Categoria: Artur Alonso

«Hino»: Poema musicado por Servando Barreiro

17-11-07



Canhom do Sil
(Galiza)

Artur Alonso.- O hino foi uma composiçom que surgiu seu eu ter pensado como... a miúdo tenho reparado que ela nasceu do mais profundo do meu coraçom. Nela expressa-se a visom, creio que subconsciente, da minha forma de ver, sentir, pre-sentir este povo chamado Galiza.

Nasceu pois sem nome... e alguém disse um dia... talvez a melhor musica para o acompanhar fosse a dum hino. E assim foi, o amigo Servando musicou o poema que a seguir ofereço... desfrutai da leitura e da música.

Leia mais »

Escrito às 14:09:57 nas castegorias: Poesia do Clube, Artur Alonso, Servando Barreiro
Artur Alonso: «A 2»

16-11-07



«Outono» [óleo]
(Tela de Peter Jensen)

«Antes de estudar o Zen, as montanhas são montanhas e as águas são águas; após uma primeira noção sobre a verdade do Zen, as montanhas já não apenas montanhas e as águas já não são apenas águas; mas, quando se atinge o conhecimento, as montanhas voltam a ser montanhas e as águas voltam a ser águas.» (Seigen)

Leia mais »

Escrito às 01:39:40 nas castegorias: Poesia do Clube, Artur Alonso
«Companheira»

10-11-07



«Nu na Banheira»
(Autor: Pierre Bonnard)

Artur Alonso.- Se nom fosse por ti talvez nom houvesse conhecido esta alegria, e aquela tristeza, e aquele desengano... mesmo as muitas horas lutado por um algo, inventado simplesmente por nós... se nom fosse por ti a palavra magia teria um outro significado.

depois da paixom o que resta é amor... o quotidiano... parece muito pouco apaixonante... e porém é.

Leia mais »

Escrito às 18:08:05 nas castegorias: Poesia do Clube, Artur Alonso
«Catorze»

05-11-07



Tela sem título
(Autor: Peter Jensen)

Artur Alonso.- ... Aprender a desaprender... começar por derrubar da alma o peso que nos afoga, aceitar o passado como algo inevitável... aprender a ver com os olhos da realidade... um primeiro passo para se conhecer, para se recolher... como ser que aspira a ser completo.

Leia mais »

Escrito às 20:08:39 nas castegorias: Poesia do Clube, Artur Alonso
Quem é Artur Alonso Novelhe?

05-11-07



Artur Alonso Novelhe
(1964, México D.F.)

Clube d@s Poetas Viv@s.- Nascido em México, D.F. filho de galegos, galego pois, e mexica porque, pelas suas próprias palavras, «os primeiros aromas, os primeiros passos sobre a relva, o sonho persistente de lua como parte da vida, o corpo deitado da mulher desnuda, essa figura de vulcão que dorme e escuta o latir da cidade, do vale na profundeza no silêncio... ficam para sempre inseridos na alma».

Leia mais »

Escrito às 20:07:29 nas castegorias: Poesia do Clube, Artur Alonso

    Que é?

    O nosso clube é um grupo de galeg@s comprometid@s com a terra e a língua que tencionamos trazer a voz que chega d@s noss@s avôs e d@s avôs d@s nosso@s avôs.

    Somos pessoas que tentamos transmitir liberdade às novas gerações, enfiando palavras que saem do coraçom e enfeitando-as com acordes e melodias.

    http://poetas.agal-gz.org
    novelhe[arroba]gmail[ponto]com
    Agosto 2014
    Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
     << <   > >>
            1 2 3
    4 5 6 7 8 9 10
    11 12 13 14 15 16 17
    18 19 20 21 22 23 24
    25 26 27 28 29 30 31

    Busca

free blog tool