26-09-2006

25-09-2006

Link permanente 17:47:08, por i (gor) Email , 70 palavras   Português (GZ)
Categorias: Escrever nom é mau, Catecismo

Qualquer outro

E se cristo morreu na cruz
por nós
alguén deveria dizer-lle
dunha vez para sempre
que nós
nós
nunca seremos capazes dunha cousa asi
ainda que caian cinquenta dilúvios
ou cento cinquenta
e a terra se abra para tragar-nos
porque nós
nós
nunca pedimos este mundo
Servia-nos qualquer outro
Qualquer outro

(de: "Quen nos defende a nós dos idiotas?", Letras de Cal, 1997)

21-09-2006

Link permanente 08:38:10, por i (gor) Email , 78 palavras   Português (GZ)
Categorias: Gz é bem pequena

Nom só de folk vive a humanidade...

E como também outras músicas ajudam...

Leia mais »

Link permanente 08:03:09, por i (gor) Email , 5 palavras   Português (GZ)
Categorias: Gz é bem pequena

Vigo de Esquerda

Quem pudera viver em Vigo...!

Link permanente 08:01:56, por i (gor) Email , 56 palavras   Português (GZ)
Categorias: Escrever nom é mau

Soberania

O oráculo pensou

“Isto cai polo seu próprio peso”

Nom
estava
ante
as
torres
gémeas

Estava na rua do Hórreo
e de fundo ouviam-se
as vozes duns parlamentares
a debaterem
sobre
a) a conveniência
b) a pertinência
c) a importáncia
de aplicar a normativa ISO 40/30006
nas caixas de bolachas

19-09-2006

Link permanente 15:08:06, por i (gor) Email , 546 palavras   Português (GZ)
Categorias: Cousas por cá

Pedimento de ajuda para um maior reconhecimento estatutário do galego no Bierzo e A Seabra

Reproducimos o escrito enviado por Fala Ceive a diversas entidades, organismos, pessoas e meios de comunicaçom da Comunidade Autónoma Galega, do Bierzo, A Seabra, no dia de onte, referido à necessária colaboraçom para conseguir um maior reconhecimento e protecçom da língua galega na futura reforma do estatuto de autonomía de Castela e Leom.

A Associaçom Cultural Fala Ceive do Bierzo, dirige-se à cidadania do Bierzo e do conjunto da Galiza como pedido de ajunda para demandar perante as Cortes de Castela e Leom umha maior protecçom da língua galega na reforma do Estatuto de Autonomia desta Comunidade Autónoma. Pretendemos mais reconhecimento legal para o galego do Berzo e a Alta Seabra, que permita a necessária normalizaçom lingüística destes dous territórios. Neste sentido, a declaraçom de oficialidade do galego deve ter lugar no devandito Estauto de Autonomia, o qual permitiria o uso administrativo deste idioma nas instituiçons públicas. Alem do mais, é legítimo e justo que todas as comunidades galego-falantes do noroeste peninsular (Comunidade Autónoma Galega, o Berzo, a Alta Seabra, e o Návia-Eu), tenham reconhecidos iguais direitos lingüísticos, para salvar as dicriminaçons que sofrem os e as habitantes dos três territórios estremeiros com idioma galego sem declaraçom de oficialidade.

Fala Ceive lembra que já a pressom social e política tivo os seus resultados positivos em 1998, quando se conseguiu a inclusom da língua galega no actual Estatuto de Autonomia de Castela e Leom, que ficou recolhida da seguinte forma: “Gozarán de respeto y protección la lengua gallega y las modalidades lingüísticas en los lugares en que habitualmente se utilicen” (artigo 4.2). Agora temos que exigir umha redacçom alternativa que melhore a protecçom do galego com um novo artigo. Esta actual conjuntura política de reforma estatutária deve ser aproveitada pola cidadania para participar activamente, mediante a oferta de propostas favoráveis ao reconhecimento de mais direitos, caso dos lingüísticos. Estamos perante umha oportunidade histórica para conseguirmos umha maior protecçom legal do idioma galego que precisa da mobilizaçom social e política. E isto é assim poque cremos firmemente que, no fundo deste debate político, está em jogo a própria existência futura do galego, tanto no Berzo como na Alta Seabra.

Fala Ceive anima de novo a cidadania do Berzo e, especialmente, a da Comunidade Autónoma Galega, as suas instituiçons (Parlamento, Junta, Conselhos da Cultura Galega, Universidades, etc.), os partidos políticos, sindicatos, associaçons (culturais, juvenis, etc.), os meios de comunicaçom e demais para que remesem as suas cartas e declaraçons oficiais à Comissom de Reforma do Estatuto de Autonomia das Cortes de Castela e Leom (www.ccyl.es), em demanda de umha maior protecçom legal para a língua galega do Berzo e a Alta Seabra. Os escritos dirigirám-se à “Comissom de reforma do Estatuto de Autonomia, Cortes de Castilla y León. 47194 Fuensaldaña”. As ditas cartas, deverám chegar ao seu destino antes de 29 de Novembro de 2006, data em que se aprovará definitivamente o Estatuto polo pleno das Cortes de Castela e Leom.

Muito obrigados a todos e todas pola vossa ajuda solidária!

16-09-2006

Link permanente 12:40:31, por i (gor) Email , 35 palavras   Português (GZ)
Categorias: Escrever nom é mau, Catecismo

Caminhar sobre as águas

Deverias caminhar sobre as águas
dixo-lhe aquela calorosa tarde a voz interior
E intentou-no
Intentou-no repetidas vezes
até que o socorrista lhe chamou a atençom
por andar a fazer o parvo
nas piscinas municipais

Link permanente 12:09:28, por i (gor) Email , 596 palavras   Português (GZ)
Categorias: Cousas por aí

Dia da Galiza Combatente


NÓS-UP homenageará as vítimas do holocausto galego no Dia da Galiza Combatente

A nossa organizaçom dedica neste ano o Dia da Galiza Combatente, que nesta ocasiom será no dia 7 de Outubro, às vítimas do que pode ser definido como verdadeiro holocausto galego, aplicado implacavelmente polos fascistas alçados em 1936 contra a legalidade republicana. O acto celebrara-se no Alto do Furriolo na Terra de Cela Nova.
Coincidindo com o “Ano da Memória” que sectores mui diversos do movimento popular e algumhas instituiçons estám a comemorar, NÓS-UP quijo centrar a jornada em que comemoramos a capacidade de luita historicamente demonstrada polo nosso povo numha série de actos que reivindiquem essa memória.

Leia mais »

12-09-2006

Link permanente 23:38:56, por i (gor) Email , 94 palavras   Português (GZ)
Categorias: Cousas por cá

Escola de Gaitas de Vila Franca: 25 anos de trabalhos e ilusons

Nom conseguim informaçom na rede em nengum web, nem tam sequera no seu, mas inteirei-me por um (pequeno, muito pequeno) cartaz, que a Escola de Gaitas de Vila Franca do Berzo, celebra esta fim de semana o seu 25 Aniversário com um concerto no que contaram com a presença dos gaiteiros de Treixadura. Umha boa notícia! Um bom concerto a nom perder-se!
O concerto, será este Sábado de Setembro, dia 16, às 21'00h. no Teatro vilafranquino.
Já o sabedes: tedes um bom motivo, umha boa excursa, para virdes ao Berzo. Vemo-nos!

Link permanente 23:10:55, por i (gor) Email , 668 palavras   Português (GZ)
Categorias: Cousas por cá

Avança(m) a(s) nossa(s) língua(s) no Berzo

Partidários dumha ou outra normativa para a nossa língua, conscientes ou nom de falarmos a mesma língua no aquém e no além Minho, o que devemos fazer é felicitarmo-nos porque, contra vento e maré, fazendo frente a mil e umha dificuldades e atrancos, a(s) nossa(s) língua(s) avança(m) no Berzo.
Neste curso 2006-2007, 16 centros educativos da nossa comarca ofertaram ao seu alunado a possibilidade de estudar língua galega. E a estes haverá que somar os outros 20 centros que ofertarám português. Sim: nem eu me equivoquei ao escrever nem tu ao ler. 20 centros que ofertarám português. Cá, no Berzo, na nossa comarca da Galiza irredenta.

Leia mais »

1 2 >>

Setembro 2006
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
 << < Atual> >>
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30  

Busca

Ferramentas do usuário

Feeds XML

b2