Busca

        As minhas visitas no mundo

        Locations of visitors to this page

      b2
      "O Pasquim" Nº 11

      Capas do Nº 66 do 'Novas da Galiza' (esquerda) e do Nº 11 d'O Pasquim' (direita).

      Na passada terça-feira, 27 de Maio, recebim o último, o mais recente número do periódico galego de informaçom crítica Novas da Galiza (NGZ Nº66). Conjunta e (in)separavelmente com ele, recebim na minha morada o penúltimo (o que precede imediatamente ao último) número d'O Pasquim, Especial 25 de Maio,Dia do Orgulho Lusista e Reintegrata e Dia da Toalha.

      Com efeito, caras/os leitoras/es, lestes bem. O número d'O Pasquim que nestes dias podedes encontrar nos quiosques (Nº11) é o penúltimo e o próximo (Nº12) será o último número do Suplemento de Humor do Novas da Galiza.

      Ao menos desta primeira época.

      Com a saida a lume d'O Pasquim Nº 12 o Xico Paradelo (coordenador adjunto) e mais eu (coordenador) teremos cumprido o compromisso adquirido com o pessoal do Novas há pouco mais dum ano e ganho um merecido descanso. O Gerardo Uz, entusiasta maquetista-propagandista d'O Pasquim, e resto dos colaboradores que desinteressadamente fizeram possível mês a mês que este entusiasmante projeto virasse umha realidade, também o merecem.

      A todos eles, a todos e todas vós, muitíssimo obrigado!!!

      P.S.: As despedidas, sempre tam tristes, deixamo-las para o mês que vem!

      Escrito em 30-05-2008, na categoria: O Pasquim
      "O Pasquim" Nº 10

      Capas do Nº 65 do 'Novas da Galiza' (esquerda) e do Nº 10 d'O Pasquim' (direita).

      Hoje há um mês que recebim na minha morada o Nº 65 do Novas da Galiza (pdf) e, conjunta e (in)separavelmente com ele, O Pasquim Nº 10 (pdf).

      E há já um mês e um dia que o Gerardo Uz, entusiasta maquetista e propagandista d'O Pasquim, deu notícia da saída a lume do décimo número pasquineiro no seu blogue.

      A esta altura do filme nom vou contribuir com nada novo, assim que (com licença do Gerardinho) copio e colo aqui um trechinho da mesma:

      O número 10 leva por título «Crise? Que crise?», uma pequena reflexão sobre a crise ligeira desaceleração económica que estamos a viver no último ano (especialmente acrescentada desde o 1 de Janeiro de 2008).

      Neste número colaboram os já habituais Suso Sanmartin (quem, ademais, coordena), Pestinho +1 e Maceirax, assumindo o incansável Xico Paradelo a coordenação adjunta? e quem lhes escreve, pois perpetrando maquetando, mais um número. Comprovariam que a nómina de colaboradores sofreu uma ligeira redução neste número, mas é que crise afecta todos por igual &#59;)

      Escrito em 29-05-2008, na categoria: O Pasquim
      DdoOLeR'08

      Cartaz do DdoOLeR'08 (premer na imagem para alargá-la).

      Como as minhas escassas leitoras e os meus escassos leitores terám percebido, a actividade de Angueira de Suso, o Sítio de Suso Sanmartin na rede, é bastante escassa ultimamente.

      Nom assim a atividade do susodito, um serviror, enquanto blogueiro. Se calhar, a nossa ciber-atividade é ultimamente mais intensa do que habitual. O que acontece neste mês é que, igual ao que aconteceu em Maio do ano passado, esta se desloca de Angueira de Suso para outro lugar, o blogue oficial do DdoOLeR, Dia do Orgulho Lusista e Reintegrata (I e II).

      Quando se cumprem duas semanas exatas desde a publicaçom do último artigo neste blogue, atualizamos o mesmo publicando aqui o cartaz do DdoOLeR'08.

      Espero ver-vos a todos e todas na festa do próximo sábado e, no domingo, na mani-festa-acçom!

      25 DE MAIO, SEMPRE!!!

      Escrito em 19-05-2008, na categoria: VÁRIOS
      "Peluquería Suso" (Ribadávia)

      "Peluquería Suso" (Ribadávia). Fotos: Nando & Noa.

      Na passada quinta-feira, 1º de Maio, o meu irmao Nando e a minha cunhada Noa (progenitores do Nuno e da Nara) enviaram-me por correio eletrónico estas cinco fotografias.

      Segundo me contava no seu e-mail o Nando (que é o tipo que aparece nas fotografias e que tanto se imita a mim) no fim-de-semana anterior a família inteira fora a Alhariz celebrar o trigésimo aniversário da Noa e, de regresso a Compostela, passaram por Ribadávia.

      O acaso quijo que na vila do Ribeiro arrumassem o carro na frente de um cabeleireiro tocaio meu (polos vistos foi a Noa quem se deu conta deste fato) e decidiram tirar estas simpáticas fotografias e enviar-mas para a minha já avultada coleçom.

      O mau é que nem no guia QDQ nem nas Páginas Amarelas aparece umha Peluquería Suso (nem um cabeleireiro cujo nome de batismo seja Jesús) no concelho de Ribadávia. Segundo estes dous diretórios telefónicos o único susodito cabeleireiro que há em toda a província de Ourense está em Viana do Bolo (Peluquería Suso, Praça Maior, 20).

      Mas, como no passado fim-de-semana puderam comprovar o meu irmao Nando e a sua encantadora familia em Ribadávia (e eu próprio pudem comprovar no ano passado em Ginzo de Límia), isto nom é bem assim!

      Segundo o Nando "a perruquería está mesmo na curva da estrada de entrada à ponte de Rivadávia, na margem esquerda do rio (no sentido da corrente)". Eu nom conheço muito bem Ribadávia... Poderia dar-me alguém umha maozinha com a geolocalizaçom do susodito? Para já, muito obrigado!

      Muitíssimo obrigado, mais umha vez, a Nando e Noa... E PARABÉNS À ANIVERSARIANTE!!! :)

      Escrito em 05-05-2008, na categoria: SUSODITOS EST. COMERCIAIS, Cabeleireiros Suso
      Rosa Díez (UCPA)

      Rosa Díez (UCPA), Tempos Novos Nº 131 (Abril de 2008), pág.7.

      A ideia (que viria servir para ilustrar os Dias Soltos do Bieito Iglesias na revista Tempos do mês que termina) ocorreu-me no domingo 2 de Março, em trânsito do Porto a Compostela a bordo do autocarro da Gentalha.

      Achei piada à similitude dos nomes dos partidos Unión Condado Paradanta (UCPA) e Unión, Progreso y Democracia (UPyD) [em castelhano a palavra Democracia é proparoxítona ou esdrúxula], ambos os dous partidos fundados por fachas (do PP e do PSOE, respetivamente) encabreados com a sua respetiva organizaçom política.

      Dezassete dias depois (na quarta-feira 19) a jornalista Belén Puñal enviava-me por correio eletrónico o mecanoscrito do escritor ourensano fixado em Compostela para que (como cada dous meses) eu o ilustrasse. Entre outras cousas, aí pudem ler:

      Marzo 12
      BONECAS ANTIGAS
      (...) Nunha televisión afín ao PP (tódolos opinantes son fanáticos dese partido ou da hoste de Rosa Díez) vexo que reina o desconcerto polos votos de Esquerra e Izquierda Unida emprestados ao PSOE (...).

      Marzo 13
      OS OUTSIDERS
      (...) Érguense voces pra solicitar que se mude a lei electoral a fin de impedir que os nacionalistas sexan decisivos. Neste sentido pronunciáronse izquierdistas unidos, Rosa de España, Blanco-Valdés (La Voz) e Suárez Abel (Correo Gallego) (...).

      Marzo 17
      CIDADANÍA
      Máis unha posta de análise poselectoral. Quen votou por Unión, Progreso y Democracia? Eu sei dun votante, funcionario por máis sinal, que pensa que o PSOE sacrificou un peón (o ex concelleiro de Mondragón asasinado pola ETA) pra gañar os comicios (...)

      [Bieito Iglesias, Dias Soltos, Tempos Novos Nº 131 (Abril de 2008), págs. 6-7.]

      E ao ler estas cousas lembrei-me da ideia que, a primeiros de mês, tivera a bordo do autocarro da Gentalha.

      Implementei-na na terça-feira 25 de Março (três semanas e dous dias depois de tê-la), na Biblioteca da Faculdade de Filologia da Universidade de Santiago de Compostela (USC) e desde aquí mesmo enviei-na para a revista Tempos.

      Em 11 de Abril (sexta-feira) recebim na minha morada o último número de Tempos Novos, incluindo a minha ilustraçom na sua sétima página.

      Escrito em 29-04-2008, na categoria: COLABORAÇÕES HABITUAIS:, Tempos Novos
      "Marisquería Suso-2" (Corunha)

      "Marisquería Suso-2" (Pça. Portugal, 7. Corunha). Fotos: Teresa Díaz.

      Com um dia de atrasso conforme ao anunciado (era para ontem mas antes nom pudo ser) publicamos as fotos do segundo susodito estabelecimento comercial corunhês fotografado por nós (este plural nom é majestático, refere-se à Teresa e a mim) no passado Domingo, 21 de Abril de 2008 (Pedimos imensas desculpas aos nossos leitores polo atrasso esperando que o plural, neste caso, nom seja um exagero &#59;) ).

      Trata-se da Marisquería Suso-2, marisqueira (restaurante onde se servem mariscos) sita no número 7 da corunhesa Praça de Portugal.

      Bom apetite! Bom proveito!

      Escrito em 24-04-2008, na categoria: SUSODITOS EST. COMERCIAIS, Hotelaria Suso
      ?Bar Suso? (Corunha)

      ?Bar Suso? (R. Olmos, 22. Corunha). Fotos: Teresa Díaz.

      Anteontem, Domingo 20 de Abril, a Teresa tinha de ir à Corunha resolver um assunto... e eu resolvim acompanhá-la.

      Em retribuiçom, umha vez resolvido o seu assunto, a Teresa acompanhou-me a mim a resolver my own bussines. Bussines is bussines (o negócio é o negócio) e o negócio (o assunto) era fotografar os quatro susoditos estabelecimentos comerciais (ou negócios) que graças ao Guia QDQ tinha desde o princípio dos tempos localizados na cidade herculina : Bar Suso (R. Olmos, 22), Grúas Suso (R. Girassóis, 14), Marisquería Suso-2 (Pça. Portugal, 7) e Suso Stylo (R. Fuente Álamo, 3).

      O nosso saffari fotográfico foi bem-sucedido só a meias, pois dos quatro susoditos estabelecimentos comerciais corunheses que procurávamos apenas encontramos dous: o Bar Suso e a Marisquería Suso-2.

      No número 14 da Rua Girassóis (Bairro das Flores) nom encontramos nem rasto de Grúas Suso (acabamos de comprovar que no Guia QDQ já nem aparece! Mas nas Páginas Amarelas sim!) e o cabeleireiro Suso Stylo se nom o encontramos foi porque no pré-constitucional e deteriorado mapa de La Coruña que levávamos connosco nom dêmos localizado a tal rua Fuente Álamo.

      Publicamos hoje as fotos do que no Guia QDQ aparecia, já nom aparece, como Bar Suso e que na realidade nom resultou ser mais do que umha simples sucursal: Taberna Los Olmos, Sucursal del Bar Suso (R. Olmos, 22). Almost the same!.

      Amanhã as fotos dominicais da corunhesa Marisquería Suso-2!

      Escrito em 22-04-2008, na categoria: SUSODITOS EST. COMERCIAIS, Hotelaria Suso
      Um (in)certo Domingo de Abril de 1956

      0. (De esquerda a direita) "Borobó", "Máximo Sar", "O Bibliótafo" e "Roxerius" num (in)certo Domingo de Abril de 1956 perante a casa onde viveu e seica morreu Manoel-António em Asados (Conc. de Rianxo). 1. Raimundo García Domínguez ?Borobó?. 2. Roxelio Pérez González ?Roxerius?. 3. Maximino Rodríguez Buján ?Máximo Sar?. 4. Domingo García Sabell ?O Bibliótafo?.

      É de domínio público que Manoel-António nom morreu, nem em Asados (Rianxo) em 1930 (como se reza na sua falsificada certidom de óbito) vítima da tuberculose, nem dez anos depois na França, em 1940 (como afirma Xesús González Gómez, sob o pseudónimo de Ramón Posada, em Ucronia) vítima dos nazistas. Manoel-António está vivo, como Elvis Presley.

      Vivo e sequestrado. Manoel-António foi surpreendido polos seus captores (o comando itinerante dos GALaxios, integrado por Domingo García Sabell ?O Bibliótafo?, Raimundo García Domínguez ?Borobó?, Roxelio Pérez González ?Roxerius? e Maximino Rodríguez Buján ?Máximo Sar?) na manhã dum chuvoso dia de meados do Século XX quando descansava em paz na intimidade do seu quarto.

      Mas, que dia se perpetrou e-xa-ta-men-te o sequestro de Manoel-António?

      Full story »

      Escrito em 15-04-2008, na categoria: TERRORISMO CULTURAL (TC):, Cachimbo Pola Paz
      Vila de Suso (Conc. de Oia)

      Placas de sinalizaçom em Vila de Suso (Conc. de Oia). Fotos: Nando & Noa.

      No passado 6 de Fevereiro (Quarta-feira de Cinzas) o meu irmao Nando e a minha cunhada Noa (pai e mãe de Nuno e Nara) enviaram-me as fotos de certas placas de sinalizaçom polas que com frequêcia passam e que, segundo Nando e Noa me contavam no seu e-mail, havia tempo que tinham vontade de fotografar para mim.

      Lograram fazê-lo, por fim, no dia 1 e no próprio dia 6 de Fevereiro, à ida e à volta do Rosal, localidade onde passaram em família as férias do Carnaval.

      Polos vistos as quatro primeiras fotografias (Vila de Suso somente e Vila de Suso - Serralho) foram feitas à ida (SEX, 01-FEV-08) e as duas últimas [Vila de Suso (Centro)] à volta (QUA, 06-FEV-08).

      Vila de Suso é umha das seis paróquias pertencentes ao Concelho de Oia (Comarca do Baixo Minho).

      O Serralho é um dos doze lugares da paróquia de Sam Miguel de Vila de Suso (os outros onze som: Barroca, Enguido, Loureiros, Mogolhom ?flipa!-, Passarinhos, Peres, Portosanim, Preans, Serra Seca, Sobral e Volta das Orelhudas).

      O tipo que aparece na primeira fotografia e que tanto se parece comigo nom sou eu. A sério. É o meu irmao Nando.

      Dous meses e dous dias depois de que os seus autores mas enviaram (e um dia depois de publicarmos aqui umha foto feita num lugar homónimo do Concelho de Catoira), as fotografias feitas por Nando e Noa na paróquia de Vila de Suso (Concelho de Oia) por fim vêm à tona.

      Muitíssimo obrigado, irmao! Obrigadíssimo, cunhada! :)

      Escrito em 08-04-2008, na categoria: SUSODITOS LUGARES
      Vila de Suso (Conc. de Catoira)

      Suso em Vila de Suso (Foto: Teresa Díaz).

      Caminho da Ilha de Arouça, onde desfrutamos dum idílico fim-de-semana, a Teresa e mais eu passamos por Vila de Suso, lugar da paróquia do Oeste (Santa Baia), no Concelho de Catoira.

      Esta foto (com a que inauguramos em Angueira de Suso -sem tempo nom era!- a categoria dos 'susoditos' lugares) fijo-ma a Teresa no Sábado à tarde, por volta das 16h30 (GMT+2).

      Repare-se em que no galego da Xunta Vila de Suso se escreve assim, tudo xunto :p

      Escrito em 07-04-2008, na categoria: SUSODITOS LUGARES

      << 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 ... 21 >>