Categoria: Resenhas

O FACHO: “O momento presente da pesca na Galiza” por Carmen Garcia Negro

27-11-2014

Com grande sucesso, o passado dia 25 de Novembro, a Doutora e Professora, Maria do Carmo Garcia-Negro falou dentro do Ciclo: Economia, História, e Ciências Sociais, com a sua exposiçom intitulada: “O momento presente da pesca na Galiza”.

A sua dilatada experiência e trajectória investigadora fai da professora, Maria do Carmo Garcia-Negro umha das especialistas que melhor conhece o eido da economia da pesca na Galiza. Na sua interessante palestra, a investigadora Carmo Garcia Negro mostrou como os diversos desenvolvimentos das empresas galegas adicadas a captura, produçom, e comercializaçom do pescado ( peixe, vivalvos, etc...) estám presentes no mercado do “peixe” mundial com múltiples e diversas politicas produtivas e económicas

Ao findar a sua exposiçom mantivo um curto mas muito interessante colóquio com os cidadás assistentes.

O FACHO: Maria do Carmo García-Negro - “O momento presente da pesca na Galiza”.

23-11-2014

Agrupaçom Cultural O Facho
Federico Tapia 12-1º
15011 Crunha


A Agrupaçom Cultural “O Facho” d’A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2014-15.


Palestra:

O dia 25 de Novembro, a Doutora e Professora, Maria do Carmo García-Negro falará dentro do Ciclo: Economia, História, e Ciências Sociais, com a sua exposiçom intitulada: “O momento presente da pesca na Galiza”.

Carmo Garcia Negro é doutora em Ciências Económicas e Empresariais e professora titular do departamento de Economia Aplicada da USC. Foi directora do Centro de Documentaçom Europeia (1990-1994). Directora do Grupo de Investigaçom de Economia Pesqueira e Recursos Naturais e Directora do Máster em Economia Pesqueira.
As linhas de investigaçom nas que trabalha som: Economia de Galiza, Economia Pesqueira, Estudos de género, Energia, recursos naturais e médios ambiente. É membro da ponência de pesca do projecto de investigaçom "Galiza 2000" dirigido polos investigadores Gómez e Díaz-Castroverde, Santiago de Compostela. Entre os seus trabalhos dirigidos podemos destacar: Censo das indústrias de primeira transformaçom pesqueira. Comercializaçom da pesca no mercado único; Tábuas Input-Output 1995 do sector pesqueiro galego-conserva; Informe da avaliaçom económica dos danos produzidos pola maré negra do "Aegen Sea" (1994-99); Tábua Input-Output pesca-conserva galega 1999 (2000-2001) e Tábuas Input-Output 2000 (em termos físicos) da energia em Galiza, Efeitos a médio e longo prazo sobre a economia pesqueira provocados polos vertidos de petróleo: o caso do Prestige (2003-2006) ·.


Dia: 25 de Novembro 2014 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Artabras
Rua Sinagoga 22- Cidade Velha – Crunha

J. Alberte Corral Iglesias
Secretário d'O Facho

A Questom Celta na Galiza por Filipe-Seném Lopes Gomes

13-11-2014

O passado 11 de Novembro, terça, o arqueólogo e historiador, Filipe-Seném Lopes Gomes dissertou dentro do Ciclo, História, Economia e, Ciências Sociais, organizado pola nossa Agrupaçom. A sua exposiçom: “A Questom Celta na Galiza” que foi seguida com grande interesse pola cidadania assistente.

Filipe-Seném, encetou a sua exposiçom perguntando-se se Galiza podia ser considerada um país celta. A continuaçom mostrou com prolixos argumentos tanto arqueológicos como documentais, que tal asseveraçom é certa; ainda que também sublinhou que no País existem outras visons que nom participam deste critério.

Ao findar houvo umha muito interessante debate com o público presente.

O FACHO: “ A desgalizaçom da política galega. Aspectos” por Anjo Quintana

08-11-2014

Com grande sucesso, o passado dia 30 de Outubro o ex-vicepresidente da Junta de Galiza, Anjo Quintana falou dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais organizado pola nossa Associaçom, sobre “ A desgalizaçom da política galega. Aspectos” .A sua dilatada experiência como político e activista social.

No desenvolvimento da sua interessante palestra, Anjo Quintana como profundo conhecedor da realidade política galega, mostrou aos assistentes que ateigavam a sala, o perigo de que o povo galego, nestes tempos prévios as grandes mudanças políticas que estám a nascer dentro do Estado espanhol, seja um convidado de pedra por carência de organizaçons políticas que tenham como eixo do seu que-fazer a Galiza como especifidade política. E como esta ausência da nova conformaçom do Estado, levará a Galiza a umha maior servidume como povo e naçom.

A findar a sua exposiçom o conferenciante mantivo um muito interessante colóquio com o público assistente.

“Câmbios na Economia Galega nas últimas décadas, perspectivas” por Manuel Gonçáles Lopes

29-10-2014

O passado dia 28 de Outubro, o Professor de Economia na USC, Manuel Gonçalves Lopes ofereceu umha interessantíssima palestra dentro do Ciclo, A Economia Galega, Hoje. A sua exposiçom: “Câmbios na Economia Galega nas últimas décadas, perspectivas” foi seguida com grande interesse polos assistentes que ateigavam o salom de actos de Portas Artabras.

A exposiçom desenvolta polo conferencista mostrou como a economia produtiva galega acha-se bloqueada por decisons alheias ao sujeito colectivo que é o povo galego. E como elemento bascular do divorcio entre o desenvolvimento da economia do País e as políticas económicas levadas a cabo pola burocracia de Bruxelas e seguidas servilmente polo actual governo galego e o central em contra do bem-estar da povoaçom galega. Mostrou com diferentes gráficas o desastre a que nos abocárom as concepçons neo-liberais da economia com as suas conseqüências de desemprego e miserabilizaçom dos sectores populares da povoaçom.

Ao findar da conferencia, o professor Gonçalves Lopes mantivo um palpitante colóquio com publico.

O FACHO: “As craves do assalto ao Estado de Bem-Estar” por Antom Losada

16-10-2014

Seguindo com as palestras organizadas pola Agrupaçom Cultural O Facho, o passado dia 14 de Outubro, o professor na USC, Antom Losada Travada, intervéu dentro do ciclo, Economia, História, e Realidade Social, com a sua exposiçom intitulada “As craves do assalto ao Estado de Bem-Estar”

Com umha sala ateigada de público, o professor Antom Losada Travada compartilhou com os assistentes sobre as politicas de saqueios dos bens públicos dos cidadás auspiciados polos políticos da “Casta” em favor das oligarquias financieras.

Ao findar a sua exposiçom houvo um colóquio com grande participaçom dos assistentes.

O FACHO: "Efeitos territoriais da Política Agrária Comum (PAC). O caso de Galiza" por Mar Peres Fra

03-10-2014

O passado dia de Outubro, a Professora da USC, Mar Peres Fra intervéu dentro do Ciclo: A Economia Galega, Hoje; organizado pola nossa Agrupaçom. Mar Peres compartilhou com os presentes na palestra umha didáctica e amena exposiçom os seus estudos e reflexons sobre: "Efeitos territoriais da política agrária comum (PAC). O caso de Galiza".

Apoiando-se numha documentada informaçom mostrou como desde a sua origem a U.E., a Politica Agraria Comum (PAC) é um dos eixos vertebrares da própria Uniom. No seu discurso revelou como umha política agraria formalmente igualitária de facto converte-se numha política discriminadora ao nom ter em conta a diversidade dos povos e territórios na que é implementada; até a extrema que a desconstruçom da economia agraria galega a PAC é um dos seus piares. Assim como se no começo estas políticas agrarias servírom para criar umha soberania alimentar na Europa, hoje servem para empobrecer aos pequenos labregos em beneficio dos grandes terra-tenentes que som os adjudicatários da maioria das subvençons agrarias, o 20% beneficiários cobram mais do 80% das mesmas. Serva como ilustraçom que o maior favorecido como labregos europeus é a família real britânica, e dentro do Estado Espanhol, podemos achar desde a família de Alba até a família do celebérrimo ministro Cañete.

A PAC é umha política que a traves da sua implantaçom involucra a totalidade agraria da U.E. Caracteriza-se por um feixe de políticas que se poderia definir como espelhos de deformadores, que sob o rubro de beneficiar ao campesinato a quem realmente enriquece é às oligarquias terra-tenentes europeias, mostrando-se umha vez mais a política de saqueio das rendas produzidas polas classes trabalhadoras no seu conjunto som percebidas pola burguesia agraria; à vez que cria um modelo de estruturaçom do sistema agraria europeu e das relaçons entre os países que componhem a U.E.

Com grande precisom e baseando-se em gráficas que mostravam o desenvolvimento da PAC tanto sincronicamente como diacronicamente perfilou como a consolidaçom desta política está acompanhada com políticas sistematizadas de ataque e desmantelamento do sector agrário nos países da U.E. com tardia incorporaçom a mesma.

Temos que sublinhar que o tempo se fizoe cativo para tam interessante exposiçom assim como para o posterior debate.

O FACHO: “A Pré-História, a Lingüística e Galiza: Antigos laços entre Galiza e Irlanda polo professor Séamas Ó Direáin

24-09-2014

O passado dia 23 de Setembro do 2014, às 8 do serám, o Doutor em Lingüística pola Universidade de Stanford -EE.UU e investigador, James Duran (Séamas Ó Direáin) intervéu dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais com a sua palestra: “A Pré-História, a Lingüística e Galiza: Antigos Laços entre Galiza e Irlanda".
Com umha sala ateigada de público, o professor Séamas Ó Direáin compartilhou com os assistentes sobre os manifestos indícios entre Irlanda e Galiza, desde achados lingüísticos até manifestaçons etnográficas e arqueológicas.
Ao findar a sua exposiçom houvo um colóquio com grande participaçom dos assistentes.

O FACHO: Entrega dos Prémios Literários

09-06-2014

O dia 6 do mês que corre, decorreu na Sala de Actos da Once da Crunha, a cerimónia de entrega dos Prémios Literários d'O Facho: Contos de Nenos para Nenos e Teatro Infantil que contárom com a colaboraçom de Casa Hamlet, Ediçons Xerais, Editorial Galaxia, e Editorial Toxos Outos.

Na ocasiom estivérom presentes para outorgar os prémios ao seleccionados, os membros dos júris: Manuel Lourenço, Xabier P. do Campo, Xosé Manuel Martínez Oca, que elogiárom as obras premiadas assim como aos seus autores.

Posteriormente houvo umha colaçom na que participárom os premiados com as suas familias.

Letras Galegas-Oferenda Floral

16-05-2014

Com o galho das Letras Galegas o dia 13 de Maio do 2014, O Facho realizou a oferenda floral diante do monumento a Curros Henriques, na lembrança de todos os bons e generosos que figérom possível a nossa existência como Povo e Naçom.

No mesmo, José L. Rodrigues Pardo, presidente da nossa agrupaçom pronunciou umhas palavras sobre Xosé M. Dias Castro, o escritor homenageado este ano com o Dia das Letras Galegas. Ao findar o acto todo-los presentes cantárom o Hino Galego acompanhados de música de gaiteiros

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 ... 13 >>

Agrupaçom Cultural O Facho

Agrupaçom Cultural O Facho existe desde o ano 1963 . Nasce da vontade conjunta de umha vintena de estudantes, trabalhadores e profissionais liberais d’A Corunha.
+ info

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Federico Tapia 12-1º
15005 A Corunha
o_facho_a_cultural@yahoo.com.br

Ligações

Busca

Ferramentas do usuário

Feeds XML

powered by b2evolution free blog software