 2016
Hora: 8 do serám ? Rua Sinagoga 22
Portas Ártabras ? Cidade Velha

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Blogue: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho
Para ajudas e aportaçons económicas: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: "Da agricultura tradicional ao I+D+I. Um caso de empreendimento sustentável" por Benigno Pereira Ramos . BASENAME: o-facho-da-agricultura-tradicional DATE: Wed, 20 Apr 2016 11:20:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 19 Abril, terça (martes), o o promotor e presidente do Produto Galego de Qualidade "Queixo de Arzúa" Benigno Pereira Ramos, intervéu dentro do Ciclo: Economia, História e Ciências Sociais. A sua exposiçom versou sobre: "Da agricultura tradicional ao I+D+I. Um caso de empreendimento sustentável" O acto realizou-se em Portas Ártabras

Pereira Ramos é filho de labregos e Licenciado em Filosofia iniciou a sua exposiçom sublinhando a evoluçom desde umha produçom artesanal de sobrevivência do queixo levada polos seus país até o desenvolvimento industrial de hoje que produze mais dum milhom de quilos anuais de queixo. Também mostrou como com investigaçom lográrom o aproveitamento dos resíduos -o soro- para obtençom de energia para a sua utilizaçom na fábrica, assim como novos produtos alimentícios. Marcou a importância do desenvolvimento industrial e investigaçom nom seja deslocalizado dos territórios fonte de recursos, pois nom só serve para a industrializaçom do sector primário senom a sua vez criar um tecido de investigaçom cientifica e assentamento de povaçom.

Ao findar a sua exposiçom mantivo um interessante debate com os assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Benigno Pereira Ramos - "Da agricultura tradicional ao I+D+I. Um caso de empreendimento sustentável" BASENAME: o-facho-benigno-pereira-ramos DATE: Fri, 15 Apr 2016 07:59:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho d'A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2015-16

Palestra:

O vindouro dia 19 Março, terça (martes), o o promotor e presidente do Produto Galego de Qualidade "Queixo de Arzúa" Benigno Pereira Ramos, intervirá dentro do Ciclo: Economia, História e Ciências Sociais. A sua exposiçom versará sobre: "Da agricultura tradicional ao I+D+I. Um caso de empreendimento sustentável" O acto realizara-se em Portas Ártabras, Rua Sinagoga 22 - Cidade Velha.

Pereira Ramos é filho de labregos e Licenciado em Filosofia. É fundador em 1987 de Arquesan, umha pequena queixaria na explotaçom familiar, para em 1989 criar Queixarias Bama, da que é proprietário-gerente e que na actualidade produze um milhom de quilos anuais de queixo e emprega a 32 duas pessoas nas Terras do Ulha, no concelho de Touro. Assim mesmo foi secretário da Cooperativa de Arzúa. Em 2012 encetou o projecto "Castanhas e Vinho da Corga" em Póvoa de Trives.

Dia: 19 de Março 2016 ? Hora: 8 do serám.
Lugar: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22
Cidade Velha - Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Blogue: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho
Para ajudas e aportaçons económicas: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: " Galeguismo aquém e além mar " por Uxío Breogán Diéguez BASENAME: o-facho-galeguismo-aquem-e DATE: Thu, 14 Apr 2016 18:13:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 13 de Abril, no salom de actos de Portas Ártabras acolheu a palestra que o o investigador e professor titular da UDC, Uxío Breogán Diéguez Cequiel , deu sobre: "O Galeguismo aquém e além mar", dentro do ciclo, Economia, História e Realidade Social organizado pola nossa Agrupaçom.

Breogán Diéguez encetou assinalando o desenvolvimento do galeguismo anteriormente ao golpe militar clerical-fascista do 36, assim como posteriormente no exílio e no interior, marcando a ruptura entre Castelao e posteriormente Alonso de los Rios com Pinheiro. Assim como a distinta concepçom do que-fazer político. Ressaltou a figura de Manuel Puente como mecenas da actividade política do Conselho de Galiza (o governo galego no exílio) na primeira etapa presidido por Castelao até a sua morte, para posteriormente ser Alonso de los Rios como secretário geral a cabeça visível do Conselho até o seu suicídio, quando no interior se encetava a actual Autonomia.

Ao findar a sua exposiçom mantivo um interessante debate com os assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Uxío Breogán Diéguez - Galeguismo aquém e além mar BASENAME: o-facho-uxio-breogan-dieguez DATE: Mon, 21 Mar 2016 20:24:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-lo assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2015-16


O vindouro dia 13 de Abril, quarta (mércores), às 8 do serám; o investigador e professor titular da UDC, Uxío Breogán Diéguez Cequiel, falará dentro do ciclo Economia, História e Realidade Social, com a sua exposiçom intitulada Galeguismo aquém e além mar.

Breogán Diéguez é Lcdo. em História pola USC e doutor en Historia Contemporânea pola UDB com a tese Nacionalismo Galego. Desarticulaçom, resistência e rearticulaçom . Os seus temas centrais de estudo e investigaçom som a historia do nacionalismo galego, os movimentos sociais no tempo contemporâneo e a didáctica das Ciências Sociais. Formou parte da primeira direcçom dos CAE, e depois foi membro dos CAF, sendo claustral na USC, e da Junta Reitora e Padroado da Fundaçom Alexandre Bóveda. Posteriormente foi um dos co-fundadores de Murguia - Revista Galega de História. Tem colaborado também en diversas publicaçons, como A Trabe de Ouro, Grial, ou Terra e Tempo. Assim mesmo tem umha avondosa obra ensaísta publicada tanto individualmente como parceiro: Síntese histórica do soberanismo galego, Síntese da historia social e política da Galiza desde 1800: de Carral á Irmandade Galega, Nacionalismo galego aquén e alén mar. Desarticulación, resistencia e rearticulación, A Asemblea de Concellos de Galiza Pro-Estatuto, Mare Nostrum. A Importancia do Mar en Galicia, O nacionalismo galego nos seus programas políticos. O século XX, Síntese histórica do movemento obreiro galego: das orixes até 1984, etc...

Dia: 13 de Abril do 2016 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22 ? Cidade Velha

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d'O Facho

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Blogue: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho
Para ajudas e aportaçons económicas: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: " As Irmandades da Fala " por Xosé Ramón Freixeiro Mato - BASENAME: o-facho-as-irmandades-da DATE: Wed, 16 Mar 2016 21:07:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Prema no seguinte enlace para ver a presentación
https://archive.org/download/IrmandadesDaFala/Irmandades%20da%20Fala.pptx

O passado dia 15 de Março, no salom de actos de Portas Ártabras acolheu a palestra que o professor doutor da Universidade da Corunha, Xosé Ramom Freixeiro Mato, deu sobre: As Irmandades da Fala dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom organizado pola nossa Agrupaçom.

Freixeiro Mato
encetou o relatório fazendo um esboço de Manuel Maria para o mostrar como um continuador das Irmandades da Fala. Posteriormente assinalou o surgimento e a evoluçom das Irmandades da Fala como: A cerna dum movimento social de reivindicaçom da língua e da identidade nacional galega que mostrou unha nova forma de conceber o País, en tanto colocou por vez primeira a Galiza como centro de decisom e como sujeito do seu devir social, cultural e político. Sublinhando que a recuperaçom do prestígio da Língua galega foi o eixo vertebral de todo o que-fazer político-cultural das Irmandades.

Ao findar a sua exposiçom mantivo um interessante debate com os assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Xosé Ramón Freixeiro Mato - ?As Irmandades da Fala? BASENAME: o-facho-xose-ramon-freixeiro DATE: Thu, 10 Mar 2016 05:39:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2015-16

Palestra


O vindouro dia 15 de Março terça-martes, o doutor e professor titular na Faculdade de Filologia da Universidade da Corunha, Xosé Ramón Freixeiro Mato, falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua palestra versará sobre: ?As Irmandades da Fala?. O acto realizara-se em Portas Ártabras - Rua Sinagoga 22- Cidade Velha

Freixeiro Mato licenciou-se em Filologia Românica e Filologia Galego-Portuguesa na USC, doutorasse na Universidade da Corunha com umha tese sobre António Noriega Varela. Foi professor en institutos de ensino secundário, ganhando a praça de catedrático de Língua e Literatura Galegas no ensino médio. Depois de obter o doutoramento accedeu como professor titular à Faculdade de Filologia na UDC. Assim mesmo é autor dumha ampla obra de investigaçom e ensaio em temas lingüísticos.

Dentro da sua diversa obra podemos sublinhar: Antonio Noriega Varela. Obra completa, Lingua galega: normalidade e conflito,Gramática da Lingua Galega (Volumes I-II-III e IV), Lingua, nación e identidade, Estilística da lingua galega -Prémio da Critica Galicia á Investigación-, Antoloxía da prosa literaria medieval, Sebastián Martínez-Risco, ensaísta e poeta (obra inédita e esquecida), Os séculos escuros e a Ilustración galega. Antoloxía, etc...

Dia: 15 de Março 2016 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras - Rua Sinagoga 22
Cidade Velha - Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d'O Facho

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Blogue: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho
Para ajudas e aportaçons económicas
Caixa Rural: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO:Eduardo Blanco Amor por Francisco Rodríguez Sánchez BASENAME: o-facho-eduardo-blanco-amor DATE: Wed, 09 Mar 2016 17:06:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 08 de Março, o Doutor em Filologia Românica e Catedrático de Literatura espanhola Francisco Rodrigues Sanches, intervéu dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua palestra versou sobre: Eduardo Blanco Amor.

Rodrigues Sanches, deu a conhecer numha mui interessante palestra o itinerário existencial e literário dum dos mais grandes autores da literatura galega, Eduardo Blanco Amor. A sua permanente precaridade levou-no a colaborar em distintos jornais como articulista, tanto do País como do resto do Estado, o que marcou o que-fazer da sua escrita.

Ao rematar a sua exposiçom mantivo um interessante debate com a cidadania assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: CONCURSO NACIONAL DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA AGRUPAÇOM CULTURAL O FACHO. BASENAME: o-facho-concurso-nacional-de-2 DATE: Fri, 04 Mar 2016 10:28:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

CONCURSO NACIONAL DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA AGRUPAÇOM CULTURAL O FACHO.

Assumindo como próprias as palavras de Juan Ramón Jiménez quando afirmava que ?Teatro infantil é aquele que também lhe gosta aos nenos?, a Agrupaçom Cultural O FACHO acordou convocar o Concurso de Teatro Infantil, que se regerá polas seguintes bases:
1º) Poderám optar ao devandito prémio qualquer pessoa, sem restriçom, sempre que a obra seja inédita e redigida em língua galega, em qualquer norma ortográfica (RAG, REINTEGRADA, LUSOFONA) nom representadas, nem premiadas noutros certames.
2º) Estabelece-se como prémio único de 200,.- ? e umha biblioteca de livros teatrais.
3º) A obra, que nom poderá exceder os 80 fólios, será apresentada por triplicado, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara.
4º) Os originais para o Concurso enviaram-se por correio à Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal d'A Corunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.
5º) O prazo de admissom de originais finda o dia 15 de Abril do 2016 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.
6º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo está composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito teatral galego.
7º) O júri poderá declarar deserto o prémio do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom.
8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.
9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom. No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.
Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Blogue:
http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

Agrupaçom Cultural O Facho
Na Crunha, 27 Janeiro

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: CONCURSO NACIONAL DE CONTOS DE NENOS PARA NENOS CONVOCADO POLA AGRUPAÇOM CULTURAL O FACHO BASENAME: o-facho-concurso-nacional-de-1 DATE: Fri, 04 Mar 2016 10:27:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

CONCURSO NACIONAL DE CONTOS DE NENOS PARA NENOS CONVOCADO POLA AGRUPAÇOM CULTURAL O FACHO


Recuperados em 2008 os prémios literários que desde os anos sessenta convocou O FACHO e nos que participárom ou ganhárom muitos dos escritores e escritoras que hoje fam possível com a sua obra umha literatura galega de qualidade e de grande importância nas letras universais, realiza-se a convocatória para 2016 do Concurso Literário de ?Contos de Nenos para Nenos?

BASES DO CONCURSO

1. Poderám participar rapazes e raparigas que pressentem as suas obras em Língua galega. Os trabalhos presenteados deveram ser originais e inéditos em toda a sua extensom.
2. O prazo de admissom de originais finaliza o dia 15 de Abril do 2015 às doce da noite.
3. A apresentaçom de originais para o Concurso fará-se por correio postal dirigido à Associaçom Cultural O FACHO, Apartado de Correios n.º 46, Oficina Principal. Podendo fazer individualmente ou por médio do centro onde curse os seus estudos.
4. No caso em que sejam os centros escolares os que pressentem os originais ao Concurso, deveram fazer umha pré-selecçom dum máximo de dous trabalhos por categoria, qualquer outro terá que ser apresentado individualmente.
5. As obras haverem de serem relatos originais e nom estarem editados por nengum procedimento impresso ou electrónico, nem terem sido premiados em qualquer outro concurso ou certame literário e em condiçons para que os seus direitos de publicaçom podam ser cedidos à Associaçom Cultural O FACHO por período de cinco anos contados a partir do dia do falho do júri.
6. Para além da originalidade literária, o júri valorizará a riqueza lingüística e o conhecimento gramatical reflectido nas obras. As obras presentadas deve estar escrita em língua galega em qualquer das três normas ortográficas (RAG, REINTEGRADO, LUSOFONA)
7. Estabelecem-se duas categorias:

Categoria A Nenos e nenas de 6 a 12 anos.
Categoria B Rapazes e raparigas de 13 a 16 anos.

8. As quantias dos prémios serám as que seguem:

Categoria A
1º: 200,.- ? em efectivo, e umha valiosa biblioteca doada por diversas editoriais.
2º: 100,.- ? em efectivo, e umha valiosa biblioteca doada por diversas editoriais

Categoria B
1º: 200,.- ? em efectivo, e umha valiosa biblioteca doada por diversas editoriais
2º: 100,.- ? em efectivo, e umha valiosa biblioteca doada por diversas editoriais

9. Cada autor só poderá apresentar umha obra atendo-se aos seguintes limites de extensom:

Categoria A Um máximo de cinco fólios
Categoria B Um máximo de dez fólios

10. As obras haverem de se apresentar por triplicado, manuscritas ou mecanográficas, encadernadas ou grampadas e levaram por detrás do último folio os seguintes dados:

Nome e apelidos do autor/a.
Endereço e telefone. Correio electrónico.
Centro onde cursa os seus estudos.
Categoria na que participa.

11. Os prémios serám escolhidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O Facho em falho que se fará público no mês de Maio.
12. O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom estejam contempladas nestas bases, assim como as dúvidas na sua interpretaçom.
13. A participaçom neste Concurso implica a aceitaçom das presentes bases.

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Blogue:
http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/



Corunha, 27 de Janeiro 2016

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: CONCURSO NACIONAL DE POESIA CONVOCADO POLA AGRUPAÇOM CULTURAL O FACHO BASENAME: o-facho-concurso-nacional-de DATE: Fri, 04 Mar 2016 10:25:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

CONCURSO NACIONAL DE POESIA CONVOCADO POLA AGRUPAÇOM CULTURAL O FACHO

A Agrupaçom Cultural O FACHO convoca o Concurso de Poesia 2016, que se regerá polas seguintes bases:

1º) Ao prémio de poesia d'O Facho poderám concorrer qualquer pessoa até os 35 anos de idade e sempre que nom tenha publicado nengum livro individual de poesia e a obra seja inédita e nom ter sido premiada com anterioridade em qualquer outro concurso ou certame.
A obra presentada deve estar escrita em língua galega em qualquer das três normas ortográficas (RAG, REINTEGRADA, LUSOFONA) e com um máximo de umha obra por autor. É responsabilidade do júri do prémio determinar se algum dos trabalhos apresentados possui ou nom as características para ser considerado ?livro?. Porém, recomenda-se que tenham umha extensom mínima de 300 versos.
2º) Os originais para o Concurso enviaram-se por triplicado devidamente encadernados, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara, à Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal da Corunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.
3º) Estabelece-se como prémio único a ediçom da obra premiada. O Facho fará a entrega ao/à autor/a um máximo de 50 exemplares.
4º) O prazo de admissom de originais finda o dia 15 de Abril do 2016 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.
5º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo estará composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito da escrita literária, da ediçom ou da crítica.
6º) O júri poderá declarar deserto o prémio do concurso e resolvera aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom. Assim mesmo, o júri escolherá de entre os trabalhos apresentados um único libro. Ademais, poderá deixar constáncia na acta outros títulos considere merecedores de ser publicados, nom significando isto nengum compromisso por parte d'O Facho. Nom se fará referencia na acta ao nome dos autores ou autoras dos livros mencionados.
7º) O Facho disporia do prazo de um ano para editar o livro. Transcorrido esse tempo, o autor ou autora poderá dispor da obra com a única condiçom de que deverá deixar constáncia do galardom em sucessivas ediçons do livro.
8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.
9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no local de O Facho, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom. No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.
10º) Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Blogue:
http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/


Agrupaçom Cultural O Facho
Na Crunha, 27 Janeiro 2016

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO:Francisco Rodríguez Sánchez - Eduardo Blanco Amor BASENAME: o-facho-francisco-rodriguez-sanchez DATE: Sat, 27 Feb 2016 17:05:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Apartado de Correios nº 46 O. P.
Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2015-16

Palestra

O vindouro dia 08 de Março (terça-martes), o Doutor em Filologia Românica e Catedrático de Literatura espanhola Francisco Rodrigues Sanches, falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua palestra versará sobre: Eduardo Blanco Amor. O acto realizara-se às 8 do serám em Portas Ártabras, Rua Sinagoga 22 ? Cidade Velha.

Rodrigues Sanches é autor dumha ampla obra de investigaçom e ensaio em temas lingüísticos, literários, culturais e políticos desde unha perspectiva nacionalista. Inaugura unha linha de análise sócio-lingüística com a publicaçom de "Conflicto lingüístico e ideoloxía na Galiza". Especialista em figuras de grande relevância como Rosália de Castro -Análise sociolóxica da obra de Rosalía Castro-, Curros Enríquez -A evolución ideolóxica de Manuel Curros Enríquez-, Blanco Amor -O desacougo da nación negada, Eduardo Blanco Amor-. Neste âmbito realizou trabalhos como o ?Literatura galega, problemas de método e interpretación?
Paco Rodrigues foi um dos impulsores da criaçom e dinamizaçom de organizaçons sindicais e políticas como INTG e BNG. Também participou como deputado do Parlamento Galego e nas Cortes Espanholas como membro do Bloque Nacionalista Galego.


Dia: 08 de Março - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras
Rua Sinagoga 22 ? Crunha

J. Alberte Corral Iglesias Presidente d?O Facho

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Blogue: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho
Para ajudas e aportaçons económicas
Caixa Rural: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO:" Galiza diante a reformulaçom do Estado por Ricardo Garcia Mira BASENAME: o-facho-galiza-diante-a DATE: Sat, 27 Feb 2016 12:56:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 26 de Fevereiro, o professor da U.D.C. Ricardo Garcia Mira, deputado do PSdeG-PSOE no Congresso, intervéu dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social. Na sua exposiçom falou sobre Galiza diante a reformulaçom do Estado.

Com umha interessante palestra, Garcia Mira, mostrou é analisou desde a perspectiva do PSOE, A funçom que a naçom galega deve manter diante da vindoura reformulaçom do Estado, mostrando a necessidade da federalizaçom de estado Espanhol.

Ao findar a sua exposiçom o palestrista mantivo um interessante colóquio com os assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Ricardo Garcia Mira - Galiza diante a reformulaçom do Estado BASENAME: o-facho-ricardo-garcia-mira DATE: Sat, 20 Feb 2016 17:56:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

Palestra

O vindouro dia 26 de Fevereiro, o Professor da U.D.C. Ricardo Garcia Mira, deputado do PSdeG-PSOE no Congresso, intervirá dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social. A sua charla versará sobre Galiza diante a reformulaçom do Estado. O acto realizara-se às 8 do serám em Portas Ártabras, Rua Sinagoga 22-Cidade Velha.

García Mira é doutor en Psicologia pola U.S.C., Professor de Psicologia Social e Ambiental, com acreditaçom de Catedrático de Universidade, na U.D.C., a vez que é coordenador do grupo de investigaçom ?Pessoa-Ambente? ,e Presidente da sociedade científica internacional IAPS, ademais de Presidente do IEIPS ?Joám Vicente Viqueira?.
Investigou e avaliou o impacto ambiental de problemas sociais: O desastre do Prestige; ou Os incêndios na Galiza. Foi o Coordenador do Consorcio Europeu. É autor/editor de mais de 100 trabalhos entre artigos e informes de investigaçom sobre avaliaçom ambiental, actitudes ambientais e questons metodológicas. Ademais, é autor ou editor dos seguintes textos: 'La ciudad percibida'; 'Responsabilidad Ecológica y Gestión de los Recursos Ambientales'; 'Psicología y Medio Ambiente'. Tem dado conferencias e seminários científicos en Universidades ao longo de mundo: University of Surrey (Reino Unido), Université de Paris V 'René Descartes' (França), Universitá Degli Studi Di Roma 'La Sapienza' (Itália), University of Groningen (Holanda), University of Tallinn (Estónia), West University of Timisoara (Romanía), Universidade de Sao Paulo (Brasil), Universidad de Monterrey (México), Texas State University (USA) e University of Texas A&M (USA).

Data: 26 de Fevereiro 2016
Hora: 8 do serám ? Rua Sinagoga 22
Portas Ártabras ? Cidade Velha

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Blogue: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho
Para ajudas e aportaçons económicas
Caixa Rural: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: "Galiza diante a reformulaçom do Estado" por Xúlio X. Ferreiro Baamonde - BASENAME: xulio-x-ferreiro-baamonde DATE: Thu, 18 Feb 2016 17:18:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 17 de Fevereiro, o professor e alcalde da Corunha, Xúlio X. Ferreiro Baamonde, intervéu dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social. Na sua exposiçom falou sobre: Galiza diante a reformulaçom do Estado. O acto decorreu no local social de Portas Ártabras, e foi seguida com grande interesse polo publico assistente.

Ferreiro Baamonde mostrou numha significativa exposiçom o processo de configuraçom de Maré Atlántica e como a sua concepçom de fazer política foi significativa para as últimas eleçoes gerais. Mantivo de continuo que a presencia de Galiza como entidade e sujeito político é fulcral para o desenvolvimento do Pais.

Ao findar a conferencia, o palestrista mantivo um interessante debate.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Xúlio X. Ferreiro Baamonde - "Galiza diante a reformulaçom do Estado" BASENAME: o-facho-xulio-x-ferreiro DATE: Mon, 15 Feb 2016 15:35:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

A Agrupaçom cultural O FACHO convida asistir:

O dia 17 de Fevereiro, (Quarta-Mércores), o professor e alcalde da Corunha, Xúlio X. Ferreiro Baamonde, intervirá dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social. A sua exposiçom versará sobre: Galiza diante a reformulaçom do Estado. O acto realizara-se às 8 do serám em Portas Ártabras, Rua Sinagoga 22-Cidade Velha.

Ferreiro Baamonde é doutor em Direito pola Universidade da Corunha, assim mesmo foi magistrado suplente da Audiência Provincial de Lugo. Exerceu como professor de Direito Processal na mesma Universidade. Actualmente é alcalde da Corunha polas candidatura de Maria Atlântica

Tem publicado diversos ensaios e livros, entre os que sublinhamos:
Derecho Procesal Penal em parceria com Pérez-Cruz Martín, Piñol Rodríguez, e Seoane Spiegelberg, Matar un reiseñor. O dereito a un proceso xusto, Mercantilización y precarización del conocimiento: el proceso de Bolonia em parceria, A Zona, Metrópole e control do Delito em parceria com Brandariz García, Vencedores ou vencidos? As orixes da xustiza internacional: Os xuízos de Núremberg em parceria com Zapico Barbeito

Data: 17 de Fevereiro 2016
Hora: 8 do serám ? Rua Sinagoga 22
Portas Ártabras ? Cidade Velha
Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Presidênte d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Galiza diante a reformulaçom do Estado por Nestor Rego Candamil BASENAME: nestor-rego-candamil DATE: Fri, 05 Feb 2016 20:38:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 26 de Janeiro, professor de Língua e Literatura Galegas galega e Secretário-Geral da Uniom do Povo Galego (UPG) e membro da Executiva Nacional do BNG, Nestor Rego Candamil , intervéu dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social.

Na sua interesante conferencia sobre: Galiza diante a reformulaçom do Estado, Rego Candamil analisou desde a perspectiva da Uniom do Povo Galego, a funçom que a naçom galega deve manter diante da vindoura reformulaçom do Estado,

Ao findar a sua exposiçom o palestrista mantivo um interessante colóquio com os assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: História do nobre Ponto, rei de Galiza e de Bretanha por Henrique Harguindey Banet BASENAME: henrique-harguindey-banet DATE: Thu, 04 Feb 2016 16:55:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

No salom de actos de ?Portas Ártabras? o passado dia 02 de Fevereiro, o professor, tradutor e escritor, Henrique Harguindey Banet falou dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom.
Com umha interessante exposiçom fizo umha analise e descriçom dum dos mais importantes livros franceses de cavalaria do século XIV ?Historia do nobre Ponto, rei de Galiza e de Bretanha"; na que Galiza e Corunha som marcos e referentes da acçom literária da novela, mostrando com o mesmo a importância do nosso País no imaginário cultural europeu da época.

Ao findar o conferenciante mantivo um mui interessante colóquio com o público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de Teatro Infantil BASENAME: o-facho-concurso-de-teatro DATE: Fri, 29 Jan 2016 16:13:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

CONCURSO DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA AGRUPAÇOM CULTURAL O FACHO.

Assumindo como próprias as palavras de Juan Ramón Jiménez quando afirmava que ?Teatro infantil é aquele que também lhe gosta aos nenos?, a Agrupaçom Cultural O FACHO acordou convocar o Concurso de Teatro Infantil, que se regerá polas seguintes bases:
1º) Poderám optar ao devandito prémio qualquer pessoa, sem restriçom, sempre que a obra seja inédita e redigida em língua galega, em qualquer norma ortográfica (RAG, REINTEGRADA, LUSOFONA) nom representadas, nem premiadas noutros certames.
2º) Estabelece-se como prémio único de 200,.- ? e umha biblioteca de livros teatrais.
3º) A obra, que nom poderá exceder os 80 fólios, será apresentada por triplicado, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara.
4º) Os originais para o Concurso enviaram-se por correio à Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal d'A Crunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.
5º) O prazo de admissom de originais finda o dia 15 de Abril do 2016 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.
6º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo está composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito teatral galego.
7º) O júri poderá declarar deserto o prémio do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom.
8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.
9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom. No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.
Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Blogue:
http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

Agrupaçom Cultural O Facho
Na Crunha, 27 Janeiro

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de Poesia BASENAME: o-facho-concurso-de-poesia-2 DATE: Fri, 29 Jan 2016 16:10:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

CONCURSO DE POESIA CONVOCADO POLA AGRUPAÇOM CULTURAL O FACHO

A Agrupaçom Cultural O FACHO convoca o Concurso de Poesia 2016, que se regerá polas seguintes bases:

1º) Ao prémio de poesia d'O Facho poderám concorrer qualquer pessoa até os 35 anos de idade e sempre que nom tenha publicado nengum livro individual de poesia e a obra seja inédita e nom ter sido premiada com anterioridade em qualquer outro concurso ou certame.
A obra presentada deve estar escrita em língua galega em qualquer das três normas ortográficas (RAG, REINTEGRADA, LUSOFONA) e com um máximo de umha obra por autor. É responsabilidade do júri do prémio determinar se algum dos trabalhos apresentados possui ou nom as características para ser considerado ?livro?. Porém, recomenda-se que tenham umha extensom mínima de 300 versos.
2º) Os originais para o Concurso enviaram-se por triplicado devidamente encadernados, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara, à Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal da Corunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.
3º) Estabelece-se como prémio único a ediçom da obra premiada. O Facho fará a entrega ao/à autor/a de 100 exemplares.
4º) O prazo de admissom de originais finda o dia 15 de Abril do 2016 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.
5º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo estará composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito da escrita literária, da ediçom ou da crítica.
6º) O júri poderá declarar deserto o prémio do concurso e resolvera aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom. Assim mesmo, o júri escolherá de entre os trabalhos apresentados um único libro. Ademais, poderá deixar constáncia na acta outros títulos considere merecedores de ser publicados, nom significando isto nengum compromisso por parte d'O Facho. Nom se fará referencia na acta ao nome dos autores ou autoras dos livros mencionados.
7º) O Facho disporia do prazo de um ano para editar o livro. Transcorrido esse tempo, o autor ou autora poderá dispor da obra com a única condiçom de que deverá deixar constáncia do galardom em sucessivas ediçons do livro.
8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.
9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no local de O Facho, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom. No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.
10º) Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br

Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Blogue:
http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

Agrupaçom Cultural O Facho
Na Corunha, 27 Janeiro 2016

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso literário de Contos de Nenos para Nenos BASENAME: o-facho-concurso-literario-de DATE: Fri, 29 Jan 2016 16:05:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

CONCURSO LITERÁRIO DE CONTOS DE NENOS PARA NENOS CONVOCADO POLA AGRUPAÇOM CULTURAL O FACHO


Recuperados em 2008 os prémios literários que desde os anos sessenta convocou O FACHO e nos que participárom ou ganhárom muitos dos escritores e escritoras que hoje fam possível com a sua obra umha literatura galega de qualidade e de grande importância nas letras universais, realiza-se a convocatória para 2016 do Concurso Literário de "Contos de Nenos para Nenos"

BASES DO CONCURSO

1. Poderám participar rapazes e raparigas que pressentem as suas obras em Língua galega. Os trabalhos presenteados deveram ser originais e inéditos em toda a sua extensom.

2. O prazo de admissom de originais finaliza o dia 15 de Abril do 2015 às doce da noite.

3. A apresentaçom de originais para o Concurso fará-se por correio postal dirigido à Associaçom Cultural O FACHO, Apartado de Correios n.º 46, Oficina Principal. Podendo fazer individualmente ou por médio do centro onde curse os seus estudos.

4. No caso em que sejam os centros escolares os que pressentem os originais ao Concurso, deveram fazer umha pré-selecçom dum máximo de dous trabalhos por categoria, qualquer outro terá que ser apresentado individualmente.

5. As obras haverem de serem relatos originais e nom estarem editados por nengum procedimento impresso ou electrónico, nem terem sido premiados em qualquer outro concurso ou certame literário e em condiçons para que os seus direitos de publicaçom podam ser cedidos à Associaçom Cultural O FACHO por período de cinco anos contados a partir do dia do falho do júri.

6. Para além da originalidade literária, o júri valorizará a riqueza lingüística e o conhecimento gramatical reflectido nas obras. As obras presentadas deve estar escrita em língua galega em qualquer das três normas ortográficas (RAG, REINTEGRADO, LUSOFONO)

7. Estabelecem-se duas categorias:

Categoria A Nenos e nenas de 6 a 12 anos.
Categoria B Rapazes e raparigas de 13 a 16 anos.

8. As quantias dos prémios serám as que seguem:

Categoria A
1º: 200,.- ? em efectivo, e umha valiosa biblioteca doada por diversas editoriais.
2º: 100,.- ? em efectivo, e umha valiosa biblioteca doada por diversas editoriais

Categoria B
1º: 200,.- ? em efectivo, e umha valiosa biblioteca doada por diversas editoriais
2º: 100,.- ? em efectivo, e umha valiosa biblioteca doada por diversas editoriais

9. Cada autor só poderá apresentar umha obra atendo-se aos seguintes limites de extensom:

Categoria A Um máximo de cinco fólios
Categoria B Um máximo de dez fólios

10. As obras haverem de se apresentar por triplicado, manuscritas ou mecanográficas, encadernadas ou grampadas e levaram por detrás do último folio os seguintes dados:

Nome e apelidos do autor/a.
Endereço e telefone. Correio electrónico.
Centro onde cursa os seus estudos.
Categoria na que participa.

11. Os prémios serám escolhidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O Facho em falho que se fará público no mês de Maio.

12. O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom estejam contempladas nestas bases, assim como as dúvidas na sua interpretaçom.

13. A participaçom neste Concurso implica a aceitaçom das presentes bases.

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Blogue:
http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/



Corunha, 27 de Janeiro 2016

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Henrique Harguindey Banet - "Historia do nobre Ponto, rei de Galiza e de Bretanha" BASENAME: o-facho-henrique-harguindey-banetl DATE: Wed, 27 Jan 2016 07:02:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Apartado de Correios nº 46 O.P.
A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2015-16


Palestra


O vindouro dia 02 de Fevereiro, terça (martes), o professor, tradutor e escritor, Henrique Harguindey Banet falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: "Historia do nobre Ponto, rei de Galiza e de Bretanha"

Harguindey Banet é catedrático de Francês de Bacharelato (jubilado). Como tradutor verteu numerosas obras ao galego dende aquela língua. Algumhas atopam-se no sitio Internet ?palabrasdesconxeladas.gal? onde se pode aceder livremente.
Entre as obras traduzidas para o galego podemos sublinhar:
Três peças cómicas medievais, Historia de rei Kabul, O reiciño de Galicia, Gargantúa e Pantagruel, A escuma dos días, A cantante calva, etc...
Como autor tem publicado individualmente assim como em parceria, só imos mencionar algumhas das mesmas:
La Galice, dez séculos de olladas francesas, A saquetiña da lengua, Lerias e enredos para os máis pequenos, Antoloxía do conto popular galego (estas duas últimas junto a Maruxa Barrio)
Sendo ainda estudante na Corunha foi um dos co-fundadores da Agrupaçom Cultural O Facho. Durante a Tirania franquista mantivo umha intensa vida política em contra da mesma que prolongou posteriormente perante muitos anos.

Dia: 02 de Fevereiro 2016 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras
Cidade Velha - Corunha


J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d'O Facho

Fai-te soci@! Colabora connosco!
Para ajudas e aportaçons económicas: Caixa Rural: ES02.3070.0044.58.6090453421

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Nestor Rego Candamil - "Galiza diante a reformulaçom do Estado". BASENAME: o-facho-nestor-rego-candamil-galiza-diante-a-reformulacom-do-estado DATE: Sun, 17 Jan 2016 18:14:43 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Apartado de Correios nº 46
Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2015-16

Palestra

O dia 26 de Janeiro,Terça (Martes), professor de Língua e Literatura Galegas galega e Secretário-Geral da Unión do Povo Galego (UPG) assim como membro da Executiva Nacional do BNG, Nestor Rego Candamil, intervirá dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social. A sua charla versará sobre: Galiza diante a reformulaçom do Estado. O acto realizara-se às 8 do serám em Portas Ártabras, Rua Sinagoga 22-Cidade Velha.

Rego Candamil iniciou a sua trajectória política na juventude, militando na organizaçom estudantil ERGA, na Assembleia Nacional-Popular Galega (AN-PG) e na UPG. Participou, em representaçom de ERGA na comissom gestora que promoveu a fundaçom do Bloque Nacionalista Galego em 1982. Sendo estudante na Universidade de Santiago de Compostela participou também na fundaçom dos CAF (Comités Abertos de Faculdade) em 1984, aos que representou no Claustro Constituinte da USC. Em 1995 entra na Câmara Municipal de Compostela como concelheiro do BNG, fazendo parte do Governo Municipal desde 1999.Entre 2003 e 2008 exerce como porta-voz do BNG no Concelho e como Tenente de Alcalde e Concelheiro de Cultura. No ano 2011 integra a comissom que promove, por participaçom accionarial popular, a criaçom do diário digital e do semanário Sermos Galiza. Em Junho de 2012 é eleito Secretário-Geral da UPG no XIII Congresso do Partido. Posteriormente, na XIV Assembleia Nacional do BNG realizada em Março de 2013, passa a fazer parte da Executiva Nacional da organizaçom frentista, órgao em que desempenha a Secretaria de Iniciativas Políticas e Relaçons Internacionais.


Data: 26 de Janeiro 2016
Hora: 8 do serám ? Rua Sinagoga 22
Portas Ártabras ? Cidade Velha
Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Presidênte d?O Facho

Todas-las conferencias em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/
Fai-te soci@! Colabora connosco!
Para ajudas e aportaçons económicas:Caixa Rural: ES02.3070.0044.58.6090453421

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Joám Bascuas Jardom - Galiza diante da reformulaçom do Estado BASENAME: o-facho-joam-bascuas-jardom-galiza-diante-da-reformulacom-do-estado DATE: Thu, 14 Jan 2016 06:54:32 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Apartado de Correios nº 46
Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2015-16

Palestra

O dia 12 de Janeiro (Terça-Martes), o professor da EUTS da U.S.C., Joám C. Bascuas Jardón, e o actual Secretário Geral de Compromisso por Galiza intervirá dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social. A sua charla versará sobre: Galiza diante a reformulaçom do Estado. O acto realizara-se às 8 do serám em Portas Ártabras, Rua Sinagoga 22-Cidade Velha.

Bascuas Jardom é Licenciado en Ciências Políticas e Sociologia pola U.C.M., na actualidade é professor da Escola de Trabalho Social (EUTS) da U.S.C.Com anterioridade desenvolveu a sua actividade docente em centros das outras duas universidades galegas. No tocante à sua actividade política, militou no B.N.G. O 14 de Setembro do 2012, foi elegido en primarias abertas candidato à Presidência da Junta de Galiza pola plataforma Compromisso por Galiza. O 16 de Dezembro desse mesmo ano, Compromisso celebra o seu congresso fundacional onde a maioria da sua afiliaçom decide por unanimidade que Joám Bascuas seja o seu primeiro Secretario Geral; responsabilidade que revalida no I Congresso Nacional da formaçom o 16 de Novembro de 2014, também por unanimidade.
Também foi delegado provincial da Conselharia de Vivenda na Corunha durante o governo do chamado Bipartito (2005-2009).

Data: 12 de Janeiro 2016
Hora: 8 do serám ? Rua Sinagoga 22
Portas Ártabras ? Cidade Velha
Corunha


J. Alberte Corral Iglesias
Presidênte d?O Facho

Todo-las as conferencias em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

Fai-te soci@! Colabora connosco!
Para ajudas e aportaçons económicas
Caixa Rural: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O Facho. " Compromiso por Galiza " por Joám C. Bascuás Jardón BASENAME: o-facho-compromiso-por-galiza-por-joam-c-bascuas-jardon DATE: Wed, 13 Jan 2016 15:08:07 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 12 de Janeiro, o professor da EUTS da U.S.C., Joám C. Bascuas Jardón, e o actual Secretário Geral de Compromisso por Galiza intervéu dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social. A sua charla versará sobre: Galiza diante a reformulaçom do Estado. O acto realizou-se em Portas Ártabras.

Com umha interessante palestra, Bascuas Jardón, mostrou é analisou desde a perspectiva de Compromisso por Galiza, o funçom que a naçom galega deve manter diante da vindoura reformulaçom do Estado, fazendo finca-pé na necessidade que este se artelhe desde a soberania das naçons numha estrutura confederal.
Ao findar a sua exposiçom o palestrista mantivo um interessante colóquio com os assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Prémio Nacional de Poesia d'O Facho - "NenaEspiraes" de Tâmara André Padim BASENAME: premio-nacional-de-poesia-d-o-facho-nenaespiraes-de-tamara-andre-padim-2 DATE: Wed, 23 Dec 2015 16:41:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 22 de Dezembro, às 8 da noite, tivo lugar no salom de actos de Portas Ártabras a entrega do Prémio Nacional de Poesia d'O Facho, consistente na publicaçom da obra premiada, o poemário ""NenaEspiraes", de Tâmara André Padim, foi presentada nesse acto.
No evento, ademais da autora, conduzírom o mesmo os membros do júri, Henrique Sánchez Rodríguez -tesoureiro d'O Facho- e a Lúcia Fraga, poeta. A autora premiada leu alguns dos poemas do livro.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Prémio Nacional de Poesia d'O Facho - "NenaEspiraes" de Tâmara André Padim BASENAME: premio-nacional-de-poesia-d-o-facho-nenaespiraes-de-tamara-andre-padim DATE: Sat, 19 Dec 2015 11:02:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Apartado de Correios nº 46
Corunha

Convite para o lançamento do livro de poemas "NenaEspiraes", de Tâmara André Padim. Prémio Nacional de Poesia d'O Facho.

A Agrupaçom Cultural O Facho convidam assistir ao lançamento do livro "NenaEspiraes", Prémio Nacional de Poesia d'O Facho do ano 2015, outorgado a Amara André Padim

O evento realizará-se a partires das 8 do serám no dia 22 de Dezembro do 2015 em Portas Ártabras, Rua Sinagoga, 22 ? Cidade Velha ? Corunha

Acto: Dia: 22 de Dezembro 2015 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras
Rua Sinagoga 22 ? Corunha


J. Alberte Corral Iglesias Presidente d'O Facho

Toda-las conferencias em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

Fai-te soci@! Colabora connosco!
Para ajudas e aportaçons económicas
Caixa Rural: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?Manuel Antonio, poeta da vangarda? por Xosé Luís Ajeitos Agrelo . BASENAME: o-facho-xose-luis-ajeitos-agrelo-manuel-antonio-poeta-da-vangarda-1 DATE: Thu, 17 Dec 2015 16:13:07 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 16 de Dezembro no salom de actos da Portas Ártabras, o Catedrático de Literatura espanhola, Xosé Luís Ajeitos Agrelo, intervéu dentro do ciclo ?Literatura, Língua, e Naçom? organizado pola nossa Agrupaçom, com a sua palestra intitulada ?Manuel António, poeta da vanguarda?.

Com umha rica exposiçom, Ajeitos Agrelo, mostrou é analisou o decorrido existencial de Manuel António, e como o mesmo forma parte consubstancial à sua obra. Expujo como desde novo a rebeldia contra as concepçons clericais e leituras reaccionárias do País e dos humildes foi um eixo vertebrador da sua escrita.

Ao findar a sua exposiçom o palestrista mantivo um interessante colóquio com os assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: "A Crítica do discurso ideológico? por Francisco A. Sampedro Ojeda BASENAME: o-facho-a-critica-do-discurso-ideologico-por-francisco-a-sampedro-ojeda DATE: Fri, 11 Dec 2015 18:07:23 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

No salom de actos d'Afundaçom, o passado dia 9 de Dezembro o Doutor em Filosofia, Francisco A. Sampedro Ojeda com umha interessante exposiçom fizo umha analise da conformaçom do discurso ideológico na sua palestra "A Crítica do discurso ideológico?.

Apontou como na conformaçom do imaginário ideológico estám implicado todo o tecido nom só do domínio económico senom que no mesmo joga um papel fulcral os ?medias? que ajudam a construir o ?consenso? com a ideologia das classes dominantes.

Também reclamou a necessidade dumha consciência, dumha ideologia que ele denominou matricial para nos dar umha leitura da realidade nom só como imediato senom como conformadora dum discurso emancipador

Ao findar o conferenciante mantivo um mui interessante colóquio com o público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Xosé Luís Ajeitos Agrelo - ?Manuel Antonio, poeta da vangarda? BASENAME: o-facho-xose-luis-ajeitos-agrelo-manuel-antonio-poeta-da-vangarda DATE: Thu, 10 Dec 2015 11:23:21 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Apartado de Correios nº 46
Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2015-16

Palestra

O vindouro dia 16 de Dezembro, (quarta-mércores), o Catedrático de Literatura espanhola, Xosé Luís Ajeitos Agrelo, falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua palestra versará sobre: ?Manuel Antonio, poeta da vangarda?.

Ajeitos Agrelo é autor dumha ampla obra de investigaçom e ensaio em temas literários, e culturais. Participou como relator en numerosos congressos sobre o exílio e sobre distintos escritores galegos. Assim mesmo formou parte do comité organizador de diversos congressos sobre o exílio galego. É membro do conselho editorial da Biblioteca del Exílio. Também forma parte do conselho de redacçom das revistas Citania, Cuadrante, Unión Libre. Como documentalista, colaborou en numerosas exposiçons relacionadas co libro galego na Argentina e com as biografias de Rafael Dieste e Castelao.
Publicou numerosos livros entre os que sublinhamos: As coplas galegas do P. Sarmiento; Antoloxía da poesía galega erótica e amatoria; Manuel Antonio, Poesía galega completa; A poética de Manuel Antonio; Luís Seoane e o libro galego na Arxentina; Rafael Dieste, Obra galega completa; Lorenzo Varela, Poesía Completa; O exilio galego: un mapa de cicatrices, etc. Assim mesmo fruito da sua labor como investigador dam mostra os seus artigos publicados en revistas como Boletim Galego de Literatura, Ínsula, Verba, A Trabe de Ouro, Grial, Zurgai, Citania, Serta,

Acto: Dia: 16 de Dezembro 2015 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras
Rua Sinagoga 22 ? Corunha

J. Alberte Corral Iglesias Presidente d'O Facho

Toda-las conferencias em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

Fai-te soci@! Colabora connosco!
Para ajudas e aportaçons económicas
Caixa Rural: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: "O TTIP" porJosé E. Vicente Caneda BASENAME: a-critica-do-discurso-ideologico-por DATE: Thu, 03 Dec 2015 17:59:55 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 1 de Dezembro o jornalista e professor, José Emílio Vicente Caneda dissertou dentro do ciclo, Economia, História, e C.C. Sociais com a sua conferencia intitulada: ?O TTIP?

O professor Vicente Caneda desenvolveu a sua palestra com umha exposiçom expressiva e didáctica da mutaçom na existência dos cidadaos europeus significara a implantaçom do TTIP com a subordinaçom dos Estados e a sua povoaçom ao ?dicta? das transnacionais imperiais.

Ao findar a palestra o conferenciante foi felicitado polo público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Francisco A. Sampedro Ojeda - "A Crítica do discurso ideológico? BASENAME: o-facho-francisco-a-sampedro-ojeda-a-critica-do-discurso-ideologico DATE: Thu, 03 Dec 2015 10:26:40 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Apartado de Correios nº 46
Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2015-16

Palestra

O dia 09 de Dezembro (Quarta-Mércores), o Doutor en Filosofia e catedrático de Ensino Médio, Francisco A. Sampedro Ojeda falará dentro do ciclo, Reflexom e Cultura. A sua exposiçom versará sobre: "A Crítica do discurso ideológico?.

Sampedro Ojeda é um reconhecido autor de ensaio filosófico e crítica literária e política. A sua tese de doutoramento ?O imaxinario ideolóxico? parte da ambigüidade e equivocidade do termo ideologia, para analisar os dous usos teóricos que comummente se reconhecer: uso descritivo ou eulogístico, e uso pejorativo, como falsa consciência. Mostra a pertinência deste último uso para a análise do estatuto filosófico que a ideologia possúe no que vários autores reconhecem como a episteme do século XX, constituída polos discursos de Nietzsche, Marx e Freud. Pescuda o conceito de ideologia em Bacon e na Ilustraçom, e o nacimento da ideologia como ciência das ideias em Desttut de Tracy, a teoria conservadora (Pareto, Sorel, Nietzsche... ), o fenómeno da inversom ideológica em Marx e a teoria da ideologia de Althusser.
Assim mesmo traduziu e introduziu as ediçons galegas de ?D'un désastre obscur? de Alain Badiou; ?L'existencialisme est un humanisme? de Jean-Paul Sartre, e ?Robespierre: une politique de la philosophie? de Georges Labica. Tem-se ocupado também da análise cultural e filosófica da obra de Vicente Risco (O nihilismo do inadaptado) e Rafael Dieste (Sobre a vella pel do mundo). É correspondente en Galiza da revista francesa Multitudes e membro do conselho de redacçom d'A Trabe de Ouro.

Dia: 09 de Dezembro 2015 - Hora: 8 do serám
Local: A Fundaçom -Cantom Grande 21-24
Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Presidênte d?O Facho

Todo-las as conferencias em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

Fai-te soci@! Colabora connosco!
Para ajudas e aportaçons económicas
Caixa Rural: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: José E. Vicente Caneda - O TTIP BASENAME: o-facho-jose-e-vicente-caneda-o-ttip DATE: Tue, 01 Dec 2015 02:48:07 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Apartado de Correios nº 46
Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2015-16

Palestra


O dia 01 de Dezembro (Terça-Martes), às 8 do serám, o jornalista e professor, José Emílio Vicente Caneda falará dentro do ciclo, Economia, História, e C.C. Sociais. A sua conferencia intitula-se: ?O TTIP?

O professor Vicente Caneda é Licenciado em Jornalismo pola U.S.C., actualmente trabalha como docente no ensino médio. Assim mesmo é um reconhecido activista cívico-cultural em prol de Galiza. Nos últimos anos desenvolve a sua dinâmica cultural nom só através da Associaçom Cultural Revira, senom também dentro do Comité Galego de Solidariedade Internacionalista. Assim mesmo colaborou em diversos meios de comunicaçom analisando o TTIP (Associaçom Transatlântica para o Comercio e o Investimento) e as conseqüências possíveis da aplicaçom desse Tratado tam determinante em todos os âmbitos da nossa vida e para o conjunto da economia galega.

Dia: 01 de Dezembro 2015 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22
Cidade Velha ? Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

Todo-las as conferencias em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

Fai-te soci@! Colabora connosco!
Para ajudas e aportaçons económicas
Caixa Rural:
Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: ?O estereotipo antigalego na literatura peninsular moderna? por Alexandre Peres Vigo BASENAME: o-estereotipo-antigalego-na-literatura-peninsular-moderna DATE: Thu, 26 Nov 2015 16:10:36 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 25 de Novembro o professor e investigador, Alexandre Peres Vigo falou dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua conferencia intitula-se: ?O estereotipo antigalego na literatura peninsular moderna?, que foi seguida com grande interesse polos assistentes.

O professor Peres Vigo ilustrou a sua rica palestra com didácticas filminas elaboradas com citas obtidas de diversos textos da literatura espanhola onde Nós, os galegos e galegas somos aldrajados de continuo. Textos de Lope, Gongora, Unamuno, etc... manifestando o seu desprezo para connosco.

Ao findar a palestra o conferenciante foi felicitado polo público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Alexandre Peres Vigo - ?O estereotipo antigalego na literatura peninsular moderna? BASENAME: o-facho-alexandre-peres-vigo-o-estereotipo-antigalego-na-literatura-peninsular-moderna-1 DATE: Sat, 21 Nov 2015 13:09:45 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Apartado de Correios nº 46
Corunha


A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2015-16

Palestra


Por causa da suspensom da conferencia do dia 18 de Novembro, esta será realizada o vindouro dia 25 de Novembro (Quarta ? Mércores), às 8 do serám. Na mesma o professor e investigador, Alexandre Peres Vigo falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua conferencia intitula-se: ?O estereotipo antigalego na literatura peninsular moderna?

O professor Peres Vigo é Licenciado em Humanidades pola Universidade da Corunha, e actualmente trabalha como docente no ensino médio. Assim mesmo é um reconhecido investigador e divulgador do património histórico e cultural galego. Nos últimos anos desenvolve a sua tese doutoral tutorada polo professor e doutor Manuel Ferreiro arredor da génese e desenvolvimento do estereotipo antigalego na literatura peninsular moderna.

Dia: 25 de Novembro 2015 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22
Cidade Velha ? Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

Todo-las as conferencias em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

Fai-te soci@! Colabora connosco!
Para ajudas e aportaçons económicas
Caixa Rural:
Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO:?A Galiza Celta? por Antonio Balboa Salgado BASENAME: o-facho-antonio-balboa-salgado-a-galiza-celta-1 DATE: Wed, 11 Nov 2015 20:09:58 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 10 de Novembro, o professor e Doutor em história, Antonio Balboa Salgado falou dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais. A sua charla intitula-se: ?A Galiza Celta?.

O professor Balboa Salgado deu umha leitura global sobre a cultura celta em Europa, as distintas correntes de pensamento existentes sobre a mesma. A sua palestra foi ilustrada com didácticas filminas elaboradas com objectos obtidos em diversas escavaçons mostrando o vencelho existente entre os mesmo a pesares de ser achados em lugares bem diversos e distintaes.

Ao remate da sua exposiçom houvo um interessante colóquio.

----- COMMENT: AUTHOR: Breu [Visitante] DATE: Sun, 22 Nov 2015 21:48:35 +0000 URL:

Este audio não contem a palestra de Antonio Balboa Salgado

----- COMMENT: AUTHOR: Jose Abreu [Visitante] DATE: Fri, 13 Nov 2015 23:25:12 +0000 URL:

O audio esta errado, pussestes a palestra passada

Abraços

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: A MEMÓRIA D?O FACHO EM INTERNET BASENAME: a-memoria-d-o-facho-em-internet DATE: Tue, 10 Nov 2015 17:05:49 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Preme no enlace para descargar a Memória D´O FACHO

https://archive.org/download/LibroMemriaOFacho/Libro%20mem%C3%B3ria%20O%20Facho.pdf

A MEMÓRIA D?O FACHO EM INTERNET

Em Dezembro de 1991, 24 anos há, publicava-se na Corunha a Memória da Agrupaçom Cultural O Facho, fundada 28 anos atrás. Trata-se, sem dúvida, dumha publicaçom senlheira, mais que polo seu volumem de quase 270 páginas, polo seu contido, pois que abrange um período fundamental da história da Galiza contemporânea através da crónica deste colectivo cultural corunhês.

Dado que o livro vai além da simples memória é mais conhecido polo título da sua primeira parte, A Corunha na cultura galega, a cobrir practicamente um terço do total do volume, correspondendo os dous terços restantes à Memória propriamente considerada. É que foi isso o que precisamente se perseguira, dar-lhe à publicaçom um interesse bem mais geral do que umha estrita cronologia societária.

E é assim como esta primeira parte compreende um relato pormenorizado, Contra a desmemória, profusamente ilustrado, dos acontecimentos produzidos na cidade corunhesa no delongado lapso dos 180 anos que vam de 1808 a 1988 e que a consagrárom como o faro ?o facho- do país? particularmente reabilitados num momento em que a política municipal ?à que nom queremos nem citar polo seu funesto nome patronímico- fazia e fixo o impossível por desterrar da realidade e do imaginário popular toda aquela espléndida executória galeguista da nossa cidade, e na que O Facho tivo um papel tam relevante nessas quase três décadas que a Memória relembra.

Seguem a essa cronologia três outros textos devidos a outras tantas figuras galegas de primeira magnitude e, sem té-lo assim procurado, pertencentes a três geraçons sucessivas: Castelao (1886-1950), Marinhas del Valle (1908-1999) e Avilés de Taramancos (1935-1992), respectivamente: Arte e galeguismo (1919), Tradiçom nacionalista na cidade da Corunha (1997) e Xohán Casal: os froitos da névoa (1986), este com a regalia engadida de ser um autógrafo, este, como o jornalístico de Castelao, apresentados de jeito fac-similar. Todos três ensaios relacionados dalgumha maneira com Corunha.

É a continuaçom que se desprega, segundo vimos de adiantar, a Memória societária, a qual, precedida por umha introduçom de M. Caamaño Suárez e mais dumha Pequena História, se entrega ao leitor nestes capítulos:

A) Cursos de idioma galego. B) Concursos literários e artísticos C) Actos e iniciativas diversas. D) Publicaçons. E) A nossa opiniom nos meios e o eco neles do nosso labor. F) O grupo de teatro O Facho. G) O colectivo juvenil Edral. H) Outras actividades. I) Atrancos e alentos? para rematar, a jeito de epílogo, co apartado J) O Facho para os sócios (Juntas Directivas, Biblioteca Castelao, Estatutos).

Todo isto ilustrado com desenhos de Urbano González, Castelao, Cebreiro, Bagaría, Maside, Seoane, Díaz Pardo, Villar Chao, Felipe Criado, Reimundo Patiño, Vizoso, Siro, Xaquín Marín, Felipe Senén, Xosé Díaz e Arximiro Corral? fotos dos momentos mais destacados, autógrafos de pessoeiros (Otero Pedrayo, Dieste, Rodrigues Lapa, Neira Vilas?) e alguns fragmentos laudatórios de Victoria Armesto (1970), X.M. Rodríguez Pampín (1972 e 1977), Luis Seoane (1975), Carvalho Calero (1980 e 1983), Manuel Lourenzo (1983), M. A. Fernán-Vello (1983) e Francisco A. Vidal (1988).

Em falando dos ilustradores, cumpre ressaltar a reelaboraçom que do logotipo d?O Facho fixo o citado desenhista Arximiro, restituindo-lhe, ao nosso ver, a sua posiçom correcta, virada 180° da que, inadvertidamente, se vinhera utilizando durante muitos anos, pois, segundo se relata na própria Memória, ?a plasmaçom do símbolo fundiria o facho cum sol a se pôr sobre umha leira, tal como a concebera Patiño num sol-pôr campesino?.

É motivo de celebraçom que agora apareça aquela Memória de 1991 no blog d?O Facho. Bom proveito!

Xosé-Mª Monterroso Devesa

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Antonio Balboa Salgado - ?A Galiza Celta? BASENAME: o-facho-antonio-balboa-salgado-a-galiza-celta DATE: Sat, 31 Oct 2015 08:14:18 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Taipa 12-1º
15011 Crunha


A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2015-16

Palestra

O dia 10 de Novembro, terça (martes), às 8 do serám, o professor e Doutor em história, Antonio Balboa Salgado falará dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais. A sua charla intitula-se: ?A Galiza Celta?.

Balboa Salgado foi presidente da Associaçom Galega de Historiadores. Actualmente trabalha como professor de Geografia e História em Ensino Médio. Realizou investigaçons em Alemanha, Áustria, França, Itália, assim como no nosso País. Obtivo o Prémio de Ensaio Manuel Murguía por A Raíña Lupa. As orixes pagás de Santiago en 2005: assim como foi galardoado com o prémio Taboada Chivite entre outros.

Como criador tem publicado diversos livros e numerosos trabalhos de investigaçom, entre os que sublinhamos: As origens pagás de Santiago, Cidades Asolagadas: Augas e o Alén, A Raiña Lupa, A Galicia Celta.

Dia: 10 de Novembro 2015 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22
Cidade Velha ? Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?A trave d'ouro e os mouros dos castros? por Xosé Ramón Marinho Ferro BASENAME: o-facho-a-trave-d-ouro-e-os-mouros-dos-castros-por-xose-ramon-marinho-ferro DATE: Wed, 28 Oct 2015 17:16:45 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 27 de Outubro 5 de Maio, o Doutor e Antropólogo, Xosé Ramón Marinho Ferro intervéu dentro do ciclo, Economia, História da Galiza e Ciências Sociais, com a sua conferência ?A trave d'ouro e os mouros dos castros?

Marinho Ferro ilustrou a sua rica palestra com didácticas filminas elaboradas com dados obtidos no seu trabalho de investigaçom, mostrando a permanência das lendas e dos mitos sobre os ?mouros? no imaginário galego, e como a sua marca corresponde a umha cultura de auto-definiçom comum a todos os povos europeus formada na Idade Media. Mostrou como a cultura popular galega nom se compom de elementos ilhados senom que está perfeitamente artelhada constituindo nom só um sistema de interpretaçom da realidade senom também umha cosmovisom de afirmaçom do próprio.

Ao remate da sua exposiçom houvo um interessante colóquio.

----- COMMENT: AUTHOR: Valentim Martins [Visitante] DATE: Sat, 31 Oct 2015 22:25:01 +0000 URL:

Tenho pena de não poder ter assistido a esta conferência. Interesso-me pelas linguas e pela proto-historia europeia que me parece muito mal contada. Strabão, antes da era atual, jà evocava um local chamado Mourão e encontram-se muitos toponimos e patronimios cujo radical é “MOR": Moravia, Morvan, Morbhian, Saint Maur, Mormont (Suiça)Moreau em França etc. Em Africa este radical é raro. Penso que os mouros não eram arabes e que a historia foi falsificada. Tenho um explicação para o assunto, largamente documentada. Gostaria de encontrar galegos interessados por uma investigação rigorosa, mas fora dos padrões impostos pela cultura oficial.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Xosé Ramón Marinho Ferro - ?A trave d'ouro e os mouros dos castros?. BASENAME: o-facho-xose-ramon-marinho-ferro-a-trave-d-ouro-e-os-mouros-dos-castros DATE: Sun, 18 Oct 2015 10:20:34 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2015-16

Palestra

O dia 27 de Outubro, terça (martes), o Doutor e Antropólogo, Xosé Ramón Marinho Ferro falará dentro do ciclo, Economia, História da Galiza e Ciências Sociais, A sua exposiçom versará sobre: ?A trave d'ouro e os mouros dos castros?.

Marinho Ferro é professor de Antropologia Cultural na Faculdade de Filosofia da Universidade de Santiago de Compostela. Realizou trabalhos de campo en Bolívia e en Galiza. Fruito da sua estancia entre os povos originários de Bolívia é a monografia ?Muerte, religión y símbolos en una comunidad quechua?. De temática exclusivamente galega som os livros: ?Antropoloxía de Galicia?, ?Autobiografía dun labrego? e vários livros de contos populares. Estudou diversos aspectos da cultura popular galega e europeia en ?Satán, sus siervas las brujas y la religión del mal?, ?La medicina popular interpretada?, ?Las romerías/peregrinaciones y sus símbolos?, ?La medicina mágica?, ?O entroido ou os praceres da carne?, ?Los cuentos maravillosos? e ?El simbolismo animal?.

Marinho Ferro defende a ideia de que a cultura popular galega está entroncada com a cultura popular europeia, formada na Idade Media. Engade que a cultura popular galega nom se compom de elementos ilhados senom que está perfeitamente artelhada. Outra das linhas de trabalho de Marinho Ferro é pôr en evidencia a funcionalidade dos costumes tradicionais por riba da sua aparência supersticiosa.

28 de Outubro 2015
Hora: 8 do serám ? Rua Sinagoga 22
Portas Ártabras ? Cidade Velha
Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Presidênte d?O Facho

http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: O reino suevo por Anselmo López Carreira BASENAME: o-facho-o-reino-suevo-por-anselmo-lopez-carreira DATE: Sun, 18 Oct 2015 10:16:39 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O dia 16 de Outubro o Doutor e Historiador, Anselmo Lopes Carreira falou dentro do ciclo, Economia e História da Galiza organizado pola nossa Associaçom. A sua exposiçom intitulada: ?O Reino Suevo?, foi seguida com grande interesse polos assistentes.

Lopes Carreira ilustrou a sua rica palestra com didácticas filminas elaboradas com dados obtidos no seu trabalho de investigaçom, mostrando a importância e duraçom do primeiro reino medieval de Europa assentado na província romana da Gallaecia e como a historiografia espanhola agocha e nega este fito histórico para criar umha falácia para com a mesma justificar a existência actual do Estado espanhol

Ao findar a palestra o conferenciante foi felicitado polo público assistente que enchia o local.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Anselmo López Carreira: ?O reino suevo?. BASENAME: o-facho-anselmo-lopez-carreira-o-reino-suevo DATE: Sun, 11 Oct 2015 20:56:53 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º-C
15005 Crunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2015-16

Palestra

O dia 16 de Outubro (Sexta - Venres) o Doutor e Historiador, Anselmo López Carreira falará dentro do ciclo, Economia e História da Galiza. A sua exposiçom versará sobre: ?O reino suevo?.

Anselmo López Carreira é Doutor em História pola USC, professor no IES Maria Solinho de Cangas, Professor-Titor da UNED de Ourense e Doutor Vinculado do CSIC. Anselmo López é autor dumha ampla obra ensaística de investigaçom histórica, centrada na historia medieval de Galiza. Também é co-autor de varias Historias Gerais de Galiza.
O professor L. Carreira é hoje um dos mais salientáveis historiadores do medievo galego, as suas investigaçons encetárom novos caminhos que a história oficial espanhola fechava para nos manter aos galegos ignorantes da nossa própria história.

Da sua obra podemos destacar alguns dos seus livros: O reino medieval da Galiza, A Revolución Irmandiña; Os reis da Galiza; Martiño de Dumio, a criación dum Reino, Os reis de Galicia, A cidade medieval galega, Os irmandiños: textos, documentos e bibliografia, O Miño. Un caudal de historia etc..

Dia: 16 de Outubro 2015 - Hora: 8 do serám
Local Paideia ? Praça Mª Pita

J. Alberte Corral Iglesias
Presidênte d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: ?Fotobiográfia de Xaquín Villar nos tempos d'O Facho? por F. A. Vidal e J.Monterroso Devesa BASENAME: francisco-a-vidal DATE: Wed, 07 Oct 2015 13:53:25 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Prema no enlace para ver tódalas fotos
https://archive.org/download/Presentacion_201510/Presentaci%C3%B3n.pptx

O passado dia 6 de Outubro O Facho encetou as suas actividades do período 2015-16 com a dissertaçom ?Fotobiográfia de Xaquín Villar nos tempos d'O Facho? a cargo dos ex-directivos da Agrupaçom Francisco A. Vidal e José Monterroso Devesa.

A exposiçom de J. Monterroso foi acompanhada com um desenvolvimento iconográfico realizado por F. Vidal dos anos nos quais Xaquin Villar foi presidente d'O Facho, sendo o mesmo seguido com muita atençom polo público assistente, entre nos quais se encontravam familiares e amigos.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Francisco A. Vidal e José Monterroso Devesa - ?Fotobiográfia de Xaquín Villar nos tempos d'O Facho?. BASENAME: o-facho-francisco-a-vidal-e-jose-monterroso-devesa-fotobiografia-de-xaquin-villar-nos-tempos-d-o-facho DATE: Mon, 28 Sep 2015 18:21:40 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º-C
15005 Crunha


A Agrupaçom Cultural O Facho da Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2015-16

Palestra

O vindouro dia 06 de Outubro, terça (martes), os sócios e ex-directivos: Francisco A. Vidal e José Monterroso Devesa falarám dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais. A sua dissertaçom versará sobre: ?Fotobiográfia de Xaquín Villar nos tempos d'O Facho?.

Francisco A. Vidal Branco é um escritor e etnógrafo galego umha com variada obra: Ollos de anxo da morte, O cuarto dos ausentes, Os chanzos da escada...
Como etnógrafo e articulista, há que ressaltar as colaboraçons no periódico A Nosa Terra No 2009 edita, em colaboraçom com Rosa B. Vizcaya o livro "Dos fastos ós festexos, da mitoloxía clásica á relixiosidade galega". De iniciativa sua foi o monumento a Murguía no natal Osseiro-Arteixo.

José Mª Monterrosso Devesa é escritor e animador cultural através d'O Facho (1976-1992), na rádio, na imprensa, em palestras. Tem publicado umha interessante obra: Cara ó lonxe, noite adiante, As ruas da Cruña, Nau enfeitizada, Galegos e galeguismo, A emigración en Castelao (prémio em Montevidéu), O cemitério de Santo Amaro, Aquela luz, Mil e pico de nomes galegos do Uruguai (dous volumes)... Assim mesmo é investigador autodidacta nos campos da Genealogia e da Onomatologia.

Dia: 06 de Outubro 2015 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22
Cidade Velha ? Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Presidênte d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Acto de entrega dos prémios literarios 2015 BASENAME: acto-de-entrega-dos-premios-literarios-2015 DATE: Tue, 09 Jun 2015 19:22:17 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O dia 5 do mês que corre, no local de Portas Ártabras realizou-se a entrega dos Prémios Literários d'O Facho: Contos de Nenos para Nenos, Poesia, e Teatro Infantil que contárom com a colaboraçom de Casa Hamlet, Ediçons Xerais, Ediçons Positivas, Editorial Galaxia, e Editorial Toxos Outos; as quais expressamos a nossa gratitude. No acto participárom alunas do Conservatório Profissional d'A Corunha que interpretárom diversas obras.

Na ocasiom estivérom presentes para outorgar os prémios ao seleccionados, os membros dos júris: Xabier P. do Campo, Breogam Riveiro, Xúlio López Valcárcel, Lucía de Fraga, e Gustavo Pernas, que elogiárom as obras premiadas assim como aos seus autores.

Posteriormente houvo umha colaçom na que participárom os premiados com as suas familias.

Prema no enlace para ver tódalas fotos
https://archive.org/download/PremiosLiterarios2015/Premios%20literarios%202015.pdf

Prema na barra para oir a gravación

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Entrega dos Prémios Literários convocados do ano 2015 BASENAME: o-facho-entrega-dos-premios-literarios-convocados-do-ano-2015 DATE: Fri, 05 Jun 2015 14:17:49 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 A Crunha

Entrega dos Prémios Literários convocados do ano 2015
05 de Junho do 2015

Temos a bem de informar da entrega dos prémios dos prémios literários convocados pola nossa Agrupaçom. O evento celebrara-se o dia 5 de Junho às 6 e ½ p.m., em Portas Ártabras, rua Sinagoga nº 22, Cidade Velha, Crunha

Concurso de Poesia

Premio à obra: ?Nenaespiraes? de Tamara Andrés Padín

Concurso de Contos de nenos para nenos

Premios da Categoría A (Nenos e nenas de 9 a 12 anos):

Primeiro premio: ?Mentres Dormes? de María Carballo Rodríguez
Alumna do CEIP Concepción Arenal da Coruña
Segundo premio: ?O roubo de Pontenova? de Clara Brage Amado
Alumna do CPI Virxe da Cela de Monfero

Premios da categoría B. (Rapaces e rapazas de 13 a 16 anos):

Primeiro premio: ?Samaín ? de Jéssica Lorenzo González
Alumna do colexio Filipenses Sagrada Familia de Vilagarcía de Arousa
Segundo premio: ?Pecha os ollos? de Carme Castrillo Solto
Alumna do colexio Maristas Santa María de Ourense

Concurso de Teatro Infantil

Premio à obra: ?Estrela... fugaz?? de Carlos Labraña

Agradecemos às editoriais Toxos Outos, Galaxia, Xerais, Casa Hamlet, as suas doaçons de livros que fam possível a existência destes prémios.

Crunha, 1 de Junho do 2015


J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Estatutos do Facho BASENAME: estatutos-do-facho DATE: Mon, 01 Jun 2015 19:09:58 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

https://archive.org/download/Estatutos_201506/Estatutos.pdf

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Resoluçons dos Concursos Literários BASENAME: o-facho-resolucons-dos-concursos-literarios DATE: Fri, 22 May 2015 06:02:50 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 Crunha

A Agrupaçom Cultural O Facho tem a bem de informar das Resoluçons dos Concursos Literários convocadas pola Entidade

Concurso de Poesía

Premio à obra: ?Nenaespiraes? de Tamara Andrés Padín

Concurso de Contos de nenos para nenos

Premios da Categoría A (Nenos e nenas de 9 a 12 anos):

Primeiro premio: ?Mentres Dormes? de María Carballo Rodríguez
Alumna do CEIP Concepción Arenal da Corunha
Segundo premio: ?O roubo de Pontenova? de Clara Brage Amado
Alumna do CPI Virxe da Cela de Monfero

Premios da categoría B. (Rapaces e rapazas de 13 a 16 anos):

Primeiro premio: ?Samaín ? de Jéssica Lorenzo González
Alumna do colexio Filipenses Sagrada Familia de Vilagarcía de Arousa
Segundo premio: ?Pecha os ollos? de Carme Castrillo Solto
Alumna do colexio Maristas Santa María de Ourense

Concurso de Teatro Infantil

Premio à obra: ?Estrela... fugaz?? de Carlos Labraña

Crunha, 20 de Maio do 2015

Agradecendo a sua difusom

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Oferenda floral no monumento a Curros Henriques com o galho das Letras Galegas do ano 2015 BASENAME: homenaxe-curros DATE: Thu, 21 May 2015 16:05:34 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Com o galho das Letras Galegas, a Agrupaçom Cultural O Facho realizou a tradicional oferenda floral nos jardins de Mendes Nunes diante do monumento a Curros Henriques em lembrança de todos aqueles que fizérom que da cultura galega umha constante e permanente jeira na construçom da liberdade do povo galego. O evento tivo lugar o dia 20 de Maio, às 12 da manhá,

Findando o acto muitos dos assistentes lerom poemas de autores e autoras galegas.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Colaboracionistas, franquistas. A élite política do franquismo na repressom fria da Ditadurapor Lúcio Martínez Pereda BASENAME: o-facho-lucio-martinez-pereda-colaboracionistas-franquistas-a-elite-politica-do-franquismo-na-repressom-fria-da-ditadura-1 DATE: Thu, 21 May 2015 15:43:48 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 19 de Maio às 8 do serao o professor em História, Lúcio Martínez Pereda intervéu no ciclo, ?Economia, História e C.C. Sociais?, organizado pola nossa Agrupaçom. A sua exposiçom versou sobre: ?Colaboracionistas, franquistas. A élite política do franquismo na repressom fria da Ditadura?

A exposiçom centrou-se na Repressom Fria, nos diversos aspectos da retaguarda franquista durante a Guerra Civil: mobilizaçom, propaganda política e depuraçom administrativa. Demostrou como Filgueira Valverde foi um activo repressor durante a etapa da Tirania franquista. Toda a dissertaçom estivo respaldada pola cativa documentaçom existente e disponível, já que ao encetar a ?Transacçom? do 78 todos os documentos das sedes do ?Movimento Nacional? fôrom mandados desaparecer por Suárez.

Ao findar a exposiçom houvo um interessante colóquio.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Oferenda floral no monumento a Curros Henriques com o galho das Letras Galegas do ano 2015 BASENAME: o-facho-oferenda-floral-no-monumento-a-curros-henriques-com-o-galho-das-letras-galegas-do-ano-2016 DATE: Fri, 15 May 2015 20:51:11 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 A Crunha

20 de Maio 2015


Com o galho das Letras Galegas, a Agrupaçom Cultural O Facho convida-o assistir à tradicional oferenda floral nos jardins de Mendes Nunes da Crunha diante do monumento a Curros Henriques. O evento terá lugar o dia 20 de Maio, às 12 da manhá em lembrança de todos aqueles que fizérom que a cultura galega umha constante e permanente jeira na sua aportaçom na construçom da liberdade do povo galego.

Solicitamos aos assistentes, se o tenhem a bem, leiam um poema ou pequeno texto de qualquer autor ou autora galega da sua escolha.

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Manifesto em defesa da Língua Galega BASENAME: o-facho-manifesto-em-defesa-da-lingua-galega-2 DATE: Fri, 15 May 2015 20:46:09 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Pasquim CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º
15005 A Crunha


Manifesto em defesa da Língua Galega

A língua galega continua perseguida e proscrita polas política de etnocídio lingüístico do PP


A situaçom da língua galega está em grande perigo ao nom desfrutarmos os galegos de direitos lingüísticos plenos para desenvolver a nossa vida com normalidade na Língua Galega dentro do nosso País.

O galego segue a estar perseguido e proscrito de diferentes âmbitos e usos. Impujo-se um decreto para evitar o ensino em galego. Esta política lingüícida tem responsáveis e cúmplices. Precisasse umha mudança total . Tem-se que lhes dar ferramentas ás geraçons novas. A televisom pública galega nom emite debuxos animados de moda em galego. As moças e moços nom podem escolher jogos, filmes e revistas juvenis na nossa língua, a muitos e muitas impedisse-lhes a escolarizaçom em galego

Como povo e cultura, temos direito a que nossa Língua própria, de origem, seja oficial a todos os efeitos no seu âmbito territorial. Os falantes galegos devemos desfrutar do mesmo "status" legal no nosso território do que o castelá no seu.

O maior descendo de falantes do galego coincide co lustro mais agressivo e lesivo para a normalizaçom da nossa língua e com umha situaçom na que o galego, nom só nom conta com umha oficialidade real, senom que é a própria Xunta quem ataca a oficialidade formal que acadou.

As políticas de etnocídio levadas a cabo contra o galego ditadas desde há séculos pola casta dos altos cortesaos de Madrid e também hoje reiteradas pola actual ?Xunta de Galicia?, ponhem em perigo a Língua Nacional, ao ser violentados decote os galegos falantes.

Esta posiçom de etnocídio é a negaçom da convivência e da igualdade das distintas naçons que conformam o Estado Espanhol.

Reclamamos:

A aboliçom do sistema legal que subordina o galego ao castelá, a aboliçom do supremacismo castelá que procura a desapariçom do galego e exigimos a implementaçom de autênticas políticas de normalizaçom lingüística ao serviço da nossa sociedade. Ampliar a co-oficialidade de todas as línguas do Estado em todo o seu território. O dever de conhecer o galego em todos os territórios onde é fala de seu.

* * *

Ante a necessidade de respostas à política de etnocídio preconizada pola actual ?Xunta de Galicia?, O Facho pede aos sócios e amigos a sua participaçom na Mobilizaçom convocada para o

17 de maio de 2015, ás 12h, Diante do Teatro Rosalía (Rego da Auga).


?Findemos o quinquénio lingüicida para o idioma galego impulsado por Núñez Feijó?

Na Crunha, 14 de Maio do 2015
Agrupaçom Cultural O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Lúcio Martínez Pereda - ?Colaboracionistas, franquistas. A élite política do franquismo na repressom fria da Ditadura? BASENAME: o-facho-lucio-martinez-pereda-colaboracionistas-franquistas-a-elite-politica-do-franquismo-na-repressom-fria-da-ditadura DATE: Wed, 13 May 2015 10:50:30 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 Crunha

.


A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2014-15

Palestra

O vindouro dia 19 de Maio, terça (martes), às 8 do serao no local d'A Fundaçom, sita no Cantom Grande, nº 8 d'A Crunha; o professor em História, Lúcio Martínez Pereda intervirá no ciclo, ?Economia, História e C.C. Sociais?, organizado pola nossa Agrupaçom. A sua exposiçom versará sobre: ?Colaboracionistas, franquistas. A élite política do franquismo na repressom fria da Ditadura?

O historiador Martínez Pereda, é licenciado em Geografia e História pola Universidade de Santiago. Na actualidade exerce como Professor de História no IES Valadares de Vigo. O seu labor investigador centrou-se em diversos aspectos da retaguarda franquista durante a Guerra Civil: mobilizaçom, propaganda política e depuraçom administrativa.
É autor dos seguintes livros: La depuración franquista del Magisterio Nacional en el norte de Zamora 1936-1943, Propaganda, mobilizaçom e cerimónias político religiosas em Vigo durante a Guerra Civil e Medo político e controlo social na retaguarda franquista (Xerais) 2015). Actualmente estuda a mobilizaçom e politizaçom de massas na fase inicial da ditadura na Galiza.
Assim mesmo, tem publicado os seus trabalhos de investigaçom em várias revistas de estudos históricos

Dia: 19 de Maio do 2015 ? Hora: 8,00 do serao
Local: A Fundaçom ? Cantom Grande, 8
Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho


Toda-las palestras dadas estám em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?O porvir energético? por José Ramom Flores das Seixas - BASENAME: o-facho-jose-ramom-flores-das-seixas-o-porvir-energetico-1 DATE: Wed, 06 May 2015 15:51:01 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 5 de Maio, o Professor titular da USC, no Departamento de Física Aplicada José Ramom Flores das Seixas, intervéu dentro do ciclo ?O saber cientifico na Galiza?, com a palestra intitulada ?O porvir energético?.
Flores das Seixas na sua dissertaçom e posterior colóquio deu a conhecer com as suas palavras que sempre fórom sustentadas com dados e imagens na êcra, o marco actual do problema energético e a possível situaçom de precariedade energetica que se avizinha. Assim mesmo comentou a ausência dumha comunicaçom e debate aberto sobre a questom energética.
Ao remate da sua exposiçom houvo um interessante colóquio.

Preme no seguinte enlace para ver a presentación
https://archive.org/download/PalestraEnergia/palestra1.pdf

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: - ?A maçoneria na Galiza? por Joám Carlos Pereira Martins BASENAME: jose-ramon-flores-das-seixas DATE: Sun, 03 May 2015 16:59:24 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 28 de Abril, o historiador, Joám Carlos Pereira Martins, intervéu dentro do Ciclo: Economia, História, e Ciências Sociais, com a sua exposiçom intitulada: ?A maçoneria na Galiza?.

Pereira Martins expujo a sua moi emocionante palestra fundamentando-se em investigaçons tanto levadas por ele mesmo como por outros estudiosos da maçoneria, da importância desta instituiçom na construçom do livre pensamento nos séculos passados e assim como o custo em vidas e perseguiçom padecida polo clerical-fascismo durante e post a insurreiçom militar do ano 1936. No seu relatório lembrou os nomes dos muitos dos assassinados numha homenagem as suas pessoas.

Como sempre ao finalizar a palestra o conferenciante mantivo um interessante colóquio com os presentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: José Ramom Flores das Seixas - ?O porvir energético? BASENAME: o-facho-jose-ramom-flores-das-seixas-o-porvir-energetico DATE: Thu, 30 Apr 2015 14:24:03 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o a assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2014-15

Palestra

O vindoiro dia 5 de Maio, terça (martes), o Professor titular da USC, no Departamento de Física Aplicada José Ramom Flores das Seixas, falará dentro do ciclo ?O saber cientifico na Galiza?, com a palestra intitulada ?O porvir energético?.

Flores das Seixas é Licenciado e doutor em física pola Universidade de Santiago de Compostela. Investigador visitante na Portland State University (Portland, EUA), no Laboratoire Central de Recherche da Thomsom-CSF (Paris, França) e na Univesity of Kent (Canterbury, Reino Unido).

Além do seu trabalho docente e investigador, com as publicaçoes correspondentes em revistas científicas da sua especialidade, tem desenvolvido também um labor cívico nas áreas do software livre e do activismo lingüístico, sendo um pioneiro na traduçom do software ao galego e autor de dicionários para correctores ortográficos. É autor do livro cientifico-técnico Dispositivos optoelectrónicos, e coordenador do livro divulgativo Quês e porquês do reintegracionismo.

Dia: 5 de Maio- Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras ? Sinagoga 22
Cidade Velha ? Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d'O Facho

Toda-las palestras dadas estám em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Joám Carlos Pereira Martins - ?A maçoneria na Galiza? BASENAME: o-facho-joam-carlos-pereira-martins-a-maconeria-na-galiza-1 DATE: Tue, 28 Apr 2015 08:15:36 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
15011 Crunha


A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2014-15.

Palestra:

O dia 28 de Abril, o historiador, Joám Carlos Pereira Martins, intervirá dentro do Ciclo: Economia, História, e Ciências Sociais, com a sua exposiçom intitulada: ?A maçoneria na Galiza?.

Pereira Martins é Lcdo. em Geografia e História, realizou os cursos de doutorado em Historia Medieval, sendo um dos maiores especialistas na Orde do Temple nos reinos da Galiza e Leom. Actualmente é historiador do Concelho de Culheredo.. Entre a sua obra publicada podemos salientar:
?Fábrica de Armas de A Coruña. Seis décadas de historia?; ?Anxo Senra Fernández, vida e obra?; ?Os Templários. Artigos e ensaios?; Asociacionismo e movemento obreiro em Oleiros (1900-1936); ?Germinal, Centro de Estudios Sociais (Cultura obreira na Coruña, 1902-1936)?, com Ana Romero Masiá; ?O orballo da igualdade. Asociacionismo femenino progresista na Coruña?, com Ana Romero Masiá; ? A Galicia heterodoxa?; etc...

Assim formou parte do colectivo poético corunhês ?Os habitantes do Lago?, cursou estudos vários anos no Conservatório de Música da Crunha, e também foi um dos fundadores do grupo de teatro ?Maio-longo? de Culheredo. Artista plástico, tem realizado exposiçons, individuais ou colectivas, por toda Galiza e Portugal.


Dia: 28 de Abril 2015 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Artabras
Rua Sinagoga 22- Cidade Velha ? Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d'O Facho

Toda-las palestras dadas estám em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?Luís Iglesias, um científico galego com sentido social da ciência? por Manuel Bermejo Patinho BASENAME: o-facho-luis-iglesias-um-cientifico-galego-com-sentido-social-da-ciencia-por-manuel-bermejo-patinho DATE: Thu, 09 Apr 2015 19:07:52 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 7 de Abril,o Catedrático de Química Inorgánica da U.S.C., Manuel Bermejo Patinho, intervéu dentro do ciclo ?A Ciência na Galiza?, organizado pola nossa Associaçom. A sua exposiçom intitulada: ?Luís Iglesias, um científico galego com sentido social da ciência?, foi seguida com grande interesse polos assistentes.

Bermejo Patinho ilustrou a sua rica palestra com didácticas filminas elaboradas com dados obtidos no seu trabalho de investigaçom, mostrando o desenvolvimento do pensamento e o compromisso social e académico de Luís Iglesias.

Como sempre ao findar a descriçom o conferenciante mantivo um mui interessante colóquio com o público presente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Joám Carlos Pereira Martins - ?A maçoneria na Galiza? BASENAME: o-facho-joam-carlos-pereira-martins-a-maconeria-na-galiza DATE: Thu, 09 Apr 2015 10:40:25 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
15011 Crunha


A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2014-15.

Palestra:

O dia 28 de Abril, o historiador, Joám Carlos Pereira Martins, intervirá dentro do Ciclo: Economia, História, e Ciências Sociais, com a sua exposiçom intitulada: ?A maçoneria na Galiza?.

Pereira Martins é Lcdo. em Geografia e História, realizou os cursos de doutorado em Historia Medieval, sendo um dos maiores especialistas na Orde do Temple nos reinos da Galiza e Leom. Actualmente é historiador do Concelho de Culheredo.. Entre a sua obra publicada podemos salientar:
?Fábrica de Armas de A Coruña. Seis décadas de historia?; ?Anxo Senra Fernández, vida e obra?; ?Os Templários. Artigos e ensaios?; Asociacionismo e movemento obreiro em Oleiros (1900-1936); ?Germinal, Centro de Estudios Sociais (Cultura obreira na Coruña, 1902-1936)?, com Ana Romero Masiá; ?O orballo da igualdade. Asociacionismo femenino progresista na Coruña?, com Ana Romero Masiá; ? A Galicia heterodoxa?; etc...

Assim formou parte do colectivo poético corunhês ?Os habitantes do Lago?, cursou estudos vários anos no Conservatório de Música da Crunha, e também foi um dos fundadores do grupo de teatro ?Maio-longo? de Culheredo. Artista plástico, tem realizado exposiçons, individuais ou colectivas, por toda Galiza e Portugal.


Dia: 28 de Abril 2015 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Artabras
Rua Sinagoga 22- Cidade Velha ? Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d'O Facho

Toda-las palestras dadas estám em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Manuel Bermejo Patinho - ?Luís Iglesias, um científico galego com sentido social da ciência?. BASENAME: o-facho-manuel-bermejo-patinho-luis-iglesias-um-cientifico-galego-com-sentido-social-da-ciencia DATE: Tue, 31 Mar 2015 17:01:19 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Crunha


A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o a assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2014-15

Palestra

O vindoiro dia 7 de Abril, terça (martes), o Catedrático de Química Inorgánica da U.S.C., Manuel Bermejo Patinho, falará dentro do ciclo ?A Ciência na Galiza?, com a palestra intitulada ?Luís Iglesias, um científico galego com sentido social da ciência?.

Manuel Bermejo é professor-investigador da USC. Do amplo currículo deste professor cabe destacar:

Director de um Grupo de Investigaçom em Química Bio-inorgánica e Supra-molecular; director e colaborador na direcçom de diversas Teses de Doutoramento de História da Ciência em Galiza; director de um Grupo de Trabalho sobre Conservaçom e posta em valor do Património Científico de Galiza; Director do trabalho Estrategia Galega de Educaçom Ambiental e participante no Projecto Galiza 2010. Assim mesmo tem organizado e participado em numerosos congressos nacionais e internacionais, tanto da sua especialidade como da Historia da Ciência e de Educaçom Ambiental.
Tem inumeráveis publicaçons de trabalhos em revistas internacionais do mais alto nível e comunicaçons científicas ao longo de todo o mundo. Também é autor de múltiplos trabalhos pedagógico-didácticos, livros de Ciência e Divulgaçom científica, artigos em revistas galegas e espanholas e múltiplas conferencias de divulgaçom.

Dia: 7 de Abril- Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras ? Sinagoga 22
Cidade Velha ? Crunha

Todas as palestras dadas estám em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?Umha Visom Eduardo Pondal? por Manuel Ferreiro BASENAME: manuel-ferreiro DATE: Thu, 26 Mar 2015 19:18:55 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 25 de Março, o catedrático e ensaísta, Manuel Ferreiro Fernandes, falou dentro do ciclo ?Língua, Literatura, e Naçom?, com a sua exposiçom intitulada ?Umha Visom Eduardo Pondal?. O acto celebrou-se em Portas Ártabras.

O professor Manuel Ferreiro expujo na sua palestra ilustrando-a com significativos poemas pondalianos, para umha melhor compressom polos ouvintes, do grande mérito da poética do bardo bergantinham.

Como sempre ao findar a exposiçom o conferenciante partilhou com o público assistente sobre a transcendencia da obra literária de Pondal.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Manuel Ferreiro Fernandes - ?Umha Visom Eduardo Pondal? BASENAME: o-facho-manuel-ferreiro-fernandes-umha-visom-eduardo-pondal DATE: Sun, 22 Mar 2015 20:34:01 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Crunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2014-15

Palestra


O vindouro dia 25 de Março, quarta (mércores), às 8 do serám; o catedrático e ensaísta, Manuel Ferreiro Fernandes, falará dentro do ciclo ?Língua, Literatura, e Naçom?, com a sua exposiçom intitulada ?Umha Visom Eduardo Pondal?. O acto celebra-se em Portas Ártabras, Rua Sinagoga 22, Cidade Velha.

Ferreiro Fernandes é doutor em Filologia Galego-Portuguesa pola USC. Actualmente é catedrático de Filologias Galega e Portuguesa na UDC, assim mesmo é um reconhecido investigador da Lingüística Histórica e Historia da Língua Galega, nas suas linhas de investigaçom também se incluem a Ecdótica de textos antigos galegos (medievais, médios e do século XIX) e a Crítica Textual galego/portuguesa. Ademais de ser autor de numerosos relatórios, artigos e colaboraçons em congressos, revistas e publicaçons especializadas, sublinhamos alguns dos seus livros:
Pondal: Do dandysmo á loucura (Biografia e correspondéncia), As cantigas de Rodrigu'Eanes de Vasconcelos, Luís de Camões: Doce Canto em Terra Alheia? Apêndice: Camões em Terra Alheia (Presenças Camonianas na Lírica Galega),
Pondal, Eduardo: Poesía Galega Completa. Volume I: Queixumes dos Pinos, Historia da Literatura Galega. Cantiga de Amigo, (em colaboraçom com C.P. Martínez Pereiro),
Historia da Literatura Galega. Cantiga de Amor, (em colaboraçom com C.P. Martínez Pereiro), Historia da Literatura Galega. Cantiga de Escarnio e de mal dizer, (em colaboraçom com C.P. Martínez Pereiro), Historia da Literatura Galega. Cantigas de Santa Maria, Vigo, (em colaboraçom com C.P. Martínez Pereiro), Pondal, Eduardo: Poesía Galega Completa. Volume II: Poemas Impresos. Pondal, Eduardo: Poesia Galega Completa. Volume III; Poemas Manuscritos, etc...

Dia:25 de Março - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22
Cidade Velha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: "A vigência de Alfonso Rodrigues Castelao" por Pilar Garcia Negro - BASENAME: o-facho-a-vigencia-de-alfonso-rodrigues-castelao-por-pilar-garcia-negro DATE: Wed, 18 Mar 2015 15:49:49 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 17 de Março, a professora da UDC, Pilar Garcia Negro intervéu dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua intervençom tivo como temática: A vigência de Alfonso Rodrigues Castelao.
Garcia Negro expujo na sua rica palestra com agudas reflexons a vigência do pensamento de Afonso Rodrigues Castelao, vulto fulcral do século XX na elaboraçom do pensamento político desde o País e para Nós, os galegos. A sua obra ?Sempre em Galiza?, assim como os seus cartafoles de desenhos som mostra do afirmado pola conferencista
Como sempre ao findar a descriçom o conferenciante mantivo um mui interessante colóquio com o público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?O Direito a Decidir? por Ramiro Vidal Alvarinho BASENAME: o-direito-a-decidir-por DATE: Wed, 11 Mar 2015 18:39:46 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 10 de Março, o escritor e poeta, Ramiro Vidal Alvarinho intervéu dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais com a dissertaçom: ?O Direito a Decidir?.

Vidal Alvarinho expujo da necessidade e o direito do conjunto do povo galego a exerzer o seu ?Direito a Decidir? cara a construçom de um processo emancipador das classes trabalhadoras galegas e do País.
Como sempre ao finalizar a palestra o conferenciante mantivo um interessante colóquio com os presente

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Pilar Garcia Negro - A vigência de Alfonso Rodrigues Castelao BASENAME: o-facho-pilar-garcia-negro-a-vigencia-de-alfonso-rodrigues-castelao DATE: Wed, 11 Mar 2015 05:32:01 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:


Agrupaçom Cultural O Facho
Crunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2014-15

Palestra

O vindouro dia 17 de Março, terça (martes) a professora da UDC, Pilar Garcia Negro falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua intervençom terá como temática: A vigência de Alfonso Rodrigues Castelao. O acto realizara-se em Portas Ártabras, Rua Sinagoga 22, Cidade Velha.

A professora Pilar Garcia Negro tem intervido em numerosos simpósios e congressos nacionais e internacionais sobre sociolingüística, línguas europeias nom normalizadas, literatura galega e feminismo, e publicado ediçons e estudos sobre diversos autores galegos. No curso 1979-1980, em colaboraçom com Xosé Mª Dobarro, publica, n?A Nosa Terra, a secçom ?Leccións de Literatura e de Língua". Além de neste semanário, tem colaborado noutras publicaçons periódicas galegas, portuguesas, euzkaldunas, catalás e espanholas. É militante do movimento nacionalista desde 1975-1976. Foi deputada polo B.N.G. no Parlamento Galego, de 1989 a 2003

Posúe umha abondosa obra publicada, da que sublinhamos:O Ensino da Língua: Por um cambio de rumo, em colaboraçom com Xosé Mª Dobarro, Sempre em galego, Poesia galega de Valentin Lamas Carvajal, Direitos linguisticos e controle político, Rosália de Castro. El caballero de las botas azules, etc...
É co-fundadora do Comité espanhol do Bureau Européen pour les langues moins répandues e delegada do mesmo, na Galiza, de 1985 a 1990. Também é membro de Conselhos de redacçom de diversas revistas, entre as que ressaltamos: Altres nacions, da Revista de Filología da Universidade da Corunha, Terra e Tempo.

Dia: 17 de Março 2015 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22
Cidade Velha ? Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Ramiro Vidal Alvarinho - ?O Direito a Decidir? BASENAME: o-facho-ramiro-vidal-alvarinho-o-direito-a-decidir DATE: Tue, 10 Mar 2015 14:54:25 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Crunha

A Agrupaçom Cultural O Facho d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2014-15


Palestra

O vindouro dia 10 de Março, terça (martes), o escritor e poeta, Ramiro Vidal Alvarinho falará dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais. A sua dissertaçom versará sobre: ?O Direito a Decidir?. O acto realizara-se em Portas Ártabras, Rua Sinagoga 22 ? Cidade Velha.

Vidal Alvarinho é activista cultural desde os seus primeiros anos de mocidade, fixo parte do movimento ambientalista (Colectivo Ecoloxista e Naturalista Biotopo) e do activismo em defesa da língua (Movimento Defesa da Língua); assim mesmo foi co-fundador do Centro Social Gomes Gaioso. Forma parte de NÓS-Unidade Popular desde a sua fundaçom. Iniciou a sua trajectória poética no colectivo Versos Suicidas, tendo participado desde entom en múltiplos recitais, sendo actualmente membro de A porta verde do sétimo andar. Assim mesmo colabora como articulista em: Diário Liberdade, Praza e Sermos Galiza, entre outros, cultivando nestes meios o artigo de opiniom.

Entre a sua obra literária tanto no eido da poesia como do relato curto cabe sublinhar: ?Oraçom laica para a virtude?, ?As horas violadas?, ?Língua?, ?Mares de Queijo?, ?O fogar recuperado das ideias, "Letras de Amor e Guerra", etc...

Dia:10 de Março do 2015 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22
Cidade Velha - Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?O lume manso dos viveres galegos?por Xose Vasquez Pintor BASENAME: xose-vasquez-pintor DATE: Wed, 04 Mar 2015 19:46:14 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 3 de Março, o professor e escritor Xosé Vasques Pintor falou dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom com a sua exposiçom intitulada: ?O lume manso dos viveres galegos?. O acto celebrou-se em Portas Ártabras..
Vasques Pintor expujo a sua moi emocionante palestra fundamentando-se em estudos e textos da sua própria colheita para fazer compreender ao público assistente a importância de preservar o legado das ?tribos?, tal como ele definiu poeticamente aos distintos ofícios e labores levadas a cabo polo o povo galego.
Como sempre ao finalizar a palestra o conferenciante mantivo um interessante colóquio com os presentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: CONCURSO DE CONTOS DE NENOS PARA NENOS BASENAME: o-facho-concurso-de-contos-de-nenos-para-nenos-11 DATE: Tue, 03 Mar 2015 00:02:14 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

CONCURSO LITERÁRIO DE CONTOS DE NENOS PARA NENOS CONVOCADO POLA AGRUPAÇOM CULTURAL O FACHO


Recuperados em 2008 os prémios literários que desde os anos sessenta convocou O FACHO e nos que participárom ou ganhárom muitos dos escritores e escritoras que hoje fam possível com a sua obra umha literatura galega de qualidade e de grande importância nas letras universais, realiza-se a convocatória para 2015 do Concurso Literário de ?Contos de Nenos para Nenos?

BASES DO CONCURSO

1. Poderám participar rapazes e raparigas que pressentem as suas obras em Língua galega. Os trabalhos presenteados deveram ser originais e inéditos em toda a sua extensom.
2. O prazo de admissom de originais finaliza o dia 15 de Abril do 2015 às doce da noite.
3. A apresentaçom de originais para o Concurso fará-se por correio postal dirigido à sede da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Federico Tápia n.º 12-1º - Corunha (15005) ou a Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal d'A Corunha. Podendo fazer individualmente ou por médio do centro onde curse os seus estudos.
4. No caso em que sejam os centros escolares os que pressentem os originais ao Concurso, deveram fazer umha pré-selecçom dum máximo de dous trabalhos por categoria, qualquer outro terá que ser apresentado individualmente.
5. As obras haverem de serem relatos originais e nom estarem editados por nengum procedimento impresso ou electrónico, nem terem sido premiados em qualquer outro concurso ou certame literário e em condiçons para que os seus direitos de publicaçom podam ser cedidos à Associaçom Cultural O FACHO por período de cinco anos contados a partir do dia do falho do júri.
6. Para além da originalidade literária, o júri valorizará a riqueza lingüística e o conhecimento gramatical reflectido nas obras. As obras presentadas deve estar escrita em língua galega em qualquer das três normas ortográficas (AGAL, PADROM, RAG)
7. Estabelecem-se duas categorias:

Categoria A Nenos e nenas de 6 a 12 anos.
Categoria B Rapazes e raparigas de 13 a 16 anos.

8. As quantias dos prémios serám as que seguem:

Categoria A
1º: 200,.- ? em efectivo, e umha valiosa biblioteca doada por diversas editoriais.
2º: 100,.- ? em efectivo, e umha valiosa biblioteca doada por diversas editoriais

Categoria B
1º: 100,.- ? em efectivo, e umha valiosa biblioteca doada por diversas editoriais
2º: 100,.- ? em efectivo, e umha valiosa biblioteca doada por diversas editoriais

9. Cada autor só poderá apresentar umha obra atendo-se aos seguintes limites de extensom:

Categoria A Um máximo de cinco fólios
Categoria B Um máximo de dez fólios

10. As obras haverem de se apresentar por triplicado, manuscritas ou mecanográficas, encadernadas ou grampadas e levaram por detrás do último folio os seguintes dados:

Nome e apelidos do autor/a.
Endereço e telefone. Correio electrónico.
Centro onde cursa os seus estudos.
Categoria na que participa.

11. Os prémios serám escolhidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O Facho em falho que se fará público no mês de Maio.
12. O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom estejam contempladas nestas bases, assim como as dúvidas na sua interpretaçom.
13. A participaçom neste Concurso implica a aceitaçom das presentes bases.

Correio electrónico: o_facho_a_cultural@yahoo.com.br
http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/



J. Alberte Corral Iglesias
Secretário do Facho

Crunha, 07 de Janeiro 2015

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: CONCURSO DE POESIA BASENAME: o-facho-concurso-de-poesia-1 DATE: Tue, 03 Mar 2015 00:00:45 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º
15005 Crunha

CONCURSO DE POESIA CONVOCADO POLA AGRUPAÇOM CULTURAL O FACHO.



A Agrupaçom Cultural O FACHO acordou recuperar e convocar o Concurso de Poesia.

BASES DO CONCURSO


1º) Ao prémio de poesia d'O Facho poderám concorrer qualquer pessoa até os 35 anos de idade e sempre que nom tenha publicado nengum livro individual de poesia e a obra seja inédita e nom ter sido premiada com anterioridade em qualquer outro concurso ou certame.
A obra presentada deve estar escrita em língua galega em qualquer das três normas ortográficas (AGAL, PADROM, RAG) e com um máximo de umha obra por autor. É responsabilidade do júri do prémio determinar se algum dos trabalhos apresentados possui ou nom as características para ser considerado ?livro?. Porém, recomenda-se que tenham umha extensom mínima de 300 versos.
2º) Os originais para o Concurso enviaram-se por triplicado devidamente encadernados, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara, à sé da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Federico Tápia n.º 12-1º - Crunha (15005) ou a Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal d'A Crunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.
3º) Estabelece-se como prémio único a ediçom da obra premiada. O Facho fará a entrega ao/à autor/a de 100 exemplares.
4º) O prazo de admissom de originais finda o dia 31 de Março do 2015 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.
5º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo estará composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito da escrita literária, da ediçom ou da crítica.
6º) O júri poderá declarar deserto o prémio do concurso e resolvera aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom. Assim mesmo, o júri escolherá de entre os trabalhos apresentados um único libro. Ademais, poderá deixar constáncia na acta outros títulos considere merecedores de ser publicados, nom significando isto nengum compromisso por parte d'O Facho. Nom se fará referencia na acta ao nome dos autores ou autoras dos livros mencionados.
7º) O Facho disporia do prazo de um ano para editar o livro. Transcorrido esse tempo, o autor ou autora poderá dispor da obra com a única condiçom de que deverá deixar constáncia do galardom em sucessivas ediçons do livro.
8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.
9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no local de O Facho, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom. No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.
10º)Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

Correo electrónico: o_facho_a_cultural@yahoo.com.br
http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d'O Facho

Na Crunha, 08 Janeiro 2015

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: CONCURSO DE TEATRO INFANTIL BASENAME: o-facho-concurso-de-teatro-infantil-18 DATE: Mon, 02 Mar 2015 23:59:28 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º
15005 Crunha

CONCURSO DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA AGRUPAÇOM CULTURAL O FACHO.


Assumindo como próprias as palavras de Juan Ramón Jiménez quando afirmava que ?Teatro infantil é aquele que também lhe gosta aos nenos?, a Agrupaçom Cultural O FACHO acordou convocar o Concurso de Teatro Infantil.

BASES DO CONCURSO

1º) Poderám optar ao devandito prémio qualquer pessoa, sem restriçom, sempre que a obra seja inédita e redigida em língua galega, -em qualquer norma ortográfica (AGAL, PADROM, RAG)- nom representadas, nem premiadas noutros certames.
2º) Estabelece-se como prémio único de 200,.- ? e umha biblioteca de livros teatrais.
3º) A obra, que nom poderá exceder os 80 fólios, será apresenteada por triplicado, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara.
4º) Os originais para o Concurso enviaram-se por correio à sé da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Federico Tápia n.º 12-1º - Crunha (15005) ou a Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal d'A Crunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.
5º) O prazo de admissom de originais finda o dia 31 de Março do 2015 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.
6º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo está composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito teatral galego.
7º) O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom.
8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.
9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no local de O Facho, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom. No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.
Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

Correo electrónico: o_facho_a_cultural@yahoo.com.br
http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/


J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d'O Facho

Na Crunha, 08 Janeiro 2015

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?O Direito a Decidir? por Rafael Cuinha BASENAME: rafael-cuina DATE: Thu, 26 Feb 2015 12:38:19 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Dentro do ciclo de conferência Economia, História e C.C. Sociais, o passado dia 24 de Fevereiro, terça (martes), o politico e empresário Rafael Cuinha Aparicio dissertou sobre: ?O Direito a Decidir?.

Na sua exposiçom Rafael Cuinha asseverou que o Direito a Decidir é consubstancial a existência mesma da democracia. Assim mesmo desvendou que a sua postura seria a construçom de um Estado federal e plurinacional

Ao findar a sua exposiçom mantivo com os assistentes um mui interessante debate.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Xosé Vasques Pintor - ?O lume manso dos viveres galegos? BASENAME: o-facho-xose-vasques-pintor-o-lume-manso-dos-viveres-galegos DATE: Wed, 25 Feb 2015 19:13:03 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Crunha

A Agrupaçom Cultural O Facho d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2014-15


Palestra

O vindouro dia 3 de Março, terça (martes), o professor e escritor, Xosé Vasques Pintor falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua exposiçom terá como reflexom: ?O lume manso dos viveres galegos?. O acto realizara-se em Portas Ártabras, Rua Sinagoga 22 ? Cidade Velha.

Vasques Pintor é licenciado em Filosofia e Ciências da Educaçom, e fundador dos grupos teatrais Ancoradouro e Casa da Bola, em Cangas, a sua localidade de residência.
Em quanto a sua faceta como escritor, cultiva poesia (Gándaras, Terra e pan, O espertar tamén é noso, Ofidios de diario, Na vertical da noite, No corazón mancado, Rotazón violeta, Banzados), ensaio (de carácter antropológico: Os vellos oficios, A tribo sabe), narrativa (De ida e volta, Lume de biqueira, Quen faga voar, A memoria do boi) e teatro (A fraga encantada, A sombra da memoria e Teatro do patacón). Obtivo os prémios Eduardo Pondal, Cidade de Ourense, Esquio, Uxío Novoneyra, Carvalho Calero, Torrente Ballester ou o Prémio da Crítica Espanhola. Assim mesmo, colaborou como articulista nos jornais como El Ideal Gallego, A Nosa Terra, Faro de Vigo ou La Voz de Galicia, em rádios como SER-Galicia

Dia: 3 de Março do 2015 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22
Cidade Velha - Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Rafael Cuinha Aparicio - ?O Direito a Decidir? BASENAME: o-facho-rafael-cuinha-aparicio-o-direito-a-decidir DATE: Thu, 19 Feb 2015 23:07:34 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º-C
15005 Crunha


A Agrupaçom Cultural O Facho da Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2014-15

Palestra

O vindouro dia 24 de Fevereiro, terça (martes), o empresário Rafael Cuinha Aparicio falará dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais. A sua dissertaçom versará sobre: ?O Direito a Decidir?.

Rafael Cuinha é um reconhecido empresário do País, assim mesmo forma parte da executiva do partido ?Compromisso por Galiza?. Cursou estudos de Direito na Universidade do Escorial (Madrid). É membro da directiva do Instituto Galego de Estudos Europeus e Autonómicos (IGEA), da associaçom lingüística ?Pro-língua? e Galegolab. Participou no foro de debate ?Eco-língua? partilhando sobre o futuro da nossa Língua. Também esta a colaborar como articulista em diversos médios de comunicaçom. Em todas as suas reflexom e artigos mostra um nídio posicionamento na defesa do País e da sua Cultura.

Dia: 24 de Fevereiro 2015 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22
Cidade Velha ? Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O Facho: "O Direito a Decidir?por Iolanda Dias Peres BASENAME: o-direito-a-decidir-1 DATE: Wed, 11 Feb 2015 19:59:23 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

A jurista e vice-portadora de AGE no Parlamento Galego, Iolanda Dias, interveu no passado dia 10 de Fevereiro dentro do ciclo: ?Economia, História, e Realidade Social? organizado polo nossa Agrupaçom. Iolanda Dias expujo a sua análise sobre o ?Direito a Decidir? cara a construçom de um processo emancipador da Galiza, sublinhando a importância da hegemonia neste andamento das classes trabalhadoras galegas para acadar a nossa emancipaçom como Naçom e Povo. O acto celebrou-se em Portas Ártabras na Cidade Velha .
Como sempre ao findar a descriçom o conferenciante mantivo um interessante colóquio com o público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Iolanda Dias Peres - "O Direito a Decidir? BASENAME: o-facho-iolanda-dias-peres-o-direito-a-decidir DATE: Sun, 08 Feb 2015 18:53:33 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Taipa 12-1º
15005 Crunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Crunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2014-15

Palestra:

O vindouro dia 10 de Fevereiro, terça (martes), a deputada por A.G.E. no Parlamento de Galiza, Iolanda Dias Peres, falará dentro do Ciclo: Economia, História e Realidade Social. A sua exposiçom versará sobre: "O Direito a Decidir?. O acto realizara-se às 8 do serám em Portas Artabras - Rua Sinagoga 22- Cidade Velha

Iolanda Dias é licenciada em Direito pola USC, sendo actualmente a vice-portadora de Alternativa Galega de Esquerdas no Parlamento Galego. Nas eleiçons municipais do ano 2003 apresentou-se para à prefeitura do Concelho de Ferrol, sendo elegida concelheira junto ao seu companheiro Fernando Miramontes. No ano 2005 acedeu à coordenaçom geral de E.U., sendo a candidata desta formaçom à presidência da Junta nas eleiçons desse mesmo ano. No ano 2012 foi candidata de A.G.E. às eleiçons ao Parlamento de Galiza.

Data: 10 de Fevereiro do 2014 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Artabras - Rua Sinagoga 22
Cidade Velha -Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?As origens do caminho de Santiago? por Cristobal Ramires Gomes BASENAME: ristobal-ramires DATE: Wed, 04 Feb 2015 09:34:03 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 3 de Fevereiro, terça (martes), o jornalista Cristóbal Ramires Gomes, falou dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. Na sua exposiçom sobre: ?As origens do caminho de Santiago?, mostrou o devir histórico com os seus altos e baixos dessa rota ideológico-económica conhecida como o Caminho de Santiago.
Ao findar a sua exposiçom o conferenciante mantivo um colóquio com os assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Cristóbal Ramires Gomes - ?As origens do caminho de Santiago? BASENAME: o-facho-cristobal-ramires-gomes-as-origens-do-caminho-de-santiago DATE: Tue, 27 Jan 2015 18:09:49 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º-C
15005 Crunha

A Agrupaçom Cultural O Facho da Corunha convida-lo assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2014-15

Palestra

O vindouro dia 3 de Fevereiro, terça (martes), o jornalista Cristóbal Ramires Gomes, falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. O tema da sua intervençom versará sobre: ?As origens do caminho de Santiago?.

Ramires Gomes é licenciado em Ciências da Informaçom pola UCM e Higher Intermediate pola U. de Surrey. Actualmente é Presidente da Associaçom de Jornalistas do Caminho de Santiago. Também recebeu o Prémio Nacional de Jornalismo, em categoria melhor labor continuado
Foi Professor invitado e conferenciante nas universidades de Aalborg, Aarhus (Dinamarca) e Besançon (França). Igualmente é autor de três volumes sobre turismo rural e dos livros ?Rutas de senderismo? e ?La ruta de los Cuatro Castillos ?, assim como de mais cinco de conteúdo nom turístico, três deles referidos à rota jacobea.

Dia: 03 de Fevereiro do 2015 - Hora: 7,30 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22
Cidade Velha - Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretario d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Manifesto em defesa da Língua Galega BASENAME: o-facho-manifesto-em-defesa-da-lingua-galega DATE: Thu, 22 Jan 2015 21:05:40 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Pasquim CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º
15005 A Crunha

Manifesto em defesa da Língua Galega


A língua galega continua perseguida e proscrita polas políticas de etnocídio lingüístico do PP

A situaçom da língua galega está em grande perigo ao nom desfrutarmos os galegos de direitos lingüísticos plenos para desenvolver a nossa vida com normalidade a Língua Galega no nosso País.

O galego segue a estar perseguido e proscrito de diferentes âmbitos e usos. Impujo-se um decreto para evitar o ensino em galego. Esta política lingüícida tem responsáveis e cúmplices. Precisasse umha mudança total. Tem-se que lhes dar ferramentas ás geraçons novas. A televisom pública galega nom emite debuxos animados de moda em galego. As moças e moços nom podem escolher jogos, filmes e revistas juvenis na nossa língua, a muitos e muitas impedisse-lhes a escolarizaçom em galego

Como povo e cultura, temos direito a que nossa Língua própria, de origem, seja oficial a todos os efeitos no seu âmbito territorial. Os falantes galegos devemos desfrutar do mesmo "status" legal no nosso território do que o castelá no seu.

O maior descendo de falantes do galego coincide co lustro mais agressivo e lesivo para a normalizaçom da nossa língua e com umha situaçom na que o galego, nom só nom conta com umha oficialidade real, senom que é a própria Xunta quem ataca a oficialidade formal que acadou.

As políticas de etnocídio levadas a cabo contra o galego ditadas desde há séculos pola casta dos altos cortesaos de Madrid e também hoje reiteradas pola actual ?Xunta de Galicia?, ponhem em perigo a Língua Nacional, ao ser violentados decote os galegos falantes.

Esta posiçom de etnocídio é a negaçom da convivência e da igualdade das distintas naçons que conformam o Estado Espanhol.

Reclamamos:

A aboliçom do sistema legal que subordina o galego ao castelá, a aboliçom do supremacismo castelá que procura a desapariçom do galego e exigimos a implementaçom de autênticas políticas de normalizaçom lingüística ao serviço da nossa sociedade. Ampliar a co-oficialidade de todas as línguas do Estado em todo o seu território. O dever de conhecer o galego em todos os territórios onde é fala de seu.

* * *

Ante a necessidade de respostas à política de etnocídio preconizada pola actual ?Xunta de Galicia?, O Facho pede aos sócios e amigos a sua participaçom na manifestaçom convocada para o

08 de Fevereiro 2015 às 12 horas na Alameda de Compostela.

?Findemos o quinquénio lingüicida para o idioma galego impulsado por Núñez Feijó?

Na Crunha, 12 de Janeiro 2015
Agrupaçom Cultural O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Repensando a transiçom democrática na Galiza por Emilio Grandio Seoane BASENAME: emilio-grandio-seoane DATE: Thu, 22 Jan 2015 16:13:18 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 20 de Janeiro, terça, o investigador e professor de História Contemporânea e da América do Norte da USC, Emílio Grandio Seoane, falou dentro do ciclo ?Economia, História e Realidade Social?, com a sua exposiçom intitulada 'Repensando a transiçom democrática na Galiza'.

Emílio Grandio Seoane expujo como o processo chamado da Transiçom, nom só foi tutelado polos EE.UU., senom guiado polos estamentos políticos do franquismo. Assim deu a conhecer que o ?tapado? para fazer o assentamento do novo Regime, nom era outro que Felipe González,indicando que a relaçom do Estado para a possibilidade de ceder passaportes para os membros do interior que se desprazavam a Suresnes podia ser efectiva.

Como sempre ao findar a descriçom o conferenciante mantivo um mui interessante colóquio com o público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Emilio Grandio Seoane - Repensando a transiçom democrática na Galiza BASENAME: o-facho-emilio-grandio-seoane-repensando-a-transicom-democratica-na-galiza-1 DATE: Sun, 18 Jan 2015 19:11:39 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-lo assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2014-15

Palestra


O vindouro dia 20 de Janeiro, terça (martes), o investigador e professor de História Contemporânea e da América do Norte da USC, Emilio Grandio Seoane, falará dentro do ciclo ?Economia, História e Realidade Social?, com a sua exposiçom intitulada 'Repensando a transiçom democrática na Galiza'. O acto celebrará-se em Portas Ártabras, Rua Sinagoga 22 ? Cidade Velha ? Crunha.

Emilio Grandio Seoane
está especializado no estudo da Segunda República e os anos da Guerra Civil na Galiza, e actualmente trabalha sobre a intervençom exterior, clandestinidade e repressom política no noroeste da península ibérica trás a II Guerra Mundial; nacionalismo e sociedade civil no século XX, ademais do estudo da evoluçom política e ideológica do exílio espanhol durante o franquismo.
Realizou estâncias de investigaçom no Instituto Cañada Blanch da ?London School of Economics? (LSE) (Londres, Reino Unido) e no ?Instituto Superior das Ciências das Técnica e dá Empresa? (ISCTE) (Lisboa, Portugal). Foi também director de um estudo sobre os efeitos da repressom nos anos da Guerra Civil na província da Corunha. Também foi, entre 2006 e 2012, coordenador do projecto interuniversitario Nomes e Vozes, para estudar a repressom na Galiza durante a Guerra Civil. Na actualidade é o coordenador do Grupo de investigaçom HISPONA.
Entre as suas obras cabe sublinhar: As origens da direita galega. A CEDA na Galiza; Caciquismo e eleiçons na Galiza da II República; A Segunda República na Galiza, Memória, mito e história; Casares Quiroga, A Forja de um líder; etc...

Dia: 20 de Janeiro - Hora: 8,00 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22
Cidade Velha ? Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretario d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: O Direito a Decidir por Francisco Jorquera BASENAME: title-765 DATE: Thu, 15 Jan 2015 18:44:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 13 de Janeiro, terça (martes), o deputado por B.N.G no Parlamento de Galiza, Francisco Jorquera Caselas, intervéu dentro do Ciclo: Economia, História e Realidade Social com a exposiçom: "O Direito a Decidir?.

Jorquera Caselas expujo na sua rica palestra e mostrou com agudas reflexons o Direito a Decidir é necessidade fulcral para o povo galego para acadar o desenvolvimento das nossas capacidades produtivas e para umha melhor vida para os homens e mulheres que vivemos na Galiza. Renunciar e nom exercer este direito significa o nosso suicídio colectivo como Povo e Naçom.

Como sempre ao findar a descriçom o conferenciante mantivo um mui interessante colóquio com o público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Emilio Grandio Seoane-'Repensando a transiçom democrática na Galiza'. BASENAME: o-facho-emilio-grandio-seoane-repensando-a-transicom-democratica-na-galiza DATE: Thu, 15 Jan 2015 13:22:34 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-lo assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2014-15

Palestra


O vindouro dia 20 de Janeiro, terça (martes), o investigador e professor de História Contemporânea e da América do Norte da USC, Emilio Grandio Seoane, falará dentro do ciclo ?Economia, História e Realidade Social?, com a sua exposiçom intitulada 'Repensando a transiçom democrática na Galiza'. O acto celebrará-se em Portas Ártabras, Rua Sinagoga 22 ? Cidade Velha ? Crunha.

Emilio Grandio Seoane
está especializado no estudo da Segunda República e os anos da Guerra Civil na Galiza, e actualmente trabalha sobre a intervençom exterior, clandestinidade e repressom política no noroeste da península ibérica trás a II Guerra Mundial; nacionalismo e sociedade civil no século XX, ademais do estudo da evoluçom política e ideológica do exílio espanhol durante o franquismo.
Realizou estâncias de investigaçom no Instituto Cañada Blanch da ?London School of Economics? (LSE) (Londres, Reino Unido) e no ?Instituto Superior das Ciências das Técnica e dá Empresa? (ISCTE) (Lisboa, Portugal). Foi também director de um estudo sobre os efeitos da repressom nos anos da Guerra Civil na província da Corunha. Também foi, entre 2006 e 2012, coordenador do projecto interuniversitario Nomes e Vozes, para estudar a repressom na Galiza durante a Guerra Civil. Na actualidade é o coordenador do Grupo de investigaçom HISPONA.
Entre as suas obras cabe sublinhar: As origens da direita galega. A CEDA na Galiza; Caciquismo e eleiçons na Galiza da II República; A Segunda República na Galiza, Memória, mito e história; Casares Quiroga, A Forja de um líder; etc...

Dia: 20 de Janeiro - Hora: 8,00 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22
Cidade Velha ? Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretario d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de Contos de Nenos para Nenos BASENAME: o-facho-concurso-de-contos-de-nenos-para-nenos-10 DATE: Fri, 09 Jan 2015 04:48:51 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

CONCURSO LITERÁRIO DE CONTOS DE NENOS PARA NENOS CONVOCADO POLA AGRUPAÇOM CULTURAL O FACHO

Recuperados em 2008 os prémios literários que desde os anos sessenta convocou O FACHO e nos que participárom ou ganhárom muitos dos escritores e escritoras que hoje fam possível com a sua obra umha literatura galega de qualidade e de grande importância nas letras universais, realiza-se a convocatória para 2015 do Concurso Literário de ?Contos de Nenos para Nenos?

BASES DO CONCURSO

1. Poderám participar rapazes e raparigas que pressentem as suas obras em Língua galega. Os trabalhos presenteados deveram ser originais e inéditos em toda a sua extensom.

2. O prazo de admissom de originais finaliza o dia 15 de Abril do 2015 às doce da noite.

3. A apresentaçom de originais para o Concurso fará-se por correio postal dirigido à sede da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia, 12-1º 15005A Corunha. Podendo fazer individualmente ou por médio do centro onde curse os seus estudos.

4. No caso em que sejam os centros escolares os que pressentem os originais ao Concurso, deveram fazer umha pré-selecçom dum máximo de dous trabalhos por categoria, qualquer outro terá que ser apresentado individualmente.

5. As obras haverem de serem relatos originais e nom estarem editados por nengum procedimento impresso ou electrónico, nem terem sido premiados em qualquer outro concurso ou certame literário e em condiçons para que os seus direitos de publicaçom podam ser cedidos à Associaçom Cultural O FACHO por período de cinco anos contados a partir do dia do falho do júri.

6. Para além da originalidade literária, o júri valorizará a riqueza lingüística e o conhecimento gramatical reflectido nas obras. As obras presentadas deve estar escrita em língua galega em qualquer das três normas ortográficas (AGAL, PADROM, RAG)

7. Estabelecem-se duas categorias:

Categoria A Nenos e nenas de 6 a 12 anos.
Categoria B Rapazes e raparigas de 13 a 16 anos.

8. As quantias dos prémios serám as que seguem:

Categoría A
1º: 200,.- ? em efectivo, e umha valiosa escolma de obras literárias doadas por diversas editoriais.
2º: 100,.- ? em efectivo, e umha valiosa escolma de obras literárias doadas por diversas editoriais

Categoría B
1º: 100,.- ? em efectivo, e umha valiosa escolma de obras literárias doadas por diversas editoriais
2º: 100,.- ? em efectivo, e umha valiosa escolma de obras literárias doadas por diversas editoriais

9. Cada autor só poderá apresentar umha obra atendo-se aos seguintes limites de extensom:

Categoria A Um máximo de cinco fólios
Categoria B Um máximo de dez fólios

10. As obras haverem de se apresentar por triplicado, manuscritas ou mecanográficas, encadernadas ou grampadas e levaram por detrás do último folio os seguintes dados:

Nome e apelidos do autor/a.
Endereço e telefone. Correio electrónico.
Centro onde cursa os seus estudos.
Categoria na que participa.

11. Os prémios serám escolhidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O Facho em falho que se fará público no mês de Maio.

12. O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as dúvidas na sua interpretaçom.

13. A participaçom neste Concurso implica a aceitaçom das presentes bases.

Correo electrónico: o_facho_a_cultural@yahoo.com.br
http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/



J. Alberte Corral Iglesias
Secretário do Facho

Crunha, 02 de Janeiro 2015

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de Poesia BASENAME: o-facho-concurso-de-poesia DATE: Fri, 09 Jan 2015 04:33:23 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º
15005 Crunha

CONCURSO DE POESIA CONVOCADO POLA AGRUPAÇOM CULTURAL O FACHO.


A Agrupaçom Cultural O FACHO acordou recuperar e convocar o Concurso de Poesia, que nesta nova etapa, se regerá polas seguintes bases:

1º) Ao prémio de poesia d'O Facho poderám concorrer qualquer pessoa até os 35 anos de idade e sempre que nom tenha publicado nengum livro individual de poesia e a obra seja inédita e nom ter sido premiada com anterioridade em qualquer outro concurso ou certame.
A obra presentada deve estar escrita em língua galega em qualquer das três normas ortográficas (AGAL, PADROM, RAG) e com um máximo de umha obra por autor. É responsabilidade do júri do prémio determinar se algum dos trabalhos apresentados possui ou nom as características para ser considerado ?livro?. Porém, recomenda-se que tenham umha extensom mínima de 300 versos.
2º) Os originais para o Concurso enviaram-se por triplicado devidamente encadernados, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara, à sé da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Federico Tápia n.º 12-1º - Crunha (15005) ou a Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal d'A Crunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.
3º) Estabelece-se como prémio único a ediçom da obra premiada. O Facho fará a entrega ao/à autor/a de 100 exemplares.
4º) O prazo de admissom de originais finda o dia 31 de Março do 2015 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.
5º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo estará composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito da escrita literária, da ediçom ou da crítica.
6º) O júri poderá declarar deserto o prémio do concurso e resolvera aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom. Assim mesmo, o júri escolherá de entre os trabalhos apresentados um único libro. Ademais, poderá deixar constáncia na acta outros títulos considere merecedores de ser publicados, nom significando isto nengum compromisso por parte d'O Facho. Nom se fará referencia na acta ao nome dos autores ou autoras dos livros mencionados.
7º) O Facho disporia do prazo de um ano para editar o livro. Transcorrido esse tempo, o autor ou autora poderá dispor da obra com a única condiçom de que deverá deixar constáncia do galardom em sucessivas ediçons do livro.
8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.
9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no local de O Facho, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom. No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.
10º)Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

Correo electrónico: o_facho_a_cultural@yahoo.com.br
http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d'O Facho

Na Crunha, 08 Janeiro 2015

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de Teatro Infantil BASENAME: o-facho-concurso-de-teatro-infantil-17 DATE: Fri, 09 Jan 2015 04:31:33 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º
15005 Crunha

CONCURSO DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA AGRUPAÇOM CULTURAL O FACHO.


Assumindo como próprias as palavras de Juan Ramón Jiménez quando afirmava que ?Teatro infantil é aquele que também lhe gosta aos nenos?, a Agrupaçom Cultural O FACHO acordou convocar o Concurso de Teatro Infantil, que, nesta nova etapa, se regerá polas seguintes bases:

1º) Poderám optar ao devandito prémio qualquer pessoa, sem restriçom, sempre que a obra seja inédita e redigida em língua galega, -em qualquer norma ortográfica (AGAL, PADROM, RAG)- nom representadas, nem premiadas noutros certames.
2º) Estabelece-se como prémio único de 200,.- ? e umha biblioteca de livros teatrais.
3º) A obra, que nom poderá exceder os 80 fólios, será apresenteada por triplicado, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara.
4º) Os originais para o Concurso enviaram-se por correio à sé da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Federico Tápia n.º 12-1º - Crunha (15005) ou a Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal d'A Crunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.
5º) O prazo de admissom de originais finda o dia 31 de Março do 2015 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.
6º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo está composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito teatral galego.
7º) O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom.
8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.
9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no local de O Facho, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom. No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.
Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

Correo electrónico: o_facho_a_cultural@yahoo.com.br
http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d'O Facho

Na Crunha, 08 Janeiro 2015

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Francisco Jorquera Caselas - "O Direito a Decidir? BASENAME: o-facho-francisco-jorquera-caselas-o-direito-a-decidir DATE: Tue, 06 Jan 2015 17:29:41 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Federico Tapia 12-1º
15005 Crunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2014-15

Palestra:

O vindouro dia 13 de Janeiro, terça (martes), o deputado por B.N.G no Parlamento de Galiza, Francisco Jorquera Caselas, intervirá dentro do Ciclo: Economia, História e Realidade Social. A sua exposiçom versará sobre: "O Direito a Decidir?.

Jorquera Caselas é licenciado em Geografia e Historia pola U.S.C.. Iniciou a sua militância no nacionalismo dentro do movimento estudantil, formando parte da organizaçom ERGA entre 1978-1986, da que chegou a ser secretario nacional e membro fundador dos Comités Abertos. Militou na Assembleia Nacional-Popular Galega (AN-PG) até 1982, ano da fundaçom do BNG, do que é membro fundador e membro da direcçom.

Foi designado senador em representaçom do Parlamento da Galiza entre 2005 e 2008. Nas eleiçons gerais de 2008 e 2011 foi cabeça de lista do BNG ao Congresso dos Deputados pola A Corunha, resultando elegido. A finais de Janeiro de 2012 foi eleito candidato à presidência da Junta de Galiza polo BNG para os comícios de 2012.

Dia: 13 Janeiro ? Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22
Cidade Velha ? Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d'O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Cathryn Teasley Severino BASENAME: cathryn-teasley-severino DATE: Thu, 18 Dec 2014 21:50:19 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Para visualizar a presentación prema aqui Teasley.ppt

O passado dia 16 de Dezembro, terça (martes), a Doutora e Professora da UDC, Cathryn Teasley Severino falou dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social. A sua charla versou sobre: ?A segregaçom de facto de comunidades locais?

Cathryn Teasley Severino
mantem como eido do seu trabalho académico o fomento da justiça intre-cultural mediante a Pedagogia Crítica, a investigaçom etnográfica, etc... Na sua interessante palestra, a professora Teasley Severino mostrou com diversas dicas a situaçom de segregaçom na que se acham as minorias culturais dentro do Estado Espanhol.

Ao findar a sua conferência, a palestrista mantivo um curto mas muito interessante colóquio com os cidadás assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Cathryn Teasley Severino - ?A segregaçom de facto de comunidades locais?. BASENAME: o-facho-cathryn-teasley-severino-a-segregacom-de-facto-de-comunidades-locais DATE: Fri, 28 Nov 2014 23:50:42 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 Crunha

A Agrupaçom Cultural O Facho da Crunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2014-15

Palestra

O vindouro dia 16 de Dezembro, terça (martes), a Doutora e Professora da UDC, Cathryn Teasley Severino falará dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social. A sua charla versará sobre: ?A segregaçom de facto de comunidades locais?

Cathryn Teasley Severino mantem como eido o fomento da justiça intre-cultural mediante a Pedagogia Crítica, a investigaçom etnográfica, a formaçom do professorado e a Educaçom para a Paz, todo o qual reflecte-se tanto na sua docência como no trabalho da tese de doutoramento sobre a recente incorporaçom do alunado romaní/gitano na Educaçom Secundaria em Espanha.

A professora, Teasley Severino, tem publicado diversos livros entre os que sublinhamos: ?Globalizing Cultural Studies: Ethnographic Interventions in Theory, Method, and Policy?, que examina o papel dos Estudos Culturais e a etnografia no âmbito educativo, entre outros. Coordenou, junto com Cameron McCarthy, o volume colectivo ?Transnational Perspectives on Culture, Policy and Education: Redirecting Cultural Studies in Neoliberal Times?, que conta com colaboradores/as procedentes de diversos países. ?Volver a pensar a educaçom?, livro de dous volumes coordenado polo professor da UDC Jurjo Torres Santomé.
Assim mesmo escreveu múltiplos artigos em revistas de investigaçom etnografica e educativa: Aprendizagens pós-coloniais em tempos neocoloniais, B.A.G.L.P. Os ?outros? de sempre: xitanidade, cidadanía e educación, R.G.O. etc...


Dia: 16 de Dezembro 2014 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras
Rua Sinagoga-Cidade Velha ? Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

Todas as palestras podem-se ouvir em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?O momento presente da pesca na Galiza? por Carmen Garcia Negro BASENAME: carmen-garcia-negro DATE: Thu, 27 Nov 2014 17:23:41 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Com grande sucesso, o passado dia 25 de Novembro, a Doutora e Professora, Maria do Carmo Garcia-Negro falou dentro do Ciclo: Economia, História, e Ciências Sociais, com a sua exposiçom intitulada: ?O momento presente da pesca na Galiza?.

A sua dilatada experiência e trajectória investigadora fai da professora, Maria do Carmo Garcia-Negro umha das especialistas que melhor conhece o eido da economia da pesca na Galiza. Na sua interessante palestra, a investigadora Carmo Garcia Negro mostrou como os diversos desenvolvimentos das empresas galegas adicadas a captura, produçom, e comercializaçom do pescado ( peixe, vivalvos, etc...) estám presentes no mercado do ?peixe? mundial com múltiples e diversas politicas produtivas e económicas

Ao findar a sua exposiçom mantivo um curto mas muito interessante colóquio com os cidadás assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Maria do Carmo García-Negro - ?O momento presente da pesca na Galiza?. BASENAME: o-facho-maria-do-carmo-garcia-negro-o-momento-presente-da-pesca-na-galiza DATE: Sun, 23 Nov 2014 20:04:27 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Federico Tapia 12-1º
15005 Crunha


A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2014-15.


Palestra:

O dia 25 de Novembro, a Doutora e Professora, Maria do Carmo García-Negro falará dentro do Ciclo: Economia, História, e Ciências Sociais, com a sua exposiçom intitulada: ?O momento presente da pesca na Galiza?.

Carmo Garcia Negro é doutora em Ciências Económicas e Empresariais e professora titular do departamento de Economia Aplicada da USC. Foi directora do Centro de Documentaçom Europeia (1990-1994). Directora do Grupo de Investigaçom de Economia Pesqueira e Recursos Naturais e Directora do Máster em Economia Pesqueira.
As linhas de investigaçom nas que trabalha som: Economia de Galiza, Economia Pesqueira, Estudos de género, Energia, recursos naturais e médios ambiente. É membro da ponência de pesca do projecto de investigaçom "Galiza 2000" dirigido polos investigadores Gómez e Díaz-Castroverde, Santiago de Compostela. Entre os seus trabalhos dirigidos podemos destacar: Censo das indústrias de primeira transformaçom pesqueira. Comercializaçom da pesca no mercado único; Tábuas Input-Output 1995 do sector pesqueiro galego-conserva; Informe da avaliaçom económica dos danos produzidos pola maré negra do "Aegen Sea" (1994-99); Tábua Input-Output pesca-conserva galega 1999 (2000-2001) e Tábuas Input-Output 2000 (em termos físicos) da energia em Galiza, Efeitos a médio e longo prazo sobre a economia pesqueira provocados polos vertidos de petróleo: o caso do Prestige (2003-2006) ·.


Dia: 25 de Novembro 2014 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Artabras
Rua Sinagoga 22- Cidade Velha ? Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d'O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: A Questom Celta na Galiza por Filipe-Seném Lopes Gomes BASENAME: felipe-senen DATE: Thu, 13 Nov 2014 15:21:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado 11 de Novembro, terça, o arqueólogo e historiador, Filipe-Seném Lopes Gomes dissertou dentro do Ciclo, História, Economia e, Ciências Sociais, organizado pola nossa Agrupaçom. A sua exposiçom: ?A Questom Celta na Galiza? que foi seguida com grande interesse pola cidadania assistente.

Filipe-Seném, encetou a sua exposiçom perguntando-se se Galiza podia ser considerada um país celta. A continuaçom mostrou com prolixos argumentos tanto arqueológicos como documentais, que tal asseveraçom é certa; ainda que também sublinhou que no País existem outras visons que nom participam deste critério.

Ao findar houvo umha muito interessante debate com o público presente.

----- COMMENT: AUTHOR: Tareija [Visitante] DATE: Sat, 15 Nov 2014 16:19:30 +0000 URL:

Isto nom vai

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ? A desgalizaçom da política galega. Aspectos? por Anjo Quintana BASENAME: anxo-quintana DATE: Sat, 08 Nov 2014 20:09:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Com grande sucesso, o passado dia 30 de Outubro o ex-vicepresidente da Junta de Galiza, Anjo Quintana falou dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais organizado pola nossa Associaçom, sobre ? A desgalizaçom da política galega. Aspectos? .A sua dilatada experiência como político e activista social.

No desenvolvimento da sua interessante palestra, Anjo Quintana como profundo conhecedor da realidade política galega, mostrou aos assistentes que ateigavam a sala, o perigo de que o povo galego, nestes tempos prévios as grandes mudanças políticas que estám a nascer dentro do Estado espanhol, seja um convidado de pedra por carência de organizaçons políticas que tenham como eixo do seu que-fazer a Galiza como especifidade política. E como esta ausência da nova conformaçom do Estado, levará a Galiza a umha maior servidume como povo e naçom.

A findar a sua exposiçom o conferenciante mantivo um muito interessante colóquio com o público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Filipe-Seném Lopes - ?A Questom Celta na Galiza?. BASENAME: o-facho-filipe-senem-lopes-a-questom-celta-na-galiza DATE: Thu, 06 Nov 2014 23:20:30 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 Crunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? da Crunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2014-15.

Palestra:

O vindouro 11 de Novembro, terça (martes), o arqueólogo e historiador, Filipe-Seném Lopes Gomes falará dentro do Ciclo, História, Economia e, Ciências Sociais, com a sua sua exposiçom: ?A Questom Celta na Galiza?.

Filipe-Seném, é um activo intelectual comprometido com a normalizaçom e a dignificaçom cultural de Galiza. É co-fundador de vários colectivos dedicados à sensibilizaçom sobre o património cultural. Criador do boletim ?Brigantium? para dar a conhecer e sensibilizar sobre as questons arqueológicas e patrimoniais da cultura de Galiza. Coordena trabalhos de prospecçom arqueológica submarina co Grupo de Investigaçom e resgate Arqueológico Sub-acuático (GIRAS), dirigido por Rafael Mejuto. Assim mesmo é numerário do Instituto José Cornide de Estudos Corunheses. Co-fundador e animador de ?Amigos do Museu Arqueológico da Corunha?, inspirador e base de ?Amigos dos Museus de Galicia?, associaçom pioneira na sensibilizaçom sobre a imensidade do património cultural de Galicia, com iniciativas como o ?Prémio Pedra do Destino? à defesa do património cultural e as ?jeiras? ou excursons guiadas ao longo de todo o ano por Galicia, como um jeito de conhecer para querer e defender o património.

É autor de numerosa obra, entre livros e ensaios, só sublinharemos alguns dos mesmos: Os primeiros galegos, Pré-história e arqueologia, História de Galiza (junto outros autores), Os primeiros galegos: pre-história e arqueologia de Galicia, Xaquín Lorenzo ?Xocas?, Arqueologia submarina, os materiais procedentes da bádia Corunhesa, O folclore do Castro de Viladonga e da sua contorna, Defender o património cultural, fender esquemas de fracasso, Artesanía de Galicia,Festas populares de Galicia: Nadal, Entroido, Semana Santa, Maios, S. Joám, Magostos, etc...

Dia: 11 de Novembro - Hora: 8 do serám
Local: Portas Artabras
Rua Sinagoga 22- Cidade Velha-Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: ?Câmbios na Economia Galega nas últimas décadas, perspectivas? por Manuel Gonçáles Lopes BASENAME: manuel-goncales-lopes DATE: Wed, 29 Oct 2014 19:31:22 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 28 de Outubro, o Professor de Economia na USC, Manuel Gonçalves Lopes ofereceu umha interessantíssima palestra dentro do Ciclo, A Economia Galega, Hoje. A sua exposiçom: ?Câmbios na Economia Galega nas últimas décadas, perspectivas? foi seguida com grande interesse polos assistentes que ateigavam o salom de actos de Portas Artabras.

A exposiçom desenvolta polo conferencista mostrou como a economia produtiva galega acha-se bloqueada por decisons alheias ao sujeito colectivo que é o povo galego. E como elemento bascular do divorcio entre o desenvolvimento da economia do País e as políticas económicas levadas a cabo pola burocracia de Bruxelas e seguidas servilmente polo actual governo galego e o central em contra do bem-estar da povoaçom galega. Mostrou com diferentes gráficas o desastre a que nos abocárom as concepçons neo-liberais da economia com as suas conseqüências de desemprego e miserabilizaçom dos sectores populares da povoaçom.

Ao findar da conferencia, o professor Gonçalves Lopes mantivo um palpitante colóquio com publico.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Manuel Gonçáles Lopes-?Câmbios na Economia Galega nas últimas décadas, perspectivas" BASENAME: o-facho-manuel-goncales-lopes-cambios-na-economia-galega-nas-ultimas-decadas-perspectivas DATE: Fri, 17 Oct 2014 09:57:29 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 Crunha

Palestra

O dia 28 de Outubro, o Professor de Economia na USC, Manuel Gonçáles Lopes falará dentro do Ciclo, A Economia Galega, Hoje. A sua exposiçom terá como contido: ?Câmbios na Economia Galega nas últimas décadas, perspectivas?.

Gonçales Lopes é Doutor em C.C.E.E pola USC, trabalhou e ampliou estudos no Reino Unido (U. de Manchester), Dinamarca (Departamento de E. Industrial da Copenhagem Business School), e França (CNRS em Paris). Assim mesmo está em possessom de: Máster of Social Sciencie, Máster of Philosophy pola U. de Manchester. É autor de numerosas publicaçons de âmbito nacional e internacional, nos campos da Economia da Inovaçom e o Desenvolvimento assim como no da Economia Regional na Europa. Ademais do trabalho académico, conta com experiência nas áreas de Cooperaçom para o Desenvolvimento e de Projectos Europeus. Participou em qualidade de investigador principal da USC num projecto da U. de Bergen de Noruega.

Tem publicados diversos ensaios e livros, tanto a título individual como colectivo: Production changes in the Spanish codfishing industry, A diversidade da innovación. Unha perspectiva sectorial, ?A colaboración entre universidade e industria no marco dos sistemas rexionais de innovación: o caso galego?, ?Capital extranjero e innovación en Galicia?, ?El sistema gallego de Innovación: características, debilidades, y potencialidades?, etc...


Dia: 28 de Outubro do 2014 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras
Rua Sinagoga ? Cidade Velha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

As palestras podem ser ouvidas em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?As craves do assalto ao Estado de Bem-Estar? por Antom Losada BASENAME: anton-losada DATE: Thu, 16 Oct 2014 20:34:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: Resenhas TAGS: ----- BODY:

Seguindo com as palestras organizadas pola Agrupaçom Cultural O Facho, o passado dia 14 de Outubro, o professor na USC, Antom Losada Travada, intervéu dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social, com a sua exposiçom intitulada ?As craves do assalto ao Estado de Bem-Estar?

Com umha sala ateigada de público, o professor Antom Losada Travada compartilhou com os assistentes sobre as politicas de saqueios dos bens públicos dos cidadás auspiciados polos políticos da ?Casta? em favor das oligarquias financieras.

Ao findar a sua exposiçom houvo um colóquio com grande participaçom dos assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Antom Losada Travada, ?As craves do assalto ao Estado de Bem-Estar? BASENAME: o-facho-antom-losada-travada-as-craves-do-assalto-ao-estado-de-bem-estar DATE: Sun, 05 Oct 2014 19:30:49 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 Crunha


Palestra


A Agrupaçom Cultural O Facho tem a bem o convidar à palestra do vindouro dia 14 de Outubro, segunda (martes). O professor na USC, Antom Losada Travada, intervirá dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social, com a sua exposiçom intitulada ?As craves do assalto ao Estado de Bem-Estar?

Losada Travada é professor de Ciência Política na USC. Doutor em Direito por essa Universidade com a tese: O impacto dumha política sobre a consolidaçom institucional da autonomia: análise da política de pesca em Galiza. Também, foi investigador visitante na Universidade de Georgetown de Washington. Máster em gestom pública pola UAB.
Começou no jornalismo como guionista em RNE, TVE e TVG. Como articulista trabalhou em La Voz da Galiza, em Diário16 e no País. No Grupo Voz ocupou postos executivos como adjunto ao conselheiro delegado e director geral de Rádio Voz (1995-1997). Actualmente é analista da Ser, escreve para e colabora em diversos programas de televisom.
Entre 2005 e 2007 ocupou o cargo de secretário geral de Relaçons Institucionais da Junta de Galiza e secretário geral da Vice-Presidencia no Governo bipartito BNG-PsdeG.

Entre a sua obra cabe sublinhar os livros: Da política do mar. Políticas públicas e autonomia. O caso da pesca galega, Piratas de lo Público, neste último livro trata a temática a desenvolver na palestra. Assim mesmo é autor de numerosos artigos e estudos académicos sobre políticas públicas, gestom pública, federalismo e nacionalismo.
Dia: 14 de Outubro do 2014 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras
Rua Sinagoga ? Cidade Velha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

Todas as palestras estám em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: "Efeitos territoriais da Política Agrária Comum (PAC). O caso de Galiza" por Mar Peres Fra BASENAME: o-facho-efeitos-territoriais-da-politica-economica-comum-o-caso-de-galiza-por-mar-peres-fra DATE: Fri, 03 Oct 2014 15:11:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia de Outubro, a Professora da USC, Mar Peres Fra intervéu dentro do Ciclo: A Economia Galega, Hoje; organizado pola nossa Agrupaçom. Mar Peres compartilhou com os presentes na palestra umha didáctica e amena exposiçom os seus estudos e reflexons sobre: "Efeitos territoriais da política agrária comum (PAC). O caso de Galiza".

Apoiando-se numha documentada informaçom mostrou como desde a sua origem a U.E., a Politica Agraria Comum (PAC) é um dos eixos vertebrares da própria Uniom. No seu discurso revelou como umha política agraria formalmente igualitária de facto converte-se numha política discriminadora ao nom ter em conta a diversidade dos povos e territórios na que é implementada; até a extrema que a desconstruçom da economia agraria galega a PAC é um dos seus piares. Assim como se no começo estas políticas agrarias servírom para criar umha soberania alimentar na Europa, hoje servem para empobrecer aos pequenos labregos em beneficio dos grandes terra-tenentes que som os adjudicatários da maioria das subvençons agrarias, o 20% beneficiários cobram mais do 80% das mesmas. Serva como ilustraçom que o maior favorecido como labregos europeus é a família real britânica, e dentro do Estado Espanhol, podemos achar desde a família de Alba até a família do celebérrimo ministro Cañete.

A PAC é umha política que a traves da sua implantaçom involucra a totalidade agraria da U.E. Caracteriza-se por um feixe de políticas que se poderia definir como espelhos de deformadores, que sob o rubro de beneficiar ao campesinato a quem realmente enriquece é às oligarquias terra-tenentes europeias, mostrando-se umha vez mais a política de saqueio das rendas produzidas polas classes trabalhadoras no seu conjunto som percebidas pola burguesia agraria; à vez que cria um modelo de estruturaçom do sistema agraria europeu e das relaçons entre os países que componhem a U.E.

Com grande precisom e baseando-se em gráficas que mostravam o desenvolvimento da PAC tanto sincronicamente como diacronicamente perfilou como a consolidaçom desta política está acompanhada com políticas sistematizadas de ataque e desmantelamento do sector agrário nos países da U.E. com tardia incorporaçom a mesma.

Temos que sublinhar que o tempo se fizo-se cativo para tam interessante exposiçom assim como para o posterior debate.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Mar Peres Fra - "Efeitos territoriais da política económica comum. O caso de Galiza". BASENAME: o-facho-mar-peres-fra-efeitos-territoriais-da-politica-economica-comum-o-caso-de-galiza DATE: Thu, 25 Sep 2014 02:52:43 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Taipa 12-1º
15011 Crunha


O vindouro dia 1 de Outubro, a Professora da USC, Mar Peres Fra falará dentro do Ciclo: A Economia Galega, Hoje. A sua exposiçom versará sobre: "Efeitos territoriais da política económica comum. O caso de Galiza".

A Professora Mar Peres Fra é Doutora em CC. Económicas pola Universidade de Santiago de Compostela. Desde 1996 exerce como docente nessa mesma Universidade, no Departamento de Economia Aplicada, Área de Economia, Sociologia e Política Agrária. A sua linha de investigaçom centra-se na análise, avaliaçom e desenho de políticas de desenvolvimento de áreas rurais.

Ao longo destes anos tem trabalhado como investigadora convidada nas Universidades de Trás-os-Montes e Alto Douro (Portugal), na Universidade Técnica de Lisboa (Portugal) e no Rural Economy Research Centre-TEAGASC (Irlanda).Do ano 2005 ao 2007 desempenhou o cargo de Subdirectora Geral de Coordenaçom e Planificaçom para o Desenvolvimento Rural na Agencia Galega de Desenvolvimento Rural (Conselharia do Médio Rural).

É autora de inumeráveis investigaçons assim como de obras divulgativas encol a Economia Galega.

Dia: 01 de Outubro 2014 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras . Rua Sinagoga 22
Cidade Velha ? A Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

Todas as palestras podem ser ouvidas em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?A Pré-História, a Lingüística e Galiza: Antigos laços entre Galiza e Irlanda polo professor Séamas Ó Direáin BASENAME: james-duran DATE: Wed, 24 Sep 2014 15:59:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 23 de Setembro do 2014, às 8 do serám, o Doutor em Lingüística pola Universidade de Stanford -EE.UU e investigador, James Duran (Séamas Ó Direáin) intervéu dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais com a sua palestra: ?A Pré-História, a Lingüística e Galiza: Antigos Laços entre Galiza e Irlanda".
Com umha sala ateigada de público, o professor Séamas Ó Direáin compartilhou com os assistentes sobre os manifestos indícios entre Irlanda e Galiza, desde achados lingüísticos até manifestaçons etnográficas e arqueológicas.
Ao findar a sua exposiçom houvo um colóquio com grande participaçom dos assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: James Duran (Séamas Ó Direáin) - ?A Pré-História, a Lingüística e Galiza: Antigos Laços entre Galiza e Irlanda". BASENAME: o-facho-james-duran-seamas-o-direain-a-pre-historia-a-lingueistica-e-galiza-antigos-lacos-entre-galiza-e-irlanda DATE: Thu, 11 Sep 2014 00:39:10 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Taipa 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Corunha enceta os seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2014-15.

Palestra:

O vindouro dia 23 de Setembro do 2014, às 8 do serám, o Doutor em lingüística gaélica e investigador, James Duran (Séamas Ó Direáin) falará dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais. A sua charla intitula-se: ?A Pré-História, a Lingüística e Galiza: Antigos Laços entre Galiza e Irlanda".

Séamas Ó Direáin é Doutor em Lingüística pola Universidade de Stanford -EE.UU- Exerceu como professor nas Universidades de: Sam Jose State University; B.A., Ciếncias Sociais. Duquesne University; M.A., Estudos Africanos. Michigan State University; M. A., Lingüística. Stanford University; Ph.D., Lingüística.
Em Califórnia deu aulas de lingüística aplicada bilingüismo, inglês como segunda língua, e gaélico irlandês moderno n'Os Ángeles na UCLA. Loyola Marymount University, etc...
Em Irlanda foi professor de dialectologia, terminologia, história e teoria da traduçom, e lingüística no University College, Cork. No University College, Galway, em gaélico-irlandês.
Como investigador tem publicado diversos livros e numerosos trabalhos. Os mais recentes: The Survival and Growth of Gaelic Language Communities, Journal of Celtic Language Learning. Em preparaçom: A Survey of Spoken Irish Gaelic in the Aran Islands. Co.Galway, baseada em 25 anos de investigaçom sobre as falas das Ilhas de Arán.

Dia: 23 de Setembro do 2014 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras
Cidade Velha ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO - Rejeita dedicar o Dia das Letras Galegas 2015 a Xosé Filgueira Valverde BASENAME: o-facho-rejeita-dedicar-o-dia-das-letras-galegas-2015-a-xose-filgueira-valverde DATE: Wed, 16 Jul 2014 09:13:59 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

A Agrupaçom Cultural O Facho rejeita dedicar o Dia das Letras Galegas 2015 a Xosé Filgueira Valverde

A designaçom de Filgueira Valverde como pessoeiro no dia mais simbólico da Língua e Cultura Galega é um aldraje para todos os cidadaos que sofrêrom torturas, morte, cadeia, e exílio em defesa das liberdades do povo galego. Assim mesmo é umha afronta a toda a história de resistência na defesa da língua e cultura galega levada a cabo por mulheres e homens das distintas associaçons culturais do País na longa noite de pedra.

O falangista Filgueira Valverde participou desde o começo do Alçamento Fascista do ano 1936, formou parte do mesmo, tanto polo rádio como em jornais chamou em tomar parte do genocídio franquista. Naqueles momentos centos e milheiros de galegos eram desaparecidos com um tiro na caluga na beira das estradas. Como prémio foi procurador nas Cortes franquistas, entre outros muitos postos de poder que possuiu no Regime Clerical-Fascista. Regime que fizo da perseguiçom mais feroz da língua e cultura galega um dos seus objectivos, e extirpar deste jeito toda raizame de pertença à naçom galega, com conseqüências que hoje estamos a padecer os cidadaos galegos.

Nengumha obra literária, cientifica, artística, pode acochar à trajectória social e política de umha pessoa. A dignidade de um povo e de umha cultura nom é indiferente à barbárie.

A língua a cultura galega nom pode estar seqüestrada por uns mandarins/nas que se consideram com direito de pernada.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Entrega dos Prémios Literários BASENAME: entrega-premios-2014 DATE: Mon, 09 Jun 2014 20:24:06 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O dia 6 do mês que corre, decorreu na Sala de Actos da Once da Crunha, a cerimónia de entrega dos Prémios Literários d'O Facho: Contos de Nenos para Nenos e Teatro Infantil que contárom com a colaboraçom de Casa Hamlet, Ediçons Xerais, Editorial Galaxia, e Editorial Toxos Outos.

Na ocasiom estivérom presentes para outorgar os prémios ao seleccionados, os membros dos júris: Manuel Lourenço, Xabier P. do Campo, Xosé Manuel Martínez Oca, que elogiárom as obras premiadas assim como aos seus autores.

Posteriormente houvo umha colaçom na que participárom os premiados com as suas familias.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Resoluçom do "Concurso de Teatro Infantil" BASENAME: o-facho-resolucom-do-concurso-de-teatro-infantil-2 DATE: Sat, 31 May 2014 16:11:18 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Federico Tapia 12-1º
15005 Crunha
http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/
o.facho_corunha@yahoo.com.br


A Agrupaçom Cultural O FACHO tem a bem de comunicar-lhes o veredicto do concurso ?Teatro Infantil? na convocatória do ano 2014, segundo acordo do júri formado polos dramaturgos: Manuel Lourenço Pérez, Carme Martínez Mosquera, Rubém Ruibal Armesto.

Obra: Moito morro corporation Sociedade Ilimitada
Autor: Carlos Labraña

Agradecemos a colaboraçom de: Galaxia, Casa Hamlet, Xerais; assim como a participaçom de todos os/as concursantes e felicitamos especialmente aos ganhador. Também queremos recordar que o acto de entrega de diplomas e prémios será o dia 6 de Junho as 19 H , no Salom de actos da ONCE, Cantom Grande, 3 - Crunha.
Parabéns e cumprimentos.

Assdo.: Henrique Sánchez Rodríguez, da Agrupaçom O Facho e Secretario do Júri. Telefone : 619.536.540


Na cidade da Crunha, 24 de Maio de 2014

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Resoluçom do "Concurso de Contos de Nenos para Nenos" BASENAME: o-facho-resolucom-do-concurso-de-contos-de-nenos-para-nenos DATE: Sat, 31 May 2014 16:08:43 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Federico Tapia 12-1º
15005 Crunha
http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/
o.facho_corunha@yahoo.com.br

A Agrupaçom Cultural O FACHO tem a bem de comunicar-lhes o veredicto do concurso literário ?Contos de nenos para nenos? na convocatória do ano 2014, segundo acordo do júri formado polos escritores Xabier P. Docampo, Breogán Riveiro Vázquez, Xosé Manuel Martínez Oca.

1º.- Prémios da Categoria A (Nenos e nenas de 9 a 12 anos):

Primeiro prémio: ?Onde estás?? de Claudia Neira Pérez
Aluna do IES do Caminho, de Palas de Rei (Lugo)
Segundo prémio: ?O espantalho? de Victor Vidal Anta
Aluno do CEIP Tuela Bibey de Lubian (Zamora)

2º.- Prémios da categoria B . (Rapazes e rapazas de 13 a 16 anos):

Primeiro prémio: ?Onde remata o real? e comezo eu? de Alba Pérez Barcala
Aluna do IES de Cacheiras, Teo (A Corunha)
Segundo prémio: ?Na cara escura da Lúa? de Helena Aurora Risco Montero
Aluna do IES Lucus Augusti de Lugo

Agradecemos a colaboraçom das editoriais: Galáxia, Toxos Outos, Xerais; assim como a participaçom de todos os/as concursantes e felicitamos especialmente às ganhadoras e ganhadores. Também queremos recordar que o acto de entrega de diplomas e prémios será o dia 6 de Junho as 19 H , no Salom de actos da ONCE, Cantom Grande, 3 - Crunha.
Parabéns e cumprimentos.

Asdo.: Soledad González Maside, da Agrupaçom O Facho, e Secretaria do Júri. Telefone : 628 531 082



Na cidade da Crunha, 24 de Maio de 2014

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Letras Galegas-Oferenda Floral BASENAME: title-724 DATE: Fri, 16 May 2014 20:46:42 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Com o galho das Letras Galegas o dia 13 de Maio do 2014, O Facho realizou a oferenda floral diante do monumento a Curros Henriques, na lembrança de todos os bons e generosos que figérom possível a nossa existência como Povo e Naçom.

No mesmo, José L. Rodrigues Pardo, presidente da nossa agrupaçom pronunciou umhas palavras sobre Xosé M. Dias Castro, o escritor homenageado este ano com o Dia das Letras Galegas. Ao findar o acto todo-los presentes cantárom o Hino Galego acompanhados de música de gaiteiros

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Xosé M. Dias Castro por Júlio Lopes Valcárcel BASENAME: julio-lopes-valcarcel DATE: Fri, 16 May 2014 20:46:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Com o galho das Letras Galegas o dia 13 de Maio do 2014, o intelectual e poeta Júlio Lopes Valcárcel comentou com os assistentes à palestra a sua leitura sobre o escritor homenageado este ano com o Dia das Letras Galegas, Xosé M. Dias Castro. Na sua exposiçom o palestrista deu a conhecer distintos aspectos tanto literários como pessoais de Dias Castro.

Ao findar a sua exposiçom houvo um colóquio com grande participaçom dos assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?Galiza e Tagore? por José Paz Rodrigues BASENAME: o-facho-jose-paz-rodrigues-galiza-e-tagore-1 DATE: Sat, 10 May 2014 16:40:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: Resenhas TAGS: ----- BODY:

Com umha sala ateigada de público, o Professor jubilado da UDV, José Paz Rodrigues, compartilhou com os assistentes sobre a relaçom existente entre diversos pensadores e autores galegos com a literatura e o pensamentode R. Tagore, que com a sua escrita, em todos os eidos da literatura e do pensamento transcendeu até ser considerado com um dos maiores intelectuais do século XX.

Dando a conhecer distintos escritos de intelectuais galegos sobre a figura de Tagore, mostrou o grande interesse que despertou dentro da geraçom Nós, em particular em V. Risco, que chegou a viajar a Berlim para o escuitar.

Ao findar a sua exposiçom houvo um colóquio com grande participaçom dos assistentes.

Tagore1.doc Tagore2.doc Tagore3.doc Tagore4.pdf Tagore5.pdf

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Letras Galegas: Júlio Lopes Valcárcel - Xosé Maria Díaz Castro BASENAME: o-facho-letras-galegas-julio-lopes-valcarcel-xose-maria-diaz-castro DATE: Fri, 09 May 2014 17:01:02 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 A Corunha


Palestra

A Agrupaçom Cultural O Facho tem a bem o convidar a assistir à palestra que o vindouro dia 13 de Maio, o escritor e poeta, Júlio Lopes Valcárcel que falará sobre o poeta d'Os Vilares de Parga, Xosé Maria Díaz Castro, figura homenageada neste ano com o galho das Letras Galegas.

Lopes Valcárcel é membro destacado da Geraçom Poética dos 80, figura nas mais importantes antologias da poesia galega contemporânea, como Escolma da Poesía galega, Poesía Galega de hoy, etc... Os seus poemas fôrom traduzidos ao espanhol, catalám, inglês, italiano, alemám, russo e francês. É colaborador habitual de prensa e radio, membro da Asociación Española de Críticos Literarios,

Assim mesmo está em possessom, entre outros, dos prémios Celso Emílio Ferreiro, Antón Tovar e Miguel González Garcés, sendo Premio da Crítica Española em duas ocasions. Entre os seus livros podemos citar Víspera do día, Solaina da ausencia, Memoria de agosto, Casa última, A melancolía dos corpos e a escolma de poesia mapuche traduzida ao galego Lúa de xemas frías. Em narrativa publicou o libro de relatos Anel de mel e a novela Campo de Marte. Como ensaísta, a ediçom da Poesía galega de Miguel González Garcés, Viaxe ao corazón de Galicia, Sinais na Area, Mineiro de Luz, Confesión de Parte, O escano baleiro

Dia: 13 de Maio do 2014 - Hora: 8 do serao
Local: Portas Artabras
R/ Sinagoga 22- Cidade Velha ? Crunha


J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

Todas as palestras estám em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Letras Galegas-Actos BASENAME: o-facho-letras-galegas-actos DATE: Thu, 08 May 2014 21:57:59 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 A Corunha

Actos com o galho das Letras Galegas do ano 2014

13 de Maio 2014


Manhá

Às 12 e 1/2 da manhá: Oferenda floral nos jardins de Mendes Nunes diante do monumento a Curros Henriques. Falará o presidente d?O Facho, José Luís Rodrigues Pardo, sobre Xosé María Díaz Castro o homenageado este ano com o ?Dia das Letras Galegas? ,
Na cerimonia haverá musica de gaiteiros.

Tarde

Às 8 do serám em Portas Artabras, Rua Sinagoga 22 - Cidade Velha, o poeta e ensaísta, Júlio Lopes Valcárcel falará sobre o poeta d'Os Vilares de Parga, Xosé María Díaz Castro.

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: O galego-português, umha aposta chave no desenvolvimento da Galiza? por David O. Peom Pose - BASENAME: o-facho-david-o-peom-pose-o-galego-portugues-umha-aposta-chave-no-desenvolvimento-da-galiza-1 DATE: Mon, 05 May 2014 12:16:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: Resenhas TAGS: ----- BODY:

O passado 30 de Abril e perante um interessado público, o professor da UDC, David O. Peom Pose, compartilhou umha muito interessante palestra sobre: O galego-português, umha aposta chave no desenvolvimento da Galiza?.

Na sua exposiçom, apoiada com esquemas e imagens que dialogavam com a conferencia avalada desde a experiência pessoal, mostrou como o galego-português é um veiculo nom só de cultural senom também umha ferramenta de desenvolvimento económico do País, e um elemento curricular de grande valor na Europa.

Umha vez findada a sua exposiçom houvo um interessante colóquio com os assistentes

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: José Paz Rodrigues - ?Galiza e Tagore? BASENAME: o-facho-jose-paz-rodrigues-galiza-e-tagore DATE: Fri, 02 May 2014 21:06:11 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 Crunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-lo assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2013-14

Palestra

O vindouro dia dia 07 de Maio, quarta (mércores), o Professor jubilado da UDV, José Paz Rodrigues, falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. organizado pola nossa Agrupaçom, com a sua exposiçom intitulada:: ?Galiza e Tagore.? O acto realizara-se em Portas Artabras - Rua Sinagoga 22- Cidade Velha

Paz Rodrigues é académico da AGLP, membro de AGAL, Didacta e Pedagogo Tagoreano e Presidente da ASPGP (Associaçom Sócio-Pedagógica Galaico-Portuguesa). Professor na Universidade de Tagore em Bengala, República da Índia. Assim mesmo é autor de numerosas investigaçons sobre pedagogia, sobre a cultura de Bengala, e um grande conhecedor do cinema hindu, tendo publicado múltiplos trabalhos sobre o mesmo tanto na Uniom Índia como na Galiza. No Portal Galego da Língua sustem as séries: "Dizer e Fazer" e "As Aulas no Cinema".

Dia: 07 de Maio - Hora: 8,00 do serám
Local: Portas Artabras
R/ Sinagoga 22
Cidade Velha ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretario d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: David O. Peom Pose - O galego-português, umha aposta chave no desenvolvimento da Galiza?. BASENAME: o-facho-david-o-peom-pose-o-galego-portugues-umha-aposta-chave-no-desenvolvimento-da-galiza DATE: Wed, 16 Apr 2014 19:36:20 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Crunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Crunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2013-14.

Palestra

O vindouro dia 30 de Abril do 2014 às 8,00 do serám, terça, o Professor da UDC, David O. Peom Pose, intervirá dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social. A sua charla versará sobre: O galego-português, umha aposta chave no desenvolvimento da Galiza?.

Peom Pose é Lcdo. em Economia pola USC, Doutor em C.C.E.E. e Empresariais pola UDC, assim mesmo está intitulado em Chartered Financial Analyst (CFA) polo CFA Institute e Mestrado em Finanças (MSc Finance) polo Birkbeck College - University of London. Actualmente é professor de Finanças na U. da Crunha, assim mesmo é membro de ?Economistas fronte à crise?.

Como autor tem umha interessantíssima obra, tanto em artigos como em livros. Destes últimos sublinhamos: ?Financial Markets: A Guided Tour?, como co-autor. Tem multiplos trabalhos sobre diferentes aspectos da economia galega e mundial, tanto em médios do País como do estrangeiro, dos mesmos só acentuamos: A Crise dos Médios em Galego, Using Behavioral Economics to Analyze Credit Policies on the Banking Industry, Mais Europa e menos España, Pom português no teu CV, Playing with fire: Internal devaluation for GIPSI countries,

.

Dia: 30 de Abril 2014 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Artabras- Rua Sinagoga 22
Cidade Velha - Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: "Rosália de Castro, a perspectiva galega do mundo" por Francisco Rodrigues Sanches BASENAME: francisco-rodrigues-sanches DATE: Wed, 02 Apr 2014 11:32:59 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia dia 1 de Abril, terça, o Doutor em Filologia Românica e Catedrático de Literatura espanhola Francisco Rodrigues Sanches, compartilhou com os cidadás assistentes ao ciclo ?Língua, Literatura, e Naçom?, os seus estudos e investigaçons sobre a vida e obra da nossa grande poeta, Rosália de Castro, a perspectiva galega do mundo.

O professor Francisco Rodrigues expujo a sua mui interessante palestra ilustrando-a com significativos poemas da figura estudada. As reflexons expostas polo conferencista leva-nos a afirmar que muitas das eivas e pechas sob os que estavam escravizadas as classes populares galegas seguem hoje tam rejas como há dous séculos: despotismo, emigraçom, miséria, etc.. o que nos leva a pensar se de facto nom existe umha política desenhada para Nós desaparecermos como povo e naçom.

Como sempre ao findar a sua exposiçom o conferenciante mantivo um colóquio com o público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Francisco Rodrigues Sanches - Rosalia de Castro, a perspectiva galega do mundo BASENAME: o-facho-francisco-rodrigues-sanches-rosalia-de-castro-a-perspectiva-galega-do-mundo DATE: Thu, 27 Mar 2014 23:55:53 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2013-14

Palestra

O vindouro dia 1 de Abril, terça-feira (martes), o Doutor em Filologia Românica e Catedrático de Literatura espanhola Francisco Rodrigues Sanches, falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua palestra versará sobre: Rosalia de Castro, a perspectiva galega do mundo. O acto realizara-se às 8 do serám em Portas Artabras, Rua Sinagoga 22 ? Cidade Velha.

Rodrigues Sanches é autor dumha ampla obra de investigaçom e ensaio em temas lingüísticos, literários, culturais e políticos desde unha perspectiva nacionalista. Inaugura unha linha de análise sócio-lingüística com a publicaçom de "Conflicto lingüístico e ideoloxía na Galiza". Especialista em figuras de grande relevância como Rosália de Castro -Análise sociolóxica da obra de Rosalía Castro-, Curros Enríquez -A evolución ideolóxica de Manuel Curros Enríquez-, Blanco Amor -O desacougo da nación negada, Eduardo Blanco Amor-. Neste âmbito realizou trabalhos como o ?Literatura galega, problemas de método e interpretación?

Paco Rodrigues foi um dos impulsores da criaçom e dinamizaçom de organizaçons sindicais e políticas como INTG e BNG. Também participou como deputado do Parlamento Galego e nas Cortes Espanholas como membro do Bloque Nacionalista Galego.


Acto: Dia: 1 de Abril 2014 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Artabras
Rua Sinagoga 22 ? Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d'O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?Toponímia Galega? por Antón Luís Santamarina Fernández BASENAME: o-facho-anton-luis-santamarina-fernandez-toponimia-galega-1 DATE: Wed, 26 Mar 2014 12:19:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 25 de Março do 2014 às 8,00 do serám, o Doutor e o Catedrático de Filologia Românica na Faculdade de Filologia da U.S.C. e membro da R. Academia Galega, Antón Luís Santamarina Fernández, falou dentro do ciclo ?Língua, Literatura, e Naçom?, organizado pola nossa
Agrupaçom. A sua conferencia intitulada ?Toponímia Galega? decorreu no local social de ?Portas Artabras?, e foi seguida com grande interesse polo publico assistente.

Santamarina Fernandes mostrou numha exaustiva exposiçom o processo de configuraçom da toponímia do País, e como na Galiza cada recuncho, cada lugar tem a sua denominaçom e nunca repetitiva, pateteando isto a grande riqueza lingüística e conceptual nom só da linguagem galega assim como do imaginário da sua gente.

Ao findar a conferencia, o palestrista mantivo um interessante debate.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de Teatro Infantil BASENAME: o-facho-concurso-de-teatro-infantil-16 DATE: Fri, 21 Mar 2014 15:24:29 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º
15005 Crunha

CONCURSO DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA AGRUPAÇOM CULTURAL O FACHO.

Assumindo como próprias as palavras de Juan Ramón Jiménez quando afirmava que ?Teatro infantil é aquele que também lhe gosta aos nenos?, a Agrupaçom Cultural O FACHO acordou convocar o Concurso de Teatro Infantil, que, nesta nova etapa, se regerá polas seguintes bases:

1º) Poderám optar ao devandito prémio qualquer pessoa, sem restriçom, sempre que a obra seja inédita e redigida em língua galega ?em qualquer tipo de suporte- nom representadas, nem premiadas noutros certames.
2º) Estabelece-se como prémio único de 100,.- ? e umha biblioteca de livros teatrais.
3º) A obra, que nom poderá exceder os 80 fólios, será presenteada por triplicado, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara.
4º) Os originais para o Concurso enviaram-se por correio à sé da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia n.º 12-1º - Crunha (15005) ou a Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal d'A Crunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.
5º) O prazo de admissom de originais finda o dia 15 de Abril do 2014 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.
6º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo está composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito teatral galego.
7º) O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom.
8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.
9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no local de O Facho, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom. No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.
Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho



Na Crunha, 22 Janeiro 2014

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de Contos de Nenos para Nenos BASENAME: o-facho-concurso-de-contos-de-nenos-para-nenos-9 DATE: Fri, 21 Mar 2014 10:26:35 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

CONCURSO LITERÁRIO DE CONTOS DE NENOS PARA NENOS CONVOCADO POLA ASSOCIAÇOM CULTURAL O FACHO

Recuperados em 2008 os prémios literários que desde os anos sessenta convocou O FACHO e nos que participárom ou ganhárom muitos dos escritores e escritoras que hoje fam possível com a sua obra umha literatura galega de qualidade e de grande importância nas letras universais, realiza-se a convocatória para 2014 do XLVI Concurso Literário de ?Contos de Nenos para Nenos?

BASES DO CONCURSO

1. Poderám participar rapazes e raparigas que pressentem as suas obras em Língua galega. Os trabalhos presenteados deveram ser originais e inéditos em toda a sua extensom.

2. O prazo de admissom de originais finaliza o dia 31 de Março de 2014 às doce da noite.

3. A apresentaçom de originais para o Concurso fará-se por correio postal dirigido à sede da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia, 12-1º 15005A Corunha. Podendo fazer individualmente ou por médio do centro onde curse os seus estudos.

4. No caso em que sejam os centros escolares os que pressentem os originais ao Concurso, deveram fazer umha pré-selecçom dum máximo de dous trabalhos por categoria, qualquer outro terá que ser apresentado individualmente.

5. As obras haverem de serem relatos originais e nom estarem editados por nengum procedimento impresso ou electrónico, nem terem sido premiados em qualquer outro concurso ou certame literário e em condiçons para que os seus direitos de publicaçom podam ser cedidos à Associaçom Cultural O FACHO por período de cinco anos contados a partir do dia do falho do júri.

6. Para além da originalidade literária, o júri valorizará a riqueza lingüística e o conhecimento gramatical reflectido nas obras.

7. Estabelecem-se duas categorias:

Categoria A Nenos e nenas de 6 a 12 anos.
Categoria B Rapazes e raparigas de 13 a 16 anos.

8. As quantias dos prémios serám as que seguem:

Categoria A 1º: 100,.- ? em efectivo e umha biblioteca de livros.
2º: 100,.- ? em efectivo e umha biblioteca de livros.

Categoria B 1º: 100,.- ? em efectivo e umha biblioteca de livros.
2º: 100,.- ? em efectivo e umha biblioteca de livros.

9. Cada autor só poderá apresentar umha obra atendo-se aos seguintes limites de extensom:

Categoria A Um máximo de cinco fólios
Categoria B Um máximo de dez fólios

10. As obras haverem de se apresentar por triplicado, manuscritas ou mecanográficas, encadernadas ou grampadas e levaram por detrás do último folio os seguintes dados:

Nome e apelidos do autor/a.
Endereço e telefone. Correio electrónico.
Centro onde cursa os seus estudos.
Categoria na que participa.

11. Os prémios serám escolhidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O Facho em falho que se fará público no mês de Maio.

12. O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as dúvidas na sua interpretaçom.

13. A participaçom neste Concurso implica a aceitaçom das presentes bases.

Correo electrónico: o_facho_a_cultural@yahoo.com.br
http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

A Corunha, 31 de Janeiro 2014

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário do Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Antón Luís Santamarina Fernández - ?Toponímia Galega? BASENAME: o-facho-anton-luis-santamarina-fernandez-toponimia-galega DATE: Fri, 21 Mar 2014 04:51:10 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 Crunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-lo assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2013-14

Palestra


O vindouro dia 25 de Março, terça (martes), às 8 do serám; o catedrático de filologia românica na Faculdade de Filologia da U.S.C. e membro da R. Academia Galega, Antón Luís Santamarina Fernández, falará dentro do ciclo ?Língua, Literatura, e Naçom?, com a sua exposiçom intitulada ?Toponímia Galega?. O acto celebrará-se em Portas Artabras, Rua Sinagoga 22 ? Cidade Velha ? Crunha.

Santamarina Fernández, tem trabalhos só ou em colaboraçom em diferentes campos da lingüística e etnografia galegas:

a) Didáctica: Participou na redacçom dos manuais Galego 1 (1971), Galego 2 (1972) e Galego 3 (1974)
b) Gramática: Estudos sobre a gheada, o verbo, o adverbio e as conxuncións que e ca.
c) Planificaçom do corpus: Participou na elaboraçom da normativa ortográfica e morfológica segundo as propostas do ILG (Bases1977) e ILG-RAG (Normas1982 revisadas em 1995 e 2003). Colaborou com M. González nas escolhas léxicas para um Vocabulário ortográfico da língua galega (VOLGA) e redatou em solitário (em 2003) os critérios em que se baseou esta obra. Tem vários trabalhos teóricos sobre o assunto da normativa, entre eles o intitulado ?Norma e estándar? no Lexicon der Romanistischen Linguistik, vol. VI, 2 (1994). Interessou-se igualmente polo incorporaçom das chamadas falas exteriores ao modelo literário galego

Foi co-director, com Manuel González González, do Dicionário da Real Academia Galega de 2012-13

Dia: 25 de Março - Hora: 8 do serám
Local: Portas Artabras
Rua Sinagoga 22 ? Cidade Velha ? Crunha.

J. Alberte Corral Iglesias
Secretario d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: A literátura erótica galega por Júlio Pardo de Neira BASENAME: julio-pardo-de-neira DATE: Wed, 19 Mar 2014 18:56:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 18 de Março, o Prof. Doutor da UDC, Júlio Pardo de Neira, falou dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua palestra tivo como temática: ?A literatura erótica galega?.

Pardo de Neira, numha exposiçom comparativa com outras literaturas puxo de manifesto a carência , agás do período medieval, de umha literatura erótica ou pornográfica galega. Expressou de um jeito bem eloqüente como no actual imaginário literário galego, o sexo é evocado maioritariamente em imagens nom explícitas.
Ao rematar a sua explicaçom mantivo um interessante debate com a cidadania assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: A Paróquia Galega, Possibilidades de Auto-Governo por Joám Evans Pim BASENAME: title-703 DATE: Wed, 12 Mar 2014 15:37:11 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 11 de Março o pesquisador e académico, Joám Evans Pim, intervéu dentro do Ciclo: Economia, História e Ciências Sociais organizado polo O Facho. A sua interessante exposiçom versou sobre: "A Paróquia Galega, Possibilidades de Auto-Governo
Joám Evans expujo a necessidade de recuperar a democracia direta nas paroquias nos eidos que lhe atingem, assim como mostrou que até a existência do Estado moderno os Coutos eram territórios de quase plena soberania. Refazer esta democracia hoje, obriga-nos a procurar novas fórmulas políticas e jurídicas para acada o autogoverno assemblear e comunitário, nom só nas paróquias ou freguesias galegas senom a sua reformulaçom para a sua operatividade nos distintos bairros das cidades.
A sua dissertaçom aberta e de grande interesse foi seguida polo público assistente à conferencia com os que mantivo um apaixonado debate ao findar a palestra.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Júlio Pardo de Neira - ?A literatura erótica galega? BASENAME: o-facho-julio-pardo-de-neira-a-literatura-erotica-galega DATE: Wed, 12 Mar 2014 09:45:45 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º-C
15005 Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho da Corunha convida-lo assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2013-14

Palestra

O vindouro dia 18 de Março, terça-feira (martes), o Prof. Doutor da UDC, Júlio Pardo de Neira, falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: ?A literatura erótica galega?. O acto realizara-se em Portas Artabras - Rua Sinagoga 22- Cidade Velha

O professor Pardo de Neira, é doutor em Filologia Galega pola UdC, doutor em Historia Contemporânea pola mesma Universidade e doutor Europeu em Didáctica da Língua e a Literatura pola Universitat de València, sendo assim a única pessoa que no Estado Espanhol conta com três teses de Doutorando. É autor de umha trintena de livros, entre os que destacam ensaios centrados no vanguardismo galego do novecentos, na organizaçom do nacionalismo e do republicanismo na Galiza. Assim mesmo conta com publicaçons sobre o erotismo e a pornografia literária na literatura da Galiza barroca e no feito trovadoresco medieval. Podemos salientar entre a obra publicada: Cultura e República, Evaristo Correa Calderón, Ánxel Fole: Pazos e nacionalismo, O labor lírico do ilustrado cura de Fruíme, Vanguardia Gallega ou o compromisso jornalístico lucense coa II República Espanhola, origens da literatura infantil galega. Fidalguia e cultura palaciana na Galiza do último milénio, Martin de Padroçelos, o primeiro trovador da lírica galego-portuguesa?, A introduçom do vanguardismo na literatura galega,

Também é responsável da ediçom do cancioneiro de Martins de Padroçelos, o primeiro trovador conhecido da literatura galega medieval. Tem participado em muitos congressos, tanto na geografia nacional como estatal e mesmo fora das fronteiras do Estado Espanhol, como professor deu aulas em várias Universidades portuguesas.

Dia: 18 de Março do 2014 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Artabras
Rua Sinagoga 22 - Cidade Velha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretario d?O Facho

----- COMMENT: AUTHOR: Eva [Visitante] DATE: Sat, 15 Mar 2014 09:49:06 +0000 URL:

Que ben! Eu penso ir. O que di o prof. Pardo de Neyra sempre é moi interesante e esta temática máis. Non penso perder este acto. Grazas!

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de Contos de Nenos para Nenos BASENAME: o-facho-concurso-de-contos-de-nenos-para-nenos-8 DATE: Sun, 02 Mar 2014 23:38:36 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

CONCURSO LITERÁRIO DE CONTOS DE NENOS PARA NENOS CONVOCADO POLA ASSOCIAÇOM CULTURAL O FACHO

Recuperados em 2008 os prémios literários que desde os anos sessenta convocou O FACHO e nos que participárom ou ganhárom muitos dos escritores e escritoras que hoje fam possível com a sua obra umha literatura galega de qualidade e de grande importância nas letras universais, realiza-se a convocatória para 2014 do XLVI Concurso Literário de ?Contos de Nenos para Nenos?

BASES DO CONCURSO

1. Poderám participar rapazes e raparigas que pressentem as suas obras em Língua galega. Os trabalhos presenteados deveram ser originais e inéditos em toda a sua extensom.

2. O prazo de admissom de originais finaliza o dia 31 de Março de 2014 às doce da noite.

3. A apresentaçom de originais para o Concurso fará-se por correio postal dirigido à sede da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia, 12-1º 15005A Corunha. Podendo fazer individualmente ou por médio do centro onde curse os seus estudos.

4. No caso em que sejam os centros escolares os que pressentem os originais ao Concurso, deveram fazer umha pré-selecçom dum máximo de dous trabalhos por categoria, qualquer outro terá que ser apresentado individualmente.

5. As obras haverem de serem relatos originais e nom estarem editados por nengum procedimento impresso ou electrónico, nem terem sido premiados em qualquer outro concurso ou certame literário e em condiçons para que os seus direitos de publicaçom podam ser cedidos à Associaçom Cultural O FACHO por período de cinco anos contados a partir do dia do falho do júri.

6. Para além da originalidade literária, o júri valorizará a riqueza lingüística e o conhecimento gramatical reflectido nas obras.

7. Estabelecem-se duas categorias:

Categoria A Nenos e nenas de 6 a 12 anos.
Categoria B Rapazes e raparigas de 13 a 16 anos.

8. As quantias dos prémios serám as que seguem:

Categoria A 1º: 100,.- ? em efectivo e umha biblioteca de livros.
2º: 100,.- ? em efectivo e umha biblioteca de livros.

Categoria B 1º: 100,.- ? em efectivo e umha biblioteca de livros.
2º: 100,.- ? em efectivo e umha biblioteca de livros.

9. Cada autor só poderá apresentar umha obra atendo-se aos seguintes limites de extensom:

Categoria A Um máximo de cinco fólios
Categoria B Um máximo de dez fólios

10. As obras haverem de se apresentar por triplicado, manuscritas ou mecanográficas, encadernadas ou grampadas e levaram por detrás do último folio os seguintes dados:

Nome e apelidos do autor/a.
Endereço e telefone. Correio electrónico.
Centro onde cursa os seus estudos.
Categoria na que participa.

11. Os prémios serám escolhidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O Facho em falho que se fará público no mês de Maio.

12. O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as dúvidas na sua interpretaçom.

13. A participaçom neste Concurso implica a aceitaçom das presentes bases.

Correo electrónico: o_facho_a_cultural@yahoo.com.br
http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

A Corunha, 31 de Janeiro 2014

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário do Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de Teatro Infantil BASENAME: o-facho-concurso-de-teatro-infantil-13 DATE: Sun, 02 Mar 2014 23:36:44 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º
15005 Corunha

CONCURSO DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA AGRUPAÇOM CULTURAL O FACHO.

Assumindo como próprias as palavras de Juan Ramón Jiménez quando afirmava que ?Teatro infantil é aquele que também lhe gosta aos nenos?, a Junta Directiva da Associaçom Cultural O FACHO acordou convocar o Concurso de Teatro Infantil, que, nesta nova etapa, se regerá polas seguintes bases:

1º) Poderám optar ao devandito prémio qualquer pessoa, sem restriçom, sempre que a obra seja inédita e redigida em língua galega ?em qualquer tipo de suporte- nom representadas, nem premiadas noutros certames.
2º) Estabelece-se como prémio único de 100,.- ? e umha biblioteca de livros teatrais.
3º) A obra, que nom poderá exceder os 80 fólios, será presenteada por quintuplicado, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara.
4º) Os originais para o Concurso enviaram-se por correio à sé da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia n.º 12-1º A Corunha (15005) ou a Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal d'A Crunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.
5º) O prazo de admissom de originais finda o dia 31 Março de 2014 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.
6º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo está composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito teatral galego.
7º) O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom.
8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.
9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no local de O Facho, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom. No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.
Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

Na Crunha, 22 Janeiro 2014

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: A República Galega por Iolanda Dias Peres BASENAME: o-facho-iolanda-dias-peres-a-republica-galega-2 DATE: Tue, 25 Feb 2014 19:11:55 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 20 de dia 20 de Fevereiro, quinta (joves), a a vice-portadora de Alternativa Galega de Esquerdas no Parlamento Galego, e coordenaçom geral de E.U , Iolanda Dias Peres, dissertou sobre: "A República Galega?dentro do Ciclo: Economia, História e Realidade Social organizado pola nossa Agrupaçom.

Iolanda Dias expujo citando distintos estudos sobre o tema da conferencia sobre a necessidade dominante nestes momentos do económico-sócial sobre o nacional; sem que esta primacia poda negar o direito de autodeterminaçom dos povos.

Ao findar a conferencia, a palestrista mantivo um interessante debate.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Joám Evans Pim- "A Parróquia Galega, Possibilidades de Auto-Governo? BASENAME: o-facho-joam-evans-pim-a-paroquia-galega-possibilidades-de-auto-governo-1 DATE: Tue, 25 Feb 2014 11:36:04 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Taipa 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2013-14

Palestra:

O vindouro dia 11 Março, terça (martes), o pesquisador e académico, Joám Evans Pim, intervirá dentro do Ciclo: Economia, História e Ciências Sociais. A sua exposiçom versará sobre: "A Parróquia Galega, Possibilidades de Auto-Governo? O acto realizara-se em Portas Artabras, Rua Sinagoga 22 ? Cidade Velha. Crunha

Evans Pim fai parte da Academia Galega da Língua Portuguesa e da Associaçom Véspera da Nada por umha Galiza sem petróleo. Trabalha como director do Center for Global Nonkillinga, instituçom sediada no Hawai. Com a qual desenvolveu diversas publicaçons. Entre as mais recentes, Nonkilling Security and the State, Nonkilling Media, assim como um trabalho em War, Peace, and Human Nature (OUP).

Na actualidade completa o seu doutorado em ciências sociais na Universidade Äbo Akademi da Finlândia, onde também lecciona no Mestrado de Investigaçom pola Paz, Mediaçom e Conflictos. Con anterioridade, licenciou-se em Jornalismo na USC e em Antropologia Social e Cultural pola UNED. Contibuiu em obras de referência como The Oxford Intenational Encyclopedia of Political Science (CQ Press/Sage). Assim mesmo foi Director do Curso de Especializaçom em Estudos Árabes e Islâmicos da UIMP, Membro do Conselho Assessor do Centro de Estudos de História do Atlântico (Governo Autónomo da Madeira); Membro do Conselho Assessor da Revista de Estudos Estratégicos da U.F.F. (Brasil); Assessor do Centro de Estudos Estratégicos da U.D.R.(Colômbia); Diretor das revistas Asteriskos e Strategic Evaluation. Tem inumeráveis trabalhos publicados em diversas revistas de investigaçom.

Como membro do Partido da Terra, tem-se implicado na procura de fórmulas políticas e jurídicas para a consecuçom do autogoverno assemblear comunitário nas paróquias galegas.

Dia: 11 Março 2014 ? Hora: 8 do serám
Portas Artabras ? Rua Sinagoga nº 22
Cidade Velha - Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de Teatro Infantil BASENAME: o-facho-concurso-de-teatro-infantil-12 DATE: Wed, 19 Feb 2014 23:58:31 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º
15005 Corunha

CONCURSO DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA AGRUPAÇOM CULTURAL O FACHO.

Assumindo como próprias as palavras de Juan Ramón Jiménez quando afirmava que ?Teatro infantil é aquele que também lhe gosta aos nenos?, a Junta Directiva da Associaçom Cultural O FACHO acordou convocar o Concurso de Teatro Infantil, que, nesta nova etapa, se regerá polas seguintes bases:

1º) Poderám optar ao devandito prémio qualquer pessoa, sem restriçom, sempre que a obra seja inédita e redigida em língua galega ?em qualquer tipo de suporte- nom representadas, nem premiadas noutros certames.
2º) Estabelece-se como prémio único de 100,.- ? e umha biblioteca de livros teatrais.
3º) A obra, que nom poderá exceder os 80 fólios, será presenteada por quintuplicado, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara.
4º) Os originais para o Concurso enviaram-se por correio à sé da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia n.º 12-1º A Corunha (15005) ou a Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal d'A Crunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.
5º) O prazo de admissom de originais finda o dia 31 Março de 2014 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.
6º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo está composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito teatral galego.
7º) O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom.
8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.
9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no local de O Facho, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom. No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.
Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

Na Crunha, 22 Janeiro 2014

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Iolanda Dias Peres - "A República Galega? BASENAME: o-facho-iolanda-dias-peres-a-republica-galega DATE: Wed, 19 Feb 2014 23:56:47 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Taipa 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2013-14

Palestra:

O vindouro dia 20 de Fevereiro, quinta (joves), a deputada por A.G.E. no Parlamento de Galiza, Iolanda Dias Peres, falará dentro do Ciclo: Economia, História e Realidade Social. A sua exposiçom versará sobre: "A República Galega?. O acto realizara-se às 8 do serám em Portas Artabras - Rua Sinagoga 22- Cidade Velha

Iolanda Dias é licenciada em Direito pola USC, sendo actualmente a vice-portadora de Alternativa Galega de Esquerdas no Parlamento Galego. Nas eleiçons municipais do ano 2003 apresentou-se para à prefeitura do Concelho de Ferrol, sendo elegida concelheira junto ao seu companheiro Fernando Miramontes. No ano 2005 acedeu à coordenaçom geral de E.U., sendo a candidata desta formaçom à presidência da Junta nas eleiçons desse mesmo ano. No ano 2012 foi candidata de A.G.E. às eleiçons ao Parlamento de Galiza.

Data: 20 de Fevereiro do 2014
Hora: 8 do serám
Local: Portas Artabras - Rua Sinagoga 22
Cidade Velha -Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Tópicos falazes da História de Espanha por Francisco Calo Lourido BASENAME: o-facho-francisco-calo-lourido-topicos-falazes-da-historia-de-espanha-1 DATE: Fri, 07 Feb 2014 16:25:58 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 04 de Fevereiro, o Doutor e Catedrático de Geografia e Historia, Francisco Calo Lourido, intervéu dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua exposiçom versou sobre: ?Tópicos falazes da História de Espanha.?

Calo Lourido, deu a conhecer o interesse ideológico dos poderes que conformam o Estado espanhol em manter inumeráveis falácias sobre a existência de Espanha como identidade política desde o começo dos tempos. Demostrou com múltiplos dados que tal discurso mantido e sustido polos poderes políticos e ideológicos constitui umha das ferramentas de dominaçom sobre Nós, em tanto que povo e naçom.

Ao rematar a sua explicaçom mantivo um interessante debate com a cidadania assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Francisco Calo Lourido - ?Tópicos falazes da História de Espanha.? BASENAME: o-facho-francisco-calo-lourido-topicos-falazes-da-historia-de-espanha DATE: Sun, 26 Jan 2014 19:46:34 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2013-14

Palestra

O vindouro dia 04 de Fevereiro, terça-feira (martes), o Doutor e Catedrático de Geografia e Historia, Francisco Calo Lourido, falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: ?Tópicos falazes da História de Espanha.? O acto realizara-se em Portas Artabras-Rua Sinagoga 22- Cidade Velha

O professor Calo Lourido é membro, entre outras instituiçons: da Sociedade Portuguesa de Antropologia e Etnologia. Patrono do Museu do Povo Galego Correspondente da Real Academia Galega e professor convidado na Universidade do Porto. Participante em múltiplas escavaçons arqueológicas, também dirigiu as do Castro de Baronha.

Desenvolve a sua actividade investigadora sobre todo nos eidos da arqueologia e da antropologia com mais de 180 publicaçons, como, por citar só livros, A Plástica da Cultura Castrexa Galego-Portuguesa (2 tomos); A Cultura Castrexa; Castro de Baroña; La cultura de un pueblo marinero: Porto do Son; Xentes do Mar. Traballos, tradicións e costumes; Fainas do mar. Vida e trabalho no litoral norte; As artes de pesca. Os celtas. Unha (re)visión dende Galicia ... Salseiros é a sua primeira obra como narrador.

Dia: 4 de Fevereiro do 2014 - Hora: 8 do serám
Portas Artabras - Rua Sinagoga 22
Cidade Velha-A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: A Agrupaçom Cultural O Facho festejou o 50 aniversário da sua fundaçom BASENAME: o-facho-actos-polo-50-aniversario-d-0-facho DATE: Sat, 25 Jan 2014 19:56:06 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O Agrupaçom Cultural O Facho celebrou ontem o seu primeiro meio século de vida com umha conferência no salom de actos do ONCE e com um ceia de confraternizaçom no hotel Riaçor. O Facho nasceu o 23 de Dezembro de 1963, com umha reuniom de sócios na cafetaría Linar, ao mês seguinte, os membros começaram a trabalhar nuns estatutos que seguem, ainda, em vigor.

O professor Ricardo Gurriarán foi o encarregado de dar a conferência sobre a história das diversas associaçons culturais, em particular O Facho, como ferramentas de resistência cultural contra a tirania clerical-fascista do franquismo.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de Teatro Infantil BASENAME: o-facho-concurso-de-teatro-infantil-11 DATE: Wed, 22 Jan 2014 18:34:51 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º
15005 Corunha

CONCURSO DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA AGRUPAÇOM CULTURAL O FACHO.

Assumindo como próprias as palavras de Juan Ramón Jiménez quando afirmava que ?Teatro infantil é aquele que também lhe gosta aos nenos?, a Junta Directiva da Associaçom Cultural O FACHO acordou convocar o Concurso de Teatro Infantil, que, nesta nova etapa, se regerá polas seguintes bases:

1º) Poderám optar ao devandito prémio qualquer pessoa, sem restriçom, sempre que a obra seja inédita e redigida em língua galega ?em qualquer tipo de suporte- nom representadas, nem premiadas noutros certames.
2º) Estabelece-se como prémio único de 100,.- ? e umha biblioteca de livros teatrais.
3º) A obra, que nom poderá exceder os 80 fólios, será presenteada por quintuplicado, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara.
4º) Os originais para o Concurso enviaram-se por correio à sé da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia n.º 12-1º A Corunha (15005) ou a Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal d'A Crunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.
5º) O prazo de admissom de originais finda o dia 31 Março de 2014 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.
6º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo está composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito teatral galego.
7º) O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom.
8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.
9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no local de O Facho, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom. No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.
Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho



Na Crunha, 22 Janeiro 2014

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: A República Galega por M.XaimeBarreiroGil BASENAME: m-xaimebarreirogil DATE: Wed, 22 Jan 2014 12:47:49 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 21 de Janeiro do 2014 às 8,00 do serám, o Doutor e Professor da U.S.C., M. Xaime Barreiro Gil, falou dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social organizado pola nossa Agrupaçom. A sua conferencia tivo como eixo: A República Galega
Barreiro Gil dissertou como a Naçom galega nom tivo até agora umha classe social que exercitará e demandará os direitos como naçom. Nem os portadores de terra (os foristas) no Velho Régime agrário nem posteriormente a nacente burguesia nada ao abeiro da Revoluçom Industrial. Assim mesmo manifestou a carência de vias de comunicaçom entre as distintas cidades do Pais que facilitassem o desenvolvimento do mesmo.
Ao findar a conferencia, o palestrista mantivo um interessante debate.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: "Todo para Madrid" por Óscar Paços Rodrigues- BASENAME: o-facho-oscar-pacos-rodrigues-todo-para-madrid DATE: Mon, 13 Jan 2014 08:40:09 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 10 de Janeiro do 2014 às 8,00 do serám, sexta, o ensaísta e geólogo, Óscar Paços Rodrigues, participou dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social com a sua palestra intitulada: ?Todo para Madrid?. O acto desenvolveu-se em Portas Artabras, Rua Sinagoga 22- Cidade Velha.

Paços Rodrigues explicou com avondosos dados como a construçom de Madrid como centro de poder e comunicaçom só foi possível com a desertificaçom dos distintos países que conformam ao actual Estado espanhol. Converter a Madrid como ?eixo e cabeça vertebradora? do Estado sempre foi e é a razom para fornecer o saqueio que levam a cabo os ?Altos cortesaos? de ontem e de hoje. Prova evidente do afirmado é actual situaçom de rapina dos recursos económicos e da miserabilizaçom das classes trabalhadoras dos povos do Estado no seu conjunto.

Ao findar a conferencia, o palestrista mantivo um interessante debate.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: M. Xaime Barreiro Gil - A República Galega BASENAME: o-facho-m-xaime-barreiro-gil-a-republica-galega DATE: Sat, 11 Jan 2014 13:28:37 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Crunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Crunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2013-14.

Palestra

O vindouro dia 21 de Janeiro às 8,00 do serám, terça, o Doutor e Professor da U.S.C., M. Xaime Barreiro Gil, intervirá dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social. A sua charla versará sobre: A República Galega. O acto realizara-se em Portas Artabras-Rua Sinagoga 22- Cidade Velha.

M.Barreiro Gil é professor de História e Instituçons Económicas da USC. Foi um dos membros do Colectivo Socialista Galego que, procedentes do Partido Socialista Galego, integrárom-se no PSOE depois das eleiçons gerais de 1977. Foi senador pola província de Corunha, Presidente do Grupo Parlamentar Socialista do Senado e membro da Uniom Parlamentar Internacional e das Assembleias Parlamentares do Conselho da Europa,

Como autor publicou diversos trabalhos académicos sobre a Galiza contemporânea e temas europeus. Dita conferências e é colaborador habitual de diversos meios de comunicaçom da Galiza.

Dia: 21 Janeiro 2014 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Artabras-Rua Sinagoga 22-
Cidade Velha - A Crunha


J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Actos polo 50 Aniversário d'0 Facho BASENAME: o-facho-actos-polo-50-aniversario-de-0-facho DATE: Sat, 11 Jan 2014 13:25:57 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 A Corunha

No 50 Aniversário de 0 Facho

Um 23 de Dezembro de 1963 fizo-se a primeira reuniom de sócios, da nossa Associaçom, na cafetería Linar da Corunha, e foi no mês de Janeiro do seguinte ano quando começamos a desenvolver os Estatutos que ainda seguem em vigor.

Por isso:
A Agrupaçom Cultural O Facho tem a bem convida-lo à conferência, sobre as Agrupaçons Culturais que será dada polo professor Ricardo Gurriarán, e a um jantar de irmandade, que se celebrarám com o galho do 50 Aniversário da sua existência. Os actos terám lugar o dia 24 de Janeiro; a conferência no salom de actos da O.N.C.E no Cantom Grande, às 19,30 horas, e o jantar no Hotel Riaçor às 21 horas

Preço por pessoa: 20 ?.
Para reservardes lugar, chamar a: Helena: 647 816 566 /
Henrique: 619 536 540. Ou enviades correio a: santamarinac@hotmail.com

Agrupaçom Cultural O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de Contos de Nenos para Nenos BASENAME: o-facho-concurso-de-contos-de-nenos-para-nenos-7 DATE: Thu, 09 Jan 2014 19:47:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

CONCURSO LITERÁRIO DE CONTOS DE NENOS PARA NENOS CONVOCADO POLA ASSOCIAÇOM CULTURAL O FACHO

Recuperados em 2008 os prémios literários que desde os anos sessenta convocou O FACHO e nos que participárom ou ganhárom muitos dos escritores e escritoras que hoje fam possível com a sua obra umha literatura galega de qualidade e de grande importância nas letras universais, realiza-se a convocatória para 2014 do XLVI Concurso Literário de ?Contos de Nenos para Nenos?

BASES DO CONCURSO

1. Poderám participar rapazes e raparigas que pressentem as suas obras em Língua galega. Os trabalhos presenteados deveram ser originais e inéditos em toda a sua extensom.

2. O prazo de admissom de originais finaliza o dia 31 de Março de 2014 às doce da noite.

3. A apresentaçom de originais para o Concurso fará-se por correio postal dirigido à sede da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia, 12-1º 15005A Corunha. Podendo fazer individualmente ou por médio do centro onde curse os seus estudos.

4. No caso em que sejam os centros escolares os que pressentem os originais ao Concurso, deveram fazer umha pré-selecçom dum máximo de dous trabalhos por categoria, qualquer outro terá que ser apresentado individualmente.

5. As obras haverem de serem relatos originais e nom estarem editados por nengum procedimento impresso ou electrónico, nem terem sido premiados em qualquer outro concurso ou certame literário e em condiçons para que os seus direitos de publicaçom podam ser cedidos à Associaçom Cultural O FACHO por período de cinco anos contados a partir do dia do falho do júri.

6. Para além da originalidade literária, o júri valorizará a riqueza lingüística e o conhecimento gramatical reflectido nas obras.

7. Estabelecem-se duas categorias:

Categoria A Nenos e nenas de 6 a 12 anos.
Categoria B Rapazes e raparigas de 13 a 16 anos.

8. As quantias dos prémios serám as que seguem:

Categoria A 1º: 100,.- ? em efectivo e umha biblioteca de livros.
2º: 100,.- ? em efectivo e umha biblioteca de livros.

Categoria B 1º: 100,.- ? em efectivo e umha biblioteca de livros.
2º: 100,.- ? em efectivo e umha biblioteca de livros.

9. Cada autor só poderá apresentar umha obra atendo-se aos seguintes limites de extensom:

Categoria A Um máximo de cinco fólios
Categoria B Um máximo de dez fólios

10. As obras haverem de se apresentar por triplicado, manuscritas ou mecanográficas, encadernadas ou grampadas e levaram por detrás do último folio os seguintes dados:

Nome e apelidos do autor/a.
Endereço e telefone. Correio electrónico.
Centro onde cursa os seus estudos.
Categoria na que participa.

11. Os prémios serám escolhidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O Facho em falho que se fará público no mês de Maio.

12. O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as dúvidas na sua interpretaçom.

13. A participaçom neste Concurso implica a aceitaçom das presentes bases.

Correo electrónico: o_facho_a_cultural@yahoo.com.br
http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

A Corunha, 31 de Janeiro 2014

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário do Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Óscar Paços Rodrigues- ?Todo para Madrid?. BASENAME: o-facho-oscar-pacos-rodrigues-todo-para-madrid-1 DATE: Fri, 03 Jan 2014 22:29:15 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15005 A Crunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Crunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas e abertas do período 2013-14.

Palestra

O vindouro dia 10 de Janeiro do 2014 às 8,00 do serám, (sexta) venres, o ensaísta e geólogo, Óscar Paços Rodrigues, intervirá dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social com a sua palestra intitulada: ?Todo para Madrid?. O acto realizara-se em Portas Artabras-Rua Sinagoga 22- Cidade Velha.

Paços Rodrigues, licenciou-se em Geologia pola Universidade de Oviedo. Trabalhou como professor na Universidade de Vigo e posteriormente como geólogo autónomo fazendo estudos de geotécnica, hidrologia, médio ambiente e geofísica de resistividade. Assim mesmo foi também comercial de produtos químicos e de cimentaçons profundas.
Publicou Galicia e o mar, na ed. Nigra Trea; Madrid es una isla, na ed. Los libros del Lince. Na actualidade publica estudos e ensaios sobre as minas romanas em Galiza, geologia em geral e geografias da Península

Dia: 10 de Janeiro 2014 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Artabras ? Rua Sinagoga 22-Rés do Chao
Cidade Velha - Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: A República Galega por Joám Antom Peres Lema BASENAME: title-685 DATE: Fri, 20 Dec 2013 14:33:05 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 17 de Dezembro, o advogado e Secretario do Grupo Local da Corunha e membro do Conselho Político Nacional de Compromisso por Galiza, Joám Antom Peres Lema, intervéu dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social. A sua charla versou sobre: A República Galega.

Peres Lema desenvolveu a sua exposiçom dando a conhecer o posicionamento de Compromisso por Galiza diante do paradigma da Soberania Galega. A sua exposiçom acudiu um heterogéneo público que seguiu a palestra com grande interesse.
Ao findar a conferencia, o palestrista mantivo um interessante debate.

----- COMMENT: AUTHOR: furancho [Visitante] DATE: Wed, 15 Jan 2014 10:16:39 +0000 URL:

a palestra detem-se aos 5 minutos. Nom esta completa…

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Joám Antom Peres Lema - A República Galega. BASENAME: o-facho-joam-antom-peres-lema-a-republica-galega DATE: Mon, 09 Dec 2013 21:37:05 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Crunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Crunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas e abertas do período 2013-14.

Palestra

O vindouro dia 17 de Dezembro do 2013 às 8,00 do serám, terça, o advogado e Secretario do Grupo Local da Corunha e membro do Conselho Político Nacional de Compromisso por Galiza, Joám Antom Peres Lema, intervirá dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social. A sua charla versará sobre: A República Galega.

Peres Lema é licenciado em Direito pola USC e graduado em Administraçom de Empresas. É co-fundador das Mocidades Nacionalistas Galegas. Assim mesmo foi membro da executiva do PNG-PG, e chefe do gabinete da Conselharia da Presidência da Junta de Galiza. Tem exercido também como assessor jurídico do Conselho da Juventude de Galiza, defendendo judicialmente a objectores e insubmissos até que se acadou a supressom do serviço militar obrigatório. Foi professor da Faculdade de Ciências Sociais da UdV., da Escola de Prática Jurídica do Colegio de Advogados da Crunha e secretario geral de Relaçons Institucionais da Junta de Galiza com o bipartito. Colabora na Rádio Galega e na TVG, assim como em outros médios de comunicaçom social.

Dia: 17 de Dezembro 2013 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Paideia - Praça de Maria Pita
Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Identidade feminina, amor, violência sexual e feminicido na actualidade por Manuel Fernandes Branco BASENAME: title-676 DATE: Wed, 04 Dec 2013 19:52:06 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 03 de Dezembro, o psicanalista Manuel Fernandes Branco intervéu dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social com a sua palestra intitulada: ?Identidade feminina, amor, violência sexual e feminicido na actualidade?
Fernandes Branco mostrou de jeito mui didáctico como a identidade feminina que nom vem dada polos factores biológicos condiciona a realidade do amor, da violência sexual e do feminicido na generalidade das sociedades. Como si o masculino é a manda o feminino de por si é a diversidade, nom podendo se falar da mulher como umha totalidade única.
A exposiçom foi seguida de um interessante debate.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Manuel Fernández Branco - Identidade feminina, amor, violência sexual e feminicido na actualidade BASENAME: canta-o-merlo-manuel-fernandez-branco-identidade-feminina-amor-violencia-sexual-e-feminicido-na-actualidade-1 DATE: Wed, 27 Nov 2013 11:10:39 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 Crunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 20013-14

Palestra
O vindouro dia 03 de Dezembro, terça (martes), o psicanalista Manuel Fernández Branco intervirá dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social com a sua palestra intitulada: ?Identidade feminina, amor, violência sexual e feminicido na actualidade?

Fernández Branco é psicanalista e psicólogo clínico no Serviço de Psiquiatria do Complexo Hospitalário Universitário A Corunha. É o Director da Clínica do Campo Freudiano na Corunha (destinada a possibilitar um tratamento psicanalítico a pessoas com escassos recursos económicos). Foi Presidente da Escola Lacaniana de Psicanálise, Secretário do Bureau da Associaçom Mundial de Psicanálise, e membro do Conselho da Escola Europeia de Psicanálise. É docente internacional do Instituto do Campo Freudiano e autor de numerosas publicaçons no âmbito da Psicanálise e da Saúde Mental, da que somente sublinhamos alguns dos seus trabalhos: A repetiçom como conceito fundamental da Psicanálise; Felicidade, culpa e depressom; Autoridade e educaçom; O capitalismo pulseonal, Culpa e castigo; etc...

Dia: 03 de Dezembro 2013- Hora: 7,30 do serám
Local: R. Academia Galega
Rua Tabernas (Cidade Velha) ? Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- COMMENT: AUTHOR: Diva Lisboa [Visitante] DATE: Sun, 16 Nov 2014 17:19:27 +0000 URL:

olá!
Sou brasileira , estou , atualmente fazendo a formação em Psicanálise, no Brasil.
Gostaria de ter a oportunidade de assistir algumas palestras, nesse espaço ou algum outro em A Coruna, com o psicanalista Manuel Fernández Branco, durante o mês de janeiro de 2015, período em que estarei ai, em A Coruna, Espana .
Por favor, enviem-me informações sobre cursos, seminários ou palestras que estarão programadas para esse período…
Gracias.
Diva Lisboa

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: A República galega por Maurício Castro Lopes BASENAME: title-674 DATE: Wed, 20 Nov 2013 12:43:48 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 19 de Novembro o Professor da Escola de Idiomas d'O Ferrol, Maurício Castro Lopes, membro da Direcçom Nacional de NÓS-Unidade Popular, falou dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social organizado pola nossa Agrupaçom sobre: A República Galega.

Castro Lopes espujo de jeito mui didáctico o direito dos galegos ser donos de nós mesmos, do nosso direito unilateral a nos independizar, tal como vem recolhido pola ONU o direito de todo povo a se constituir em Estado, e como assim mesmo é reconhecido polas leis internacionais. Como é possível a configuraçom da República Galega sempre que Nós, os galegos, decidamos que assim fosse. O palestrista desenvolveu com um gram desenvolvimento tanto de ideias como de feitos históricos o irrenunciável direito dos galegos e galegas de contar umha estrutura política de seu, para poder defender os nossos interesses como povo e das maiorias dos cidadaos que conformam a Naçom galega, as classes trabalhadoras.

Ao findar a sua exposiçom houvo umha interessante conversa levada a cabo polos assistentes.

Ligaçom a presentación http://prezi.com/exyrgw6muuv6/?utm_campaign=sha

----- COMMENT: AUTHOR: Koroshiya Itchy [Visitante] DATE: Thu, 21 Nov 2013 09:09:29 +0000 URL: http://www.youtube.com/user/koroshitchy

Windows XP? A NSA tem o controlo dos vossos computadores… ;-)

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: CANTA O MERLO: Maurício Castro Lopes - A República Galega. BASENAME: canta-o-merlo-mauricio-castro-lopes-a-republica-galega DATE: Sun, 10 Nov 2013 00:32:35 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Crunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Crunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2013-14.

Palestra

O vindouro dia 19 de Novembro do 2013 às 8,00 do serám, terça, o Professor da Escola de Idiomas d'O Ferrol, Maurício Castro Lopes, membro da Direcçom Nacional de NÓS-Unidade Popular, intervirá dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social. A sua charla versará sobre: A República Galega.

Castro Lopes é licenciado em Filologia Galego-Portuguesa pola USC, exercendo na actualidade a docência de português na Escola Oficial de Idiomas de Ferrol, após ter leccionado nas escolas oficiais de Badajoz (Estremadura), da Corunha e noutros pontos da Galiza durante a última década. Porém, a sua relaçom com o idioma galego-português remonta à sua adesom militante desde a juventude, tendo participado em diferentes projectos de auto-organizaçom em defesa dos direitos lingüísticos do povo galego. É autor ou co-autor de obras divulgativas como a História da Galiza em Banda Desenhada, Manual de Iniciaçom à Língua Galega, Manual Galego de Língua e Estilo, Galiza Vencerá! Participou no movimento anti-militarista galego na década de 90 do passado século, sendo condenado por insubmissom a 4 anos de inabilitazaçom quando já presidia o primeiro Centro Social reintegracionista em defesa do galego, aberto pola Fundaçom Artábria em Ferrol no ano 98. Posteriormente, em 2007, foi eleito membro da Comissom Lingüística da AGAL.

Dia: 19 de Novembro 2013 - Hora: 8 do serám
Local: R. Academia Galega ? Rua Tabernas 11
A Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Capitalismo lingüistico-por que se esta a perder a língua da Galiza por Celso Álvarez Caccámo - BASENAME: o-facho-celso-alvarez-caccamo-capitalismo-lingueistico-por-que-se-esta-a-perder-a-lingua-da-galiza-2 DATE: Wed, 06 Nov 2013 19:48:20 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

http://agal-gz.org/blogues/media/blogs/ofacho/Capitalismo.pdf

O passado dia 5 de Novembro o professor da Universidade d?A Corunha, Celso Álvares Cáccamo intervéu dentro do ciclo ?Língua, Literatura e Naçom? organizado pola Agrupaçom Cultural O Facho, com umha mui interessante charla sobre : Capitalismo lingüístico: por que se está a perder a língua da Galiza (e que se pode fazer).

O professor Álvarez Cáccamo seguindo a metodologia de analise de Pierre Boudieu expujo como a presencia das relaçons de produçom capitalistas marcam e definem hoje a produçom cultural, fazendo notara como a capacidade da ?inteligência? cultura galega dominante impom as suas produçons culturais e simbólicas fazendo assim jogo a la reproduçom do domínio do capitalismo.

Ao findar a sua exposiçom mantivo umha interessante conversa com os assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Celso Álvarez Caccámo - Capitalismo lingüístico: por que se está a perder a língua da Galiza BASENAME: o-facho-celso-alvarez-caccamo-capitalismo-lingueistico-por-que-se-esta-a-perder-a-lingua-da-galiza-1 DATE: Thu, 31 Oct 2013 20:54:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 A Crunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2013-14

Palestra

O vindouro dia 05 de Novembro, terça-feira (martes), o Professor de Lingüística da Universidade d?A Crunha, Celso Álvarez Cáccamo falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom na Fundaçom Paideia, Praça da Maria Pita. A sua charla versará sobre: Capitalismo lingüístico: por que se está a perder a língua da Galiza (e que se pode fazer).

O Professor Álvarez Cáccamo é Doutor (Ph.D.) em Sociolinguística e Antropologia Linguística pola University of California at Berkeley, EUA; a sua tese (1991) versou sobre The Institutionalization of Galician: Linguistic Practices, Power, and Ideology in Public Discourse. É também Licenciado em Filologia Hispânica pola Universitat Central de Barcelona, e M.A. em Hispanic Languages and Literatures pola State University of New York at Buffalo, EUA. Tem publicado tanto ensaio como poesia. Entre os primeiros podemos sublinhar "Contra o capitalismo lingüístico: perante a crise da língua na Galiza", texto introdutório ao volume monográfico da revista Agália (104) Língua, desigualdade e formas de hegemonia;?Contra a normalización: Reconhecimento cultural e redistribuição económica sob a dominação lingüística?,Agália; ?Political cross-discourse: Conversationalization, imaginary networks, and social fields in Galiza? com Gabriela Prego-Vázquez. Pragmatics 13(1). Special Issue Ethnography, Discourse, and Hegemony, ed. by Jan Blommaert, James Collins, Monica Heller, Ben Rampton, Stef Slembrouck and Jef Verschueren. ?Construindo a Língua no discurso público: Práticas e ideologias linguísticas?. Agália. No eido poético salientamos: Os distantes, Espiral Maior, Escolma de familia. Cen anos de poesía, Ed. Xerais (livro coletivo no qual participou com vários poemas). É membro da Academia Galega da Língua Portuguesa, e sócio fundador de EDiSo - Asociación de Estudios sobre Discurso y Sociedad - Associação de Estudos sobre Discurso e Sociedade - Associació d'Estudis sobre Discurs i Societat.

Dia: 05 de Novembro 2013 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Paideía
Praça da Maria Pita ? A Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: A República Galega por Xavier Vence Deza BASENAME: o-facho-a-republica-galega-por-xavier-vence-deza DATE: Wed, 23 Oct 2013 17:52:55 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Apesar dos atrancos postos polos ?mass-media? junguido às dificultades financeiras criadas polo saqueio do capitalismo especulador e bancário, O Facho segue mantendo a suas jeiras de palestras apresentando nas mesmas as investigaçons, as analises, e as reflexons nos distintos eidos das ciências e do conhecimento que estám a elaborar os investigadores e ensaístas do País assim como intelectuais da área da Galeguia (Lusofonia)

O passado dia 22 de Outubro do 2013 às 8,00 do serám convidado pola nossa Agrupaçom, o Doutor e Professor, Xavier Vence Deza actual porta-voz do BNG, intervéu dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social. A sua charla versou sobre: A República Galega.

O professor Vence reflexionou junto a umha interessada cidadania sobre o direito dos galegos ser donos de nós mesmos, e a configuraçom possível do mesmo numha organizaçom político-territorial na que a Soberania dos galegos sejam o contido e alicerce da República Galega. O palestrista desenvolveu com um grande contido de ideias e conceitos a necessidade irrenunciável do povo galego de contar umha estrutura política de seu, para poder deixar de ser um mero apêndice de decisons alheias e contra ao desenvolvimento do País..

Ao findar a sua exposiçom mantivo umha interessante conversa com os assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: "O Homem Verde? por Alfredo Erias Martínez BASENAME: o-facho-o-homem-verde-por-alfredo-erias-martinez DATE: Sat, 19 Oct 2013 22:11:59 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Apesar das dificultades financeiras criadas polo saqueio do capitalismo especulador e bancário, O Facho continua apresentar investigaçons, as analises, e as reflexons nos distintos eidos das ciências e o conhecimento que estám a elaborar os investigadores e ensaístas do País assim como intelectuais da área da Galeguia (Lusofonia)
O passado dia 08 de Outubro do 2013, convidado pola nossa Agrupaçom, o escritor e historiador, Alfredo Erias Martínez encetou o ciclo de palestras 2013-14 com a sua charla intitulada: ? O Homem Verde?. Como é bem conhecido, O Busgoso é umha personagem mítica, o senhor do bosque e das árvores, o senhor da vida. .

Erias Martínez
expujo ante umha interessada cidadania umha ilustrada e documentada análise a figura do mito do ?homem verde?.O conferencista mostrou polo miúdo a relevância do Busgoso na cultura atlânticas ocidentais europeias, e em particular na Galiza, com mostras e fotos de distintos gravados em pedra de este deus mítico.
Ao findar a sua exposiçom mantivo um interessante colóquio com os assistentes

Presentación das diapositivas no seguinte enlace:homepwt.ppt

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Xavier Vence Deza-A República Galega. BASENAME: o-facho-xavier-vence-deza-a-republica-galega DATE: Thu, 10 Oct 2013 09:24:15 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Crunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Crunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2013-14.

Palestra

O vindouro dia 22 de Outubro do 2013 às 8,00 do serám, terça, o Doutor e Professor da U.S.C., Xavier Vence Deza actual porta-voz do BNG, intervirá dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social. A sua charla versará sobre: A República Galega.

Vence Deza é Catedrático de Economia Aplicada da Universidade de S. Compostela, a vez que é coordenador do grupo de investigaçom ICEDE e da Área de Economia do Seminário de Estudos Galegos. Exerceu de director do IDEGA entre os anos 1991-95. Assim mesmo foi professor convidado em diferentes universidades estrangeiras. Formou parte de múltiplos projectos de investigaçom europeus e coordenou numerosas investigaçom sobre diferentes aspectos da economia galega.

Como autor tem umha interessantíssima e amplia obra, tanto em artigos como em livros. Destes últimos sublinhamos: O Fracasso neo-liberal na Galiza, Industria e Inovaçom, Capitalismo e desemprego na Galiza, Integration and global corporate strategies, Innovations, Territoires et politiques publiques, Tempos de Sermos, etc... Com outros autores: Informe sobre a pobreza em Galiza, Salários e custo da vida. A sub-reptícia escalada das desiguales, etc...

Dia: 22 Outubro 2013 - Hora: 8 do serám
Local: R. Academia Galega ? Rua Tabernas 11
A Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Alfredo Erias Martínez - "O Homem Verde? BASENAME: o-facho-alfredo-erias-martinez-o-homem-verde-2 DATE: Fri, 04 Oct 2013 19:47:49 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Taipa 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2013-14.

Palestra:

O vindouro dia 08 de Outubro do 2013, às 7,,30 do serám, o historiador, Alfredo Erias Martínez falará dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais. A sua charla intitula-se: ? O Homem Verde?. O Busgoso é umha personagem mítica, o senhor do bosque e das árvores, o senhor da vida.

Erias Martínez licenciou-se em Geografia e História na USC. Actualmente trabalha como arquiveiro-bibliotecário no Concelho de Betanços. É director do Museu das Marinhas e do Anuário Brigantino. É membro da Associaçom Cultural de Estudos Históricos da Galiza, sendo a sua vez conhecido como pintor, e gravador. Desde 2008 até 2012 foi coordenador de ?Restauro?, Revista Internacional de Património Histórico. Assim mesmo é co-fundador da editorial Briga Ediçons.

Como criador tem publicado diversos livros e numerosos trabalhos de investigaçom, entre os que sublinhamos: ?O Arquivo fotográfico Selgas?.?Vales Villamarín: Lembrança no Centenário do seu nacimento?. Em colaboraçom com outros autores: ?Contos e poemas de Manuel Roel: Un autor ignorado? .?Obra em galego de Xesús Calviño de Castro?,

Dia: 08 de Outubro do 2013 - Hora: 7,30 do serám
Local: R. Academia Galega
Cidade Velha ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Acto de entrega dos Premios Literários 2013 BASENAME: acto-de-entrega-premios-o-facho-2013 DATE: Sat, 08 Jun 2013 16:28:52 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O sábado 7 de Junho, no salom de actos da Once da Crunha celebrou-se a entrega dos prémios literários na convocatória do ano 2013 organizados pola Agrupaçom Cultural O Facho

Concurso de ?Contos de Nenos para Nenos?

1º.- Premios da Categoria A (Nenos e nenas de 9 a 12 anos)

Primeiro prémio: ?A nube samaritana? de Lucía García López
Aluna, Ponferrada (O Berço)
Segundo prémio: ?A miña pequena gran historia? de Camila Mosquera Filak
Aluna do CEIP Concepçom Arenal, da Corunha

2º.- Premios da categoria B. (Rapaces e rapazas de 13 a 16 anos)

Primeiro prémio: ?A viaxe das fotos?? de Ricardo Pazos do Muiño
Aluno do IES Eduardo Blanco Amor, de Ourense

Concurso de Teatro Infantil

O júri acordou por unanimidade conceder o prémio à obra intitulada ?Espantallo? de D. Carlos Labraña.

Ao findar o evento partilhou-se umhas interessantes conversas entre premiados e júris enquanto se saboreavam uns petiscos acompanhados de refrescos e vinho.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Entrega dos prémios Literários do ano 2013 BASENAME: o-facho-entrega-dos-premios-literarios-do-ano-2013 DATE: Mon, 03 Jun 2013 13:50:54 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 Crunha


Entrega dos prémios Literários do ano 2013


07 de Junho 2013

Com o galho das Letras Galegas, o dia 7 Junho às 7 do serám efectuara-se a entrega dos prémios literários: ?Concurso de Contos de nenos para nenos? e ?Concurso de Teatro Infantil?. O acto realizará-se na sala de conferencias da ONCE sita no Cantom Grande, nº3 da Corunha

?Concurso de Contos de nenos para nenos?

1º.- Prémios da Categoria A (Nenos e nenas de 9 a 12 anos)

Primeiro prémio: ?A nube samaritana? de Lucía García López, aluna do: Ponferrada, O Berço
Segundo prémio: ?A miña pequena gran historia? , aluna do CEIP Concepçom Arenal, A Crunha

2º.- Prémios da categoria B. (Rapazes e rapazas de 13 a 16 anos)
Primeiro prémio: ?A viaxe das fotos?? de Ricardo Pazos do Muiño, aluno do IES Eduardo Blanco Amor, Ourense

Concurso de Teatro Infantil

O júri acordou por unanimidade conceder o prémio à obra intitulada ?Espantallo?. Aberta a plica correspondente, resultou ganhador D. Carlos Labraña.
***
Parabéns e cumprimentos.


J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Oferenda floral no monumento a Curros Henriques com o galho das Letras Galegas do ano 2013 BASENAME: title-633 DATE: Fri, 31 May 2013 11:07:06 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Como vem sendo tradicional a Agrupaçom Cultural O Facho fizo a oferenda floral diante do monumento do grande poeta nacional, Curros Henriques, no acto comemorativo das Letras Galegas. O presidente do Facho, José Luis Rodrigues Pardo lembrou a grande aportaçom à cultura galega do dramaturgo, Roberto Vidal Bolanho, continuando assim a grande labor emancipadora levada a cabo pola geraçom de Curros, Murguia, Rosalia, etc... Na sua intervençom o presidente d'O Facho referiu-se ao atentado contra o teatro e a cultura galega que está a levar a Junta de Feijoo e os seus mariachis, assim mesmo sublinhou que neste ano se cumprem os 150 anos da publicaçom de ?Cantares Galegos? editado na cidade de Vigo, obra fulcral da renascença da literatura contemporânea galega.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Resoluçom do concurso literário ?Teatro Infantil" BASENAME: o-facho-resolucom-do-concurso-literario-teatro-infantil DATE: Thu, 30 May 2013 15:11:08 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 Crunha

Resoluçom do Concurso de Teatro Infantil do Ano 2013

http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/ o.facho_corunha@yahoo.com.br

Depois de ter lido as obras apresentadas ao Concurso de Teatro Infantil convocado polo O Facho; o júri acordou por unanimidade conceder o prémio à obra intitulada ?Espantallo?. Aberta a plica correspondente, resultou ganhador D. Carlos Labraña.
Agradecemos a participaçom de todos os/as concursantes e felicitamos mui especialmente ao ganhador. Também queremos recordar que o acto de entrega de diploma e prémios será o dia 7 de Junho às 19 h. no salom de actos da ONCE, Cantom Grande nº3, A Crunha
Parabéns e cumprimentos.
Na cidade d?A Crunha, 25 de Maio 2013

Asdo.: Soledad González Maside, da agrupación O Facho e secretaria do júri Teléfone : 628 531 082

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Contra o Terracídio de Corcoesto e outras bisbarras BASENAME: o-facho-contra-o-terracidio-de-corcoesto-e-outras-bisbarras DATE: Wed, 29 May 2013 20:10:06 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Pasquim CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 Crunha

Contra o Terracídio de Corcoesto e outras bisbarras

A barbárie arrasadora e depredadora do capitalismo quere fazer umha desfeita maiúscula em Corcoesto e também noutras bisbarras: Fonsagrada-Eo, A Penouta, Ginzo de Límia, Forcarei, Castrelo de Minho, Ramirás e Cartelhe, Serra do Galinheiro... Esta ruína é um ?TERRACÍDIO? contra o País. A Junta do Partido Popular, famoso polos seus: Naseiro, Gurtell, Marcial Dorado, Bárcenas, Blesa, etc... entregou à transnacional canadiana Edgewater o direito para explotar ouro em Corcoesto, umha manifestaçom mais da política colonial-económica levada a cabo polo P.P. contra a Terra e as suas gentes.

Nom podemos esquecer que nos começos do século XX, já umha empresa britânica tivo nessas terras umha pequena mina de extracçom de ouro e ainda hoje está a verter 850 kg de arsénico cada ano no Esteiro do rio Anlhons fazendo-o de facto improdutivo. Este é o beneficio obtido polas gentes da contorna e polos galegos: veleno e morte por séculos e séculos. Tendo em conta que a Junta aprovou um permisso para remover e extrair mineral numha extensom de 700 Ha. podemos-nos fazer umha ideia da atrocidade perpetrada com a concessom outorgada.

A lógica depredadora do capitalismo submete sob a sua força social anónima e alienadora a natureza e o próprio homem, só para incrementar os ganhos das grandes oligarquias. Seguem com a desfeita saqueadora dos recursos do País. As conseqüências de esta ruína som de altíssima gravidade:

Corromper o térreo : À mudar a morfologia do térreo implica a destruiçom irreversível de muitos aquíferos e descolocar dos manantíos e cursos de auga, ademais de deixar ao descoberto jacimentos com grandes quantidades de materiais tóxicos.
Estragar o ar O pó residual e outros elementos tóxicos originados ao longo do processo corrompem a atmosfera.
Contaminaçom da auga: As augas contaminadas, fruto do contacto entre os cursos de agua e os tóxicos presentes na mina, filtram-se e em ocasions chegam às fontes naturais de abastecimento, emporcalhando-a toda.
Esterilizar o chao: O retiro de grandes massas de térreo para abrir a mina deriva num processo de erosivo constante e antinatural que adopta afectar também à área periférica tornando infecundo o chao próximo com as verteduras tóxicas

Com certeza, a posta em marcha duns mecanismos em condiçons para a gestom de resíduos e de restauraçom dos térreos afectaria seriamente à rentabilidade do projecto, e por isso as medidas tomadas adoptam ser muito insuficientes

Quando esgotam os derradeiros benefícios, as empresas mineiras recolhem o barraco e vam-se, deixando ao seu passo térreos mortos e águas envelenadas que jamais voltarám a ter utilidade. O que nos levar a fazer esta pergunta: Que nova falcatruada se está a cometer? Saberemos-lo quando já todo seja irreversível e algum tenha o petos cheios. Este é o interrogante.

Manifestaçom 2 de Junho às 12 na Alameda-Compostela

Crunha 29 de Maio 2013

Saudinha e canta o melro
Agrupaçom Cultural O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: resoluçom do concurso literário ?Contos de nenos para nenos BASENAME: o-facho-resolucom-do-concurso-literario-contos-de-nenos-para-nenos DATE: Tue, 28 May 2013 19:50:33 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rúa Federico Tapia,12-1º
15003 A Crunha
http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/ o.facho_corunha@yahoo.com.br

A Agrupaçom Cultural O FACHO tem a honra de comunicar-lhes a resoluçom do concurso literário ?Contos de nenos para nenos" na convocatória do ano 2013, segundo acordo do júri formado polos escritores Xabier P. Docampo, Breogán Riveiro Vázquez, Xosé Manuel Martínez Oca.

1º.- Premios da Categoria A (Nenos e nenas de 9 a 12 anos)

Primeiro prémio: ?A nube samaritana? de Lucía García López
Aluna, Ponferrada ( O Berço)
Segundo prémio: ?A miña pequena gran historia? de Camila Mosquera Filak
Aluna do CEIP Concepçom Arenal, da Corunha

2º.- Premios da categoria B. (Rapaces e rapazas de 13 a 16 anos)

Primeiro prémio: ?A viaxe das fotos?? de Ricardo Pazos do Muiño
Aluno do IES Eduardo Blanco Amor, de Ourense

Agradecemos a participaçom de todos os/as concursantes e felicitamos moí especialmente aos ganhadores e ganhadoras. Também queremos recordar que o acto de entrega de diplomas e prémios será o dia 7 deJunho as 19 H , no salón de actos da ONCE , Cantón Grande,3 A Corunha.
Parabéns e cumprimentos.
A Crunha, maio de 2013

Asdo.: Soledad González Maside, da Agrupaçom C. O Facho e secretaria do júri. Telefono : 628 531 082

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Oferenda floral no monumento a Curros Henriques com o galho das Letras Galegas do ano 2013 BASENAME: o-facho-oferenda-floral-no-monumento-a-curros-henriques-com-o-galho-das-letras-galegas-do-ano-2015 DATE: Tue, 14 May 2013 07:51:49 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 A Crunha

Oferenda floral no monumento a Curros Henriques com o galho das Letras Galegas do ano 2013

16 de Maio 2013

Com o galho das Letras Galegas, a Agrupaçom Cultural O Facho convida-o assistir à tradicional oferenda floral nos jardins de Mendes Nunes diante do monumento a Curros Henriques. O evento terá lugar o dia 16 de Maio às 12 e ½ da manhá nos jardins de Méndez Núñez da Crunha em lembrança Roberto Vidal Bolanho a quem se lhe adica este ano as Letras Galegas. No acto falará o presidente d?O Facho, José Luís Rodrigues Pardo.

Dia: 16 de Maio
Hora: 12 e 1/2 da manhá
Lugar: Jardins Méndez Núñez-Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Manifesto em defesa da Língua Galega BASENAME: o-facho-manifesto-em-defesa-da-lingua-galega-1 DATE: Mon, 13 May 2013 19:43:43 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Pasquim CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º
15005 A Crunha

Manifesto em defesa da Língua Galega

Os falantes do galego somos discriminados de cote

A situaçom da língua galega está em grande perigo ao nom desfrutarmos os galegos de direitos lingüísticos plenos para desenvolver a nossa vida com normalidade a Língua Galega no nosso País.

Como povo e cultura, temos direito a que nossa Língua própria, de origem, seja oficial a todos os efeitos no seu âmbito territorial. Os falantes galegos devemos desfrutar do mesmo "status" legal no nosso território do que o castelá no seu.

As políticas etnocidas levadas a cabo contra o galego ditadas desde há séculos pola casta dos altos cortesaos de Madrid e também hoje reiteradas pola actual ?Xunta de Galicia?, ponhem em perigo a Língua Nacional, ao ser violentados decote os galegos falantes.

O verdadeiro problema nom está na co-oficialidade de idiomas como o galego, senom na actitude de quem nega a existência de povos e línguas diferentes dentro do Estado Espanhol. Esta posiçom etnocida é a negaçom da convivência e da igualdade.

A imposiçom do castelá nom tem discussom desde o momento em que é a única língua que todos os cidadaos do Estado tenhem a obriga de conhecer segundo a constituiçom espanhola.

Reclamamos:

A aboliçom do sistema legal que subordina o galego ao castelá, a aboliçom do supremacismo castelá que procura a desapariçom do galego e exigimos a implementaçom de autênticas políticas de normalizaçom lingüística ao serviço da nossa sociedade. Ampliar a co-oficialidade de todas as línguas do Estado em todo o seu território. O dever de conhecer o galego em todos os territórios onde é fala de seu.

* * *

Ante a necessidade de respostas à política etnocida preconizada pola actual ?Xunta de Galicia?, O Facho pede aos sócios e amigos a sua participaçom na manifestaçom convocada para o

17 de Maio 2013 às 12 horas na Alameda de Compostela.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Contra o novo julgamento de Carlos Callón BASENAME: o-facho-contra-o-novo-julgamento-de-carlos-callon DATE: Fri, 10 May 2013 09:29:11 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Pasquim CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 A Crunha

Manifesto contra o novo julgamento de Carlos Callón

A Agrupaçom Cultural O Facho quer mostrar o seu desacougo polo novo julgamento do professor Carlos Callón e opom-se ao mesmo. Carlos Callón já foi juzgado por ter criticado, em 2008, o uso de toponímia deturpada e o instar a cumprir a legalidade pola pessoa que na altura era juiz decano da Corunha, António Fraga Mandián,

Temos que lembrar que no anterior juízo nem a fiscalia nem a juíza instrutora viram indícios de delito por parte do presidente da Mesa pola Normalizaçom Lingüística. O novo juízo supom a possibilidade de outorgar um aval para a ?caça de bruxas? em toda regra contra a nossa língua e a nossa cultura.
.
Ante este chocante episódio, O Facho manifesta o seu apoio a Carlos Callón, e aguarda que a legalidade e o sentido comum prive sobre qualquer manifestaçom de arbitrariedade e estrago da Justiça.

A Crunha, 10 de Maio do 2013

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Letras Galegas: Vidal Bolanho por Xosé Antón López Dobao BASENAME: o-facho-letras-galegas-xose-anton-lopez-dobao-roberto-vidal-bolanho DATE: Thu, 09 May 2013 17:53:11 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: Novas TAGS: ----- BODY:

Apesar das dificultades financeiras criadas polo saqueio do capitalismo especulador e bancário, O Facho continua apresentar a analise e as reflexons nos distintos eidos das ciências e o conhecimento que estám a elaborar os investigadores e ensaístas do País assim como intelectuais da área da Galeguia (Lusofonia)

O passado dia 07 de Maio, convidado pola nossa Agrupaçom, o escritor e cineasta, Xosé Antom López Dobao intervéu num dos actos que com o galho das ?Letras Galegas? está a realizar a nossa Associaçom. A sua palestra decorreu sob o lema ?Roberto Vidal Bolanho?, figura homenageada neste ano.
López Dobao expujo ante umha interessada cidadania umha ilustrada e documentada análise a figura do intelectual e dramaturgo homenageado fazendo finca-pé na lucidez da visom de Vidal Bolanho cara a construçom de umha dramaturgia galega à par com qualquer outra existente, assim como o seu compromisso permanente com o País e a sua cultura.
O conferencista mostrou polo miúdo a relevância de Vidal Bolanho no eido do teatro, nom só pola sua entrega nas distintas áreas do mesmo, se nom também pola suas aportaçons tanto de textos como de postas em cenário. Pode-se afirmar que as aportaçons de Vidal Bolanho marcam um fito no que-fazer teatral na Galiza.

Ao findar a sua exposiçom mantivo um interessante colóquio com os assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: AELG premia ao Facho junto com outras Associaçons Culturais BASENAME: o-facho-aelg-premia-ao-facho-e-outras-associaconss DATE: Mon, 06 May 2013 22:21:33 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

A Associaçom de Escritoras e Escritores em Língua Galega (AELG) concedeu O Prémio ?Instituiçons? a diversas associaçons culturais de base criadas na Galiza nas décadas de 60 e 70 e que hoje em dia continuam com a sua actividade em defesa do País e da sua Língua e Cultura nacionais.

Este reconhecimento outorgado por AELG a quem contribuí à divulgaçom da Língua e Cultura Galega. Este ano foi entregado ao associativismo cultural nado nas décadas dos 60 e 70, e que continuam a dia de hoje com a sua actividade de defesa da língua e cultura da Naçom galega: Agrupaçom Cultural O Galo, Agrupaçom Cultural O Facho, Clube Cultural Valle Inclán, Agrupaçom Cultural Auriense, Agrupaçom Cultural Francisco Lanza, Agrupaçom Cultural Avantar, Agrupaçom Cultural Alexandre Bóveda, Agrupaçom Cultural Lumieira, Sociedade Cultural Medulio, Associaçom Cultural Amig@s da Cultura de Pontevedra.

A Agrupaçom Cultural O Facho quere agradecer a toda-las sócias e sócios da associaçom que fam e fizérom possível com a sua afiliaçom, a defesa da Língua e Cultura Galega. Sendo esta distinçom um reconhecimento a sua entrega.

Esta deferência é um aguilhom para actual Junta Directiva que a obriga continuar "picando pedra" em prol da emancipaçom do País e da sua Língua e Cultura. Só sendo donos de nós, seremos livres.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Letras Galegas: Xosé Antón López Dobao - Roberto Vidal Bolanho BASENAME: o-facho-letras-galegas-xose-anton-lopez-dobao-roberto-vidal-bolanho-1 DATE: Sun, 05 May 2013 21:43:01 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 Crunha

Palestra

A Agrupaçom Cultural O Facho tem a bem o convidar à palestra que o vindouro dia 07 de Maio, terça, o escritor e professor, ?Xosé Antón López Dobao? falará da figura homenageada neste ano com o galho das Letras Galegas, ?Roberto Vidal Bolanho?.

Antón Dobao, é licenciado em Filologia galega pola USC, onde foi professor associado da Faculdade de Ciências da Informaçom. Trabalha como lingüista na TVGA desde o ano 1986. É membro do comité de redacçom da revista ?Trabe de Ouro?. Participou na criaçom do livro ?Xuro que nunca volverei pasar fame?, editado polas Redes Escarlate, organizaçom à que pertence. Assim mesmo é um dos impulsores de ProLingua. Tomou parte de criaçom de numerosas obras colectivas assim como individuais, entre as que sublinhamos: Os escritores lucenses arredor de Anxel Fole, XII Festival da Poesia no Condado, A poesía é o gran milagre do mundo, Alma de beiramar, Intifada. Ofrenda dos poetas galegos a Palestina, Volverlles a palabra. Homenaxe aos represaliados do franquismo. Incertos. Assim mesmo tem umha obra fílmica grandemente reconhecida: A biblioteca da iguana, O bosque de Levas, A marinheira, O clube da calceta.

Dia: 07 de Maio do 2013 - Hora: 7,30 do serao
Local: R. Academia Galega
R/ Tabernas na 11- Cidade Velha ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

Todas as palestras estám em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?Emília Pardo Bazám e António Casares?. por Manuel Bermejo Patinho BASENAME: manuel-bermejo-patinho DATE: Fri, 26 Apr 2013 11:33:22 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Apesar das dificultades financeiras criadas polo saqueio do capitalismo especulador e bancário, O Facho continua apresentar a analise e as reflexons nos distintos eidos das ciências e o conhecimento que estám a elaborar os investigadores e ensaístas do País assim como intelectuais da área da Galeguia (Lusofonia)

No salom de actos da R. Academia Galega, o conferencista, Bermejo Patinho, com umha interessante exposiçom mostrou como o Emília Pardo Bazám mantinha contacto desde a sua nenez com o saber cientifico e em particular com António Casares, motivado pola amizade existente entre as suas famílias que compunha um pequeno reduto dos ilustrados do século XIX. Assim mesmo deu a conhecer como a obra da escritora está marcada desde o seu começo polas descobertas cientificas do século que só podia as ter escuitado no ambiente das tertúlias de ilustrados que se mantinham, de seguro, na sua casa petrucial

Assim mesmo apontou como a figura de António Casares presenta grandes escuros na sua actuaçom cívica, negando na sua prática social-política as posiçons de avançada que mantinha no eido cientifico. Numha das obras teatrais fulcrais, ?As actas escuras? da figura homenageada este ano com o galho das Letras Galegas, Roberto Vidal Bolanho, retrata com profundidade e acerto, a toma de posiçom contra o livre pensamento e em particular contra a Teoria da Evoluçom das Espécies por parte de António Casares, pom-se com o seu voto de qualidade com o doutrinário do reaccionárismo católico enviando deste jeito a dous professores da universidade, da escola kraussista, ao penal do Castelo de S. Antom na Crunha

Ao findar o conferenciante mantivo um mui interessante colóquio com o público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Manuel Bermejo Patinho - ?Emília Pardo Bazám e António Casares?. BASENAME: o-facho-manuel-bermejo-patinho-emilia-pardo-bazam-e-antonio-casares DATE: Thu, 18 Apr 2013 22:47:46 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Corunha


A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o a assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2012-13

Palestra

O vindoiro dia 23 de Abril, terça (martes), o Catedrático de Química Inorgánica da U.S.C., Manuel Bermejo Patinho, falará dentro do ciclo ?O saber cientifico na Galiza?, com a palestra intitulada ?Emília Pardo Bazám e António Casares?.

Manuel Bermejo é professor-investigador da USC. Do amplo currículo deste professor cabe destacar:

Director de um Grupo de Investigaçom em Química Bio-inorgánica e Supra-molecular; director e colaborador na direcçom de diversas Teses de Doutoramento de História da Ciência em Galiza; director de um Grupo de Trabalho sobre Conservaçom e posta em valor do Património Científico de Galiza; Director do trabalho Estrategia Galega de Educaçom Ambiental e participante no Projecto Galiza 2010. Assim mesmo tem organizado e participado em numerosos congressos nacionais e internacionais, tanto da sua especialidade como da Historia da Ciência e de Educaçom Ambiental.
Tem inumeráveis publicaçons de trabalhos em revistas internacionais do mais alto nível e comunicaçons científicas ao longo de todo o mundo. Também é autor de múltiplos trabalhos pedagógico-didácticos, livros de Ciência e Divulgaçom científica, artigos em revistas galegas e espanholas e múltiplas conferencias de divulgaçom.

Dia: 23 de Abril- Hora: 7,30 do serám
Local: R. Academia Galega
R/ Tabernas na 11- Cidade Velha ? A Corunha

Todas as palestras dadas estám em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: As raizes celtícas da Galiza por Alberte Lago Vilaverde BASENAME: title-615 DATE: Thu, 18 Apr 2013 15:56:32 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Apesar das dificultades financeiras criadas polo saqueio do capitalismo especulador e bancário, O Facho continua apresentar a analise e as reflexons nos distintos eidos das ciências e o conhecimento que estám a elaborar os investigadores e ensaístas do País assim como intelectuais da área da Galeguia (Lusofonia).

O passado dia 17 de Abril, quarta-feira (mércores,o investigador e professor em História, Alberte Lago Vilaverde,falou dentro do ciclo, ?Economia, História e C.C. Sociais?. Na sua exposiçom sobre: ?Raízes Célticas da Galiza? mostrou numerosos dados sobre o que ele definiu como ?irrefutável celtismo galego?. É a identidade cultural nas extremas mais ocidentais da Europa, que vem desde milheiros de anos, é um feito que desde a antropologia e as modernas investigaçons manifestam de um jeito evidente

Ao findar a sua exposiçom o conferenciante mantivo um cálido colóquio com os assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Alberte Lago Vilaverde - ?Raízes Célticas da Galiza? BASENAME: o-facho-alberte-lago-vilaverde-raizes-celticas-da-galiza DATE: Tue, 16 Apr 2013 07:59:09 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2012-13

Palestra

O vindouro dia 17 de Abril, quarta-feira (mércores), o professor em História, Alberte Lago Vilaverde, há falar dentro do ciclo, ?Economia, História e C.C. Sociais?. A sua exposiçom versará sobre: ?Raízes Célticas da Galiza?
O historiador Lago Vilaverde, é licenciado em Geografia e História pola Universidade de Santiago, especialidade de História Medieval. Actualmente exerce de professor de Ensino Secundário no I.E.S. de Poio. É um dos fundadores de Murguia, revista galega de história, escrevendo desde o inicio da mesma tanto artigos como recessons de livros.
Tem publicados diversas investigaçons sobre a cultura celta na revista Murguia.


Dia: 12 de Março do 2013 ? Hora: 7,30 do serám
Local: R. Academia Galega R/ Tabernas nº 11-
Cidade Velha ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho


Todas as palestras dadas estám em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Ricardo Palmás Casal-Um galego do além-mar por José V. Martínez-Romero Gandos, BASENAME: jose-v-martinez-romero-gandos DATE: Wed, 13 Mar 2013 13:26:19 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Apesar das dificultades financeiras criadas polo saqueio do capitalismo especulador e bancário, O Facho continua apresentar a analise e as reflexons nos distintos eidos das ciências e o conhecimento que estám a elaborar os investigadores e ensaístas do País assim como intelectuais da área da Galeguia (Lusofonia).

O passado dia 12 de Março, o Doutor em Psicología, José V. Martínez-Romero Gandos, partilhou dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom organizado pola nossa Agrupaçom. Na sua exposiçom tratou sobre: Ricardo Palmás Casal-Um galego do além-mar. A palestra realizou-se no Salom de Actos da R. Academia Galega, que desde há um par de anos nos presta a sua ajuda para fazer possível as nossas actividades.

Martínez-Romero Gandos, filho de emigrantes da Terra de Montes e nado na Argentina desenvolveu umha dilatada actuaçom na Colectividade galega emigrada no Rio da Prata, participando na vida cultural galega da emigraçom desde 1960 até o seu retorno definitivo à Terra no 2002. Na sua explicaçom mostrou a ingente actividade civico-cultural levada a cabo no Além-Mar por emigrantes, polos seus filhos e netos foi fulcral para nossa história como Naçom.

Ao findar a sua exposiçom o conferenciante mantivo um cálido colóquio com os assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Doaçom dos fundos históricos d'O Facho à Real Academia Galega. BASENAME: fondos-do-facho DATE: Tue, 12 Mar 2013 18:52:52 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

No ano 1963 do século passado um pequeno fato de estudantes e jovens profissionais liberais fundavam na Cidade d'A Corunha a Agrupaçom Cultural O Facho. É a primeira agrupaçom de resistência cultural criada numha cidade do Pais polos seus cidadaos. O grupo nasceu cos sinais de identidade da resistência contra o franquismo e da defesa da plena valia da língua e da cultura galega. Existia umha clara vocaçom política do que se fazia precisamente porque essa era toda a actividade publica com repercussoes políticas que se podia fazer. A língua galega é a cerna do que-fazer d?O Facho, que passou de fazer cultura de resistência nos anos da longa noite de pedra a se constituir hoje numha autentica mostra de resistência da cultura.
Desde os primeiros momentos O Facho destaca-se com os seus cursos de língua. Os mesmos tivérom umha grande importáncia naqueles anos na cidade d'A Corunha. Daquela o galego nom se escrevia apenas e estava expulso da sociedade ?bem pensante?, nem sequer tinha secçom galego a faculdade de Filologia de Compostela. Umha das figuras fundamentais dos cursos foi D. Leandro Carré Alvarelhos quem dirigiu esta actividade. Os ciclos dedicados à cultura galega, os encontros nos que se tratava economia e sociedade, os concursos literários, o grupo de teatro foi dos pioneiros em representar obras no nosso idioma, tanto de autores galegos como de outras nacionalidades ( Brecht, Ionesco...)
Cinqüenta anos depois,todo o material salvado de umha possível desfeita, foi doado à Real Academia Galega. Este acordo inclui a doaçom de milheiros de peças documentais e bibliográficas que recolhem o labor e o que-fazer histórico d'O Facho na defesa da Língua e Cultura Galegas, assim como a sua biblioteca de mais de 3.000 volumes. O documento da entrega foi assinado polo presidente da Real Academia Galega, Xosé Luís Méndez Ferrín, escritor e grande luitador na emancipaçom de Galiza, e polo O Facho, assinou o seu presidente, Xosé Luis Rodríguez Pardo, de longa trajectória na luita cultural e política no nosso País.

----- COMMENT: AUTHOR: João Carlos Carré dos Reis [Visitante] DATE: Thu, 28 Mar 2013 19:46:06 +0000 URL:

Na qualidade de neto de Leandro Carré é com muita emoção que vejo e leio o realce que dedicam ao trabalho dedicado e descomprometido que o meu avô desenvolveu em prol da sua língua querida, o GALEGO. Lamentavelmente a sociedade Galega, mas também as autoridades da sua cidade natal, tendem a ignorar tudo isso e por questões desconhecidas, a homenagem póstuma, que tão bem merece, continua por ser concretizada. Tantos dias das Letras Galegas que já passaram e este nome continua no baú, esquecido. Espero que este alerta tenha algum efeito no futuro próximo. Quem manteve o Galego vivo nos tempos em que era “criminoso” falá-lo ou escrevê-lo deveria por certo ser muito mais respeitado.
Desculpem o desafabo mas chegou o tempo em que não posso mais manter este silêncio.
Atentamente
João Carré Reis

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de "Contos de Nenos para Nenos" BASENAME: o-facho-concurso-de-contos-de-nenos-para-nenos-6 DATE: Sun, 10 Mar 2013 06:50:55 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

CONCURSO DE CONTOS DE NENOS PARA NENOS CONVOCADO POLA ASSOCIAÇOM CULTURAL O FACHO

Recuperados em 2008 os prémios literários que desde os anos sessenta convocou O FACHO e nos que participárom ou ganhárom muitos dos escritores e escritoras que hoje fam possível com a sua obra umha literatura galega de qualidade e de grande importância nas letras universais, realiza-se a convocatória para 2013 do XLV Concurso Literário de ?Contos de Nenos para Nenos?

BASES DO CONCURSO

1. Poderám participar rapazes e raparigas que pressentem as suas obras em Língua galega. Os trabalhos presenteados deveram ser originais e inéditos em toda a sua extensom.

2. O prazo de admissom de originais finaliza o dia 30 de Abril de 2013 às doce da noite.

3. A apresentaçom de originais para o Concurso fará-se por correio postal dirigido à sede da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia, 12-1º 15005A Corunha. Podendo fazer individualmente ou por médio do centro onde curse os seus estudos.

4. No caso em que sejam os centros escolares os que pressentem os originais ao Concurso, deveram fazer umha pré-selecçom dum máximo de dous trabalhos por categoria, qualquer outro terá que ser apresentado individualmente.

5. As obras haverem de serem relatos originais e nom estarem editados por nengum procedimento impresso ou electrónico, nem terem sido premiados em qualquer outro concurso ou certame literário e em condiçons para que os seus direitos de publicaçom podam ser cedidos à Associaçom Cultural O FACHO por período de cinco anos contados a partir do dia do falho do júri.

6. Para além da originalidade literária, o júri valorizará a riqueza lingüística e o conhecimento gramatical reflectido nas obras.

7. Estabelecem-se duas categorias:

Categoria A Nenos e nenas de 6 a 12 anos.
Categoria B Rapazes e rapazas de 13 a 16 anos.

8. As quantias dos prémios serám as que seguem:

Categoria A 1º: 100,.- ? em efectivo e um lote de livros.
2º: 100,.- ? em efectivo e um lote de livros.

Categoria B 1º: 100,.- ? em efectivo e um lote de livros.
2º: 100,.- ? em efectivo e um lote de livros.

9. Cada autor só poderá apresentar umha obra atendo-se aos seguintes limites de extensom:

Categoria A Um máximo de cinco fólios
Categoria B Um máximo de dez fólios

10. As obras haverem de se apresentar por duplicado, manuscritas ou mecanográficas, encadernadas ou grampadas e levaram por detrás do último folio os seguintes dados:

Nome e apelidos do autor/a.
Endereço e telefone. Correio electrónico.
Centro onde cursa os seus estudos.
Categoria na que participa.

11. Os prémios serám escolhidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O Facho em falho que se fará público no mês de Maio.

12. O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as dúvidas na sua interpretaçom.

13. A participaçom neste Concurso implica a aceitaçom das presentes bases.

A Corunha, 31 de Janeiro 2013

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário do Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de "Teatro Infantil" BASENAME: o-facho-concurso-de-teatro-infantil-10 DATE: Sun, 10 Mar 2013 06:47:50 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º
15005 Corunha

CONCURSO DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA ASOCIAÇOM CULTURAL O FACHO.

Assumindo como próprias as palavras de Juan Ramón Jiménez quando afirmava que ?Teatro infantil é aquele que também lhe gosta aos nenos?, a Junta Directiva da Associaçom Cultural O FACHO acordou convocar o Concurso de Teatro Infantil, que, nesta nova etapa, se regerá polas seguintes bases:

1º) Poderám optar ao devandito prémio todas as pessoas que pressentem obras inéditas ?em qualquer tipo de suporte- nom representadas, nem premiadas noutros certames e que esteiam escritas em língua galega.
2º) Estabelece-se como prémio único de 100,.- ? e um lote de livros teatrais.
3º) A obra, que nom poderá exceder os 80 fólios, será presenteada por triplicado, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara.
4º) Os originais para o Concurso enviaram-se por correio á sé da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia n.º 12-1º A Corunha (15005) ou a Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal de A Corunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.
5º) O prazo de admissom de originais finaliza o dia 30 de Abril de 2013 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.
6º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo está composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito teatral galego.
7º) O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom
8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.
9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no local de O Facho, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom.
No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.
Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

Na cidade d?A Corunha, 2 Fevereiro 2013

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: José V. Martínez-Romero Gandos- Ricardo Palmás Casal-Um galego do além-mar BASENAME: o-facho-jose-v-martinez-romero-gandos-ricardo-palmas-casal-um-galego-do-alem-mar-2 DATE: Sun, 10 Mar 2013 06:46:05 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Taipa 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2012-13

Palestra

O vindouro dia 12 de Março, terça (martes), o Doutor em Psicología, José V. Martínez-Romero Gandos, falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: Ricardo Palmás Casal-Um galego do além-mar

Martínez-Romero Gandos, é filho de emigrantes da Terra de Montes desenvolveu na Argentina umha dilatada actuaçom na Colectividade galega emigrada no Rio da Prata, participando na vida cultural galega da emigraçom desde 1960 até o seu retorno definitivo à Terra no 2002. Nessa actividade na emigraçom acada diferentes cargos institucionais sendo os principais: Presidente da Associaçom Argentina de Filhos de Galegos, Presidente da Sociedade de Campo Lameiro e Presidente da Uniom de Associaçom Galegas da República Argentina. Assim mesmo levou adiante em Bos Aires, por vários anos, a audiçom radial ?Nós, os galegos. Galiza como Naçom?, exclusivamente adicada a espalhar música, cultura, comentários e novidades da nossa Terra.
Acadou o grao académico de Doutor em Psicologia com umha Tese sobre os galegos emigrados ao Rio da Prata. Foi Director da Licenciatura em Psicologia da Universidade del Salvador (B. Aires). Professor Universitário na Cátedra de Psicologia da Personalidade na Universidade del Salvador (B. Aires).
Actualmente é assessor da Comissom Interseccional de Imigraçom do Colegio Oficial de Psicólogos de Galiza. Integrante do Programa de Atençom a Vítimas da Violência Doméstica, organizado polo Colegio de Psicólogos de Galiza. Desde maio de 2004. Tem numerosos trabalhos publicados, conferencias e presentaçons em Congressos da sua especialidade.

Dia: 12 de Março do 2013 ? Hora: 7,30 do serám
Local: R. Academia Galega R/ Tabernas nº 11-
Cidade Velha ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?Os galegos nas independências latino-americanas? por Carlos Sixirei Paredes BASENAME: carlos-sixirei-paredes DATE: Wed, 27 Feb 2013 13:03:27 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: Novas TAGS: ----- BODY:

A pesar das dificultades financeiras criadas polo saqueio do capitalismo especulador e bancário, O Facho continua apresentar a analise e as reflexons nos distintos eidos das ciências e o conhecimento que estám a elaborar os investigadores e ensaístas do País assim como intelectuais da área da Galeguia (Lusofonia).

O passado dia 26 de Fevereiro, terça (martes), o Doutor e historiador, Carlos Sixirei Paredes falou sobre ?Os galegos nas independências latino-americanas? dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais organizado pola nossa Agrupaçom
O professor Sixirei fizo umha análise da presencia dos galegos e descendentes de galegos nas luitas independentistas em América Latina. Na sua exposiçom deu a conhecer a importância dos mesmos tanto no bando realista como independentista, mostrando como muitas das vezes a inserçom num bando ou outro dependia de interesses imediatos concretos mais que de concepçons ideológicas.

Como é costume ao findar a sua exposiçom o conferenciante mantivo um interessante colóquio com a atenta cidadania assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Carlos Sixirei Paredes - ?Os galegos nas independências latino-americanas? BASENAME: o-facho-carlos-sixirei-paredes-os-galegos-nas-independencias-latino-americanas DATE: Fri, 22 Feb 2013 09:10:55 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º-C
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2012-13

Palestra

O vindouro dia 26 de Fevereiro, terça (martes), o Doutor e historiador, Carlos Sixirei Paredes falará sobre ?Os galegos nas independências latino-americanas? dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais organizado pola nossa Agrupaçom. O acto celebrará-se na R. Academia Galega, Rua Tabernas n. 11 ? Cidade Velha ? A Corunha.
O Doutor Sixirei Paredes é professor titular da UDV. Licenciou-se em História pola UDS. para logo se doutorar em História de América na UCM. Assim mesmo entre outros estudos realizou cursos de post-grado na U. de Paris IX e na U. de S. Paulo-Brasil. É autor de umha interessantíssima e amplia obra, tanto em artigos como em livros em ediçom individual como em parceria: San Cristo de Xavestre. Chequeo a unha comunidade rural. Alfredo Somoza. Encadramento histórico dunha figura esquencida do galeguismo. A Emigración. Galeguidade e Cultura no Exterior. História de América (V. I-II-III). Violencia en Colombia. Antecedentes y desarrollo histórico. História do Mundo Contemporâneo. Asociacionismo galego no exterior (V. 2). West Indian Cultures. Consolidación republicana em América Latina, etc... No eido da traduçom: História Cronolóxica dos Países Celtas.
Tomou e forma parte em diversas acçons culturais, entre outras sublinhamos: Responsável de actividades culturais do Padroado da Cultura Galega. Montevideu. Drtor. Cultural de la fundaçom Celso Emílio Ferreiro.

Dia: 26 de Fevereiro - Hora: 7,30 do serám
Local: R. Academia Galega R/ Tabernas nº 11-
Cidade Velha ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Pescudando na origem da matéria por Cibrao Santamarina Rios BASENAME: cibrao DATE: Thu, 21 Feb 2013 19:44:18 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

A pesar das dificultades financeiras criadas polo saqueio do capitalismo especulador e bancário, O Facho continua apresentar a analise e as reflexons nos distintos eidos das ciências e o conhecimento que estám a elaborar os investigadores e ensaístas do País assim como intelectuais da área da Galeguia (Lusofonia).
O passado dia 19 de Fevereiro, terça, às 7,30 do serám; o doutor e professor no Departamento de Física de Partículas na área de Física Atómica Molecular e Nuclear da U. de S., Cibrao Santamarina Rios, dissertou dentro do ciclo ?O saber cientifico na Galiza?, com a sua exposiçom intitulada ?Pescudando na origem da matéria?. O acto celebrou-se na R. Academia Galega.

O professor Cibrao Santamarina expujo umha amena e rica visom sobre a Ciência de Partículas que se esta a desenvolver no País acorde com o saber no eido da Física Nuclear mundo, nos que um feixe de científicos galegos deixam a sua pegada nessa área fulcral para ciência.

Como é costume ao findar a sua exposiçom o conferenciante mantivo um interessante colóquio com a atenta cidadania assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Cibrao Santamarina Rios-?Pescudando na origem da matéria? BASENAME: o-facho-cibrao-santamarina-rios-pescudando-na-origem-da-materia DATE: Tue, 12 Feb 2013 23:28:44 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Corunha



A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-lo assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2012-13

Palestra

O vindouro dia 19 de Fevereiro, terça (martes), às 7,30 do serám; o doutor e professor no Departamento de Física de Partículas na área de Física Atómica Molecular e Nuclear da U. de S., Cibrao Santamarina Rios, falará dentro do ciclo ?O saber cientifico na Galiza?, com a sua exposiçom intitulada ?Pescudando na origem da matéria?. O acto celebrará-se na R. Academia Galega, Rua Tabernas n. 11 ? Cidade Velha ? A Corunha.

O doutor Santamarina Rios licenciou-se na USC com prémio extraordinário pola sua tesinha de licenciatura ?A Física dos Átomos Piónicos?. No ano 2001 obtivo o título de Doutor com a tese ?Determinaçom do tempo de vida media do Átomo Piónico no experimento DIRAC do CERN? .Do seu amplo currículo cabe destacar:

Associado de Investigaçom pola Universidade de Basileia participando no experimento DIRAC.
Research Fellow do CERN -Laboratório Europeu de Física de Partículas de Genève.
Investigador associado na McGill University - Montreal (Canadá), experimento Atlas.
Investigador convidado no "Instituto Unificado de Investigaçom Nuclear" (Dubna-Rusia),
Investigador convidado na Universidade Nacional de La Plata (La Plata Argentina)
Investigador convidado no Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas-LIP (Lisboa-Portugal).

Assim mesmo é autor de numerosos trabalhos e artigos em revistas cientificas internacionais do maior reconhecimento no eido da investigaçom em Física Atómica.

Dia: 19 de Fevereiro - Hora: 7,30 do serám
Local: R. Academia Galega R/ Tabernas nº 11-
Cidade Velha ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretario d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de "Teatro infantil" BASENAME: o-facho-concurso-de-teatro-infantil-7 DATE: Sun, 10 Feb 2013 16:36:33 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º
15005 Corunha

CONCURSO DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA ASOCIAÇOM CULTURAL O FACHO.

Assumindo como próprias as palavras de Juan Ramón Jiménez quando afirmava que ?Teatro infantil é aquele que também lhe gosta aos nenos?, a Junta Directiva da Associaçom Cultural O FACHO acordou convocar o Concurso de Teatro Infantil, que, nesta nova etapa, se regerá polas seguintes bases:

1º) Poderám optar ao devandito prémio todas as pessoas que pressentem obras inéditas ?em qualquer tipo de suporte- nom representadas, nem premiadas noutros certames e que esteiam escritas em língua galega.
2º) Estabelece-se como prémio único de 100,.- ? e um lote de livros teatrais.
3º) A obra, que nom poderá exceder os 80 fólios, será presenteada por quintuplicado, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara.
4º) Os originais para o Concurso enviaram-se por correio á sé da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia n.º 12-1º A Corunha (15005) ou a Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal de A Corunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.
5º) O prazo de admissom de originais finaliza o dia 30 de Abril de 2013 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.
  6º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo está composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito teatral galego.
7º) O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom 
8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.
9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no local de O Facho, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom.
No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.
  Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

Na cidade d?A Corunha, 2 Fevereiro 2013

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de "Contos de Nenos para Nenos" BASENAME: o-facho-concurso-de-contos-de-nenos-para-nenos-3 DATE: Wed, 06 Feb 2013 16:19:56 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

CONCURSO LITERÁRIO DE CONTOS DE NENOS PARA NENOS CONVOCADO POLA ASSOCIAÇOM CULTURAL O FACHO

Recuperados em 2008 os prémios literários que desde os anos sessenta convocou O FACHO e nos que participárom ou ganhárom muitos dos escritores e escritoras que hoje fam possível com a sua obra umha literatura galega de qualidade e de grande importância nas letras universais, realiza-se a convocatória para 2013 do XLV Concurso Literário de ?Contos de Nenos para Nenos?

BASES DO CONCURSO

1. Poderám participar rapazes e raparigas que pressentem as suas obras em Língua galega. Os trabalhos presenteados deveram ser originais e inéditos em toda a sua extensom.

2. O prazo de admissom de originais finaliza o dia 30 de Abril de 2013 às doce da noite.

3. A apresentaçom de originais para o Concurso fará-se por correio postal dirigido à sede da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia, 12-1º 15005A Corunha. Podendo fazer individualmente ou por médio do centro onde curse os seus estudos.

4. No caso em que sejam os centros escolares os que pressentem os originais ao Concurso, deveram fazer umha pré-selecçom dum máximo de dous trabalhos por categoria, qualquer outro terá que ser apresentado individualmente.

5. As obras haverem de serem relatos originais e nom estarem editados por nengum procedimento impresso ou electrónico, nem terem sido premiados em qualquer outro concurso ou certame literário e em condiçons para que os seus direitos de publicaçom podam ser cedidos à Associaçom Cultural O FACHO por período de cinco anos contados a partir do dia do falho do júri.

6. Para além da originalidade literária, o júri valorizará a riqueza lingüística e o conhecimento gramatical reflectido nas obras.

7. Estabelecem-se duas categorias:

Categoria A Nenos e nenas de 6 a 12 anos.
Categoria B Rapazes e rapazas de 13 a 16 anos.

8. As quantias dos prémios serám as que seguem:

Categoria A 1º: 100,.- ? em efectivo e um lote de livros.
2º: 100,.- ? em efectivo e um lote de livros.

Categoria B 1º: 100,.- ? em efectivo e um lote de livros.
2º: 100,.- ? em efectivo e um lote de livros.

9. Cada autor só poderá apresentar umha obra atendo-se aos seguintes limites de extensom:

Categoria A Um máximo de cinco fólios
Categoria B Um máximo de dez fólios

10. As obras haverem de se apresentar por duplicado, manuscritas ou mecanográficas, encadernadas ou grampadas e levaram por detrás do último folio os seguintes dados:

Nome e apelidos do autor/a.
Endereço e telefone. Correio electrónico.
Centro onde cursa os seus estudos.
Categoria na que participa.

11. Os prémios serám escolhidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O Facho em falho que se fará público no mês de Maio.

12. O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as dúvidas na sua interpretaçom.

13. A participaçom neste Concurso implica a aceitaçom das presentes bases.

Correo electrónico: o_facho_a_cultural@yahoo.com.br
http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

A Corunha, 31 de Janeiro 2013

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário do Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de "Contos de Nenos para Nenos" BASENAME: o-facho-concurso-de-contos-de-nenos-para-nenos-2 DATE: Sun, 03 Feb 2013 13:29:14 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

CONCURSO LITERÁRIO DE CONTOS DE NENOS PARA NENOS CONVOCADO POLA ASSOCIAÇOM CULTURAL O FACHO

Recuperados em 2008 os prémios literários que desde os anos sessenta convocou O FACHO e nos que participárom ou ganhárom muitos dos escritores e escritoras que hoje fam possível com a sua obra umha literatura galega de qualidade e de grande importância nas letras universais, realiza-se a convocatória para 2013 do XLV Concurso Literário de ?Contos de Nenos para Nenos?

BASES DO CONCURSO

1. Poderám participar rapazes e raparigas que pressentem as suas obras em Língua galega. Os trabalhos presenteados deveram ser originais e inéditos em toda a sua extensom.

2. O prazo de admissom de originais finaliza o dia 30 de Abril de 2013 às doce da noite.

3. A apresentaçom de originais para o Concurso fará-se por correio postal dirigido à sede da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia, 12-1º 15005A Corunha. Podendo fazer individualmente ou por médio do centro onde curse os seus estudos.

4. No caso em que sejam os centros escolares os que pressentem os originais ao Concurso, deveram fazer umha pré-selecçom dum máximo de dous trabalhos por categoria, qualquer outro terá que ser apresentado individualmente.

5. As obras haverem de serem relatos originais e nom estarem editados por nengum procedimento impresso ou electrónico, nem terem sido premiados em qualquer outro concurso ou certame literário e em condiçons para que os seus direitos de publicaçom podam ser cedidos à Associaçom Cultural O FACHO por período de cinco anos contados a partir do dia do falho do júri.

6. Para além da originalidade literária, o júri valorizará a riqueza lingüística e o conhecimento gramatical reflectido nas obras.

7. Estabelecem-se duas categorias:

Categoria A Nenos e nenas de 6 a 12 anos.
Categoria B Rapazes e rapazas de 13 a 16 anos.

8. As quantias dos prémios serám as que seguem:

Categoria A 1º: 100,.- ? em efectivo e um lote de livros.
2º: 100,.- ? em efectivo e um lote de livros.

Categoria B 1º: 100,.- ? em efectivo e um lote de livros.
2º: 100,.- ? em efectivo e um lote de livros.

9. Cada autor só poderá apresentar umha obra atendo-se aos seguintes limites de extensom:

Categoria A Um máximo de cinco fólios
Categoria B Um máximo de dez fólios

10. As obras haverem de se apresentar por duplicado, manuscritas ou mecanográficas, encadernadas ou grampadas e levaram por detrás do último folio os seguintes dados:

Nome e apelidos do autor/a.
Endereço e telefone. Correio electrónico.
Centro onde cursa os seus estudos.
Categoria na que participa.

11. Os prémios serám escolhidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O Facho em falho que se fará público no mês de Maio.

12. O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as dúvidas na sua interpretaçom.

13. A participaçom neste Concurso implica a aceitaçom das presentes bases.

Correo electrónico: o_facho_a_cultural@yahoo.com.br
http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

A Corunha, 31 de Janeiro 2013

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário do Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Manifesto em defesa da Língua Galega - MANIFESTAÇOM :27 de Janeiro 2013 às 12 horas na Alameda de Compostela. BASENAME: o-facho-manifesto-em-defesa-da-lingua-galega-manifestacom-27-de-janeiro-2013-as-12-horas-na-alameda-de-compostela DATE: Thu, 24 Jan 2013 09:35:57 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Pasquim CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho

Rua: Frederico Tapia 12-1º
15005 A Corunha

Manifesto em defesa da Língua Galega

Os falantes do galego somos discriminados de cote

A situaçom da língua galega está em grande perigo ao nom desfrutarmos os galegos de direitos lingüísticos plenos para desenvolver a nossa vida com normalidade na nossa Língua e no nosso País.

Como povo e cultura, temos direito a que nossa Língua própria, de origem, seja oficial a todos os efeitos no seu âmbito territorial. Os falantes galegos devemos desfrutar do mesmo "status" legal no nosso território do que o castelá no seu.

As políticas etnocidas levadas a cabo contra o galego dictadas por Madrid desde há séculos e hoje reiteradas pola actual ?Xunta de Galicia?, ponhem hoje em perigo a nossa Língua, ao ser violentados decote os galegos falantes.

O verdadeiro problema nom está na co-oficialidade de idiomas como o galego, senom na actitude de quem nega a existência de povos e línguas diferentes dentro do Estado Espanhol. Esta posiçom etnocida é a negaçom da convivência e da igualdade.

A imposiçom do castelá nom tem discussom desde o momento em que é a única língua que todos os cidadaos do Estado tenhem a obriga de conhecer segundo a constituiçom espanhola.

Reclamamos:

A aboliçom do sistema legal que subordina o galego ao castelá, a aboliçom do supremacismo castelá que procura a desapariçom do galego e exigimos a implementaçom de autênticas políticas de normalizaçom lingüística ao serviço da nossa sociedade. Ampliar a co-oficialidade de todas as línguas do Estado em todo o seu território. O dever de conhecer o galego em todos os territórios onde é fala de seu.

Ante a necessidade de respostas à nova política etnocida preconizada pola actual "Xunta de Galicia", O Facho pede aos sócios e amigos a sua participaçom na manifestaçom convocada para o

27 de Janeiro 2013 às 12 horas na Alameda de Compostela.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Manifesto em defesa da Língua Galega - MANIFESTAÇOM :27 de Janeiro 2013 às 12 horas na Alameda de Compostela. BASENAME: o-facho-lstrongg-manifesto-em-defesa-da-lingua-galegal-strongg-manifestacom-27-de-janeiro-2013-as-12-horas-na-alameda-de-compostela-1 DATE: Sun, 20 Jan 2013 12:59:27 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Pasquim CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho

Rua: Frederico Tapia 12-1º
15005 A Corunha

Manifesto em defesa da Língua Galega

Os falantes do galego somos discriminados de cote

A situaçom da língua galega está em grande perigo ao nom desfrutarmos os galegos de direitos lingüísticos plenos para desenvolver a nossa vida com normalidade na nossa Língua e no nosso País.

Como povo e cultura, temos direito a que nossa Língua própria, de origem, seja oficial a todos os efeitos no seu âmbito territorial. Os falantes galegos devemos desfrutar do mesmo "status" legal no nosso território do que o castelá no seu.

As políticas etnocidas levadas a cabo contra o galego dictadas por Madrid desde há séculos e hoje reiteradas pola actual ?Xunta de Galicia?, ponhem hoje em perigo a nossa Língua, ao ser violentados decote os galegos falantes.

O verdadeiro problema nom está na co-oficialidade de idiomas como o galego, senom na actitude de quem nega a existência de povos e línguas diferentes dentro do Estado Espanhol. Esta posiçom etnocida é a negaçom da convivência e da igualdade.

A imposiçom do castelá nom tem discussom desde o momento em que é a única língua que todos os cidadaos do Estado tenhem a obriga de conhecer segundo a constituiçom espanhola.

Reclamamos:

A aboliçom do sistema legal que subordina o galego ao castelá, a aboliçom do supremacismo castelá que procura a desapariçom do galego e exigimos a implementaçom de autênticas políticas de normalizaçom lingüística ao serviço da nossa sociedade. Ampliar a co-oficialidade de todas as línguas do Estado em todo o seu território. O dever de conhecer o galego em todos os territórios onde é fala de seu.

Ante a necessidade de respostas à nova política etnocida preconizada pola actual "Xunta de Galicia", O Facho pede aos sócios e amigos a sua participaçom na manifestaçom convocada para o

27 de Janeiro 2013 às 12 horas na Alameda de Compostela.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO; "Convivência e desconvivência lingüística entre as línguas bantu e a língua portuguesa" por Gervásio Absolone Chambo BASENAME: o-facho-convivencia-e-desconvivencia-lingueistica-entre-as-linguas-bantu-e-a-lingua-portuguesa-por-gervasio-absolone-chambo DATE: Fri, 18 Jan 2013 11:51:14 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

A pesar das dificultades financeiras criadas polo saqueio do capitalismo especulador e bancário, O Facho continua apresentar a analise e as reflexons nos distintos eidos das ciências e o conhecimento que estám a elaborar os investigadores e ensaístas do País e pensadores da área da Galeguia (Lusofónia).

O professor moçambicano, Gervásio Absolone Chambo intervéu dentro do ciclo ?Língua, Literatura e Naçom?. A sua palestra decorreu sob o lema "Convivência e desconvivência lingüística entre as línguas bantu e a língua portuguesa". O acto celebrou-se no salom de actos R. Academia Galega na Corunha.
Absolone Chambo expujo umha ricaz visom sobre o mundo moçambicano para logo expôr os aspectos relativos à diversidade étnico-linguística e cultural de Moçambique, a sua problemática poli-lingüística assim como a convivência linguísta e cultural no País Austral-Africano.
Como sempre ao findar a descriçom o conferenciante mantivo um interessante colóquio com a atenta cidadania assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO; Gervásio Absolone Chambo-"Convivência e desconvivência lingüística entre as línguas bantu e a língua portuguesa" BASENAME: o-facho-gervasio-absolone-chambo-convivencia-e-desconvivencia-lingueistica-entre-as-linguas-bantu-e-a-lingua-portuguesa DATE: Fri, 18 Jan 2013 11:38:39 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convída-o a assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2012-2013

Palestra

O vindoiro dia 8 de Janeiro, terça (martes), às 7.30 do serám o  professor moçambicano  Gervásio Absolone Chambo, falará dentro do ciclo ?Língua, Literatura e Naçom?, sobre "Convivência e desconvivência lingüística entre as línguas bantu e a língua portuguesa".  O acto celebrara-se na R. Academia Galega, Rua Tabernas n. 11 ? Cidade Velha ? A Corunha.  

Absolone Chambo é um professor moçambicano, licenciado em Ensino de Línguas Bantu pola Universidade Eduardo Mondlane e actualmente é estudante de mestrado, programa Poslea na Universidade de Vigo. Em Moçambique é membro activo na Associaçom Bantu Mosambiki, umha organizaçom em prol das línguas e culturas bantu moçambicanas na qual é membro co-fundador.  Na sua exposiçom focalizará os aspectos relativos à diversidade étnico-linguística e cultural de Moçambique, a problemática sobre a poli-lingüística de Moçambique e discutirá a convivência multi-linguísta e multi-cultural no País Austral-Africano, na tentativa de mapear os limites e espaços construçom da paz lingüística e cultural e os de conflitos (desencontros) entre as línguas e culturas das línguas moçambicanas e o português.


Dia: 8 de Janeiro- Hora: 7.30 do serám
Local: R. Academia Galega
R/ Tabernas nº 11- Cidade Velha ? A Corunha

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Manifesto em defesa da Língua Galega - MANIFESTAÇOM :27 de Janeiro 2013 às 12 horas na Alameda de Compostela. BASENAME: o-facho-lstrongg-manifesto-em-defesa-da-lingua-galegal-strongg-manifestacom-27-de-janeiro-2013-as-12-horas-na-alameda-de-compostela DATE: Thu, 17 Jan 2013 22:04:23 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Pasquim CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho

Rua: Frederico Tapia 12-1º
15005 A Corunha

Manifesto em defesa da Língua Galega

Os falantes do galego somos discriminados de cote

A situaçom da língua galega está em grande perigo ao nom desfrutarmos os galegos de direitos lingüísticos plenos para desenvolver a nossa vida com normalidade na nossa Língua e no nosso País.

Como povo e cultura, temos direito a que nossa Língua própria, de origem, seja oficial a todos os efeitos no seu âmbito territorial. Os falantes galegos devemos desfrutar do mesmo "status" legal no nosso território do que o castelá no seu.

As políticas etnocidas levadas a cabo contra o galego dictadas por Madrid desde há séculos e hoje reiteradas pola actual ?Xunta de Galicia?, ponhem hoje em perigo a nossa Língua, ao ser violentados decote os galegos falantes.

O verdadeiro problema nom está na co-oficialidade de idiomas como o galego, senom na actitude de quem nega a existência de povos e línguas diferentes dentro do Estado Espanhol. Esta posiçom etnocida é a negaçom da convivência e da igualdade.

A imposiçom do castelá nom tem discussom desde o momento em que é a única língua que todos os cidadaos do Estado tenhem a obriga de conhecer segundo a constituiçom espanhola.

Reclamamos:

A aboliçom do sistema legal que subordina o galego ao castelá, a aboliçom do supremacismo castelá que procura a desapariçom do galego e exigimos a implementaçom de autênticas políticas de normalizaçom lingüística ao serviço da nossa sociedade. Ampliar a co-oficialidade de todas as línguas do Estado em todo o seu território. O dever de conhecer o galego em todos os territórios onde é fala de seu.

Ante a necessidade de respostas à nova política etnocida preconizada pola actual "Xunta de Galicia", O Facho pede aos sócios e amigos a sua participaçom na manifestaçom convocada para o

27 de Janeiro 2013 às 12 horas na Alameda de Compostela.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO : ?Ramom de la Sagra, um ilustrado galego?por Ascensom Cambrón Infante BASENAME: o-facho-ramom-de-la-sagra-um-ilustrado-galego-por-ascensom-cambron-infante DATE: Wed, 12 Dec 2012 17:17:12 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: Novas TAGS: ----- BODY:

A pesar das dificultades financeiras criadas polo capitalismo especulador e bancário, O Facho continua apresentar a analise e as reflexons nos distintos eidos das ciências e o conhecimento que estám a elaborar os investigadores e ensaístas do País.

A professora e investigadora, Ascensom Cambrón Infante intervéu dentro do ciclo ?Economia, História e Realidade Social?. A sua palestra decorreu sob o lema ?Ramom de la Sagra, um ilustrado galego?. O acto celebrou-se no salom de actos R. Academia Galega na Corunha.

Cambrón Infante expujo a sua análise sobre a figura do intelectual, empresário e político corunhês, fazendo finca-pé na lucidez da visom de Ramom de la Sagra cara a construçom de um processo emancipador e de industrializaçom da Galiza. Da sua presencia nos movimentos sociais do século XIX. Durante a sua residência em Paris estivo em contacto com o pensamento socialista da época, Marx, Engels, Proudhom... com este último colaborou e publicou Banque du Peuple. Théorie et pratique de cette institution, fondée sur la théorie rationelle; sendo co-fundador deste banco. Em 1845 junto com Antolin Faraldo funda em Compostela?El Porvenir?, o primeiro jornal anarquista publicado dentro do Estado espanhol. Assim mesmo foi testemunha da revoluçom parisina do 1848, e expulsado de França no ano 1849 pola sua actividade prol do socialismo.

Como sempre ao findar a descriçom a conferenciante mantivo um interessante colóquio com o público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Ascensom Cambrón Infante - ?Ramom de la Sagra, um ilustrado galego? BASENAME: o-facho-ascensom-cambron-infante-ramom-de-la-sagra-um-ilustrado-galego DATE: Wed, 28 Nov 2012 07:12:21 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-lo assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2012-13

Palestra


O vindouro dia 11 de Dezembro, terça (martes), às 7,30 do serám; a ensaista e professora titular de Filosofia do Direito na UdC. Ascensom Cambrón Infante, falará dentro do ciclo ?Economia, História e Realidade Social?, com a sua exposiçom intitulada ?Ramom de la Sagra, um ilustrado galego?. O acto celebrará-se na R. Academia Galega, Rua Tabernas n. 11 ? Cidade Velha ? A Corunha.

Cambrón Infante, é é Doutora em Filosofia e trabalha em História do pensamento liberal e utópico do século XIX e investiga sobre Bionomía Jurídica.Sobre esta matéria publicou diversas obras: Entre o Poder e a Razom: Novas técnicas reprodutivas e decisons éticas e políticas, O Projecto Genoma Humano e o direito à propriedade intelectual, Le droit face aux problèmes de genre, The Social Responsibility of Scientists e outros. É membro do Comité de Ética Assistencial do CHUAC, é Directora do Master em Direitos Fundamentais e Sistema de Garantias, com título próprio desta Universidade, foi Directora do Working Group A-4, sobre New Technologies, Law and Globalization no XXII Congresso Mundial de Filosofia do Direito.Também foi nomeada pola Conselharia de Sanidade da Junta de Galiza, como membro do Conselho Assessor do Sistema Sanitário. É Presidenta do Comité de Ética e de Investigaçom da Universidade da Corunha.

Dia: 11 de Dezembro - Hora: 7,30 do serám
Local: R. Academia Galega
R/ Tabernas nº 11- Cidade Velha ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretario d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: A evoluçom da economia galega por Luís Alonso Alvares BASENAME: luis-alonso-alvares DATE: Sat, 24 Nov 2012 10:25:49 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O professor e investigador, Luís Alonso Alvares intervéu dentro do ciclo "Economia, História, e Realidade Social" organizado pola nossa Agrupaçom. A sua palestra decorreu sob o lema ?A evoluçom a longo prazo da Economia Galega".

Alonso Alvares falou das suas investigaçons sobre a evoluçom da economia galega desde o século XVIII, tanto desde umha óptica política da economia galega como a evoluçom das empresas na Galiza. A presença do além mar nos intercâmbios tido ao longo dos séculos por Galiza com os países da outra beira do Atlântico

Como sempre ao findar a descriçom o conferenciante mantivo um interessante colóquio com o público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Luís Alonso Alvares - "Evoluçom a longo prazo da Economia Galega". BASENAME: o-facho-luis-alonso-alvares-evolucom-a-longo-prazo-da-economia-galega DATE: Sun, 28 Oct 2012 19:17:18 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Taipa 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2012-13.

Palestra:

O vindouro dia 22 de Novembro, quinta (joves), o Professor da UDC, Luís Alonso Alvares falará dentro do Ciclo: Economia, História e Realidade Social. A sua exposiçom versará sobre: "Evoluçom a longo prazo da Economia Galega".

Alonso Alvares é Doutor em Geografia e Historia Moderna e Contemporánea pola U. de Barcelona. Actualmente é Catedrático na Faculdade de CC. Económicas de UDC no Departamento de Economia Aplicada, Área de Historia e Instituiçons Económicas.
As suas linhas de investigaçom guardam relaçom com a Historia empresarial, tributaria e de Galiza, sobre as que tem realizadas numerosas pesquisas. Na actualidade dirige o Grupo de Estudos de Historia da Empresa da Universidade da Corunha. Forma parte, assim mesmo, dos conselhos editoriais de varias revistas científicas e co-dirige a revista Ilhes i Imperis (Universidade Pompeu Fabra de Barcelona).


Entre as suas publicaçons mais recentes podem sublinhar-se: ?Comercio exterior e atraso económico. Os intercambios de Galicia con Latinoamérica,1764-1868?, em L. Alonso (ed), ?As tecedoras do fume. Historia da Fábrica de Tabacos de A Coruña, 1804-2000?,Vigo 2001; em colaboraçom com Ramón Vilhares, ?Estrella Galicia. Una empresa, un siglo, 1906-2006?, A Corunha 2006 (também em galego e inglés); ?El costo del Imperio asiático. La formaçom colonial de las islas Filipinas bajo dominio espanhol, 1565-1800?, México, 2009; com Elvira Lindoso e Margarita Vilar, ?O lecer das augas. Historia dos balnearios de Galicia?, 1700-1835, Vigo, 2011. E também com Elvira Lindoso e Margarita Vilar, ?El agua bienhechora. El turismo termal en España, 1700-1936?, Granada, 2012.

.

Dia: 22 Novembro 2012 - Hora: 7,30 do serám
Local: R. Academia Galega
R/ Tabernas nº 11- Cidade Velha ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O Facho: ?O direito à Normalizaçom Lingüística? por Goretti Sanmartim Rei BASENAME: title-535 DATE: Thu, 18 Oct 2012 12:15:25 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

A professora e ensaísta Goretti Sanmartim Rei intervéu dentro do ciclo "Língua, Literatura, e Naçom" organizado pola nossa Agrupaçom. A sua palestra decorreu sob o lema ?O direito à Normalizaçom Lingüística"

Goretti Sanmartim expujo a sua análise sobre a situaçom da língua galega hoje, fazendo finca-pé na na necessidade de umha apertura política lingüística do galego cara obter a sua hegemonia social. Lembrou como já o professor Garcia Branco a começos do século XIX manifestou a existência de um desenho ditado pola Vila e Corte e assumido polas capas médias colonizadas do País cara o abandono da Língua Galega como veiculo normalizador da sociedade galega..

Como sempre ao findar a descriçom a conferenciante mantivo um interessante colóquio com o público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Goretti Sanmartín Rei - ?O direito à Normalizaçom Lingüística? BASENAME: o-facho-goretti-sanmartin-rei-o-direito-a-normalizacom-lingueistica DATE: Wed, 10 Oct 2012 09:16:35 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-lo assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2012-13

Palestra


O vindouro dia 16 de Outubro, terça (martes), às 7,30 do serám; a ensaísta e directora do Serviço de Normalizaçom Lingüística da U.D.C. Goretti Sanmartín Rei, falará dentro do ciclo ?Língua, Literatura, e Naçom?, com a sua exposiçom intitulada ?O direito à Normalizaçom Lingüística?. O acto celebrará-se na R. Academia Galega, Rua Tabernas n. 11 ? Cidade Velha ? A Corunha.

Goretti Sanmartín Rei, é licenciada e doutora em Filologia Galego-Portuguesa. Actualmente é a directora do Serviço de Normalizaçom Lingüística da Universidade da Corunha. Como estudosa participou em distintas investigaçons entre as que sublinhamos: "A formaçom da língua literária galega durante o século XIX", em colaboraçom com Xosé Manuel Sánchez Rei e Xosé Ramón Freixeiro Mato. "A filosofia política de Ramón Vilar Ponte", em colaboraçom com Mª Pilar Garcia Negro, Luís Garcia Soto e Xesús Blanco Echauri. É membro do Conselho de Redacçom da Revista Galega de Filologia. Assim mesmo é autora de distintas publicaçons entre as que sublinhamos: O teatro de Xan da Cova, Lendo nas marxes. Lingua e compromiso nos paratextos (1863-1936), Os (pre)textos galegos (1863-1936); entre outras muitas

Dia: 16 de Outubro - Hora: 7,30 do serám
Local: R. Academia Galega
R/ Tabernas nº 11- Cidade Velha ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretario d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?Moçambique, umha cultura e literatura para descobrir? por Adelino Timóteo BASENAME: adelino-timoteo DATE: Wed, 12 Sep 2012 19:44:07 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

http://archive.org/download/Mozambique_564/AdelinoTimteo.pdf

O escritor, pintor, e jornalista moçambicano, Adelino Timóteo encetou as palestras do novo período 2012-13 intervindo dentro do ciclo "A lusofonia e Nós" com a sua conferencia: Moçambique, umha cultura e literatura por descobrir?

Adelino Timóteo expujo umha ricaz visom sobre o mundo moçambicano para logo se estender sobre o eido literário em particular.
Foi de grande interesse para o publico assistente ouvir na voz do conferencista diversos textos de autores de Moçambique, muitos dos mesmos cargados com funda ironia e beleza. Posteriormente deu a conhecer um pequeno relatório de literatos moçambicanos.

Como sempre ao findar a descriçom o conferenciante mantivo um interessante colóquio com a atenta cidadania assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Adelino Timóteo - ?Moçambique, umha cultura e literatura para descobrir? BASENAME: o-facho-adelino-timoteo-mocambique-umha-cultura-e-literatura-para-descobrir DATE: Sat, 01 Sep 2012 08:06:13 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2012-13

Palestra

O dia 11 de Setembro, terça, A Agrupaçom Cultural O Facho enceta as suas actividades do período 2012-13 com a palestra ?Moçambique, umha cultura e literatura para descobrir? dentro do ciclo ?A lusofonia e Nós?. A conferencia correrá a cargo do intelectual moçambicano, Adelino Timóteo às 7 e meia do serám no local de CaixaGalicia Banco do Cantom Grande da Corunha.

Adelino Timóteo é um homem comprometido com a realidade moçambicana em múltiplos eidos. Como escritor sublinharemos algumhas das suas obras:
Poesia:?Antologia da Poesia Moçambicana ?Nunca mais é Sábado?, ?Viagem à Grécia através da Ilha de Moçambique? (Prémio Nacional ANEM),?A Fronteira do Sublime?. Poemas de este livro, reunidos em ?De Veneza ao Peito?, e traduzidos ao italiano, Antologiado em "Poesia Sempre", Biblioteca Nacional (Brasil). ?Dos Frutos do Amor e Desamores até à Partida?.( Prémio BCI 2011)
Narrativa:Mulungu, A Virgem da Babilónia, Naçom Pária, Não Chora, Carmen Como jornalista tem um longo périplo em diferentes jornais; ?Diario de Moçambique?, Prémio de jornalismo da SNJ, Jornal Savana? em Beira.

Assim mesmo sublinhamos algumhas das suas exposiçons em tanto que pintor:
Colectivas
Com Ferrão, Silva y Sito em Beira. Workshop com artistas de Zimbabwé e Mozambique. Com Paulo Jorge, Casa de Cultura, Beira
Individuais
?O Muipiti?, Nampula. "Ilhoas Macuas", Maputo e Beira, "Crossing Cultures", Linz, Áustria, "Deixa passar meu povo", Beira. ?Zwischenwelten Frauenwelten" Viena.

Dia: 11 de Setembro ? Hora: 7h, 30m. do serám
Local: NovaGalica Banco ? Cantom Grande
A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Avelino Pousa Antelo BASENAME: o-facho-avelino-pousa-antelo DATE: Sat, 25 Aug 2012 07:33:33 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho quer mostrar a sua grande tristura pola morte de Avelino Pousa Antelo acontecida o dia 20 de Agosto.

Pousa Antelo sempre manifestou desde a sua mocidade as suas profundas convicçons nacionalistas, sendo membro activo das Mocidades Galeguistas no percurso da II República. A sua entrega em grande parte estivo ligada ao eido agrariano, sendo mostra da mesma o seu compromisso desde a escola agrícola da Granja de Barreiros em Sárria e na Missom Biológica da Galiza, nesta última em parceria com Cruz Gallastegui. A constituiçom e gestom de cooperativas agro-gandeiras como entidades para o desenvolvimento do mundo rural galego é a cerna da sua actividade cívica, temática que assim mesmo se manifesta nos seus livros:
Temas de Agricultura (1951), Cooperativa de explotación comunitaria para unha parroquia rural (1968), ¿Valen ou non as cooperativas comunitarias para o campo galego? (1971), Reforma das Estructuras Agrarias de Galicia (1971), A Escola Agrícola de Granxa Barreiros (1988) e Galicia, tarefa urxente (1992

A nossa agrupaçom em reconhecimento ao permanente compromisso com o País e a sua cultura tivo a bem outorgar-lhe O Facho de Ouro no ano 2007.

Agrupaçom Cultural O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Entrega dos prémios literários: Contos de Nenos para Nenos e de Teatro infantil BASENAME: o-facho-entrega-dos-premios-literarios-contos-de-nenos-para-nenos-e-de-teatro-infantil-2 DATE: Sun, 03 Jun 2012 20:49:19 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

A Agrupaçom Cultural O Facho fizo no serám do sábado, dia 2 de Junho do ano que corre, entrega dos diplomas e prémios do Concurso de ?Contos de nenos para nenos? e de ?Teatro Infantil?.

O acto efectuo-se na sala de conferências do Circulo de Artesans da Corunha (Rua de Santo André). No mesmo falárom o membro do júri, Breogam Ribeiro, aosé L. Rodrigues Pardo, presidente da associaçom, e Soledad González Maside, membro da directiva d'O Facho e responsável dos Concursos Literários. Ao mesmo acudírom todos os premiados assim como amigos e familiares.

XABIER P. Docampo
5 de maio de 2012
CARTA ABERTA A MARíA, ANDRÉS, DAVID E ANDRÉ, GAÑADORES DO CONCURSO DE CONTOS "CARLOS CASARES" DO FACHO DO ANO 2012
Benquerida amiga, benqueridos amigos: Non me foi posíbel asistir o sábado á entrega dos vosos premios, mais si quero darvos os meus parabéns polo voso traballo literario.
E quero tamén que saibades que o feito de escribirdes estes contos, como fixeron tamén varias decenas de rapazas e rapaces que non gañaron, e o feito de recibirdes este premio, son dous acontecementos moi importantes e que, xa para sempre, terán lembranza e significado nas vosas vidas.
En primeiro lugar porque se vos outorga un recoñecemento á vosa vocación literaria, a ese feito de que os vosos soños escritos se vexan recoñecidos polas persoas que os len. Iso fai de vós escritores feitos e dereitos.
Pero tamén este suceso conleva unha responsabilidade que vos quero lembrar. Agora formades parte de xeito público e notorio da xente que ofrece o seu esforzo no uso, na defensa e na promoción da lingua galega, a nosa, a vosa. Agora sodes membros dunha sociedad e nada secreta da que formaron parte Rosalía de Castro e Castelao, Otero Pedrayo e Álvaro Cunqueiro, Blanco Amor e Fole, Rafael Dieste e Carlos Casares. Un empeño polo que deron a vida Alexandre Bóveda ou Ánxel Casal e no que seguen miles e miles de homes e mulleres, deses que no noso himno lIes chamamos "os bos e xenerosos", e que mostran cada día o seu esforzo pola defensa da lingua propia de Galicia do xeito máis natural e necesario: falándoa.
Aí, nese compromiso de falar galego a cotío é onde contamos xa con vós para sempre e aí agardo con confianza que nos encontremos.

A miña mellor aperta para os catro.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Resoluçom do Concurso de Teatro Infantil BASENAME: o-facho-resolucom-do-concurso-de-teatro-infantil-1 DATE: Wed, 23 May 2012 09:59:17 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 Corunha

Resoluçom do Concurso de Teatro Infantil do Ano 2012.



Depois de ter lido as obras apresentadas ao Concurso de Teatro Infantil convocado polo O Facho; o júri conformado por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito teatral galego: Dna. Susana Alejandra Longueira Regueiro, Dn. Xosé Manuel Rabón Lamas, Dn. Francisco Pillado Maior, acordou, por unaminidade, conceder o prêmio à obra presentada sob o lema ?Fora Gaiolas?. Aberta a plica correspondente, resultou ganhadora Dna. Carmen Blanco Sanjurjo com a obra intitulada ?A Fuga?.

Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no local de O Facho, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom. No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.

Na cidade d?A Corunha, 15 de Maio 2012


Asso. J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d'O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Resoluçom do Concurso de Contos de Nenos para Nenos BASENAME: o-facho-resolucom-do-concurso-de-contos-de-nenos-para-nenos-1 DATE: Wed, 23 May 2012 09:57:40 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua Frederico Tápia,12-1º
15003 A CORUNHA

http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/ o.facho_corunha@yahoo.com.br

A agrupaçom cultural O FACHO tem a honra de lhes comunicar a resoluçom do concurso literário ?Contos de nenos para nenos: CARLOS CASARES? na convocatória do ano 2012, segundo acordo do júri formado polos escritores Xabier P. Docampo, Breogán Riveiro Vázquez, Xosé Manuel Martínez Oca, e Soledade González Maside (sem voto):

1º.- Prémios da Categoria A (Nenos e nenas de 9 a 12 anos)

Primeiro prémio: ?Carta a Pilar? de Andrés Vázquez García
Aluno do CEIP Heloísa Rivadulha, Chantada ( Lugo)
Segundo prémio: ?A néboa? de David Carpacho Pérez
Aluno do IES Manuel Murguia , Arteijo (A Corunha)

2º.- Premios da categoria B. (Rapazes e rapazas de 13 a 16 anos)

Primeiro prémio: ?Unha historia do máis normal?? de María Álvarez Vázquez
Aluna do CPI Terras de Maside, Maside (Ourense)
Segundo prémio: ?Murmurio a media noite? de André Graña Casal
Aluno do Colegio Alborada, Vigo (Pontevedra)

Agradecemos a participaçom de todos os/as concursantes e felicitamos mói especialmente aos ganhadores e ganhadoras.
Parabéns e cumprimentos.

A Corunha, Maio de 2012

Asso.: Soledade González Maside, da Agrupaçom O Facho e secretaria do júri.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO - Resoluçom do Concurso de Teatro Infantil BASENAME: o-facho-resolucom-do-concurso-de-teatro-infantil DATE: Wed, 16 May 2012 07:03:03 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 Corunha

Resoluçom do Concurso de Teatro Infantil do Ano 2012.
 
 
 
Depois de ter lido as obras apresentadas ao Concurso de Teatro Infantil convocado polo O Facho; o júri conformado por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito teatral galego: Dna. Susana Alejandra Longueira Regueiro, Dn. Xosé Manuel Rabón Lamas, Dn. Francisco Pillado Maior, acordou, por unaminidade, conceder o prêmio à obra presentada sob o lema ?Fora Gaiolas?. Aberta a plica correspondente, resultou ganhadora Dna. Carmen Blanco Sanjurjo com a obra intitulada ?A Fuga?.

Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no local de O Facho, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom. No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.
 
Na cidade d?A Corunha, 15 de Maio 2012


Asso. J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d'O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO -" Valentim Paz Andrade" por Tucho Calvo BASENAME: o-facho-valentim-paz-andrade-por-tucho-calvo DATE: Sun, 13 May 2012 09:32:29 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O escritor e jornalista Tucho Calvo interveu dentro das actividades organizadas pola nossa Agrupaçom com o galho das ?Letras Galegas?. A sua palestra decorreu sob o lema ?Valentim Paz Andrade?

Tucho Calvo expujo a sua análise sobre a figura do intelectual, empresário e político, homenageado fazendo finca-pé na lucidez da visom de Paz Andrade cara a construçom de um processo de industrializaçom endógeno da economia galega sem pousar a olhada como para pedir permisso a Madrid, assim como o seu compromisso em permanente evoluçom para com o País.

Como sempre ao findar a descriçom o conferenciante mantivo um interessante colóquio com o público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: "Valentín Paz Andrade" por Tucho Calvo BASENAME: title-488 DATE: Wed, 09 May 2012 18:19:54 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:


O escritor e jornalista Tucho Calvo interveu dentro das actividades organizadas pola nossa Agrupaçom com o galho das ?Letras Galegas?. A sua palestra decorreu sob o lema ?Valentim Paz Andrade?

Tucho Calvo expujo a sua análise sobre a figura do intelectual, empresário e político, homenageado fazendo finca-pé na lucidez da visom de Paz Andrade cara a construçom de um processo de industrializaçom endógeno da economia galega sem pousar a olhada como para pedir permisso a Madrid, assim como o seu compromisso em permanente evoluçom para com o País.

Como sempre ao findar a descriçom o conferenciante mantivo um interessante colóquio com o público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?A agricultura galega e a Unión Europea? por Bernardo Valdês- BASENAME: o-facho-a-agricultura-galega-e-a-union-europea-por-bernardo-valdes DATE: Wed, 25 Apr 2012 16:19:10 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O profesor e economista Bernardo Valdés intervéu dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social, organizado pola nossa Asociación con o tema? A agricultura galega e a Unión Europea?.
Bernardo Valdés expuxo a sua análise do sector agro-gandeiro galego, a evolución ao longo dos últimos anos, a especialización na produción, os éxitos e carencias. Segundo as estadísticas presentadas , a economía de Galicia xa non é rural, e malia as posibilidades produtivas do sector agro-gandeiro, outros factores fan del un sector altamente dependente das importacións e con resultados que non alcanzan para satisfacer as necesidades da poboación.
Como sempre ao findar a descrición o conferenciante mantivo un interessante colóquio co público asistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Bernardo Valdês- ?A agricultura galega e a Unión Europea?. BASENAME: o-facho-bernardo-valdes-a-agricultura-galega-e-a-union-europea DATE: Thu, 19 Apr 2012 16:19:46 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupación Cultural O Facho

Federico Tapia 12-1º

15011 A Coruña

A Agrupación Cultural O Facho de A Coruña convídao a asistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2011-12

Palestra

O vindeiro dia 24 de Abril, martes, ás 8 do serán o profesor titular da Escola Politécnica Superior-USC, Bernardo Valdês Paços, falará dentro do ciclo ?Língua, Literatura e Naçom?, coa exposición titulada ?A agricultura galega e a Unión Europea?. O acto celebrarase na R. Academia Galega, Rúa Tabernas n. 11 ? Cidade Vella ? A Coruña.

Bernardo Valdês é profesor da Escola Politécnica na área de economía, socioloxía e política agraria; autor de diversas publicacións sobre a agricultura galega, a regulación do mercado de produtos lácteos e a política agraria común, e tamén sobre o proceso de construción da UE.

Día: 24 de Abril- Hora: 8 do serán

Local: R. Academia Galega

R/ Tabernas nº 11- Cidade Vella ? A Coruña

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?Casares: A consolidación da experimentalidade en Galicia?.por Manuel Bermejo Patiño BASENAME: o-facho-casares-a-consolidacion-da-experimentalidade-en-galicia-por-manuel-bermejo-patino DATE: Wed, 18 Apr 2012 16:40:44 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O profesor Bermejo Patiño, con un discurso brillante, conseguiu emocionar a audiencia presentando un científico galego do século XIX :CASARES.
Este químico, e grandiosa figura da ciencia, Antonio Casares adicou a sua vida a facer ciencia e divulgala pero ademais mostrou un empeño especial por atopar aplicacións prácticas aos seus amplos e vangardistas coñecementos. As suas investigacións deron lugar a grandes avances en multitude de campos: saúde, agricultura, ensino, alimentación....
Ao findar o conferenciante mantivo un mui interesante colóquio co público asistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Manuel Bermejo Patiño- ?Casares: A consolidación da experimentalidade en Galicia?. BASENAME: o-facho-manuel-bermejo-patino-casares-a-consolidacion-da-experimentalidade-en-galicia DATE: Wed, 11 Apr 2012 16:02:49 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupación Cultural O Facho

Federico Tapia 12-1º

15011 A Coruña

A Agrupación Cultural O Facho de A Coruña convídao a asistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2011-12

Palestra

O vindeiro dia 17 de Abril, martes, ás 8 do serán o Catedrático de Química Inorgánica da Universidade de Santiago de Compostela, Manuel Bermejo Patiño, falará dentro do ciclo ?Língua, Literatura e Naçom?, coa exposición titulada ?Casares: A consolidación da experimentalidade en Galicia?. O acto celebrarase na R. Academia Galega, Rúa Tabernas n. 11 ? Cidade Vella ? A Coruña.

Manuel Bermejo é na actualidade profesor investigador da USC.

Do amplo curriculum deste profesor cabe destacar:

- Director dun Grupo numeroso de Investigación en Química Bioinorgánica e Supramolecular.

- Publicacións de traballos en revistas internacionais do mais alto nivel e comunicacións científicas ao longo de todo o mundo.

- Ten organizado e participado en múltiples congresos nacionais e internacionais, tanto da súa especialidade como da Historia da Ciencia e de Educación Ambiental.

- Director dun Grupo de Traballo sobre Conservación e posta en valor do Patrimonio Científico de Galicia; Director do traballo Estratexia Galega de Educación Ambiental e participante no Proxecto Galicia 2010.

- Traballos pedagóxico-didácticos, libros de Ciencia e Divulgación científica, artigos en revistas galegas e españolas e múltiples conferencias de divulgación.

- Director e colaborador na dirección de diversas Teses de Doutoramento de Historia da Ciencia en Galicia.

Día: 17 de Abril- Hora: 8 do serán
Local: R. Academia Galega

R/ Tabernas nº 11- Cidade Vella ? A Coruña

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO; ?Galiza no contexto mundial? por Artur Alonso Novelhe - BASENAME: o-facho-galiza-no-contexto-mundial-por-artur-alonso-novelhe DATE: Wed, 21 Mar 2012 09:54:04 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Artur Alonso fixo un percorrido pola historia económica mundial, para analizar as características propias de Galiza no contexto global.
Galiza debe aproveitar as suas características máis singulares e sairá con éxito da crise:
"O galego é unha lingua internacional, que nos conecta con Portugal, Brasil, Angola, Mozambique..
Formamos parte do mundo celta.
Se o centro do mundo económico é o Atlántico Norte, aí é onde estamos nos. Non somos periferia senón centro.
Crear ?marca propia? baseada na posta en valor das diferencias. Aproveitar a tecnoloxía, a formación dos nosos técnicos, a paisaxe, a gastronomía.."
Como sempre ao findar a sua exposición o conferenciante mantivo un colóquio co público asistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO; Artur Alonso Novelhe - ?Galiza no contexto mundial?. BASENAME: o-facho-artur-alonso-novelhe-galiza-no-contexto-mundial DATE: Fri, 16 Mar 2012 17:28:02 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupación Cultural O Facho

Federico Tapia 12-1º

15011 A Coruña

A Agrupación Cultural O Facho de A Coruña convídao a asistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2011-12

Palestra

O vindeiro dia 20 de Marzo, martes, ás 8 do serán o escritor, Artur Alonso Novelhe, falará dentro do ciclo ?Língua, Literatura e Naçom?, coa exposición titulada ?Galiza no contexto mundial?. O acto celebrarase na R. Academia Galega, Rúa Tabernas n. 11 ? Cidade Vella ? A Coruña.

Artur Alonso é escritor e funcionario do Servizo Galego de Saúde (SERGAS); na súa mocidade participou en asociacións culturais e de traballo social como ?Meendinho?, de solidariedade como ?COSAL? (Comité de Solidariedade con América Latina), e deportivas como ?Arranjar?.

Como escritor e poeta ten publicado tres libros ?Entre os teus olhos?, ?Uma meixela depois a outra? e ?Filhos da Brêtema?, o mais recente en edición bilingüe galega e catalá. Así como o libro colectivo ?Dez x Dez? da editorial Abrente.

Foi gañador do XVIII Premio de Poesía ?Feliciano Rolán?, no ano 2004, e Mención especial no XXVI Premio Mundial da Poesía Nosside, do ano 2010.

Participou en numerosos certames poéticos da nosa terra e do norte de Portugal; é membro do Club dos Poetas Vivos, onde ten participado en numerosos recitais poético musicais.

Colabora con xornais e revistas dixitais, onde publica artigos de opinión de diversa temática política, lingüística e cultural. No ano 2010 participou no III Congreso Internacioal de Estudos Celtas, coa palestra: ?Galiza: ponte das relaçoes culturais atlânticas?

É membro numerario da AGLP ( Academia Galega da Língua Portuguesa) e Secretario do IGEC (Instituto Galego de Estudos Celtas).

Dia: 20 de Marzo- Hora: 8 do serán

Local: R. Academia Galega

R/ Tabernas nº 11- Cidade Vella ? A Coruña

----- COMMENT: AUTHOR: Corso [Visitante] DATE: Tue, 20 Mar 2012 08:33:44 +0000 URL:

Na RAG????!!!!!!!!! =(

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?Mulleres proletarias na Coruña a comezos do século XX? por Ana Romero Masiá BASENAME: o-facho-ana-romero-masia-mulleres-proletarias-na-coruna-a-comezos-do-seculo-xx DATE: Wed, 07 Mar 2012 12:08:42 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O pasado dia 6 de Marzo, a Catedrática de Xeografía e Historia no Instituto Monte das Moas da Coruña, Ana Romero Masiá, falou dentro do ciclo ?Língua, Literatura, e Naçom?, coa exposición titulada ?Mulleres proletarias na Coruña a comezos do século XX?. O acto celebrouse na R. Academia Galega, Rúa Tabernas n. 11 ? Cidade Vella ? A Coruña.
A profesora espuxo a sua moi interesante palestra apoiandose en fotografias e textos para mellor comprender o ?penible? traballo da muller, tanto nas fábricas que se foron instalando no País, como noutros traballos gremiais realizados fora do fogar.
Como sempre ao finalizar a sua exposición a conferenciate mantivo un colóquio co público asistente.

Enlace a presentación
http://www.youtube.com/embed/2hNzFle_PcA"

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Ana Romero Masiá- ?Mulleres proletarias na Coruña a comezos do século XX? BASENAME: mulleres-proletarias-na-coruna-a-comezos-do-seculo-xx DATE: Fri, 02 Mar 2012 23:48:08 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupación Cultural O Facho
Federico Tapia 12-1º
15011 A Coruña

A Agrupación Cultural O Facho de A Coruña convídao a asistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2011-12

Palestra
O vindeiro dia 6 de Marzo, martes, ás 8 do serán a Catedrática de Xeografía e Historia no Instituto Monte das Moas da Coruña, Ana Romero Masiá, falará dentro do ciclo ?Língua, Literatura, e Naçom?, coa exposición titulada ?Mulleres proletarias na Coruña a comezos do século XX?. O acto celebrarase na R. Academia Galega, Rúa Tabernas n. 11 ? Cidade Vella ? A Coruña.
Ana Romero é licenciada en Historia Antiga e Historia da Arte pola Universidade de Santiago e Doutora en Humanidades pola Universidade da Coruña.
Ademais da súa actividade docente, desenrola unha actividade investigadora en tres áreas:
1. Arqueolóxica; como membro da sección de Arqueoloxía e Prehistoria do Instituto ?Padre Sarmiento? do CSIC, dirixiu as escavacións no castro de Borneiro entre 1980 e 1989. Relacionados con este ámbito ten distintos traballos publicados.
2. Didáctica- pedagóxica; formou parte de numerosos grupos de innovación pedagóxica dos que xurdiron distintas publicacións
3. Historia Contemporánea; con publicacións individuais e en colaboración. Entre as primeiras: A Fábrica de Tabacos da Palloza(1997); Severino Chacón, líder sindical do mundo do tabaco(2003); A Coruña liberal(2005); A represión franquista na Fábrica de Tabacos da Coruña(2005).
Foi poñente/ relatora en múltiples cursos de carácter didáctico e participou en numerosos congresos.


Dia: 6 de Marzo- Hora: 8 do serán
Local: R. Academia Galega
R/ Tabernas nº 11- Cidade Vella ? A Coruña

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Diego Bernal Rico - ?Apelidos Galegos-Portugueses?. BASENAME: o-facho-diego-bernal-rico-apelidos-galegos-portugueses-1 DATE: Fri, 24 Feb 2012 12:43:09 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2011-12

Palestra

O vindouro dia 28 de Fevereiro, terça-feira (martes), às 8 do serám; o licenciado em filologia galega pola Universidade da Corunha, Diego Bernal Rico, falará dentro do ciclo ?Língua, Literatura, e Naçom?, com a sua exposiçom intitulada ?Apelidos Galegos-Portugueses?. O acto celebra-se na R. Academia Galega, Rua Tabernas n. 11 ? Cidade Velha ? A Corunha.

Bernal Rico foi bolseiro do projecto CORGA do Centro Ramón Piñeiro, técnico de normalizaçom lingüística na Câmaras municipais de Monfero e Minho, professor de língua galega na Escola Oficial de Idiomas Jesus Maestro de Madrid, tem leccionado cursos de língua para diferentes entidades como o sindicato UGT ou o próprio Facho. Na actualidade mora no Brasil onde dá aulas de língua, literatura e cultura galegas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Junto com Xosé Maria do Barro Paz, Manuel Dans e Afonso Mendes fijo um estudo sobre o ferrolano José Fontela Leal publicado pola Real Academia Galega no seu Boletim. Recentemente tirou do prelo um livro para nenos protagonizado polo personagem lendário do Apalpador e ilustrado polo pintor Manuel Bernal. Como conferencista ministrou seminários pedagógicos em parceria com o Centro de Recursos Didácticos do Espanhol do Ministério de Educaçom e proferiu palestras por diversas universidades do Estado do Rio de Janeiro sobre literatura, cinema e língua. Recentemente, convidado polo Núcleo de Estudos Galegos da Universidade Federal de Niterói, deu um curso intitulado A literatura galega através da música.

Dia: 28 de Fevereiro - Hora: 8 do serám
Local: R. Academia Galega
R/ Tabernas nº 11- Cidade Velha ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?Brasil, o país do presente - imagens do Brasil dentro da literatura contemporânea.? por Vivian Torres de Mello Rangel, - BASENAME: o-facho-vivian-torres-de-mello-rangel-brasil-o-pais-do-presente-imagens-do-brasil-dentro-da-literatura-contemporanea-1 DATE: Wed, 15 Feb 2012 13:07:47 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 14 de Fevereiro, terça-feira, às 8 do serám; a professora e ensaísta, Vivian Torres de Mello Rangel, compartilhou com os cidadás assistentes ao ciclo, ?Língua, Literatura, e Naçom?, a sua exposiçom intitulada ?Brasil, o país do presente - imagens do Brasil dentro da literatura contemporânea.?. O acto celebrou-se na R. Academia Galega, Rua Tabernas n. 11 ? Cidade Velha ? A Corunha.
A professora Torres de Mello Rangel deu a conhecer umha mui interessante leitura tanto diacrónica como sincrónica da literatura brasileira, ilustrando a mesma com significativos fragmentos de textos de distintos autores assim como com fotografias da época para a melhor compressom da exposto pola conferencista.
Como sempre ao findar a sua exposiçom a conferenciante mantivo um colóquio com o público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Vivian Torres de Mello Rangel, - ?Brasil, o país do presente - imagens do Brasil dentro da literatura contemporânea.? BASENAME: o-facho-vivian-torres-de-mello-rangel-brasil-o-pais-do-presente-imagens-do-brasil-dentro-da-literatura-contemporanea DATE: Mon, 13 Feb 2012 17:15:26 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2011-12

Palestra


O vindouro dia 14 de Fevereiro, terça-feira (martes), às 8 do serám; a professora, Vivian Torres de Mello Rangel, falará dentro do ciclo ?Língua, Literatura, e Naçom?, com a sua exposiçom intitulada ?Brasil, o país do presente - imagens do Brasil dentro da literatura contemporânea.?. O acto celebra-se na R. Academia Galega, Rua Tabernas n. 11 ? Cidade Velha ? A Corunha.

Torres de Mello Rangel, tem cursado estudos em distintas Universidades. Mestrado em Literatura Comparada Contemporânea realizado nas universidades: Universidade Nova de Lisboa, em Portugal, University of Saint Andrews, na Escócia e USC. Post-graduaçom em Literatura Brasileira na Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Graduaçom Superior em Comunicaçom Social - Jornalismo ? na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Doutorado em Literatura Comparada Contemporânea na USC. Tese com o título provisório ?Narrativas na Rede. O discurso ficcional em processo?. Em curso. Actualmente exerce como professora-leitora de português do Brasil, responsável por aulas de Literatura do Brasil, Cultura do Brasil e aulas de língua na USC.
Foi a responsável pola produçom do planejamento de mídia para os lançamentos da editora Nova Fronteira e divulgaçom da imprensa nacional no Brasil. No Jornal do Brasil exerceu como: Responsável por matérias na área literária sobre mercado editorial, resenhas e cobertura de eventos. Repórter do Caderno Ideias - suplemento literário e cultural. Produçom de artigos, resenhas e entrevistas sobre literatura, mercado editorial e tendências no mundo literário. Entrevistas com escritores nacionais ( Sergio Sant?anna, Eric Nepomuceno, Adriana Lisboa, Ignácio de Loyola Brandão, Silviano Santiago, Antonio Torres, entre outros); e internacionais (John Banville, Cees Nooteboom, Paul Auster, David Toscana, Guillermo Arriaga, entre outros).

Dia: 14 de Fevereiro - Hora: 8 do serám
Local: R. Academia Galega
R/ Tabernas nº 11- Cidade Velha ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: - ?Joám M. Pintos? por Carme Ríos Panisse BASENAME: o-facho-carme-rios-panisse-joam-m-pintos-a-sua-obra-poetica-dispersa DATE: Wed, 08 Feb 2012 16:52:40 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 7 de Fevereiro, terça-feira, às 8 do serám; a professora e ensaísta, Carme Rios Panisse, compartilhou com os cidadás assistentes ao ciclo ?Língua, Literatura, e Naçom?, o seu estudo e investigaçom sobre a vida e obra do precursor ?Joám M. Pintos?. O acto celebrou-se na R. Academia Galega, Rua Tabernas n. 11 ? Cidade Velha ? A Corunha.

A professora Rios Panisse expujo a sua mui interessante palestra ilustrando-a com significativos poemas da figura estudada assim como com fotografias da época para a melhor compressom da transcendência da obra e vida de Joám Pintos. Reflexionando sobre o exposto pola conferencista leva-nos a afirmar que muitas das eivas e pechas sob os que estavam escravizadas as classes populares galegas seguem hoje tam rejas como há dous séculos: emigraçom, miséria, etc.. o que nos leva a pensar se de facto nom existe umha política desenhada para Nós desaparecermos como povo e naçom.

Como sempre ao findar a sua exposiçom a conferenciante mantivo um colóquio com o público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Carme Ríos Panisse - ?Joám M. Pintos, a sua obra poética dispersa? BASENAME: o-facho-carme-rios-panisse-lstrongg-joam-m-pintos-a-sua-obra-poetica-dispersa-l-strongg DATE: Sun, 05 Feb 2012 20:30:26 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2011-12

Palestra


O vindouro dia 7 de Fevereiro, terça-feira (martes), às 8 do serám; a professora e ensaísta, Carme Rios Panisse, falará dentro do ciclo ?Língua, Literátura, e Naçom?, com a sua exposiçom intitulada ?Joám M. Pintos, a sua obra poética dispersa?. O acto celebra-se na R. Academia Galega, Rua Tabernas n. 11 ? Cidade Velha ? A Corunha.

Carme Ríos Panisse estudou Filologia Românica na Universidade de Santiago de Compostela, onde se doutorou em 1973. Foi docente da USC nos Departamentos de Lingüística e Literatura Galega até que em 1982 conseguiu a Cátedra de Língua e Literatura Galega no IES "Rosália de Castro" em Santiago. É autora de vários livros de filologia e de crítica da literatura galega moderna, campo no que também publicou numerosos artigos.

Como estudosa do século XIX devemos salientar a sua contribuiçom ao projecto Galicia de Hércules Edicións com a parte intitulada ?Prerrexurdimento -1808-1840- e Os Inicios do Rexudimento ? 1840-18-, a autoria de numerosas vozes do Diccionario da Literatura galega de Galaxia, e do artigo ?Contos da miña terra (1864), primeira ediçom do Conto galego atribuído a Rosália de Castro? (Revista Grial 126). Em muitos destes trabalhos estava presente a figura de Joám Manuel Pintos Villar ao que dedicou também o estudo Obra poética dispersa de X. M. Pintos.

Dia: 7 de Fevereiro - Hora: 8 do serám
Local: R. Academia Galega
R/ Tabernas nº 11- Cidade Velha ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Acto em lembrança dos Precursores e, Mártires BASENAME: lembranca-dos-precursores-e-martires DATE: Sun, 29 Jan 2012 18:33:42 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Como bem sendo tradicional a Agrupaçom Cultural O Facho no derradeiro sábado do primeiro mês de cada ano, fizo a oferenda floral diante do monumento do grande poeta do povo galego, Curros Henriques, em lembrança de todos os precursores e mártires que nos precedêrom, pola sua entrega na emancipaçom dos humildes e da nossa Naçom. No acto falou o secretário do Facho, J. Alberte Corral Iglesias, em ausência do seu Presidente, tanto ao rematar como a encetar o mesmo houvo música de gaita. Ao findar a representaçom cívica todos os assistentes cantárom o Hino Galego.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Acto da entrega do Facho de Ouro a Francisco Carvalho Carvalho BASENAME: o-facho-entrega-do-facho-de-ouro-a-francisco-carvalho-carvalho-1 DATE: Sun, 29 Jan 2012 18:29:52 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Pasquim CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Numha emotiva cerimonia foi-lhe entregado o Facho de Ouro na R. Academia Galega, ao historiador e teólogo, Francisco Carvalho Carvalho. No acto falárom o Presidente da Academia, J. L. Méndez Ferrín, para nos dizer da coragem e da dignidade do homenageado, ilustrando o mesmo com experiências compartidas. Anteriormente o Presidente da Agrupaçom, J. L. Rodrigues Pardo, expujo as múltiplas razons porque Francisco Carvalho era merecente do reconhecimento por parte do Facho.

Posteriormente celebrou-se umha ceia num conhecido Hotel da cidade da Corunha como mostra de agradecimento ao homenageado pola sua entrega aos humildes e ao País.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Entrega do Facho de Ouro a Francisco Carvalho Carvalho BASENAME: o-facho-entrega-do-facho-de-ouro-a-francisco-carvalho-carvalho DATE: Thu, 26 Jan 2012 17:11:28 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupación Cultural O Facho
Rúa: Frederico Tápia 12-1º
15005 A Coruña

** F A C H O D E O U RO **

Entrega do Facho de Ouro a D. Francisco Carvalho Carvalho

A Directiva da Agrupaçom acordou outorgar O Facho de Ouro ao homem de bem, teólogo e historiador, Francisco Carvalho Carvalho, como testemunha e reconhecimento a sua longa trajectória na defesa da dignidade e da cultura do País.

O acto cívico celebra-se o sábado dia 28 de Janeiro ás 7 do serám no Salom de Actos da R. Academia Galega, Rua Tabernas nº 11, A Corunha.
Posteriormente, ás 9 da noite o homenageado será acompanhado numha ceia de estima a sua pessoa que se celebrará no Hotel Riaçor da Corunha.

Prezo por pessoa: 30 ?.
Reservas, chamar a Rafael, telefone: 981.269.663-(tardes)-698.147.851
Correio Electrónico: lobezan@yahoo.es

* * *
No mesmo dia e na lembrança dos Precursores e, Mártires, a Agrupaçom Cultural O Facho convida-o assistir à tradicional oferenda floral nos jardins de Mendes Nunhez diante do monumento a Curros Henriquez as 12 e ½ da manhá. Na cerimonia haverá musica de gaiteiros.


J. Alberte Corral Iglesias
Secretario d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de Contos de Nenos para Nenos BASENAME: o-facho-concurso-de-contos-de-nenos-para-nenos-1 DATE: Thu, 26 Jan 2012 16:45:32 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

CONCURSO LITERÁRIO DE CONTOS DE NENOS PARA NENOS CONVOCADO POLA ASSOCIAÇOM CULTURAL O FACHO

Recuperados em 2008 os prémios literários que desde os anos sessenta convocou O FACHO e nos que participarem ou ganharem muitos dos escritores e escritoras que hoje fam possível com a sua obra umha literatura galega de qualidade e de grande importância nas letras universais, fai-se a convocatória para 2011 do Concurso Literário Carlos Casares e em afectuosa homenagem ao primeiro ganhador do Certame de Literatura Infantil no ano 1968 com a sua formosa obra ?A galinha azul? que acadaria a honra de ter sido o fito fundacional da bem viçosa Literatura Infantil e Juvenil Galega contemporânea.

BASES DO CONCURSO:

1. Poderám participar rapazes e rapazas que pressentem as suas obras em Língua galega. Os trabalhos presenteados deveram ser originais e inéditos em toda a sua extensom.

2. O prazo de admissom de originais finaliza o dia 31 de Março de 2012 às doce da noite.

3. A apresentaçom de originais para o Concurso fará-se por correio postal dirigido à sede da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia, 12-1º 15005A Corunha. Podendo fazer individualmente ou por médio do centro onde curse os seus estudos.

4. No caso em que sejam os centros escolares os que pressentem os originais ao Concurso, deveram fazer umha pré-selecçom dum máximo de dous trabalhos por categoria, qualquer outro terá que ser apresentado individualmente.

5. As obras haverem de serem relatos originais e nom estarem editados por nengum procedimento impresso ou electrónico, nem terem sido premiados em qualquer outro concurso ou certame literário e em condiçons para que os seus direitos de publicaçom podam ser cedidos à Associaçom Cultural O FACHO por período de três anos contados a partir do dia do falho do júri.

6. Para além da originalidade literária, o júri valorizará a riqueza lingüística e o conhecimento gramatical reflectido nas obras.

7. Estabelecem-se duas categorias:

Categoria A Nenos e nenas de 6 a 12 anos.
Categoria B Rapazes e rapazas de 13 a 16 anos.

8. As quantias dos prémios serám as que seguem:

Categoria A 1º: 400,.- ? em efectivo
2º: 400,.- ? em efectivo

Categoria B 1º: 500,.- ? em efectivo
2º: 400,.- ? em efectivo

9. Cada autor só poderá apresentar umha obra atendo-se aos seguintes limites de extensom:

Categoria A Um máximo de cinco fólios
Categoria B Um máximo de dez fólios

10. As obras haverem de se apresentar por duplicado, manuscritas ou mecanográficas, encadernadas ou grampeadas e levaram por detrás do último folio os seguintes dados:

Nome e apelidos do autor/a.
Endereço e telefone. Correio electrónico.
Centro onde cursa os seus estudos.
Categoria na que participa.

11. Os prémios serám escolhidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O Facho em falho que se fará público no mês de Maio.

12. O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as dúvidas na sua interpretaçom.

13. A participaçom neste Concurso implica a aceitaçom das presentes bases.

Correo electrónico: o_facho_a_cultural@yahoo.com.br
http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

A Corunha, 17 de Janeiro 2012

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de Teatro Infantil BASENAME: o-facho-concurso-de-teatro-infantil-6 DATE: Thu, 26 Jan 2012 16:44:03 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º
15005 Corunha

CONCURSO DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA ASOCIAÇOM CULTURAL O FACHO.
 
 
 
  Assumindo como próprias as palavras de Juan Ramón Jiménez quando afirmava que ?Teatro infantil é aquele que também lhe gosta aos nenos?, a Junta Directiva da Associaçom Cultural O FACHO acordou convocar o Concurso de Teatro Infantil, que, nesta nova etapa, se regerá polas seguintes bases:
 
1º) Poderám optar ao devandito prémio todas as pessoas que pressentem obras inéditas ?em qualquer tipo de suporte- nom representadas, nem premiadas noutros certames e que esteiam escritas em língua galega.

2º) Estabelece-se como prémio único, a ediçom da obra ganhadora, da que o autor ou autora receberá 500,.- ? e como mínimo o 40% da ediçom..
 
3º) A obra, que nom poderá exceder os 80 fólios, será presenteada por quintuplicado, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara.
 
4º) Os originais para o Concurso enviaram-se por correio á sé da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia n.º 12-1º A Corunha (15005) ou a Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal de A Corunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.
 
5º) O prazo de admissom de originais finaliza o dia 31 de Março de 2012 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.
 
6º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo está composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito teatral galego: Xosé Manuel Rabón, director teatral; Susana Longueira, actriz; Francisco Pillado Maior, director de Edicoes Laiovento.

7º) O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom 

8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.

9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no local de O Facho, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom.:

No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.
 
10º) Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

Na cidade d?A Corunha, Janeiro 2012

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?O mar e a costa galega? por Joám R. Vidal Romani - BASENAME: o-facho-joam-r-vidal-romani-o-mar-e-a-costa-galega DATE: Wed, 25 Jan 2012 20:23:36 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 24 de Janeiro, terça (martes), às 8 do serám; o geólogo e professor da UDC, Joám R. Vidal Romani, encetou a nova jeira de palestras da nossa Agrupaçom que se realizarám na sala de actos da R. Academia Galega. Agradecemos-lhe a essa querida Instituiçom a sua colaboraçom para connosco; dado que a nova entidade bancaria ?Novagalicia Banco? cobra-nos 80 euros mais Iva pola utilizaçom do mesmo local que Caixa Galicia cedia-nos grátis.

O professor Vidal Romaní expujo a sua ricaz palestra intitulada ?O mar e a costa e a costa galega? dentro do ciclo ?A Ciência na Galiza?, ilustrando-a com significativos gráficos para a melhor compressom da cidadania assistente. Com os mesmos deu a conhecer as novas leituras e estudos sobre a interacçom entre a terra de Galiza e Norte de Portugal com o mar, dado que o velho território da antiga ?Gallaecia? constituem umha mesma unidade geológica. A sua explicaçons estivo apoiada nos seus estudos geoambientais do nosso País.

Como sempre ao findar a descriçom o conferenciante mantivo um mui interessante colóquio com o público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Joám R. Vidal Romani - ?O mar e a costa galega? BASENAME: o-facho-lemgjoam-r-vidal-romanl-emgi-lstrongg-o-mar-e-a-costa-galega-l-strongg DATE: Thu, 19 Jan 2012 23:39:56 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2011-12

Palestra

O vindouro dia 24 de Janeiro, terça-feira (martes), às 8 do serám; o geólogo e professor da UDC, Joám R. Vidal Romani, falará dentro do ciclo ?A Ciência na Galiza?, com a sua exposiçom intitulada ?O mar e a costa galega?. O acto celebra-se na R. Academia Galega, Rua Tabernas n. 11 ? Cidade Velha ? A Corunha.

O professor Vidal Romaní é Catedrático de Geodinámica Externa na Universidade da Corunha é Doutor em Geologia pola Universidade Complutense de Madrid (1983). Assim mesmo é o Director do Instituto Universitário de Geologia Isidro Parga Pondal instituiçom continuadora do Laboratório Geológico de Lage.
Assim mesmo, é editor científico dos Cadernos de Laboratório Geológico de Lage e da Serie Nova Terra adicadas a recuperaçom da memoria geológica de Galiza. Seus interesses de pesquisa preferidos som o estudo geoambiental  da Galiza nos últimos 2,56 milhons de anos com um interesse especial no estudo das geleiras, mudanças do nível do mar e mudanças nas condiçons de vida para a fauna e flora, incluindo o homem, na Galiza. Actualmente trabalha no estudo de cavidades graníticas que som o habitat primeiro para o homem prehistórico na costa da Galiza.

Dia: 24 de Janeiro - Hora: 8 do serám
Local: R. Academia Galega
Rua Tabernas nº 11-Cidade Velha
A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?Privatizaçons das pensons. A grande expropiaçom.? por Xavier Peres da Vila BASENAME: title-456 DATE: Thu, 19 Jan 2012 11:34:40 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O professor e economista Xavier Peres da Vila intervéu dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social, organizado pola nossa Associaçom. A sua exposiçom intitulada: ?Privatizaçons das pensons. A grande expropiaçom.? foi seguida com grande interesse pola cidadania assistente.

Peres da Vila ilustrou a sua ricaz palestra com significativos gráficos elaborados com dados obtidos de trabalhos realizados por gabinetes de estudo financiados polos especuladores financeiros - lease banqueiros, fundos privados de pensons, e demais sequazes- sobre o sistema de pensons espanhol. Mostrando claramente a falsidade das conclusons, assim como a falácia das suas previsons. Assim mesmos pujo em evidência a cacofonia permanente dos médios de comunicaçom para adoutrinar à cidadania da inviabilidade do actual sistema de pensons quando é umha falsidade ditada polos donos últimos do actual regime económico-político dominante - lease Wall Street, e as suas instituiçons de saqueio-
Como sempre ao findar a descriçom o conferenciante mantivo um mui interessante colóquio com o público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Xabier Peres Davila - ?Privatizaçons das pensons. A grande expropiaçom.? BASENAME: o-facho-lemgxabier-peres-davilal-emg-lstrongg-privatizacons-das-pensons-a-grande-expropiacom-l-strongg DATE: Fri, 13 Jan 2012 16:32:02 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 A Corunha


A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2011-12

Palestra

O vindouro dia 17 de Janeiro, terça-feira (martes), o economista e professor Xabier Peres Davila intervirá dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social, com a sua exposiçom intitulada ?Privatizaçons das pensons. A grande expropiaçom.?

Peres Davila é Professor de Ensino Secundário é Licenciado em CC.EE. Assim mesmo está em possessom do Diploma em Estudos Avançados de Economia com um trabalho intitulado ?Factores que inflúen na viabilidade dos sistemas de protección social? . Actualmente está a trabalhar na sua tese de doutorando sobre a privatizaçom dos serviços públicos e dos sistemas de pensons e a sua relaçom coa financeirizaçom da economia. Interessa-lhe também a relaçom entre a economia e o médio natural. É colaborador da ?Trabe de Ouro? e de outras publicaçons.
Desde mediados dos setenta participou em movimentos sociais e organizaçons sindicais e políticas de esquerda e nacionalistas. Mói activamente no Colectivo Pacifista do Baixo Minho e na Coordenadora Nacional de Organizaçons Pacifistas.

Dia: 17 de Janeiro 2012 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

Todas as conferências anteriores estám: http://agal-gz.org/blogues

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Francisco Carvalho Carvalho - Facho de Ouro 2012 BASENAME: o-facho-francisco-carvalho-carvalho-facho-de-ouro-2012 DATE: Thu, 22 Dec 2011 17:24:18 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 A Corunha

** F A C H O D E O U RO **


A Directiva da Agrupaçom Cultural O Facho decidiu entregar o Facho de Ouro do 2012 ao homem de bem, teólogo e historiador, Francisco Carballo Carballo, como mostra de reconhecimento a toda umha vida dedicada à cultura do País e ao povo galego.

Francisco Carballo é hoje um facho referente, tanto no eido da investigaçom histórica como pola sua entrega à dinamizaçom cultural da Galiza. No ano 1973 assenta-se em Vigo exercendo de professor na Escola Universitária de Magistério. Foi assim mesmo um dos fundadores do semanário A Nosa Terra em 1977 e um colaborador constante na mesma. Actualmente os seus trabalhos podem-se ler n'A Trabe de Ouro e em Encrucillada.
A sua vez, participou na dinamizaçom cultural levada a cabo pola desaparecida ?Associaçom Cultural de Vigo? da qual foi o seu presidente. Igualmente tomou parte mui activa do movimento vicinal dessa cidade.

Como já é tradicional na entrega dos Fachos de Ouro, o derradeiro sábado do mês de Janeiro celebrara-se n'A Corunha a ceia-homenagem a sua pessoa.

Para que conste.
Na cidade d'A Corunha, a 15 de Novembro do 2011

A Junta Directiva da A.C. O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO:?Língua Galega e Advocacia? por Luz Canal Paz BASENAME: o-facho-luz-canal-paz-lingua-galega-e-advocacia-2 DATE: Wed, 14 Dec 2011 16:32:15 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Findando a primeira jeira de palestras do actual período 2011-12, a conhecida advogada Luz Canal Paz intervéu dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social?, com a sua palestra intitulada ?Língua Galega e Advocacia? .

Canal Paz na sua dissertaçom e posterior colóquio mostrou os grandes atrancos que ainda tem hoje por hoje o uso da Língua própria da Galiza, o galego, nos eidos jurídicos. Nom só polas posturas ideológicas da maioria dos advogados senom também polo posicionamento da judicatura com respeito a nossa Língua. E isso se contar com a grande carência de material jurídico para poder levar a cabo de um jeito cómodo a funçom da advocacia, dado que os distintos Colégios de advogados do País virám costas para o uso do idioma galego.

Ao remate da sua exposiçom houvo um interessante colóquio.

----- COMMENT: AUTHOR: Francisco A. Vidal [Visitante] DATE: Fri, 30 Dec 2011 08:25:28 +0000 URL:

Amigos, quixen escoitar algunha das charlas que están neste caderno de bitácora e a voz vai a moita velocidade, co se fai imposible escoitar. ¿será algo que eu fago mal?.
Grazas.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Luz Canal Paz - ?Língua Galega e Advocacia? BASENAME: o-facho-luz-canal-paz-lingua-galega-e-advocacia-1 DATE: Fri, 09 Dec 2011 13:41:29 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2011-12

Palestra


O vindouro dia 13 de Dezembro, terça-feira (martes), a conhecida advogada Luz Canal Paz intervirá dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social?, com a sua palestra intitulada ?Língua Galega e Advocacia?

Canal Paz é umha das mais reconhecidas penalistas do País, assim como umha conhecida e respeitada feminista. Forma parte da Associaçom Justiça e Sociedade de Galiza e membro activo do Movimento Progressista do Direito, que involucra a diferentes Associaçons como a Associaçom Juízes para a Democracia ou Fiscais Progressistas. Assim mesmo foi co-fundadora da Agrupaçom de Advogados Moços de Galiza, na década dos 80. Actualmente é a presidenta da associaçom ?Mulheres Juristas de Galiza?, também forma parte da actual directiva do Foro Cívico. É bem conhecido o seu compromisso cívico e solidário com América Latina e Palestina, formando parte do COSAL (Comité de Solidariedade com América Latina) e da Associaçom Galiza por Palestina.

Dia: 13 de Dezembro 2011 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

Todas as conferências anteriores estám: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?GZ-2011. Umha avaliaçom? porJoám Lopes Facal- BASENAME: o-facho-joam-lopes-facal-gz-2011-umha-avaliacom-1 DATE: Thu, 01 Dec 2011 10:48:47 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O engenheiro e economista Joám Lopes Facal intervéu dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social, organizado pola nossa Associaçom. A sua exposiçom intitulada: ?Gz-2011. Umha avaliaçom? tivo lugar o passado dia 29 Novembro.

Lopes Facal ilustrou a sua ricaz palestra com significativos gráficos elaborados com dados recentes tanto da economia europeia, espanhola, como galega que fôrom expostos na ecrám para facilitar umha melhor compreensom da situaçom da economia galega à cidadania pressente na conferência. Assim mesmo, quales teriam que ser os eixos para construir umha política eficaz de exportaçom e industrializaçom.

Como sempre ao findar a descriçom o conferenciante mantivo um mui interessante colóquio com o público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Joám Lopes Facal - ?GZ-2011. Umha avaliaçom? BASENAME: o-facho-joam-lopes-facal-gz-2011-umha-avaliacom DATE: Fri, 25 Nov 2011 22:53:55 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2010-11

Palestra

O vindouro dia 29 de Novembro, terça-feira (martes), o engenheiro superior e economista Joám Lopes Facal intervirá dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social, com a sua exposiçom intitulada ?GZ-2011. Umha avaliaçom?

Lopes Facal estudou Engenharia Superior em Madrid. Trabalhou como engenheiro na empresa Tafisa de Pontevedra, e mais tarde nos estaleiros Barreras de Vigo. Nessa época desenvolveu unha intensa actividade sindical militando na clandestinidade em Galicia Socialista; assim mesmo começou estudar Ciências Económicas na USC.
Volta de novo a Madrid para trabalhar nos serviços centrais do Banco Popular e mas tarde no Banco Central. Regressa a Galiza para se incorporar a Sodiga, da que chegou a ser director económico-financeiro. Foi um dos dirigentes da Assembleia Popular Galega, para logo se integrar no Partido Obreiro Galego. Exerceu de professor de Engenharia Química na USC, assim mesmo deputado do Parlamento de Galiza polo PSG-EG. Actualmente é um estudioso da economia galega e participa como docente nos cursos máster da USC.
Entre os seus trabalhos mais recentes de investigaçom económica, sublinhamos:

Globalización, Competencia e Deslocalización. Perspectivas dende Galicia Publicado em parceria com Albino Prada, Santiago Lago Peñas, J. M. García Vázquez, Manuel Lago Peñas e X. H. Vicente.

Dia: 29 de Novembro 2011 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

Todas as conferências anteriores estám: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: A privatizaçom dos Montes Vizinhais por José Alfredo Pereira Martínez BASENAME: o-facho-jose-a-pereira-martinez-a-privatizacom-dos-montes-vizinhais DATE: Wed, 16 Nov 2011 12:05:01 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O presidente da Comunidade de Montes Vicinais em mao comum da paroquia de Santa Cristina da Ramalhosa na Câmara Municipal de Baiona, José Alfredo Pereira Martínez falou dentro do ciclo, ?Economia, História e C.C. Sociais, organizado pola nossa Agrupaçom. A sua palestra está subordinada ao título: ?A privatizaçom dos Montes Vizinhais? e tivo lugar o passado dia 15 de Novembro.

Pereira Martínez ilustrou tanto com imagens na ecrám como com distinta documentaçom a importância que tem e tivo para a economia labrega a existência dos montes em mao comum, e como é preciso que na legislaçom do Estado espanhol recolha esta peculiar modo de propriedade e uso, tal como esta recolhido na Constituiçom da República portuguesa. Dado que esta figura de propriedade só é existe nos territórios do antigo Reino da Galiza, a velha Gallaecia, e é fulcral que tenha reconhecimento jurídico, nom só por razons sociais económicas senom também como piar da nossa especificidade como Naçom.
Também mostrou como o assedio e derribo que existe contra esta figura de domínio do monte por parte dos especuladores urbanísticos, madeireiros,e vinícolas, assim como polo capitalismo centralista espanhol, que contando com o seu ?braço armado?, o Partido Popular quer levar por asfixia económica e política a sua desapariçom. Toda a legislaçom criada polo actual governinho de Feijoo e os seus ?mariachis? está dirigida a esse fim; só é preciso lembrar a lei actual de parques eólicos, feita para servir a interesses alheios ao povo galego, e em particular aos vizinhos dos Montes Comunais, introduzindo na mesma a figura de expropiaçom.

Ao findar a sua exposiçom houvo um ameno colóquio.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: José A. Pereira Martínez - A privatizaçom dos Montes Vizinhais BASENAME: o-facho-jose-a-pereira-martinez-a-privatizacom-dos-montes-vizinhais-1 DATE: Tue, 15 Nov 2011 14:02:07 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha tem a bem o convidar para assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2011-12

Palestra

Na vindoura terça-feira, 15 de Novembro, José Alfredo Pereira Martínez falará dentro do ciclo, ?Economia, História e C.C. Sociais, organizado pola nossa Agrupaçom. A sua palestra está subordinada ao título: ?A privatizaçom dos Montes Vizinhais? e terá lugar às 20h na Fundaçom Caixa Galiza da Corunha (no Cantom Grande).

Pereira Martínez está vencelhado ao movimento da recuperaçom dos montes vicinais em maos comum desde a década dos 70 do século passado, participando nos Comités de ajuda à luita labrega e na Coordenadora de montes de Pontevedra. Desde o ano 1989 fai parte da Coordenadora de Montes da Galiza.
Assim mesmo é coo-fundador da Mancomunidades de Comunidades de Montes de Vale Minhor, a primeira mancomunidade de comunidades de montes que se creia no País (1992).

No ano 1997 preside o I Congresso Galego de comunidades de montes celebrado na Câmara Municipal de Poio. No ano 2002, preside o II Congresso Galego de comunidades de montes celebrado na Câmara Municipal de Pontevedra. No ano 1999 é nomeado Presidente da Organizaçom Galega de comunidades de montes vicinais em maos comum (ORGACCMM), cargo que ostenta na actualidade.
Actualmente é o presidente da comunidade de montes vicinais em maos comum da paroquia de Santa Cristina da Ramalhosa na Câmara Municipal de Baiona.

Dia: 15 de Novembro do 2011 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

Todas as conferências anteriores estám: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Aplicaçom da Genómica por Anjo Carracedo Alvares BASENAME: o-facho-anjo-carracedo-alvares-aplicacom-da-genomica-2 DATE: Wed, 09 Nov 2011 12:16:06 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 08 de Novembro, às 8 do serám; o investigador e catedrático da USC, Anjo Carracedo Alvares, falou dentro do ciclo ?Ciência na Galiza?. A sua palestra intitulada ?Aplicaçom da Genómica? chamou grandemente e gratamente a atençom pola cidadania assistente ao evento a claridade da exposiçom.
O doutor Carracedo fizo umha intervençom amena e cheia de anedotas que ajudárom aos ouvintes a melhor compreender a importância da Genómica no saber cientifico actual, e como as suas aportaçons mudárom em grande instância outros saberes. Também o publico percebeu como graças a científicos como o conferenciante, hoje Galiza é um dos esteios mundiais nessa área do conhecimento.
Findando a sua agradável narraçom e contestando às perguntas dos presentes mostrou-lhes um mapa dos grandes movimentos de povoaçom aclarando o que a ciência genómica pode dizer sobre os mesmos.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Anjo Carracedo Alvares - Aplicaçom da Genómica BASENAME: o-facho-anjo-carracedo-alvares-aplicacom-da-genomica DATE: Mon, 07 Nov 2011 15:26:18 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2011-12

Palestra

O vindouro dia 08 de Novembro, terça-feira (martes), às 8 do serám; o investigador e catedrático da USC, Anjo Carracedo Alvares, falará dentro do ciclo ?Ciência na Galiza?. A conferencia tratará da ?Aplicaçom da Genómica?

O professor Anjo Carracedo licenciou-se em Medicina na USC em 1978, e obtivo o grau de doutor, na mesma universidade no ano 1982, depois de umha estância pre-doutoral na Universidade de Uppsala. Desde 1989 é catedrático de Medina Legal na USC.
Na primeira etapa da sua carreira profissional dedicou-se à Genética Forense e à Genética de Populaçons onde conseguiu logo umha grande fama internacional. Promoveu a criaçom do Grupo Espanhol e Português de Genética Forense que integrou na ?Sociedade Internacional de Genética Forense?, da que é membro do conselho desde 1989 e da que foi presidente no período 1999-2003 e da que é actualmente vice-presidente.
Leva publicado 10 livros e mais de 300 trabalhos de investigaçom nas revistas mais prestigiosas. Actualmente é editor da revista ?FSI: Genetics? e editor associado ou membro do conselho editorial de mais de 15 revistas internacionais de Medina Legal e Genética.
Entre os numerosos prémios e reconhecimentos nacionais e internacionais, é de justeza sublinhar dous que nos informam da qualidade humana do professor Carracedo: Medalha de ouro ?Terra de Xallas? e o Título de Filho predilecto de Santa Comba.

Dia: 08 de Novembro - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galicia
Cantom Grande ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: "A mudança do paradigma historiográfico na Galiza" por José Manuel Barbosa Alvares - BASENAME: o-facho-jose-manuel-barbosa-alvares-a-mudanca-do-paradigma-historiografico-na-galiza-2 DATE: Wed, 26 Oct 2011 10:47:35 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Na noitinha do passado dia 25 de Octubro, o historiador, escritor, e membro da AGLP, José Manuel Barbosa Alvares, falou dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social. A sua interveçom intitulada: "A mudança do paradigma historiográfico na Galiza" foi seguida por umha interessada cidadania.
Barbosa Alvares encetou sua intervençom agradecendo o convite do Facho. Tendo como piar para sua exposiçom a imagem electrónica ilustrou aos assistentes sobre o constante ocoubar de Galiza na história oficial do Estado espanhol, assim como na do português.
A constataçom de inumeráveis documentos medievais deturpados conscientemente para falsificar os dados históricos levados a cabo por pessoeiros do Reino de Castela, som provas irrefutáveis do afirmado polo historiador..
Ao findar a sua exposiçom o palestrista mantivo um interessante colóquio com os assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: José Manuel Barbosa Alvares - "A mudança do paradigma historiográfico na Galiza" BASENAME: o-facho-jose-manuel-barbosa-alvares-a-mudanca-do-paradigma-historiografico-na-galiza-1 DATE: Thu, 20 Oct 2011 13:06:58 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Taipa 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2011-12


Palestra


O vindouro dia 25 de Outubro, terça (martes), o escritor e historiador, José Manuel Barbosa Alvares, falará dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social. A sua charla versará sobre: "A mudança do paradigma historiográfico na Galiza"

O historiador Barbosa Alvares, desenvolve as tarefas de professor de Galego e Educaçom Física, desde 1992, como funcionário da Junta de Galiza, e de professor nos cursos de Língua, Literatura, História, Arte e Cultura Galegas organizados pela Universidade de Vigo e/ou a AGAL. Desde 2008 forma parte da Academia Galega da Língua Portuguesa (AGLP). Entre as suas angueiras está de ser um grande activista no eido da cultura:

Organizador do I Ciclo de Cultura Galega dentro da qual se arranjárom as I Jornadas de História de Galiza em 2003. Productor de várias representaçons de obras teatrais como "Quanto vales tu, meu tentador" de Joel R. Gomes, e as Jornadas de Jogos populares de Riba d'Ávia. Colabora em publicaçons periódicas galegas e portuguesas (Agália, La Región, etc...)

Possui também umha interessante obra publicada:

Curso Prático de Galego
Ámago/Magoa (livro de poesia em parceria com Roi Brâs)
Bandeiras da Galiza (Estudo vexilológico das bandeiras da Galiza no transcurso da história)
Atlas histórica da Galiza

Dia: 25 de Outubro do 2011 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande - A Corunha

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: André Pena Granha - ?Breogám, Hércules, e A Torre de Brigatia. BASENAME: o-facho-andre-penha-granha-breogam-hercules-e-a-torre-de-brigatium-1 DATE: Wed, 12 Oct 2011 19:30:56 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Na tarde do dia 11 do mês que corre a cidadania corunhesa tivo a ocasiom de desfrutar da interessante palestra intitulada ?Breogám, Hércules, e A Torre de Brigatia? ministrada polo doutor André Pena Granha

O investigador Pena Granha é na actualidade arquiveiro da Câmara municipal de Narom, encetou sua intervençom agradecendo o convite do Facho. Pena Granha, doutor em arqueologia e história antiga pola USC, jogou numerosos dados sobre o que ele definiu como ?irrefutável celtismo galego?. É a identidade cultural nas extremas mais ocidentais da Europa, em canto ser os peiraos de onde partem os mortos para a ?Ilha do Além?. Demostrou com provas irrefutáveis que o mito de Breogám é de origem galego, ao dar a conhecer um ara onde pré-romana atopada em território galego na que se invoca o seu nome. Lembrou ao público a lenda de Breogám e do seu filho Ith som galegas, e acusou que alguns historiadores castelás de tentar que Galiza ficara excluída do circuito dos povos e países celtas. André Pena é a tese que defende a existência do caminho de Santiago como um roteiro pré-cristao que já era percorrido por gregos e romanos antes da suposta chegada do Apóstolo Santiago. De ai a confluência de Breogám com Hércules.

?Hoje há estudos genéticos médicos que demostram que etnicamente o povo irlandês descende do galego, e que os ingleses venhem sendo descendes dos irlandeses

----- COMMENT: AUTHOR: afonso [Visitante] DATE: Fri, 18 Nov 2011 17:33:27 +0000 URL: http://galizafulxe.blogspot.com/

hola, ¿existe algúm resumo, actas, video ou algo semelhante desta conferencia? obrigado

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: André Pena Granha - ?Breogám, Hércules, e A Torre de Brigatia. BASENAME: o-facho-andre-penha-granha-breogam-hercules-e-a-torre-de-brigatium DATE: Sun, 09 Oct 2011 19:16:44 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2009-10

Palestra



O vindouro dia 11 de Outubro, terça-feira (martes), o doutor André Pena Granha intervirá dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social. A sua palestra intitulada ?Breogám, Hércules, e A Torre de Brigatia.é Pena Granha é Doutor em Arqueologia e Historia Antiga pola U.S.C. Historiador, Arqueólogo e Arquiveiro do Concelho de Narom. André Pena está especializado em investigaçons sobre a cultura céltica do Atlântico europeu e particularmente na sobrevivência de traços culturais da antiga Gallaecia, no Reino da Galiza medieval, e no folclore galego contemporâneo.
É autor de umha numerosa obra, da que somente sublinhamos alguns dos seus trabalhos:

- O território e as categorias sociais na Gallaecia antiga
- Um matrimonio entre Terra (Treva) e a Deusa Mae (Mater)
- Cerimonias celtas de entronizaçom real na Galiza.
- Treva e Territorium (Tese Doutoral)
- O mistério do trisquel na religiom celta ancestral
- As Trevas, ?tribos? celtas de Gallaecia e a sua constituçom política


Dia: 11 de Outubro 2011 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Angola e Galiza, Língua polo professor Benavides Euculica Maúricio BASENAME: title-424 DATE: Wed, 05 Oct 2011 10:48:43 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O professor Benevides Eculica Maurício, partilhou ontem, 4 de Outubro com os cidadaos assistentes, sobre: ?Angola e Galiza, Língua?, palestra enquadrada dentro do ciclo ?Língua, Literatura e Naçom?.

Encetou a sua exposiçom com um bosquejo da história e dos povos de Angola, para logo mostrar o jeito de falar galego-português em Angola, e as suas características. Ilustrou que em Angola convivem mais de duas dúzias de línguas nacionais, a mais do galego-português que a única oficial. Ainda que hoje existe possibilidade de estudar algumhas das línguas africanas como opçom optativa, e também tenhem programas de rádio e de televisom.

Como é costume ao rematar a palestra houvo um interessante colóquio.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Benavides Eculica Maurício - ?Angola e Galiza, Língua?. BASENAME: o-facho-benavides-eculica-mauricio-angola-e-galiza-lingua-1 DATE: Tue, 04 Oct 2011 07:15:28 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º-C
15005 Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho da Corunha convida-lo assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2011-12

Palestra

O vindouro dia 4 de Outubro, terça-feira (martes), o Professor leitor de Língua e Literatura africana de expressom portuguesa ? USC, Benevides Eculica Maurício, falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: ?Angola e Galiza, Língua?.

O professor Benevides Eculica Maurício, é licenciado em Lingüística portuguesa pola ISCED de Luanda, assim mesmo é doutorado em Lingüística Portuguesa pola USC, tendo o Mestrado em Lingüística Galega pola mesma universidade.

Foi professor das Universidades Metodista e Católica de Angola, também deu aulas como professor de Morfossintaxe e Semântica da Língua portuguesa no ISCED de Luanda. É um estudioso e grande conhecedor da cultura e língua Umbundu

Dia: 4 de Outubro 2011 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretario d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?Fotografia dende onde o mundo se chama Galiza? por Margarida Ledo Andiom BASENAME: margarida-ledo-andiom DATE: Wed, 28 Sep 2011 12:22:01 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 27 de Setembro e com umha sala ateigada de assistentes, a doutora, directora cinematográfica,e escritora, Margarida Ledo Andión, encetou a tempada de palestras 2011-12 organizadas pola Agrupaçom Cultural O Facho, oferecendo umha interessantíssima conferencia intitualada ?Fotografia dende onde o mundo se chama Galiza? dentro do ciclo, ?Língua, Literatura e Naçom?.

A professora Ledo Andión fizo a sua exposiçom mostrando distintas fotografias de prensa desde começos do século XX até quase o seu remate para evidenciar a evoluçom do reporterismo gráfico no nosso País, salvando o silêncio fotográfico por obrigado cumprimento da impressa periódica nos anos do terror nacional-católico do franquismo. Ressaltou a importância da fotografia de impressa como ferramentas de testemunha dos acontecimentos colectivos dos povos. E sublinhou como importantes documentos gráficos som hoje mercados por grandes corporaçons económico-financeiras afastando-as do conhecimento cidadao.

O findar houvo um mui interessante colóquio.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Benevides Eculica Maúricio - ?Angola e Galiza, Língua? BASENAME: o-facho-benevides-eculica-mauricio-angola-e-galiza-lingua DATE: Wed, 28 Sep 2011 11:09:04 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º-C
15005 Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho da Corunha convida-lo assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2011-12

Palestra

O vindouro dia 4 de Outubro, terça-feira (martes), o Professor leitor de Língua e Literatura africana de expressom portuguesa ? USC, Benevides Eculica Maurício, falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: ?Angola e Galiza, Língua?.

O professor Benevides Eculica Maurício, é licenciado em Lingüística portuguesa pola ISCED de Luanda, assim mesmo é doutorado em Lingüística Portuguesa pola USC, tendo o Mestrado em Lingüística Galega pola mesma universidade.

Foi professor das Universidades Metodista e Católica de Angola, também deu aulas como professor de Morfossintaxe e Semântica da Língua portuguesa no ISCED de Luanda. É um estudioso e grande conhecedor da cultura e língua Umbundu

Dia: 4 de Outubro 2011 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretario d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Margarida Ledo Andiom - ?Fotografia dende onde o mundo se chama Galiza? BASENAME: o-facho-margarida-ledo-andiom-fotografia-dende-onde-o-mundo-se-chama-galiza DATE: Mon, 26 Sep 2011 09:06:19 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2011-12

Palestra

O dia 27 de Setembro, terça-feira (martes), A Agrupaçom Cultural O Facho enceta as suas actividades do período 2011-12 com a palestra ?Fotografia dende onde o mundo se chama Galiza? dentro do ciclo ?Língua, Literatura e Naçom?. A conferencia correrá a cargo da professora, escritora e directora cinematográfica, Margarida Ledo Andión.

Margarida Ledo Andión é directora cinematográfica, escritora e professora catedrática de Comunicaçom Audiovisual da Universidade de Santiago de Compostela. Tem publicado numerosos trabalhos de investigaçom sobre o sector audiovisual, nos que entre outros eixos destacam as culturas menorizadas e o formato documental. Dirige o Observatório do Audiovisual Galego (ODA), preside a Federaçom Lusófona de Ciências da Comunicaçom (LUSOCOM) e a Associaçom Galega de Investigaçom em Comunicaçom (AGACOM), também pertence a comissons executivas e conselhos editoriais de diversas entidades e publicaçons. Desde Março de 2008 é membro da Real Academia Galega.
Militante da Uniom do Povo Galego (UPG), as suas actividades políticas nacionalistas forçaram o seu exílio em Portugal, onde trabalhou como leitora de galego na Universidade de Letras do Porto.

Dentro da sua diversa obra podemos sublinhar. Poesia: Parolar cun eu, cun intre, con inseuto, O corvo érguese cedo; narrativa: Mama-fé, Porta blindada; ensaío: Prensa e galeguismo, Comunicación local no espazo lusófono; filmografia: Santa Liberdade, Hai que botalos, Liste, pronunciado Líster

Dia: 27 de Setembro - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galicia
Cantom Grande ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Entrega dos Premios do Concurso de "Contos de nenos para nenos" BASENAME: entrega-premios-1 DATE: Sun, 22 May 2011 20:49:38 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

A Agrupaçom Cultural O Facho fizo no serám do sábado, dia 21 de Maio do ano que corre, entrega dos diplomas e prémios do Concurso de ?Contos de nenos para nenos? .

O acto efectuo-se na sala de conferências do Centro Social Nova Caixa Galicia da Corunha (Avda. da Marinha). No mesmo falárom os membros do júri, Xabier P. Docampo, Xosé Manuel Martínez Oca, assim como José L. Rodrigues Pardo, presidente da associaçom, e Soledad González Maside, membro da directiva d'O Facho e responsável dos Concursos Literários.

Os premiados:

Prémios da Categoria A (Nenas e nenos de 9 a 12 anos)

Primeiro prémio: ?Pesadelo? de Ignacio Mañá Mesas,
Aluno do IES Europa (Ponferrada, O Berzo)
Segundo prémio: ?Un dia feliz na vida de Xoán? de Alva Pensado Ferreiro,
Aluna do CEIP Sam José Obreiro (Meicende, A Corunha)

Prémios da categoria B. (Rapaces e rapazas de 13 a 16 anos)

Primeiro prémio: ?Folga xeral? de Matías Núñez Gil
Aluno do IES Celanova (Ourense)
Segundo prémio: ?Amor e maltrato? de Ana Mª Gil Rey
Aluna do C.P.I. de Zás (A Corunha)

recebêrom bem contentes os seus correspondentes prémios. Logo compartírom numha ceia acompanhados dos seus familiares e membros da directiva da Agrupaçom o reconhecimento como nascentes literatos.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Oferenda floral em lembrança e homenagem a Lois Pereiro BASENAME: homenaxe-a-lois-pereiro DATE: Sat, 21 May 2011 12:10:25 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O sábado 21 de Maio às 12 e ½ da manhá nos jardins de Méndez Núñez da Corunha e na lembrança Lois Pereiro a quem se lhe adica este ano o Dia das Letras, a Agrupaçom Cultural O Facho fizo a tradicional oferenda floral nos jardins de Mendes Nunes diante do monumento a Curros Henriques. No acto, José L. Rodrigues Pardo, presidente d'O Facho, evocou a figura do homenageado assim como enunciou aos ganhadores do Concurso de Contos de Nenos para Nenos.
No decurso da cerimonia houvo música de gaiteiros e ao findar a mesma toda a cidadania assistente cantou o Hino Galego.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Actos a realizar polo Facho com o galho da entrega dos Prémios Literários do ano 2011 BASENAME: o-facho-actos-para-realizar-polo-facho-com-o-galho-da-entrega-dos-premios-literarios-do-ano-2011 DATE: Thu, 19 May 2011 01:24:53 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 A Corunha
 
                                              
 
Actos a realizar polo Facho com o galho da entrega dos Prémios Literários do ano 2011
 
.
21 de Maio 2011

Amanhá
 
            Às 12 e 1/2 da manhá: Oferenda floral nos jardins de Mendes Nunes diante do monumento a Curros Henriques em lembrança de Lois Pereiro. Mais logo falará o presidente d?O Facho, José L. Rodrigues Pardo, para enunciar aos ganhadores dos prémios convocados pola nossa Agrupaçom:
 
1º.- Prémios da Categoria A (Nenos e nenas de 9 a 12 anos)

Primeiro prémio: ?Pesadelo? de Ignacio Mañá Mesas,
Aluno do IES Europa (Ponferrada, O Berzo)
Segundo prémio: ?Un dia feliz na vida de Xoán? de Alva Pensado Ferreiro,
Aluna do CEIP Sam José Obreiro (Meicende, A Corunha)

2º.- Prémios da categoria B. (Rapaces e rapazas de 13 a 16 anos)

Primeiro prémio: ?Folga xeral? de Matías Núñez Gil
Aluno do IES CELANOVA (Ourense)
Segundo prémio: ?Amor e maltrato? de Ana Mª Gil Rey
Aluna do C.P.I. de Zás (A Corunha)
 
Na cerimonia haverá musica de gaiteiros.
 
Serám
 
            Às 8 do serám o dia 21 de maio de 2011 na sala de conferencias do Centro Social Nova Caixa Galicia de Avd. da Marinha s/n, ás 20, 00 horas efectuara-se a entrega dos prémios:
 
 
J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Oferenda floral no monumento a Curros Henriques com o galho das Letras Galegas BASENAME: o-facho-oferenda-floral-no-monumento-a-curros-henriques-com-o-galho-das-letras-galegas DATE: Thu, 19 May 2011 01:22:19 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

    

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 A Corunha

Oferenda floral no monumento a Curros Henriques com o galho das Letras Galegas do ano 2011

21 de Maio 2011
 

Com o galho das Letras Galegas, a Agrupaçom Cultural O Facho convida-o assistir à tradicional oferenda floral nos jardins de Mendes Nunes diante do monumento a Curros Henriques às 12 e ½ da manhá nos jardins de Méndez Núñez da Corunha em lembrança Lois Pereiro a quem se lhe adica este ano o Dia das Letras. Falará o presidente d?O Facho, José Luís Rodrigues Pardo enunciará aos ganhadores dos prémios convocados pola nossa Agrupaçom:

Na cerimonia haverá musica de gaiteiros.

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Xabier Álcala: Suspensom de palestra BASENAME: o-facho-xabier-alcala-suspensom-de-palestra DATE: Tue, 17 May 2011 13:24:10 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 A Corunha

 
 

O Facho comunica que a palestra de Xabier Álcala intitulada ? Galiza e Guerra da Cal? fica suspendida pola impossibilidade do conferenciante poder estar o dia 24 na Corunha.

Saúdinha e canta o melro.

A Corunha, 17 de Maio do 2011

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d'O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Actos para realizar polo Facho com o galho da entrega dos prémios Literários do ano 2011 BASENAME: o-facho-actos-para-realizar-polo-facho-com-o-galho-da-entrega-dos-premios-literarios-do-ano-2012 DATE: Mon, 16 May 2011 17:59:18 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 A Corunha

                                                
 
Actos para realizar polo Facho com o galho da entrega dos prémios Literários do ano 2011
 
.  
21 de Maio 2011
 
            Às 12 e 1/2 da manhá: Oferenda floral nos jardins de Mendes Nunes diante do monumento a Curros Henriques. Falará o presidente d?O Facho, José L. Rodrigues Pardo, dará a conhecer o ganhadores dos prémios convocados pola nossa Agrupaçom:
 
Concurso de Contos de nenos para nenos ?Carlos Casares?

1º.- Prémios da Categoria A (Nenas e nenos de 9 a 12 anos)

Primeiro prémio: ?Pesadelo? de Ignacio Mañá Mesas,
Aluno do IES Europa (Ponferrada, O Berzo)

Segundo prémio: ?Un dia feliz na vida de Xoán? de Alva Pensado Ferreiro,
Aluna do CEIP Sam José Obreiro (Meicende, A Corunha)

2º.- Prémios da categoria B. (Rapazas e rapaces de 13 a 16 anos)

Primeiro prémio: ?Folga xeral? de Matías Núñez Gil
Aluno do IES CELANOVA (Ourense)

Segundo prémio: ?Amor e maltrato? de Ana Mª Gil Rey
Aluna do C.P.I. de Zás (A Corunha)

Concurso de Teatro Infantil

O Júri tomou o acordo de declarar Deserto como resulta da analise dos textos.

 Na cerimonia haverá musica de gaiteiros.
 
21 de Maio 2011
 
            Às 8 do serám o dia 21 de maio de 2011 na sala de conferencias do Centro Social Nova Caixa Galicia de Avd. da Marinha s/n, ás 20, 00 horas efectuara-se a entrega dos prémios:

 
J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Xavier Alcalá - ?Galiza e Guerra da Cal? BASENAME: o-facho-xavier-alcala-galiza-e-guerra-da-cal DATE: Mon, 16 May 2011 16:52:41 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha tem a bem o convidar para assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2010-11

Palestra

Na vindoura terça-feira, 24 de Maio, o engenheiro e escritor, Francisco Xavier Alcalá Navarro falará dentro do ciclo, ?Língua, Literatura e Naçom? organizado pola nossa Agrupaçom. A sua palestra está subordinada ao título: ?Galiza e Guerra da Cal? e terá lugar às 20h na Fundaçom Caixa Galiza da Corunha (no Cantom Grande).

Xavier Alcalá, trás cursar o seus primeiros estudos no Instituto Concepçom Arenal d'O Ferrol, intitulou-se como Engenheiro de Telecomunicaçom na ETSIT de Madrid, para logo se doutorar em Informática no Departamento de Electrónica e Sistemas da Faculdade de Informática d'A Corunha. Foi professor associado aos Departamentos de Electrónica e Sistemas, e de Tecnologias da Informaçom e a Comunicaçom (Universidade da Corunha). Deu Cursos de Post-grao na Faculdade de Jornalismo da Universidade de Santiago de Compostela desde 1999, cursos para Post-graduados e Masters de Gestom das Telecomunicaçons na Universidade Católica Argentina e na Escola de Organizaçom Industrial (EOI) de Madrid.

A sua obra trata especialmente o tema da emigraçom que desenvolve com rigor a intriga. Escreveu também cançons para André do Barro. Em 1980 obtivo o Prémio da Crítica de narrativa galega por ?Fábula?. Entre a sua extensa criaçom sublinharemos: ?Xela de Chirina?, ?Nos pagos de Huinca Lo?, ?Contos do Impaís?, ?Cárcere Verde?, ?Longa lingua: Os contos da Mesa?, ?Tertúlia?,?Voltar (Seis persoaxes e un fado)?, etc. Traduziu para o galego ?Estudo em escarlata? de Arthur Conan Doyle e ?A ilha do tesouro? de Robert Louis Stevenson.

Dia: 24 de Maio do 2011 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

Todas as conferências anteriores estám: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: "Lois Pereiro" por Manuel Rivas Barros BASENAME: o-facho-manuel-rivas-barros-lois-pereiro DATE: Thu, 12 May 2011 12:06:41 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 11 de Maio, o escritor, jornalista e, académico da R.A.G., Manuel Rivas Barros intervéu dentro dos actos organizados pola nossa Agrupaçom com o galho das Letras Galegas. A sua palestra intitulada ?Lois Pereiro? versou sobre o seu amigo e figura este ano homenageada.

Com umha emocionada exposiçom, Rivas Barros, narrou como o seu primeiro encontro com Lois Pereiro foi conseqüência de umha viagem que fizo junto ao irmao do homenageado a Monforte de Lemos para conhecer as altas Terras do Courel, quando ambos os dous eram estudantes de jornalismo em Madrid. Achou ao poeta trabalhando na cristaleira do seu pai, entre as grandes laminas de cristais.
Com umha argumentaçom sustida no peares das experiências compartilhadas e em leituras dos textos de Lois Pereiro, Manuel Rivas, mostrou o ricaz mundo emocional e intelectual do poeta de Monforte de Lemos, e como o mesmo deixou de ser nestes momentos um poeta de culto para iniciados para ser conhecido e também lido por numeroso público.
Ao findar a sua exposiçom o palestrista mantivo um interessante colóquio com os assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Manuel Rivas Barros - "Lois Pereiro" BASENAME: o-facho-manuel-rivas-barros-lois-pereiro-2 DATE: Tue, 10 May 2011 20:03:38 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 A Corunha


Palestra


A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha tem a bem o convidar a assistir à conferencia que o vindouro dia 11 de Maio, quarta-feira (mércores), o escritor, jornalista e, académico da R.A.G., ?Manuel Rivas Barros? falará da figura homenageada neste ano com o galho das Letras Galegas. A sua palestra intitula-se "Lois Pereiro?

Manuel Rivas Barros colabora desde a sua adolescência em diversos meios de comunicaçom, só com 15 anos entrou como meritório no Ideal Galego. Estudou Ciências da Informaçom em Madrid. Foi subdirector do Diário da Galiza. Como jornalista mantivo-se sempre comprometido com os problemas sociais e ecológicos. É sócio fundador de Greenpeace. Considerada a voz mais sobresaínte da literatura galega contemporânea, Manuel Rivas converteu-se também numha rara excepçom dentro do panorama da literatura mundial. polo seu manejo da linguagem, a sua autenticidade, a tenrura das suas histórias, a profunda resonancia poética da sua palavra. Algumhas das suas obras foram adaptadas ao cine com grande sucesso como: 'A língua das borboletas', relato incluído no seu romance 'Que me queres, amor '' que foi dirigida por José Luis Cuerda ou 'O lapis do carpinteiro ', dirigida por Antom Grade

Entre a sua numerosa obra cabe sublinhar: Poesia: Libro do Carnaval, Balada nas praias do Oeste; Mohicania, Costa da morte, blues.... Ensaio: No mellor país do mundo, Toxos e flores... A sua obra narrativa esta composta tanto de romances como de relatos breves: Todo ben; Un millón de vacas, En salvaxe compaña, A man dos paíños, Os libros arden mal, etc . Como narrador, está traduzido para diversas línguas.


Dia: 11 de Maio do 2011 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha


J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Actos com o galho das Letras Galegas BASENAME: o-facho-actos-com-o-galho-das-letras-galegas-3 DATE: Tue, 10 May 2011 20:01:46 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 A Corunha




Actos para realizar polo Facho com o galho das Letras Galegas do ano 2011
.
11 de Maio 2011

Às 8 do serám no local da Fundaçom Caixa Galiza, Cantom Grande, A Corunha: Palestra do escritor Manuel Rivas Barros sobre a figura da personagem homenageada. Na sua intervençom intitulada, "Lois Pereiro?, falara das múltiplas angueiras do poeta de Monforte de Lemos.


21 de Maio 2011

Às 12 e 1/2 da manhá: Oferenda floral nos jardins de Mendes Nunes diante do monumento a Curros Henriques. Falará o presidente d?O Facho dará a conhecer o ganhadores dos prémios convocados pola nossa Agrupaçom:

Concurso de Contos de nenos para nenos ?Carlos Casares?
Concurso de Teatro Infantil

Na cerimonia haverá musica de gaiteiros.

21 de Maio 2011

Às 8 do serám o dia 21 de maio de 2011 na sala de conferencias do Centro Social Nova Caixa Galicia de Avd. da Marinha s/n, ás 20, 00 horas efectuara-se a entrega dos prémios:

Concurso de Contos de nenos para nenos.
Concurso de Teatro Infantil


J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Actos com o galho das Letras Galegas BASENAME: o-facho-actos-com-o-galho-das-letras-galegas-1 DATE: Thu, 05 May 2011 18:28:43 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 A Corunha

 
                                              
 
Actos para realizar polo Facho com o galho das Letras Galegas do ano 2011 
.
11 de Maio 2011  

            Às 8 do serám no local da Fundaçom Caixa Galiza, Cantom Grande, A Corunha: Palestra do escritor Manuel Rivas Barros sobre a figura da personagem homenageada. Na sua intervençom intitulada, "Lois Pereiro?, falara das múltiplas angueiras do poeta de Monforte de Lemos.
 
 
21 de Maio 2011  
           
Às 12 e 1/2 da manhá: Oferenda floral nos jardins de Mendes Nunes diante do monumento a Curros Henriques. Falará o presidente d?O Facho dará a conhecer o ganhadores dos prémios convocados pola nossa Agrupaçom:
 
Concurso de Contos de nenos para nenos ?Carlos Casares?
Concurso de Teatro Infantil
 

Na cerimonia haverá musica de gaiteiros.
 
21 de Maio 2011  
           
Às 8 do serám o dia 21 de maio de 2011 na sala de conferencias do Centro Social Nova Caixa Galicia de Avd. da Marinha s/n, ás 20, 00 horas efectuara-se a entrega dos prémios:
 
Concurso de Contos de nenos para nenos.
Concurso de Teatro Infantil
 
 
J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: O celtismo na Gallaecia por Branca Garcia Fernandes-Albalát BASENAME: o-facho-branca-garcia-fernandes-albalat-o-celtismo-na-gallaecia-2 DATE: Wed, 04 May 2011 10:38:36 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 3 de Maio e com umha sala ateigada de assistentes, a professora e doutora em História Antiga, Branca Garcia Fernandes-Albalát, ofereceu umha interessantíssima palestra dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais. A intitulada: ?O celtismo na Gallaecia?.

A professora Garcia Fernandes-Albalát fizo a sua exposiçom desenvolvendo-a com abundosas reproduçons iconográficas de achádegos arqueológicos. Assim mesmo deu a conhecer a mudança havida no mundo da arqueologia nesta última década depois de se ter logrado traduzir as diversas escrituras em pedra pré-romanas achadas em diversas jazidas arqueológicas. De facto estudiosos europeus do mundo pré-romanos mostram-se surpreendidos dos inumeráveis nomes de lugares, rios, vozes, etc. que na antiga Gallaecia mantenhem as suas raizames celtas.
Demandou que a futura colaboraçom entre a lingüística, a bio-genética, com a arqueologia abra novas luzes para discernir questons que hoje tenhem diferentes leituras segundo a escola de história antiga pertença o investigador.
O findar houvo um mui interessante colóquio.

----- COMMENT: AUTHOR: Xosé Otero [Visitante] DATE: Tue, 27 Sep 2011 21:04:13 +0000 URL:

Bravo, professora Branca. Não deixemos que assovalhem nossa cultura, nossa tradição e os nossos antepassados. Continue, que detras de si, conta com o apoio de quase todos os galaicos. Oxalá um dia a Gallaecia volte a levantar-se, oxalá !!!

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Branca Garcia Fernandes-Albalát-"O celtismo na Gallaecia" BASENAME: o-facho-branca-garcia-fernandes-albalat-o-celtismo-na-gallaecia-1 DATE: Mon, 02 May 2011 22:50:10 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2010-11

Palestra

O vindouro dia 03 de Maio, terça-feira (martes), a professora e doutora em História Antiga, Branca Garcia Fernandes-Albalát, há falar dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais. A sua exposiçom versará sobre: ?O celtismo na Gallaecia?

A professora Branca Garcia Fernandes-Albalát, é licenciada em Pré-História e Arqueologia, doutorou-se em Historia da Antiguidade pola Universidade de Compostela. Formada nas técnicas arqueológicas perante variadas escavaçons ao longo do nosso País e Portugal. No ano 1981 enceta as suas investigaçons no eido das religions pré-romanas da Gallaecia, estudando as divindades das áugas. Dende entom trabalha em religiom celta em geral e na religiom celta de Gallaecia em particular.
Exerceu como professora de Hª Antiga na USC e de Arqueologia Clássica na Universidade de Vigo. Actualmente estuda a origem dos espaços sagros dende a Pré-História e a sua correspondência na Gallecia. E autora de numerosos trabalhos de investigaçom, entre os seus livros podemos sublinhar ?Guerra e Religiom na Gallaecia e Lusitânia Antigas", ?As Rutas Sagradas de Galicia?.

Dia: 03 de Maio do 2011 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho


Todas as palestras dadas estám em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO - A Justiça e o Idioma Galego por Carlos Varela Garcia BASENAME: fiscal-xefe-galiza DATE: Wed, 27 Apr 2011 12:05:10 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 26 de Abril, o Fiscal Superior da Comunidade Autónoma de Galiza, Carlos Varela Garcia, intervéu dentro do ciclo, ?Economia, História e C.C. Sociais? com umha mui interessante palestra intitulada ?A Justiça e o Idioma Galego?

Com umha bem documentada argumentaçom, Carlos Varela, mostrou como é possível fazer sobressair a presença da nossa língua nos distintos eidos do que-fazer económico e social. Como a nossa demanda como cidadás diante dos poderes públicos para ser atendido na língua própria da Galiza está respaldada pola lei, e que somos nós, os galegos, quem deve fazer valer os seus direitos de cidadá livre. No eido comercial é possível dirigir o nosso rumo de consumo aqueles produtos que venham etiquetados em galego, a mais de obrigar às empresas das que somos usuários nos dirijam as suas comunicaçons na nossa Língua e que os nossos actos jurídicos ? testamentos, hipotecas, compras-vendas, etc. - estejam escrevidos em galego.

Ao findar a sua exposiçom o palestrista mantivo um interessante colóquio com os assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO - Carlos Varela Garcia: ?A Justiça e o Idioma Galego? BASENAME: o-facho-carlos-varela-garcia-a-justica-e-o-idioma-galego DATE: Tue, 19 Apr 2011 22:18:34 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Taipa 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2010-11.

Palestra:

O vindouro dia 26 de Abril, terça (martes), o Fiscal Superior da Comunidade Autónoma de Galiza, Carlos Varela Garcia, intervirá dentro do ciclo, ?Economia, História e C.C. Sociais? com a sua palestra intitulada ?A Justiça e o Idioma Galego?.

Carlos Varela Garcia, é licenciado pola USC e ingressou por concurso livre na Carreira Fiscal no ano 1985. Desde o 9 de Junho do 2004 é Fiscal Chefe do Tribunal Superior de Justiça de Galiza, denominaçom mudada no ano 2008 pola de Fiscal Superior de Galiza. Foi fiscal da Audiência Provincial de Ponte Vedra com destinos em Vigo e Cambados. Fiscal de Protecçom de Menores da província de Ponte Vedra. Fiscal encargado de delitos económicos e contra a Fazenda Pública. Presidente de la Comissom de Justiça Gratuita de Vigo. Professor, durante vários anos, na Escola de Negócios de Caixanova de Vigo no Curso Superior de Tributaçom e Sistema Fiscal, etc.

Dia: 26 de Abril 2011
Hora: 8 do serám ? Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha
.
J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

Todas as conferências estám: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO : "Afonso VII, Imperador Galego" por Joám Ramom Fernades Pácios BASENAME: o-facho-joam-ramom-fernades-pacios-afonso-vii-imperador-galego-1 DATE: Wed, 13 Apr 2011 11:56:16 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado 12 Abril, terça-feira, o investigador e historiador, Joám Ramom Fernandes Pacios falou dentro do ciclo, ?Economia, História e C.C. Sociais?, organizado pola nossa Agrupaçom. A sua palestra foi subordinada ao título "Afonso VII, Imperador galego??

Fernandes Pacios, encetando a sua exposiçom, perguntou-se Afonso VII pudesse ser considerado o Imperador galego. Mostrou com prolixos argumentos tanto arqueológicos como documentais, que tal asseveraçom é certa, a pesares de que nos derradeiros anos do seu reinado ficou alongado da Galiza e está soterrado em Leom. Lamentou o desleixo da sociedade galega polo conhecimento da sua própria história; e mostrou como em outros lugares, ainda falsificando os dados, fam seus às pessoalidades que fizérom história.

Ao findar a sua palestra, o conferenciante mantivo um muito interessante colóquio com os cidadaos assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO -Joám Ramom Fernandes Pácios: "Afonso VII, Imperador Galego" BASENAME: o-facho-joam-ramom-fernandes-pacios-afonso-vii-emperador-galego DATE: Thu, 07 Apr 2011 20:17:29 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º-C
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2010-11

Palestra


O vindouro dia 12 de Abril, terça-feira, o investigador e historiador, Joám Ramom Fernandes Pacios falará dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais, sobre ?Afonso VII, Imperador Galego?

Joám R. Fernandes Pacios licenciou-se em Geografia e Historia pola Universidade de Santiago de Compostela. Actualmente é o responsável do Centro de Interpretaçom do Caminho Norte. Participou como Secretario nas Jornadas de Estudos Medievais da Marinha Central desde a primeira1ª (2004) até a 6ª ediçom (2009), assim mesmo como comissário da exposiçom ?Foz e a sua História? . Ë um dos grandes especialistas na história dos corsários e da piratearia na Galiza.
Entre as suas publicaçons podemos sublinhar:

Recopilación da memoria histórico-local do concello de Foz. O Camiño de Santiago na Mariña Lucense. O mariscal Pardo de Cela e o seu tempo. San Gonzalo. Bispo Mindoniense.Hospitalidade e peregrinación. O Camiño do Norte na Mariña Luguesa. A guerra contra o francés en 1809.


Dia: 12 de Abril do 2011
Hora: 8 do serám ? Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d'O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO : Galiza em Maria Casares por Maria Lopo BASENAME: maria-lopo DATE: Wed, 06 Apr 2011 22:27:42 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 5 de Abril, a ensaísta e professora Maria Lopo, falou dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua emotiva exposiçom ?Galiza em Maria Casares? foi seguida com grande interesse polo publico assistente.
Maria Lopo enceta a sua palestra com a frase que Maria Casares se define a si mesma: "A terra com que fum feita é Galiza, nascim no teatro de Mathurins, a minha pátria é o teatro, e o meu país de origem, a Espanha refugiada".
A conferencista continuou a palestra com umha ricaz exposiçom existencial-histórica da vida de Maria Casares Peres, ou Vitolinha tal como era chamada polos seus próximos. Nesta Terra, onde os ?notáveis fachendosos? que mangoneiam e saqueiam nom só a economia senom também a nossa memória colectiva e, botam estrume sobre as mulheres e homens que som fachos guieiros de honestidade e de fidelidade; a existência destas últimas abrolham sempre como soles de mencer. Nem A Corunha, nem Galiza, pode esquecer nunca à família de Casares Quiroga, que até em tempos de carragem e de revoluçom era respeitada polos humildes com consciência de seu e com vontade revolucionária, que na Corunha nos começos do passado século, estavam artelhados em torno a CNT.
Ao findar a exposiçom houvo um interessante debate.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO - Maria Lopo: Galiza em Maria Casares BASENAME: o-facho-maria-lopo-galiza-em-maria-casares DATE: Tue, 05 Apr 2011 09:09:52 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º-C
15005 Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho da Corunha convida-lo assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2010-11

Palestra

O vindouro dia 5 de Abril, terça-feira (martes), a ensaísta e professora Maria Lopo, falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. Na sua intervençom falará sobre: ?Galiza em Maria Casares?.

A professora Maria Lopo é Doutora em Literatura Francesa pola Université de Rennes 2 ? Haute Bretagne. Exerceu a docência nesta mesma universidade e na de Santiago de Compostela; actualmente é professora de língua francesa no IES de Sar, em Compostela.

A doutora Maria Lopo traduziu ao galego poemas de Rimbaud, Anjela Duval, Joyce Mansour ou Léo Ferré entre outros. Alguns dos seus títulos som: Fisterra, La Galice, Guillevic et sa Bretagne, Feminino irregular, Galice & Compostelle, l'autre Finistère. É colaboradora habitual em prensa e revistas divulgativas, sempre em torno a temas literários. Como investigadora, interessou-se pola presença e a cultura do exílio republicano em França em geral, e pola figura de Maria Casares em particular; sobre ela tem dissertado em numerosas ocasions tanto em França como em Galiza, ademais de publicar o livro Cartas no exílio. Correspondência entre Santiago Casares Quiroga e Maria Casares (2008) assim como o artigo ?Maria Casares. A Galiza cosmopolita? (Uniom Libre. Cadernos de vida e culturas, n° 11, 2006) e o texto teatral ?O meu nome é Maria Casares? (Uniom Libre. Cadernos de vida e culturas, n° 12, 2007), adaptado para a cena por Sarabela Teatro.

Dia: 5 de Abril 2011 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: A hegemonia social do galego: Umha necessidade histórica por Celso Álvarez Cáccamo BASENAME: o-facho-celso-alvarez-caccamo-a-hegemonia-social-do-galego-umha-necessidade-historica DATE: Wed, 30 Mar 2011 16:04:41 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 29 de Março, o professor da Universidade d?A Corunha, Celso Álvarez Cáccamo dissertou dentro do ciclo, ?Língua, Literatura e Naçom?, organizado pola nossa Agrupaçom. A sua exposiçom sobre: ?A hegemonia social do galego: Umha necessidade histórica? foi seguida com grande interesse pola cidadania assistente.

Na sua dissertaçom, o professor Álvarez Cáccamo demandou da necessidade do mergulho lingüístico na escola como umha necessidade peremptória, já que é hoje na escola é um dos espaços onde mais tempo de socializaçom e aprendizagem estám mergulhados as crianças. Assim mesmo mostrou-se pessimista com as consequencias da politica lingüística levada pola Junta de Feijoo e os seus sequazes, que nom deixa de ser um a prolongaçom do ?desleixo fraghiano? levado na longa tempada que o ministro de Franco estivo governando a Junta de Galiza.

Ao findar houvo umha muito interessante debate com os cidadaos presentes.

----- COMMENT: AUTHOR: José [Visitante] DATE: Thu, 31 Mar 2011 20:49:55 +0000 URL:

Poderiam corrigir o título que está mal escrito… Obrigado

----- COMMENT: AUTHOR: jo [Visitante] DATE: Thu, 31 Mar 2011 07:32:06 +0000 URL:

Não se vai disponibilizar o conteúdo?

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Celso Álvarez Cáccamo-A hegemonia social do galego: Umha necessidade histórica. BASENAME: o-facho-celso-alvarez-caccamo-a-hegemonia-social-do-galego-umha-necessidade-historica-2 DATE: Sat, 26 Mar 2011 22:41:02 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2010-11

Palestra

O vindouro dia 29 de Março, terça-feira (martes), o Professor e Doutor da Universidade d?A Corunha, Celso Álvarez Caccamo falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: A hegemonia social do galego: Umha necessidade histórica.

O Professor Álvarez Caccamo é Licenciado em Filologia Hispânica, Universitat Central de Barcelona. Assim mesmo está em possesom deh.D. em Sociolinguística e Antropologia Linguística, University of California at Berkeley, EUA, 1991. Tese de doutoramento: The Institutionalization of Galician: Linguistic Practices, Power, and Ideology in Public Discourse, Dept. of Anthropology, U.C. Berkeley M.A. em Língua e Literatura Espanholas, State University of New York at Buffalo, EUA, 1983.

Tem publicado tanto ensaio como poesia. Entre os primeiros podemos sublinhar: ?Contra a : Reconhecimento cultural e redistribuição económica sob a dominação linguística?. Agália scourse: Conversationalization, imaginary networks, and social fields in Galiza? com Gabriela Prego-Vázquez.. Pragmatics 13(1). Special Issue Ethnography, Discourse, and Hegemony, ed. by Jan Blommaert, James Collins, Monica Heller, Ben Rampton, Stef Slembrouck and Jef Verschueren. ?Construindo a Língua no discurso público: Práticas e ideologias linguísticas?. Agália. No eido poético salientamos: Os distantes, Espiral Maior, Escolma de familia. Cen anos de poesía, Ed. Xerais (Livro coletivo no qual participou com vários poemas). Além da sua actividade profissional, também é o responsável do Portal Versão Original e da revista Copyright.

Dia: 29 de Março do 2011 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Urbanismo e Corrupçom por José Santiago Alhegue Fernandes BASENAME: o-facho-jose-santiago-alhegue-fernandes-urbanismo-e-corrupcom DATE: Wed, 16 Mar 2011 10:56:33 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: Novas TAGS: ----- BODY:

O passado 15 de Março, terça , o arquitecto-urbanista José Santiago Alhegue Fernandes intervéu dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais organizado pola nossa agrupaçom. A sua palestra intitulada ?Urbanismo e Corrupçom? foi seguida com grandísmo interesse polos assistentes.

Na sua disertaçom ilustrada com diversos esquemas na ecrá do local, Alhegue Fernandes, mostrou a evoluçom da desfeita levada a cabo na cidade d 'A Corunha com as políticas urbanísticas do ?exímio clerical? Paco Vazquez. E como tais políticas -nom só na Corunha- servírom para se enriquecer em mui pouco tempo a indivíduos de distintas cores e pelagens, destruindo na maioria das vezes os bens comuns propriedade da cidadania. No fundo nom é de estranhar, ainda ressoam as palavras do ministro de Economia num dos governos de Felipe González, Carlos Solchaga, ?que Espanha era o lugar onde se fazer rico em mais curto tempo?. Com estas lógicas económicas e políticas, que se pode aguardar que nom sejam desfeitas.

Ao findar houvo umha muito interessante debate com os cidadaos presentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de TEATRO INFANTIL BASENAME: o-facho-concurso-de-teatro-infantil-5 DATE: Mon, 14 Mar 2011 22:53:17 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º
15005 Corunha

CONCURSO DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA ASSOCIAÇOM CULTURAL O FACHO.

Assumindo como próprias as palavras de Juan Ramón Jiménez quando afirmava que ?Teatro infantil é aquele que também lhe gosta aos nenos?, a Junta Directiva da Agrupaçom Cultural O FACHO acordou convocar de novo o Concurso de Teatro Infantil, que, nesta nova etapa, se regerá polas seguintes bases:

1º) Poderám optar ao devandito prémio todas as pessoas que pressentem obras inéditas ?em qualquer tipo de suporte- nom representadas, nem premiadas noutros certames e que esteiam escritas em língua galega.

2º) Estabelece-se como prémio único, a ediçom da obra ganhadora, da que o autor ou autora receberá 500,.- ? e como mínimo o 40% da ediçom..

3º) A obra, que nom poderá exceder os 80 fólios, será presenteada por quintuplicado, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara.

4º) Os originais para o Concurso enviaram-se por correio á sé da Agrupaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia n.º 12-1º A Corunha (15005) ou a Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal de A Corunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.

5º) O prazo de admissom de originais finaliza o dia 31 de Março de 2011 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.

6º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo está composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito teatral galego: Xosé Manuel Rabón, director teatral; Susana Longueira, actriz; Francisco Pillado Maior, director de Edicoes Laiovento.

7º) O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom

8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.

9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no local de O Facho, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom.:

No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.

10º) Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

A Corunha, Janeiro 2011

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: José Santiago Alhegue Fernandes - ?Urbanismo e Corrupçom? BASENAME: o-facho-jose-santiago-alhegue-fernandes-urbanismo-e-corrupcom-2 DATE: Mon, 14 Mar 2011 22:50:11 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Taipa 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2010-11.

Palestra:

O vindouro dia 15 de Março, terça , o arquitecto-urbanista José Santiago Alhegue Fernandes falará dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais. A sua palestra intitulada ?Urbanismo e Corrupçom? partilhará com a cidadania assistente da corruptelas e subornos no mundo do urbanismo na Galiza.

Alhegue Fernandes é arquitecto-urbanista pola ETSA da Corunha e a EA de Lille (Franza). Actualmente é Arquitecto Chefe de Serviço de Projectos no Consorcio da cidade de Santiago. Desde o seu inicio, é professor de Projectos no centro associado da Escola de Arquitectura de UCD, University College Dublin na Corunha. Assim mesmo presidiu a Comissom de Cultura do Colégio de Arquitectos em Compostela, e foi fundador da Associaçom Galega de Centros Históricos. Tem publicado numerosos artigos na impressa e revistas especializadas sobre Reabilitaçom, Território e Arquitectura. Para dissertar sobre estas questions, foi convidado para dar palestras em diversas Universidades, Foros galegos, assim como em internacionais.

Funda junto a Antom Baamonde e Joám Luis Dalda a editorial Ediçons de Referencia, e mesmo formou parte do Foro Luzes de Galiza participando de diversos manifestos em relaçom a ordenaçom territorial e urbana do Pais. É autor do livro ?Santiago de Compostela, Arquitecturas do século XX?. Colabora com Verdegaia, SOS Courel, e com a Plataforma Galiza Nom se Vende, em iniciativas pola defesa do território, o património arquitectónico e o urbanismo e contra a especulaçom imobiliária e a corrupçom.

Dia: 15 de Março 2011
Hora: 8 do serám ? Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?A Cultura galega na Regiom do Berço-Os processos de Resistência lingüística estremeira? por Xabier Lago Mestre. BASENAME: o-facho-xabier-lago-mestre-a-cultura-galega-na-regiom-do-berco-os-processos-de-resistencia-lingueistica-estremeira-2 DATE: Wed, 02 Mar 2011 11:28:12 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado 1 de Março veio ao Facho o vozeiro do colectivo ?Fala Ceive? de Ponferrada, Xavier Lago Mestre, para nos falar sobre: ?A Cultura galega na Regiom do Berzo - Os processos de Resistência lingüística estremeira? dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom.

O colectivo Fala Ceive tem participado em variadas actividades vindicativas em prol da língua e cultura galega no Berzo: celebraçom do Dia das letras galegas, recolhida de livros galegos para as bibliotecas municipais e escolares, demanda do ensino do galego nos centros escolares, reconhecimento legal da língua galega no Estatuto de Autonomia de Castela e Leom, e na Lei da Comarca do Berzo (2010), recuperaçom do sinal da TVG digital. Esta conduta em defesa de um dos direitos humanos mais fulcrais, o de ser, trai consigo no Berzo a perseguiçom e o acosso. E um só pode ser na liberdade e na cultura, na cultura que lhe própria, que lhe é de seu.


Na sua intervençom, Lago Mestre, relatou as dolorosas experiências nas que estám submersos os cidadás de língua galega na Comunidade de Castela e Leom. Parecesse que a ideologia do ?império cara soleiro? segue a ser a cerna dos ditames de Fachadolid, perdom Valhadolid, para com a povoaçom ocidental berziana. Banir a língua própria das suas gentes é o um dos objectivos fulcrais da política educativa e cultural no Berzo sob os ditados da ?Consejeria de Educación?, o velho anseio do falangismo levado a cabo. A língua acompanha à espada, esta antiga expressom paranoica de Nebrija segue estando vigente nas acçons educativas e culturais do Governo da Junta nos territórios de fala galega administrados pola Comunidade de Castela e Leom.

Ilustrou-nos como um Concelho de fala galega do Berzo tinha aprovado publicar os seus bandos e documentaçom em galego e castelam, ante esta decisom a Junta de Castela e Leom ameaçou de dous jeitos: a primeira com interpor um recurso jurídico em contra, e a segunda nom fazer o investimento para edificar um geriátrico. Um concelho de montanha, com a economia em grande depressom e perda de povoaçom, ia perder a oportunidade de criar postos de trabalho para a sua gente que traria o geriátrico, tantos directos como indirectos. É obvio que hoje nos bandos e documentaçom do mencionado Concelho, o galego é inexistentes; apesares de que toda a povoaçom do mesmo é de língua galega. Em que se diferencia esta política de terrorismo lingüístico da levada a cabo polos exterminadores de povos em América?.

Ao findar a sua intervençom, passou-se à secçom de perguntas e reflexons.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de TEATRO INFANTIL BASENAME: o-facho-concurso-de-teatro-infantil-4 DATE: Sun, 27 Feb 2011 12:10:25 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º
15005 Corunha

CONCURSO DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA ASSOCIAÇOM CULTURAL O FACHO.

Assumindo como próprias as palavras de Juan Ramón Jiménez quando afirmava que ?Teatro infantil é aquele que também lhe gosta aos nenos?, a Junta Directiva da Agrupaçom Cultural O FACHO acordou convocar de novo o Concurso de Teatro Infantil, que, nesta nova etapa, se regerá polas seguintes bases:

1º) Poderám optar ao devandito prémio todas as pessoas que pressentem obras inéditas ?em qualquer tipo de suporte- nom representadas, nem premiadas noutros certames e que esteiam escritas em língua galega.

2º) Estabelece-se como prémio único, a ediçom da obra ganhadora, da que o autor ou autora receberá 500,.- ? e como mínimo o 40% da ediçom..

3º) A obra, que nom poderá exceder os 80 fólios, será presenteada por quintuplicado, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara.

4º) Os originais para o Concurso enviaram-se por correio á sé da Agrupaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia n.º 12-1º A Corunha (15005) ou a Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal de A Corunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.

5º) O prazo de admissom de originais finaliza o dia 31 de Março de 2011 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.

6º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo está composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito teatral galego: Xosé Manuel Rabón, director teatral; Susana Longueira, actriz; Francisco Pillado Maior, director de Edicoes Laiovento.

7º) O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom

8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.

9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no local de O Facho, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom.:

No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.

10º) Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

Corunha, Janeiro 2011

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Xabier Lago Mestre- ?A Cultura galega na Regiom do Berço-Os processos de Resistência lingüística estremeira?. BASENAME: o-facho-xabier-lago-mestre-a-cultura-galega-na-regiom-do-berco-os-processos-de-resistencia-lingueistica-estremeira-1 DATE: Thu, 24 Feb 2011 19:58:32 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º-C
15005 Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho da Corunha convida-lo assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2010-11

Palestra

O vindouro dia 1 de Março, terça-feira, às 7 e ½ do serám, o vozeiro do colectivo ?Fala Ceive? de Ponferrada, Xabier Lago Mestre, há falar dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: ?A Cultura galega na Regiom do Berço-Os processos de Resistência lingüística estremeira?.

Xabier Lago Mestre

é licenciado em Geografia e História pola Universidade de Salamanca. Trabalhou de professor de idioma galego em Ponte Ferrada e de castelá na cidade de Atenas. Actualmente exerce como empregado público num centro cultural de Benavente. Assim mesmo é o coordenador do colectivo cultural Fala Ceive do Berzo, de defesa da língua e da cultura galegas nessa bisbarra estremeira. O nascimento deste colectivo tivo lugar no ano 1998, como reacçom à negativa de dar aulas da matéria optativa de galego no instituto de ensino secundário, Álvaro de Mendaña, de Ponte Ferrada. Como membro de Fala Ceive tem participado em variadas actividades vindicativas: a celebraçom do Dia das letras galegas, recolhida de livros galegos para as bibliotecas municipais e escolares, demanda do ensino do galego nos centros escolares, reconhecimento legal da língua galega no Estatuto de Autonomia de Castela e Leom, e na Lei da Comarca do Berzo (2010), recuperaçom do sinal da TVG digital.
Como conhecedor da problemática lingüística do Berzo tem participado em entrevistas, debates e conferencias. Nestes anos publicou numerosas colaboracióis nos jornais comarcais, de Leom e Galiza (Longalingua, Xornal de Galicia, A Nosa Terra?) e páginas de Internet. Os seus trabalhos de investigaçom e divulgaçom referem-se à língua, historia, tradicióis, direito consuetudinario e autonomismo territorial

Dia: 01 de Março 2011 - Hora: 7 e 1/2 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretario d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: A cultura castreja no contexto da península do milénio I a. C. por Francisco Calo Lourido BASENAME: o-facho-francisco-calo-lourido-a-cultura-castreja-no-contexto-da-p-iberica-do-i-milenio-a-c-3 DATE: Wed, 23 Feb 2011 19:59:50 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O professor Francisco Calo Lourido, partilhou ontem, 22 de Fevereiro, sobre: ?A cultura castreja no contexto da Península Ibérica do I milénio a C. Com umha sá ateigada de gente interessada na história de Galiza, tal como dérom prova no colóquio ao findar o conferencista a sua exposiçom, Calo Lourido, que estivo durante mais de 20 anos, todos os veraos, escavando com equipas da Universidade Porto, nos castro da velha Gallaecia, mostrou com umha grande exposiçom de dados como a cultura castreja é umha parte da nossa história onde o desenvolvimento cultural e tecnológico acadou um grande estádio de bem-estar para a sua povoaçom, fundamentalmente a partires da metade I milénio antes de C.

Como é costume ao rematar a palestra houvo um interessante colóquio.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Francisco Calo Lourido - "A cultura castreja no contexto da p. ibérica do I milenio a C. BASENAME: o-facho-francisco-calo-lourido-a-cultura-castreja-no-contexto-da-p-iberica-do-i-milenio-a-c-1 DATE: Sat, 19 Feb 2011 20:57:03 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2010-11

Palestra

O vindouro dia 22 de Fevereiro, terça-feira (martes), o Doutor e Catedrático de Geografia e Historia, Francisco Calo Lourido, falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: ?A cultura castreja no contexto da Península Ibérica do I milénio a C. "

O professor Calo Lourido é membro, entre outras instituiçons: da Sociedade Portuguesa de Antropologia e Etnologia. Patrono do Museu do Povo Galego Correspondente da Real Academia Galega e professor convidado na Universidade do Porto. Participante em múltiplas escavaçons arqueológicas, também dirigiu as do Castro de Baronha.

Desenvolve a sua actividade investigadora sobre todo nos eidos da arqueologia e da antropologia com mais de 180 publicaçons, como, por citar só livros, A Plástica da Cultura Castrexa Galego-Portuguesa (2 tomos); A Cultura Castrexa; Castro de Baroña; La cultura de un pueblo marinero: Porto do Son; Xentes do Mar. Traballos, tradicións e costumes; Fainas do mar. Vida e trabalho no litoral norte; As artes de pesca. Os celtas. Unha (re)visión dende Galicia ... Salseiros é a sua primeira obra como narrador.

Dia: 22 de Fevereiro do 2011 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de TEATRO INFANTIL BASENAME: o-facho-concurso-literario-de-contos-de-nenos-para-nenos-carlos-casares DATE: Sat, 19 Feb 2011 20:54:46 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º
15005 Corunha

CONCURSO DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA ASSOCIAÇOM CULTURAL O FACHO.

Assumindo como próprias as palavras de Juan Ramón Jiménez quando afirmava que ?Teatro infantil é aquele que também lhe gosta aos nenos?, a Junta Directiva da Associaçom Cultural O FACHO acordou convocar de novo o Concurso de Teatro Infantil, que, nesta nova etapa, se regerá polas seguintes bases:

1º) Poderám optar ao devandito prémio todas as pessoas que pressentem obras inéditas ?em qualquer tipo de suporte- nom representadas, nem premiadas noutros certames e que esteiam escritas em língua galega.

2º) Estabelece-se como prémio único, a ediçom da obra ganhadora, da que o autor ou autora receberá 500,.- ? e como mínimo o 40% da ediçom..

3º) A obra, que nom poderá exceder os 80 fólios, será presenteada por quintuplicado, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara.

4º) Os originais para o Concurso enviaram-se por correio á sé da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia n.º 12-1º A Corunha (15005) ou a Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal de A Corunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.

5º) O prazo de admissom de originais finaliza o dia 31 de Março de 2011 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.

6º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo está composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito teatral galego: Xosé Manuel Rabón, director teatral; Susana Longueira, actriz; Francisco Pillado Maior, director de Edicoes Laiovento.

7º) O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom

8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.

9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no local de O Facho, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom.:

No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.

10º) Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

Corunha, Janeiro 2011

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: A apertura ao exterior da Galiza por Henrique Sáez Ponte BASENAME: o-facho-henrique-saez-ponte-a-apertura-ao-exterior-da-galiza-2 DATE: Wed, 16 Feb 2011 11:43:18 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O dia 15 de Fevereiro, terça-feira o empresário e economista, Henrique Sáez Ponte falou a nova realidade da economia galega, e de como a sua abertura cara o exterior, encetou no seu espaço natural, o norte de Portugal, abrindo ao tecido industrial galego novos mercados, e através desta aprendizagem ( legislaçom comercial diferente, etc..), hoje a economia galega é das mais dinâmicas cara a exportaçom dentro do Estado espanhol..

Henrique Sáez Ponte ilustrou a sua análise com estatísticas elaboradas por ele mesmo a partires dos dados contrastáveis da economia galega. Assim como a negociaçom levada a cabo polos governos de Espanha para a entrada na UE desbotárom a realidade económica galega, fazendo umha desfeita com as granjas e indústrias leiteiras, com os estaleiros, etc. tendo que pagar o mundo do trabalho galego um altíssimo custo social. A nova realidade política trouxo a sua vez a desapariçom da raia com Portugal, convertendo assim a Galiza e a o norte de Portugal numha grande área económica, donde as afinidades culturais e idiomáticas facilitárom a integraçom.

Como sempre ao findar a sua exposiçom houvo um muito interessante colóquio com os assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Henrique Sáez Ponte-"A apertura ao exterior da Galiza" BASENAME: o-facho-henrique-saez-ponte-a-apertura-ao-exterior-da-galiza DATE: Wed, 09 Feb 2011 20:44:19 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Taipa 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2010-11.

Palestra:

O vindouro dia 15 de Fevereiro, terça-feira (martes), o empresário e economista, Henrique Sáez Ponte falará dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais. A sua palestra intitulada ?A apertura ao exterior da Galiza? versará sobre a necessidade de se abrir a economia galega cara o exterior.

Henrique Sáez Ponte é licenciado em Economia e Direito pola Universidade de Compostela, assim mesmo está em possessom de um M.B.A polo I.E.S.E. Exerceu durante 30 anos de directivo no sector financeiro. Na actualidade é empresário e assessor do I.G.A.D.E, actividades que combina com a presidência da Fundaçom ?Juana de Vega?. Assim e todo, tem publicado numerosos artigos e trabalhos tanto referentes ao mundo da economia e da empresa. Sendo a sua vez autor de dous livros de ensaios: O Mundo e nós (Xerais), La energía oscura del dinero (Netbiblo)

Dia: 15 de Fevereiro 2011
Hora: 8 do serám ? Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha

.
J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: "Lucus Augusti, a muralha e sua relevância histórica" por Adolfo Abel Vilela BASENAME: o-facho-lucus-agusti-a-muralha-e-sua-relevancia-militar-por-adolfo-abel-vilela-1 DATE: Wed, 09 Feb 2011 11:04:54 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Na terça, 8 de Fevereiro e perante um interessado público, o professor historiador Adolfo de Abel Vilela compartilhou umha muito interessante palestra sobre a Muralha de Lugo e a sua relevância histórica.

Na sua exposiçom, apoiada com imagens de material arqueológico, o conferencista mostrou as distintas finalidades, ademais da militar, que cumpriu no transcurso do tempo a Muralha de Lugo, assim como as suas especificidades e características. E como Lugo é um grande tesouro arqueológico nom só romano senom também céltico. Que o desleixo das distintas administraçons (Junta, Deputaçom, etc..) obrigadas a manter vivo e dar a conhecer o valioso património arqueológico luguês, fam que o mesmo este espalhado e até desaparecido. Também demandou da necesssidade de um Padroado que coordene nom só as indispensáveis escavaçons senom as musealizaçons em ?situ? ou em locais ajeitados.

Umha vez findada a sua exposiçom houvo um interessante colóquio com os assistentes

----- COMMENT: AUTHOR: Marian Candamio Gonzalez [Visitante] DATE: Wed, 09 Feb 2011 17:43:20 +0000 URL:

Mandeivos un correo a dirección que poñía a carta e veume devolta.

Volvin a intentalo, pero por si acaso, mandovos esta mensaxe.

Un saudo,

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Adolfo de Abel Vilega: "Lucus Augusti, a muralha e sua relevância militar" BASENAME: o-facho-lucus-agusti-a-muralha-e-sua-relevancia-militar-por-adolfo-abel-vilela DATE: Fri, 04 Feb 2011 13:03:25 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º-C
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2010-11

Palestra

O vindouro dia 8 de Fevereiro, terça-feira (martes), o escritor e historiador, Adolfo de Abel Vilela falará dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais, sobre ?Lucus Agusti, a muralha e a sua relevância militar?

Adolfo de Abel Vilela

cursou estudos técnicos e humanísticos em Lugo, Santiago de Compostela e Madrid. Ademais doutras titulaçons é Licenciado em Geografia e Historia na especialidade de Arte Moderna e Contemporânea, doutor em Geografia e Historia e académico correspondente da Real Academia da Historia. Tem publicados 22 livros, cinco dedicados à muralha de Lugo. Também colaborou noutros 13 livros, e publicados mais de 500 artigos.

Dia: 08 de Fevereiro 2011
Hora: 8 do serám ? Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Na lembrança dos Precursores, e dos Mártires BASENAME: na-lembranca-dos-precursores-e-martires DATE: Sun, 30 Jan 2011 15:56:27 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: Novas TAGS: ----- BODY:

O dia 29 de Janeiro, às 12 e meia da manhá, com o galho da entrega do Facho de Ouro ao poeta e professor Bernardino Graña Villar, fizo-se a tradicional oferenda floral diante do monumento de Curros Henriques nos jardins de Mendes Nunes na lembrança dos Precursores, e dos Mártires.

No acto estivo o pessoeiro homenageado, assim como sócios d?O Facho e cidadás. Houvo umha evocaçom da figura dos nossos devanceiros e do homenageado feita polo o presidente da Agrupaçom, J. L. Rodrigues Pardo e ao findar da mesma tocou-se o hino galego que foi cantado por todos os pressentes

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: FACHO DE OURO 2011 Ceia com Bernardino Graña BASENAME: facho-de-ouro-2011-para-bernardino-grana-3 DATE: Sun, 30 Jan 2011 15:41:39 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

As 9 da noite do passado dia 29 de Janeiro num acto emotivo e acompanhado por sócios amigos, a Agrupaçom Cultural O Facho entregou do Facho de Ouro ao poeta e professor Bernardino Graña Villar, como testemunha e reconhecimento a sua longa trajectória na defesa da dignidade e da cultura do País, assim como a sua perseverante luita no processo de emancipaçom da liberaçom de Galiza como povo e naçom.

Na sobremesa da ceia, o presidente do Facho fizo umha evocaçom da figura do homenageado à qual respondeu o mesmo agradecendo à Agrupaçom Cultural O Facho a sua designaçom.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: FACHO DE OURO 2011 para Bernardino Graña BASENAME: facho-de-ouro-2011-para-bernardino-grana DATE: Fri, 28 Jan 2011 19:01:14 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 A Corunha

** F A C H O D E O U R O **

Entrega do Facho de Ouro 2011 a Bernadino Graña Villar

A Directiva da Agrupaçom acordou outorgar O Facho de Ouro ao homem de bem, poeta e professor Bernardino Graña Villar, como testemunha e reconhecimento a sua longa trajectória na defesa da dignidade e da cultura do País.

O acto cívico será acompanhado dumha ceia homenagem que se celebrará o sábado, dia 29 de Janeiro, às 21 horas no Hotel Riaçor d?A Corunha.

Prezo por pessoa: 30 ?.
Reservas, chamardes a Rafael, telefone: 981.269.663 (tardes)-698.147.851
c. electrónico: lobezan@yahoo.es

* * *

No mesmo dia e na lembrança dos Precursores, e Mártires, a Agrupaçom Cultural O Facho convida-o assistir à tradicional oferenda floral nos jardins de Mendes Nunes diante do monumento a Curros Henriques as 12 e ½ da manhá. Na cerimonia haverá musica de gaiteiros.

J. Alberte Corral Iglesias
Secretario d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: "Marinhas del Valle e a lusofonia na sua obra poética" por António Gil Hernández BASENAME: o-facho-antonio-gil-hernandez-marinhas-del-valle-e-a-lusofonia-na-sua-obra-poetica-2 DATE: Wed, 26 Jan 2011 09:30:41 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Perante um interessado público, o professor António Gil Hernándes falou sobre a pessoalidade de Jenaro Marinhas del Valle e a relaçom da lusofonia na sua poética.

Na sua palestra o conferenciante mostrou a existência do profundo convencimento por parte de Jenaro Marinhas del Valle de que o galego é o português som variantes ou jeitos de falar umha mesma Língua, que hoje estám de costas. É nom som por razons lingüísticas ou culturais, senom políticas, as que estám afastar estas duas maneiras de se expressar na mesma Língua.

Umha vez findada a sua exposiçom houvo um interessante colóquio com os assistentes

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: FACHO DE OURO 2011 para Bernardino Graña BASENAME: facho-de-ouro-2011-para-bernardino-grana-2 DATE: Tue, 25 Jan 2011 16:13:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 A Corunha

** F A C H O D E O U R O **

Entrega do Facho de Ouro 2011 a Bernadino Graña Villar

A Directiva da Agrupaçom acordou outorgar O Facho de Ouro ao homem de bem, poeta e professor Bernardino Graña Villar, como testemunha e reconhecimento a sua longa trajectória na defesa da dignidade e da cultura do País.

O acto cívico será acompanhado dumha ceia homenagem que se celebrará o sábado, dia 29 de Janeiro, às 21 horas no Hotel Riaçor d?A Corunha.

Prezo por pessoa: 30 ?.
Reservas, chamardes a Rafael, telefone: 981.269.663 (tardes)-698.147.851
c. electrónico: lobezan@yahoo.es

* * *

No mesmo dia e na lembrança dos Precursores, e Mártires, a Agrupaçom Cultural O Facho convida-o assistir à tradicional oferenda floral nos jardins de Mendes Nunes diante do monumento a Curros Henriques as 12 e ½ da manhá. Na cerimonia haverá musica de gaiteiros.

J. Alberte Corral Iglesias
Secretario d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: António Gil Hernández - "Marinhas del Valle e a lusofonia na sua obra poética" BASENAME: o-facho-antonio-gil-hernandez-marinhas-del-valle-e-a-lusofonia-na-sua-obra-poetica-1 DATE: Sun, 23 Jan 2011 16:48:14 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º-C
15005 Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho da Corunha convida-lo assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2010-11

Palestra

O vindouro dia 25 de Janeiro, terça-feira (martes), o ensaísta e professor António Gil Hernández, falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: ?Marinhas del Valle e a lusofonia na sua obra poética?.

O professor Gil Hernández, colabora decote em diversas revistas: "Cadernos do Povo", "Nodos", "O Ensino", "Temas do Ensino" e "Agália". Também participou em congressos e encontros, nacionais e internacionais, sobre a situaçom da Língua Galega. Entre os seus livros de sócio-linguistica podemos sublinhar: Silêncio ergueito, Temas de Lingüística Política e "Tese reintegracionista" - em Que galego na escola?-.
Para além, vários poemários:
Baralha de sonhos e Luzes e espírito, Dio, come ti amo!, ELA e ELE, Rimas a Amarílis, Silveira Lírica, Ut pictura, Tractatus de euphemica dictione, assim como um e-livro ?Contos nada exemplares?

Actualmente junto Paulo Gonçales Marinhas, Iolanda R. Aldrei está a preparar a ediçom dos poemas de Jenaro Marinhas del Valle.

Dia: 25 de Janeiro 2011 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretario d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de TEATRO INFANTIL BASENAME: o-facho-concurso-de-teatro-infantil-3 DATE: Thu, 20 Jan 2011 22:36:52 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º
15005 Corunha

CONCURSO DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA ASOCIAÇOM CULTURAL O FACHO.



Assumindo como próprias as palavras de Juan Ramón Jiménez quando afirmava que ?Teatro infantil é aquele que também lhe gosta aos nenos?, a Junta Directiva da Associaçom Cultural O FACHO acordou convocar de novo o Concurso de Teatro Infantil, que, nesta nova etapa, se regerá polas seguintes bases:

1º) Poderám optar ao devandito prémio todas as pessoas que pressentem obras inéditas ?em qualquer tipo de suporte- nom representadas, nem premiadas noutros certames e que esteiam escritas em língua galega.

2º) Estabelece-se como prémio único, a ediçom da obra ganhadora, da que o autor ou autora receberá 500,.- ? e como mínimo o 40% da ediçom..

3º) A obra, que nom poderá exceder os 80 fólios, será presenteada por quintuplicado, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara.

4º) Os originais para o Concurso enviaram-se por correio á sé da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia n.º 12-1º A Corunha (15005) ou a Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal de A Corunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.

5º) O prazo de admissom de originais finaliza o dia 31 de Março de 2011 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.

6º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo está composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito teatral galego: Xosé Manuel Rabón, director teatral; Susana Longueira, actriz; Francisco Pillado Maior, director de Edicoes Laiovento.

7º) O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom

8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.

9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no local de O Facho, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom.:

No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.

10º) Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.


Corunha, Janeiro 2011

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de CONTOS DE NENOS PARA NENOS ?CARLOS CASARES? BASENAME: concurso-literario-de-contos-de-nenos-para-nenos-carlos-casares-convocado-pola-associacom-cultural-o-facho DATE: Thu, 20 Jan 2011 22:30:32 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Concurso de contos de nenos para nenos "Carlos Casares"

Recuperados em 2008 os prémios literários que desde os anos sessenta convocou O FACHO e nos que participarem ou ganharem muitos dos escritores e escritoras que hoje fam possível com a sua obra umha literatura galega de qualidade e de grande importância nas letras universais, fai-se a convocatória para 2011 do Concurso Literário Carlos Casares e em afectuosa homenagem ao primeiro ganhador do Certame de Literatura Infantil no ano 1968 com a sua formosa obra ?A galinha azul? que acadaria a honra de ter sido o fito fundacional da bem viçosa Literatura Infantil e Juvenil Galega contemporânea.

BASES DO CONCURSO:

1. Poderám participar rapazes e rapazas que pressentem as suas obras em Língua galega. Os trabalhos presenteados deveram ser originais e inéditos em toda a sua extensom.

2. O prazo de admissom de originais finaliza o dia 31 de Março de 2011 às doce da noite.

3. A apresentaçom de originais para o Concurso fará-se por correio postal dirigido à sede da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia, 12-1º 15005A Corunha. Podendo fazer individualmente ou por médio do centro onde curse os seus estudos.

4. No caso em que sejam os centros escolares os que pressentem os originais ao Concurso, deveram fazer umha pré-selecçom dum máximo de dous trabalhos por categoria, qualquer outro terá que ser apresentado individualmente.

5. As obras haverem de serem relatos originais e nom estarem editados por nengum procedimento impresso ou electrónico, nem terem sido premiados em qualquer outro concurso ou certame literário e em condiçons para que os seus direitos de publicaçom podam ser cedidos à Associaçom Cultural O FACHO por período de três anos contados a partir do dia do falho do júri.

6. Para além da originalidade literária, o júri valorizará a riqueza lingüística e o conhecimento gramatical reflectido nas obras.

7. Estabelecem-se duas categorias:

Categoria A Nenos e nenas de 6 a 12 anos.
Categoria B Rapazes e rapazas de 13 a 16 anos.

8. As quantias dos prémios serám as que seguem:

Categoria A 1º: 400,.- ? em efectivo / 2º: 400,.- ? em efectivo

Categoria B 1º: 500,.- ? em efectivo / 2º: 400,.- ? em efectivo

9. Cada autor só poderá apresentar umha obra atendo-se aos seguintes limites de extensom:

Categoria A: Um máximo de cinco fólios
Categoria B: Um máximo de dez fólios

10. As obras haverem de se apresentar por duplicado, manuscritas ou mecanografadas, encadernadas ou grampeadas e levaram por detrás do último folio os seguintes dados:

Nome e apelidos do autor/a.
Endereço e telefone. Correio electrónico.
Centro onde cursa os seus estudos.
Categoria na que participa.

11. Os prémios serám escolhidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O Facho em falho que se fará público no mês de Maio.

12. O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as dúvidas na sua interpretaçom.

13. A participaçom neste Concurso implica a aceitaçom das presentes bases.

A Corunha, Janeiro 2011

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: "Situaçom actual da Língua" por X.H. Costas González BASENAME: o-facho-x-h-costas-gonzalez-situacom-actual-da-lingua-2 DATE: Wed, 19 Jan 2011 12:52:49 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O passado dia 18 de Janeiro, o professor e ensaísta X.H. Costas González intervéu dentro do ciclo ?Língua, Literatura, e Naçom? organizado pola nossa Agrupaçom. A sua palestra intitulada ?Situaçom actual da Língua?

Na sua exposiçom o conferenciante salientou a situaçom de agressom manifesta e perversa levada a cabo pola actual administraçom da Junta contra a nossa Língua. De todas as medidas tomadas polas distintas Conselharias nom há nengumha de avanço ou protecçom a Língua Galega, senom ao invés. Levando assim a cabo o desenho integrista e etnicista auspiciado polo mais rançoso nacionalismo madrilenho, consubstanciado nas FAES, que é o extermínio de qualquer expressom cultural o lingüística galega. A sua exposiçom foi ilustrada com mostras de normas ditadas polas distintas Conselharias, em especial a de Educaçom, e das inumeráveis condutas e anedotas.

Ao findar a palestra houvo um distindido colóquio com o público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: X. H. Costas González - "Situaçom actual da Língua" BASENAME: o-facho-x-h-costas-gonzalez-situacom-actual-da-lingua DATE: Wed, 12 Jan 2011 18:19:34 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º-C
15005 Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho da Corunha convida-lo assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2010-11

Palestra

O vindouro dia 18 de Janeiro, terça-feira (martes), o Prof. Doutor da U. de Vigo, Xosé Henrique Costas González, falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: ?Situaçom actual de Língua?.

O professor Costas González, é doutorado em Filologia Galega pola Universidade de Santiago de Compostela, assim mesmo é Catedrático em História e Dialectologia do Galego. Professor da Universidade de Vigo desde sua fundaçom, deu docência nos três campus. Especializado em sociolingüística das línguas europeias minorizadas, deu docência em mestrados, em cursos de doutoramento e em aulas de diversas universidades de Europa e América. Em 2011 cumprirá 25 anos como docente universitário. Foi claustral e membro do Conselho de Governo em várias legislaturas, director do Departamento de Filologia Galega e Latina (2000-2006) e director do Área de Normalizaçom Lingüística (2006-2010).

Assim mesmo foi coordenador do projecto de investigaçom Estúdio lingüístico, etnográfico e antropológico do Val do Rio Ellas. É especialista na fala do Val do Ellas, na Comunidade Estremenha. É membro do conselho de redacçom das revistas Anima+l, Estúdios de Sociolingüística e Língua e Direito. As suas obras de mais relevo som: Aspectos sociolingüísticos do bilingüismo en Galicia segundo os alumnos da segunda etapa de EXB. Galego Coloquial. 1.000 nomes galegos. Dicionario galego de sinónimos. The Galician Language in Education in Spain. 55 mentiras sobre a lingua galega.

Dia: 18 de Janeiro 2011 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretario d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ? Hermerico, O primeiro Rei da Galiza? por Joám Bernardes Vilar BASENAME: o-facho-joam-bernardes-vilar-hermerico-o-primeiro-rei-da-galiza-3 DATE: Wed, 12 Jan 2011 11:46:51 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Com grande sucesso, o passado dia 11 de Janeiro, terça-feira, o escritor e historiador, Joám Bernardes Vilar falou dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais organizado pola nossa Associaçom, sobre ? Hermerico, O primeiro Rei da Galiza? . A sua dilatada experiência investigadora de Bernardes Vilar converteu-no num dos maiores especialistas da Alta Idade Média do nosso País. No desenvolvimento da sua interessante palestra mostrou aos assistentes que ateigavam a sala, o fundo desconhecimento existente e interessado sobre o nascimento de Galiza como Reino. E como este acochar da nossa história serve a interesses espúrios contrários a nossa emancipaçom como povo e naçom.
A findar a sua exposiçom o conferenciante mantivo um muito interessante colóquio com o público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Joám Bernardes Vilar - ? Hermérico, O primeiro Rei da Galiza? BASENAME: o-facho-joam-bernardes-vilar-hermerico-o-primeiro-rei-da-galiza DATE: Mon, 03 Jan 2011 16:21:22 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º-C
15005 A Corunha


A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2010-11

Palestra

O vindouro dia 11 de Janeiro, terça-feira (martes), o escritor e historiador, Joám Bernardes Vilar falará dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais, sobre ? Hermérico, O primeiro Rei da Galiza?

Joám Bernardes Vilar doutorou-se em Geografia e Historia na Universidade de Vigo, Campus de Ourense. É co-fundador da "Associaçom Cultural" de Vigo (1965), por decisom da qual passou a colaborar, entre 1965 e 1975, na emissom "Raiz e Tempo", em "La Voz de Vigo", a primeira que se fixo em galego depois da Guerra. O seu trabalho consistiu na confecçom duns oitocentos capítulos compendiando a Historia de Galiza.

Também dirigiu o semanário "Galicia Social", a revista "Latexo" de Caixavigo. Toda a sua narrativa é de corte histórico, destacando: "Un home de Vilameán. Anatomia de revolución Irmandiña", !Ouveade, naves de Tarish¡; No ano do Cometa; !Xerusalén, Xerusalén; Big-Bang e A Saga da illa sen noite. No eido da investigaçom escreveu: Pescudas nas orixes do mito de Tristán e Iseu; Galicia no século VI a.C. (1990); Exipto, a viaxe perdida de Egeria, etc. Entre os principais prémios que conseguiu, destacam: "Padroado da Cultura Galega" (Montevideu); "Galicia" de Investigaçom (Universidade de Santiago de Compostela); "Casa Galicia" de Leom; "Prémio Xerais" de narrativa; "Taboada Chivite" de Investigaçom (Concelho de Verim); e duas vezes o "Prémio de Teatro" da Universidade de Vigo. Também tem diversos accessits de contos de "O Facho",

A Real Academia Galega nomeou-no Académico Correspondente o 22 de Fevereiro do 2003.

Dia: 11 Janeiro 2011
Hora: 8 do serám ? Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: "Galiza na Idade Moderna: Rebelions e Revoluçons no 1640" por Francisco Carvalho Carvalho BASENAME: o-facho-galiza-na-idade-moderna-rebelions-e-revolucons-no-1640-por-francisco-carvalho-carvalho DATE: Fri, 17 Dec 2010 08:47:33 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:


Com grande sucesso, o passado dia 14 do mês que corre, o doutor, historiador, teólogo, Francisco Carvalho Carvalho falou sobre ?Galiza na Idade Moderna: Rebelions e Revoluçons no 1640? dentro do ciclo, Economia, História e, Realidade Social organizado pola nossa Associaçom. A sua dilatada experiência e trajectória investigadora fai do professor Francisco Carvalho um dos maiores especialistas da Idade Moderna do nosso País.

No desenvolvimento da sua interessante palestra , o professor Francisco Carvalho, mostrou como os diversos acontecimentos desde finais do século XVI até finais do século XVIII definírom a constituírom a Europa actual, na que o nosso País, encadeado à coroa de Castela, ficou ausente do nascimento das revoluçons burguesas que mudárom o tecido político e social do continente europeu estando os labregos e mais os artesans (as classes criadoras de riqueza naqueles séculos) obrigados a sustentar a umhas classes parasitárias constituídas pola ?nobreza? e a ?Eireja?.

Ao findar a sua exposiçom mantivo um curto mas muito interessante colóquio com os cidadás assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Francisco Carvalho Carvalho - "Galiza na Idade Moderna: Rebelions e Revoluçons no 1640" BASENAME: o-facho-francisco-carvalho-carvalho-galiza-na-idade-moderna-rebelions-e-revolucons-no-1640 DATE: Tue, 07 Dec 2010 21:31:22 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º-C
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o a assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2010-11

Palestra

O dia 14 do mês que corre, o doutor, historiador, teólogo, Francisco Carvalho Carvalho falará dentro do ciclo, Economia, História e, Realidade Social. A sua palestra intitulada: "Galiza na Idade Moderna: Rebelions e Revoluçons no 1640? Na mesma departirá com os assistentes sobre os acontecimentos históricos a mediados do século XVII no nosso País.

Francisco Carvalho Carvalho, licenciou-se no 1954 em História na U. C. de Madrid. Foi professor de Filosofia e reitor do Teologado de paúles em Salamanca. Voltou ao País no ano 1973. Em Vigo exerceu de professor da E. U. de Magistério. Actividade cultural directa no bairro e na A.C. de Vigo que presidiu uns anos. Co-fundador e presidente de Promocións Culturais Galegas, 1977, editora de A Nossa Terra. Na acçom política foi membro activo tanto da ANPG como do BNG e actividade religiosa na Eireja galega dos ?Colóquios de Irimia?, etc.
Tem umha grande e extensa obra sobre a História do nosso País, fundamentalmente da Idade Moderna. A mesma está publicada em monografias editadas nos números extras de A.N.T. e também em revistas internacionais.
Desde que se jubilou como professor vive no Morraço. Segue activo: ministerialmente com a pequena Igreja galega de Irimia; culturalmente, com colectivos v.g. Fundaçom Joana Matagal, Maio Longo (Ponte-Vedra), Pedra Longa (Marím), ANT e outros; intencionalmente, co BNG. Actualmente está a trabalhar numha monografia do século XVI na Galiza e a num ensaio cristiá sobre "inserçom do cristianismo" na Naçom Galega.

Dia: 14 de Dezembro 2010
Hora: 8 do serám - Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande - A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: A questom do desenvolvimento nas áreas rurais. O caso de Galiza por Mar Peres Fra BASENAME: o-facho-mar-peres-fra-a-questom-do-desenvolvimento-nas-areas-rurais-o-caso-de-galiza DATE: Wed, 01 Dec 2010 21:19:37 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

A Professora da USC, Mar Peres Fra departiu a sua exposiçom: "A questom do desenvolvimento em áreas rurais. O caso de Galiza". com a cidadania assistente o dia 30 de Novembro dentro do Ciclo, ?Economia, História e Realidade Social? organizado pola nossa associaçom.

Apoiada por inumeráveis dados expostos tanto na ecrâ como verbalmente, a investigadora, Mar Peres, discorreu sobre os problemas das áreas rurais no País e das ferramentas públicas desenhadas para a "soluçom" desses problemas. Mostrou como a perda permanente de povoaçom no rural como na totalidade da Galiza, fundamentalmente no interior, leva ao mesmo a sua desapariçom. Podendo definir às políticas levadas a cabo com respeito a Galiza, como ?genocidas? ao nom permitir aos seus habitantes a se desenvolver na Terra que os véu nascer. Um dado bem singelo ilustra esta afirmaçom, a 18 kms. de umha das cidades do País, em Friol, ainda hoje nom existe a possibilidade de se conectar a rede informática pola carência de prestaçons por parte de quem esta obrigado a dá-la, empresas que antes eram públicas (Telefónica) e com a política de saqueio neo-con hoje som privadas, assim como pola administraçom pública ao nom obrigar a prestar os serviços. Se nenos tenhem que percorrer durante duas horas nas montanhas do interior pola manhá cedo entre bretemas e geadas e por caminhos as beiras de esfragadoiros para ir a escola e outras tantas ao regresso, os seus pais tentarám fugir dessa situaçom; e isto está ocorrer hoje na Galiza com as políticas desenhadas polo P.P. para o ensino no rural. É obvio que se umha política de industrializaçom e possibilidade de bem-estar a gente é obrigada a emigrar para o acadar. Este regime permanente e continuado levado em décadas por todas as administraçons centralistas de Madrid com respeito a Galiza, converteu-nos de facto em colónia fornecedora de recursos humanos, naturais e financeiros.

Ao findar a sua exposiçom mantivo um mui interessante colóquio com os cidadás assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Mar Peres Fra - A questom do desenvolvimento nas áreas rurais. O caso de Galiza BASENAME: o-facho-mar-peres-fra-a-questom-do-desenvolvimento-em-areas-rurais-o-caso-de-galiza-1 DATE: Sun, 28 Nov 2010 17:37:16 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Taipa 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2010-11.

Palestra:

O vindouro dia 30 de Novembro, a Professora da USC, Mar Peres Fra falará dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social. A sua exposiçom versará sobre: "A questom do desenvolvimento em áreas rurais. O caso de Galiza". Charlará sobre os problemas das áreas rurais no País e das ferramentas públicas desenhadas para a "soluçom" desses problemas.

A Professora Mar Peres Fra é Doutora em CC. Económicas pola Universidade de Santiago de Compostela. Desde 1996 exerce como professora nessa mesma Universidade, no Departamento de Economia Aplicada, Área de Economia, Sociologia e Política Agrária. A sua linha de investigaçom centra-se na análise, avaliaçom e desenho de políticas de desenvolvimento de áreas rurais.

Ao longo destes anos tem trabalhado como investigadora convidada nas Universidades de Trás-os-Montes e Alto Douro (Portugal), na Universidade Técnica de Lisboa (Portugal) e no Rural Economy Research Centre-TEAGASC (Irlanda).Do ano 2005 ao 2007 desempenhou o cargo de Subdirectora Geral de Coordenaçom e Planificaçom para o Desenvolvimento Rural na Agencia Galega de Desenvolvimento Rural (Conselharia do Médio Rural).

Dia: 30 Novembro 2010 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: O galego e os médios de comunicaçom por Xavier Cea Outeiro BASENAME: o-facho-xavier-cea-outeiro-o-galego-e-os-medios-de-comunicacom-1 DATE: Wed, 24 Nov 2010 12:06:41 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Dentro do ciclo ?Lingua, Literatura e Naçom?, organizado pola Agrupaçom cultural O Facho, o jornalista Xavier Cea Outeiro, falou sobre: ?O galego e os médios de comunicaçom?. O acto celebrou-se na terça-feira, 23 de Novembro.

Na sua exposiçom o conferenciante salientou a situaçom de extrema dificuldade na que se acham os médios escrevidos em Língua Galega, destacou como o jornal ?Galicia-Hoxe? é o único diário editado totalmente na nossa língua. Pujo de manifesto a grande debilidade financeira dos médios escrevidos em galego, já que as três fontes de ingressos por leitores, publicidade, a apoio público, som cada vez mais cativos. Os publicitários ainda tenhem o galego como língua alheia à comunicaçom comercial, olhando para outra banda apesares do exito de campanhas de algumha cadeia de supermercados, o que a mais grande empresa de comunicaçom telefónica, rede, e televisom do País, expressa todas as suas relaçons na nossa Língua.

Ao findar a sua palestra houvo um interessante e distindido colóquio por parte dos assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Xavier Cea Outeiro - O galego e os médios de comunicaçom BASENAME: o-facho-xavier-cea-outeiro-o-galego-e-os-medios-de-comunicacom DATE: Thu, 18 Nov 2010 17:21:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º-C
15005 Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho da Corunha convida-lo assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2010-11

Palestra

O vindouro dia 23 de Novembro, terça-feira (martes), o jornalista Xavier Cea Outeiro, falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. O tema da sua intervençom versará sobre: ?O galego e os médios de comunicaçom?.

O jornalista Xavier Cea Outeiro é actualmente o subdirector do jornal 'Galícia Hoxe', que é o único diário totalmente em galego no nosso País.

Começou a trabalhar em 1989 como redactor no ?Correo Gallego?, sendo redactor da secçom ?Galícia? até 1990, para desde esse mesmo ano até 1993 faze-lo na secçom de Economia. Em 1994 formou parte da equipa de redacçom do ?O Correo Galego?, assumindo sucessivamente os cargos de chefe de área, chefe de secçom e redactor chefe. Desde o ano 1999 até 2006 foi responsável da ediçom digital dos jornais da Editorial Compostela. Desde Junho do ano que corre é o presidente da Associaçom de Médios Escritos em Galego (AME)

Dia: 23 de Novembro do 2010 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretario d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: "A gestaçom da literatura infantil galega" por Júlio Pardo de Neyra BASENAME: o-facho-julio-pardo-de-neyra-a-gestacom-da-literatura-infantil-galega-1 DATE: Wed, 17 Nov 2010 11:00:40 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Na terça, dia 16 de Novembro, o Professor da Universidade da Corunha, Júlio Pardo de Neyra, departiu sobre ?A gestaçom da literatura infantil galega? dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom.

Na sua exposiçom o conferenciante salientou como as Irmandades da Fala d?A Corunha com a fundaçom das ?Escolas Galegas? na mesma cidade, precisou de material didáctico para os alunos, o que obrigou a solicitar a distintos pessoeiros da cultura galega daqueles momentos da sua aportaçom. Durante as pesquisas levadas a cabo polo palestrante nos arquivos de umha das alunas daquelas escolas, Elvira Varela Bao, pertencente a umha família de nacionalistas galegos durante reprimida durante a tirania franquista, tivo a fortuna de atopar entre distinta documentaçom três contos infantis manuscritos de Vicente Risco e um dos mesmos editado por Zincke Hermanos. Estes contos tenhem como piares a literatura oral galega.
.
Ao findar a sua palestra houvo um interessante colóquio por parte dos assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Júlio Pardo de Neyra - "A gestaçom da literatura infantil galega" BASENAME: o-facho-julio-pardo-de-neyra-a-gestacom-da-literatura-infantil-galega DATE: Fri, 12 Nov 2010 16:55:59 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

    

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º-C
15005 Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho da Corunha convida-lo assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2010-11

Palestra

O vindouro dia 16 de Novembro, terça-feira (martes), o Prof. Doutor da UDC, Júlio Pardo de Neyra, falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: ?A gestaçom da literatura infantil galega?.

O professor Pardo de Neyra, é doutor. em Filologia Galega e Doutor em História contemporânea. Foi professor da USC, e posteriormente da U. de Estremadura e actualmente exerce como docente na Universidade de A Corunha. É autor de umha trintena de livros, entre os que destacam ensaios centrados no vanguardismo galego, no republicanismo, no erotismo e na pornografia literária, na literatura da Galiza barroca e no feito trovadoresco medieval. Cultura e República, Evaristo Correa Calderón, Ánxel Fole: Pazos e nacionalismo, O labor lírico do ilustrado cura de Fruíme, Vanguardia Gallega ou o compromisso jornalístico lucense coa II RepúblicaEspanhola, origens da literatura infantil galega. Fidalguia e cultura palaciana na Galiza do último milénio, Martin de Padrozelos, o primeiro trovador da lírica galego-portuguesa?, A introduçom do vanguardismo na literatura galega, por pôr uns exemplos.

Também é responsável da ediçom do cancioneiro de Martins de Padroçelos, o primeiro trovador conhecido da literatura galega medieval. Tem participado em muitos congressos, tanto na geografia nacional como estatal e mesmo fora das fronteiras do Estado Espanhol, como professor convidado deu aulas em várias Universidades portuguesas. Umha das suas preocupaçons investigadoras centra-se no estudo da literatura infantil galega, umha literatura para nenos e nenas que de perto viu-se motivada pelo puxe da política mais progressista da Irmandade da Fala de Corunha, que será o eido central do seu relatório no Facho.

Dia: 16 de Novembro do 2010 - Hora: 8 do serám
Local: Fundación Caixa Galiza
Cantom Grande ? Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretario d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: "A precarizaçom laboral das políticas neoliberais e os trabalhadores pobres na Galiza". por Xosé Manuel Carril Vasques BASENAME: o-facho-xose-manuel-carril-vasques-a-precariedade-1 DATE: Wed, 10 Nov 2010 18:46:37 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

No dia 9 de Novembro, terça, o Professor da Universidade d?A Corunha, José Manuel Carril Vasques expujo dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social, o seus estudo sobre: "A precarizaçom laboral das políticas neoliberais e os trabalhadores pobres na Galiza". Antes de começar a sua palestra, o conferenciante tivo umhas palavras de condena polo Terrorismo de Estado levado a cabo polo exército marroquino contra o povo saaráui.
Na sua exposiçom o conferenciante chamou atençom sobre a grande incremento dos trabalhadores pobres na Galiza, assim como no resto do Estado, negando de facto a sua condiçom de cidadás ao nom poder achegar rendas para umha elementar sobrevivência como seres humanos. Assim mesmo pujo de manifesto como a existência da precaridade cumpre a funçom de ser um recurso de controlo das classes trabalhadoras por parte da patronal. Também demostrou com dados e documentaçom, o derrube sistemático das rendas nom monetárias com a permanente modificaçom por parte dos distintos governos do Estado das condiçons laborais, até utilizando umha linguagem que nega a condiçom humana dos trabalhadores aos tratar como um mercado mais, um recurso mais no que-fazer produtivo.
Como é costume ao findar a sua palestra houvo tanto reflexons como um interessante colóquio por parte dos assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Xosé Manuel Carril Vasques - A precarizaçom laboral das políticas neoliberais e os trabalhadores pobres na Galiza". BASENAME: o-facho-xose-manuel-carril-vasques-a-precariedade DATE: Thu, 04 Nov 2010 12:27:19 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Taipa 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2010-11.

Palestra:

O vindouro dia 9 de Novembro, o Doutor e Professor da U. da Corunha, Xosé Manuel Carril Vasques falará dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social. A sua charla versará sobre: "A precarizaçom laboral das políticas neoliberais e os trabalhadores pobres na Galiza".

Xosé Manuel Carril Vasques é Professor Titular de Universidade de Direito do Trabalho e Seguridade Social, Departamento de Direito Público Especial da Universidade de A Corunha. Secretario Geral da Universidade da Corunha desde o ano 2006 até o ano 2010.

O professor Carril Vasques é Doutor em Direito pola Universidade de A Corunha, a sua tese doutoral sobre «A seguridade social dos trabalhadores do mar» foi qualificada de Sobressalente cum laude e Prémio Extraordinário. Estadia post-doutoral de investigaçom no Instituto de Direito do Trabalho da Faculdade de Direito da Universidade Católica (neerlandófona) de Lovaina (Bélgica), de 1 Julho 1999 a 30 Junho 2000, sob a direcçom do Prof. Dr. Othmar Vanachter. Estadia post-doutoral de investigaçom na Faculdade de Direito da Universidade Católica de América (Washington, Estados Unidos), de 1 Setembro a 30 setembro de 2005, baixo a direcçom do Prof. Dr. Robert A. Destro.

Também é autor de mais de médio centenar de publicaçons em temas da sua especialidade.
.

Dia: 9 Novembro 2010 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Médico Rodrigues n.º 1 ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Memória e Repressom na literatura galega por Carlos F. Velasco Souto BASENAME: o-facho-carlos-f-velasco-souto-memoria-e-repressom-na-literatura-galega-1 DATE: Wed, 03 Nov 2010 13:30:18 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

No dia 2 de Novembro, terça, o Professor da Universidade d?A Corunha, Carlos F. Velasco Souto falou dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua charla versou sobre: ?Memória e Repressom na literatura galega?.

Podemos afirmar que o exaustivo trabalho manifestado polo palestrante foi grandemente ilustrativo sobre a importância que tem e tivo a literatura galega para dar a conhecer nos anos escuros do terrorismo nacional-catolico espanhol o acontecido no nosso País, nom só durante os anos da guerra do 36 gestada polo mais clerical e reaccionário da burguesia espanhola senom também nos anos posteriores de ?sacas? e repressom.

A sua exposiçom encetou-na com os primeiros escritores - Otero Pedraio, etc.-, que já nos tempos da República concienzudamente fizérom com a sua obra a tarefa de recuperaçom da nossa memória como povo e naçom. De seguido continuou analisando a obra de outros narradores, Carvalho, Neira, Valenzuela, etc. até chegar aos actuais, Rivas, etc.; mostrando que graças ao trabalho levado a cabo por estes autores, a cidadania galega tem a possibilidade de conhecer e logo poder reflexionar sobre Nós, em tanto que povo e naçom afrontados pola barbárie fascista espanhola.

Como é costume ao findar a sua palestra houvo um animado colóquio com os assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Carlos F. Velasco Souto - Memória e Repressom na literatura galega BASENAME: o-facho-carlos-f-velasco-souto-memoria-e-repressom-na-literatura-galega DATE: Sat, 30 Oct 2010 15:41:43 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2010-11

Palestra


O vindouro dia 2 de Novembro, terça-feira (martes), o Professor da Universidade d?A Corunha, Carlos F. Velasco Souto falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: ?Memória e Repressom na literatura galega?
O professor Carlos F. Velasco Souto (Tomeza, Pontevedra, 1958) é doutor em Geografia e História pola Universidade de Santiago de Compostela e professor titular de História Contemporânea na Universidade da Corunha. Investigador especializado em temas de história social da Galiza é autor de vários livros e numerosos artigos em revistas especializadas. As suas obras de mais relevo som: A sociedade galega da Restauración na obra literária de Pardo Bazán (1875-1900), Pontevedra, Gráficas Portela, S. L., 1987; Agitacións campesinas na Galiza do século XIX, Santiago, Eds. Laiovento, 1995; Labregos Insubmissos, Santiago, Eds. Laiovento 2000; Galiza na II República, Vigo, Eds. A Nosa Terra, 2000; O Agrarismo Galego, Santiago, Eds. Laiovento, 2002; 1936 Represión e Alzamento militar en Galiza, Vigo, Eds. A Nosa Terra, 2006. Em colaboraçom com outros autores tem publicado La Compañía de Tranvías de A Coruña (1876-2005). Redes de transporte local, Madrid, 2006.

No âmbito da reconstruçom da nossa memória histórica democrática publicou recentemente A represión franquista en Oleiros (1936-1950), Oleiros, Ed. Trifolium, 2008; e assimesmo colaborou no volume colectivo A fuxida do Portiño. Historia, memoria e vítimas, Vigo, Eds. A Nosa Terra, 2009.

Dia: 2 de Novembro do 2010 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Os nossos apelidos galego-portugueses por Xosé M. Monterroso Devesa BASENAME: o-facho-os-nossos-apelidos-galego-portugueses-por-xose-m-monterroso-devesa DATE: Sat, 30 Oct 2010 15:39:18 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O escritor, animador cultural Xosé Maria Monterroso Devesa compartilhou no serám 30 de outubro de 2010 com o numeroso público assistente a sua charla ?Os nossos apelidos galego-portugueses?. O conferencista anunciou que ele nom era um filólogo senom um amador do tema que ia tratar na sua exposiçom. Posteriormente e tendo como peares trabalhos feitos por ele mesmo desenvolveu a sua conferencia com mostras da identidade de apelidos das duas bandas do Minho assim como a sua posterior evoluçom na outra beira do Atlântico. Ao findar da sua amena e documentada exposiçom às pessoas assistentes forom agasalhadas com um breviário das suas investigaçons publicado por AGAL.

Como costume no remate do acto houvo um colóquio com grande partipaçom dos cidadãs assistentes.

Antes de encetar a palestra houvo umhas palavras de lembrança pronunciadas polo o presidente d?O Facho, José Luís Rodrigues Pardo, para o loitador comunista Marcelino Camacho finado o dia 29 de Outubro.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Xosé Mª Monterroso Devesa- "Os nosos apelidos Galego-portugueses" BASENAME: o-facho-xose-mo-monterroso-devesa-os-nosos-apelidos-galego-portugueses-1 DATE: Mon, 18 Oct 2010 20:17:46 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupación Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º-C
15005 Corunha

A Agrupación Cultural O Facho de A Coruña convidaos asistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2010-11

Palestra

O vindouro día 29 de outubro, terça-feira (martes), o escritor Xosé Mª Monterroso Devesa falará dentro do ciclo, Lingua, Literatura e Nación. A súa charla versará sobre: OS NOSOS APELIDOS GALEGO-PORTUGUESES.

XOSÉ-MARÍA MONTERROSO DEVESA, A Coruña (1945), criouse no Uruguai dos antepasados Juega maternos, tornando para Galiza en 1964, alternando hoxe a residencia entre ambas patrias.

Escritor, conferenciante, animador cultural, colaborador na radio (a audición Da Terra e dos Tempos, RNE/O Facho), xenealoxista... o pan gañouno como funcionario público.

Obra: POESÍA (utilizando o nome XOSÉ DEVESA: Cara ó lonxe, noite adiante/ Nau enfeitizada/ Memoria de Tacuarembó/ Aquela luz), ENSAIO (Galegos e galeguismo/ O tema da emigración no Castelao gráfico, Memória d'O Facho-A Coruña na cultura galega/ Guia histórica do cemitério de Santo Amaro/ Mil e pico de nomes galegos do Uruguai).

Galardóns: primeiro prémio en conto en Guimaraes (1975), premio de ensaio pola citada obra sobre Castelao (Montevideo, 1987), prémio literário Feira do Libro da Coruña (1993), Vieira de Prata (Montevideo, 2004).

Ten dictado conferéncias na Galiza, no Brasil (con motivo do irmanamento Coruña-Recife), no Uruguai, na Arxentina (Buenos Aires, La Plata, Rosario), en Santiago de Chile..., nas últimas décadas acerca da matéria xenealóxica e onomástica (froito dos seus estudos sobre antepasados galegos de familias rioplatenses e máis centrándose nos apelidos galaico-portugueses espallados polo mundo).
Outra das suas dedicacións foi dirixida á língua galega, optando pola via reintegracionista; e tendo colaborado na equipa que publicou O galego hoxe, logro de grande importancia d'O Facho.

Como xestor cultural, actuou durante 15 anos no marco d'O Facho, sendo de salientar as suas iniciativas persoais sobre o DIA DA NOSA FALA (18 de Maio) ou o DIA DE CASTELAO (30 de Xaneiro, aprobado este polo Parlamento Galego, mas nunca efectivizado na realidade), ou sobre a instalación de diversas placas comemorativas na xeografía coruñesa.

Día 29 de outubro de 2010 - Hora: 20 horas
Local: Fundación Caixa Galicia, Cantón Grande
A Coruña

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: José Luís Rodríguez Fernández - "CARVALHO CALERO " BASENAME: o-facho-jose-luis-rodriguez-fernandez-carvalho-calero-1 DATE: Wed, 06 Oct 2010 11:06:49 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

José Luís Rodríguez Fernández, profesor e catedrático da USC, presentouse como alumno e discípulo de D. Ricardo Carvalho Calero, de quen dixo admirar a súa inmensa obra e por riba de todo ao ?home? pola súa coherencia, honestidade, estudo e dedicación a este pais ao que comezou chamando Galicia e acabou chamando Galiza.

A vida e obra de Carvahlo Calero (1910-1990) representan todo o século XX. Membro do Seminario de Estudos Galegos , frecuentado pola xente do grupo ?Nós?: Vicente Risco, Castelao, Otero Pedraio, Florentino Cuevillas. Rematada a guerra foi condenado a cadea perpetua que logo pasou a 12 anos e un día. Sae do cárcere no 41 e dedicase o ensino privado, así en 1950 vai para Lugo onde traballará como profesor e director do colexio Fingoi, desenvolvendo una importante labor pedagóxica e creativa.

A pesar da experiencia vital tan negativa, que a outros apartaría do galeguismo, el continua co seu empeño, sendo dos primeiros en recuperar o ritmo de publicación en galego. En 1958 ingresa na Academia Gallega con o discurso ?Contribución ao estudo das fontes literarias de Rosalía?.

En 1965 incorporase como profesor de Lingua e Literatura Galegas na Universidade de Santiago de Compostela. Tamén consegue rematar a sua oposición (proceso iniciado antes da guerra) para o ensino secundario.

A Universidade ofrécelle un soldo miserento, indigno. Tampouco outros medios, non hai nin biblioteca. Así D. Ricardo vese obrigado a publicar para crear materiais para as súas aulas, e publica en castellano para atraer alumnos e evitar suspicacias. En 1966 aparece a sua Gramática elemental del gallego común.

En 1972 Carvalho Calero consegue a primeira Cátedra de Lingüística e Literatura Galega na Universidade de Compostela. Os problemas entre as dúas tendencias normalizadoras chegan a causar fortes enfrontamentos entre os reintegracionistas e os isolacionistas. D. Ricardo defensor da tendencia reintegracionista ?galego e portugués non son máis que dúas polas da mesma arbore?, máis que existan diferencias fonéticas moi importantes para a unificación total, que tampouco ninguén pretendía nin sequera o propio Carvalho.

Consecuencia destas teimas coa normalización da lingua, D. Ricardo viuse relegado e marxinado, o que foi unha experiencia dura ante a que soubo demostrar a sua valía e dignidade persoal, pois nunca devolveu as ofensas.

O seu labor na universidade foi inmenso, chegando a dirixir 17 teses de licenciatura e 5 teses de doutoramento e representando a Universidade (USC) en todo tipo de actos con inmenso entusiasmo. En 1980 deixa a docencia pero a sua actividade creativa multiplicase, cultivando todos os xéneros: poesía, romance, teatro, ensaio...

O profesor José Luís fixo un repaso sobre temas de lingüística analizados por Calero, sinalando que o levaron, en ocasión, a rectificarse a si mesmo cuantitativamente e non tanto cualitativamente pois o seu sentimento e opinión sempre foron para unha unificación ?suficiente?.

Para rematar o público, con ampla representación da xuventude, contrastou opinións co conferenciante en animada conversa.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: José Luís Rodríguez Fernández - "CARVALHO CALERO " BASENAME: o-facho-jose-luis-rodriguez-fernandez-carvalho-calero DATE: Thu, 30 Sep 2010 21:23:09 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupación Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º-C
15005 Corunha

A Agrupación Cultural O Facho de A Coruña convida-o asistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2010-11
Palestra

O vindouro día 5 de outubro, terça-feira (martes), o profesor e catedrático da Universidade de Santiago de Compostela, Xosé Luís Rodríguez Fernández falará dentro do ciclo, Lingua, Literatura e Nación. A súa charla versará sobre: ?Carvalho Calero?.

Dia: 5 de outubro 2010 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? Corunha

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Vitorino Pérez Prieto-"Prisciliano como símbolo do povo galego" BASENAME: o-facho-vitorino-perez-prieto-prisciliano-como-simbolo-do-povo-galego-1 DATE: Wed, 29 Sep 2010 18:33:33 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O profesor Victorino Pérez Prieto iniciou a sua disertación cunha pregunta:

-¿Será moito dicir que Prisciliano sexa símbolo do pobo galego?

Reconstruír a figura histórica de Prisciliano non é doado pola teima da Igrexa en borralo, máis de 200 anos adicou a tal empresa, sen chegar a conseguilo. Sábese que viviu nos anos 345 a 385, que foi un home culto que chegou a ser bispo de Avila, e ao que seguiron tanto o pobo como moitos bispos, que morreu decapitado por herexe. Os mellores traballos sobre a sua importante figura son alemáns, incluso de ingleses ou franceses.

Pero para Galiza é tan importante a realidade histórica de Prisciliano como a realidade mítica. Pobre do pobo que mate os seus mitos. A cultura galega naceu despois de Prisciliano, uns escribían a favor de Prisciliano e outros encontra.

Victorino Pérez contounos como falaron de Prisciliano algúns galeguistas.
-Vicente Risco :?Prisciliano é algo tan grande, encerra un misterio tan profundo que non sei se os galegos chegaremos endexamais a descubrilo e que sabe se moito do noso porvir non pende diso?.
-Castelao: ?Galiza abrazou o cristianismo de Prisciliano durante máis de 100 anos. Conciencia mítica de Galiza?.
-Portela Valladares: ? Sempre constituirá un forte valor e a sua elevada figura moral debe presentarse para todos como un dos máis rexos da nosa Galiza...?
-Destacou sobre todos a fascinación que lle transmitiu por Prisciliano D. Ramón Otero Pedrayo, que escribiu: ? Prisciliano é a maior individualidade que Galiza xerou...?

O profesor e autor do libro ?Prisciliano na cultura galega? dixo que será difícil chegar a saber con certeza quen foi Prisciliano, pero non cabe dubida de que é unha realidade mítica para o pobo galego. ¿O santo enterrado en Compostela non será Prisciliano? Por ala andou con certeza.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Vitorino Pérez Prieto-"Prisciliano como símbolo do povo galego" BASENAME: o-facho-vitorino-perez-prieto-prisciliano-como-simbolo-do-povo-galego DATE: Mon, 20 Sep 2010 20:41:03 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

20-09-2010
Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º-C
15005 Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho da Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2010-11
Palestra

O vindouro dia 28 de setembro, terça-feira (martes), o profesor, escritor e doutor en teologia Vitorino Pérez Prieto falará dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais. A sua charla intitula-se: ?Prisciliano como símbolo do povo galego?.
Vitorino Pérez Prieto naceu en Hospital de Órbigo (León) .Estudou Bacharelato, Debuxo e Pintura, Filosofía e Teoloxía (1973-79) en Santiago de Compostela, licenciándose en Teoloxía Dogmática na Universidade Pontificia de Salamanca (1981). Realizou cursos de Teoloxía e Sagrada Escritura na Universidade de Comillas en Madrid (1994-95) e fixo o Doutoramento en Teoloxía na UPSA (Salamanca) cunha tese sobre a teoloxía interrelixiosa e intercultural de Raimon Panikkar. Foi ordenado sacerdote en 1981. Durante vintecinco anos (1981-2006) exerceu como párroco. Foi profesor no Instituto "I.B. de Burela" e na "Escola Diocesana de Teoloxía". Actualmente é profesor nas Universidades da Coruña e Santiago. Foi director da revista "Irimia", e pertence ó Consello de Redacción de "Encrucillada".
É escritor prolífico en xornais, revistas e libros. Foi colaborador de ?El Progreso? , ?Diario de Ferrol?, ?La Voz de Galicia?, ?La Región?, ?El Faro de Vigo?, ?Heraldo de Vivero?, ?La Comarca del Eo"... Publicou numerosos artigos nas revistas "Irimia" e "Encrucillada". É colaborador de ?A Nosa Terra? e de numerosas revistas galegas e estranxeiras.
Publicou: "A Xeración 'Nós'. Galeguismo e relixión" (1988); "Cristiáns e galeguistas",(1994); "Galegos e cristiáns. Deus fratresque Gallaetiae", (1995); "Do teu verdor cinguido. Ecoloxismo e cristianismo", (1997); "A Romaxe de Crentes Galegos. De Irimia Santa Margarida",(1998); "Ecologismo y cristianismo",(1999); "Con cordas de tenrura", SEPT-Galaxia, Vigo (2000); "Con cuerdas de ternura",(2001); "Contra a síndrome N.N.A. (Non hai Ningunha Alternativa). Unha aposta pola esperanza",(2005). "Os ríos pasan cheos de Deus. Poesía religiosa en galego",(2007). "Obras de teatro para o Nadal",(2009) e "Prisciliano na cultura galega. Un símbolo necesario", Galaxia, Vigo (2010). "Más allá de la fragmentación de la teología el saber y la vida: Raimon Panikkar", e "Dios, Hombre Mundo. La Trinidad en Raimon Panikkar", Herder, Barcelona (2008).
Colaborou en moitos máis libros, entre eles: "O idioma da Igrexa en Galicia",1989; "Castelao e a verdade dos pobres"; "Manuel María, poeta relixioso", 2001; ?A presenza de Deus na última poesía galega?,2006; ?A dimensión teolóxica do camiño?,2007; ?A Igreja do futuro?, en "Ser Igreja", Lisboa 2007
É membro da Asociación de Escritores en Lingua Galega e da Asociación de Teólogos Juan XXIII, do Centro Interculturale Raimon Panikkar-Italia e doutras asociacións.
Dia: 28 de setembro 2010 - Hora: 8 do serám
Local: Caixa Galiza
Rúa Médico Rodríguez ? Corunha

Secretaria d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: O galeguismo na encruzilhada do século XXI por Rafael Cuinha BASENAME: o-facho-rafael-cuinha-o-galeguismo-na-encruzilhada-do-seculo-xxi-1 DATE: Wed, 02 Jun 2010 11:15:47 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Findando as actividades organizadas polo O Facho para a tempada 2009/10, o dia 1 do mês que corre, o empresário Rafael Cuiña intervéu dentro do ciclo Economia, História e C.C. Sociais o dia 1 Junho com umha charla intitulada ?O galeguismo na encruzilhada do século XXI?.

Com umha sala ateigada de interessado público o palestrista demandou a definiçom de Galiza como Naçom num novo Estatuto reformado e 
umha discriminaçom positiva para a Língua galega defendendo o necessário equilíbrio de galego e castelá no sistema educativo através 
de umha discriminaçom positiva para o idioma que parte em inferioridade. Esse nom é outro que o galego.
Assim mesmo fizo umha critica contundente aos defensores da recuperaçom do centralismo madrilenho, que tenta nos retroar a situaçons que dariam fim ao Estado das Autonomias. Também demandou a conveniência de rebaixar do 5% ao 3% a percentagem necessária de votos para ter presença institucional, posto que a actual situaçom é um grande atranco para que se podam expressar a realidade política e social do País.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Rafael Cuinha - ?O galeguismo na encruzilhada do século XXI?. BASENAME: o-facho-rafael-cuinha-o-galeguismo-na-encruzilhada-do-seculo-xxi DATE: Thu, 27 May 2010 17:17:13 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º-C
15005 Corunha


A Agrupaçom Cultural O Facho da Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2009-10

Palestra

O vindouro dia 1 de Junho, terça-feira (martes), o empresário Rafael Cuinha falará dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais. A sua charla intitula-se: ?O galeguismo na encruzilhada do século XXI?.

Rafael Cuinha é membro da directiva do Instituto Galego de Estudos Europeus e Autonómicos (IGEA) e igualmente um reconhecido empresário do País. Também esta a colaborar como articulista no jornal electrónico ?Vieiros?, assim como no ?Xornal de Galicia?. Em ambos os dous médios mostra um nídio posicionamento na defesa da Língua e Cultura Galegas. Participou no foro de debate ?Ecolíngua? partilhando sobre o futuro da nossa Língua.

Dia: 1 de Junho 2010 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Galiza na poética de X.L:Méndez Ferrin BASENAME: x-l-mendez-ferrin DATE: Wed, 26 May 2010 14:04:43 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: Novas TAGS: ----- BODY:

O dia 25 de Maio e com umha sala ateigada de interessado público, o escritor e Presidente da R.A.G., Xosé Luís Méndez Ferrín falou dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. O conferencista compartilhou com a cidadania assistente a presença de Galiza e a sua história no seu dizer poético.

Com umha exposiçom clara sobre o contido de cada poema antes de encetar o seu recitado, Méndez Ferrín, mostrou a transcendência na sua obra poetica o devir histórico de Galiza desde Martinho de Dume, Rói Xordo, até o dia de hoje. Findou com a leitura de um fermoso poema adicado ao grande revolucionário, Fidel Castro. No transcurso da sua leitura assim como ao rematar a mesma foi interrompido com grandes aplausos.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Entrega dos prémios de "Contos de nenos para nenos" BASENAME: o-facho-entrega-dos-premios-de-contos-de-nenos-para-nenos DATE: Tue, 25 May 2010 21:56:31 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Num agarimoso acto fizo-se entrega dos prémios de literatura infantil ? Contos de nenos para nenos?.convocados pola nossa Agrupaçom. A mesa esta composta polos membros do júri : Mar Hermida, José Mondelo, assim como polo presidente d'O Facho, J. L. Rodríguez Pardo e a vogal responsável desta actividade, Soledad Glez. Maside. O escritor e membro do júri, Xavier Docampo nom pudo assistir, mas enviou umha nota que foi lida Sol para logo lhe a entregar aos premiados

Os premiados fôrom agasalhados com livros, diplomas, e o prémio correspondente, sendo os mesmos:

1º.- Prémios da Categoria A (Nenos e nenas de 9 a 12 anos)

Primeiro prémio: ?Evaristo o piollo listo? de Matías Núñez Gil
Aluno do IES Celanova (Ourense)
Segundo prémio: ?Un verán moi especial? de Lorena Barrera López
Aluna do CEIP Vista Alegre, Burela (Lugo)

2º.- Prémios da categoria B. (Rapazes e rapazas de 13 a 16 anos)

Primeiro prémio: ?Seis de diamantes? de Brais Lamela Gómez
Aluno do IES Basanta Silva de Vilalba (Lugo)
Segundo prémio: ?...E na terra, un mar de bágoas? de
Laura Rivadulla Costa
Aluna do IES Agra de Raízes,Cée (Corunha)

Accesit categoria B:

?Unha bágoa e mais unha flor? de Uxía Barrientos Reboiras
Aluna do IES Agra do Orçam, Corunha
?O meu xardín maldito? de Sofía Calvo Soares
Aluna do IES As Lagoas (Ourense)

Ao findar o acto houvo umha ceia homenagem aos rapazes e raparigas premiados.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: X. L. Méndez Ferrín - " Galicia na poesia de X. L. Méndez Ferrín" BASENAME: o-facho-x-l-mendez-ferrin-galicia-na-poesia-de-x-l-mendez-ferrin DATE: Tue, 25 May 2010 09:11:10 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupación Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º-C
15005 Corunha

A Agrupación Cultural O Facho de A Coruña convida-lo asistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2009-10

Palestra

O vindouro día 25 de Maio, terça-feira (martes), o escritor e Presidente da Real Academia Galega, Xosé Luís Méndez Ferrín falará dentro do ciclo, Lingua, Literatura e Nación. A súa charla versará sobre: Galicia na poética de X. L. Méndez Ferrín.

O profesor Méndez Ferrín é Doutor en Filoloxía e Doutor Honoris Causa pola Universidade de Vigo. Desde o 23 de xaneiro preside a RAG. Foi profesor de literatura no Instituto Santa Irene de Vigo. Dirixe a revista de pensamento crítico A Trabe de Ouro que ten marcado de xeito notábel na última década o devir da nosa cultura coa difusión de problemas e investigacións sobre cuestións diversas con aproximacións interdisciplinares e baixo unha dupla perspectiva nacional e universal. Preparou a edición crítica do Cancioneiro de Pero Meogo e como ensaísta publicou De Pondal a Novoneyra.

Deuse a coñecer como poeta coa obra Voces na néboa, á cal seguiron Antoloxía popular, asinado co heterónimo de Heriberto Bens; Sirventés pola destrucción de Occitania; Con pólvora e magnolias, Premio da Crítica; Poesía enteira de Heriberto Bens, O fin dun canto, Erótica, Estirpe, Premio Losada Diéguez.

Como narrador publicou: Percival e outras historias; O crepúsculo e as formigas; Arrabaldo do norte; Retorno a Tagen Ata; Elipsis e outras sombras; Antón e os inocentes; Crónica de nós; Amor de Artur; Arnoia, Arnoia; Bretaña Esmeraldina, Premio da Crítica de Galicia, Arraianos, Premio da Crítica de Galicia, Premio Losada Diéguez, Premio da Crítica Española, e No ventre do silencio, Premio Eixo Atlántico. En 1999 foi proposto pola Asociación de Escritores en Lingua Galega para o Premio Nobel de Literatura.

Debido á súa actividade política foi procesado en tres ocasións -a última, cando xa estaban en vigor as institucións democráticas españolas-, sufrindo torturas e varios ingresos no cárcere.

Día: 25 de Maio do 2010 - Hora: 8 do serán
Local: Fundación Caixa Galiza
Cantón Grande ? Coruña

J. Alberte Corral Iglesias
Secretario d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Entrega premios contos 2010 BASENAME: entrega-premios-contos-2011 DATE: Mon, 24 May 2010 15:19:42 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Num agarimoso acto fizo-se entrega dos prémios de literatura infantil ? Contos de nenos para nenos?.convocados pola nossa Agrupaçom. A mesa esta composta polos membros do júri : Mar Hermida, José Mondelo, assim como polo presidente d'O Facho, J. L. Rodríguez Pardo e a vogal responsável desta actividade, Soledade Glez. Maside. O escritor e membro do júri, Xavier Docampo nom pudo assistir, mas enviou umha nota que foi lida Sol para logo lhe a entregar aos premiados

Os premiados fôrom agasalhados com livros, diplomas, e o prémio correspondente, sendo os mesmos:

1º.- Prémios da Categoria A (Nenos e nenas de 9 a 12 anos)

Primeiro prémio: ?Evaristo o piollo listo? de Matías Núñez Gil
Aluno do IES Celanova (Ourense)
Segundo prémio: ?Un verán moi especial? de Lorena Barrera López
Aluna do CEIP Vista Alegre, Burela (Lugo)

2º.- Prémios da categoria B. (Rapazes e rapazas de 13 a 16 anos)

Primeiro prémio: ?Seis de diamantes? de Brais Lamela Gómez
Aluno do IES Basanta Silva de Vilalba (Lugo)
Segundo prémio: ?...E na terra, un mar de bágoas? de
Laura Rivadulla Costa
Aluna do IES Agra de Raízes,Cée (Corunha)

Accesit categoria B:

?Unha bágoa e mais unha flor? de Uxía Barrientos Reboiras
Aluna do IES Agra do Orçam, Corunha
?O meu xardín maldito? de Sofía Calvo Soares
Aluna do IES As Lagoas (Ourense)

Ao findar o acto houvo umha ceia homenagem aos rapazes e raparigas premiados.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Uxío Novo-Neira por Xulio López Valcárcel BASENAME: title-293 DATE: Wed, 19 May 2010 20:44:40 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O poeta Júlio Lopes Valcárcel falou da figura do homenageado neste ano o também poeta Uxío Novo-Neira ante um interessado público que acudiu aos eventos programados pola nossa Agrupaçom com o galho do dia das ?Letras Galegas?

O conferencista compartilhou com a cidadania presente as suas reflexons nom só sobre a pessoa do grande poeta da Terra, Uxío Novo-Neira, senom também sobre a transcendência da sua obra poética. Com umha exposiçom clara e documentada, Júlio L. Valcárcel mostrou o devir literário e existencial do autor de ?Os Eidos? nos duros anos da tirania nacional-católica que asovalhou ao País por mais de quarenta anos.

Ao findar a sua exposiçom houvo um colóquio com umha grande participaçom dos assistentes

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ? As origens das políticas sociais na Galiza (1908-1963) por Margarida Vilar Rodrigues BASENAME: o-facho-as-origens-das-politicas-sociais-na-galiza-1908-1963-por-margarida-vilar-rodrigues DATE: Sat, 15 May 2010 10:50:49 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Com umha sala de interessado público, a professora da Universidade da Corunha, Margarida Vilar Rodrigues, falou e reflexionou com os assistentes sobre a evoluçom as políticas sociais na Galiza e desmitificou a "lenda franquista" que a extensom das mesmas nascera no Regime nacional-católico. É obvio que sendo o nosso País parte do Estado espanhol, as mesmas seguírom os processos havidos no território do Estado.

Com umha exposiçom exaustiva de documentaçom, e de fontes legislativas, fizo visível as diversas etapas das políticas de previsom e amparo, e como a sua maior implementaçom se deu no período da II República. Mostrou com dados irrefutáveis como os custos de estas políticas de cobertura dos riscos de acidentes de trabalho que se produziam a cote , de velhice, maternidade, doença e desemprego, eram sobre as costas dos jornais dos obreiros e demais camadas trabalhadoras.

Ao findar a professora, Margarida, a sua exposiçom houvo um colóquio com umha grande participaçom dos assistentes

----- COMMENT: AUTHOR: doceasubio [Visitante] DATE: Mon, 16 May 2011 18:41:30 +0000 URL:

Interesantísima exposición. Moitas grazas a Margarida e ao Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Manifesto contra a política ETNOCIDA de Feijóo e os seus "mariachis" BASENAME: o-facho-manifesto-contra-a-politica-etnocida-de-feijoo-e-os-seus-mariachis-1 DATE: Sat, 15 May 2010 10:22:56 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Pasquim CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º
15005 A Corunha

?O galego, o nosso existir?

Ante a necessidade de respostas à política etnocida de Feijóo e o seu desgoverno contra a nossa Língua, O Facho chama aos bons e generosos a fazer valer os seus direitos cidadás frente às agressons contra a Língua Galega que está a levar a cabo o P.P. e a actual Junta de Galiza participando na manifestaçom convocada para o 17 de Maio ás 12 horas desde a Alameda de Compostela.

A Agrupaçom Cultural O Facho manifesta

O nosso posicionamento de jeito beligerante e irrenunciável na defesa da Língua Galega que constitui um elemento básico de identidade cultural e representa um valor fundamental de coesom.

As políticas lingüísticas levadas a cabo pola Junta do P.P. supom um passo adiante na política de repressom, empobrecimento e marginalizaçom que Feijóo e os seus ?mariachis? estám a realizar contra a Língua e a Cultura dos galegos e galegas desde a Junta de Galiza.

O Estatuto de Autonomia de Galiza, no seu artigo 5, define o galego como Língua própria de Galiza, declara que os idiomas galego e castelám som oficiais em Galiza e que todos tenhem o direito de conhece-los e usa-los. Assim mesmo, estabelece que os poderes públicos da Galiza potenciarám o emprego do galego em todos os planos da vida pública, cultural e informativa, e aportarám a dotaçom dos recursos necessários para facilitar o seu conhecimento. Certamente, todas as políticas culturais e lingüísticas estám a violentar o próprio Estatuto de Autonomia.

Demandamos

Que cesse a perseguiçom da Língua e Cultura Galega por parte da actual Junta do P.P.

A aboliçom do sistema legal que subordina o galego ao castelám, a aboliçom do supremacismo castelám que procura a desapariçom do galego e exigimos a implementaçom de autênticas políticas de normalizaçom lingüística ao serviço da nossa sociedade.

Na cidade d?A Corunha, mês de Maio 2010

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Actos com o galho das LETRAS GALEGAS BASENAME: o-facho-actos-com-o-galho-das-letras-galegas DATE: Mon, 10 May 2010 17:40:17 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 A Corunha

Actos para realizar polo Facho com o galho das Letras Galegas do ano 2010

18 de Maio 2010

Às 12 e 1/2 da manhá: Oferenda floral nos jardins de Mendes Nunes diante do monumento a Curros Henriques. Falará o presidente d?O Facho, José Luís Rodrigues Pardo e dará a conhecer o ganhadores dos prémios convocados pola nossa Agrupaçom:

Concurso de Contos de nenos para nenos ?Carlos Casares?
Concurso de Teatro Infantil

Na cerimonia haverá musica de gaiteiros.

18 de Maio 2010

Às 8 do serám no local da Fundaçom Caixa Galiza, Cantom Grande, Corunha; o poeta e ensaísta, Júlio Lopes Valcárcel falará sobre a figura do grande poeta do Caurel, Uxío Novo Neira. A sua intervençom intitula-se: Uxío Novo Neira, poeta da Terra
22 de Maio 2010

Às 8 do serám no local da Fundaçom Caixa Galiza, Médico Rodrigues n.º 2 da Corunha efectuara-se a entrega dos prémios:

Concurso de Contos de nenos para nenos ?Carlos Casares?
Concurso de Teatro Infantil

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: -Margarida Vilar Rodrigues ? As origens das políticas sociais na Galiza (1908-1963) BASENAME: o-facho-margarida-vilar-rodrigues-as-origens-das-politicas-sociais-na-galiza-1908-1964 DATE: Sat, 08 May 2010 16:04:03 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º-C
15005 A Corunha


A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2009-10

Palestra

O vindouro dia 11 de Maio, terça-feira (martes), a Doutora e Professora da Universidade da Corunha, Margarida Vilar Rodrigues falará dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais, sobre ? As origens das políticas sociais na Galiza (1908-1963): a cobertura dos riscos de acidentes de trabalho, velhice, maternidade, enfermidade e paro?

Margarida Vilar Rodrigues é Doutora em Economia pola Universidade de Barcelona (2004), instituiçom onde trabalhou durante vários anos. Na actualidade é professora do Departamento de Economia Aplicada I (Área de Historia e Instituiçons Económicas) na UDC. A sua actividade investigadora está centrada em torno ao funcionamento do mercado de trabalho, a desigualdade e as políticas sociais em Espanha e Galiza durante o século XX.

É autora de umha notável e amplia obra tanto em trabalhos colectivos como individuais em revistas científicas. Como membro do Grupo de Investigaçom de Historia da Empresa é também co-autora de diversas obras sobre a história económica da Galiza, entre elas sublinhamos: O aforro dos galegos. Origens e História da Caixa Galicia,1876-2002; O auga bem-feitora. Umha história dos balneários da Galiza, 1700-1936. Os origens do Estado de bem-estar na Espanha, 1900-1945: Os seguros de acidentes, velhice, desemprego e doença.


Dia: 11 de Maio do 2010 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa-Galiza / Cantom Grande
Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Manifesto pola defesa da Língua e Cultura Galega BASENAME: o-facho-manifesto-pola-defesa-da-lingua-e-cultura-galega DATE: Wed, 05 May 2010 17:06:48 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Pasquim CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º
15005 A Corunha


?O galego, o nosso existir?

Ante a necessidade de respostas à política etnocida de Feijóo e o seu desgoverno contra a nossa Língua., O Facho chama aos bons e generosos a fazer valer os seus direitos cidadás frente às agressons contra a Língua Galega que está a levar a cabo o P.P. e a actual Junta de Galiza participando na manifestaçom convocada para o 17 de Maio ás 12 horas desde a Alameda de Compostela.

A Agrupaçom Cultural O Facho manifesta

O nosso posicionamento de jeito beligerante e irrenunciável na defesa da Língua Galega que constitui um elemento básico de identidade cultural e representa um valor fundamental de coesom.

As políticas lingüísticas levadas a cabo pola Junta do P.P. supom um passo adiante na política de repressom, empobrecimento e marginalizaçom que Feijóo e os seus ?mariachis? estám a realizar contra a Língua e a Cultura dos galegos e galegas desde a Junta de Galiza.

O Estatuto de Autonomia de Galiza, no seu artigo 5, define o galego como Língua própria de Galiza, declara que os idiomas galego e castelám som oficiais em Galiza e que todos tenhem o direito de conhece-los e usa-los. Assim mesmo, estabelece que os poderes públicos da Galiza potenciarám o emprego do galego em todos os planos da vida pública, cultural e informativa, e aportarám a dotaçom dos recursos necessários para facilitar o seu conhecimento. Certamente, todas as políticas culturais e lingüísticas estám a violentar o próprio Estatuto de Autonomia.

Demandamos

Que cesse a perseguiçom da Língua e Cultura Galega por parte da actual Junta do P.P.

A aboliçom do sistema legal que subordina o galego ao castelám, a aboliçom do supremacismo castelám que procura a desapariçom do galego e exigimos a implementaçom de autênticas políticas de normalizaçom lingüística ao serviço da nossa sociedade.

Na cidade d?A Corunha, mês de Maio 2010

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO; Actos com o galho das Letras Galegas do ano 2010 BASENAME: o-facho-actos-com-o-galho-das-letras-galegas-do-ano-2010 DATE: Wed, 05 May 2010 10:04:45 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 A Corunha

Actos para realizar polo Facho com o galho das Letras Galegas do ano 2010

18 de Maio 2010

Às 12 e 1/2 da manhá: Oferenda floral nos jardins de Mendes Nunes diante do monumento a Curros Henriques. Falará o presidente d?O Facho, José Luís Rodrigues Pardo e dará a conhecer o ganhadores dos prémios convocados pola nossa Agrupaçom:

Concurso de Contos de nenos para nenos ?Carlos Casares?
Concurso de Teatro Infantil

Na cerimonia haverá musica de gaiteiros.

18 de Maio 2010

Às 8 do serám no local da Fundaçom Caixa Galiza, Cantom Grande, Corunha; o poeta e ensaista, Júlio Lopes Valcarcel falará sobre a figura do grande poeta do Caurel, Uxío Novo Neira.

22 de Maio 2010

Às 8 do serám no local da Fundaçom Caixa Galiza, Médico Rodríguez nº 2 d?A Corunha efectuara-se a entrega dos prémios:

Concurso de Contos de nenos para nenos ?Carlos Casares?
Concurso de Teatro Infantil

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Margarida Vilar Rodrigues -As origens das políticas sociais em Galiza (1908-1963) BASENAME: o-facho-margarida-vilar-rodrigues-as-origens-das-politicas-sociais-em-galiza-1908-1963 DATE: Mon, 03 May 2010 08:00:27 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º-C
15005 A Corunha


A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2009-10

Palestra

O vindouro dia 11 de Maio, terça-feira (martes), a Doutora e Professora da Universidade da Corunha, falará dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais, sobre ? As origens das políticas sociais em Galiza (1908-1963): a cobertura dos riscos de acidentes de trabalho, velhice, maternidade, enfermidade e paro?

Margarida Vilar Rodrigues é Doutora em Economia pola Universidade de Barcelona (2004), instituiçom onde trabalhou durante vários anos. Na actualidade é professora do Departamento de Economia Aplicada I (Área de Historia e Instituiçons Económicas) na UDC. A sua actividade investigadora está centrada em torno ao funcionamento do mercado de trabalho, a desigualdade e as políticas sociais em Espanha e Galiza durante o século XX.

É autora de umha notável e amplia obra tanto em trabalhos colectivos como individuais em revistas científicas. Como membro do Grupo de Investigaçom de Historia da Empresa é também co-autora de diversas obras sobre a história económica da Galiza, entre elas sublinhamos: O aforro dos galegos. Origens e História da Caixa Galicia,1876-2002; O auga bem-feitora. Umha história dos balneários da Galiza, 1700-1936. Os origens do Estado de bem-estar na Espanha, 1900-1945: Os seguros de acidentes, velhice, desemprego e doença.


Dia: 11 de Maio do 2010 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa-Galiza / Cantom Grande
Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: "A canção brasileira: dos ecos da Galiza aos retratos do País" polo professor Ulisses Infante BASENAME: o-facho-ulisses-infante-a-cancao-brasileira-dos-ecos-da-galiza-aos-retratos-do-pais-2 DATE: Wed, 28 Apr 2010 12:04:25 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O dia 27 de Abril, terça, o Professor e Doutor pola Universidade de S. Paulo, Ulisses Infante, compartilhou, dentro do ciclo ?Língua, Literatura, e Naçom? organizado pola nossa associaçom, sobre os ecos da lirica medieval galego-portuguesa na cançom brasileira de hoje e ontem. Fazendo uso das novas técnicas informáticas os pressentes pudemos analisar através de textos a forte presença da lírica medieval galega no dizer poético brasileiro. E como os compositores mais salientáveis (Chico Buarque, Caetano Veloso, etc..) conhecem em profundidade a nossa poética medieval e fam uso da mesma para as suas composiçons. O tempo ficou cativo dado o interesse dos assistentes ante a palestra do professor Ulisses.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Ulisses Infante - "A canção brasileira: dos ecos da Galiza aos retratos do país" BASENAME: o-facho-ulisses-infante-a-cancao-brasileira-dos-ecos-da-galiza-aos-retratos-do-pais DATE: Sun, 18 Apr 2010 19:18:28 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2009-10.

Palestra:

O vindouro 27 de Abril, o Doutor em literatura brasileira pola Universidade de São Paulo, Ulisses Infante, falará dentro do Ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: "A canção brasileira: dos ecos da Galiza aos retratos do país"

Ulisses Infante é autor de umha importante obra de livros didácticos para o estudo da Língua com grande reconhecimento nos diversos eidos da Cultura em língua portuguesa, entre os seus títulos podemos salientar:
Curso de gramática aplicada aos textos,
Curso de literatura de língua portuguesa,
Do texto ao texto: leitura e produção de textos
Textos: leituras e escritas
Interpretação da poesia, Fernando Pessoa

Actualmente é Professor-leitor de Língua portuguesa, cultura e literatura do Brasil na Universidade de Santiago.


Dia: 27 de Abril 2010 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande 21-24 ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: " Um ano do goberno Feijóo " por Jóam Antóm Pérez-Lema BASENAME: um-ano-do-goberno-feijoo-por-joam-antom-perez-lema DATE: Wed, 14 Apr 2010 15:40:22 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Com umha sala ateigada de público, o advogado e político, Joám A. Peres-Lema, compartilhou com os assistentes sobre a nefasta política levada a cabo neste último ano por Feijoo e os seus ?mariachis?, que conduz ao nosso País a umha desfeita económica e social. Para o conferenciante todo o quefazer do governo do P.P. só tem como piares desbotar a construçom de umha economia assentada nas forças produtivas de País para lha entregar às redes madrilenas de captaçom dos recursos públicos, (ilustrou-no com o contrato milionário entregado a umha sobrinha do actual tesoureiro do P.P. Romai Beccaria, o contrato do Jacobeo para umha empresa do porta vozz do governo neocom de Asnar, etc.)
Ao findar a sua exposiçom houvo um colóquio com grande participaçom dos assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Galego e Médios de Comunicaçom" por José Luís Gómez BASENAME: o-facho-jose-luis-gomez-gomez-galego-e-medios-de-comunicacom-1 DATE: Wed, 07 Apr 2010 19:45:02 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: Novas TAGS: ----- BODY:

Com umha sala de interessado público, o director do Xornal de Galicia, José Luís Gómez, reflexionou sobre o uso que se lhe dá ao idioma próprio da Galiza na meirande parte dos Médios, sobre todo, no actual contexto de conflito lingüístico que se está a viver nos últimos meses. Para o palestrista, hoje no nosso País ?já nom só há que falar de prensa e galego, senom também, da prensa e do galego?, em referencia ao uso e defesa que fam da língua alguns médios de comunicaçom.
A sua exposiçom sobre a corrupçom financeira e moral que existe por parte da Junta de Galiza com os ?mass média? é tal que se manifesta numha diabólica burla: que os médios que mais cobram com cargo aos orçamentos destinados á normalizaçom lingüística som os que menos galego publicam e os que menos a defendem, quando nom som esses mesmos médios os veículos de ataque para com a nossa Língua.
Mostrou com dados irrefutáveis como o galego só ocupa o 10% do tempo total das rádios e das televisons privadas e do espaço dos periódicos galegos, e isso sendo generosos.
Ao findar a sua exposiçom houvo um colóquio com grande participaçom dos assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Palestra de José Luís Gómez Gómez - "Galego e Médios de Comunicaçom" BASENAME: o-facho-palestra-de-jose-luis-gomez-gomez-galego-e-medios-de-comunicacom DATE: Thu, 01 Apr 2010 17:19:48 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2009-10

Palestra

O dia 6 de Abril, terça (martes), participará dentro do ciclo ?Língua, Literatura e Naçom? o jornalista e ensaísta, José Luís Gómez Gómez. A sua palestra versará sobre ? Galego e Médios de Comunicaçom?, na mesma analisara-se o uso que fam os Médios de Galiza da Língua Galega, tanto em prensa, radio como televisom.
José Luís Gómez Gómez é fundador do diário de papel e de Xornal.com. Trabalhou como redactor, chefe de secçom, redactor-chefe e director do diário A Voz de Galícia entre 1982 e 1999. Foi director de Coordenaçom de Publicaçons e de Comunicaçom de Grupo Zeta, até 2003 onde se tinha incorporado, em 1999, como director editorial da Divisom de Imprensa Diária. Foi chefe da Secçom de Economia e coordenador do suplemento Economia e Finanças da Voz de Galícia, entre 1987 e 1995. Nos anos 98 e 99 exerceu como director editorial do Grupo Voz, ao que entom pertenciam quatro jornais e a emissora Radiovoz. Foi conselheiro da Voz de Galícia, A Voz de Baleares, Atlas Galícia e Xornal Galinet
No plano académico, dirigiu um curso da UIMP (1998) sobre o sector da comunicaçom e foi professor do Master em Jornalismo da Universidade da Corunha, assim como membro da Comissom de Meios de Comunicaçom da Fundaçom de Ajuda contra a Drogadiçom (2002-03). Também é autor dos livros dos quais sublinhamos: A vueltas con España, Galícia ante la CEE, Economía de las Comunidades Autónomas. Galicia.

Dia: 6 de Abril 2010 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO - Paralelos; Puerto Rico/Galiza por Maurício Castro Lopes BASENAME: o-facho-mauricio-castro-lopes-paralelos-puerto-rico-galiza-2 DATE: Fri, 26 Mar 2010 14:49:19 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Com um salom de expectante público, o professor e ensaísta Maurício Castro Lopes ofereceu umha interessantíssima palestra sobre a situaçom da Língua galega dentro do Estado espanhol em parelho com a situaçom do castelá em Porto Rico
O conferencista encetou a sua charla dando a conhecer uns elementais alicerces de sócio-lingüística para que os ouvintes laborasse por se mesmos a sua analise sobre a temática por ele exposta. Mostrou atravesso de um vídeo emitido pola televisom espanhola sobre a situaçom do castelám na ilha dos borícuas a existência de dous discursos por parte do reino borbónico sobre as línguas em contacto. A vez foi prova manifesta que é o poder político a ferramenta axial para o domínio de umha das línguas em conflicto. Que é o poder político quem categoriza a língua na que se desenvolverá a comunicaçom entre a Administraçom Pública e os cidadáns, que trairá como conseqüência o abocar a língua dominada ao desastre, que no nosso País é a Língua Galega.
Ao findar a sua charla, o professor Castro animou um mui interessantíssimo debate

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: CONCURSO DE TEATRO INFANTIL BASENAME: o-facho-concurso-de-teatro-infantil-2 DATE: Wed, 17 Mar 2010 22:58:05 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 Corunha

CONCURSO DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA ASOCIAÇOM CULTURAL O FACHO.

Assumindo como próprias as palavras de Juan Ramón Jiménez quando afirmava que ?Teatro infantil é aquele que também lhe gosta aos nenos?, a Junta Directiva da Associaçom Cultural O FACHO acordou convocar de novo o Concurso de Teatro Infantil, que, nesta nova etapa, se regerá polas seguintes:

BASES:

1º) Poderám optar ao devandito prémio todas as pessoas que pressentem obras inéditas ?em qualquer tipo de suporte- nom representadas, nem premiadas noutros certames e que esteiam escritas em língua galega.

2º) Estabelece-se como prémio único, a ediçom da obra ganhadora, da que o autor ou autora receberá como mínimo o 40% da ediçom..

3º) A obra, que nom poderá exceder os 80 fólios, será presenteada por quintuplicado, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara.

4º) Os originais para o Concurso enviaram-se por correio á sé da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia n.º 12-1º A Corunha (15005) ou a Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal de A Corunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.

5º) O prazo de admissom de originais finaliza o dia 31 de Março de 2010 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.

6º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo está composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito teatral galego: Amalia Gómez, Xosé Manuel Rabón, Francisco Pillado.

7º) O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom

8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.

9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no local de O Facho, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom.:
No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.

10º) Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

Na cidade d?A Corunha, mês de Janeiro 2010

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de contos de nenos para nenos "Carlos Casares" BASENAME: o-facho-concurso-de-contos-de-nenos-para-nenos-carlos-casares-1 DATE: Wed, 17 Mar 2010 22:55:58 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 Corunha

CONCURSO DE CONTOS DE NENOS PARA NENOS ?CARLOS CASARES? CONVOCADO POLA ASSOCIAÇOM CULTURAL O FACHO

BASES DO CONCURSO

Poderem participar crianças e meninas que apresentem as suas obras em língua galega.

Os trabalhos apresentados deverám ser originais e inéditos em toda a sua extensom.

O prazo de admissom de originais finaliza o dia 31 de Março de 2010 às doce da noite.

O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.

A apresentaçom de originais para o Concurso fará-se por correio postal dirigido à sede da Associaçom Cultural O FACHO, R/Frederico Tápia,12-1º 15005 - Corunha. Podendo fazer-se individualmente ou por meio do centro onde curse os seus estudos.

No caso em que sejam os centros escolares os que apresentem os originais ao Concurso, deverám fazer umha pre-selecçom de um máximo de dous trabalhos por categoria, qualquer outro terá que ser apresentado individualmente.

As obras haverem de ser relatos originais e nom estarem editados por nengum procedimento impresso ou electrónico, nem terem sido premiados em qualquer outro concurso ou certame literário e em condiçons para que os seus direitos de publicaçom podam ser cedidos a Associaçom Cultural O FACHO por período de três anos contados a partir do dia da falha do jurado.

Para além da originalidade literária, o júri valorizará a riqueza lingüística e o conhecimento gramatical reflectido nas obras.

Estabelecem-se duas categorias:
Categoria A Crianças de 6 a 12 anos.
Categoria B Crianças e meninas de 13 a 16 anos.

As quantias dos prémios serám as que seguem:
Categoria A: 1º 400 ? em efectivo, 2º 400 ? em efectivo
Categoria B 1º 500 ? em efectivo, 2º 400 ? em efectivo

Cada autor só poderá apresentar umha obra atendo-se aos seguintes limites de extensom:

Categoria A Um máximo de cinco fólios
Categoria B Um máximo de dez fólios

As obras haverem de se apresentar manuscritas ou mecanografadas, encadernadas ou grampadas e levarám por detrás do último folio os seguintes dados:

Nome e apelidos do autor/a.
Endereço e telefone.
Correio electrónico (se o tem).
Centro onde cursa os seus estudos.
Categoria na que participa.

Os prémios serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO em falha que se fará público no mês de Maio.

O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se apresentem e que nom estejam contempladas nestas bases, assim como as dúvidas na sua interpretaçom.

A participaçom neste Concurso implica a aceitaçom das presentes bases.

Na cidade d'A Corunha, mês de Janeiro 2010

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: CONCENTRAÇOM contra o decreto BASENAME: o-facho-concentracom-contra-o-decreto DATE: Sun, 14 Mar 2010 14:47:25 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Pasquim CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 A Corunha


A Agrupaçom Cultural O Facho e os cidadáns da Corunha erguerám a nossa dignidade de povo contra os feridos e duros de Feijoo e os seus ?mariachis?, contra a sua mentira e o desprezo que o seu decreto manifesta para a nossa Língua e para com Nós, seguindo a partitura mandada desde Madrid pola FAES de Aznar. Um decreto que afasta dos infantários a Língua Galega e fai possível que um neno nom tenha contacto com a nossa Língua e Cultura até os seis anos. Um decreto que conculca a Lei de Normalizaçom Lingüística aprovada no ano 1983 que contou com a unanimidade da Câmara e que no seu preâmbulo, manifesta: A Língua é a maior e mais original criaçom colectiva dos galegos, é a verdadeira força espiritual que lhe dá unidade interna á Nossa Comunidade

Diante desta aldraje, O Facho convoca a se concentrar:

O luns (segunda-feira), dia 15 de Março, às 8 do serám diante do instituto Eusébio da Guarda, na Praça de Ponte-Vedra, da cidade da Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO - Maurício Castro Lopes; Paralelos; Puerto Rico/Galiza? BASENAME: o-facho-mauricio-castro-lopes-paralelos-puerto-rico-galiza DATE: Sun, 14 Mar 2010 00:12:09 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2009-10

Palestra

O dia 24 de Março, quarta-feira (mércores), participará dentro do ciclo ?Língua, Literatura e Naçom? o professor e ensaísta, Maurício Castro Lopes. A sua palestra versará sobre ?Paralelos: Puerto Rico/Galiza?
Maurício Castro Lopes é licenciado pola Universidade de Santiago de Compostela (USC) em Filologia Galego-Portuguesa, exercendo na actualidade a docência de português na Escola Oficial de Idiomas de Ferrol, após ter leccionado nas escolas oficiais de Badajoz (Estremadura), da Corunha e noutros pontos da Galiza durante a última década.
É co-fundador do Centro Social Artábria do Ferrol. No ano 2007, foi eleito membro da Comissom Lingüística da AGAL (Associaçom Galega da Língua), da qual continua a fazer parte. Assim mesmo tem participado em diferentes projectos de auto-organizaçom em defesa dos direitos lingüísticos do povo galego. Também é autor ou co-autor de diversas obras, trabalhos e artigos, relacionados com a cultura e a realidade galega dende um compromisso com a Naçom Galega. Entre os seus trabalhos de história, crítica literária e sociolingüística cabem destacar História da Galiza em banda desenhada, Manual de Iniciaçom à Língua Galega, Galiza Vencerá! (2009).

Dia: 24 de Março 2010 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO - O nacionalismo galego nos finais do franquismo por Justo Beramendi BASENAME: o-facho-justo-beramendi-o-nacionalismo-galego-nos-finais-do-franquismo-2 DATE: Wed, 10 Mar 2010 10:59:14 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O historiador Justo Beramendi no passado dia 9 de Fevereiro ofereceu umha mui interessante charla sobre a dinâmica política do nacionalismo galego tanto no finais do franquismo como no processo da reforma política posterior.
Na sua exposiçom o conferencista ilustrou como a nom continuidade política do galeguismo da II República lastrou a configuraçom e a afirmaçom nacional galega no tecido da sociedade galega, erro que soubo bem aproveitar o P.P. de Fraga com as suas políticas populistas de ?galego como ti? e outras do mesmo cariz. Assim mesmo desvendou como o enfrentamento nom só político senom até pessoal entre Castelao e Pinheiro fixou ao último numha posiçom de refugalho contra a acçom política directa influindo com este posicionamento na possibilidade de construir umha estrutura política eficaz para operar quando a transiçom política.

Ao findar a sua exposiçom houvo um mui interessante debate.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO - Justo Beramendi: O nacionalismo galego nos finais do franquismo BASENAME: o-facho-justo-beramendi-o-nacionalismo-galego-nos-finais-do-franquismo DATE: Thu, 25 Feb 2010 09:31:31 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 A Corunha


A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2009-10

Palestra

O vindouro dia 9 de Março, terça-feira (martes), o Doutor e historiador, Justo Beramendi González falará sobre O nacionalismo galego nos finais do franquismo dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais organizado pola nossa Agrupaçom.

O Doutor J. Beramendi é catedrático de Historia Contemporânea na U.S.C. Realizou estudos de Ingeriria Industrial em Madrid e de traduçom em Barcelona, para logo se doutorar em História na universidade de Santiago. Actualmente é um dos grandes especialistas europeus na história das ideologias e dos nacionalismos.
Autor de umha interessantíssima e amplia obra, tanto em artigos como em livros. Destes últimos sublinhamos: De província a nación. História do galeguismo político, Vicente Risco no nacionalismo galego. Los nacionalismos en la España de la II República Obra política de Ramón Vilar Ponte, Nationalism in Europe. Past and present, La historia política. Algunos conceptos básicos, Memoria e Identidade.
Assim mesmo é co-fundador do Museu do Povo Galego e também da Fundaçom Castelao. Participou na criaçom das revistas Negaciones, A Trabe de Ouro, e Tempos Novos.

Dia: 09 de Março do 2010 - Hora: 8 do serám
Local: Médico Rodríguez nº 2, esquina Juan Flórez
Caixa Galicia - Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Encontros e desencontros da Literatura Galega com a Lusofonas por Carlos Quiroga BASENAME: carlos-quiroga-diaz-encontros-e-desencontros-da-literatura-galega-com-a-lusofonas DATE: Wed, 24 Feb 2010 20:10:36 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O professor da USC, Carlos Quiroga, ofereceu umha interessantíssima palestra sobre o encontro e desencontro entre a literatura galega e a lusófona a passada terça (23 de Fevereiro).
Na sua exposiçom o conferencista mostrou a existência de um permanente ziguezague entre a cultura galega e a dos países de fala portuguesa, em particular no eido literário. Desvendou como o encontro de Rodrigues Lapa com Castelao nos tempos da II República foi para o português um acordar para sempre cara o norte do Minho, e assim como o desencontro produzido no começo do actual período político post-franquista entre o filólogo português com Ramom Pinheiro. Também comentou como a existência da revista ?Celtiga? levada polo minhoto Guerra serviu nos anos duros do franquismo para veicular tanto aos escritores galegos com os norte-portugueses como a estes para com os galegos.
Ao findar a sua exposiçom houvo um mui interessante debate.

----- COMMENT: AUTHOR: Romeu Agostinho Santomauro [Visitante] DATE: Fri, 29 Oct 2010 19:37:46 +0000 URL:

Como um brasileiro amante da latinidade, só posso dizer que me sinto emocionado por saber que a língua da qual se originou o português, sem dúvida, uma das línguas mais belas do mundo.
Muito obrigado por vocês existirem!
Grande e fraterno abraço.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de contos de nenos para nenos "Carlos Casares" BASENAME: o-facho-concurso-de-contos-de-nenos-para-nenos-carlos-casares DATE: Sun, 21 Feb 2010 19:03:57 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 Corunha

CONCURSO DE CONTOS DE NENOS PARA NENOS ?CARLOS CASARES? CONVOCADO POLA ASSOCIAÇOM CULTURAL O FACHO

BASES DO CONCURSO

Poderem participar crianças e meninas que apresentem as suas obras em língua galega.

Os trabalhos apresentados deverám ser originais e inéditos em toda a sua extensom.

O prazo de admissom de originais finaliza o dia 31 de Março de 2010 às doce da noite.

O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.

A apresentaçom de originais para o Concurso fará-se por correio postal dirigido à sede da Associaçom Cultural O FACHO, R/Frederico Tápia,12-1º 15005 - Corunha. Podendo fazer-se individualmente ou por meio do centro onde curse os seus estudos.

No caso em que sejam os centros escolares os que apresentem os originais ao Concurso, deverám fazer umha pre-selecçom de um máximo de dous trabalhos por categoria, qualquer outro terá que ser apresentado individualmente.

As obras haverem de ser relatos originais e nom estarem editados por nengum procedimento impresso ou electrónico, nem terem sido premiados em qualquer outro concurso ou certame literário e em condiçons para que os seus direitos de publicaçom podam ser cedidos a Associaçom Cultural O FACHO por período de três anos contados a partir do dia da falha do jurado.

Para além da originalidade literária, o júri valorizará a riqueza lingüística e o conhecimento gramatical reflectido nas obras.

Estabelecem-se duas categorias:
Categoria A Crianças de 6 a 12 anos.
Categoria B Crianças e meninas de 13 a 16 anos.

As quantias dos prémios serám as que seguem:
Categoria A: 1º 400 ? em efectivo, 2º 400 ? em efectivo
Categoria B 1º 500 ? em efectivo, 2º 400 ? em efectivo

Cada autor só poderá apresentar umha obra atendo-se aos seguintes limites de extensom:

Categoria A Um máximo de cinco fólios
Categoria B Um máximo de dez fólios

As obras haverem de se apresentar manuscritas ou mecanografadas, encadernadas ou grampadas e levarám por detrás do último folio os seguintes dados:

Nome e apelidos do autor/a.
Endereço e telefone.
Correio electrónico (se o tem).
Centro onde cursa os seus estudos.
Categoria na que participa.

Os prémios serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO em falha que se fará público no mês de Maio.

O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se apresentem e que nom estejam contempladas nestas bases, assim como as dúvidas na sua interpretaçom.

A participaçom neste Concurso implica a aceitaçom das presentes bases.

Na cidade d'A Corunha, mês de Janeiro 2010

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Concurso de teatro infantil BASENAME: o-facho-concurso-de-teatro-infantil-1 DATE: Sun, 21 Feb 2010 18:54:07 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 Corunha

CONCURSO DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA ASOCIAÇOM CULTURAL O FACHO.

Assumindo como próprias as palavras de Juan Ramón Jiménez quando afirmava que ?Teatro infantil é aquele que também lhe gosta aos nenos?, a Junta Directiva da Associaçom Cultural O FACHO acordou convocar de novo o Concurso de Teatro Infantil, que, nesta nova etapa, se regerá polas seguintes:

BASES:

1º) Poderám optar ao devandito prémio todas as pessoas que pressentem obras inéditas ?em qualquer tipo de suporte- nom representadas, nem premiadas noutros certames e que esteiam escritas em língua galega.

2º) Estabelece-se como prémio único, a ediçom da obra ganhadora, da que o autor ou autora receberá como mínimo o 40% da ediçom..

3º) A obra, que nom poderá exceder os 80 fólios, será presenteada por quintuplicado, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara.

4º) Os originais para o Concurso enviaram-se por correio á sé da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia n.º 12-1º A Corunha (15005) ou a Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal de A Corunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.

5º) O prazo de admissom de originais finaliza o dia 31 de Março de 2010 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.

6º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo está composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito teatral galego: Amalia Gómez, Xosé Manuel Rabón, Francisco Pillado.

7º) O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom

8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.

9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no local de O Facho, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom.:
No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.

10º) Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

Na cidade d?A Corunha, mês de Janeiro 2010

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO - Carlos Quiroga Díaz: Encontros e desencontros da Literatura Galega com a Lusofonas BASENAME: o-facho-carlos-quiroga-diaz-encontros-e-desencontros-da-literatura-galega-com-a-lusofonas-1 DATE: Thu, 18 Feb 2010 22:01:16 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2009-10.

Palestra:

O vindouro 23 de Fevereiro, o doutor e professor da U.S.C., Carlos Quiroga Díaz falará dentro do Ciclo, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: Encontros e desencontros da Literatura Galega com as Lusófonas.

Carlos Quiroga Díaz, é Doutor europeu com uma tese sobre Fernando Pessoa, com prémio extraordinário, exerce como Professor de Literatura Portuguesa na Universidade de Santiago de Compostela. Também forma parte da Associaçom Galega da Língua (AGAL).
Como escritor, ganhou duas vezes o prémio Carvalho Calero de narrativa. A sua obra está publicada tanto na Galiza como fora da mesma ( Itália, Brasil, Portugal, etc.). Entre os seus títulos podemos salientar:
G.O.N.G. - Mais de vinte poemas globais e um prefácio esperançado, Periferias ( prémio C. Calero), A Espera Crepuscular. O Castelo da Lagoa de Antela (Prémio de teatro infantil na Mostra de Ferrol-Terra), Inxalá ( prémio C. Calero).

Dia: 23 de Fevereiro 2010 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande 21-24 ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- COMMENT: AUTHOR: Julio [Visitante] DATE: Sat, 20 Feb 2010 12:10:01 +0000 URL:

Ouvir-ver o Carlos em palestra é uma experiência sempre marcante! Se houvesse possibilidade de disponibilizar na web, poderíamos mesmo utilizar em aulas!
Um abraço,
JR

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO - Anjo Guerreiro Carreiras: A involuçom do governo de Feijoo BASENAME: o-facho-a-involucom-do-governo-de-feijoo-por-anjo-guerreiro-carreiras-2 DATE: Wed, 10 Feb 2010 13:58:02 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: Novas TAGS: ----- BODY:

O conferencista Anjo Guerreiro -Geluco- diante dum público que enchia o salom de conferencias desvendou com umha análise diáfana a grande involuçom que significam as medidas tomadas polo governo de Feijoo. Como toda a sua tarefa pousada no extremismo da mais rançosa direita espanhola, só tomou decisons dinamitadoras contra as medidas mais progressistas do governo bi-partido. Entre as que podemos sublinhar: a destruiçom programada do ensino e a sanidade pública, auspiciando a consolidaçom tanto no ensino como na sanidade a penetraçom de entidades fundamentalistas do catolicismo.
Ao findar a palestra houvo um mui interessantíssimo debate.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: A INVOLUÇOM do Governo de Feijoo por Anjo Guerreiro Carreiras BASENAME: o-facho-a-involucom-do-governo-de-feijoo-por-anjo-guerreiro-carreiras-1 DATE: Mon, 08 Feb 2010 15:10:14 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º-C
15005 Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2009-10

Palestra

O vindouro dia 9 de Fevereiro, terça-feira (martes), Anjo Guerreiro Carreiras, intervirá dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social. Com a sua palestra ? A involuçom do Governo de Feijoo? reflexionará e compartilhará com o público assistente sobre a actualidade política galega.

Quem nom ouviu falar de Anjo Guerreiro (Geluco), militante do Partido Comunista de Galiza desde a sua mocidade nos tempos de ignomínia, ferro e medo, que foi o franquismo? A sua militância activa e organizativa contra a tirania nacional-católica levou-no varias vezes para a cadeia. Posteriormente foi nomeado Secretário Geral do PCG. Também participou como membro da Comissom dos 16 na redacçom do actual Estatuto de Autonomia de Galiza.

Na actualidade é um dos comentaristas políticos mais lidos no País, as suas observaçons caracterizam-se pola sua profundidade de análise bem documentada.

Dia: 09 de Fevereiro 2010 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: ***Entrega do Facho de Ouro a D. Xesús Alonso Montero*** BASENAME: entrega-do-facho-de-ouro-a-d-xesus-alonso-montero DATE: Sun, 31 Jan 2010 19:37:42 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

As 9 da noite do passado dia 30 de Janeiro num acto emotivo e arrodeado por sócios amigos, a Agrupaçom Cultural O Facho entregou do Facho de Ouro ao professor Jesus Alonso Montero em reconhecimento da sua lavoura prol a defesa da Língua e a Cultura Galega, assim como a sua perseverante luita no processo de emancipaçom das classes populares e a liberaçom de Galiza como povo e naçom. No evento também estivérom pressentes os académicos Luz Pozo e Antom Santamarina, este último em representaçom da R.A.G.,
Na sobremesa da ceia, o presidente do Facho fizo umha evocaçom da figura do homenageado à qual respondeu o mesmo, lembrando aos anteriores Fachos de Ouro e agradecendo à Agrupaçom Cultural O Facho a sua designaçom.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Oferenda floral a Castelao BASENAME: ofrenda-floral-a-castelao DATE: Sun, 31 Jan 2010 19:33:34 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O dia 30 de Janeiro, às 12 e meia da manhá, com o galho da entrega do Facho de Ouro ao professor Jesus Alonso Montero, fizo-se a tradicional oferenda floral diante do monumento de Curros Henriques nos jardins de Mendes Nunes na lembrança de Daniel A. Rodrigues Castelao.
No acto estivérom sócios d'O Facho assim como numeroso público. Houvo umha pequena evocaçom da figura do rianjeiro feita polo o presidente da Agrupaçom, J. L. Rodrigues Pardo e ao findar da mesma tocou-se o hino galego que foi cantado por todos os pressentes

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: ** O FACHO DE OURO ** BASENAME: o-facho-de-ouro DATE: Fri, 29 Jan 2010 21:23:47 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 A Corunha

** F A C H O D E O U RO **

Entrega do Facho de Ouro a D. Xesús Alonso Montero

A Directiva da Agrupaçom acordou outorgar O Facho de Ouro ao professor e homem de bem, D. Xesús Alonso Montero, como testemunha e reconhecimento a sua longa trajectória na defesa da dignidade e da cultura do País.
O acto cívico será acompanhado dumha ceia homenagem que se celebrará o sábado, dia 30 de Janeiro, às 21 horas no Hotel Riaçor d?A Corunha.

Prezo por pessoa: 30 ?.
Para reservar lugar chamardes a Rafael, telefone: 981.269.663-(tardes)
c. electrónico: lobezan@yahoo.es

* * *
No mesmo dia e na lembrança de Castelao, a Agrupaçom Cultural O Facho convida-o assistir à tradicional oferenda floral nos jardins de Mendes Nunes diante do monumento a Curros Henriques as 12 e ½ da manhá.. Na cerimonia haverá musica de gaiteiros.

J. Alberte Corral Iglesias
Secretario d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: **O FACHO: Concurso de TEATRO INFANTIL** BASENAME: o-facho-concurso-de-teatro-infantil DATE: Thu, 28 Jan 2010 09:06:43 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 Corunha

CONCURSO DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA ASOCIAÇOM CULTURAL O FACHO.

Assumindo como próprias as palavras de Juan Ramón Jiménez quando afirmava que ?Teatro infantil é aquele que também lhe gosta aos nenos?, a Junta Directiva da Associaçom Cultural O FACHO acordou convocar de novo o Concurso de Teatro Infantil, que, nesta nova etapa, se regerá polas seguintes:

BASES:

1º) Poderám optar ao devandito prémio todas as pessoas que pressentem obras inéditas ?em qualquer tipo de suporte- nom representadas, nem premiadas noutros certames e que esteiam escritas em língua galega.
2º) Estabelece-se como prémio único, a ediçom da obra ganhadora, da que o autor ou autora receberá como mínimo o 40% da ediçom..
3º) A obra, que nom poderá exceder os 80 fólios, será presenteada por quintuplicado, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara.
4º) Os originais para o Concurso enviaram-se por correio á sé da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia n.º 12-1º A Corunha (15005) ou a Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal de A Corunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.
5º) O prazo de admissom de originais finaliza o dia 31 de Março de 2010 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.
6º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo está composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito teatral galego: Amalia Gómez, Xosé Manuel Rabón, Francisco Pillado.
7º) O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom
8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.
9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no local de O Facho, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom.:
No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.
10º) Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

Na cidade d?A Corunha, mês de Janeiro 2010

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: **O FACHO: Concurso de CONTOS DE NENOS PARA NENOS** BASENAME: o-facho-concurso-de-contos-de-nenos-para-nenos DATE: Thu, 28 Jan 2010 09:00:51 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 Corunha

CONCURSO DE CONTOS DE NENOS PARA NENOS ?CARLOS CASARES? CONVOCADO POLA ASSOCIAÇOM CULTURAL O FACHO

BASES DO CONCURSO
Poderem participar crianças e meninas que apresentem as suas obras em língua galega. Os trabalhos apresentados deverám ser originais e inéditos em toda a sua extensom.
O prazo de admissom de originais finaliza o dia 31 de Março de 2010 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.

A apresentaçom de originais para o Concurso fará-se por correio postal dirigido à sede da Associaçom Cultural O FACHO, R/Frederico Tápia,12-1º 15005 - Corunha. Podendo fazer-se individualmente ou por meio do centro onde curse os seus estudos.
No caso em que sejam os centros escolares os que apresentem os originais ao Concurso, deverám fazer umha pre-selecçom de um máximo de dous trabalhos por categoria, qualquer outro terá que ser apresentado individualmente.

As obras haverem de ser relatos originais e nom estarem editados por nengum procedimento impresso ou electrónico, nem terem sido premiados em qualquer outro concurso ou certame literário e em condiçons para que os seus direitos de publicaçom podam ser cedidos a Associaçom Cultural O FACHO por período de três anos contados a partir do dia da falha do jurado.

Para além da originalidade literária, o júri valorizará a riqueza lingüística e o conhecimento gramatical reflectido nas obras.

Estabelecem-se duas categorias:

Categoria A Crianças de 6 a 12 anos.
Categoria B Crianças e meninas de 13 a 16 anos.

As quantias dos prémios serám as que seguem:
Categoria A: 1º 400 ? em efectivo
2º 400 ? em efectivo

Categoria B 1º 500 ? em efectivo
2º 400 ? em efectivo

Cada autor só poderá apresentar umha obra atendo-se aos seguintes limites de extensom:
Categoria A Um máximo de cinco fólios
Categoria B Um máximo de dez fólios

As obras haverem de se apresentar manuscritas ou mecanografadas, encadernadas ou grampadas e levarám por detrás do último folio os seguintes dados:

Nome e apelidos do autor/a.
Endereço e telefone.
Correio electrónico (se o tem).
Centro onde cursa os seus estudos.
Categoria na que participa.

Os prémios serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO em falha que se fará público no mês de Maio.
O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se apresentem e que nom estejam contempladas nestas bases, assim como as dúvidas na sua interpretaçom.
A participaçom neste Concurso implica a aceitaçom das presentes bases.

Na cidade d'A Corunha, mês de Janeiro 2010

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: As CAIXAS E A CRISE financeira, por Xabier Venze Deza BASENAME: xavier-venze-deza-as-caixas-e-a-crise-financeira DATE: Wed, 27 Jan 2010 20:37:20 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Com um salom ateigado de público, o catedrático da USC, Xavier Vence, ofereceu umha interessantíssima palestra sobre a crise fiscal e a sua interelaçom com as Caixas de Aforros galegas.

A exposiçom desenvolta polo conferencista mostrou como o divorcio e a independência da economia financeira da economia produtiva é a cerna da crise que estamos a padecer hoje nas economias capitalistas com as suas consequências de desemprego e miserabilizaçom dos sectores populares da povoaçom. O desastre a que nos abocárom as concepçons neo-liberais da economia com a sua política de nom fiscalizaçom e de potenciaçom da especulaçom financeira.

Centrando-se no aspecto das Caixas de Aforros galegas, desvendou como o desenho do Governador do Banco de Espanha, Fernández Ordoñez, é umha bomba para o desenvolvimento da economia do nosso País, pois nele está nom só o sequestro dos aforros dos galegos cara Madrid, senom também a privatizaçom destas entidades. E como elemento báscular desta política financeira e jungida a mesma, está a sua obsessom por umha maior des regularizaçom dos salários e o aumento de precariedade laboral. Políticas que só conduz a umha maior indigência as classes trabalhadores e um maior enriquecimento as grandes fortunas e constituiçom de outras novas, e junto ao mesmo umha desertizaçom económica e industrial de Galiza com as suas consequências de empobrecimento e emigraçom maciça, tal como leva acontecendo nestas últimas décadas.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO - Xavier Venze Deza: AS CAIXAS E A CRISE FINANCEIRA. BASENAME: o-facho-xavier-venze-deza-as-caixas-e-a-crise-financeira-2 DATE: Sat, 23 Jan 2010 14:47:56 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2009-10.

Palestra:

O vindouro dia 26 de Janeiro, o Doutor e Professor da U.S.C., Xavier Vence Deza falará dentro do Ciclo, Economia, História e Ciências Sociais. A sua charla versará sobre: As Caixas e a Crise financeira.

Xavier Vence Deza é Catedrático de Economia Aplicada da Universidade de S. Compostela, a vez que é coordenador do grupo de investigaçom ICEDE e da Área de Economia do Seminário de Estudos Galegos. Foi director do IDEGA entre os anos 1991-95. Também tem sido professor convidado em diferentes universidades estrangeiras, a sua vez formou parte em múltiplos projectos de investigaçom europeus; assim mesmo coordenou numerosas investigaçom sobre diferentes aspectos da economia galega.
Autor de umha interessantíssima e amplia obra, tanto em artigos como em livros. Destes últimos sublinhamos: O Fracasso neo-liberal na Galiza, Industria e Inovaçom, Capitalismo e desemprego na Galiza, Integration and global corporate strategies, Innovations, Territoires et politiques publiques, Tempos de Sermos, etc... Com outros autores: Informe sobre a pobreza em Galiza, Salários e custo da vida. A sub-reptícia escalada das desiguales, etc...

Dia: 26 Janeiro 2010 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande 21-24 ? A Corunha

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO - Clube de leitura BASENAME: o-facho-clube-de-leitura DATE: Mon, 18 Jan 2010 21:49:55 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Clube de leitura

Esta-se a constituir um Clube de leitura na Agrupaçom Cultural O Facho. A primeira juntança fará-se o dia 4 de Fevereiro, as 19 horas no local social do Facho: Frederico Tápia 12-1º-C . Corunha

Contacto com Sol G. Maside: 981.233.953
C.electrónico: solmaside@terra.es

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: CONCURSO DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA ASOCIAÇOM CULTURAL O FACHO. BASENAME: concurso-de-teatro-infantil-convocado-pola-asociacom-cultural-o-facho DATE: Sat, 16 Jan 2010 00:28:17 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 Corunha

CONCURSO DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA ASOCIAÇOM CULTURAL O FACHO.

Assumindo como próprias as palavras de Juan Ramón Jiménez quando afirmava que ?Teatro infantil é aquele que também lhe gosta aos nenos?, a Junta Directiva da Associaçom Cultural O FACHO acordou convocar de novo o Concurso de Teatro Infantil, que, nesta nova etapa, se regerá polas seguintes bases:

1º) Poderám optar ao devandito prémio todas as pessoas que pressentem obras inéditas ?em qualquer tipo de suporte- nom representadas, nem premiadas noutros certames e que esteiam escritas em língua galega.

2º) Estabelece-se como prémio único, a ediçom da obra ganhadora, da que o autor ou autora receberá como mínimo o 40% da ediçom..

3º) A obra, que nom poderá exceder os 80 fólios, será presenteada por quintuplicado, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara.

4º) Os originais para o Concurso enviaram-se por correio á sé da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia n.º 12-1º A Corunha (15005) ou a Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal de A Corunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.

5º) O prazo de admissom de originais finaliza o dia 31 de Março de 2010 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.

6º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo está composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito teatral galego: Amalia Gómez, Xosé Manuel Rabón, Francisco Pillado.

7º) O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom

8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.

9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no local de O Facho, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom.:

No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.

10º) Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

Na cidade d?A Corunha, mês de Janeiro 2010

----- COMMENT: AUTHOR: Franz [Visitante] DATE: Sat, 16 Jan 2010 19:45:09 +0000 URL:

Uma pergunta: os textos dos concursos podem ir também em reintegrado ou apenas na norma ILGA?

Obrigado pola resposta

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: CONCURSO de CONTOS DE NENOS PARA NENOS ?CARLOS CASARES? CONVOCADO POLA ASSOCIAÇOM CULTURAL O FACHO BASENAME: bgconcurso-literario-carlos-casares-convocado-pola-associacom-cultural-o-facho DATE: Thu, 14 Jan 2010 17:31:36 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 Corunha

CONCURSO DE CONTOS DE NENOS PARA NENOS ?CARLOS CASARES? CONVOCADO POLA ASSOCIAÇOM CULTURAL O FACHO

Recuperados em 2008 os prémios literários que desde os anos sessenta convocou O FACHO e nos que participaram ou ganharam muitos dos escritores e escritoras que hoje fam possível com a sua obra umha literatura galega de qualidade e de grande importância nas letras universais, fai-se a convocaçom para 2010 do Concurso Literário Carlos Casares e em afectuosa homenagem ao primeiro ganhador do Certame de Literatura Infantil no ano 1968 com a sua formosa obra ?A galinha azul? que atingiria a honra de ter sido o fito fundacional da bem viçosa Literatura Infantil e Juvenil Galega contemporânea.

BASES DO CONCURSO

Poderem participar crianças e meninas que apresentem as suas obras em língua galega. Os trabalhos apresentados deverám ser originais e inéditos em toda a sua extensom.

O prazo de admissom de originais finaliza o dia 31 de Março de 2010 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.

A apresentaçom de originais para o Concurso fará-se por correio postal dirigido à sede da Associaçom Cultural O FACHO, R/Frederico Tápia,12-1º 15005 - Corunha. Podendo fazer-se individualmente ou por meio do centro onde curse os seus estudos.

No caso em que sejam os centros escolares os que apresentem os originais ao Concurso, deverám fazer umha pre-selecçom de um máximo de dous trabalhos por categoria, qualquer outro terá que ser apresentado individualmente.

As obras haverem de ser relatos originais e nom estarem editados por nengum procedimento impresso ou electrónico, nem terem sido premiados em qualquer outro concurso ou certame literário e em condiçons para que os seus direitos de publicaçom podam ser cedidos a Associaçom Cultural O FACHO por período de três anos contados a partir do dia da falha do jurado.

Para além da originalidade literária, o júri valorizará a riqueza lingüística e o conhecimento gramatical reflectido nas obras.

Estabelecem-se duas categorias:

Categoria A Crianças de 6 a 12 anos.
Categoria B Crianças e meninas de 13 a 16 anos.

As quantias dos prémios serám as que seguem:

Categoria A: 1º 400 ? em efectivo
2º 400 ? em efectivo

Categoria B 1º 500 ? em efectivo
2º 400 ? em efectivo

Cada autor só poderá apresentar umha obra atendo-se aos seguintes limites de extensom:

Categoria A Um máximo de cinco fólios
Categoria B Um máximo de dez fólios

As obras haverem de se apresentar manuscritas ou mecanografadas, encadernadas ou grampadas e levarám por detrás do último folio os seguintes dados:

Nome e apelidos do autor/a.
Endereço e telefone.
Correio electrónico (se o tem).
Centro onde cursa os seus estudos.
Categoria na que participa.

Os prémios serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO em falha que se fará público no mês de Maio.

O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se apresentem e que nom estejam contempladas nestas bases, assim como as dúvidas na sua interpretaçom.

A participaçom neste Concurso implica a aceitaçom das presentes bases.

Na cidade d'A Corunha, mês de Janeiro 2010

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: CONCURSO DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA ASOCIAÇOM CULTURAL O FACHO. BASENAME: lbgconcurso-de-teatro-infantil-convocado-pola-asociacom-cultural-o-facho-l-bg DATE: Thu, 14 Jan 2010 17:29:45 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 Corunha

CONCURSO DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA ASOCIAÇOM CULTURAL O FACHO.


Assumindo como próprias as palavras de Juan Ramón Jiménez quando afirmava que ?Teatro infantil é aquele que também lhe gosta aos nenos?, a Junta Directiva da Associaçom Cultural O FACHO acordou convocar de novo o Concurso de Teatro Infantil, que, nesta nova etapa, se regerá polas seguintes bases:

1º) Poderám optar ao devandito prémio todas as pessoas que pressentem obras inéditas ?em qualquer tipo de suporte- nom representadas, nem premiadas noutros certames e que esteiam escritas em língua galega.

2º) Estabelece-se como prémio único, a ediçom da obra ganhadora, da que o autor ou autora receberá como mínimo o 40% da ediçom..

3º) A obra, que nom poderá exceder os 80 fólios, será presenteada por quintuplicado, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara.

4º) Os originais para o Concurso enviaram-se por correio á sé da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia n.º 12-1º A Corunha (15005) ou a Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal de A Corunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.

5º) O prazo de admissom de originais finaliza o dia 31 de Março de 2010 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.

6º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo está composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito teatral galego: Amalia Gómez, Xosé Manuel Rabón, Francisco Pillado.


7º) O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom

8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.

9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no local de O Facho, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom.:

No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.

10º) Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.


Na cidade d?A Corunha, mês de Janeiro 2010

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: As Estratégias para a Língua por Valentim R. Fagim BASENAME: o-facho-valentim-r-fagim-as-estrategias-para-a-lingua-1 DATE: Wed, 13 Jan 2010 12:58:34 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O actual presidente da Associaçom Galega da Língua, Valentim Rodrigues Fagim, ofereceu umha amena e interessante visom das estratégias que podem ser aplicadas à língua galega.
Apetrechado com um computador foi mostrando ao público diferentes imagens, gráfícas, desenhos e esquemas que contribuírom para manter a atençom e para lograr umha maior compreensom das teses reintegracionistas defendidas polo professor.
Valentim começou com umha autocrítica, ?o reintegracionismo sempre foi pouco pedagógico?, afirmou. Depois mostrou um texto em ILG e outro em norma reintegracionista para que o público visse as principais diferenças entre isolacionismo e reintegracionismo. ?Temos que partir do facto de que fala e escrita som actos comunicativos distintos em todas as línguas? pois nengumha língua se fala como se escreve, sublinhou o activista lingüístico.
Aliás, incidiu na ideia que já fora exposta polo professor Freixeiro há umhas semanas, ?o castelhano tem prestígio, o galego da Galiza nom... nom é o mesmo que o galego seja falado por um marinheiro que por Amáncio Ortega, mas isso é assim na Galiza e em todo o mundo? recordou o docente viguês para ilustrar a realidade sociolingüística do País.
Para seguir retratando a realidade do nosso idioma recorreu a umha cita do Compêndio de gramática galego-castelhana que o misterioso Francisco Mirás escreveu em 1864. Nele mostrava-se como um galego tentava confessar-se mas ao nom lhe entender o cura palavras como Nadal acabava por castelhanizá-la em ?navidá?. Aliás, explicou como no século XVI o castelhano era um idioma estrangeiro na Galiza, ?porque assim era percebido polos galegos e galegas?, e no século XVII a unidade lingüística galego-portuguesa era tal que os galegos e galegas emigrados a Madrid ?se faziam passar por portugueses? para que nom se mofassem deles. ?Porém, hoje já nada disto é assim? assegurou.
Depois desta sucinto limiar o Fagim embrenhou o seu relatório para a delimitaçom das estratégias possíveis que tem a língua galega. Distinguiu entre a estratégia que opta por dividir a língua galega do seu ámbito lingüístico natural e reduzí-la à Galiza autonómica e às comarcas galegófonas do Eu-Návia, Vale de Íbias, o Berzo, a Cabreira e a Seabra, para além dos três territórios da estremadura espanhola de fala galego-portuguesa, ou reintegrá-lo com as falas luso-brasileiras e converter a aprendizagem do galego numha necessidade de grande utilidade pois suporia aprender a ler e escrever como ?mais de 200 milhons de pessoas no mundo?, sentenciou.
O Valentim defendeu umha estratégia para reivindicar a língua nom desde a identidade, como se tinha feito até hoje, senom desde a grande utilidade que tem para qualquer galego, da ideologia que for.
Por último, o professor viguês resumiu quais som os objectivos prioritários que devem ser defendidos para a normalizaçom lingúística avançar: A distribuiçom na Galiza de revistas e jornais em galego-português com normalidade nos quiosques, a recepçom de TV´s e rádios lusófonas na Galiza, a introduçom do português no ensino secundário e promover a identidade galego-portuguesa com intercámbios entre ambas as cominidades lingüísticas.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Valentim R. Fagim - As Estratégias para a Língua. BASENAME: o-facho-valentim-r-fagim-as-estrategias-para-a-lingua DATE: Tue, 05 Jan 2010 23:35:51 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º-C
15005 Corunha


A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2009-10

Palestra

O vindouro dia 12 de Janeiro, terça (martes), o presidente da AGAL e professor da EOI de Ourense, Valentim R. Fagim falará dentro do ciclo, Literatura e Naçom. A sua exposiçom versará sobre: As Estratégias para a Língua.

Valentim R. Fagim, também é membro da AGLP. Tem trabalhado e trabalha em diversos âmbitos para a divulgaçom da estratégia galego-portuguesa: através de artigos no eido da sócio-lingüística e de um livro editado em 2001, O Galego (Im)possível. Elaborando ferramentas na rede virtual: O site Planeta NH, e com o grupo Galabra: O curso on-line Português para nós. Recentemente publicou um manual de língua, Do Ñ para o NH

Dia: 12 de Janeiro do 2010 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO : O Galego desde a perspectiva HISTÓRICA E NO MOMENTO ACTUAL por J. R. Freixeiro Mato BASENAME: o-facho-o-galego-desde-a-perspectiva-historica-e-no-momento-actual-por-j-r-freixeiro-mato DATE: Fri, 18 Dec 2009 16:39:30 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Ontem, terça feira 15 de Dezembro, a asistência do público à palestra organizada pola nossa associaçom constatou o que já é umha feliz realidade: os ciclos de conferências do Facho tenhem-se consolidado como um foro crítico estável e de grande qualidade, onde Galiza e a cultura galega som as principais protagonistas.

Assim, a ateigada sala de imprensa da Fundaçom CaixaGaliza acolheu o discurso que o professor doutor da Universidade da Corunha, José Ramom Freixeiro Mato, deu sobre a língua galega de umha perspectiva histórica e actual.

Encetou o relatório assinalando como a história das línguas é a história dos povos que as falam e sublinhou o facto de o galego ter perdido na Galiza o grande prestígio de que gozava na Idade Média. "O prestígio é fundamental para as línguas. Em inglês di-se, paradoxicamente, prestige, e pensai que é para o povo galego o prestige" ironizou.

Freixeiro recordou que o galego perdeu o seu prestígio muito devagar, do início dos Séculos Escuros à ditadura franquista, e que hoje continua a nom ser umha língua prestigiada nem normal, "umha língua normal é a que está nos comércios, nos restaurantes, nos sinais... e hoje apenas com sairmos à rua podemos comprovar se o galego é umha língua normal" sentenciou.

Porém, também recordou como outras línguas como o inglês, o finês ou mesmo o galego em Portugal, estivérom numha situaçom de perda de prestígio e normalidade, prestígio e normalidade que recuperárom graças a se tornarem independentes ou nom subsidiários. "Finlándia atingiu a independência em 1917 depois de ter estado colonizada pola Suécia e a Rússia. Hoje o finês é a língua principal da Finlándia mas até o século XIX a língua de prestígio fora o sueco".

A seguir analisou os factos históricos que levárom à língua galega a perder a hegemonia social após vários séculos sendo a língua de cultura peninsular. Explicou como o galego foi a língua cortesá até o deslocamento e centralizaçom dos reinos peninsulares em território castelám e resgatou dados como o facto de o rei Afonso VI chorar a morte de seu filho em galego-português "porque essa era a língua da corte, a sua língua". Aliás, salientou o facto de os dous reis considerados mais sábios da península serem galego-falantes "D. Dinis, rei de Portugal e Afonso X o sábio de Castela eram galego-falantes e há que dizer que o segundo foi enviado pola corte de Castela estudar o território que era considerado de mais cultura, o galego".

Freixeiro resgatou do esquecimento de muitos galegos e galegas como na Galiza estudava a corte castelá e puxo como exemplo à vila de Caldas de Reis. Também esclareceu que a situaçom que sofremos hoje é fruto da colonizaçom castelá pois "metade dos nobres galegos fôrom pendurados de carvalhos e outra metade desterrados e despossuídos, sendo todos eles substituídos por umha elite estrangeira, por umha elite castelá".

Por último encerrou a sua intervençom criticando duramente a política da Junta da Galiza em matéria lingüística e lembrando que estám a incumprir as leis que obrigam o governo autónomo a promover e promocionar a lingua galega e enfatizando a unidade lingüística galego-portuguesa, "o galego e o português som a mesma língua e, portanto, podemos afirmar sem complexos que em Portugal e no Brasil se fala galego" dixo orgulhoso.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO : O Galego dese a perspectiva HISTÓRICA E NO MOMENTO ACTUAL por J. R. Freixeiro Mato BASENAME: o-facho-palestra-de-freixeiro-mato-o-galego-desde-a-perspectiva-historica-e-no-momento-actual-1 DATE: Wed, 16 Dec 2009 18:22:47 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: Novas TAGS: ----- BODY:

Ontem, terça feira 15 de Dezembro, a asistência do público à palestra organizada pola nossa associaçom constatou o que já é umha feliz realidade: os ciclos de conferências do Facho tenhem-se consolidado como um foro crítico estável e de grande qualidade, onde Galiza e a cultura galega som as principais protagonistas.

Assim, a ateigada sala de imprensa da Fundaçom CaixaGaliza acolheu o discurso que o professor doutor da Universidade da Corunha, José Ramom Freixeiro Mato, deu sobre a língua galega de umha perspectiva histórica e actual.

Encetou o relatório assinalando como a história das línguas é a história dos povos que as falam e sublinhou o facto de o galego ter perdido na Galiza o grande prestígio de que gozava na Idade Média. "O prestígio é fundamental para as línguas. Em inglês di-se, paradoxicamente, prestige, e pensai que é para o povo galego o prestige" ironizou.

Freixeiro recordou que o galego perdeu o seu prestígio muito devagar, do início dos Séculos Escuros à ditadura franquista, e que hoje continua a nom ser umha língua prestigiada nem normal, "umha língua normal é a que está nos comércios, nos restaurantes, nos sinais... e hoje apenas com sairmos à rua podemos comprovar se o galego é umha língua normal" sentenciou.

Porém, também recordou como outras línguas como o inglês, o finês ou mesmo o galego em Portugal, estivérom numha situaçom de perda de prestígio e normalidade, prestígio e normalidade que recuperárom graças a se tornarem independentes ou nom subsidiários. "Finlándia atingiu a independência em 1917 depois de ter estado colonizada pola Suécia e a Rússia. Hoje o finês é a língua principal da Finlándia mas até o século XIX a língua de prestígio fora o sueco".

A seguir analisou os factos históricos que levárom à língua galega a perder a hegemonia social após vários séculos sendo a língua de cultura peninsular. Explicou como o galego foi a língua cortesá até o deslocamento e centralizaçom dos reinos peninsulares em território castelám e resgatou dados como o facto de o rei Afonso VI chorar a morte de seu filho em galego-português "porque essa era a língua da corte, a sua língua". Aliás, salientou o facto de os dous reis considerados mais sábios da península serem galego-falantes "D. Dinis, rei de Portugal e Afonso X o sábio de Castela eram galego-falantes e há que dizer que o segundo foi enviado pola corte de Castela estudar o território que era considerado de mais cultura, o galego".

Freixeiro resgatou do esquecimento de muitos galegos e galegas como na Galiza estudava a corte castelá e puxo como exemplo à vila de Caldas de Reis. Também esclareceu que a situaçom que sofremos hoje é fruto da colonizaçom castelá pois "metade dos nobres galegos fôrom pendurados de carvalhos e outra metade desterrados e despossuídos, sendo todos eles substituídos por umha elite estrangeira, por umha elite castelá".

Por último encerrou a sua intervençom criticando duramente a política da Junta da Galiza em matéria lingüística e lembrando que estám a incumprir as leis que obrigam o governo autónomo a promover e promocionar a lingua galega e enfatizando a unidade lingüística galego-portuguesa, "o galego e o português som a mesma língua e, portanto, podemos afirmar sem complexos que em Portugal e no Brasil se fala galego" dixo orgulhoso.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO - Palestra de Freixeiro Mato: O GALEGO DESDE A PERSPECTIVA HISTÓRICA E NO MOMENTO ACTUAL BASENAME: o-facho-palestra-de-freixeiro-mato-o-galego-desde-a-perspectiva-historica-e-no-momento-actual DATE: Mon, 14 Dec 2009 22:49:15 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º-C
15005 Corunha

Palestra

O vindouro dia 15 de Dezembro, terça-feira (martes), o Professor da Universidade d?A Corunha, José R. Freixeiro Mato falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: O galego desde a perspectiva histórica e no momento actual.

O Professor Freixeiro Mato depois de obter o doutoramento na Universidade da Corunha no ano 1992 com umha tese sobre Noriega Varela e a ediçom crítica da sua obra completa, acedeu no ano seguinte a unha praça docente nessa mesma instituiçom, onde na actualidade é Catedrático na Faculdade de Filologia dessa mesma Universidade na área de Filologia galego-portuguesa.

Possui umha abondosa obra publicada, da que sublinhamos:
? Sebastián Martínez-Risco na cultura galega
? António Noriega Varela. Estudo e ediçom da obra completa
? Rafael Dieste: Vida, personalidade e obra.
? Antologia da prosa literária medieval.
? Os séculos escuros e a Ilustraçom galega. Antologia
? Língua galega: Normalidade e conflicto
? Historia da língua galega, junto com Anjo Gomes Sanches
? Gramática da Língua Galega (Volumes I-II-III e IV,.
? Língua, naçom e identidade

Dia: 15 de Dezembro do 2009 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? Corunha

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO - Palestra de André Pena Graña: Caminhos milenários BASENAME: andre-pena-grana DATE: Wed, 02 Dec 2009 11:08:22 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Na tarde de ontem o público corunhês tivo a ocasiom de desfrutar da interessante palestra ministrada por André Pena Granha e que levava por título Caminhos milenários.
Pena Granha, na actualidade arquiveiro da Cámara municipal de Narom, encetou sua intervençom agradecendo o convite do Facho e mais o apoio recebido pola instituiçom local onde trabalha, pois, ?eu sou funcionário e todas as minhas pesquisas pudem-nas levar avante graças ao concelho de Narom? sublinhou.
Pena Granha, doutor em arqueologia e história antiga pola USC, jogou numerosos dados sobre o que ele definiu como ?irrefutável celtismo galego?. ?Hoje há estudos médicos que demostram que etnicamente o povo irlandês e parte do británico descende do galego?. Relembrou ao público a lenda de Breogám e do seu filho Ith e lamentou que a Galiza ficara excluída do circuíto de países celtas que se artelhou na Europa, ?milhares de turistas apaixonados polo mundo celta visitam países como Portugal, Astúrias, Escócia ou Irlanda mas nom a Galiza? lamentou.
Aliás, valeu-se dos seus amplos conhecimentos de arqueologia e história para explicar a organizaçom das paróquias e dos castros galegos e as mudanças que sofrêrom com a chegada dos romanos.
Porém, se calhar o aspecto mais novidoso e mais transcendente do relatório de André Pena é a tese que defende a existência do caminho de santiagos como um roteiro pré-cristao que já era percorrido por gregos e romanos antes da suposta chegada do Apóstolo Santiago.
Pena Granha explicou como o cristianismo se valeu desta tradiçom pagá ou pertencente a crenças afastadas do cristianismo para apagar estes costumes alheios ao culto pregoado por Jesus de Nazaré.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO - Palestra de Vidám Torreira: A ortografia actual deixa-nos órfos de Mae Certa e dos próprios irmáns BASENAME: o-facho-a-ortografia-actual-deixa-nos-orfos-de-nai-certa-e-dos-proprios-irmans-por-vidam-torreira-1 DATE: Wed, 25 Nov 2009 11:08:46 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O professor Vidám Torreira partilhou connosco umha profunda reflexom sobre o processo de normativizaçom do galego e a normativa em vigor.
O histórico galeguista denunciou o caminho escolhido pola RAG e o ILGA para o nosso idioma: o isolacionismo. Facto que supom nom só o isolamento em relaçom ao português senom mesmo a sua marginaçom a respeito das línguas romances e, o que talvez seja mais grave, a separaçom violenta da sua mae, o latim.
Catedrático de latim e grego na USC hoje reformado, utilizou a sua viçosa sabedoria para explicar a indignaçom que lhe provocava que alguns malintencionados tenham castigado a nossa língua deixando-a orfa de mae (o latim) e sem irmaos (as língua romances), crime que nom deveríamos permitir, sublinhou.
Qualificou a renúncia à ortografia histórica de ?desfeita? e de suicídio. ?Nom escrever a nasal palatal com o dígrafo ?nh? por ter escolhido meia dúzia palavras para representar outro som (unha(s), algunha(s), ningunha(s)) nom fai sentido nengum? opinou.
Valendo-se de um projector comparou as diferentes soluçons das línguas romances para demostrar em que consiste o isolacionismo. ?Havia quatro filólogos que pensavam que @s galeg@s éramos parvos e nom podíamos aprender a pronunciar o ?j? e o ?g? à galega? e entom inventárom essa perversidade do xis ?x? para todo. ?Como se pode escrever ?gente? com ?x?? nengumha língua romance o fai e todos pronunciam de forma diferente?, afirmou.
Porém, Vidám Torreira, a pesar de zangado também deu mostras de optimismo e seguro da vitória do reintegracionismo: temos todos argumentos a favor e isso é a arma mais poderosa.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: A ortografia actual deixa-nos orfos de Nai Certa e dos próprios irmáns por Vidám Torreira BASENAME: o-facho-a-ortografia-actual-deixa-nos-orfos-de-nai-certa-e-dos-proprios-irmans-por-vidam-torreira DATE: Sun, 22 Nov 2009 18:41:56 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Taipa 12-1º-C
15005 Corunha


A Agrupaçom Cultural O Facho da Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2009-10

Palestra

O vindouro dia 24 de Novembro, terça-feira (martes), a Catedrático de Latim, Manuel Vidám Torreira falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua charla intitula-se: A ortografia actual deixa-nos orfos de Nai Certa e dos próprios irmáns.
A professor Manuel Vidám Torreira é Licenciado em Direito e em Filologia Românica. Actualmente é directivo da Asociación de Estudos Históricos de Galiza. Vidám Torreira é um dos melhores traductores da literatura sagra e filosófica, com o demostram ?Os Cantar dos Cantares? de Salomom, ?O mito da Espenuca? de Platom, ?O missal galego?, etc.
Entre os seus trabalhos de investigaçom cabe sublinhar, ?Pambre e o enigma da ara romana de Eiras?, ?Nova interpretación esotérica do Pórtico da Gloria?, ?A raiz galega do pensamento filosófico de Amor Ruibal?, etc.

Dia: 24 de Novembro o 2009 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? Corunha

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO - Palestra de Anselmo López Carreira: A DESAPARIÇOM DO REINO DA GALIZA na histografia espanhola. BASENAME: o-facho-a-desaparicom-do-reino-da-galiza-na-ho-espanhola-por-anselmo-lopez-carreira-2 DATE: Wed, 11 Nov 2009 21:44:09 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: Novas TAGS: ----- BODY:

Mais umha vez, a sala de conferências da fundaçom Caixagaliza encheu-se de pessoal com vontade por aprender e reflectir sobre a nossa cultura. Por volta de quarenta pessoas assistiam na passada terça-feira à conferência A desapariçom do Reino da Galiza na historiografia espanhola ministrada polo catedrático Anselmo Lopes Carreira.
O professor começou o seu relatório sublinhando o desconhecimento existente até há bem pouco da história do reino dos galegos e das galegas, tema que era considerado um autêntico tabu.
Porém, as enormes contradiçons entre os factos e a história oficial leccionada nas escolas dá nas vistas de qualquer mente minimamente crítica.
Assim, o erudito historiador denunciou que, a pesar dos avanços nas pesquisas historiográficas, no ensino se continua a falsear a história pois os conteúdos som estabelecidos por ministros e nom por historiadores. Daí que o reino da Galiza, primeiro reino da Europa ocidental após a queda do império romano seja hoje ignorado, apagado dos currículos, sem nengum pudor.
Lopes Carreira explicou que o que agora nengum historiador sério nega ?a existência do Reino da Galiza- já estava presente na historiografia galega decimonónica. ?Murguia, Viceto ou Lopes Ferreiro tenhem clara a sua existência?, contodo, o ermo nas pesquisas historiográficas que seguiu a estes estudiosos fijo com que tivéssemos que aguardar ao século XXI para reafirmar o que era umha evidência.
Segundo o doutor Lopes Carreira era impossível, ?algo realmente único na história da humanidade?, que o território galego, a vanguarda cultural da Europa ocidental na Idade Média, carecesse de umha estrutura jurídico-política. A Galiza foi o primeiro reino que cunhou moeda após o esfarelamento de Roma ?moedas que felizmente ainda se conservam-, tivo a edificaçom mais impressionante da Europa ocidental -a catedral de Santiago- e a sua língua era utilizada para a poesia e a música por toda Europa como hoje se utiliza o inglês.
O especialista em história medieval também dedicou uns minutos a explicar a tam distorcida imagem que nos chegou da Idade Média devido à necessidade que tivo a burguesia para justificar a nova ordem de cousas. ?A inquisiçom nom é da Idade Média se nom mais bem da Idade Moderna, o direito de ?pernada? nunca existiu e as condiçons de vida do campesinado galego eram, com certeza, muito melhores no século XII do que no XIX? afirmou. ?Todos estes tópicos deformadores nascêrom com a Revoluçom francesa? acrescentou.
Por último, o catedrático e doutor viguês sintetizou as razons polas que historiadores como Lafuente, Menéndez Pidal ou Sánchez Albornoz quigérom banir a Galiza e tentar substituí-la de forma fraudulenta por um suposto Reino de Astúrias ou de Leom que nunca existírom. ?Oviedo e Leom eram cidades de Gallaecia, do Reino da Galiza, pois as fronteiras deste nom se correspondem com a actual Galiza e menos com a Comunidade Autónoma Galega? explicou. ?Galiza apenas deixou de ser considerada Reino sobre o papel a partir de 1833, quando Javier de Burgos, ministro de Isabel II, impom a divisom provincial do Estado espanhol? assinalou.

----- COMMENT: AUTHOR: caralladas [Visitante] DATE: Thu, 12 Nov 2009 15:47:31 +0000 URL: http://nosquedaportugal.blogspot.com/

Conversa con Manuel Lourenzo, Premio Álvaro Cunqueiro de teatro 2009:

http://nosquedaportugal.blogspot.com/2009/11/conversa-con-manuel-lourenzo-1.html

E venres segunda parte da entrevista.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO - Palestra: Ramón Piñeiro, umha leitura revisionista do Nacionalismo por Miguel Barros BASENAME: o-facho-palestra-ramon-pineiro-umha-leitura-revisionista-do-nacionalismo-por-miguel-barros DATE: Fri, 06 Nov 2009 16:04:23 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Miguel Barros Puente dissertou dentro do ciclo ?Economia, História, e Realidade Social?. A sua exposiçom intitulada ?Umha leitura revisionista do Nacionalismo? versou sobre a figura de Ramón Piñeiro.

Depois da guerra civil, Piñeiro trata de recuperar um instrumento de acçom e de reflexom sobre o País, a co-relaçom de forças existentes e também a sua própria releitura sobre os postulados da modernidade. Essa reflexom leva a Piñeiro à revisom do nacionalismo, posto que este tivo muito que ver com a modernidade e muda a ideia de Naçom pola de Povo. Os postulados da construçom de umha Naçom obriga a um território e a um Estado, mentres o Povo existe quando um colectivo de homens e mulheres tenhem umha construçom ?espiritual? colectiva, tenhem consciência de ser colectivo e capacidade para demandar os seus direitos.
A pretensom política de Pinheiro nom era construir um novo partido galeguista senom influir nas correntes políticas dominantes na Europa capitalista depois da II Guerra Mundial, na social-democracia e na democracia-cristiám

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: A DESAPARIÇOM DO REINO DA GALIZA na Hª Espanhola, por Anselmo López Carreira BASENAME: o-facho-a-desaparicom-do-reino-da-galiza-na-ho-espanhola-por-anselmo-lopez-carreira DATE: Wed, 04 Nov 2009 21:12:53 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º-C
15005 A Corunha


A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2009-10

Palestra

O dia 10 do mês que corre, o Doutor e Historiador, Anselmo López Carreira falará dentro do ciclo, Economia e História da Galiza. A sua charla versará sobre: A desapariçom do Reino da Galiza na Hª Espanhola.

Anselmo López Carreira é Doutor em História pola USC, professor no IES Maria Solinho de Cangas, Professor-Titor da UNED de Ourense e Doutor Vinculado do CSIC. O professor L. Carreira é hoje um dos mais salientáveis historiadores do medievo galego, as suas investigaçons encetárom novos caminhos que a história oficial espanhola fechava para nos manter a nós, os galegos, ignorantes da nossa própria história e identidade.

Da sua obra podemos salientar alguns dos seus livros: O reino medieval da Galiza, A Revoluçom Irmandinha; Os reis da Galiza; Martinho de Dumio, a criaçom dum Reino, etc..

Dia: 10 de Novembro 2009
Hora: 8 do serám - Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande - A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: O idioma em crise: Alternativas, por Pilar García Negro BASENAME: o-facho-o-idioma-em-crise-alternativas-por-pilar-garcia-negro DATE: Sun, 01 Nov 2009 21:42:12 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Dentro do ciclo ?Língua, Literatura e Naçom? organizado pola Agrupaçom Cultural O Facho, a Professora da Universidade d?A Corunha, Pilar Garcia Negro pronunciou umha interessante conferência o passado dia 27 de Outubro de 2009 sobre : O idioma em crise: Alternativas.

Encetou a palestra a partires de três anedotas vividas por ela mesma. Ilustrou no começo como num cartaz acarom dumha fervença no rio Gieira na bisbarra do Barbanza estava escrevido ?Mirador? sobre o mesmo gravaram Miradoiro, Esta reivindicaçom do galego foi contestada com a pintada: This?s Spain. O resto das anedotas expressavam tam nídio como esta primeira a situaçom colonial assumida por gentes do País constructora da miséria no senso de auto-repressom, que o indicador mais salientável do êxito da política achandora da nossa cultura e da nossa identidade.

A conferencista continuou a sua análise mostrando como esses poderes excludentes que desde o século XIX afondárom na política de extermínio da nossa Língua

Ao findar a conferencia houve um interessante colóquio entre os assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: O IDIOMA EM CRISE:-ALTERNATIVAS por Pilar García Negro BASENAME: o-facho-o-idioma-em-crise-alternativas-por-pilar-garcia-negro-1 DATE: Sun, 01 Nov 2009 21:42:00 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Dentro do ciclo ?Língua, Literatura e Naçom? organizado pola Agrupaçom Cultural O Facho, a Professora da Universidade d?A Corunha, Pilar Garcia Negro pronunciou umha interessante conferência o passado dia 27 de Outubro de 2009 sobre : O idioma em crise: Alternativas.

Encetou a palestra a partires de três anedotas vividas por ela mesma. Ilustrou no começo como num cartaz acarom dumha fervença no rio Gieira na bisbarra do Barbanza estava escrevido ?Mirador? sobre o mesmo gravaram Miradoiro, Esta reivindicaçom do galego foi contestada com a pintada: This?s Spain. O resto das anedotas expressavam tam nídio como esta primeira a situaçom colonial assumida por gentes do País constructora da miséria no senso de auto-repressom, que o indicador mais salientável do êxito da política achandora da nossa cultura e da nossa identidade.

A conferencista continuou a sua análise mostrando como esses poderes excludentes que desde o século XIX afondárom na política de extermínio da nossa Língua

Ao findar a conferencia houve um interessante colóquio entre os assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO, palestra: Ramom Pinheiro- UMHA LEITURA REVISIONISTA DO NACIONALISMO por Miguel Barros BASENAME: o-facho-ramom-pinheiro-umha-leitura-revi DATE: Sat, 31 Oct 2009 21:31:12 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º-C
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2009-10

Palestra

O vindouro dia 3 de Novembro, terça-feira (martes), Miguel Barros Puente intervirá dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social. A sua palestra versará sobre a figura de Ramón Piñeiro e intitula-se: Umha leitura revisionista do Nacionalismo.

Miguel Barros é professor de educaçom primaria e licenciado em ciências políticas. Actualmente é Presidente de Promoçons Culturais Galegas, empresa editora do semanário ?A nosa Terra?, e membro do conselho de administraçom do ?Xornal de Galícia?. Foi um dos fundadores do Movimento de Mestres de Ponte-Vedra, que espertou a mobilizaçom social do magistério nos anos finais do franquismo. Exerceu como. Foi militante do PSOE até 2006, e um dos líderes do sector galeguista do PSdeG, assim mesmo foi deputado no Parlamento de Galiza(1981-1993), também foi concelheiro na cidade de Vigo. A sua obra ?Ramón Piñeiro e a revisión do nacionalismo? é o estudo mais complexo na procura dum retrato ideológico de Ramón Piñeiro e da compreensom da sua acçom política.

Dia: 03 de Novembro do 2009 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: O IDIOMA EM CRISE: ALTERNATIVAS por Pilar García Negro BASENAME: o-facho-pilar-garcia-negro-o-idioma-em-c-1 DATE: Wed, 28 Oct 2009 12:08:04 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Dentro do ciclo ?Língua, Literatura e Naçom? organizado pola Agrupaçom Cultural O Facho, a Professora da Universidade d?A Corunha, Pilar Garcia Negro pronunciou umha interessante conferência o passado dia 27 de Outubro de 2009 sobre : O idioma em crise: Alternativas.

Encetou a palestra a partires de três anedotas vividas por ela mesma. Ilustrou no começo como num cartaz acarom dumha fervença no rio Gieira na bisbarra do Barbanza estava escrevido ?Mirador? sobre o mesmo gravaram Miradoiro, Esta reivindicaçom do galego foi contestada com a pintada: This?s Spain. O resto das anedotas expressavam tam nídio como esta primeira a situaçom colonial assumida por gentes do País constructora da miséria no senso de auto-repressom, que o indicador mais salientável do êxito da política achandora da nossa cultura e da nossa identidade.

A conferencista continuou a sua análise mostrando como esses poderes excludentes que desde o século XIX afondárom na política de extermínio da nossa Língua

Ao findar a conferencia houve um interessante colóquio entre os assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Pilar Garcia Negro: O IDIOMA EM CRISE: ALTERNATIVAS BASENAME: o-facho-pilar-garcia-negro-o-idioma-em-c DATE: Wed, 21 Oct 2009 15:41:11 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2009-10

Palestra

O vindouro dia 27 de Outubro, terça-feira (martes), a Professora da Universidade d?A Corunha, Pilar Garcia Negro falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: O idioma em crise: Alternativas.

A professora Pilar Garcia Negro tem intervido em numerosos simpósios e congressos nacionais e internacionais sobre sociolingüística, línguas europeias nom normalizadas, literatura galega e feminismo, e publicado ediçons e estudos sobre diversos autores galegos. No curso 1979-1980, em colaboraçom com Xosé Mª Dobarro, publica, n?A Nosa Terra, a secçom ?Lecçons de Literatura e de Língua". Além de neste semanário, tem colaborado noutras publicaçons periódicas galegas, portuguesas, euzkaldunas, catalás e espanholas. É militante do movimento nacionalista desde 1975-1976. Foi deputada polo B.N.G. no Parlamento Galego, de 1989 a 2003

Posúe umha abondosa obra publicada, da que sublinhamos:

O Ensino da Língua: Por um cambio de rumo, em colaboraçom com Xosé Mª Dobarro
Sempre em galego
Poesia galega de Valentin Lamas Carvajal
Direitos linguisticos e controle político
Rosália de Castro. El caballero de las botas azules

É co-fundadora do Comité espanhol do Bureau Européen pour les langues moins répandues e delegada do mesmo, na Galiza, de 1985 a 1990. Também é membro de Conselhos de redacçom de diversas revistas, entre as que ressaltamos: Altres nacions, da Revista de Filoloxía da Universidade da Corunha, Terra e Tempo.

Dia: 27 de Outubro do 2009 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Francisco Rodríguez: LÍNGUA E TRANSFORMAÇOM SOCIAL palestra n'O Facho BASENAME: francisco-rodriguez-lingua-e-transformac DATE: Fri, 16 Oct 2009 07:03:55 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Francisco Rodríguez: LÍNGUA E TRANSFORMAÇOM SOCIAL

Numha sala lotada de público e após umha sucinta apresentaçom a cargo do presidente da nossa associaçom, Rodríguez Pardo, tomava a palavra o histórico dirigente nacionalista Francisco Rodrigues. A palestra, inserida dentro do ciclo Língua, literatura e naçom, decorreu como é habitual na sala de conferências por parte dos assistentes.

Francisco Rodríguez começou por agradecer o convite ao Facho e informou de que, a seguir, ia fazer umha aproximaçom esquemática e clara sobre a situaçom da língua a nível social em ligaçom com a realidade sócio-política galega.

Rodrigues assinalou que por primeira vez se estavam a produzir discursos muito agressivos contra o nosso idioma. Discursos fabricados em Madrid, exportados directamente à Galiza, e que demonstram a ?involuçom democrática que está a sofrer o Estado espanhol?, sublinhou. Aliás, analisou as diferentes repercussons que estes ataques tenhem nas distintas naçons sem estado. Assim, enquanto na Catalunha os discursos fanáticos se topan com o guardachuva da classe meia catalá e de 30 anos de política linguística, na Galiza espalham-se à vontade. ?Na Galiza nom houvo política linguística?, afirmou o secretário geral da UPG. Em relaçom às políticas em matéria de língua que levou avante o bipartido dixo que ?o PP destruiu mais umha intençom do que umha realidade? daí que qualificara as acçons galegófobas da direita espanhola como ?desproporcionadas?. ?Hoje nom é possível o monolinguismo em galego, ligas a umha companhia telefónica ou de avions e nom podes falar galego. Todos temos certo comportamento diglóssico? advertiu Rodrigues com preocupaçom após fazer fincapé no alarmente retrocesso do galego, tal e como tenhem reflectido distintos organismos nacionais e internacionais como as universidades galegas ou a UNESCO. ?Agora já há alguns que se atrevem a defender burradas como que o galego nom é a única língua própria da Galiza? exclamou. Tampouco se esqueceu do topónimo da Corunha. Mostrou a sua indignaçom polo facto de que personalidades que exercem cargos públicos podam desobedecer as leis, ?imaginades que qualquer de nós nom obedecesse a decissom de um juiz, acusariam-nos de desacato!?.

Liberdade ou imposiçom?

Também dissertou o político ferrolano sobre a falsa polémica da livre escolha de língua. ?Ningumha língua normal se escolhe. Um menino andaluz nom escolhe falar essa variante do castelhano, vem-lhe dada. Falar de liberdade em termos linguísticos é absurdo? reflexionou. Para além disto, salientou o facto de na Galiza estar todo determinado para que o povo fale espanhol, desde os meios de comunicaçom até a etiquetagem, todo está nessa língua. ?A língua é um fenómeno social nom individual e quando há problemas linguísticos estes precisam de soluçons sociais? acrescentou.
Após umha revisom rápida da história da língua galego-portuguesa, o militante do BNG sentenciou, ?nos dias de hoje, umha Galiza sem galego é possível, ora bem, umha Galiza sem espanhol nom. Por tanto, qualquer democrata espanhol deveria despreocuparse pola situaçom do espanhol na Galiza?.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO demanda aos cidadáns galegos a se manifestar o dia 18 de Outubro em Compostela para RESPOSTAR à POLITICA ETNOCIDA do PP contra a LÍNGUA e a CULTURA GALEGA BASENAME: o-facho-demanda-aos-cidadans-galegos-a-s DATE: Thu, 15 Oct 2009 21:07:19 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Pasquim CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho chama aos bons e generosos a fazer valer os seus direitos cidadáns frente às agressons contra a Cultura e a Língua Galega que está a levar a cabo o P.P. e a actual Junta de Galiza para delir a nossa identidade de Naçom na paranóia neo-fascista da FAES.

Ante esta afronta O Facho demanda aos cidadáns galegos a se manifestar às 12 a.m. do dia 18 de Outubro na Alameda de Compostela por:

1) O nosso posicionamento de jeito beligerante e irrenunciável na defessa da Língua Galega e contra a política etnocida que os responsáveis políticos da Junta de Galiza estám a realizar contra a Língua e a Cultura Galega.

2) A Língua constitui um elemento básico de identidade cultural e representa um valor fundamental de coesom. A derogaçom do Decreto 124/2007 retrotrai-nos ao mais râncio franquismo co que o actual Governo da Junta tem múltiples canles manifestos e soterrados de comunicaçom.

3) Toda a acçom política de Feijoo, ?Habichuela? , e os seus ?mariachis? cara ao nosso País (Educaçom, Cultura, Deportes, Industria, etc...) supom um passo mais na política de repressom, empobrecimento e marginaçom da nossa Naçom, e na expoliaçom das classes populares e cidadania galega.

4) O Estatuto de Autonomia de Galiza, no seu artigo 5, define o galego como Língua própria de Galiza, declara que os idiomas galego e castelám som oficiais em Galiza e que todos tenhem o direito de conhece-los e usa-los. Assim mesmo, estabelece que os poderes públicos da Galiza potenciarám o emprego do galego em todos os planos da vida pública, cultural e informativa, e aportarám a dotaçom dos recursos necessários para facilitar o seu conhecimento. Certamente, toda a política actual de ?Habichuela? e os seus ?mariachis? violenta e conculca o Estatuto de Autonomia.

5) Depois de séculos de persecuçom e de escárnio dos falantes galegos - à vez que se geravam políticas de extirpaçom da Língua Galega tanto por parte do Estado, da Eireja, e doutras Instituçons- ; o actual governo da Junta fai sua esta política de violentaçom e etnocidio contra o povo galego para tentar delir a nossa identidade de Naçom, mostrando umha vez mais as suas fundas raigames no fascismo e no clericalismo constituintes do Movimento franquista.

Na cidade d?A Corunha 01 de Outubro 2009

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO demanda aos cidadáns galegos a se manifestar o dia 18 de Outubro em Compostela para RESPOSTAR à POLITICA ETNOCIDA do PP contra a LÍNGUA e a CULTURA GALEGA BASENAME: o-facho-demanda-aos-cidadans-galegos-a-s-1 DATE: Mon, 12 Oct 2009 15:09:59 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Pasquim CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho chama aos bons e generosos a fazer valer os seus direitos cidadáns frente às agressons contra a Cultura e a Língua Galega que está a levar a cabo o P.P. e a actual Junta de Galiza para delir a nossa identidade de Naçom na paranóia neo-fascista da FAES.

Ante esta afronta O Facho demanda aos cidadáns galegos a se manifestar às 12 a.m. do dia 18 de Outubro na Alameda de Compostela por:

1) O nosso posicionamento de jeito beligerante e irrenunciável na defessa da Língua Galega e contra a política etnocida que os responsáveis políticos da Junta de Galiza estám a realizar contra a Língua e a Cultura Galega.

2) A Língua constitui um elemento básico de identidade cultural e representa um valor fundamental de coesom. A derogaçom do Decreto 124/2007 retrotrai-nos ao mais râncio franquismo co que o actual Governo da Junta tem múltiples canles manifestos e soterrados de comunicaçom.

3) Toda a acçom política de Feijoo, ?Habichuela? , e os seus ?mariachis? cara ao nosso País (Educaçom, Cultura, Deportes, Industria, etc...) supom um passo mais na política de repressom, empobrecimento e marginaçom da nossa Naçom, e na expoliaçom das classes populares e cidadania galega.

4) O Estatuto de Autonomia de Galiza, no seu artigo 5, define o galego como Língua própria de Galiza, declara que os idiomas galego e castelám som oficiais em Galiza e que todos tenhem o direito de conhece-los e usa-los. Assim mesmo, estabelece que os poderes públicos da Galiza potenciarám o emprego do galego em todos os planos da vida pública, cultural e informativa, e aportarám a dotaçom dos recursos necessários para facilitar o seu conhecimento. Certamente, toda a política actual de ?Habichuela? e os seus ?mariachis? violenta e conculca o Estatuto de Autonomia.

5) Depois de séculos de persecuçom e de escárnio dos falantes galegos - à vez que se geravam políticas de extirpaçom da Língua Galega tanto por parte do Estado, da Eireja, e doutras Instituçons- ; o actual governo da Junta fai sua esta política de violentaçom e etnocidio contra o povo galego para tentar delir a nossa identidade de Naçom, mostrando umha vez mais as suas fundas raigames no fascismo e no clericalismo constituintes do Movimento franquista.


Na cidade d?A Corunha 01 de Outubro 2009

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: LÍNGUA E TRANSFORMAÇOM SOCIAL por Francisco Rodríguez BASENAME: o-facho-lingua-e-transformacom-social-po-1 DATE: Mon, 12 Oct 2009 15:08:35 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2009-10

Palestra

O dia 13 de Outubro, terça-feira (martes), A Agrupaçom Cultural O Facho dentro do ciclo ?Língua, Literatura e Naçom? participará o reconhecido político e intelectual Francisco Rodríguez Sánchez. A sua palestra versará sobre: ?Língua e Transformaçom Social?

Francisco Rodríguez Sánchez, foi um dos impulsores da criaçom e dinamizaçom de organizaçons sindicais e políticas como INTG e BNG. Actualmente é Secretario Geral da U.P.G., membro da Permanente do Bloque Nacionalista Galego e do Conselho Nacional do BNG. Também participou como deputado do Parlamento Galego e nas Cortes Espanholas como membro do Bloque Nacionalista Galego.

É autor de diversas obras, trabalhos e artigos, relacionados com a cultura e a realidade galega dende um compromisso com a Naçom Galega. Entre os seus trabalhos de história, crítica literária y sociolingüística, cabe destacar A evolución ideolóxica de Manuel Curros Enríquez (1974), Conflicto lingüistico e ideoloxía en Galiza (1976), Análise sociolóxica da obra de Rosalía Castro (1988), O desacougo da nación negada, Eduardo Blanco Amor (1994).

Acto: Dia: 13 de Outubro - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galicia
Cantom Grande ? A Corunha

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO - Xabier Do Campo: A política ETNOCIDA contra a LÍNGUA GALEGA, as suas perversidades BASENAME: o-facho-xabier-do-campo-a-politica-etnoc-1 DATE: Wed, 30 Sep 2009 18:16:49 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Ontem, 29 de Setembro, O Facho começou de novo a sua andaina de palestras para o período 2009-10 com a charla de Xavier P. Do Campo sobre os argumentos esgrimidos na actual cruzada contra a Língua Galega encetada por Alberto Feijoo, conhecido também como Alberto Habichuela submisso servidor dos interesses políticos da Vila e Cortes.

Numha exposiçom distendida e amena enumerou as distintas perversidades e parvadas que enunciam para tentar justificar a sua política etnocida contra a Língua e Cultura galegas, desde as mais comuns até as mais requintadas. Nom lhes basta só com financiar a entidades que perseguem a Língua Galega com fundos criados para a promover, exemplo bem expressivo som os mais de 1.000 milhons de pesetas ( mais de 6.000.000,.- ?) entregados à patronal galega para o fomento da Língua Galega, quando esta mesma (Clube Financeiro de Vigo) se pronuncia abertamente e com publicidade contra o galego, e já nom comentemos as subvençons percebidas polos médios de comunicaçom impressos.

A prepotência deste neo-fascismo é tal, que hoje tanto a rádio como a televisom pública galega criadas para fomentar e prestigiar o uso da nossa Língua, o castelá aparece cada vez ocupando maior espaço arrumando assim, como quem nom quere a cousa, ao galego à borralheira.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: O governo Opus/P.P. e a sua política ETNOCIDA contra a LÍNGUA GALEGA BASENAME: o-facho-o-governo-opus-p-p-e-a-sua-polit DATE: Fri, 25 Sep 2009 07:40:39 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2009-10

Palestra

O dia 29 de Setembro, terça-feira (martes), A Agrupaçom Cultural O Facho enceta as suas actividades do período 2009-10 com a palestra ?O governo Opus/P.P. e a sua política etnocida contra a Língua Galega? dentro do ciclo ?Língua, Literatura e Naçom?. A conferencia correrá a cargo do reconhecido escritor Xabier P. Docampo.

Xabier Docampo é mestre, escritor, conta-contos, actor e director de teatro, guionista... mas o que lhe pode definir é de ser um dos bons e generosos que canta o nosso Hino, dado que a sua existência esta marcada pola defesa da nossa Língua e Cultura. O seu livro ?Cando petan na porta pola noite? está considerada como umha das cem melhores obras do século XX publicada no Estado espanhol. A sua obra ?A casa da luz? foi levada ao cinema. Xabier Docampo fizo-se escritor porque tem memória de si e dos seus, e com esta actividade obtivo inumeráveis prémios, tanto no País como fora do mesmo.

Acto:
Dia: 29 de Setembro - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galicia
Cantom Grande ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: MANIFESTO ante a AFRENTA ao POVO GALEGO por parte da JUNTA DE GALIZA BASENAME: ofacho-manifesto-ante-a-afrenta-ao-povo- DATE: Sat, 13 Jun 2009 14:12:49 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Pasquim CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho chama aos bons e generosos a fazer valer os seus direitos cidadáns frente às agressons contra a Língua Galega que está a levar a cabo o P.P. e a actual Junta de Galiza conformada na sua maioria por membros do OPUS e outras seitas semelhantes.

Ante esta afrenta ao povo galego, O Facho manifesta:

1) O nosso posicionamento de jeito beligerante e irrenunciável na defessa da Língua Galega
.
2) A Língua constituí um elemento básico de identidade cultural e representa um valor fundamental de coesom. A supressom do actual Decreto 124/2007, polo que se regula o uso e a promoçom do galego no sistema educativo, retrotrai-nos ao mais râncio franquismo do que o actual Governo da Junta tem múltiplos canles manifestos e soterrados de comunicaçom.

3) A eliminaçom deste Decreto supom um passo adiante na política de repressom, empobrecimento e marginaçom que os responsáveis políticos da Junta de Galiza estám a realizar contra a Língua e a Cultura dos galegos e galegas.

4) O Estatuto de Autonomia de Galiza, no seu artigo 5, define o galego como Língua própria de Galiza, declara que os idiomas galego e castelám som oficiais em Galiza e que todos tenhem o direito de conhece-los e usa-los. Assim mesmo, estabelece que os poderes públicos da Galiza potenciarám o emprego do galego em todos os planos da vida pública, cultural e informativa, e como a dotaçom dos recursos necessários para facilitar o seu conhecimento. Certamente, com a supressom do Decreto 124/2007 violenta-se o próprio Estatuto de Autonomia.

5) Depois de séculos de persecuçom e de escárnio dos falantes galegos à vez que geravam políticas de extirpaçom da Língua Galega, tanto por parte do Estado, da Eireja, e outras Instituçons. O Decreto 124/2007 desenvolve a Lei 3/1983, de Normalizaçom Lingüística que garante a igualdade do galego e do castelám como Línguas oficiais da Galiza e assegura a normalizaçom do galego em todos os eidos da sociedade.

Demandamos que cesse a persecuçom da Língua Galega por parte da actual Junta de Galiza e que o Decreto 124/2007 mantenha a sua vigência.

Na cidade d?A Corunha a 10 de Junho 2009

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: A EMIGRAÇOM GALEGA, HOJE ou A CÚMPLICIDADE das classes dominantes galegas no colonialismo da Galiza, por Frederico Martím Palmeiro BASENAME: o-facho-a-emigracom-galega-hoje-incapaci-2 DATE: Fri, 29 May 2009 11:40:24 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Numha mui interessante conferência, o economista e professor da Universidade d'A Corunha, Frederico Martim Palmeiro, deu a conhecer com dados irrefutáveis o ciclo da III grande emigraçom galega que se está a produzir nestes anos. Este novo ciclo de dessangramento de Galiza é silenciado por todos os "mass media" como cúmplices e actores junto a grandes sectores da patronal de origem galega do sistema de extermínio de qualquer possibilidade de construçom do País, mostrando umha vez mais com dados estatísticos contrastados que nom se trata de nengumha teoria conspirativa; senom de feitos e de resultados confrontados dentro dum processo de colonizaçom económica e social nos que desde séculos estamos mergulhados os galegos em tanto que povo.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: A EMIGRAÇOM GALEGA, HOJE. Incapacidade das classes dominantes galegas ou colonialismo? por Frederico Martím Palmeiro BASENAME: o-facho-a-emigracom-galega-hoje-incapaci-1 DATE: Tue, 26 May 2009 20:52:06 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2008-9
Palestra

O vindouro dia 28 de Maio, quinta-feira (joves), o Doutor em Economia e Vice decano Faculdade de Sociologia na Universidade da Corunha, Federico G. Martín Palmeiro falará dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social. A sua charla versará sobre: A Emigraçom galega, hoje. Incapacidade das classes dominantes galegas ou colonialismo?

O professor Federico G. Martín Palmeiro é um economista de reconhecido prestigio dentro da comunidade educativa e cientifica. Possui umha abundosa obra publicada tanto em livros como ensaios em revistas de grande sona nos eidos intelectuais. Entre as suas publicaçons sublinhamos somente algumhas:

O debate sobre a pegada ecolóxica de Galica
Unha Galícia insustentable?
A pegada ecolóxica
Aproximación ó deseño dun índice sintético de equidade e a súa aplicación ó caso de Galicia?

Dia: 28 de Maio do 2009 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom PAIDEIA
PRAÇA de M. PITA ? A Corunha
J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: A EMIGRAÇOM GALEGA, HOJE. Incapacidade das classes dominantes galegas ou colonialismo? por Frederico Martím Palmeiro BASENAME: o-facho-a-emigracom-galega-hoje-incapaci DATE: Fri, 22 May 2009 16:57:22 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 A Corunha


A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2008-9

Palestra

O vindouro dia 28 de Maio, quinta-feira (joves), o Doutor em Economia e Vice decano Faculdade de Sociologia na Universidade da Corunha, Federico G. Martín Palmeiro falará dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social. A sua charla versará sobre: A Emigraçom galega, hoje. Incapacidade das classes dominantes galegas ou colonialismo?

O professor Federico G. Martín Palmeiro é um economista de reconhecido prestigio dentro da comunidade educativa e cientifica. Possui umha abundosa obra publicada tanto em livros como ensaios em revistas de grande sona nos eidos intelectuais. Entre as suas publicaçons sublinhamos somente algumhas:

O debate sobre a pegada ecolóxica de Galica
Unha Galícia insustentable?
A pegada ecolóxica
Aproximación ó deseño dun índice sintético de equidade e a súa aplicación ó caso de Galicia?

Dia: 28 de Maio do 2009 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom PAIDEIA
PRAÇA de M. PITA ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Entrega dos prémios do XLII ?Concurso de Contos de Nenos para Nenos - Carlos Casares?. BASENAME: o-facho-concurso-de-contos-de-nenos-para-1 DATE: Thu, 21 May 2009 15:56:45 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Num acto de grande emoçom fizo-se entrega dos prémios do Concurso de Contos de Nenos para Nenos ? Carlos Casares convocado pola nossa associaçom. As premiadas assistentes estavam acompanhadas polas suas famílias, mágoa que alguns dos premiados nom houvesse podido assistir ao evento, que sem perder o seu caracter de festa lúdica também converteu-se em reivindicativa da Língua Galega nestes tempos no que começa umha nova andaina de agressom institucional por parte do governo opusdista da Junta de Galiza a nossa Língua mae.

A seguir de umhas palavras do presidente d?O Facho leu-se umha carta remitida polo escritor Xabier Docampo para os nascentes literatos premiados, a continuaçom também falárom os demais membros do Júri do Concurso de Contos: José Mondelo, Mar Hermida e Soledad González Maside. Para de imediato efectuar a adjudicaçom dos prémios aos beneficiados do mesmo.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: OFERENDA FLORAL no monumento a Curros Henriques realizado polo FACHO com o galho das LETRAS GALEGAS BASENAME: letras-galegas-oferenda-floral-no-monume-1 DATE: Sat, 16 May 2009 11:45:05 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Com o galho da festa das Letras Galegas a Agrupaçom Cultural O Facho fizo o dia 14 às 12 e ½ da manhá a tradicional oferenda floral nos jardins de Mendes Nunes diante do monumento a Curros Henriques na cidade d?A Corunha. Baixo o começo dumha marmalha e resguardados em pára-augas deu-se a conhecer os ganhadores do Prémio do Concurso de Contos de nenos para nenos d?O Facho? Carlos Casares?.

Para findar o acto houvo´música de gaita para logo todos os numerosos assistentes cantar o Himno Galego.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: LETRAS GALEGAS: A figura de Ramom Pinheiro analisado por X. Luís Franco Grande no Facho BASENAME: letras-galegas-ramom-pinheiro-e-a-politi-1 DATE: Fri, 15 May 2009 16:14:13 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O advogado e intelectual Xosé Luís Franco Grande compartilhou numha mui interessante palestra sobre a figura de Ramón Piñeiro, personagem a quem este ano esta adicado as Letras Galegas. Na sua exposiçom deu a conhecer experiências compartidas nos seus anos moços com Piñeiro, fazendo sobressair a importância da labor perseverante do mesmo no artelhar e despertar da consciência e dignidade galega na gente nova daqueles anos escuros do franquismo.

A exposiçom do palestrante foi seguida com grande interesse polo numeroso público assistente, o que deu posteriormente um quente debate.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: ?Concurso de Contos de Nenos para Nenos - Carlos Casares? BASENAME: o-facho-concurso-de-contos-de-nenos-para DATE: Fri, 15 May 2009 15:56:42 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Federico Tapia 12-1º
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O FACHO tem a bem de lhes comunicar o falho do ?Concurso de Contos de Nenos para Nenos - Carlos Casares? na convocatória 2009, segundo acordo do júri formado por Xabier P. Docampo, José Mondelo, Mar Hermida e Soledad González Maside.

1º.- Prémios da Categoria A (Nenos e nenas de 9 a 12 anos)

Primeiro prémio: ?Cada ollada unha historia? de Iria Esperón Abril
CEIP Banho de Xanza - Valga (Pontevedra)
Segundo prémio: ?Unha boneca moi especial? de Katia Pérez Pereira
CPI de Zás (A Corunha)

Accésit: ?O soño de voltar? de Matias Nuñez Gil
CEIP Curros Enriquez de Celanova (Ourense)
?A princesa Cisne? de Ada Freire Vázquez
CEP Álvarez-Limeses de Pontevedra

2º.- Prémios da Categoria B. (Rapaces e raparigas de 13 a 16 anos)

Primeiro prémio: ?Atlántico? de Beatriz Rodríguez Fernández
IES Blanco Amor de Ourense
Segundo prémio: ?Historia dun chicle? de Helena Salgueiro Golán
IES Antonio Fraguas de Santiago de Compostela

Accésit: ?Renacer da eternidade? de Maria Laura Carrillo Neira
IES Manuel García Barros da Estrada (Pontevedra)
?Recordas? O cuco labicha? de Iván Prado Rodríguez
IES Cidade de Antioquía de Xinzo da Limia (Ourense)

Agradecemos a participaçom de todos os concursantes e felicitamos mui especialmente aos ganhadores, e também queremos recordar que o acto de entrega de diplomas e prémios será o dia 20 de maio as 20 horas, na sede da Fundaçom Caixa Galicia, Cantom Grande, da cidade da Corunha.


A Corunha, 14 de Maio de 2009

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: LETRAS GALEGAS: Oferenda floral no monumento a Curros Henriques polo O Facho BASENAME: letras-galegas-oferenda-floral-no-monume DATE: Wed, 13 May 2009 17:03:51 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 A Corunha

Oferenda floral no monumento a Curros Henriques com o galho das Letras Galegas do ano 2009

14 de Maio 2009

Com o galho das Letras Galegas, a Agrupaçom Cultural O Facho convida-o assistir à tradicional oferenda floral nos jardins de Mendes Nunes diante do monumento a Curros Henriques as 12 e ½ da manhá. Falará o presidente d?O Facho, José Luís Rodrigues Pardo e dará a conhecer o ganhadores do Prémio do Concurso de Contos de nenos para nenos d?O Facho? Carlos Casares?. Na cerimonia haverá musica de gaiteiros.

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: LETRAS GALEGAS: "Ramom Pinheiro e a política galega anterior á transiçom" por Xosé Luís Franco Grande BASENAME: letras-galegas-ramom-pinheiro-e-a-politi DATE: Fri, 08 May 2009 13:50:51 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 A Corunha


A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus actos com o galho da Semana das Letras Galegas.

Palestra

O vindouro dia 13de Maio, quarta-feira (mércores), advogado e academico da R.A.G., Xosé Luís Franco Grande falará da figura homenageada neste ano. A sua palestra intitula-se "Ramón Piñeiro e a política galega anterior á transición".

O académico Franco Grande é um intelectual de reconhecido prestigio dentro tanto dentro comunidade cultural do País como fora do mesmo. Actualmente Exerce na cidade de Vigo a sua professom de advogado e foi até a sua jubilaçom em Junho do ano 2001, Assesor Jurídico da Caixa de Aforros de Vigo, agora CAIXANOVA.

Tem intervido em numerosos actividades no eido da cultura galega, assim como possui umha reconhecida obra publicada. Dos seus livros sublinhamos somente alguns:

Vieiro Choído (1957) Galaxia.
Entre o si e o non (1967) Galaxia
Diccionario Galego Castelán, (1968), Galaxia
OBRA COMPLETA, de Leiras Pulpeiro (1970) Fundación Penzol
Vocabulario Galego Castelán (1972) Galaxia
Os anos escuros I (1985) Edicións Xerais de Galicia
Herdo de Memoria e Tempo (1987) Edicións Xerais de Galicia
A ilusión da esperanza (1991) Edicións do Cumio
Francisco F. Del Riego (2001), Ir Indo
Os anos escuros, Galaxia, 2005

Também tem publicado artigos tanto em jornais como em revistas do País como fora do mesmo.

Dia: 13 de Maio do 2009 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: MANIFESTO EM DEFESSA DA LÍNGUA GALEGA BASENAME: o-facho-manifesto-em-defessa-da-lingua-g-1 DATE: Fri, 08 May 2009 13:44:01 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho

Rua: Frederico Tapia 12-1º
15005 A Corunha

Manifesto em defessa da Língua Galega

É umha falsidade partidária que exista umha imposiçom do galego:

A situaçom da língua galega está em grande perigo ao nom desfrutarmos os galegos de direitos lingüísticos plenos para desenvolver a nossa vida cotia com normalidade na nossa Língua e no nosso País. Somos os falantes do galego os discriminados.

Como povo e cultura, temos direito a que nossa Língua própria, de origem, seja oficial a todos os efeitos no seu âmbito territorial. Os falantes galegos devemos desfrutar do mesmo status legal no nosso território do que o castelám no seu.

As políticas etnocidas levadas a cabo contra o galego desde há séculos, dictadas por Madrid, ponhem hoje em perigo a nossa Língua, ao ser violentados decote os galegos falantes.

O verdadeiro problema nom está na cooficialidade de idiomas como o galego, senom na actitude de quem nega a existência de povos e línguas diferentes dentro do Estado Espanhol. Esta posiçom etnocida é a negaçom da convivência e da igualdade.

A imposiçom do castelám nom tem discussom desde o momento em que é a única língua que todos os cidadans do Estado tenhem a obriga de conhecer segundo a constituiçom espanhola.

Reclamamos:

A aboliçom do sistema legal que subordina o galego ao castelám, a aboliçom do supremacismo castelám que procura a desapariçom do galego e exigimos a implementaçom de autênticas políticas de normalizaçom lingüística ao serviço da nossa sociedade. Ampliar a cooficialidade de todas as línguas do Estado em todo o seu território. O dever de conhecer o galego em todos os territórios onde é fala de seu.

* * *

Perante a necessidade de respostas à nova política etnocida preconizada pola actual Junta de Galiza, O Facho pede aos sócios e amigos a sua partipaçom na manifestaçom convocada para o 17 de Maio às 12 horas na Alameda de Compostela.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: MANIFESTO em defessa da LÍNGUA GALEGA BASENAME: manifesto-em-defessa-da-lingua-galega DATE: Tue, 05 May 2009 10:07:07 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho

Rua: Frederico Tapia 12-1º
15005 A Corunha


Manifesto em defessa da Língua Galega


É umha falsidade partidária que exista umha imposiçom do galego:

A situaçom da língua galega está em grande perigo ao nom desfrutarmos os galegos de direitos lingüísticos plenos para desenvolver a nossa vida cotia com normalidade na nossa Língua e no nosso País. Somos os falantes do galego os discriminados.

Como povo e cultura, temos direito a que nossa Língua própria, de origem, seja oficial a todos os efeitos no seu âmbito territorial. Os falantes galegos devemos desfrutar do mesmo status legal no nosso território do que o castelám no seu.

As políticas etnocidas levadas a cabo contra o galego desde há séculos, dictadas por Madrid, ponhem hoje em perigo a nossa Língua, ao ser violentados decote os galegos falantes.

O verdadeiro problema nom está na cooficialidade de idiomas como o galego, senom na actitude de quem nega a existência de povos e línguas diferentes dentro do Estado Espanhol. Esta posiçom etnocida é a negaçom da convivência e da igualdade.

A imposiçom do castelám nom tem discussom desde o momento em que é a única língua que todos os cidadans do Estado tenhem a obriga de conhecer segundo a constituiçom espanhola.

Reclamamos:

A aboliçom do sistema legal que subordina o galego ao castelám, a aboliçom do supremacismo castelám que procura a desapariçom do galego e exigimos a implementaçom de autênticas políticas de normalizaçom lingüística ao serviço da nossa sociedade. Ampliar a cooficialidade de todas as línguas do Estado em todo o seu território. O dever de conhecer o galego em todos os territórios onde é fala de seu.

* * *

Perante a necessidade de respostas à nova política etnocida preconizada pola actual Junta de Galiza, O Facho pede aos sócios e amigos a sua partipaçom na manifestaçom convocada para o 17 de Maio às 12 horas na Alameda de Compostela.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: PALESTINA vista desde Galiza, palestra no FACHO por Mohamed Saffa BASENAME: o-facho-palestina-vista-desde-galiza-por-2 DATE: Wed, 29 Apr 2009 12:19:47 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Numha mui interessante palestra o médico palestiniano Mohamed Saffa falou sobre Palestina. A sua exposiçom aberta com dados que som ocultos polos donos dos médios de comunicaçom maciços do País e do Estado, seguindo as directrizes emanadas desde o coraçom do sionismo internacional,serviu para os assistentes ter umha leitura mais veraz sobre o drama da Naçom Palestina.
A palestinidade leva-se como compromisso pola tragédia que vivemos como povo. Esta constante Nasbash contra umha um povo indefenso e abandonado por todos os poderes que lhe entregam a um grupo religioso de gente de mais de 180 países falando mais de 90 línguas diferentes um território obrigando ao povo que o habita a se exilar ou perecer num extermínio planeado.
Escuitar a charla do doutor Saffa sobre o sofrimento heróico do povo palestiniano enche de carragem contra tanta barbárie consentida polos grandes poderes mundiais.
Recomendo-os que abrais a chave e ouvir as palavras do povo palestiniano falando por boca de Mohamed Saffa, farám-vos mais humanos.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: PALESTINA vista desde GALIZA por Mohamed Saffa BASENAME: o-facho-palestina-vista-desde-galiza-por DATE: Wed, 22 Apr 2009 21:08:02 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2008-2009

Palestra

O vindouro dia 28 de Maio, terça (MARTES), D. Mohamed Saffa intervirá dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social. A sua palestra versará sobre: Palestina vista desde Galiza?

Mohamed Saffa é médico oftalmologista a exercer profissionalmente em Cee e da causa nacional da Palestina, foi representante da OLP no nosso País nos anos 90. Desde os seus anos de estudante em Compostela o seu compromisso com a causa palestiniana é a sua constante existencial. Assim mesmo é escritor e articulista de jornais.

O conferenciante falará da dimensom do genocídio que esta a viver desde décadas o povo palestiniano.






Dia: 28 de ABRIL do 2009 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
R/ Médico Rodrigues ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: PALESTRA de J. Manuel Barbosa: O SURGIMENTO DA LÍNGUA GALEGO-PORTUGUESA no NW peninsular BASENAME: o-facho-o-surgimento-da-lingua-galego-po-1 DATE: Thu, 16 Apr 2009 16:11:57 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: Novas TAGS: ----- BODY:


O passado dia 15 de Abril, quarta-feira (mércores), o escritor e historiador, José Manuel Barbosa, interveu dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua exposiçom versou sobre: O surgimento da língua galego-portuguesa no NW peninsular. A charla foi ilustrada com mapas visualizados para que o público assistente fizesse umha ideia cabal tanto do nascimento do galego como do seu processo evolutivo.

A palestra do historiador Barbosa foi seguida com grande interesse polos assistentes ao acto e podemos afirmar sem nengumha dúvida que para muitos dos mesmos as teses sustidas foi umha grande novidade.


Podedes ouvir esta e as anteriores palestras neste endereço:
http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: O surgimento da língua galego-portuguesa no NW peninsular por J. Manuel Barbosa BASENAME: o-facho-o-surgimento-da-lingua-galego-po DATE: Tue, 14 Apr 2009 12:45:03 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tapia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2008-9


Palestra

O vindouro dia 15 de Abril, quarta-feira (mércores), o escritor e historiador, José Manuel Barbosa, falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: O surgimento da língua galego-portuguesa no NW peninsular.

O historiador José Manuel Barbosa, actualmente é conselheiro da Associaçom Galega da Língua. Desde 2008 faz parte da Academia Galega da Língua Portuguesa (AGLP). Entre as suas angueiras está de ser um grande activista no eido da cultura:

Organizador do I Ciclo de Cultura Galega dentro da qual se arranjárom as I Jornadas de História de Galiza em 2003. Organizador e professor de cursos de galego em várias cidades e vilas de Galiza desde 1985. Organizador de várias representaçons de obras teatrais como "Quanto vales tu, meu tentador" de Joel R. Gomes, e as Jornadas de Jogos populares de Riba d'Ávia. Colabora em publicaçons periódicas galegas e portuguesas (Agalia, La Región, etc...)

Possui também umha interessante obra publicada:
? Curso Prático de Galego
? Ámago/Magoa (livro de poesia em parceria com Roi Brâs)
? Bandeiras da Galiza (Estudo vexilológico das bandeiras da Galiza no transcurso da história)
? Atlas histórica da Galiza

Dia: 15 de Abril do 2009 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande - A Corunha

Podedes ouvir as palestras neste endereço: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho


J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- COMMENT: AUTHOR: taila [Visitante] DATE: Tue, 16 Mar 2010 13:36:43 +0000 URL:

o que o redator achou disso?

----- COMMENT: AUTHOR: Leitor [Visitante] DATE: Thu, 16 Apr 2009 12:01:41 +0000 URL:

Esperamos com grande expectação a publicação do áudio da palestra do José Manuel Barbos!

Parabéns a’O Facho pola organização destas palestras.


----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Carlos Taibo: O ESTADO E O NACIONALISMO ESPANHOL BASENAME: carlos-taibo-o-estado-e-o-nacionalismo-e DATE: Sat, 04 Apr 2009 13:19:17 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º
15005 A Corunha



Dentro do ciclo de conferências organizado polo Facho intitulado ?Economia, História, e Realidade Social? , o dia 2 de Abril, quinta-feira (jóves), o professor e investigador, Carlos Taibo, dissertou sobre: O Estado e o nacionalismo espanhol.

Carlos Taibo, encetou dizendo que fazia três anos um grupo de quinze professores coordenados por ele tentárom publicar um livro sobre o nacionalismo espanhol foi enviado a meia dúzia de editoriais de sona, rejeitarom-no por descomedido, até que finalmente foi publicado por umha pequena editora. Assim como mencionou que os convites para falar do nacionalismo espanhol contam-se com os dedos dumha mao.

A palestra desenvolveu-se a partires de três ideias. A primeira é o interesse em muitíssimas pessoas em negar a existência do nacionalismo espanhol, como se este desaparecesse com a morte do tirano. Porém o discurso nacionalista espanhol é omnipresente tendo os seus piares: na sacralizaçom da monarquia, na presença abusiva da Eireja católico romana, nos médios de comunicaçom, no exercito, nas instituiçons políticas.
Com umha exposiçom clara e diáfana seguiu desenvolvendo a palestra, que recomendamos a sua audiçom.

Ao findar a sua palestra, o conferencista mantivo um gostoso debate com o público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O ESTADO E O NACIONALISMO ESPANHOL por Carlos Taibo BASENAME: o-estado-e-o-nacionalismo-espanhol-por-c DATE: Wed, 01 Apr 2009 22:13:41 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tapia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2008-9

Palestra

O vindouro dia 2 de Abril, quinta-feira (joves), o Professor e investigador, Carlos Taibo, falará dentro do ciclo: Economia, História, e Realidade Social. A sua palestra versará sobre: O Estado e o nacionalismo espanhol.

Carlos Taibo é Professor de Ciência Política e da Administraçom na Universidade Autónoma de Madrid, onde também tem dirigido o programa de estudos russos do Instituto de Sociologia das Novas Tecnologias. É membro do Conselho Editorial da revista de pensamento critico ?Sin Permiso? desde sua fundaçom. É um firme activista do movimento antiglobalizaçom.

A sua obra investigadora é recolhida em diversos livros tanto em galego como em castelám.
Em galego cabe sublinhar:
O castelo de fogos. Nove ensaios sobre ou porvir da Europa do Leste, Europa sen folgos, Un novo Terceiro Mundo, A desintegración de Jugoslávia, Império norte-americano e capitalismo global, Misérias da globalización capitalista, Fendas abertas: Seis ensaios sobre a cuestión nacional.
Entre a sua obra publicada em castelám salientamos:
La desintegración de Yugoslavia, Guerra en Kosova: Un estudio sobre la ingeniería del odio, El conflicto de Chechenia, Las fuerzas armadas en la crisis del sistema soviético, Crisis y cambio en la Europa del Este, Rapiña global, y Sobre política, mercado y convivencia; en colaboración con el economista e escritor José Luis Sampedro.

Dia: 2 de Abril do 2009 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande - A Corunha

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: A PERSECUÇOM DA LINGUA E CULTURA GALEGA NAS TERRAS EU-NAVIA por Carlos Varela Aenlle BASENAME: a-persecucom-da-lingua-e-cultura-galega- DATE: Sat, 28 Mar 2009 21:12:39 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:



Dentro do ciclo de conferências organizado polo Facho intitulado ?Língua, Literatura e Naçom?, o dia 25 de Março, quarta-feira (mércores), o membro da Real Academia Galega (RAG) e Presidente da Associaçom Cultural Abertal, Carlos X. Varela Aenlle falou sobre a situaçom da Língua e Cultura galega nas Terras Eu-Navia.

A bisbarra Eu-Navia abarca as terras entre os rios Eu e Navia, tendo o seu linde oriental na Serra do Ranhadoiro, de dezaoito concelhos. Na época pre-romana este território estava habitado polos ?albions?, povo de cultura celta e constructor dos castros dessa regiom para posteriormente na época romana formar parte do Conventus Lucense e na baixa idade media a Diocese de Britonia. El rei Alfonso VII repartiu esta terra entregando-a ao bispado de Ouviu.
Actualmente a economia das Terras Eu-Navia gira torno a Ribadeu, A pesares da política chauvinista dictada desde as instituiçons, antropólogicamente a cultura mantém todos os rasgos que a definem como galega: dos nabos comem a nabiça em caldo e nom a raiz ? o nabo ? como mais lá do Ranhadoiro, jantam-se filhoas de sangue, bebe-se de sempre vinho e nom sidra, ainda que actualmente por política de colonizaçom chauvinista dictada polo Principado estám introduzindo as sidrerias, assim com estám eliminando a gaita galega, pois todos os professores de música envia-os das Astúrias de Ovieu.

O estudioso geógrafo, Varela Aenlle, mostrou umha grande documentaçom ilustrando sobre a persecuçom da Língua e Cultura galega que no dia de hoje as instituiçons Públicas asturianas fam nas Terras Eu-Navia, e acusa às instituiçons galegas de fazer ouvidos xordos diante de tal etnócido. A sua denuncia vai desde Junta de Galiza até outros organismos.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: CONCURSO LITERÁRIO ?CARLOS CASARES? CONVOCADO POLA ASSOCIAÇOM CULTURAL ?O FACHO? (XLII CONCURSO CONTOS DE NENOS) BASENAME: concurso-literario-carlos-casares-convoc DATE: Fri, 27 Mar 2009 23:24:43 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
CIF G-15037021
Federico Tapia 12-1º

15011 A Corunha

Recuperados em 2008 os prémios literários que desde os anos sessenta convocou O FACHO e nos que participárom ou ganhárom muitos dos escritores e escritoras que hoje fam possível com a sua obra umha literatura galega de qualidade, de grande importância nas letras universais, faz-se a convocaçom para 2009 do Concurso Literário Carlos Casares e em afectuosa homenagem ao primeiro ganhador do Certame de Literatura Infantil no ano 1968 com a sua formosa obra ?A galinha azul? que atingiria a honra de ter sido o fito fundacional da bem viçosa Literatura Infantil e Juvenil Galega contemporânea.

BASES DO CONCURSO:

1.- Poderám participar nenos e nenas, rapazes e raparigas, que apresentem as suas obras em língua galega. Os trabalhos propostos deveram serem originais e inéditos em toda a sua extensom.

2.- O prazo de admissom de originais finaliza o dia 31 de Março de 2009 às doce da noite.

3.- A apresentaçom de originais para o Concurso fará-se-á por correio postal dirigido a sé da Associaçom Cultural ?O Facho? R/ Frederico Tapia,12-1º 15005 - A Corunha. Podendo fazer-se individualmente ou por meio do centro onde curse os seus estudos.

4.- No caso em que sejam os centros escolares os que pressentem os originais ao Concurso, deveram fazer umha prévia selecçom de um máximo de dous trabalhos por categoria, qualquer outro terá que ser apresentado individualmente.

5.- As obras terám de ser relatos originais e nom estarem editados por nenhum procedimento impresso ou electrónico nem terem sido premiados em qualquer outro concurso ou certame literário e em condiçons para que os seus direitos de publicaçom possam ser cedidos a Associaçom Cultural ?O Facho? por um período de três anos contados a partir do dia do veredicto do júri.

6.- Estabelecem-se duas categorias:
Categoria A: Nenos e nenas de 6 a 12 anos.
Categoria B: Rapazes e raparigas de 13 a 16 anos.

7.- As quantias dos prémios serám as que seguem:
Categoria A: 1º - 200 ? em efectivo.
2º - 200 ? em efectivo.
Categoria B: 1º - 300 ? em efectivo.
2º - 200 ? em efectivo.

8.- Cada autor só poderá apresentar umha obra atendo-se aos seguintes limites de extensom:
Categoria A: Um máximo de cinco fólios.
Categoria B: Um máximo de dez fólios

9.- As obras haverám de se apresentar manuscritas ou mecanografadas, encadernadas ou grampeadas e levaram por detrás do último fólio os seguintes dados:
Nome e apelidos do autor/a
Endereço postal e telefone.
Correio electrónico ( se o tem).
Centro onde cursa os seus estudos.
Categoria na que participa.

10.- Os prémios serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural ?O Facho? em veredicto que se fará público no mês de Maio.

11.- O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom estejam contempladas nestas bases, assim como as dúvidas na sua interpretaçom.

12.- A participaçom neste Concurso implica a aceitaçom das presentes bases.

A Corunha, 8 de Janeiro do 2009

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O Facho - O GALEGO NAS TERRAS EU.NAVIA por Carlos Varela Aenlle BASENAME: o-facho-o-galego-nas-terras-eu-navia-por DATE: Thu, 26 Mar 2009 09:11:11 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tapia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2008-9


Palestra

O vindouro dia 25 de Março, quarta-feira (mércores), o membro da Real Academia Galega (RAG) e Presidente da Associaçom Cultural Abertal, Carlos X. Varela Aenlle falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: O galego nas Terras Eu-Navia.

Carlos Xesús Varela Aenlle é geógrafo, experto em desenvolvimento local e com estudos de filologia. Pessoa comprometida já desde mui jovem com o movimento de defesa do galego eu-naviego, participa na elaboraçom de muitos projectos relacionados com Astúrias, a Galiza e o Eu-Návia. Tem escrito várias publicaçons relativas a diferentes temáticas destes territórios, destacando as relacionadas com a etnografia e a toponímia eu-naviegas, como da etnografia galega e asturiana.

A bisbarra Eu-Navia consta de dezoito concelhos de fala galega ainda que três deles compartem território com a língua asturiana (Navia, Villallón e Allande). O número de falantes é difícil de precisar, mas estaria entre os 40.000 e 50.000, tendo em conta ademais de que parte da povoaçom eu-naviega emigrou á área central asturiana, porém conservou a sua fala.

Dia: 25 de Março do 2009 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande - A Corunha



J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O Facho - O NACIONALISMO ESPANHOL por Carlos Taibo BASENAME: o-facho-o-nacionalismo-espanhol-por-carl DATE: Thu, 26 Mar 2009 09:09:06 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tapia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2008-9


Palestra

O vindouro dia 2 de Abril, quinta-feira (joves), o Professor e investigador, Carlos Taibo, falará dentro do ciclo: Economia, História, e Realidade Social. A sua palestra versará sobre: O nacionalismo espanhol.

Carlos Taibo é Professor de Ciência Política e da Administraçom na Universidade Autónoma de Madrid, onde também tem dirigido o programa de estudos russos do Instituto de Sociologia das Novas Tecnologias. É membro do Conselho Editorial da revista de pensamento critico ?Sin Permiso? desde sua fundaçom. É um firme activista do movimento antiglobalizaçom.

A sua obra investigadora é recolhida em diversos livros tanto em galego como em castelám.
Em galego cabe sublinhar:
O castelo de fogos. Nove ensaios sobre ou porvir da Europa do Leste, Europa sen folgos, Un novo Terceiro Mundo, A desintegración de Jugoslávia, Império norte-americano e capitalismo global, Misérias da globalización capitalista, Fendas abertas: Seis ensaios sobre a cuestión nacional.
Entre a sua obra publicada em castelám salientamos:
La desintegración de Yugoslavia, Guerra en Kosova: Un estudio sobre la ingeniería del odio, El conflicto de Chechenia, Las fuerzas armadas en la crisis del sistema soviético, Crisis y cambio en la Europa del Este, Rapiña global, y Sobre política, mercado y convivencia; en colaboración con el economista e escritor José Luis Sampedro.

Dia: 2 de Abril do 2009 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande - A Corunha



J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: TESTEMUNHAS FRANCESAS SOBRE GALIZA por Henrique Harguindey Banet BASENAME: testemunhas-francesas-sobre-galiza-por-h DATE: Thu, 19 Mar 2009 10:10:51 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:


O passado dia 18 de Março, quarta-feira (mércores), o Professor, traductor e escritor, Henrique Harguindey Banet falou dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom organizado pola nossa Agrupaçom. A sua exposiçom tratou sobre: Testemunhas francesas sobre Galiza.

O professor Harguindey encetou a sua palestra lembrando o inicio d?O Facho e as primeiras juntanças para estudar e conhecer Galiza realizadas nos começos dos anos sessenta do século passado, época bárbara e tenebrosa da tirania franquista. Já desenvolvendo a sua conferência, pediu aos assistentes que nos situássemos na França do século XII quando o Loira divide os territórios de fala Oc no sul e de fala Oi no Norte junto ao anglo-normando, os gaélicos da Bretanha, o germânico da Alsácia e Lorena. Essa divergência lingüística é testemunha o texto que se tem como fundacional da literatura francesa, ?A Cançom de Roland?, nom está escrito em francês senom em anglo-normando.É neste poema épico do século XI onde achamos por vez primeira a mençom de Galiza, e por duas vezes. Umha é em boca de um chefe sarraceno das tropas que se enfrentam às de Carlo Magno e a outra é para mencionar a Raimundo de Borgonha como galego, chefe das tropas galegas afins a Carlo Magno.

Na história medieval galega Raimundo de Borgonha e o seu curmám Henrique cassam com duas filhas do rei galego Afonso VI; sendo logo, os dous pais de reis, Raimundo de Afonso VII rei da Galiza e Henrique do primeiro rei de Portugal, Henrique I. Nestas datas nasce o destino da imagem de Galiza na França...

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Henrique Harguindey Banet :Testemunhas francesas sobre Galiza. BASENAME: henrique-harguindey-banet-testemunhas-fr DATE: Mon, 16 Mar 2009 17:45:53 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tapia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2008-9


Palestra

O vindouro dia 18 de Março, quarta-feira (mércores), o Professor, traductor e escritor, Henrique Harguindey Banet falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: Testemunhas francesas sobre Galiza.

Henrique Harguindey Banet sendo ainda estudante na Corunha foi um dos fundadores da Agrupaçom Cultural O Facho. Durante a Tirania franquista mantivo umha intensa vida política em contra da mesma que prolongou posteriormente perante muitos anos.
No seu quefazer cultural tem traduzido a autores como: Paul Keineg, Jacques Prévert, Michel de Ghelderode, Víctor Hugo, Rabelais, Max Jacob, B. M. Koltès, Raymond Queneau, Boris Vian, e Ionesco entre muitos outros e também do francês medieval. Entre as obras traduzidas para o galego podemos sublinhar:
Tres pezas cómicas medievais, Historia de rei Kabul, O reiciño de Galicia, Gargantúa e Pantagruel, A escuma dos días, A cantante calva, etc...
Como autor tem publicado individualmente assim como em parceria, só imos mencionar algumhas das mesmas:
A saquetiña da lengua, Lerias e enredos para os máis pequenos, Antoloxía do conto popular galego (estas duas últimas junto a Maruja Barrio)
Proximamente aparecerá, publicado pola Universidade de Santiago, ?La Galice, dez séculos de olladas francesas? que recolhe testemunhas e alusons a Galiza em textos franceses dende o século XII aos nossos dias.

Dia: 18 de Março do 2009 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande - A Corunha



J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: "Imagem dos galegos na Baixa Idade Media" por Alfredo Erias Martínez BASENAME: imagem-dos-galegos-na-baixa-idade-media- DATE: Thu, 05 Mar 2009 18:23:48 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O arquivista e arqueólogo Alfredo Erias Martínez pronunciou umha mui interessante conferência o passado dia 4 de Março de 2009 sobre: A imagem dos galegos na Baixa Idade Média, dentro do ciclo ?Economia, História, e Realidade Social? organizado pola Agrupaçom Cultural O Facho
Alfredo Erias, principiou a sua palestra lembrando ao seu mestre e tutor o Doutor Luís Monteagudo García, de quem aprendeu a técnica do desenho arqueológico, arte traído ao País por Monteagudo García de Alemanha, a vez indicou que a temática a tratar na sua exposiçom está publicada no Anuário Brigantino e na página electrónica correspondente a mesma publicaçom. Muitos dos desenhos mostrados fôrom obtidos da laudas do cemitério de S. Francisco da Crunha. O cemitério medieval mais importante do País junto ao de Noia.
A sociedade galega medieval estava estratificada em três classes sociais; o que trabalhavam e geravam a riqueza, labregos, marinheiros, artesans; e os outros dous parasitários, a clerezia e a nobreza.
Encetou a exposiçom de desenhos em cor das laudas onde estám talhados os senhores medievais, começando com reis galegos Fernando II e Afonso IX e reina galega, Beringela, o sepulcro de Joana de Castro, enterrados na catedral de Compostela. Na Corunha está também soterrado o rei Enrique II Trastamara com quem Fernám Peres de Andrade tivo muita relaçom. Esta mençom deu-lhe pé para falar da história dessa poderosa família medieval galega, os Andrade. Mostrando desenhos das suas furnas, únicas na história medieval europeia junto com os portugueses, ao ter talhadas cenas de caça nos laterais dos sepulcros. Umha mostra do poder e da importância de Fernám Peres de Andrade nom é só o seu sepulcro senom que em vida mandou traduzir ao galego, a Crónica Troiana.
Os desenhos das lápidas da gente do comúm, do povo, case todas elas fôrom obtidas do cemitério de S. Francisco da Crunha, ao ser esta umha cidade de homens livres sem estar obrigados a vassalagem nem a Eireja nem a senhor feudal e também mostrou a única existênte dum dirigente irmandinho e a sua dona que estám em Betanços.
Ao findar a sua palestra, o conferencista mantivo um gostoso debate com o público assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO - Penabade/Nicieza: Modelo Aditivo de Política Linguistica, O antidoto contra o integrismo dogmático BASENAME: o-facho-penabade-nicieza-modelo-aditivo--1 DATE: Sun, 22 Feb 2009 20:35:46 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Dentro do ciclo de conferências organizado polo Facho intitulado ?Língua, Literatura e Naçom?, o dia 18 de Fevereiro, quarta-feira, o Coordenador do Arquivo Documental do Concelho de Burela e professor de Ensino Secundário, Bernardo Penabade Rei junto ao realizador cinematográfico Matias Nicieza falárom sobre ?Modelo Aditivo? de política linguistica Municipal que esta assentada na experiência normalizaçom lingüística levada a cabo no Concelho de Burela.

O M.A. de política lingüística é um projecto ambicioso ainda que se iniciou no ano 2006 como um planejamento para o Departamento de Língua e Literatura Galega do I.E.S. Perdouro de Burela, com esta asseveraçom principou a palestra o professor Penabade. A Junta de Galiza premiou o Modelo Aditivo como melhor projecto nesse mesmo ano. Ao ano seguinte ampliam-no e ganham por segunda vez. Voltam-no de novo ampliar com um estudo de campo audiovisual e de novo som premiados pola Junta. Ao ter novas da existência do Plano Linguistico, o Concelho interessa-se polo mesmo entrando em contacto com a equipa criadora do Modelo Aditivo de P.L.M. As conversas realizam-se com seis concelhais, dous por cada partido político presente na Câmara Municipal, apresentando-lhes a proposta que lhe seria cedido de graça sempre e quando o acordo de levar a cabo o Modelo Burela seja tomado por unanimidade. O comité de negociaçom do Concelho, 6 concelhais, depois de estudar o projecto comunicaróm-lhe que estavam dispostos assinar um documento conforme que o Plano Linguistico por eles estudado estava por diante dos seus respectivos Partidos.

Posteriormente Matias Nicieza divulgou e analisou o Dvd realizado por ele para o Plano de Política Linguistica, mostrando valiosas testemunhas expressadas polos vizinhos de Burela sobre a presença e uso do galego nos eidos mais cotians e formais dos burelenses ( lápidas, cartons, cartazes, partilhas, testamentos, etc..) e como a nossa Língua é o veiculo de fala utilizada polos cidadans de Burela, seja qual seja a sua origem cultural, territorial, etc. Nom podemos esquecer que naquele concelho da Marinha do Norte do País, moram case 160 nacionalidades diferentes.

Ao findar a exposiçom houvo um mui interessante debate, para logo os assistentes ser agasalhados com um dvd contendo os logros e as experiências do Modelo Burela

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: UMHA NOVA POLITICA LINGUISTICA MUNICIPAL por Bernardo Penabade Rei BASENAME: o-facho-umha-nova-politica-linguistica-m DATE: Mon, 16 Feb 2009 00:27:07 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tapia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2008-9


Palestra

O vindouro dia 18 de Fevereiro, quarta-feira (mércores), o Coordenador do Arquivo Documental do Concelho de Burela e professor de Ensino Secundário, Bernardo Penabade Rei falará dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: Unha nova política linguistica Municipal.

Bernardo Penabade tem colaborado no sector audiovisual com a empresa Imagem Galega em trabalhos encarregados pola TVG. Os seus trabalhos podem ler na revista Agal, em A Nosa Terra e Novas de Galiza, como também nas actas de diversos congressos e juntanças de carácter científico. Desde 1983 é membro da AGAL, entidade na que colaborou com diversas personalidades da cultura galega entre elas Ricardo Carvalho Calero, Martinho Montero Santalha, María do Carmo Henríquez e Higínio Martins. Como Presidente da AGAL, encabeçou um movimento de reorientaçom do reintegracionismo num sentido integrador.

Dia: 18 de Fevereiro do 2009 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande - A Corunha



J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: A Educaçom em Tempos de Neoliberalismo BASENAME: a-educacom-em-tempos-de-neoliberalismo DATE: Thu, 05 Feb 2009 12:11:39 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Jurjo Torres Santomé, Catedrático de Didáctica e Organizaçom Escolar na Universidade da Corunha e intelectual de reconhecido prestigio dentro da comunidade cientifica internacional dentro dos eidos da educaçom interveu dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom organizado pola Agrupaçom Cultural O Facho. A sua atraente palestra versou sobre: A Educaçom em Tempos de Neoliberalismo

O professor Torres, principiou a sua palestra afirmando que nunca como hoje a Escola estivo tam fornecida à vez que tampouco nunca estivo submetida a tanta desconfiança. Nunca como hoje houvo tanto e tam bons docentes e especialistas na Escola. Por vez primeira é umha Escola de massas, o ensino é obrigatório desde o 3 anos até os 16 anos. Mas nom som os alunos o peares deste descontente, ao contrário, o alunato valora bem a Escola, porque é o lugar de socializaçom para eles, é o espaço onde construem as suas amizades. A Escola deixou de ser um lugar sagrado, tem que compartir com outras redes que falam o mesmo que ela fala, a rede, o cinema, o museu, etc. Se a Escola só fosse um lugar para transmitir informaçom poderia ser substituída, porém nom o é, porque na Escola analisa-se, avalia-se, questiona-se, a informaçom; pôr-se em ordem os dados numha mudança constante. Na Escola tenta-se produzir conhecimento e nom ideologia a pesar da dominaçom de classe por parte do Capital.
Hoje vivemos na sociedade do capitalismo da informaçom ou do capitalismo cognitivo. A rapidez da informaçom é determinante, possuir informaçom é poder. A revoluçom cientifico-tecnológica abeira aos maiores, ficam fora, receiam das novas máquinas; a mais grande fenda é a existente entre novos e velhos. E todo isto vencelhado a contra-revoluçom económica, onde a Economia é governada por tecnocratas, construindo umha política que nega o comum, o público. O neoliberalismo ao negar o publico nega de facto à cidadania ao colonizar o mundo social.

.
.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: XOSÉ NEIRA VILAS: FACHO DE OURO 2009 BASENAME: o-facho-de-ouro-xose-neira-vilas-1 DATE: Thu, 05 Feb 2009 08:57:08 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Na noite de 31 de Janeiro do 2209, o escritor Xosé Neira Vilas recebeu na cidade d?A Corunha o Facho de Ouro em reconhecimento da sua trajectória na defessa da Cultura e do País. Acarom do homenageado estava a sua inseparável companheira de angueiras, Anisia. Com o Facho de Ouro, a nossa Agrupaçom tenta dar um pequeno agasalho de agradecimento e distinçom a todos os bons e generosos que tenhem e tivérom como cerne da sua tarefa cidadam, a emancipaçom dos galegos como povo e cultura. Sem dúvida algumha, Xosé Neira Vilas pertence a esse conjunto de pessoas de bem que sempre se comprometêrom com os humildes da Terra e com a sua liberaçom.

Mais de 50 amigos estivérom pressentes na ceia que acompanhou ao acto cívico, temos que sublinhar a presencia do seu grande companheiro Isaac Díaz Pardo com a sua esposa, Minina; para assim mostrar a sua identificaçom com o autor de Memorias dun neno labrego.

Pretender resumir nuns parágrafos o percurso existencial de Neira Vilas é umha tarefa impossível polo que sublinharemos só alguns aspectos da mesma que na noite passada fôrom lembrados polo autor e lhe servírom para ressaltar a pessoas fulcrais no exílio argentino que com a sua testemunha mantivérom o lume aceso da dignidade da Galiza na dura caminhada polo longo páramo que foi a tirania franquista.

Neira Vilas emigra a Bons Aires no ano 1949, é a sua estancia naquela cidade onde toma consciência de Galiza como Naçom e dos galegos como povo escravizado. O contacto com os intelectuais do exílio: Rafael Dieste, Luís Seoane, Ramom Suárez Picallo, Lorenzo Varela, Ramom de Valenzuela, etc.. é o ponto crucial da sua existência como cidadám, som as alavancas com as que o moço Neira Vilas se construi e convertem-no num dos activistas da dinâmica reivindicativa e cultural galega no Mar da Prata. Secretario Geral das Mocidade Galeguistas e co-director do periódico Adiante. Participa na comissom organizadora do Primeiro Congresso da Emigraçom Galega. Casa em 1957 com Anisia Miranda. Juntos fundam a organizaçom livreira e editorial "Follas Novas" para difundir o libro galego em América. Publica em 1960 o poemario Dende lonxe, e em 1961 a novela Memorais dun neno labrego. Nesse mesmo ano, 1961, Neira e Anisia vam residir a Cuba.

Nos trinta e um anos que viveu em Cuba escreveu a maior parte da sua obra literária. Na Argentina e em Cuba fizo investigaçons sobre a presencia da emigraçom galega nesses e noutros países de América, e deu a conhecer diversos livros arredor do tema. Radicou-se, com Anisia (escritora e jornalista) em Gres, no lugar natal, onde preside a Fundacom Cultural ?Xosé Neira Vilas".

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: GALIZA, O BERÇE DOS CELTAS ATLÁNTICOS BASENAME: galiza-o-berce-dos-celtas-atlanticos DATE: Fri, 30 Jan 2009 15:08:38 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O etnógrafo e arqueólogo André Pena Graña pronunciou umha animada e mui interessante conferência o passado dia 27 de Janeiro de 2009 sobre : Galiza, o berço dos celtas da Europa atlântica. ( Brigantia, Breogam, Berobreo e Hércules. Olhando trás-a lenda) dentro do ciclo ?Economia, História, e Realidade Social? organizado pola Agrupaçom Cultural O Facho
Pena Graña, principiou a sua palestra afirmando que a cultura celta tinha como origem nos contrafortes dos Alpes é umha falácia como bem veu em demostrar a genética de povoaçom que estuda a dinâmica de povoaçom. Há uns 20.000 anos fugindo da do gelo toda a povoaçom da Europa abrigou-se no N.O. peninsular, e quando mencionamos toda a povoaçom, falamos de homens, animais e plantas, porque no gelo nom medra nada. Este assentamento durou uns 10.000 anos, quando já tinham instituçons de governo e poder e sabiam cultivar, ao se iniciar o degelo graças a corrente marinha do Golfo de México, as primeiras terras que se descongelam som as de Irlanda e inicia-se a dispersom; o que da nascimento a grande emigraçom celta e nasce a via de cultura atlântica. Todo o actual sistema indo-europeu é devedor do Atlântico.
Quando há uns anos na Universidade de Oxford fam um estudo genético da povoaçom actual de Inglaterra, atopam-se que o 90% do seu material é o mesmo que o existente na Galiza, Este achado nom é umha novidade, o Doutor Anxo Carracedo uns dos maiores geneticista do mundo já tinha chegado a mesma conclusom.

Posteriormente através de imagens mostrou diversas estelas funerárias atopadas na Galiza onde a sua escrita gravada na pedra afirma a pertença do morto e da família a umha tribo celta. Entom a pergunta que surge é o porquê dessa teimuda negaçom que na Galiza, no N.O. peninsular, houvo umha cultura céltica. Nom podemos esqueçer que nada mais findar a guerra do 36 criou-se umha política cultural deliberada para negar, ocultar, e as vezes destruir, toda a investigaçom levada a cabo pola Geraçom Nós. Negar a identidade própria dos galegos e da Galiza foi umha razom de Estado.

* * *

Caro Alberte agradecería que me puxeras esto ao pe da charla

?Estive escutando a minha charla, e quedeime a cadros. Doume conta de que ou meu ?Alzeimer?, cando uso ou direto, xógame más passadas.

Digo que as aras-estela de Donón são Ataudes ?quando quereria dizer que adotam uma forma do mundo funerario (recorrendo ao simil do ataude para que o público geral o entenda), situo a Filipe III e a Vazquez de Orxás não século XVIII (quando o licenciado Pedro Vázquez de Orjás, que Deus aja, obtém seu Real Cédula de Felipe III em 1609. Também digo que na Galiza há 500 lugares, quando o que quero dizer é que há 500 lugares chamados Quintá, etc, etc, etc, etc...
Por outra parte aos que non me conhecem lhes comvem saber que quando coloquialmente digo ?três mil? ou ?cinco mil?, sem mais pretensão, só pretendo dizer ?muitos?...

Os que me conhecem sabem que tenho tendência a me precipitar quando falo, mas tento a precisão quando escrevo. De modo que aos audientes rogo-lhes, da sua bondade, que tomem o que digo a título ilustratívo, e que desculpem os meus imprecisiones e lapsus (chamar fosterage -sistema de jefatura familiar que estudo com freqüência- ao sistema da copropiedad ou condominio, fintiu -do que tenho escrito longo e tendido-).

Em fim rogo-lhes -atendendo a que falava sem guião e a toda velocidade para passar, ante um público generalista- em uma hora mais de 90 diapositivas ? e uma imagem vale mais que mil palavras, que desculpem meus anacolutos, minhas confusões, minhas imprecisiones.

Quedense os ouvintes não com o detalhe, não com as pacotillas, senão com o espírito da charla e desculpem meus erros e imprecisiones.

Também peço desculpas se no calor da exposição pude ter cometido, sem dúvida por descuido, com alguma pessoa ou instituição alguma ligereza, e à associação O Facho.

Graças.

----- COMMENT: AUTHOR: André Pena Graña [Visitante] DATE: Thu, 05 Feb 2009 11:40:28 +0000 URL:

Estive escutando a minha charla, e quedeime a cadros. Doume conta de que ou meu ?Alzeimer?, cando uso ou direto, xógame más passadas.

Digo que as aras-estela de Donón são Ataudes ?quando quereria dizer que adotam uma forma do mundo funerario (recorrendo ao simil do ataude para que o público geral o entenda), situo a Filipe III e a Vazquez de Orxás não século XVIII (quando o licenciado Pedro Vázquez de Orjás, que Deus aja, obtém seu Real Cédula de Felipe III em 1609. Também digo que na Galiza há 500 lugares, quando o que quero dizer é que há 500 lugares chamados Quintá, etc, etc, etc, etc…
Por outra parte aos que non me conhecem lhes comvem saber que quando coloquialmente digo ?três mil? ou ?cinco mil?, sem mais pretensão, só pretendo dizer ?muitos?…

Os que me conhecem sabem que tenho tendência a me precipitar quando falo, mas tento a precisão quando escrevo. De modo que aos audientes rogo-lhes, da sua bondade, que tomem o que digo a título ilustratívo, e que desculpem os meus imprecisiones e lapsus (chamar fosterage -sistema de jefatura familiar que estudo com freqüência- ao sistema da copropiedad ou condominio, fintiu -do que tenho escrito longo e tendido-).

Em fim rogo-lhes -atendendo a que falava sem guião e a toda velocidade para passar, ante um público generalista- em uma hora mais de 90 diapositivas ? e uma imagem vale mais que mil palavras, que desculpem meus anacolutos, minhas confusões, minhas imprecisiones.
Quedense os ouvintes não com o detalhe, não com as pacotillas, senão com o espírito da charla e desculpem meus erros e imprecisiones.
Também peço desculpas se no calor da exposição pude ter cometido, sem dúvida por descuido, com alguma pessoa ou instituição alguma ligereza, e à associação O Facho.
Graças.

Um saúdo enorme de André Pena

----- COMMENT: AUTHOR: koroshiya [Visitante] DATE: Sat, 31 Jan 2009 09:52:06 +0000 URL: http://upeydeiros.wordpress.com/

Se alguem fala com Andre, para explicar o significado da cruz e muitas outra questoes relacionadas tem que mirar isto:

http://video.google.com/videoplay?docid=-2282183016528882906

entre os minutos 13:30 e 40:30

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO - CURSO DE LÍNGUA GALEGA BASENAME: o-facho-curso-de-lingua-galega DATE: Thu, 29 Jan 2009 11:50:23 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Federico Tapia 12-1º- C
15005 A Corunha



A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Corunha tem a bem convida-lo ao seu curso de Língua Galega que começara o dia 3 de Fevereiro.
O curso terá umha duraçom de 14 semanas, sendo as suas aulas 1 dia por semana de 1 horas de duraçom. O mesmo realizara-se no local social da Associaçom de 9 p.m. até as 10 p.m. nas terças-feiras (martes). Leccionara-se as duas normas dominantes na escrita da nossa Língua.

O custo do mesmo: Sócios: 5 ?
Nom sócios: 30 ?
Estudantes: 15 ?

Para se inscrever, pode-se fazer no endereço postal da Agrupaçom, arriba sublinhado o no correio electrónico:

o_facho_a_cultural@yahoo.com.br. Som precisos os seguintes dados:

Nome e apelidos, a sua pertença ou nom à Agrupaçom, endereço postal, correio electrónico (se o tem), e telefone.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Galiza, o berço dos celtas da Europa Atlantica BASENAME: title-78 DATE: Wed, 28 Jan 2009 12:54:55 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O etnógrafo e arqueólogo André Pena Graña pronunciou umha animada e mui interessante conferência o passado dia 27 de Janeiro de 2009 sobre : Galiza, o berço dos celtas da Europa atlântica. ( Brigantia, Breogam, Berobreo e Hércules. Olhando trás-a lenda) dentro do ciclo ?Economia, História, e Realidade Social? organizado pola Agrupaçom Cultural O Facho
Pena Graña, principiou a sua palestra afirmando que a cultura celta tinha como origem nos contrafortes dos Alpes é umha falácia como bem veu em demostrar a genética de povoaçom que estuda a dinâmica de povoaçom. Há uns 20.000 anos fugindo da do gelo toda a povoaçom da Europa abrigou-se no N.O. peninsular, e quando mencionamos toda a povoaçom, falamos de homens, animais e plantas, porque no gelo nom medra nada. Este assentamento durou uns 10.000 anos, quando já tinham instituçons de governo e poder e sabiam cultivar, ao se iniciar o degelo graças a corrente marinha do Golfo de México, as primeiras terras que se descongelam som as de Irlanda e inicia-se a dispersom; o que da nascimento a grande emigraçom celta e nasce a via de cultura atlântica. Todo o actual sistema indo-europeu é devedor do Atlântico.
Quando há uns anos na Universidade de Oxford fam um estudo genético da povoaçom actual de Inglaterra, atopam-se que o 90% do seu material é o mesmo que o existente na Galiza, Este achado nom é umha novidade, o Doutor Anxo Carracedo uns dos maiores geneticista do mundo já tinha chegado a mesma conclusom.

Posteriormente através de imagens mostrou diversas estelas funerárias atopadas na Galiza onde a sua escrita gravada na pedra afirma a pertença do morto e da família a umha tribo celta. Entom a pergunta que surge é o porquê dessa teimuda negaçom que na Galiza, no N.O. peninsular, houvo umha cultura céltica. Temos que saber que nada mais findar a guerra do 36 criou-se umha política cultural deliberada para negar, ocultar, e as vezes destruir, toda a investigaçom levada a cabo pola Geraçom Nós. Negar a identidade própria dos galegos e da Galiza foi umha razom de Estado.

----- COMMENT: AUTHOR: kallao [Visitante] DATE: Thu, 26 Feb 2009 00:02:55 +0000 URL: http://calderodebreogan.blogia.com/

Brea, con etimología de llama, fuego, brasa y sus cualidades de poder, brío, fuerza, vigor, altura, además de brillo, luz, etc, es desdoblamiento evemerizado en el Leabhar Ghabhala de Breo, como lo son Breoghan o Bres, mitad fomoré medio daniano entre la luz y la oscuridad, este y el otro mundo, el cielo y el infierno que oculta el horizonte, como numen solar que en el ocaso es engullido para reinar en el Otro mundo donde recibe, sentado cual Cernunnos de cuernos que regenerándose evocan renovación, a los muertos que beben de la Copa de Brigit y baña en su Caldero; antes de resucitar amaneciendo por la gracia del infernal seno de la madre Luna Tierra como Brian, equiparable a Lugh, facetas del dios uránico e inframundano de la Rueda Solar, Dis pater o Padre de los Celtas, Celtus en mitología helena, oculto tras el horizonte de Bero Breo, evemerizado en sincretismo cristiano por los monjes de Terriglas que compusieron el Leabhar Ghabhala, como Breoghan, rey con una Torre en Brigantia.

Teniendo en cuenta como los romanos identificaron a los pueblos indígenas a partir del nombre de la deidad o tótem a los que adoraban mismamente como antepasado primordial, los célticos de la Callaecia, en el Promontorio Céltico, adorarían al numen que, con el sol, se oculta en el Misterio del Finisterrae ante a Costa da Morte: el “Oculto” en el Misterio de la Noche de Calaicia “la que oculta” Dis Pater Celto Bero Breo.

Galiza é Céltica. O Promontorivm Célticvm é Promontorio da Céltica, dos Célticos do Celto Bero Breo, Pai Celtus na mitoloxía clásica.

http://calderodebreogan.blogia.com/

----- COMMENT: AUTHOR: Laurinha [Visitante] DATE: Sat, 21 Feb 2009 20:46:35 +0000 URL:

A minha noraboa ao Facho pela súa laboura, aínda que nom poda estar mais que parçialmente dacordo com este senhor, do que lembro proferiu perigosas declaraçoms em contra do estableçimento de inmigrantes musulmaos na Galiza, se quitamos esas ideias, o respectavel senhor Pena Granha é um historioador muito entretido.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO DE OURO - XOSÉ NEIRA VILAS BASENAME: o-facho-de-ouro-xose-neira-vilas DATE: Thu, 22 Jan 2009 19:19:05 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Federico Tapia 12-1º
15005 A Corunha

** F A C H O D E O U RO **

Entrega do Facho de Ouro a D. Xosé Neira Vilas

A Directiva da Agrupaçom acordou outorgar O Facho de Ouro ao escritor e homem de bem, D. Xosé Neira Vilas, como testemunha e reconhecimento a sua longa trajectória na defesa da dignidade e da cultura do País.

O acto cívico será acompanhado dumha ceia-homenagem que se celebrará o sábado, dia 31 de Janeiro, às 21 horas no Hotel Riazor d?A Corunha.

Preço por pessoa: 30 ?.

Para reservar lugar chamade a Rafael, telefone: 981.269.663-(tardes)
ou no correio electrónico: lobezan@yahoo.es

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O trabalho no mar. A nova escravitude na pesca BASENAME: o-traballo-no-mar-unha-nova-excravitude- DATE: Thu, 22 Jan 2009 17:59:12 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O sindicalista Xavier Aboi mantivo umha mui interessante palestra o passado dia 21 de Janeiro de 2009 sobre sobre : O trabalho no mar. Umha nova escravitude na pesca galega e espanhola, dentro do ciclo ?Economia, História e, Realidade Social? organizado pola Agrupaçom Cultural O Facho.
Xavier Aboi, encetou a sua exposiçom comentando que o primeiro Acordo pesqueiro com Marrocos no qual obrigavam aos pesqueiros galegos ou espanhóis a enrolar a 5 tripulantes marroquís. No mesmo existia umha cláusula que independente da origem nacional dos marinheiros todos tinham o mesmo salário. Primava o principio de igualdade e razom, ?A igual trabalho, igual jornal?; é hoje inconcebível nos contratos de trabalho no mar.
Hoje, a través de empresas escravistas criadas por cidadáns galegos assentadas no Estado espanhol e com nomes ribombantes em inglês e que nascem com a única finalidade de traficar ?assim como soa- com seres humanos, com toda a impunidade mentres a Administraçom pública olha para a outra banda, e já nom digamos dos ?mass média? todos eles guardando silêncio ou arrevesando quando se atrevem escrever algo sobre o mesmo, mostrando com esta actitude o seu maior servilismo com a escravitude.
Mostrou copias de contratos onde empresas como Caypim Oriental, sediada em Parla, oferta fornecer pessoal indonésio por 200 ? mês, sem seguros nem seguridade social, etc. Umha das empresas escravistas assentadas em Vigo, onde umha tal Joaquina, que oficia de gerente, oferta aos armadores marinheiros sem nengum direito laboral e, até o jornal será o pactuado entre armador e marinheiro. Num dos muitos contratos expostos se expressa que o marinheiro nom cobraria nada nos três primeiros meses, por se entender que está em contrato de prova, e posteriormente tem que estar a livre disposiçom do capitam da nave, para horários de trabalho, para perceber o jornal, etc... Junto a todo isto, está que umha vez chegados a terra, nom tenhem permisso para desembarcar, se o fam considera-se falta e seriam castigados polo mesmo polo armador.

E ainda mais, as empresas traficantes de escravos da miséria do jornal percebido polos marinheiros ? nunca sobarda 200 ?/mês- recebem umha abundosa comissom, a vez que lhe cobram 50 ? por mês e homem aos armadores. Umha destas empresas escravistas chegou a facturar por ano mais de 1.700.000,.- ?, só tendo como pessoal contratado umha auxiliar administrativa. Nem a banca, nem o petróleo dam tam alta rendibilidade como o tráfico de seres humanos

Diante destes factos: Que fai a Fiscalia, nom sabe nem existe
Que fai a Inspecçom do Trabalho,nom sabe nem existe.
Que fam o Juizes, nom sabem nem existem.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: ** F A C H O D E O U RO ** - Entrega do Facho de Ouro a D. Xosé Neira Vilas BASENAME: f-a-c-h-o-d-e-o-u-ro-entrega-do-facho-de DATE: Mon, 19 Jan 2009 08:39:54 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Pasquim CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Federico Tapia 12-1º
15005 A Corunha

** F A C H O D E O U RO **

Entrega do Facho de Ouro a D. Xosé Neira Vilas

A Directiva da Agrupaçom acordou outorgar O Facho de Ouro ao escritor e homem de bem, D. Xosé Neira Vilas, como testemunha e reconhecimento a sua longa trajectória na defesa da dignidade e da cultura do País.

O acto cívico será acompanhado dumha ceia-homenagem que se celebrará o sábado, dia 31 de Janeiro, às 21 horas no Hotel Riazor d?A Corunha.

Preço por pessoa: 30 ?.

Para reservar lugar chamade a Rafael, telefone: 981.269.663-(tardes)
c. electrónico: lobezan@yahoo.es

----- COMMENT: AUTHOR: Fortuna [Visitante] DATE: Mon, 23 Mar 2009 19:26:30 +0000 URL:

CONCURSO DE CONTOS

Estou interesada en saber sobre isto concurso do que nos falraron na nosa clase e do que non encontro inf. na web.

grazas

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Jenaro Marinhas: unmha testemunha por Galiza BASENAME: title-61 DATE: Thu, 15 Jan 2009 18:10:49 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O dia 14 de Janeiro o político e professor da U.S.C. Pablo González Mariñas falou dentro do ciclo Literatura e Naçom. A sua charla versou sobre: Jenaro Marinhas: Umha testemunha por Galiza.

O político e professor Pablo González Mariñas pronunciou umha interessante conferência o passado dia 14 de Janeiro de 2009 sobre sobre : Jenaro Marinhas, intitulada "Umha testemunha por Galiza" dentro do ciclo ?Literatura e Naçom? organizado pola Agrupaçom Cultural O Facho
González Marinhas, encetou a sua exposiçom sublinhando que a vida de Jenaro Marinhas, foi complexa e fértil. A sua infância na Corunha, onde nasceu no 1908, desenvolveu-se dentro de uns eidos profundamente nacionalista, o seu pai era membro das Irmandades da Fala, Tettamancy os irmaos Vilar Ponte eram cotians na sua casa. Esta realidade junto a influencia da sua mae na conformaçom de seu caracter, marcou para sempre a Jenaro Marinhas. Nom devemos esquecer que foi aluno de Viqueira, e foi grande amigo de Seoane, E. Pita, Lugrís, Dieste. A consideraçom por este último era tal que o nomeava ? O mestre?
Na escrita de Jenaro Marinhas observa-se umha grande semelhança tanto com Cessaré Pavese como com Albert Camus, sendo a vez um grande leitor de Husserl. A percepçom existencial do sobrevir do homem é fulcral na concepçom da sua literatura, até ao extremo de chegar afirmar na sua poesia:
A verdade nom me obriga,
Quem mais me obriga é amizade.

Falar de poesia em Jenaro Marinhas pode parecer surpreendente para quem nom o conhecera, e muito mais quando ele afirma que Galiza tem poetas dabondo; já que a sua presencia no universo literário galego é como dramaturgo. Pois foi o teatro a escritura na que verte e desenvolve a sua compreensom do homem, entendendo que é a principal ferramenta para ajudar a recuperar a consciência e a dignidade dum povo. Chegando afirmar: "nengúm povo vive sem teatro, é como auga necessária para ensamblar a nossa dispersom nacional". Em toda a sua obra a rebeldia como cerne para desintumescer ao povo galego. Há que lhe devolver a esperança. Na sua obra ?O Bosque? umha das personagens pronuncia: "tudo o que se inventa acaba por chegar". O teatro é para o nosso dramaturgo o médio mais eficaz para concientizar da necessidade da luita do povo galego para a defessa dos seus interesses.
No ano 1978 ingressou como académico na R.A.G. da que demite trala morte de Carvalho Calero. Ao lhe perguntar o porquê desta última decisom, sempre dava como resposta: "Porque nom imos para a mesma romaria". Pois por todos é bem conhecido a sua pertença a corrente linguistica que hoje se conhece como reintegracionismo.
Podemos asseverar que Jenaro Marinhas foi e é umha testemunha por Galiza.

.
.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: CONCURSO LITERÁRIO ?CARLOS CASARES? CONVOCADO POLA ASSOCIAÇOM CULTURAL ?O FACHO? (XLII CONCURSO DE CONTOS DE NENOS) BASENAME: o-facho-concurso-literario-carlos-casare DATE: Sat, 10 Jan 2009 12:52:27 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
CIF G-15037021
Federico Tapia 12-1º

15011 A Corunha



CONCURSO LITERÁRIO ?CARLOS CASARES? CONVOCADO POLA ASSOCIAÇOM CULTURAL ?O FACHO? (XLII CONCURSO CONTOS DE NENOS)


Recuperados em 2008 os prémios literários que desde os anos sessenta convocou O FACHO e nos que participárom ou ganhárom muitos dos escritores e escritoras que hoje fam possível com a sua obra umha literatura galega de qualidade, de grande importância nas letras universais, faz-se a convocaçom para 2009 do Concurso Literário Carlos Casares e em afectuosa homenagem ao primeiro ganhador do Certame de Literatura Infantil no ano 1968 com a sua formosa obra ?A galinha azul? que atingiria a honra de ter sido o fito fundacional da bem viçosa Literatura Infantil e Juvenil Galega contemporânea.

BASES DO CONCURSO:

1.- Poderám participar nenos e nenas, rapazes e raparigas, que apresentem as suas obras em língua galega. Os trabalhos propostos deveram serem originais e inéditos em toda a sua extensom.

2.- O prazo de admissom de originais finaliza o dia 31 de Março de 2009 às doce da noite.

3.- A apresentaçom de originais para o Concurso fará-se-á por correio postal dirigido a sé da Associaçom Cultural ?O Facho? R/ Frederico Tapia,12-1º 15005 - A Corunha. Podendo fazer-se individualmente ou por meio do centro onde curse os seus estudos.

4.- No caso em que sejam os centros escolares os que pressentem os originais ao Concurso, deveram fazer umha prévia selecçom de um máximo de dous trabalhos por categoria, qualquer outro terá que ser apresentado individualmente.

5.- As obras terám de ser relatos originais e nom estarem editados por nenhum procedimento impresso ou electrónico nem terem sido premiados em qualquer outro concurso ou certame literário e em condiçons para que os seus direitos de publicaçom possam ser cedidos a Associaçom Cultural ?O Facho? por um período de três anos contados a partir do dia do veredicto do júri.

6.- Estabelecem-se duas categorias:
Categoria A: Nenos e nenas de 6 a 12 anos.
Categoria B: Rapazes e raparigas de 13 a 16 anos.

7.- As quantias dos prémios serám as que seguem:
Categoria A: 1º - 200 ? em efectivo.
2º - 200 ? em efectivo.
Categoria B: 1º - 300 ? em efectivo.
2º - 200 ? em efectivo.

8.- Cada autor só poderá apresentar umha obra atendo-se aos seguintes limites de extensom:
Categoria A: Um máximo de cinco fólios.
Categoria B: Um máximo de dez fólios

9.- As obras haverám de se apresentar manuscritas ou mecanografadas, encadernadas ou grampeadas e levaram por detrás do último fólio os seguintes dados:
Nome e apelidos do autor/a
Endereço postal e telefone.
Correio electrónico ( se o tem).
Centro onde cursa os seus estudos.
Categoria na que participa.

10.- Os prémios serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural ?O Facho? em veredicto que se fará público no mês de Maio.

11.- O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom estejam contempladas nestas bases, assim como as dúvidas na sua interpretaçom.

12.- A participaçom neste Concurso implica a aceitaçom das presentes bases.


A Corunha, 8 de Janeiro do 2009

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O Facho: Jenaro Marinhas: Umha testemunha por Galiza BASENAME: o-facho-jenaro-marinhas-umha-testemunha- DATE: Fri, 09 Jan 2009 11:54:19 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 A Corunha


A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2008-9

Palestra

O vindouro dia 14 de Janeiro, quarta-feira (mércores), o político e professor da U.S.C. Pablo González Mariñas falará dentro do ciclo, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: Jenaro Marinhas: Umha testemunha por Galiza.

Pablo González Mariñas, é Doutor em Direito pola Universidade Autónoma de Madrid. Administrador Civil Superior do Estado. Professor de Direito Administrativo na USC.

Foi: Membro da Comissom de Transferencias das Deputaçons provinciais à Junta de Galiza, Vice-presidente da Comissom do Anteprojecto de Estatuto de Galiza (Estatuto dos Dezasseis) e representante de Galiza na Conferencia de Poderes Locais e Regionais do Conselho de Europa. Conselheiro da Presidência e Administraçom Pública (1987-90). Co-fundador e secretário geral do PNG-PG . Associaçom Internacional de Ciências Administrativas Presidente do Instituto Galego de Estudos Europeus e Autonômicos.

É autor de umha numerosa obra de temática jurídico administrativa. Recebeu os Prémios de Investigaçom Júrídica ?Manuel Colmeiro? e ?Castro Canosa? Também é membro da Secçom Jurídica do Conselho da Cultura Galega, da Associaçom Internacional de Ciências Administrativas, etc.

Dia: 14 de Janeiro do 2009 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO - Pilar Garcia Negro: Rosália, a primeira feminista da naçom galega. BASENAME: o-facho-pilar-garcia-negro-rosalia-a-pri-1 DATE: Thu, 18 Dec 2008 15:24:40 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

J. Alberte Corral Iglesias/ Soledad González Maside

A Professora da Universidade d?A Corunha, Pilar Garcia Negro pronunciou umha interessante conferência o passado dia 17 de Dezembro de 2008 sobre Rosália de Castro, intitulada: Rosália, a primeira feminista da naçom galega dentro do ciclo ?Literatura e Naçom? organizado pola Agrupaçom Cultural O Facho.
Garcia Negro encetou a sua charla afirmando que Rosália é sem nengumha dúvida a figura mais relevante e universal da literatura galega, a que com maior acerto estético e profundidade deu conta tanto da sua problemática de mulher e da mulher, assim como assumiu as razons existenciais das classes populares galegas. E com a sua escrita profética, entendida em sentido etimológico, transcendeu o tempo pola sua ousadia nom só por denunciar as hipocrisias dos poderes dominantes da Galiza ? clero e nascente burguesia comercial ? senom que também da nascimento a um feminismo profundamente solidário e radical tanto com as mulheres como com o conjunto das classes populares galegas. É a sua condiçom de mulher a que lhe fai transgredir a ordem social dominante e excludente, e esto pagou-no com a persecuçom tanto da sua pessoa como da sua obra por parte do poder ideológico dominante encabeçado pola Eireja Católica. O canto de Curros a Rosália na sua morte, conta-nos de um jeito lúcido este acosso.
Rosália em toda a sua obra literária sintetiza tanto no seu percorrido existencial como as aspiraçons de Galiza em tanto que Naçom. É tam rica a sua obra e pessoa que nom é casual que estudiosos nom galegos ? chineses, japoneses, norte-americanos, etc.- para entrar na semântica de Rosália, aprendam e estudem galego.
A conferencista continuou a sua análise mostrando como esses poderes excludentes que no século XIX lhe chamavam a tola para tentar conjurar e afastar a radicalidade da sua poética, som os que hoje a nomeiam com o de santinha para de novo arredar das gentes do povo e do comum a sua revolucionaria poética. Nom esqueçamos que Rosália na sua mocidade reivindica-se como Luzbel, o arcanjo negado por deus, pola sua luz e inteligência, e isto fai-no sendo mulher e a começos do século XIX. Quem posteriormente vai ser o seu marido, Murguia, numha crítica ao primeiro livro de Rosália, di que é mulher polos seus sentimentos e homem pola franqueza com que se expressa. Nesta percepçom de Murguia manifesta a tensom dialéctica na que se vai a desenvolver tanto a obra como a própria pessoa de Rosália .
Nos seus 48 anos de vida mortal, a autora publica quatro volumes de poesia, cinco novelas, um conto, vários ensaios e manifestos fundamentais ( dous deles, os prólogos a Cantares gallegos e Follas novas), artigos de prensa... Estamos, por tanto, perante unha escritora profissional, nom porque pudesse viver deste oficio (cousa à que aspirava), senom por vocaçom práctica continuada e vontade manifesta de intervençom social desde a literatura.
Ao findar a conferencia houve um interessante colóquio entre os assistentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO - Higinio Martins Estêvez na Corunha BASENAME: o-facho-higinio-martins-estevez-na-corun DATE: Wed, 17 Dec 2008 10:58:37 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tapia 12-1º
15011 A Corunha

O Facho tem a bem convida-lo ao lançamento do livro do Professor e Académico, o doutor Higinio Martins Estêvez.

Higinio Martins Estêvez é professor na Faculdade de Filosofia e Letras da Universidad del Salvador da cidade de Buenos Aires, universidade onde realizara os seus estudos em Direito e, Filosofia e Letras. Encetou a sua actividade como docente encarregando-se primeiramente da cadeira de História da Língua Castelhana e mais tarde de Linguística Românica e Introduçom à Lingüística na predita Instituiçom. Em 1977 os membros do Instituto Argentino de Cultura Galega, dependente do Centro Galego, escolhêrom-no como professor coordenador dos cursos de língua e literatura a ditar-se nessa instituiçom.
Em 1996 finalizou a redacçom dum Ensaio de Gramática do Céltico Antigo Comum, ainda inédito. Esta obra é o resultado de vários cursos teórico-práticos ditados polo próprio autor e nela recolhem-se, com carácter divulgativo, as noçons gramaticais do céltico acompanhadas dum vocabulário final e da traduçom de textos de conhecimento geral (v. gr. O Nosso Pai). Outras obras som Estudos Célticos e Românicos em Campo Galego, a traduçom directa da Táin! Bó Cúalnge ao galego (segundo o Livro de Leinster) e tem em preparaçom Nomina Gallaeciae - Anmana Kallaikias (Léxico Toponímico da Galiza). Hoje em dia o professor Higinio Martins E. está considerado com umha das máximas autoridades em linguistica do céltico antigo do Mundo
Outra boa amostra do seu trabalho erudito som as ediçons críticas da obra galega rosaliana. Publicados os Cantares Galegos pola Caixa Ourense, tem aperfeiçoado essa ediçom à vez que tem também ultimada umha ediçom com características semelhantes de Folhas Novas. Da mesma autora traduziu Nas Ribas do Sar.
Em ?Tribos Calaicas?, o professor Martins Estêvez trabalha com a toponímia e os dados linguísticos galegos para investigar e aprofundar no conhecimento das épocas mais longínquas e primordiais do nosso País. Para além da exaustiva pesquisa e informaçom fornecida nos textos, eles vam acompanhados de um mapa explicativo que recolhe as conclusons às que chega o professor Martins Estêvez na sua investigaçom.

Dia: 18 de Dezembro de 2008
Hora: 8,30 do serám. Local: Livraria Couceiro
Praça do Livro (Enrique Dequit) n.º 12 - A Corunha

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO - Pilar Garcia Negro: Rosália, a primeira feminista da naçom galega. BASENAME: o-facho-pilar-garcia-negro-rosalia-a-pri DATE: Wed, 17 Dec 2008 10:56:56 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2008-9

Palestra

O vindouro dia 17 de Dezembro, quarta-feira (mércores), a Professora da Universidade d?A Corunha, Pilar Garcia Negro falará dentro do ciclo, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: Rosália, a primeira feminista da naçom galega.
A professora Pilar Garcia Negro tem intervido em numerosos simpósios e congressos nacionais e internacionais sobre sociolingüística, línguas europeias nom normalizadas, literatura galega e feminismo, e publicado ediçons e estudos sobre diversos autores galegos. Desde Março de1978 até Agosto de 1979 ocupou-se da secçom "O idioma", no semanário A Nosa Terra, que foi a primeira do seu género (divulgaçom de bons usos na prática oral e escrita da Língua) publicada em meios de comunicaçom galegos. No curso 1979-1980, em colaboraçom com Xosé Mª Dobarro, publica, no mesmo semanário, a secçom ?Lecçons de Literatura e de Língua". Além de neste semanário, tem colaborado noutras publicaçons periódicas galegas, portuguesas, euzkaldunas, catalás e espanholas. É militante do movimento nacionalista desde 1975-1976. Deputada, polo Bloque Nacionalista Galego, no Parlamento Galego, de 1989 a 2003
Posúe umha abondosa obra publicada, da que sublinhamos:
O Ensino da Língua: Por um cambio de rumo, em colaboraçom com Xosé Mª Dobarro
Sempre em galego
Poesia galega de Valentin Lamas Carvajal
Direitos linguisticos e controle político
Rosália de Castro. El caballero de las botas azules
Assim mesmo foi Presidenta da Agrupaçom Cultural da Corunha "Alexandre Bóveda" entre 1983 e 1988. Co-fundadora do Comité espanhol do Bureau Européen pour les langues moins répandues e delegada do mesmo, na Galiza, de 1985 a 1990. É membro de Conselhos de redacçom de diversas revistas, entre as que ressaltamos: Altres nacions, da Revista de Filoloxía da Universidade da Corunha, Terra e Tempo.

Dia: 17 de Dezembro do 2008 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Higinio Martins Estêvez na Crunha BASENAME: higinio-martins-estevez-na-crunha DATE: Wed, 17 Dec 2008 10:53:39 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tapia 12-1º
15011 A Corunha

O Facho tem a bem convida-lo ao lançamento do livro do Professor e Académico, o doutor Higinio Martins Estêvez.

Higinio Martins Estêvez é professor na Faculdade de Filosofia e Letras da Universidad del Salvador da cidade de Buenos Aires, universidade onde realizara os seus estudos em Direito e, Filosofia e Letras. Encetou a sua actividade como docente encarregando-se primeiramente da cadeira de História da Língua Castelhana e mais tarde de Linguística Românica e Introduçom à Lingüística na predita Instituiçom. Em 1977 os membros do Instituto Argentino de Cultura Galega, dependente do Centro Galego, escolhêrom-no como professor coordenador dos cursos de língua e literatura a ditar-se nessa instituiçom.
Em 1996 finalizou a redacçom dum Ensaio de Gramática do Céltico Antigo Comum, ainda inédito. Esta obra é o resultado de vários cursos teórico-práticos ditados polo próprio autor e nela recolhem-se, com carácter divulgativo, as noçons gramaticais do céltico acompanhadas dum vocabulário final e da traduçom de textos de conhecimento geral (v. gr. O Nosso Pai). Outras obras som Estudos Célticos e Românicos em Campo Galego, a traduçom directa da Táin! Bó Cúalnge ao galego (segundo o Livro de Leinster) e tem em preparaçom Nomina Gallaeciae - Anmana Kallaikias (Léxico Toponímico da Galiza). Hoje em dia o professor Higinio Martins E. está considerado com umha das máximas autoridades em linguistica do céltico antigo do Mundo
Outra boa amostra do seu trabalho erudito som as ediçons críticas da obra galega rosaliana. Publicados os Cantares Galegos pola Caixa Ourense, tem aperfeiçoado essa ediçom à vez que tem também ultimada umha ediçom com características semelhantes de Folhas Novas. Da mesma autora traduziu Nas Ribas do Sar.
Em ?Tribos Calaicas?, o professor Martins Estêvez trabalha com a toponímia e os dados linguísticos galegos para investigar e aprofundar no conhecimento das épocas mais longínquas e primordiais do nosso País. Para além da exaustiva pesquisa e informaçom fornecida nos textos, eles vam acompanhados de um mapa explicativo que recolhe as conclusons às que chega o professor Martins Estêvez na sua investigaçom.

Dia: 18 de Dezembro de 2008
Hora: 8,30 do serám. Local: Livraria Couceiro
Praça do Livro (Enrique Dequit) n.º 12 - A Corunha

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O Facho : ?As Tribos Calaicas: Proto-História da Galiza à luz dos dados linguísticos? BASENAME: o-facho-as-tribos-calaicas-proto-histori DATE: Sun, 14 Dec 2008 19:11:17 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tapia 12-1º
15011 A Corunha

O Facho tem a bem convida-lo ao lançamento do livro do Professor e Académico, o doutor Higinio Martins Estêvez.

Higinio Martins Estêvez é professor na Faculdade de Filosofia e Letras da Universidad del Salvador da cidade de Buenos Aires, universidade onde realizara os seus estudos em Direito e, Filosofia e Letras. Encetou a sua actividade como docente encarregando-se primeiramente da cadeira de História da Língua Castelhana e mais tarde de Linguística Românica e Introduçom à Lingüística na predita Instituiçom. Em 1977 os membros do Instituto Argentino de Cultura Galega, dependente do Centro Galego, escolhêrom-no como professor coordenador dos cursos de língua e literatura a ditar-se nessa instituiçom.
Em 1996 finalizou a redacçom dum Ensaio de Gramática do Céltico Antigo Comum, ainda inédito. Esta obra é o resultado de vários cursos teórico-práticos ditados polo próprio autor e nela recolhem-se, com carácter divulgativo, as noçons gramaticais do céltico acompanhadas dum vocabulário final e da traduçom de textos de conhecimento geral (v. gr. O Nosso Pai). Outras obras som Estudos Célticos e Românicos em Campo Galego, a traduçom directa da Táin! Bó Cúalnge ao galego (segundo o Livro de Leinster) e tem em preparaçom Nomina Gallaeciae - Anmana Kallaikias (Léxico Toponímico da Galiza). Hoje em dia o professor Higinio Martins E. está considerado com umha das máximas autoridades em linguistica do céltico antigo do Mundo
Outra boa amostra do seu trabalho erudito som as ediçons críticas da obra galega rosaliana. Publicados os Cantares Galegos pola Caixa Ourense, tem aperfeiçoado essa ediçom à vez que tem também ultimada umha ediçom com características semelhantes de Folhas Novas. Da mesma autora traduziu Nas Ribas do Sar.
Em ?Tribos Calaicas?, o professor Martins Estêvez trabalha com a toponímia e os dados linguísticos galegos para investigar e aprofundar no conhecimento das épocas mais longínquas e primordiais do nosso País. Para além da exaustiva pesquisa e informaçom fornecida nos textos, eles vam acompanhados de um mapa explicativo que recolhe as conclusons às que chega o professor Martins Estêvez na sua investigaçom.

Dia: 18 de Dezembro de 2008
Hora: 8,30 do serám. Local: Livraria Couceiro
Praça do Livro (Enrique Dequit) n.º 12 - A Corunha

José Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- COMMENT: AUTHOR: Vicente F. Pintado [Visitante] DATE: Tue, 24 Feb 2009 16:02:42 +0000 URL: http://oldcelticdictionary.com

Bon articulo.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Rosália, a primeira feminista da naçom galega, por Pilar G. Negro n'O Facho - A Crunha BASENAME: rosalia-a-primeira-feminista-da-nacom-ga DATE: Sun, 14 Dec 2008 19:09:51 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tapia 12-1º-C
15005 A Corunha


A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2008-9

Palestra

O vindouro dia 17 de Dezembro, quarta-feira (mércores), a Professora da Universidade d?A Corunha, Pilar Garcia Negro falará dentro do ciclo, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: Rosália, a primeira feminista da naçom galega.
A professora Pilar Garcia Negro tem intervido em numerosos simpósios e congressos nacionais e internacionais sobre sociolingüística, línguas europeias nom normalizadas, literatura galega e feminismo, e publicado ediçons e estudos sobre diversos autores galegos. Desde Março de1978 até Agosto de 1979 ocupou-se da secçom "O idioma", no semanário A Nosa Terra, que foi a primeira do seu género (divulgaçom de bons usos na prática oral e escrita da Língua) publicada em meios de comunicaçom galegos. No curso 1979-1980, em colaboraçom com Xosé Mª Dobarro, publica, no mesmo semanário, a secçom ?Lecçons de Literatura e de Língua". Além de neste semanário, tem colaborado noutras publicaçons periódicas galegas, portuguesas, euzkaldunas, catalás e espanholas. É militante do movimento nacionalista desde 1975-1976. Deputada, polo Bloque Nacionalista Galego, no Parlamento Galego, de 1989 a 2003
Posúe umha abondosa obra publicada, da que sublinhamos:
O Ensino da Língua: Por um cambio de rumo, em colaboraçom com Xosé Mª Dobarro
Sempre em galego
Poesia galega de Valentin Lamas Carvajal
Direitos linguisticos e controle político
Rosália de Castro. El caballero de las botas azules
Assim mesmo foi Presidenta da Agrupaçom Cultural da Corunha "Alexandre Bóveda" entre 1983 e 1988. Co-fundadora do Comité espanhol do Bureau Européen pour les langues moins répandues e delegada do mesmo, na Galiza, de 1985 a 1990. É membro de Conselhos de redacçom de diversas revistas, entre as que ressaltamos: Altres nacions, da Revista de Filoloxía da Universidade da Corunha, Terra e Tempo.

Dia: 17 de Dezembro do 2008 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O Facho: Aspectos da consideraçom da mulher no recorrer da História por Francisco Pilhado Maior BASENAME: o-facho-aspectos-da-consideracom-da-mulh DATE: Wed, 10 Dec 2008 23:10:32 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

>

J. A. Corral Iglesias/Soledad González Maside

O Editor e Dramaturgo Francisco Pillado Mayor intervéu o passado dia 10 de Dezembro de 2008 dentro do ciclo ?Literatura e Naçom? organizado pola Agrupaçom Cultural O Facho com a sua conferencia intitulada: Aspectos da consideraçom da mulher no recorrer da História
A intervençom do conferencista espertou um grande interesse entre o publico assistente como mostrou o posterior colóquio que seguiu á exposiçom do conhecido intelectual corunhês..
É por todos bem conhecido o longo percorrido cultural Francisco Pillado Mayor, no eido teatral desde começos da década dos sessenta do século passado até o seu trabalho tanto como dinamizador cultural, hoje é director da editorial LaiaoVento assim como ensaísta. Pillado Mayor encetou a sua exposiçom partindo da consideraçom profundamente desprezativa da condiçom feminina por parte dos próceres da monarquia sacerdotal papista, desde os Pais da Eireja até diversos Papas. A eireja outorga-lhes a estes egrégios poderes esotéricos e demiúrgicos e denomina-os santos. Tal consideraçom mostra a minusvaloraçom da mulher para o catolicismo, considerada como fonte de todo mal e totalmente incapacitada para qualquer outra funçom que nom fosse reproduzir.
Continuou a sua análise com outra rica mostra de citas de filósofos, desde Aristóteles, Erasmo, Quevedo, Lutero, Nietzsche, etc. para os que a consideraçom da mulher nom tinha nada que invejar às papistas. A conclusom é desoladora, pois mesmo hoje poderíamos afirmar que a mulher, no mundo que entendemos como ocidental, nom foi outra cousa que um objecto de domínio e de escárnio, sendo sempre a vitima propiciatória do poder ideológico das distintas eirejas (Católico-Romana, Católico-Ortodoxa, Luterana, Calvinista, etc.) que competírom no extermínio massivo das mulheres sob pretexto de elas terem tratos com o Demo, sendo queimadas vivas em fogueiras com lenha verde ou entre tormentos.
Ao findar a exposiçom houvo um vivo colóquio--

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O Facho: "Aspectos da consideraçom da mulher no recorrer da História " palestra por Francisco Pillado Mayor BASENAME: aspectos-da-consideracom-da-mulher-no-re DATE: Sat, 06 Dec 2008 21:00:35 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Federico Tapia 12-1º-C
15005 A Corunha


A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2008-9

Palestra

O vindouro dia 10 de Dezembro, quarta-feira (mércores) no Centro Socio-Cultural de Caixa Galiza na rua Joám Flórez / Médico Rodríguez da Corunha, o Editor e Dramaturgo Francisco Pillado Mayor falará dentro do ciclo, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: Aspectos da consideraçom da mulher no recorrer da História
No seu longo percorrido cultural Francisco Pillado Mayor foi promotor dos grupos de teatro O Facho (1965), Escola Dramática Galega (1978), Luís Seoane (1980) e de Elsinor Teatro (1990). Em 1965, montou, para o grupo de teatro d?O Facho, um espectáculo baseado em textos de Castelao e Luís Pimentel. Com esta representaçom fixo a sua apresentaçom pública o grupo teatral da nossa Agrupaçom. Sendo o mesmo um dos primeiros grupos de teatro galego durante a tirania franquista. Durante vários anos ocupou a presidência da Escola Dramática Galega.
É coautor de Textos pra o ensino do Galego, O Teatro Galego, Antoloxía do teatro galego, Diccionário do teatro galego 1671-1985, Conversas em Compostela com Carvalho Calero e A nación incesante. Conversas com Xosé Manuel Beiras. Asimesmo, é autor de numerosas traduçons teatrais.
Também foi director de Cadernos da Escola Dramática Galega, Cadernos do Espectáculo da Companhia Luís Seoane, Colecçom Castrodouro-Teatro, Colecçom Arlequín, Ediçons Laiovento, Livros Elsinor Teatro, Cadernos de Teatro e da Revista de Teatro Casahamlet. Em 1981, recebe um prémio da Aula de Teatro da Universidade de Santiago de Compostela polo trabalho sobre o Teatro de Luís Seoane, realizado em colaboraçom com Manuel Lourenço. Em 1989, é galardoado com o Prémio da Crítica polo seu labor como director dos Cadernos da E.D.G. Em 1993, recebe o Prémio Compostela de Honra polos Cadernos de Escola Dramática Galega
Em colaboraçom com a Associaçom de Solidariedade Galego-Cubana "Curros Enriques" e publica a traduçom do livro Un grao de millo, Conversa de Fidel Castro com Tomás Borge.

Dia: 10 de Dezembro do 2008 - Hora: 8 do serám
Local: Centro Socio-Cultural Caixa Galiza
Joám Flórez / Médico Rodríguez ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: ?Atlas Histórico da Galiza? BASENAME: atlas-historico-da-galiza DATE: Tue, 18 Nov 2008 18:04:54 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Federico Tapia 12-1º
15011 A Corunha

O Facho tem a bem de informar do lançamento do ?Atlas Histórico da Galiza? de José Manuel Barbosa, escritor e historiador, e José Manuel Gonçalves Ribeira, desenhador gráfico.

O Atlas Histórico da Galiza é umha obra com mais de oitenta ilustraçons e mapas, combina os materiais gráficos com os textos para oferecer uma visom que abrange, de jeito exaustivo, todas as épocas e momentos históricos da Galiza, desde a Pré-História até a actualidade, e proporciona uma explicaçom detalhada de cada um deles.
Este Atlas à parte de ser umha obra de grande interesse, é ultimamente o segundo livro mais vendido do País, segundo a informaçom fornecida polo jornal A Nossa Terra

Dia: 20 de Novembro de 2008
Hora: 8,30 do serám
Local: Livraria Couceiro
Praça do Livro (Enrique Dequit) n.º 12
A Corunha

José Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O Discurso da História e a Construçom Nacional: Galiza, Angola, Brasil BASENAME: o-discurso-da-historia-e-a-construcom-na DATE: Mon, 03 Nov 2008 21:27:06 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Federico Tapia 12-1º-C
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2008-9

Palestra
O vindouro dia 5 de Novembro, quarta-feira (mércores), o Professor da Universidade de A Corunha Francisco Salinas Portugal falará dentro do ciclo, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: O Discurso da História e a Construçom Nacional: Galiza, Angola, Brasil
Francisco Salinas Portugal (Bande-Ourense). Estudou Filologia em Compostela onde se doutorou com umha tese sobre literaturas africanas Língua Portuguesa, em particular sobre o escritor angolano, Pepetela. Actualmente lecciona Literatura Portuguesa e Literaturas africanas de Língua Portuguesa na U.D.C. sendo o Professor Titular de Filologias Galega e Portuguesa na Universidade de A Corunha.
Reconhecido poeta e ensaísta, com especial dedicaçom à literaturas africanas em língua portuguesa, tem umha obra grandemente reconhecida tanto no País como fora do mesmo. Também tem colaborado em revistas da sua especialidade na Galiza, Portugal, Itália, USA.
Entre os seus livros publicados cabe sublinhar:
Rosto Negro, A Máscara do Sagrado, Entre Próspero e Caliban, Literaturas africanas em lengua portuguesa, Voz e Silêncio, Percorro o mapa, etc..

Dia: 5 de Novembro do 2008 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande ? A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Léxico galego: ingenuidades, imposturas e escándalos BASENAME: title-21 DATE: Fri, 24 Oct 2008 20:08:06 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Léxico galego: ingenuidades, imposturas e escándalos

J. A. Corral Iglesias/Soledad González Maside

O escritor e professor da U. de Vigo Carlos Garrido Rodrigues interveu o passado dia 22 de Outubro dentro do ciclo «Língua e Naçom» organizado polo O Facho, a sua conferencia intitulada: Léxico galego: ingenuidades, imposturas e escándalos

A intervençom do conferencista espertou grande interesse entre o publico assistente como demonstrou o participado colóquio que seguiu á exposiçom do professor vigués.

O professor Garrido Rodrigues encetou a sua exposiçom a partires da consideraçom e análise de umha rica mostra de usos lexicais hoje realizados por utentes cultos de galego, e como a carência de umha supradielectal-formal para a escrita dos diversos termos léxicos para se referir ao mesmo conceito trava a construçom do galego como língua formalizada nos diversos eidos do saber cientifico. Continuou com um levantamento dos processos de degradaçom que historicamente tem afectado o léxico galego e das correspondentes actitudes dos actuais codificadores. A conclusom de tal inventário é desalentadora: para a maioria dos actuais utentes cultos de galego ao nom existir na nossa Língua um sistema lexical funcional, estável e coerente, nem um modelo de correcçom lexical autónomo diferente do castelhano, de modo que só a ingenuidade de muitos e a impostura de alguns sustenta um estado de anomia e subsidiariedade expressivas que noutras coordenadas sociais e culturais, menos problematizadas do que as galegas, constituiria um verdadeiro escándalo. Ou como comentou alguns dos assistentes, umha mostra mais da colonizaçom ideológica.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Léxico galego: ingenuidades, imposturas e escándalos polo professor Carlos Garrido R. BASENAME: lexico-galego-ingenuidades-imposturas-e- DATE: Thu, 16 Oct 2008 21:07:32 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Federico Tapia 12-1º- C
15005 A Corunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2008-09.

Palestra:
O dia 22 de Outubro, quarta-feira (mércores), o Professor da U.V. Carlos Garrido Rodrigues falará dentro do Ciclo, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: Léxico galego: ingenuidades, imposturas e escándalos
Carlos Garrido Rodrigues é doutor em Biologia pola U.S.C. e licenciado em Traduçom e Interpretaçom pola U.V. Estudioso da língua especializada, lexicógrafo e tradutor científico, Carlos Garrido é professor titular da Universidade de Vigo, onde lecciona Traduçom de Textos Científicos e Técnicos Inglês/Alemám-Galego, secretário da Comissom Lingüística da Associaçom Galega da Língua (AGAL), membro do conselho de redacçom da revista Agália.
É autor, entre outras obras, do Dicionário Terminológico Quadrilíngue de Zoologia dos Invertebrados (1997), do Manual de Galego Científico (2000) e de Aspectos Teóricos e Práticos da Traduçom Científico-Técnica (2001).
Também tem traduzidos várias obras, entre as que sublinhamos: Peter AX. 1999. La sistemática biológica. Plasmación del orden filogenético del mundo vivo. Trad. do alemam, de Systematik in der Biologie. Darstellung der stammesgeschichtlichen Ordnung in der lebenden Natur (Gustav Fischer Verlag, 1988). U.V. Walter SUDHAUS e Klaus REHFELD. 2002. Manual de Evoluçom e Sistemática. Trad. do al., de Einführung in die Phylogenetik und Systematik (Gustav Fischer Verlag, 1992), Edicións Laiovento.

Dia: 22 de Outubro do 2008 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande - A Corunha
José Alberte Corral Iglesias
Secretário d'O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Palestra Camilo Nogueira BASENAME: palestra-camilo-nogueira DATE: Thu, 09 Oct 2008 15:20:45 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

O dia 8 de outubro A Agrupaçom Cultural O Facho encetou as suas actividades do período 2008-09 com a palestra ?Galiza e a Uniom Europeia no momento da crise? centro do ciclo ?Repensar Galiza?. A conferencia correo a cargo de Camilo Nogueira Romám.

O conferencista vem de publicar em Galáxia dous livros sobre a temática "Europa. O Continente Pensado" e sobre "Galiza na Unión. A Porta Atlántica".

Camilo Nogueira estudou na Escola Industrial de Vigo e nas Escolas de Engenheiros Industriais de Bilbau e Madrid. Também cursou Ciências Económicas na Universidade de Compostela. Trabalhou na Citroën de Vigo como engenheiro participando nas greves obreiras do ano 1972.

Nogueira foi deputado no Parlamento Galego nas legislaturas 1981-85, 1985-89, 1989-93 y no período 1997-99 da legislatura 1997-2001, até que foi eleito deputado no Parlamento Europeu (1999-2004). Na actualidade é membro da Executiva do BNG e responsável de Relacions Internacionais.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O Facho de Ouro - Francisco Fernández del Riego BASENAME: o_facho_de_ouro_francisco_fernandez_del_ DATE: Wed, 18 Jun 2008 14:47:17 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Na Fundaçom Penzol de Vigo celebrou-se o passado dia 17 de Junho a entrega do Facho de Ouro a Francisco Fernández del Riego. O acto apresentava-se como reconhecimento a toda umha vida dedicada à emancipaçom da Galiza.

José Luís Rodríguez Pardo, presidente do O Facho, abriu o acto, lembrando no mesmo as vicissitudes da recuperaçom da cultura galega nos tempos escuros do primeiro período do Regime Nacional-Católico, algumhas das mesmas compartilhadas polo apresentador. Com a entrega do Facho de Ouro a Francisco Fernández del Riego salienta-se a ingente laboura levada a cabo polos bons e generosos, dos que D. Paco é proba bem indicativa, que sempre dam á Galiza outras novas mil primaveras.

Fernández del Riego, respondeu agradecendo a consideraçom tida a sua pessoa com a entrega do Facho de Ouro por parte da Agrupaçom Cultural. Posteriormente lembrou o nascimento da Associaçom e a sua pertinência tanto nos primeiros anos da década dos sessenta do século passado, época na que o franquismo fazia estragos, como hoje.

Ao findar o acto de entrega e reconhecimento, o homenageado fizo de anfitriom para nos mostrar aos membros do Facho tanto a biblioteca da Fundaçom Penzol, como o Museu ?Francisco Fernández del Riego? onde é possível ver e contemplar telas dos nossos pintores mais senheiros assim como de outros artistas de alta consideraçom mundial.

Posteriormente celebrou-se um jantar no que D. Francisco estivo acompanhado polos seus mais próximos amigos e parte da Junta Directiva do Facho.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O Facho - Grande sucesso a entrega XL Concurso de Contos de Nenos BASENAME: o_facho_grande_sucesso_a_entrega_xl_conc DATE: Sat, 24 May 2008 21:33:41 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Federico Tapia 12-1º
15005 A Corunha


Foi um grande sucesso a entrega dos prémios do XL Concurso Literário de Contos de Nenos ? Carlos Casares? convocado polo Facho. O acto celebrou-se às 7 da tardinha do dia 23 de Maio 2008.
Depois de umha curta apresentaçom por parte do Presidente d?O Facho, José Luís Rodrigues Pardo, onde destacou a importância que a gente nova escreva na língua própria do País e a vez demandar-lhes a que nom abandonem a escritura, onde eles derom provas de capacidade e criatividade. De seguido o júri formado polos escritores Xosé Manuel Martínez Oca, Xabier P. Docampo e o membro da nossa Agrupaçom Soledade González Maside, fizérom entrega dos prémios com os seus correspondentes diplomas aos novíssimos escritores:

Categoria B ( Nenos e nenas de 9 a 12 anos)
Primeiro prémio: ? O sapo saltón? de Iria Esperón Abril. Aluna de 5ºcurso no CEIP Banho da Xanza. Valga
Categoria C ( Rapaces e raparigas de 13 a 16 anos)
Primeiro prémio: ?A Caza da Quimera? de Brais Lamela Gómez. Aluno do IES Basanta Silva. Vilalba
Segundo prémio: ?Narco? de Noelia Toja Mañon. Aluna do CPI de Zás. Zás

O Segundo prémio: ? A avoa e eu? de Lorena Barrera López. Aluna do CEIP Vista Alegre. Burela nom puído acudir ao evento polo que o seu prémio será-lhe enviado por correio.

Iria Esperón Abril

Brais Lamela Gómez

Noelia Toja Mallón


José Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: «A economia galega, o seu desenvolvimento» BASENAME: la_economia_galega_o_seu_desenvolvimento DATE: Sun, 18 May 2008 13:42:08 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Federico Tapia 12-1º
15005 A Corunha


A professora e doutora da Universidade de Santiago, Carme García Negro, enterveu no passado dia 22 de Abril no quadro do ciclo «Economia e História» organizado polo O Facho, com a sua conferencia intitulada «A economia galega, o seu desenvolvimento». A intervençom da conferencista foi seguida com grande interesse entre os assistentes, tal como demonstrou o prolongado e participado colóquio ao findar a palestrista a sua leitura da economia galega.
A professora encetou a sua exposiçom comunicando que ia fazer umha exposiçom provocadora da economia galega fundamentando-a com umha leitura nova. Com umha mudança de focalizaçom com respeito à tradicional localizaçom dos sectores produtivos a vez que sublinhava a relevância dos dados estatísticos aos contrastar com os das economias de outros Países. Com a expressom ?Pessimismos fora? afirmou que a economia galega hoje é umha economia industrial, de inovadores e fortes piares.
A conferencista chantou sua nova leitura da economia galega nestes três esteios: a) Mudança da composiçom dos sectores produtivos, incluindo no secundário ou industrial, o sector da pesca . b) Releitura da pirámide de povoaçom galega. c) As novas áreas de desenvolvimento industrial; Celeiro-Burela, Bisbarra do Deza.
Com a pergunta, É mau ter muitos anos? deu a conhecer às pessoas assistentes a esperança de vida dos galegos e a sua pirâmide de povoaçom salientando como o cimo da mesma corresponde com os países de economia mais desenvolvidas e superando a maioria dos mesmos. Segundo a palestrista, este dado estatístico é um activo importante da nossa economia e que deveria ser um elemento a considerar para redistribuir a carga de trabalho de um jeito diferente, pois seria possível alongar e modificar a intensidade da carga laboral. Também mostra que somos quem de obter um bom rendimento aos nossos recursos e por outra banda é um dos sinais certos da qualidade de vida na que vive a povoaçom galega no tramo da maior idade é comparável com a sueca, e ainda melhor que a de muitos outros países com o maior adianto social do planeta.
No percorrer da sua palestra, Carme Garcia Negro, seguiu debulhando a economia galega mostrando a sua consistência nos eidos da manufactura do peixe e da indústria naval. Considerando a primeira como um sector da indústria ao requerer os seus processos de produçom (extracçom, cultivo, conserva, comercializaçom) de conhecimentos, técnicas e médios que som próprio da indústria, para que o peixe como mercadoria está nas mans do consumidor.
Ao longo deste desenho a conferencista remarcou o êxito nos mares de todo o mundo das empresas do peixe galegas, tanto em volume de capturas, como espécies capturadas, sistemas de pesca empregados, tecnologia aplicada, sem esquecer as luitas ganhadas nos julgados devido os problemas legais que vam tendo afrontar (pesqueiros, limitaçom de capturas...), e mesmo os problemas derivados do transporte por e para todo o mundo. E ainda mais, é capaz de apresentar e ser aceitados produtos com marca de autóctones, sinónimo de alta qualidade, mesmo com elementos que passam um pouco de tempo nas nossas augas. Apostilou como Celeiro-Burela na Marinha do norte de Lugo, é um magnífico exemplo de como o sector pesqueiro é quem de dinamizar toda unha comarca, e como a vez facilita o surgir de outras empresas que o fornecem.
Seguindo com a defessa da sua tese que a economia galega está cimentada numha pujante industria e para compreender a mudança económica do interior do País, a professora Carmo Garcia Negro mostrou o modelo da bisbarra do Deza. Esta comarca tradicionalmente destinada à agricultura e gandeira, hoje podemos constatar a sua transformaçom numha grande área industrial polo nascimento dumha urdime de empresas que empregam um importante número de operários e profissionais diversos. É interessante a observaçom que algumha destas empresas tenhem entre as suas linhas da actuaçom o equipamento do sector pesqueiro.
Segundo o critério da conferencista o desenvolvimento económico das Terras do Deza e da Galiza em particular nom tem como piares as subvençom senom a consciência empresarial dos patronos e isso a pesar dos atrancos existentes no transporte tanto por terra como por mar, e da carência de energia posto que nem as augas nem o vento da Galiza som nossos senom Fenosa ou outras empresas radicadas em Madrid.
Sublinhou hoje na Galiza somos receptores de emigraçom e que isto é mostra outro aspecto positivo da economia galega pois é capaz de gerar postos de trabalho.
Esta última questom junto a da energia provocárom no findar da palestra um grande e intenso debate, ao questionar muitos dos pressentes a imagem idílica mostrada. Analisando as diferencias qualitativas e quantitativa das migraçons na Galiza, mentres a emigraçom galega hoje, por dúzias de milheiros cada ano, é de média e alta qualificaçom no seu capital humano até o extremo que o tecido industrial e de serviços do País nom tem um só buraco de emprego criado que poda absorver aos ?cérebros? que ao findar as suas licenciaturas fórom continuar a sua formaçom em Centros de alta qualificaçom em todo o planeta estando impossibilitados em retornar ao nom existir aqui as possibilidades de emprego para os mesmos sendo posteriormente empregados em empresas de fora do País; porém isto nom só afecta a mao de obra de altíssimo valor acrescentado senom também a maioria dos Licenciados e Titulados Médios que cada ano findam os seus estudos tenhem que fazer as malas, já que o pouco emprego gerado aqui pola patronal retribui mal em estabilidade e dinheiro aos trabalhadores. Mentres a recebida é pola características de emprego das empresas galegas, de baixa qualificaçom: cuidar doentes, assistentes, marinheiros, etc.; e tampouco nunca o seu número quantitativo, nom som dúzias de milheiros cada ano, chega equilibrar a emigraçom de autóctones.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: ? 5 olhadas com presbitia? BASENAME: 5_olhadas_com_presbitia DATE: Fri, 16 May 2008 01:03:49 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Federico Tapia 12-1º
15005 A Corunha


Por Dores Valcárcel Guitiám

Agrupaçom Cultural o Facho abriu umha convocatória pública para um curso de fotografia, e fomos coincidir no mesmo umhas cantas pessoas que hoje expomos aqui parte do trabalho realizado sob o título ? 5 olhadas com presbitia?. Há afeiçons que, como os amigos mais fieis, nos acompanham ao longo da vida e suspeito que para alguns dos meus companheiros que impulsárom a iniciativa deste curso, esta é umha delas.

Alguns e algumhas que nele participamos somos ou recém pre-jubilados, ou jubilados ou estamos a piques de selo. Dum jeito ou doutro, todos somos filhos do século, que para nós fórom tempos virados para o País. Assim que, diante dum horizonte preciso e após algumha quimera e mais dumha batalha pessoal ou colectiva da nossa existência, o presente fai-nos evocar aquela decisom de Voltaire retirando-se, depois de tantos combates contra o poder, ao seu paço de Ferney e dando-se outro novo horizonte vital que rezava: ?cultivemos o nosso jardim.? Esta tessitura existencial nom nos vai meter na casa, mais joga um papel: fazer o que nom demos feito antes, agora que temos tempo.

A Helena viajava um dia com a radio acesa, quando escuitou umha entrevista com um professor alemám de fotografia e nom parou até que conseguiu que nos vinhera dar este curso: era Peter Scheneider quem na sua interlingua, rica de tantos ecos, nos explicou os conceitos teóricos e nos mandou ir aos espaços exteriores fechar e abrir o diafragma da nossa reflex. Com rigor alemám, fiz-nos rematar o processo da aprendizagem com esta exposiçom. Assim que começava a segunda parte do cursinho: buscar onde expor fotos comuns, de afeiçoados e neófitos. Agradecemos á Manoli e á Helena este trabalho penoso que consistiu em chegar, com a única tarjeta de cidadans, a petar em moitas e moitas portas até que, ao fim, a Concelharía de Cultura do Concelho de A Corunha ? a quem agradecemos vivamente esta atençom - nos permitiu a entrada a este fogar onde reinam os desterrados, os nossos custódios: os Casares Quiroga. Poucos sítios desta cidade nos teriam gostado mais do que esta casa.

Sabemos com canta sanha e vesânia o fascismo se aplicou a borrar a mais mínima traça da existência desta família corunhesa, o injustamente que o grande político, Santiago Casares Quiroga foi tratado até o de agora. Pessoa bondadosa, aberta e moi bem querida polas gentes humildes da cidade, também ganhara a confiança do mais afastado labrego do Val de Lemos, como a de tantos doutros lugares da Galiza.

Ao redigir estas palavras, pensava num título para este texto: Salutaçom, acçom de graças (?). Todo isso lhe-lo fazemos chegar a todos vostedes, assistentes. Mais imos ficar com este título:

Residentes privilegiados

Assim é como nos sentimos estes 15 dias que imos ficar aqui entre os Casares Quiroga. Mais também porque Résidente privilegiée é o título do único libro de Maria Casares publicado nos oitenta em Paris. Aquela foi a sua pátria. Desde esta casa na que ela brincou de nena e nom puído residir: In memoriam.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Celso Álvarez Caccámo conversou sobre o seu pai Xosé Maria Álvarez Blázquez BASENAME: title_364 DATE: Thu, 15 May 2008 15:49:53 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Dentro das actividades organizadas polo Facho em comemoraçom do Dia das Letras o escritor e professor, Celso Álvarez Caccámo conversou no serám do dia 14 sobre Xosé Maria Álvarez Blázquez, o seu pai, a quem se dedica este Dia.
Na sua exposiçom, Celso, mostrou as múltiplas angueiras de Álvarez Blázquez em tanto que investigador, poeta, editor, e homem de bem que foi o homenageado; e dizer, um activista da cultura e língua galegas ao longo de toda a sua vida. Todo o acto foi seguido polo público assistente com um grande interesse.
Na Internet o documento máis amplo, rigoroso e actualizado sobre Álvarez Blázquez está na seguinte dirección : www.udc.es/dep/lx/cac/xmab.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Resoluçom do XL Concurso de Contos "Carlos Casares" BASENAME: resolucom_do_xl_concurso_de_contos_carlo DATE: Thu, 15 May 2008 01:39:12 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Federico Tapia 12-1º
15005 A Corunha

Com o objectivo de recuperar os prémios literários que desde os anos sessenta convocou O FACHO e nos que participárom ou ganhárom muitos dos escritores e escritoras que hoje fam possível com a sua obra umha literatura galega de qualidade e de grande importância nas letras universais, convocou-se XL Concurso Literário de Contos de Nenos baixo o nome de Carlos Casares em afectuosa homenagem ao primeiro ganhador do Certame de Literatura Infantil no ano 1968 com a sua formosa obra ?A galinha azul? que acadaria a honra de ter sido o fito fundacional da bem viçosa Literatura Infantil e Juvenil Galega contemporánea.

O júri formado polos escritores Xosé Manuel Martínez Oca e Xabier P. Decampo e Soledade González Maside membro da Agrupaçom Cultural O FACHO, resolveu o seguinte:

A).- Declarar deserto o prémio para a Categoría A (Nenos e nenas de 6 a 8 anos)

B).- Premios da Categoría B (Nenos e nenas de 9 a 12 anos)

Primeiro prémio: ? O Sapo Saltón? de Iria Esperón Abril.
Aluna de 5ºcurso no CEIP Banho da Xanza
Valga- Pontevedra

Segundo prémio: ?A Avoa e eu? de Lorena Barrera López
Aluna do CEIP Vista Alegre
Burela- Lugo

C).- Premios da categoría C. (Rapaces e rapazas de 13 a 16 anos)

Primeiro prémio: ?A Caza da Quimera? de Brais Lamela Gómez
Aluno de IES Basanta Silva
Vilalba-Lugo

Segundo prémio: ?Narco? de Noelia Toja Mañón
Aluna do CPI de Zás
Zas- A Corunha

Parabéns a todos os ganhadores.

A Corunha a catorze de Maio de 2008.

Entrega de prémios. A Corunha a 23 de Maio de 2008

Iria Esperón Abril, primeiro premio categoría B

Brais Lamela Gómez, primeiro prémio categoría C

Noelia Toja Mallón, segundo prémio categoría C

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Homenaxe a Curros Enriquez 2008 BASENAME: homenaxe_a_curros_enriquez_2008 DATE: Wed, 14 May 2008 13:19:19 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Sob umha marmalha e como todos os anos a Agrupaçom Cultural O Facho fizo às 12 h , oferenda floral no monumento a Curros Henriques nos jardins de Méndez Núñez da Corunha em lembrança Xosé Maria Alvarez Bláquez a quem se lhe adica este ano o Dia das Letras. José Luís Rodríguez Pardo fizo um esboço do homenageado diante de dos assistentes. Posteriormente deu leitura a resoluçom do IX concurso de Contos de Nenos ?Carlos Casares?.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Semana das Letras Galegas BASENAME: semana_das_letras_galegas_1 DATE: Tue, 13 May 2008 22:00:21 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Federico Tapia 12-1º
15005 A Corunha

Convidamo-vos assistir

O Facho com o galho da Semana das Letras Galegas manifesta a sua adesom a mesma convocando os seguintes actos:

Dia 14, quarta-feira, manhá
As doze (12 h.) da manhá oferenda floral no monumento a Curros Enríquez nos jardins de Méndez Nuñez da Corunha.
Comunicaçom da resoluçom do Concurso de contos de nenos ?Carlos Casares?

Dia 14, quarta-feira, serám
Conferencia sobre a figura de Xosé M. Álvares Blázquez. As oito (8 h) do serám na Fundaçom Caixa-Galiza, Cantons da Corunha polo escritor e ensaísta, Celso Álvares Cáccamo, Doutor e Professor de Linguística na Universidade da Corunha e filho de Xosé María Álvarez Bláquez, escritor homenageado este ano no dia das Letras Galegas.

Dia 15, quinta-feira, serám
As oito (8 h.) do serám na Casa Museu ?Casares Quiroga?, rua Panadeiras, n.º 12 da Corunha, inauguraçom da exposiçom de fotografia ?5 Olhadas com presbitia? do Obradoiro de fotografia d?O Facho, baixo a direcçom do fotografo e professor Peter Scheider. A mostra estará aberta desde 14 até o 31 de Maio.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Semana das Letras Galegas BASENAME: semana_das_letras_galegas DATE: Tue, 13 May 2008 00:38:14 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Federico Tapia 12-1º
15005 A Corunha

Convidamo-vos assistir

O Facho com o galho da Semana das Letras Galegas manifesta a sua adesom a mesma convocando os seguintes actos:

Dia 14, quarta-feira, manhá
As doze (12 h.) da manhá oferenda floral no monumento a Curros Enríquez nos jardins de Méndez Nuñez da Corunha.
Comunicaçom da resoluçom do Concurso de contos de nenos ?Carlos Casares?

Dia 14, quarta-feira, serám
Conferencia sobre a figura de Xosé M. Álvares Blázquez. As oito (8 h) do serám na Fundaçom Caixa-Galiza, Cantons da Corunha polo escritor e ensaísta, Celso Álvares Cáccamo, Doutor e Professor de Linguística na Universidade da Corunha e filho de Xosé María Álvarez Bláquez, escritor homenageado este ano no dia das Letras Galegas.

Dia 15, quinta-feira, serám
As oito (8 h.) do serám na Casa Museu ?Casares Quiroga?, rua Panadeiras, n.º 12 da Corunha, inauguraçom da exposiçom de fotografia ?5 Olhadas com presbitia? do Obradoiro de fotografia d?O Facho, baixo a direcçom do fotografo e professor Peter Scheider. A mostra estará aberta desde 14 até o 31 de Maio.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Fco. Fernández del Riego - Facho de Ouro BASENAME: fco_fernandez_del_riego_facho_de_ouro DATE: Tue, 29 Apr 2008 20:30:07 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Federico Tapia 12-1º
15005 A Corunha

Entrega d?O Facho de Ouro a D. Francisco Fernández del Riego


Comunicamos que o vindoira segunda-feira (luns), dia 5 de Maio, a Agrupaçom Cultural O Facho fará entrega a D. Francisco Fernández del Riego do ?FACHO DE OURO?, segundo foi acordado em Juntança da Directiva da Associaçom. O acto terá lugar no local da Fundaçom Penzol, sita na Praça da Princesa n.º 2, Vigo, às 1 ½. Para logo, ir jantar ao ?Restaurante Mosquito? e compartilhar com o homenageado uns momentos de companha.
Francisco Fernández del Riego foi um dos principais artífices da restauraçom cultural galega na post-guerra. Foi director da Real Academia Galega, entidade em que ingressara em 1960 com discurso intitulado Um país e unha cultura. A Idea de Galicia nos nosos escritores, e da Biblioteca da Fundaçom Penzol.
Autor dumha extensa obra, cultivou o ensaio sobre a cultura e a literatura galegas. Polo seu importante contributo á nossa cultura, Fernández del Riego foi reconhecido com numerosos galardons (Prémio Trasalba, Prémio Pedrom de Ouro, Medalha de Ouro da Cidade de Vigo, Prémio de criaçom Cultural da Junta de Galiza, etc.). Assim mesmo, foi nomeado Doutor Honoris Causa pola Universidade de Vigo e Galego Egrégio pola Fundaçom dos Prémios da Crítica.

José Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O Rexurdimento e António Fernandes Morales BASENAME: o_rexurdimento_e_antonio_fernandes_moral DATE: Sat, 26 Apr 2008 12:39:21 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Federico Tapia 12-1º
15005 A Corunha

Sol González Maside/ J. A. Corral Iglesias

O escritor e professor da U. de V. Anxo Angueira Viturro entreviu o passado dia 8 de Abril dentro do ciclo «Língua e Naçom» organizado polo O Facho, a sua conferencia intitulada: O Rexurdimento e António Fernández Morales (Poeta berciano do século XIX).
A intervençom do conferencista espertou grande interesse entre o numeroso publico como demonstrou o prolongado e participado colóquio que seguiu á exposiçom do professor vigués.
O palestrista encetou a sua exposiçom afirmando a importância da obra de António Fernández Morales,?Ensaios poéticos em dialecto berciano?, no ámbito da nossa cultura. Esta genial obra poética foi publicada em 1861, dous antes que Rosália de Castro publicará ?Cantares Galegos?. Sublinhou da sua relevância, e ainda que Murguia nom o considera como um precursor, bem podemos considera-lo tal pois a sua obra nom desmerece a escrevida por Joam Manuel Pintos ou Francisco Anhom senom que é de maior transcendência, em opiniom do professor Anxo Angueira profundo conhecedor e divulgador da obra do poeta berciano.
O professor Angueira desbulhou a historia da cultura galega em três grandes ciclos: um primeiro de forte personalidade desde o seu xurdimento como entidade própria, até fins da Idade Media, um segundo período que vai desde fins da Idade Media hasta o século XIX (os séculos escuros), e um terceiro que se inicia co Rexurdimento e no que ainda estamos. No percorrer deste desenho histórico também fijo mençom a forte personalidade de Galiza como entidade colectiva diferenciada até o extremo que é a única Naçom que mantém o seu nome desde a sua origem romana, feito que nom acontece em nengum outra Naçom europeia.
Sublinhou a importância histórica do Rexurdimento, já que foi nesse período quando se forjárom os grande eixos nos que ainda hoje se pousa o quefazer político e social. A Defessa da identidade galega (língua, costumes, paisagens, etc..) , a construçom de um projecto político com fundas características de transformador social e nunca essêncialista; tendo como piares, o pensamento crítico, a democracia nom só jurídico política senom em forte urdime com o económico e social.
Ainda que coetáneo da geraçom dos Precursores, Fernández Morales comparte os ideais mais de vanguarda do Rexurdimento tanto na sua obra literária como na sua vida como cidadam é militar, sendo deputado em Cortes (1887) polo Partido Radical da época, que traduzido as coordenadas de hoje veria a ser como um deputado das concepçons mais avançadas no eido social como no político.

Para compreender a obra de António Fdez. Morales, temos que ter presente e nom esquecer que a actual raia administrativa amputadora do Berço do País Galego marcou-se no ano 1833 quando Madrid cria as provinciais actuais em funçom dos interesses da Corte e nunca em funçom da cidadania; e que este poeta da Galiza irredenta estivo residindo em Tui no primeiro terço do século XIX polo de certo conheceria a obra e o projecto dos escritores do País. A sua poesia reflecte muitas das características da obra rosaliana, a grande mestra. Como ela defende e dignifica a paisagem fronte a afrenta e vexame dos autores castelans e da Corte (Góngora, Quevedo, entre outros); o conferencista leio versos de Góngora confrontando os mesmos com os do poeta berciano mostrando como este último ao igual que Rosália utiliza a paisagem para louvar a Galiza em geral e o Berço em particular.
Na leitura dos poemas do autor do Berço: ? O Fiandom?, ? A Romaria?, ?O Entroido?, ?Caça Maior?, Angueira, destacou como o poeta baixa ao profundo do povo, a vez que descreve maravilhosamente os labores da vendima, a sega em Castela, todo mundo que contem a cultura de e baseada na castanha, etc. Na poética do vate de Cacabelos canta os costumes, as festas, os trabalhos... e sempre mantendo um pensamento crítico sobre a realidade que observa, a vez tem um tom retranqueiro com a doutrina e as cousas da Monarquia Sacerdotal com que a Eireja Católica sustenta o seu discurso ideológico para sujeitar ao seu critério às classes populares.
A obra de Fernández Morales é irónica, satírica, humana, próxima, tensa, desenfada, ágil no dialogo. Aportando sempre umha grande riqueza tanto léxica como etnográfica. É umha mostra da cultura galega mais lá dos lindes marcados pola a Vila e Corte; exibe como o Berço tira pola sua reintegraçom a Galiza mas Castela nom solta.

Ao findar a conferencia houvo um interessante debate entre os presentes.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Manuel Lourenzo, conversou sobre: O teatro galego hoje, perspectivas BASENAME: manuel_lourenzo_conversou_sobre_o_teatro DATE: Tue, 15 Apr 2008 20:26:34 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Federico Tapia 12-1º
15005 A Corunha

J. Alberte Corral Iglesias


Dentro do ciclo de conferências organizado polo Facho intitulado ?Língua e Naçom?, o dia 26 de Março 2008, o escritor, actor, e dramaturgo, Manuel Lourenzo, conversou sobre: O teatro galego hoje, perspectivas.
O conferenciante encetou a sua palestra lembrando ter ganhado todos os prémios de teatro d?O Facho, a vez que ilustrou como junto como o seu companheiro de fatigas e angueiras, Pancho Pillado. Dos seus começos na andaina polo mundo do teatro no ano 1965. Do seu desconhecimento da existência de um teatro em galego e galego anterior a eles, tal era o silêncio de chumbo na que mergulhara o franquismo à cultura galega. No ano 1965, com o grupo de teatro O Facho encena a obra ?O cabalo do cabaleiro? de Carlos Múñiz na sociedade A Gaiteira d?A Corunha, ao findar a representaçom Leandro Carré Alvarellos acercou-se a eles e na conversa dos parabéns dá-lhes a conhecer o teatro que existira antes da longa noite de pedra franquista. ?Entom ouvirmos por vez primeira do movimento teatral da Escola da Corunha, das Irmandades da Fala, de como as mesmas propunham o teatro para espelho da sociedade e da fala?. Entom soubermos das obras de Cabanillas, Vilar Ponte, em outros muitos, da montagem de ?A man da santinha? no Teatro Lino d?A Corunha, de como nesta cidade a intensa actividade do movimento cultural fai agromar o primeiro teatro galego. O grupo teatral O Facho começa a ler traduçons e obras de Beiras, de X. Torres, etc.., assim como represetaçons, ?Orestes? de Arcádio Casanova, ? O senhor Bom homem e os incêndarios, de Max Frisch, ?As moscas? de Sartre, ainda que esta nom publicamente representada por proibiçom expressa do Governo. Nesta jeira estivérom implicados pessoas como actores, tradutores, directores, hoje longamente reconhecidas, Joam Maria Castro, Francisco Pillado Mayor, Manuel Lourenzo, Henrique Harguidey, etc.. A língua foi determinante no ressurgimento do teatro na Galiza, a sua utilizaçom é presente e consciente é o seu fundamento, o seu piar, é umha linguagem de volta e volta, obra e público.
Seguindo a sua exposiçom, o conferencista contrapôs aqueles inícios onde todo era umha luita pola dignidade de Nós, como povo e cultura, contra actual mentira dos médios mostrando uns retalhos da actual cultura subvencionada, onde em estúdios de dublagem de fitas para a televisom, nom é desacostumado atopar directores que exigem, me habláis en gallego de Valladolid
Os anos sessenta, som os anos da convulsom e da revoluçom no teatro galego e no espanhol, nascem os Grupos Teatrais de Teatro Independente, eram itinerantes, escapavam depois de findar a representaçom e o seu colóquio; daquelas sempre este último ia com e exibiçom das obras. Os Goliardos de Madrid, Les joglars de Catalunya, etc.. Este teatro chegou acabar com o teatro comercial da época.
Do Facho, Manuel Lourenzo passa a criar sobre o ano 1967 o Teatro-Circo no Sociedade Recreativa de Artesans d?A Corunha. Nessa época surgem novos também novos grupos de teatro independente galego: Entroido com García Bolaño, Troula, Artello. Mostras de teatro em Rivadavia, na Corunha.
A finais da década dos setenta, (1978), aparece a profissionalizaçom dos Grupos Teatrais. Hoje também é tempos de mudança, os câmbios familiares, dos jeitos de viver, a precarizaçom permanente, e também o andaço no que vivem desde séculos os galegos, a emigraçom para poder subsistir nom é alheia ao mundo do teatro. A barbárie neo-con também assolaga ao teatro galego hoje, o poderes públicos dam-lhe ao teatro um tratamento mercantil e nom cultural como um dos piares necessários para construçom de umha cultura e de um País.
Ao findar a sua palestra o conferencista manteve um interessante colóquio com a gente assistente a mesma.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O neoliberalismo, inferno de Dante BASENAME: o_neoliberalismo_inferno_de_dante_1 DATE: Thu, 03 Apr 2008 12:12:41 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Por José Alberte Corral Iglesias

No passado dia 5 de Março, o catedrático de Economia Aplicada da U.S.C., Xavier Vence Deza, interveu dentro do Ciclo, Economia e Historia da Galiza, organizado pola Agrupaçom Cultural O Facho. Compartilhou com os assistentes umha didáctica e amena exposiçom das suas reflexões sobre o fracasso do neoliberalismo, em particular no nosso País, Galiza.
No começo da sua exposiçom sublinhou como o termo neoliberalismo está desenhado para trabucar ideias; ao tentar identificar com a palavra ?liberalismo? de funda raizame progressista com a barbárie e despotismo do Grande Capital, negador este último de toda liberdade real. A deconstruçom deste discurso mostrara-nos abertamente que entre os seus piares se acham o de empobrecer ao conjunto dos trabalhadores, o saqueio dos bens sociais comuns em beneficio das oligarquias, entre muitos outros.
O neoliberalismo é um projecto planetário que a travesso de a mudança sistémica invólucra a totalidade económica e social do planeta. Caracteriza-se por um feixe de políticas que se poderia definir como ?Círculos de Dante?. Um primeiro circulo que contem em si as macro decisons de política económica que atinge ao conjunto dos Estados, criando um modelo de articulaçom do sistema mundial e das relaçons entre os países:
a) Globalizaçom informacional, b) Mercado global, c) Liberalizaçom comercial d) Liberalizaçom de serviços, e) Liberalizaçom financeira f) Imperialismo g) Ataques as identidades colectivas h) Negaçom da soberania.
No desenvolvimento deste círculo, o professor Vence mostrou como esta nova versom de capitalismo globalizado leva em si um neo-conservadurismo lindando com o fascismo que de novo nos conduz a situaçons do século XIX, ao rachar com todas as conquistas laborais conqueridas trás longas e dolorosas luitas obreiras. Só é preciso lembrar a situaçom mundial, com o abandono de toda legalidade internacional por parte da grande potência militar do planeta apoiada a sua vez com as grandes mentiras de constante difusom polos grandes ?mass media? em perfeita simbioses com as decisons políticas tomadas polas grandes oligarquias mundiais. Com umha grande precisom perfilou como a consolidaçom deste quase fascismo planetário está acompanhado com decisons dentro dos Estados satélites com políticas sistematizadas de ataque e desmantelamento do sector público, saqueando na pratica as rendas nom monetárias que eram percebidas polas classes populares.
Estas políticas domestico-estatais constituem o segundo grande Círculo infernal de Dante que se caracteriza pola intensidade e rapidez da interconexom a nível planetário fam que cada impulso do projecto neoliberal, cada confrotaçom, adquiram umha dimensom directamente global:
a) Contraposiçom do mercado económico com a sociedade, b) Regularizaçom, c) Privatizaçons, d) Ataques aos bens públicos, e) Reduçom, quando nom, a liquidaçom do Estado de bem-estar, f) Imperialismo do capital no eido económico, g) Democracia limitada ou sociedades eleitorais-referendais.
Só é preciso reflexionar sobre a inexistência da estabilidade laboral dentro do Estado Espanhol, estando os trabalhadores sujeitos à arbitrariedade dos patronos para ter ou nom ter rendas monetárias que lhes permitam viver. Com vem reparar como esta precariedade no emprego está junguida ao incremento da mortalidade laboral, de como a jornada laboral ampliou-se ao incrementar as horas extras que na sua maioria nom som retribuídas e aumentam a fadiga psíquica e física dos operários. Desde outra perspectiva podemos observar como nestes últimos trinta anos, graças as políticas favorecedoras da especulaçom urbanística constituírom-se as mais grandes fortunas do Estado, destruindo paisagens únicos e desaparecendo chao público; todo esto numha perfeita simbioses política-negocios. Esta é a outra cara do espelho da frase do ex-ministro Solchaga, que Espanha era o lugar na Europa onde se fazer rico em menos tempo.
Já findado a sua palestra, o doutor Vence Deza, perfilou o terceiro Círculo infernal de Dante; de como o mesmo nasce da vocaçom do neoliberalismo de artelhar todos os territórios, ainda que a sua concreçom nom seja uniforme e homogénea senom polo contrario se tenha que se adaptar às condiçons concretas de cada Estado. Poderíamos caracterizar este círculo como a urdime Neo-Con necessária para levar a cabo este modelo de sociedade precisa da construçom do universo ideológico que justifique a sua razom de ser diante mesmo dos sofredores da actual barbárie capitalista. Alguns dos elementos desta rede ideológica som:
a) Fundamentalismo, b) Irracionalismo, c) Militarismo, d) Imperialismo territorial, e) Autoritarismo, f) Mentira sistematizada, g) Controlo dos ?mass media?
No nosso caso concreto, na Galiza, estas políticas reflectem-se tanto nas taxas de paro como de ocupaçom; alcançando esta última o nível mais baixo da história no ano 1997, o 39,2%, em pleno esplendor ?fraghiano? o que é mostra do magro da nossa estrutura económica, o que nos obriga a pensar moi seriamente no enorme estrago de recursos humanos, nos problemas de exclusom social que estám implícitos, e na dificuldade que isto supom para se converter a Galiza num país competitivo. Galiza, graças as políticas neoliberais está em quebra, perde de continuo povoaçom activa, emprego; é dizer é um País em desfeita. No último quarto de século perdêrom-se 250.000 empregos, um 20% dos existentes, mentres que no resto do Estado se criarom 2 milhons de empregos netos. Cabe maior inépcia!.
O período ?Fragha?, dezasseis anos no governo da Comunidade, é a etapa mais negativa para o emprego em todo o século XX , agás a Guerra Civil. A economia galega praticamente nom cresceu e só nessa quinzena destruírom-se mais de 160.000 postos de trabalho, mentres que no resto do Estado houvo um incremento constante dos mesmos nesse ciclo. A desgraça da emigraçom constante e continuada nom é um castigo dos deuses senom consequência das decisons políticas tomadas, tanto polo Governo Central como polo Autonômico, construindo um País desestruturado, com autênticas subclasses que se reproduzem dentro da marginaçom, a vez que pom em perigo a maioria das conquistas sociais e mesmo as conquistas da civilizaçom.
Esta realidade mostra a incapacidade das classes dominantes galegas para dirigir a nossa sociedade.

O tempo fizo-se cativo para tam interessante exposiçom assim como para o posterior debate.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O neoliberalismo, inferno de Dante BASENAME: o_neoliberalismo_inferno_de_dante DATE: Sun, 30 Mar 2008 18:01:45 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Por José Alberte Corral Iglesias

No passado dia 5 de Março, o catedrático de Economia Aplicada da U.S.C., Xavier Vence Deza, interveu dentro do Ciclo, Economia e Historia da Galiza, organizado pola Agrupaçom Cultural O Facho. Compartilhou com os assistentes umha didáctica e amena exposiçom das suas reflexões sobre o fracasso do neoliberalismo, em particular no nosso País, Galiza.
No começo da sua exposiçom sublinhou como o termo neoliberalismo está desenhado para trabucar ideias; ao tentar identificar com a palavra ?liberalismo? de funda raizame progressista com a barbárie e despotismo do Grande Capital, negador este último de toda liberdade real. A deconstruçom deste discurso mostrara-nos abertamente que entre os seus piares se acham o de empobrecer ao conjunto dos trabalhadores, o saqueio dos bens sociais comuns em beneficio das oligarquias, entre muitos outros.
O neoliberalismo é um projecto planetário que a travesso de a mudança sistémica invólucra a totalidade económica e social do planeta. Caracteriza-se por um feixe de políticas que se poderia definir como ?Círculos de Dante?. Um primeiro circulo que contem em si as macro decisons de política económica que atinge ao conjunto dos Estados, criando um modelo de articulaçom do sistema mundial e das relaçons entre os países:
a) Globalizaçom informacional, b) Mercado global, c) Liberalizaçom comercial d) Liberalizaçom de serviços, e) Liberalizaçom financeira f) Imperialismo g) Ataques as identidades colectivas h) Negaçom da soberania.
No desenvolvimento deste círculo, o professor Vence mostrou como esta nova versom de capitalismo globalizado leva em si um neo-conservadurismo lindando com o fascismo que de novo nos conduz a situaçons do século XIX, ao rachar com todas as conquistas laborais conqueridas trás longas e dolorosas luitas obreiras. Só é preciso lembrar a situaçom mundial, com o abandono de toda legalidade internacional por parte da grande potência militar do planeta apoiada a sua vez com as grandes mentiras de constante difusom polos grandes ?mass media? em perfeita simbioses com as decisons políticas tomadas polas grandes oligarquias mundiais. Com umha grande precisom perfilou como a consolidaçom deste quase fascismo planetário está acompanhado com decisons dentro dos Estados satélites com políticas sistematizadas de ataque e desmantelamento do sector público, saqueando na pratica as rendas nom monetárias que eram percebidas polas classes populares.
Estas políticas domestico-estatais constituem o segundo grande Círculo infernal de Dante que se caracteriza pola intensidade e rapidez da interconexom a nível planetário fam que cada impulso do projecto neoliberal, cada confrotaçom, adquiram umha dimensom directamente global:
a) Contraposiçom do mercado económico com a sociedade, b) Regularizaçom, c) Privatizaçons, d) Ataques aos bens públicos, e) Reduçom, quando nom, a liquidaçom do Estado de bem-estar, f) Imperialismo do capital no eido económico, g) Democracia limitada ou sociedades eleitorais-referendais.
Só é preciso reflexionar sobre a inexistência da estabilidade laboral dentro do Estado Espanhol, estando os trabalhadores sujeitos à arbitrariedade dos patronos para ter ou nom ter rendas monetárias que lhes permitam viver. Com vem reparar como esta precariedade no emprego está junguida ao incremento da mortalidade laboral, de como a jornada laboral ampliou-se ao incrementar as horas extras que na sua maioria nom som retribuídas e aumentam a fadiga psíquica e física dos operários. Desde outra perspectiva podemos observar como nestes últimos trinta anos, graças as políticas favorecedoras da especulaçom urbanística constituírom-se as mais grandes fortunas do Estado, destruindo paisagens únicos e desaparecendo chao público; todo esto numha perfeita simbioses política-negocios. Esta é a outra cara do espelho da frase do ex-ministro Solchaga, que Espanha era o lugar na Europa onde se fazer rico em menos tempo.
Já findado a sua palestra, o doutor Vence Deza, perfilou o terceiro Círculo infernal de Dante; de como o mesmo nasce da vocaçom do neoliberalismo de artelhar todos os territórios, ainda que a sua concreçom nom seja uniforme e homogénea senom polo contrario se tenha que se adaptar às condiçons concretas de cada Estado. Poderíamos caracterizar este círculo como a urdime Neo-Con necessária para levar a cabo este modelo de sociedade precisa da construçom do universo ideológico que justifique a sua razom de ser diante mesmo dos sofredores da actual barbárie capitalista. Alguns dos elementos desta rede ideológica som:
a) Fundamentalismo, b) Irracionalismo, c) Militarismo, d) Imperialismo territorial, e) Autoritarismo, f) Mentira sistematizada, g) Controlo dos ?mass media?
No nosso caso concreto, na Galiza, estas políticas reflectem-se tanto nas taxas de paro como de ocupaçom; alcançando esta última o nível mais baixo da história no ano 1997, o 39,2%, em pleno esplendor ?fraghiano? o que é mostra do magro da nossa estrutura económica, o que nos obriga a pensar moi seriamente no enorme estrago de recursos humanos, nos problemas de exclusom social que estám implícitos, e na dificuldade que isto supom para se converter a Galiza num país competitivo. Galiza, graças as políticas neoliberais está em quebra, perde de continuo povoaçom activa, emprego; é dizer é um País em desfeita. No último quarto de século perdêrom-se 250.000 empregos, um 20% dos existentes, mentres que no resto do Estado se criarom 2 milhons de empregos netos. Cabe maior inépcia!.
O período ?Fragha?, dezasseis anos no governo da Comunidade, é a etapa mais negativa para o emprego em todo o século XX , agás a Guerra Civil. A economia galega praticamente nom cresceu e só nessa quinzena destruírom-se mais de 160.000 postos de trabalho, mentres que no resto do Estado houvo um incremento constante dos mesmos nesse ciclo. A desgraça da emigraçom constante e continuada nom é um castigo dos deuses senom consequência das decisons políticas tomadas, tanto polo Governo Central como polo Autonômico, construindo um País desestruturado, com autênticas subclasses que se reproduzem dentro da marginaçom, a vez que pom em perigo a maioria das conquistas sociais e mesmo as conquistas da civilizaçom.
Esta realidade mostra a incapacidade das classes dominantes galegas para dirigir a nossa sociedade.

O tempo fizo-se cativo para tam interessante exposiçom assim como para o posterior debate.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O neoliberalismo ou O inferno de Dante BASENAME: o_neoliberalismo_ou_o_inferno_de_dante_1 DATE: Fri, 28 Mar 2008 15:28:01 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Por José Alberte Corral Iglesias

No passado dia 5 de Março, o catedrático de Economia Aplicada da U.S.C., Xavier Vence Deza, interveu dentro do Ciclo, Economia e Historia da Galiza, organizado pola Agrupaçom Cultural O Facho. Compartilhou com os assistentes umha didáctica e amena exposiçom das suas reflexões sobre o fracasso do neoliberalismo, em particular no nosso País, Galiza.
No começo da sua exposiçom sublinhou como o termo neoliberalismo está desenhado para trabucar ideias; ao tentar identificar com a palavra ?liberalismo? de funda raizame progressista com a barbárie e despotismo do Grande Capital, negador este último de toda liberdade real. A deconstruçom deste discurso mostrara-nos abertamente que entre os seus piares se acham o de empobrecer ao conjunto dos trabalhadores, o saqueio dos bens sociais comuns em beneficio das oligarquias, entre muitos outros.
O neoliberalismo é um projecto planetário que a travesso de a mudança sistémica invólucra a totalidade económica e social do planeta. Caracteriza-se por um feixe de políticas que se poderia definir como ?Círculos de Dante?. Um primeiro circulo que contem em si as macro decisons de política económica que atinge ao conjunto dos Estados, criando um modelo de articulaçom do sistema mundial e das relaçons entre os países:
a) Globalizaçom informacional, b) Mercado global, c) Liberalizaçom comercial d) Liberalizaçom de serviços, e) Liberalizaçom financeira f) Imperialismo g) Ataques as identidades colectivas h) Negaçom da soberania.
No desenvolvimento deste círculo, o professor Vence mostrou como esta nova versom de capitalismo globalizado leva em si um neo-conservadurismo lindando com o fascismo que de novo nos conduz a situaçons do século XIX, ao rachar com todas as conquistas laborais conqueridas trás longas e dolorosas luitas obreiras. Só é preciso lembrar a situaçom mundial, com o abandono de toda legalidade internacional por parte da grande potência militar do planeta apoiada a sua vez com as grandes mentiras de constante difusom polos grandes ?mass media? em perfeita simbioses com as decisons políticas tomadas polas grandes oligarquias mundiais. Com umha grande precisom perfilou como a consolidaçom deste quase fascismo planetário está acompanhado com decisons dentro dos Estados satélites com políticas sistematizadas de ataque e desmantelamento do sector público, saqueando na pratica as rendas nom monetárias que eram percebidas polas classes populares.
Estas políticas domestico-estatais constituem o segundo grande Círculo infernal de Dante que se caracteriza pola intensidade e rapidez da interconexom a nível planetário fam que cada impulso do projecto neoliberal, cada confrotaçom, adquiram umha dimensom directamente global:
a) Contraposiçom do mercado económico com a sociedade, b) Regularizaçom, c) Privatizaçons, d) Ataques aos bens públicos, e) Reduçom, quando nom, a liquidaçom do Estado de bem-estar, f) Imperialismo do capital no eido económico, g) Democracia limitada ou sociedades eleitorais-referendais.
Só é preciso reflexionar sobre a inexistência da estabilidade laboral dentro do Estado Espanhol, estando os trabalhadores sujeitos à arbitrariedade dos patronos para ter ou nom ter rendas monetárias que lhes permitam viver. Com vem reparar como esta precariedade no emprego está junguida ao incremento da mortalidade laboral, de como a jornada laboral ampliou-se ao incrementar as horas extras que na sua maioria nom som retribuídas e aumentam a fadiga psíquica e física dos operários. Desde outra perspectiva podemos observar como nestes últimos trinta anos, graças as políticas favorecedoras da especulaçom urbanística constituírom-se as mais grandes fortunas do Estado, destruindo paisagens únicos e desaparecendo chao público; todo esto numha perfeita simbioses política-negocios. Esta é a outra cara do espelho da frase do ex-ministro Solchaga, que Espanha era o lugar na Europa onde se fazer rico em menos tempo.
Já findado a sua palestra, o doutor Vence Deza, perfilou o terceiro Círculo infernal de Dante; de como o mesmo nasce da vocaçom do neoliberalismo de artelhar todos os territórios, ainda que a sua concreçom nom seja uniforme e homogénea senom polo contrario se tenha que se adaptar às condiçons concretas de cada Estado. Poderíamos caracterizar este círculo como a urdime Neo-Con necessária para levar a cabo este modelo de sociedade precisa da construçom do universo ideológico que justifique a sua razom de ser diante mesmo dos sofredores da actual barbárie capitalista. Alguns dos elementos desta rede ideológica som:
a) Fundamentalismo, b) Irracionalismo, c) Militarismo, d) Imperialismo territorial, e) Autoritarismo, f) Mentira sistematizada, g) Controlo dos ?mass media?
No nosso caso concreto, na Galiza, estas políticas reflectem-se tanto nas taxas de paro como de ocupaçom; alcançando esta última o nível mais baixo da história no ano 1997, o 39,2%, em pleno esplendor ?fraghiano? o que é mostra do magro da nossa estrutura económica, o que nos obriga a pensar moi seriamente no enorme estrago de recursos humanos, nos problemas de exclusom social que estám implícitos, e na dificuldade que isto supom para se converter a Galiza num país competitivo. Galiza, graças as políticas neoliberais está em quebra, perde de continuo povoaçom activa, emprego; é dizer é um País em desfeita. No último quarto de século perdêrom-se 250.000 empregos, um 20% dos existentes, mentres que no resto do Estado se criarom 2 milhons de empregos netos. Cabe maior inépcia!.
O período ?Fragha?, dezasseis anos no governo da Comunidade, é a etapa mais negativa para o emprego em todo o século XX , agás a Guerra Civil. A economia galega praticamente nom cresceu e só nessa quinzena destruírom-se mais de 160.000 postos de trabalho, mentres que no resto do Estado houvo um incremento constante dos mesmos nesse ciclo. A desgraça da emigraçom constante e continuada nom é um castigo dos deuses senom consequência das decisons políticas tomadas, tanto polo Governo Central como polo Autonômico, construindo um País desestruturado, com autênticas subclasses que se reproduzem dentro da marginaçom, a vez que pom em perigo a maioria das conquistas sociais e mesmo as conquistas da civilizaçom.
Esta realidade mostra a incapacidade das classes dominantes galegas para dirigir a nossa sociedade.

O tempo fizo-se cativo para tam interessante exposiçom assim como para o posterior debate.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O neoliberalismo ou O inferno de Dante BASENAME: o_neoliberalismo_ou_o_inferno_de_dante DATE: Fri, 28 Mar 2008 14:57:56 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Por José Alberte Corral Iglesias

No passado dia 5 de Março, o catedrático de Economia Aplicada da U.S.C., Xavier Vence Deza, interveu dentro do Ciclo, Economia e Historia da Galiza, organizado pola Agrupaçom Cultural O Facho. Compartilhou com os presentes umha didáctica e amena exposiçom os assistentes as suas reflexões sobre o fracasso do neo-liberalismo, em particular no nosso País, Galiza.
No começo da sua exposiçom sublinhou como o termo neoliberalismo está desenhado para trabucar ideias; ao tentar identificar com a palavra ?liberalismo? de funda raizame progressista com a barbárie e despotismo do Grande Capital, negador este último de toda liberdade real. A deconstruçom deste discurso mostrara-nos abertamente que entre os seus piares acham-se a de empobrecer ao conjunto dos trabalhadores, o saqueio dos bens sociais comuns em beneficio das oligarquias, entre muitos outros.
O neoliberalismo é um projecto planetário que a travesso de a mudança sistémica invólucra a totalidade económica e social do planeta. Caracteriza-se por um feixe de políticas que se poderia definir como ?Círculos de Dante?. Um primeiro circulo que contem em si as macro decisons de política económica que atinge ao conjunto dos Estados, criando um modelo de articulaçom do sistema mundial e das relaçons entre os países:
a) Globalizaçom informacional, b) Mercado global, c) Liberalizaçom comercial d) Liberalizaçom de serviços, e) Liberalizaçom financeira f) Imperialismo g) Ataques as identidades colectivas h) Negaçom da soberania.
No desenvolvimento deste círculo, o professor Vence mostrou como esta nova versom de capitalismo globalizado leva em si um neo-conservadurismo lindando com o fascismo que de novo nos conduz a situaçons do século XIX, ao rachar com todas as conquistas laborais conqueridas trás longas e dolorosas luitas obreiras. Só é preciso lembrar a situaçom mundial, com o abandono de toda legalidade internacional por parte da grande potência militar do planeta apoiada a sua vez com as grandes mentiras de constante difusom polos grandes ?mass media? em perfeita simbioses com as decisons políticas tomadas polas grandes oligarquias mundiais. Com umha grande precisom perfilou como a consolidaçom deste quase fascismo planetário está acompanhado com decisons dentro dos Estados satélites com políticas sistematizadas de ataque e desmantelamento do sector público, saqueando na pratica as rendas nom monetárias que eram percebidas polas classes populares.
Estas políticas domestico-estatais constituem o segundo grande Círculo infernal de Dante que se caracteriza pola intensidade e rapidez da interconexom a nível planetário fam que cada impulso do projecto neoliberal, cada confrotaçom, adquiram umha dimensom directamente global:
a) Contraposiçom do mercado económico com a sociedade, b) Regularizaçom, c) Privatizaçons, d) Ataques aos bens públicos, e) Reduçom, quando nom, a liquidaçom do Estado de bem-estar, f) Imperialismo do capital no eido económico, g) Democracia limitada ou sociedades eleitorais-referendais.
Só é preciso reflexionar sobre a inexistência da estabilidade laboral dentro do Estado Espanhol, estando os trabalhadores sujeitos à arbitrariedade dos patronos para ter ou nom ter rendas monetárias que lhes permitam viver. Com vem reparar como esta precariedade no emprego está junguida ao incremento da mortalidade laboral, de como a jornada laboral ampliou-se ao incrementar as horas extras que na sua maioria nom som retribuídas e aumentam a fadiga psíquica e física dos operários. Desde outra perspectiva podemos observar como nestes últimos trinta anos, graças as políticas favorecedoras da especulaçom urbanística constituírom-se as mais grandes fortunas do Estado, destruindo paisagens únicos e desaparecendo chao público; todo esto numha perfeita simbioses política-negocios. Esta é a outra cara do espelho da frase do ex-ministro Solchaga, que Espanha era o lugar na Europa onde se fazer rico em menos tempo.
Já findado a sua palestra, o doutor Vence Deza, perfilou o terceiro Círculo infernal de Dante; de como o mesmo nasce da vocaçom do neoliberalismo de artelhar todos os territórios, ainda que a sua concreçom nom seja uniforme e homogénea senom polo contrario se tenha que se adaptar às condiçons concretas de cada Estado. Poderíamos caracterizar este círculo como a urdime Neo-Con necessária para levar a cabo este modelo de sociedade precisa da construçom do universo ideológico que justifique a sua razom de ser diante mesmo dos sofredores da actual barbárie capitalista. Alguns dos elementos desta rede ideológica som:
a) Fundamentalismo, b) Irracionalismo, c) Militarismo, d) Imperialismo territorial, e) Autoritarismo, f) Mentira sistematizada, g) Controlo dos ?mass media?
No nosso caso concreto, na Galiza, estas políticas reflectem-se tanto nas taxas de paro como de ocupaçom; alcançando esta última o nível mais baixo da história no ano 1997, o 39,2%, em pleno esplendor ?fraghiano? o que é mostra do magro da nossa estrutura económica, o que nos obriga a pensar moi seriamente no enorme estrago de recursos humanos, nos problemas de exclusom social que estám implícitos, e na dificuldade que isto supom para se converter a Galiza num país competitivo. Galiza, graças as políticas neoliberais está em quebra, perde de continuo povoaçom activa, emprego; é dizer é um País em desfeita. No último quarto de século perdêrom-se 250.000 empregos, um 20% dos existentes, mentres que no resto do Estado se criarom 2 milhons de empregos netos. Cabe maior inépcia!.
O período ?Fragha?, dezasseis anos no governo da Comunidade, é a etapa mais negativa para o emprego em todo o século XX , agás a Guerra Civil. A economia galega praticamente nom cresceu e só nessa quinzena destruírom-se mais de 160.000 postos de trabalho, mentres que no resto do Estado houvo um incremento constante dos mesmos nesse ciclo. A desgraça da emigraçom constante e continuada nom é um castigo dos deuses senom consequência das decisons políticas tomadas, tanto polo Governo Central como polo Autonômico, construindo um País desestruturado, com autênticas subclasses que se reproduzem dentro da marginaçom, a vez que pom em perigo a maioria das conquistas sociais e mesmo as conquistas da civilizaçom.
Esta realidade mostra a incapacidade das classes dominantes galegas para dirigir a nossa sociedade.

O tempo fizo-se cativo para tam interessante exposiçom assim como para o posterior debate.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: BASENAME: title_350 DATE: Fri, 28 Mar 2008 14:55:09 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Por José Alberte Corral Iglesias

No passado dia 5 de Março, o catedrático de Economia Aplicada da U.S.C., Xavier Vence Deza, interveu dentro do Ciclo, Economia e Historia da Galiza, organizado pola Agrupaçom Cultural O Facho. Compartilhou com os presentes umha didáctica e amena exposiçom os assistentes as suas reflexões sobre o fracasso do neo-liberalismo, em particular no nosso País, Galiza.
No começo da sua exposiçom sublinhou como o termo neoliberalismo está desenhado para trabucar ideias; ao tentar identificar com a palavra ?liberalismo? de funda raizame progressista com a barbárie e despotismo do Grande Capital, negador este último de toda liberdade real. A deconstruçom deste discurso mostrara-nos abertamente que entre os seus piares acham-se a de empobrecer ao conjunto dos trabalhadores, o saqueio dos bens sociais comuns em beneficio das oligarquias, entre muitos outros.
O neoliberalismo é um projecto planetário que a travesso de a mudança sistémica invólucra a totalidade económica e social do planeta. Caracteriza-se por um feixe de políticas que se poderia definir como ?Círculos de Dante?. Um primeiro circulo que contem em si as macro decisons de política económica que atinge ao conjunto dos Estados, criando um modelo de articulaçom do sistema mundial e das relaçons entre os países:
a) Globalizaçom informacional, b) Mercado global, c) Liberalizaçom comercial d) Liberalizaçom de serviços, e) Liberalizaçom financeira f) Imperialismo g) Ataques as identidades colectivas h) Negaçom da soberania.
No desenvolvimento deste círculo, o professor Vence mostrou como esta nova versom de capitalismo globalizado leva em si um neo-conservadurismo lindando com o fascismo que de novo nos conduz a situaçons do século XIX, ao rachar com todas as conquistas laborais conqueridas trás longas e dolorosas luitas obreiras. Só é preciso lembrar a situaçom mundial, com o abandono de toda legalidade internacional por parte da grande potência militar do planeta apoiada a sua vez com as grandes mentiras de constante difusom polos grandes ?mass media? em perfeita simbioses com as decisons políticas tomadas polas grandes oligarquias mundiais. Com umha grande precisom perfilou como a consolidaçom deste quase fascismo planetário está acompanhado com decisons dentro dos Estados satélites com políticas sistematizadas de ataque e desmantelamento do sector público, saqueando na pratica as rendas nom monetárias que eram percebidas polas classes populares.
Estas políticas domestico-estatais constituem o segundo grande Círculo infernal de Dante que se caracteriza pola intensidade e rapidez da interconexom a nível planetário fam que cada impulso do projecto neoliberal, cada confrotaçom, adquiram umha dimensom directamente global:
a) Contraposiçom do mercado económico com a sociedade, b) Regularizaçom, c) Privatizaçons, d) Ataques aos bens públicos, e) Reduçom, quando nom, a liquidaçom do Estado de bem-estar, f) Imperialismo do capital no eido económico, g) Democracia limitada ou sociedades eleitorais-referendais.
Só é preciso reflexionar sobre a inexistência da estabilidade laboral dentro do Estado Espanhol, estando os trabalhadores sujeitos à arbitrariedade dos patronos para ter ou nom ter rendas monetárias que lhes permitam viver. Com vem reparar como esta precariedade no emprego está junguida ao incremento da mortalidade laboral, de como a jornada laboral ampliou-se ao incrementar as horas extras que na sua maioria nom som retribuídas e aumentam a fadiga psíquica e física dos operários. Desde outra perspectiva podemos observar como nestes últimos trinta anos, graças as políticas favorecedoras da especulaçom urbanística constituírom-se as mais grandes fortunas do Estado, destruindo paisagens únicos e desaparecendo chao público; todo esto numha perfeita simbioses política-negocios. Esta é a outra cara do espelho da frase do ex-ministro Solchaga, que Espanha era o lugar na Europa onde se fazer rico em menos tempo.
Já findado a sua palestra, o doutor Vence Deza, perfilou o terceiro Círculo infernal de Dante; de como o mesmo nasce da vocaçom do neoliberalismo de artelhar todos os territórios, ainda que a sua concreçom nom seja uniforme e homogénea senom polo contrario se tenha que se adaptar às condiçons concretas de cada Estado. Poderíamos caracterizar este círculo como a urdime Neo-Con necessária para levar a cabo este modelo de sociedade precisa da construçom do universo ideológico que justifique a sua razom de ser diante mesmo dos sofredores da actual barbárie capitalista. Alguns dos elementos desta rede ideológica som:
a) Fundamentalismo, b) Irracionalismo, c) Militarismo, d) Imperialismo territorial, e) Autoritarismo, f) Mentira sistematizada, g) Controlo dos ?mass media?
No nosso caso concreto, na Galiza, estas políticas reflectem-se tanto nas taxas de paro como de ocupaçom; alcançando esta última o nível mais baixo da história no ano 1997, o 39,2%, em pleno esplendor ?fraghiano? o que é mostra do magro da nossa estrutura económica, o que nos obriga a pensar moi seriamente no enorme estrago de recursos humanos, nos problemas de exclusom social que estám implícitos, e na dificuldade que isto supom para se converter a Galiza num país competitivo. Galiza, graças as políticas neoliberais está em quebra, perde de continuo povoaçom activa, emprego; é dizer é um País em desfeita. No último quarto de século perdêrom-se 250.000 empregos, um 20% dos existentes, mentres que no resto do Estado se criarom 2 milhons de empregos netos. Cabe maior inépcia!.
O período ?Fragha?, dezasseis anos no governo da Comunidade, é a etapa mais negativa para o emprego em todo o século XX , agás a Guerra Civil. A economia galega praticamente nom cresceu e só nessa quinzena destruírom-se mais de 160.000 postos de trabalho, mentres que no resto do Estado houvo um incremento constante dos mesmos nesse ciclo. A desgraça da emigraçom constante e continuada nom é um castigo dos deuses senom consequência das decisons políticas tomadas, tanto polo Governo Central como polo Autonômico, construindo um País desestruturado, com autênticas subclasses que se reproduzem dentro da marginaçom, a vez que pom em perigo a maioria das conquistas sociais e mesmo as conquistas da civilizaçom.
Esta realidade mostra a incapacidade das classes dominantes galegas para dirigir a nossa sociedade.

O tempo fizo-se cativo para tam interessante exposiçom assim como para o posterior debate.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: CONCURSO LITERARIO ?CARLOS CASARES? - O FACHO BASENAME: concurso_literario_carlos_casares_o_fach_2 DATE: Wed, 23 Jan 2008 14:38:02 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Federico Tapia 12-1º
15005 A Corunha

CONCURSO LITERARIO ?CARLOS CASARES? CONVOCADO POLA ASOCIAÇOM CULTURAL O FACHO

Com o objectivo de recuperar os prémios literários que desde os anos sessenta convocou O FACHO e nos que participarom ou ganharom muitos dos escritores e escritoras que hoje fam possível com a sua obra umha literatura galega de qualidade e de grande importância nas letras universais, convoca-se este Concurso Literário sob o nome de Carlos Casares e em afectuosa homenagem ao primeiro ganhador do Certame de Literatura Infantil no ano 1968 com a sua formosa obra ?A galinha azul? que acadaria a honra de ter sido o fito fundacional da bem viçosa Literatura Infantil e Juvenil Galega contemporánea.

BASES DO CONCURSO:

1.- Poderám participar todos os rapaces e raparigas em idade de escolaridade obrigatória que apresentem as suas obras em língua galega. Os trabalhos apresentados deveram serem originais e inéditos em toda a sua extensom.
2.- O prazo de admissom de originais finaliza ou dia 31 de março de 2008 ás doze dá noite.
3- .A apresentaçom de originais para ou Concurso fará-se por correio postal dirigido a sé da Associaçom Cultural O FACHO, R/ Federico Tapia,12-1º, 15005 A Corunha. Podendo fazer-se individualmente ou por médio do centro onde curse os seus estudos.
4.- No caso em que sejam nos centros escolares os que apresentem os originais ao Concurso, deverám fazer umha pre-seleçom de um máximo de dous trabalhos por categoria, qualquer outro terá que ser apresentado individualmente.
5.- As obras haverám de serem relatos originais e nom estarem editados por nenhum procedimento impresso ou electrónico nem terem sido premiados em qualquer outro concurso ou certame literário e em condiçoes para que os seus dereitos de publicaçom podam serem cedidos a Associaçom Cultural O FACHO por um período de três anos contados a partir do dia do falho do júri.
6.- Estabelecem-se três categorias:
Categoria A: Nenos e nenas de 6 a 8 anos.
Categoria B: Nenos e nenas de 9 a 12 anos.
Categoria C: Rapaces e raparigas de 13 a 16 anos.
7.- As quantias dous prémios serám as que seguem:
Categoria A: 1º- Um lote de livros por valor de 150?
2º- Um lote de livros por valor de 150?
Categoria B: 1º- 200? em efectivo
2º - 200? em efectivo
Categoria C: 1º - 300? em efectivo
2º - 200? em efectivo.
8.- A cada autor só poderá apresentar umha obra atendo-se aos seguintes limites de extensão:
Categoria A Um máximo de três fólios
Categoria B Um máximo de cinco fólios
Categoria C Um máximo de dez fólios
9.- As obras terám-se que apresentar manuscritas ou mecanografadas, encadernadas ou grampeadas e levarám por detrás do último folio os seguintes dados: Nome e apelidos do autor/a. Endereço e telefone. Correio electrónico (se o tem). Centro onde cursa os seus estudos. Categoria na que participa.
10.- Os prémios serám elegido por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO em falho que se fará público no mês de maio.
11.- O júri poderá declarar deserto um ou vários dous prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situações que se apresentem e que nom estejam contempladas nestas bases, bem como as dúvidas na sua interpretaçom.
12.- A participaçom neste Concurso implica aceitaçom das presentes bases.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: SALVEMOS O TERRITÓRIO BASENAME: salvemos_o_territorio DATE: Wed, 23 Jan 2008 14:36:40 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Pasquim CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Domingo 17 fevereiro 2008

Manifestaçom contra a Destruiçom do País
Compostela ? Alameda às 12h

Salvemos o território e contra:

A marbelhizaçom do litoral
Recheios e contaminaçom das rias
Degradaçom dos rios.
Plano aqüícola devastador
Plano de portos esportivos.
Plano eólico brutal e desmesurado.
Plano da minaria. Destruiçom do Courel.
Urbanismo especulativo e bárbaro.
Industrias perigosas (Reganosa, Ence, Parque de Resíduos no Ribeiro e tantas outras)
Modelo de transporte e mobilidade insustentável
Especulaçom. Destruiçom do médio rural.
Destruiçom dos espaços protegidos.
Destruiçom do Património Cultural.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: CONCURSO LITERARIO ?CARLOS CASARES? - O FACHO BASENAME: concurso_literario_carlos_casares_o_fach_1 DATE: Tue, 22 Jan 2008 20:59:40 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Federico Tapia 12-1º
15005 A Corunha

CONCURSO LITERARIO ?CARLOS CASARES? CONVOCADO POLA ASOCIAÇOM CULTURAL O FACHO

Com o objectivo de recuperar os prémios literários que desde os anos sessenta convocou O FACHO e nos que participarom ou ganharom muitos dos escritores e escritoras que hoje fam possível com a sua obra umha literatura galega de qualidade e de grande importância nas letras universais, convoca-se este Concurso Literário sob o nome de Carlos Casares e em afectuosa homenagem ao primeiro ganhador do Certame de Literatura Infantil no ano 1968 com a sua formosa obra ?A galinha azul? que acadaria a honra de ter sido o fito fundacional da bem viçosa Literatura Infantil e Juvenil Galega contemporánea.

BASES DO CONCURSO:

1.- Poderám participar todos os rapaces e raparigas em idade de escolaridade obrigatória que apresentem as suas obras em língua galega. Os trabalhos apresentados deveram serem originais e inéditos em toda a sua extensom.
2.- O prazo de admissom de originais finaliza ou dia 31 de março de 2008 ás doze dá noite.
3- .A apresentaçom de originais para ou Concurso fará-se por correio postal dirigido a sé da Associaçom Cultural O FACHO, R/ Federico Tapia,12-1º, 15005 A Corunha. Podendo fazer-se individualmente ou por médio do centro onde curse os seus estudos.
4.- No caso em que sejam nos centros escolares os que apresentem os originais ao Concurso, deverám fazer umha pre-seleçom de um máximo de dous trabalhos por categoria, qualquer outro terá que ser apresentado individualmente.
5.- As obras haverám de serem relatos originais e nom estarem editados por nenhum procedimento impresso ou electrónico nem terem sido premiados em qualquer outro concurso ou certame literário e em condiçoes para que os seus dereitos de publicaçom podam serem cedidos a Associaçom Cultural O FACHO por um período de três anos contados a partir do dia do falho do júri.
6.- Estabelecem-se três categorias:
Categoria A: Nenos e nenas de 6 a 8 anos.
Categoria B: Nenos e nenas de 9 a 12 anos.
Categoria C: Rapaces e raparigas de 13 a 16 anos.
7.- As quantias dous prémios serám as que seguem:
Categoria A: 1º- Um lote de livros por valor de 150?
2º- Um lote de livros por valor de 150?
Categoria B: 1º- 200? em efectivo
2º - 200? em efectivo
Categoria C: 1º - 300? em efectivo
2º - 200? em efectivo.
8.- A cada autor só poderá apresentar umha obra atendo-se aos seguintes limites de extensão:
Categoria A Um máximo de três fólios
Categoria B Um máximo de cinco fólios
Categoria C Um máximo de dez fólios
9.- As obras terám-se que apresentar manuscritas ou mecanografadas, encadernadas ou grampeadas e levarám por detrás do último folio os seguintes dados: Nome e apelidos do autor/a. Endereço e telefone. Correio electrónico (se o tem). Centro onde cursa os seus estudos. Categoria na que participa.
10.- Os prémios serám elegido por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO em falho que se fará público no mês de maio.
11.- O júri poderá declarar deserto um ou vários dous prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situações que se apresentem e que nom estejam contempladas nestas bases, bem como as dúvidas na sua interpretaçom.
12.- A participaçom neste Concurso implica aceitaçom das presentes bases.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Curso de Língua - O Facho BASENAME: curso_de_lingua_o_facho DATE: Tue, 22 Jan 2008 20:54:30 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
o_facho_1963@yahoo.com.br
Rua: Federico Tapia 12-1º- C
15005 A Corunha


A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Corunha tem a bem convida-lo ao seu curso de Língua Galega que começara o dia 14 de Fevereiro. O mesmo realizara-se no local social da Associaçom.

O curso terá umha duraçom de 12 semanas, sendo as suas aulas 2 dias por semana de 2 horas de duraçom. Impartiram-se as duas normas dominantes na escrita da nossa Língua.

O custo do mesmo: Sócios: 5 ?, Nom sócios: 30?

Para se inscrever, pode-se fazer no endereço postal da Agrupaçom, arriba sublinhado o no correio electrónico, o_facho_1963@yahoo.com.br . Som precisos os seguintes dados:

Nome e apelidos, a sua pertença ou nom à Agrupaçom, endereço postal, correio electrónico, e telefone.

Saúdinha e canta o melro

José Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Perspectivas da Economia Galega - Xoaquín Fernández Leiceaga BASENAME: perspectivas_da_economia_galega_xoaquin_ DATE: Tue, 22 Jan 2008 14:10:13 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Por Pedro Casteleiro
No passado dia 16 de Janeiro, a Associação Cultural O Facho organizou a palestra que, sob o título de Perspectivas da Economia Galega, realizava o Prof. Xoaquín Fernández Leiceaga, ilustre economista e político galego. O professor, com breve e grata precisão perfilou um balanço dos últimos 35 anos da evolução da nossa economia para, a seguir, expor objectivos e prognósticos para os próximos lustros.
Comentava o Sr. Fdez. Leiceaga que o ponto de partida do nosso país no momento da transição política espanhola se caracteriza comummente como um cenário de atraso económico, com uma estrutura produtiva de base eminentemente agrária. Com a consolidação das novas estruturas políticas e o nosso ingresso na CEE, a Galiza entra num período caracterizado pola recepção de fundos económicos procedentes da solidariedade europeia, nem sempre bem geridos. Outro factor de importância na definição deste período é que se constata a ausência de uma grande cidade, motor de uma eventual dinamização sócio-económica, como lá existe na Catalunha e em outras zonas da península.
A pesar de tudo o balanço reflecte crescimento, mas a nossa situação exige ser consolidada e matizada por meio da colocação dos seguintes objectivos, a cumprir nos próximos 10 anos: a convergência em produtividade com a Espanha e a Europa, e o alcance de uma situação de pleno emprego.
A situação actual caracteriza‐se polo maior peso da construção e outros sectores sobre
o sector primário, antes primordial. Ora é preciso termos em conta que a chegada de fundos europeus desaparecerá no futuro imediato. Mas, todavia, este cessamento quer dizer que, conforme os critérios comunitários, não precisamos já destes fundos para o investimento ?que de facto foram aprovados quando apenas cumpríamos as condições exigidas in extremis.
Assinalava o professor noiês que a capacidade de gerar inovações há de condicionar a nossa competitividade, mas eis que deparamos com um problema sério, porquanto não estamos ainda na óptima disposição para o cumprimento de tal exigência. Aliás, será preciso artelhar a tripla conexão com a Meseta, a Cornija Cantábrica e com Portugal, concretada em AVE com a Meseta, Transcantábrica e assimesmo AVE com Portugal, para além de outras infra-estruturas.
É preciso também reajustar o nosso sistema tributário, com uma orientação social, e avançarmos no âmbito universitário de modo a abrirmos maiores espaços para a inovação. Mas o mais importante, para o palestrante, é dar mais peso ao elemento inovação no terreno empresarial, bem como o preciso fortalecimento da Formação Profissional.
Para finalizar, o Sr. Fdez. Leiceaga sublinhou que o calendário da convergência da Galiza com o resto da Espanha augura‐se menos demorado a raiz da constatação do nosso ritmo de crescimento em produtividade e emprego nos últimos anos.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: CONCURSO LITERARIO ?CARLOS CASARES? - O Facho BASENAME: concurso_literario_carlos_casares_o_fach DATE: Tue, 22 Jan 2008 14:02:02 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Federico Tapia 12-1º
15005 A Corunha

CONCURSO LITERARIO ?CARLOS CASARES? CONVOCADO POLA ASOCIAÇOM CULTURAL O FACHO

Com o objectivo de recuperar os prémios literários que desde os anos sessenta convocou O FACHO e nos que participarom ou ganharom muitos dos escritores e escritoras que hoje fam possível com a sua obra umha literatura galega de qualidade e de grande importância nas letras universais, convoca-se este Concurso Literário sob o nome de Carlos Casares e em afectuosa homenagem ao primeiro ganhador do Certame de Literatura Infantil no ano 1968 com a sua formosa obra ?A galinha azul? que acadaria a honra de ter sido o fito fundacional da bem viçosa Literatura Infantil e Juvenil Galega contemporánea.

BASES DO CONCURSO:

1.- Poderám participar todos os rapaces e raparigas em idade de escolaridade obrigatória que apresentem as suas obras em língua galega. Os trabalhos apresentados deveram serem originais e inéditos em toda a sua extensom.
2.- O prazo de admissom de originais finaliza ou dia 31 de março de 2008 ás doze dá noite.
3- .A apresentaçom de originais para ou Concurso fará-se por correio postal dirigido a sé da Associaçom Cultural O FACHO, R/ Federico Tapia,12-1º, 15005 A Corunha. Podendo fazer-se individualmente ou por médio do centro onde curse os seus estudos.
4.- No caso em que sejam nos centros escolares os que apresentem os originais ao Concurso, deverám fazer umha pre-seleçom de um máximo de dous trabalhos por categoria, qualquer outro terá que ser apresentado individualmente.
5.- As obras haverám de serem relatos originais e nom estarem editados por nenhum procedimento impresso ou electrónico nem terem sido premiados em qualquer outro concurso ou certame literário e em condiçoes para que os seus dereitos de publicaçom podam serem cedidos a Associaçom Cultural O FACHO por um período de três anos contados a partir do dia do falha do júri.
6.- Estabelecem-se três categorias:
Categoria A: Nenos e nenas de 6 a 8 anos.
Categoria B: Nenos e nenas de 9 a 12 anos.
Categoria C: Rapaces e raparigas de 13 a 16 anos.
7.- As quantias dous prémios serám as que seguem:
Categoria A: 1º- Um lote de livros por valor de 150?
2º- Um lote de livros por valor de 150?
Categoria B: 1º- 200? em efectivo
2º - 200? em efectivo
Categoria C: 1º - 300? em efectivo
2º - 200? em efectivo.
8.- A cada autor só poderá apresentar umha obra atendo-se aos seguintes limites de extensão: Categoria A Um máximo de três fólios Categoria B Um máximo de cinco fólios Categoria C Um máximo de dez fólios
9.- As obras terám-se que apresentar manuscritas ou mecanografadas, encadernadas ou grampeadas e levarám por detrás do último folio os seguintes dados: Nome e apelidos do autor/a. Endereço e telefone. Correio electrónico (se ou tem). Centro onde cursa os seus estudos. Categoria na que participa. 10.- Os prémios serám elegido por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO em falha que se fará público no mês de maio.
11.- O júri poderá declarar deserto um ou vários dois prémios do concurso e será ou que deverá resolver aquelas situações que se apresentem e que nom estejam contempladas nestas bases, bem como as dúvidas na sua interpretaçom.
12.- A participaçom neste Concurso implica aceitaçom das presentes bases.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: BASENAME: title_314 DATE: Thu, 17 Jan 2008 19:56:19 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

zxfcgasdgae

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Economia e História - Perspectivas da Economia Galega BASENAME: economia_e_historia_perspectivas_da_econ DATE: Sat, 12 Jan 2008 17:54:55 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
Federico Tápia, n.12.1º
A Corunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2007-08.

Palestra:

O dia 16 de janeiro, o Economista e Professor, Xoaquín Fernández Leiceaga falará dentro do Ciclo, Economia e Historia. A sua charla versará sobre: Perspectivas da economia galega.
Xoaquín Fernández Leiceaga (Noia, A Corunha, 1961) é Doutor em Ciências Económicas, na que exerce como professor titular de Economia Aplicada desde 1992. Actualmente é Vice-portavoz do Grupo Parlamentário Socialista, no que ademais ocupa a portavocía de Economia e Fazenda. Assim mesmo foi Vice-reitor de Assuntos Económicos da Universidade de Santiago de Compostela (1990-94) e Director do Instituto de Desenvolvimento e Investigaçom de Galiza (IDEGA) entre 1998 e 1999.
Realizou a sua tese de doutoramento sobre ?O processo de transnacionalizaçom de capitais e os seus efeitos nas economias periféricas?, dedicando especial atençom ao caso galego entre 1959 e 1988. Os seus trabalhos, publicados em revistas, publicações especializadas e obras colectivas, abrangem moi diferentes aspectos da economia ou da estrutura social galega, o comportamento das multinacionais em expansom e na crise actual, ou a política económica do monte galego. Entre os seus livros sulinhamos:
?Catro ensaios sobre a esquerda. nacionalistas?, ?Capital estranxeiro e industrialización de Galiza?, ? Estructura econômica de Galiza? este último junto a Edelmiro López Iglesias.

Dia: 16 de janeiro 2.008
Hora: 8 do serão - Local: Fundaçom Paideia
Praça de Maria Pita - A Corunha

José Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: O FACHO: Naçom, Coesom social e Língua BASENAME: nacom_e_o_que_um_grupo_e_capaz_de_impor_ DATE: Thu, 20 Dec 2007 15:32:29 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

07-12-19 ? O Facho ? Literatura e Naçom
Corral Iglesias, J. Alberte

?Naçom, Coesom social e Língua?

Dentro do ciclo de conferências organizado polo Facho intitulado Língua e Naçom? e com a finalidade de conversar em dialogo aberto com os assistentes, Elias Torres Feijóo, Professor titular das Filologias Galego e Portuguesa da USC, compartilhou as suas reflexões. Nesta ocasiom o tema tratado foi ?Naçom, Coeson social e Língua? .

No inicio da sua exposiçom, Elias Torres, afirma com rotundidade que toda acçom social deve incrementar a qualidade de vida tanto do colectivo como dos indivíduos. Entendendo a qualidade de vida nom só no aspecto económico, pois isto seria nom compreender ao homem como umha totalidade complexa e aberta, senom em todos os eidos que o estruturam.

A partires desta premissa desenvolve umha diatribe contra a leitura essencialista da categoria Naçom, ao definir que? Naçom é o que um grupo é capaz de impor à comunidade?. O caso do espanhol é um episódios mais rigoroso de imposiçom, caia quem caia. Um dos feitos mais paradigmático desta concepçom é, segundo Torres, a fabricaçom e imposiçom da ideia de naçom espanhola a partires do século XIX com a criaçom de mecanismos de memória colectiva, ilustrando esta asseveraçom com a interiorizaçom no îmago colectivo dos espanhóis que cada um tem em si, um pouco de Quixote e um pouco Sancho, algo que em particular esta bem renhido com o carácter colectivo dos galegos.

Continuando com a sua exposiçom, o conferencista, arrazoou que é na coesom social onde se joga a partida do Ser ou nom Ser galego. E ao seu entender existem mecanismo de maior relevância que a Língua para nos construir, entre os que salientou a Terra, a geografia, a paisagem, até a gastronomia. Pois é preciso possuir umha boa despensa de recursos para fazer possível a coesom social. A Língua tem-se que perceber como útil, como precisa, para que cumpra a sua funçom de coesom, esta utilidade tem que ser parte da urdime da conformaçom da própria identidade como cidadão e nom deve ser identificada só no espaço económico ou financeiro. Um discurso essencialista nom é um que-fazer para a vitoria senom para a derrota. Todo pensamento libertador tem que ser nutrido com elementos de contraste com a realidade, deve ser dialéctico. Sem abandonar nem esquecer que o referente colectivo nom pode ser outro que o galego, mas tem que ser vencelho para ligar nom para desactivar. Mas algo nom vai bem quando nom se discute, quando todo é aceitado ?per se?, sem medir a eficácia dos instrumentos e recursos financeiros postos a dispor em acadar nom só a normalizaçom da Língua e senom também a coesom social torno a nossa construçom como Naçom.

Ao findar a exposiçom, houve um longo e interessante debate de concepções entre o conferencista e a cidadania assistente.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Elias Torres n'O Facho BASENAME: elias_torres_n_o_facho DATE: Mon, 17 Dec 2007 11:06:53 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

Agrupaçom Cultural O Facho
A Corunha

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2007-08.

Palestra:

O dia 19 de Dezembro, o Vice-reitor da USC e Professor da U.S.C., Elias Torres Feijóo falará dentro do Ciclo, Literatura e Naçom. A sua charla versará sobre: Naçom, Coesom social e Língua
Elias Torres Feijóo, é Doutor em Filologia, Professor titular das Filologia Galega e Portuguesa da U.S.C. Prémio Extraordinário de Doutorado USC 1996. Investigador convidado nas Universidades; Paris III, U. do Minho, U. Nova de Lisboa. Vice-presidente da Associação Internacional de Lusitanistas. Investigador convidado a vários congressos internacionais. Publicaçons na esfera da teoria e metodologia da literatura e da cultura; relaçons culturais galego-portuguesas, literatura portuguesa, literatura galega, etc. Investigador Principal de vários Projectos de Investigaçom; Director do Grupo de Investigaçom GALABRA (nos sistemas Culturais Galego, Luso, Africanos de Língua Portuguesa e Brasileiro. Ex-vicepresidente da Mesa (1989-1993)

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d?O Facho

Dia: 19 de Dezembro do 2.007
Hora: 8 do serão
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande 21-24
A Corunha

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Literatura e Naçom: literatura e ensino? BASENAME: literatura_e_nacom_literatura_e_ensino DATE: Fri, 14 Dec 2007 00:00:45 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Resenhas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

07-12-12 ? O Facho

Dentro do ciclo de conferências organizado polo Facho intitulado ?Língua e Naçom?, e com a finalidade de ponderar a importância da Literatura na conformaçom do imaginário colectivo dos galegos. Nesta ocasiom o tema tratado foi ?Literatura e Ensino? sendo o relator convidado o professor de E. Secundário e coordenador do Arquivo Documental de Burela, Bernardo Penabade Rei.

O conferenciante encetou a sua palestra com duas anedotas. A primeira foi sobre a descoberta de um ?recordatorio? de primeira comunhão em galego nos anos setenta e do autor do seu texto. A grande surpresa obtida quando as indagações o conduz a um antigo Guarda Civil como o criador do mesmo. Na segunda mostrou ao auditório a experiência vivida junto a um dos seus alunos em Viveiro com a leitura dos ?Caminhos da vida? de O. Pedrayo. Como este rapaz que refugava da novela como o gato da auga, com umha leitura compartida, professor e aluno, das dez primeiras páginas levou a este último a engolir o resto com olhada ambiciosa.

Na sua exposiçom, o conferencista, defendeu que os Projectos de Leitura nos centros de Educaçom infantil e de ensino secundário deveram ser, ?realistas; flexíveis; progressivos; e ham de resultar operativos e deveram primar a qualidade na selecçom e tratamento das leituras?.

Aludindo aos critérios de flexibilidade e progressividade, diferenciou diversos tipos de obras de leitura: as ?de saída? ou ?iniciáticas?, as ?de tránsito? e as ?de chegada?. Entre as primeiras, as obras que estimulam o gosto pola leitura mencionou ?Un home xaceu aquí?, novela negra de Aníbal Malvar; e ?Fumareu?, de Xurxo Souto. Referindo-se ao actual Chefe de Programaçom da Radio Galega, Penabade referiu-se á importância da aproximaçom entre escritores e público e puxo como exemplo o dinamismo de Souto nos actos de lançamento dos livros: ?em Viveiro tocou o acordeom Manolo Maseda e cantou umhas repichocas; depois falou do libro e dedicou um a um os exemplares. A concorrência toda acabou cantando e batendo palmas. Foi um acto intenso, emotivo, desses que nem professores nem alunos esquecem?.

Trás citar numerosas obras ?de tránsito?, entre as que situou O Sol do verán, Carlos Casares, Scórpio, Carvalho Calero, e O lapis do Carpinteiro, Manuel Rivas; o relator centrou-se nas obras ?de chegada? ?aquelas que necessitam um maior reforço educativo durante o processo de leitura e que, umha vez superadas, já marcam a finalizaçom do processo de aprendizagem regrada. Entre estas citou Os Caminhos da Vida, Otero Pedraio e Por tras dos meus olhos, Nacho Taibo.

Para o relator, a literatura ademais de servir como fonte de conhecimento transversal, a literatura é um maravilhoso instrumento para reforçar as capacidades de compreensom e expressom; e, asseverou, a literatura e a leitura som magníficos instrumentos de integraçom de alunado com determinadas atitudes problemáticas.

Como conclusons finais, o relator mostrou a sua esperança en que o Projecto de Leitura sirva para levar a todas as aulas os obradoiros de animaçom à leitura: ?É o momento de que se assentem as estratégias de leitura compreensiva, dentro dos centros de ensino; de que se recupere a leitura en voz alta e a declamaçom. É absolutamente necessário que se recuperem as actividades orais e escritas de compressom e expressom, tomando como base as obras literárias?. A modo de desejo, seguindo o critério aplicado na matéria de Língua e Literatura Castelá, indicou que na matéria de Língua e Literatura Galegas se ofreza ao alumnado umha panorámica da dimensom internacional da Língua: ?O mesmo que en castelám existe atençom á literatura do continente americano, as aulas de Língua e Literatura som o lugar idóneo para introduzir no país, en ediçom original, obras do mundo da ?Galeguía? como: O Evangelho segundo Jesus Cristo, Saramago, A manhã submersa, Vergilio Ferreira, Emigrantes (Ferreira de Castro); Mayombe (Pepetela); O Alquimista (Paulo Coelho).

Por último, Bernardo Penabade mostrou-se favorável a um dobre reconhecimento entre escritores galegos. Segundo a sua opiniom, os foros literários deben aglutinar o património reintegracionista; a literatura feita por escritoras e escritores galegos, com idênticos dereitos e deveres; os reintegracionistas, pola sua parte, deben assumir a Literatura Galega como un produto genuíno do povo; como um tesouro colectivo. Neste sentido, destacou o bô labor realizado pola Associaçom de Escritores en Língua Galega (AELG) e pola Fundaçom Via Galego, que ??além de retoricismos protocolares- sabem aglutinar no seu seio representaçom plural de todas as tendências?.

Ao findar a palestra, houve um longo e interessante debate, ilustrado com múltiplas experiências vividas polas pessoas presentes no acto.

----- -------- AUTHOR: facho TITLE: Dionisio Pereira González -: A repressom franquista no mar: A Corunha BASENAME: dionisio_pereira_gonzalez_a_repressom_fr_1 DATE: Tue, 27 Nov 2007 23:01:18 +0000 STATUS: publish PRIMARY CATEGORY: Novas CATEGORY: TAGS: ----- BODY:

A Agrupaçom Cultural ?O Facho? d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2007-08.

Palestra:

O dia 28 de novembro, o Economista e Historiador, Dionisio Pereira González falará dentro do Ciclo, Economia e Historia. A sua charla versará sobre: A repressom franquista no mar: A Corunha

Dioniso Pereira González é historiador especializado na investigaçom dos movimentos sociais na Galiza Contemporánea. Nos últimos anos tem trabalhado assim mesmo no eido da historia e a cultura marítima de Galiza.
Exerceu entre 2002 e 2007 como assessor do Centro Tecnológico do Mar, Fundaçom CETMAR (Bouças-Vigo), na realizaçom do ?Museu do Mar de Galiza? (Vigo) e no projecto ?Carpintaria de ribeira: estratégias inovadoras?. Actualmente é membro do Conselho Assessor do devandito ?Museu do Mar de Galiza?, do Conselho da Memória?, organismo assessor da Conselheria de Cultura no apartado da memória histórica. É membro fundador do Grupo Etnográfico ?Mascato? de Cambados e da Federaçom Galega Pola Cultura Marítima e Fluvial.
Como historiador tem publicado junto outros historiadores ou em solitários, entre outros livros salientamos:

Com Eliseo Fernández:
O Anarquismo na Galiza. Apontes para unha enciclopédia (1870-1970)?, Edições Positivas, Santiago, 2004. O Movimento Libertário em Galiza (1936-1976), Ed. A Nosa Terra, Vigo, 2006.
Galeões de Arousa, Caderno de a bordo: Cultura Marítima e Medio Ambiente, Edición do Grupo Mascato
Em solitário:
A CNT na Galiza (1922-1936), Edições Laiovento, Santiago, 1994. Sindicalistas e Rebeldes: Anacos da historia do Movimento Obreiro na Galiza, Edições A Nosa Terra, Vigo,1998. Imagens da fatiga: Crónica gráfica do trabalho na Galiza, Edições A Nosa Terra, Vigo,1999. A Sociedade La Protección Obrera de Porto do Son, Colección Cartafol da Memoria nº1, Concello de Porto do Som, 2003.
Como estudioso da Historia e a Cultura Marítima de Galiza tem innumeraveis ensaios em revistas, entre outras: A Trabe de Ouro, Ardentía, Le Chasse-Marée de Dournenez (França), ),Itxas Memoria do Museo Naval de Donostia.

Dia: 28 de novembro do 2.007
Hora: 8 do serão
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande 21-24
A Corunha

----- --------