27-12-2006

Link permanente 08:39:33, por i (gor) Email , 156 palavras   Português (GZ)
Categorias: Estam tolos estes espanhois, Stop hipocrisia!

Um País em espanhol

A estas alturas já as poucas pessoas que lêm algumha vez este blog sabem que El País (o diário independente da manham e dependente de quem todos sabemos), tem umha ediçom galega. Já falarei mais adiante da especial importáncia que tem ver, cá no Bierzo, que o País publica artigos, notícias e reportagens em galego, porque, por se nom o sabedes, a ediçom de El País que se reparte no Bierzo é, por suposto, a ediçom galega!!!
Mas o que mais me chama a atençom dessa ediçom é ver como algumhas pessoas (outras nom), aproveitam a existência dessa ediçom para escrever EM ESPANHOL!!! os seus artigos, textos, comentários... Supostos jornalistas, artistas e intelectuais, está a aproveitar a existência dessas páginas para iniciar a sua viagem cara as letras espanholas.
É é que, parafrasando a Obélix mais umha vez, está tolos estes espanhois!

21-12-2006

Link permanente 17:08:43, por i (gor) Email , 631 palavras   Português (GZ)
Categorias: Escrever nom é mau, Livros, O Livro das Confusons

Queres um livro das confusons de balde?

Nom te confundas, isto nom é um concurso electrónico, isto nom é um calote de internet, isto nom é umha brincadeira virtual. Isto é umha pequena demostraçom de que a cultura (neste caso, modestamente, a literatura) pode nom só circular livremente grazas às novas tecnologías, mas que também pode repartir-se, livre e gratuitamente, boicotando isso que agora se chama indústria editorial e indústria dos direitos do autor, contando com as “vellas” tecnologías.
Se es umha das (imagino que poucas) pessoas que lêm este blog, que se actualiza dependendo das possibilidades de quem isto escreve, tes a oportunidade de conseguir, completamente de balde, um livro, completamente de poesia. E, por suposto, na nossa língua.

Leia mais »

05-12-2006

Link permanente 14:45:00, por i (gor) Email , 521 palavras   Português (GZ)
Categorias: Cousas por cá

Protesta ante o escaso reconhecimento da nossa língua, no Estatuto de Castela e Leom

A Associaçom Cultural Fala Ceive do Bierzo , denúncia nos dias passados que no proxecto de Estatuto de Castela e Leom, aprovado o 29 de Novembro passado polas Cortes (Parlamento) regionais, nom medrou o reconhecimento jurídico do idioma galgo. Mantem-se em dito proxecto o mesmo texto do ainda em vigor Estatuto de 1999, que estabelece que “gozará de respeito e protecçom a língua galega nos lugares em que habitualmente se utilice”. Porém, sim que se introduzem novidades no tema lingüístico, ao falar do leonês nos seguintes termos no novo artigo 5.2: “o leonês será obxecto de protecçom específica por parte das instituiçons polo seu particular valor dentro do património lingüístico da comunidade. A sua protecçom e uso será obxecto de regulaçom”. Fala Ceive chama a atençom sobre este distinto tratamento estatutário das línguas minorizadas presentes na Comunidade Autónoma, e por tanto legal, que di que nom tem nengum sentido nem explicaçom possível.

Fala Ceive pergunta-se porquê motivo o leonês vai ser obxecto dumha regulaçom jurídica específica e a língua galega nom. Para a entidade normalizadora berziana, as e os galego-falantes das Portelas e do Bierzo, regións galegas hoje em dia baixo administraçom castelam e leonesa, também tenhem todo o direito a que se regule legalmente o seu idioma próprio, para que se formalice juridicamente a sua protecçom, uso e promoçom. Nesse sentido, exigem umha protecçom igualitária para as línguas minorizadas no futuro Estatuto de Autonomia de Castela e Leom, advertindo que de nom fazer-se assim estará-se dando umha evidente internvençom política discriminatória para com a língua e a cultura galega por parte das Cortes regionais. Nesse sentido, lembram que o proxecto de Estatuto aprovado, e que ainda tem que passar polo tramite Parlamentário em Madrid, recolhe como obxectivo das políticas publicas, no seu artigo 16.23, “a nom discriminaçom e o respieito dos distintos colectivos étnicos, culturais e religiosos em Castela e Leom, com especial atençom à comunidade gitana, fomentando o entendemento mútuo e as relaçons interculturais”.
Fala Ceive do Bierzo quer que o proxecto aprovado seja obxecto de reforma no tramite nas Cortes espanholas, e lembram que foi nesse tramite onde se incluiu ao reconhecimento da nossa língua e cultura no ano 1998, pois no proxecto de Lei aprsentado em Madrid tal reconhecimento nom existia. Por tal motivo, Fala Ceive anuncia que realizará diversos contactos com os partidos políticos presentes no Parlamento espanhol e no Senado, nomeadamente PP, PSOE, BNG, IU, ERC e Chunta Aragonesista, para fornecer-lhes de informaçom sobre a realidade e a problemática lingüístico-cultural da Comunidade Autónoma de Castela e Leom, com a intençom e evitar qualquer tipo de discriminaçom, e para recabar apoios para a declaraçom de oficialidade da língua galega no Estatuto de Autonomia, passo prévio e necessário para poder aprovar declaraçons similares noutras instituiçons berzianas, como os concelhos e o Conselho Comarcal.

Dezembro 2006
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
 << < Atual> >>
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

Busca

Ferramentas do usuário

Feeds XML

powered by b2evolution free blog software