11-04-2009

  15:41:30, por Lugris   , 104 palavras  
Categorias: Filmes, Cousas por cá, Gz é bem pequena

A ilha de Chelo. Memória para o futuro

Cabanas Raras acolherá o próximo Domingo, dia 19, a projecçom do documentário "La isla de Chelo". Trata-se dum filme de 57 minutos sobre a vida da guerrilheira Consuelo Rodríguez López "Chelo", realizado por Odette Martinez-Maler com a participaçom de Ismael Cobo & Laetitia Puertas. Os dias 17 e 18, poderá ser visto também no Barco e em Monforte. No acto, estarám presentes além da própria protagonista, a realizadora Odette Martinez-Maler e Francisco Martínez López "Quico", um dos guerrilheiros da partida de Girom, resistente na zona do Bierzo ao golpe fascista de 36, e natural de Cabanas Raras.

03-04-2009

  23:53:21, por Lugris   , 191 palavras  
Categorias: Escrever nom é mau, Para Ver Ler

Desvario (3)

Endereço nom atopado.
Direcçom desconhecida.
Lugar inexistente.
O seu sistema foi incapaz de dar com o servidor que procurava. O bucle nom acolhe sincronizaçom no concentrador. Se calhar o endereço nom existe ou o servidor prefire nom dar com ele.
Houvo um erro, umha gralha, um descuido, umha ignoráncia, umha falta de verdade ao teclear o nome do lugar? Está vostede certo de que a direcçom do domínio existe e a sua expiraçom nom se tem registado já? Pode ser que para o óptimo aproveitamento do pesquisador vostede tenha que afirmar como verdadeiro aquilo que sabe que nom pode ser falso? Provou vostede a navegar por outros mares?
Verificou a sua configuraçom de rede e os seus servidores DNS? Comprovou vostede que o seu protocolo interno lhe permite aceder à posse dumha clave IP automaticamente? Está vostede protegido, sem sabé-lo, por um firewall situado mais ou menos próximo do seu lugar de residência?
Se vostede está mal configurado ou resulta imcompatível com os sistemas, a sua navegaçom pode resultar complicada. É vostede o legítimo dono da situaçom?

28-03-2009

  22:46:32, por Lugris   , 249 palavras  
Categorias: Escrever nom é mau, Para Ver Ler

Desvario (2)

Este presente que vivo é, foi, resulta umha obviedade dizê-lo, o futuro de onte. Esta vida que fago hoje é o meu destino. Foi o meu destino. Miro-me bem. Reviso o que fago. E nom me entendo. Nom o entendo. Nom som quem de descodificar as mensagens cifradas. Som eu. Fago isto, mas nom consigo aceitar este presente como o meu destino. Em quê momento me confundim? Quando foi que equivoquei o caminho? Onde colhim um desvio? Confundim-me? Enganarom-me? De quem é este presente? De quem tinha que ser? Porque estou aqui, nesta sala, rodeado, tecleando dados incomprensíveis num computador. Este presente de hoje que foi destino, futuro, onte, de quem é, quem o tinha que estar vivindo? Estou sentado em algum lugar que reconheço perfeitamente ainda que nem sei onde é, porque nom quero, nom podo, nom sei reconhecer as imagens que os meus olhos dirigem ao meu cerebro. O único cerebro que tenho. Sincronizo, mas nom conecto. Isto nom me pode estar passando. Porquê duvido até de que eu seja realmente eu? Pode ser que este nom seja o meu presente porque eu nom som quem está aqui? Todo parece repetir-se. Todo é completamente novo. Nom sei quê é o que digo. Ainda. O suor molha-me. Tenho febre. Nom estou disposto a asumir a vida doutra pessoa. Nom quero entrar nas suas intimidades. Vou redireccionar os portos. Vou modificar a configuraçom. Quero saber onde estou. Estarei durmindo? Quem é toda essa gente? De quê falam? Prefiro pechar os olhos. Preciso resetear.

26-03-2009

  23:50:31, por Lugris   , 27 palavras  
Categorias: Cousas por aí, Gz é bem pequena, Livros

Duas para Nove

Eu nom vou poder estar. Mas quem poda, que nom perda a oportunidade. Paga a pena, sem dúvida. Maria Aldao e Lucia Lado. Duas para Nove.

22-03-2009

  00:51:39, por Lugris   , 145 palavras  
Categorias: Escrever nom é mau, Para Ver Ler

Desvario (1)

Estou sentado em algum lugar que conheço perfeitamente ainda que nem sei onde é. Com os olhos pechados, podo ver todas e cada umha das cousas que me rodeiam. Conheço todos os nomes de todas as cousas, mas som incapaz de pronunciar algumha palavra inteligível. Procuro nom cair, mas nom tenho onde agarrar-me. Nunca chego ao fundo, vou caindo, caindo, sem fim. Já nom estou sentado. Já nom caio. Sigo em pé. Caminho. Ou nom. Sigo a cair enquanto penso que já nom caio. Todo remata. Todo continúa. Ao tempo que percorro o caminho, fico quieto, parado, imóvel. Tranquilo, sereno, pacífico. Calado, reservado nas palavras. Em voz baixa, repito novamente os versos que aprendim. Estou deitado, com os olhos pechos, e o sol quenta-me a cabeça. A única cabeça que tenho. Nom sei quê é o que digo. Ainda.

18-03-2009

  10:39:30, por Lugris   , 44 palavras  
Categorias: Estam tolos estes espanhois, Stop hipocrisia!, Eu também desenhar

Nom deixemos que as crianças se acheguem a eles!

Seria um grave erro, umha transgressom de qualquer preceito ou regra de lógica, umha maldade, umha crueldade, mesmo um pecado, permitir que as nossas crianças se acheguem à essa secta retrógrada, patriarcal, reaccionária, filofascista, e evidentemente capitalista, chamada igreja católica.

17-03-2009

  12:43:58, por Lugris   , 29 palavras  
Categorias: Cousas por cá

O futuro e o porvir.

Já dizia Einstein que é melhor nom pensar muito no futuro, porque vem muito antes do que pensamos.
(Mas também alguém dijo que todo é porvir, e nunca chega).

16-03-2009

  12:38:54, por Lugris   , 68 palavras  
Categorias: Cousas por aí, Músicas

Um pirata con kalashnikov e alcohol

"Trata-se dum velho método: tomas algumha cousa da tua tradiçom, roubas e deixas atrás outras cousas para que outros com talento roubem também. A cultura é isso, umha transformaçom contínua".

[youtube]KtX-V4OE50Y[/youtube]

Goran Bregovic apresentando o seu novo disco, Alcohol, com a cançom Jeremija. Aqui, o vídeo:

[youtube]BSiVIKR2eM0[/youtube]

Full story »

11-03-2009

  10:08:33, por Lugris   , 17 palavras  
Categorias: Cousas por cá

Oferece-se poeta desempregado

Oferece-se poeta em paro com conhecimentos de desenho gráfico e ampla experiência.
Boas referências.

04-03-2009

  07:09:42, por Lugris   , 41 palavras  
Categorias: Cousas por cá, Músicas

Pesimismo táctico, optimismo estratégico

[youtube]HFSAffL-nHU[/youtube]

(Para Leti, Javi e Jorge)
Agora que nos fazemos a pergunta que durante uns dias pensamos que nom tinhamos que fazer-nos, esta pequena melodia pode ajudar-nos a reflexionar. Ainda temos caminho por percorrer. O mundo sigue a girar.

<< 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 ... 44 >>