[O Sítio de Suso Sanmartin]

      No Caminho Português a Santiago de Compostela existe um lugar chamado Angueira de Suso.

      Segundo o dicionário e-Estraviz da língua galego-portuguesa “angueira” é “o quefazer, cuidados e negócios que cada pessoa tem”. “Angueiras” som “trabalhos, cargas sofrimentos”. Por sua parte “suso”, do latim susu, quer dizer “acima, atrás”.

      Angueira de Suso é o sítio de Suso Sanmartin na rede. Aqui colocará o susodito as suas angueiras presentes, passadas e futuras.

      Obrigado pola visita.

      susosanmartin@gmail.com


      ddooler


    Busca

    As minhas visitas no mundo

    Locations of visitors to this page

free open source blog

Categoria: O Farelo/A Peneira

E.U.E. ou U.R.S.E.?

Capa do Nº 34 d'O Farelo (esquerda) e ampliação da nossa colaboração publicada na mesma (direita).

Publicamos hoje a charge que em Dezembro de 2003 e a toda cor nos publicaram n'O Farelo (Revista de Humor que Rabea por Peneirar), suplemento mensal do periódico quinzenal A Peneira (Jornal Galego de Informação Geral).

A nossa charge (O Farelo Nº 34 / A Peneira Nº 360) estava moderadamente inspirada na campanha publicitária que uma conhecida marca de whisky escocês lançou há uns anos ao mercado espanhol.

Após colocar retóricas perguntas tipo ¿homosexualidad o heterosexualidad?, ¿prohibición o legalización? ou ¿dolor o placer?, afinal os anúncios despejavam todas as dúvidas respondendo Sin Duda, Cutty Sark!

Estados Unidos da Europa ou União de Repúblicas Socialistas Europeias?

Sem dúvida, U.R.S.E.!

Escrito em 16-04-2007, na categoria: COLABORAÇÕES HABITUAIS:, O Farelo/A Peneira
Português Padrão, uns picam e outros não.
português padrão uns picam e outros não

No passado 2 de Setembro, sábado, baixei a Salvaterra do Minho para assistir ao XX Festival da Poesia no Condado. Alí encontrei, entre outras/os muitas/os amigas/os, um velho conhecido da secçom guest artist de Angueira de Suso: o Bruno Ruival.

Em Salvaterra o Bruno por fim me deu a camisola que em tantas ocasiões e locais diferentes tinha prometido oferecer-me. Eu, que tinha esperado por esse momento tanto tempo, enfiei-na imediatamente e pedim-lhe ao próprio Bruno que me figera umha foto (a foto que podedes ver à direita e a maior tamanho) com ela posta.

Com que motivo me dá o Bruno umha camisola de oferta? Que figem eu para merecer esta prenda? Talvez o que lhes vou contar a seguir dê resposta às suas perguntas...

Em 7 de Fevereiro de 2006 o porta-voz do MDL, Carlos Figueiras, saiu no programa Bos Días da TVG enfiando umha camisola idêntica à que, sete meses mais tarde, nom sabemos porquê, o Bruno me ofereceria (foto inferior-esquerda).

Nos comentários às notícias intituladas MDL amanhã em directo na TVG e «Versão Original» disponibiliza entrevista da TVG a Carlos Figueiras, porta-voz do MDL (publicadas n’O Portal Galego da Língua em 6 e 16 de Fevereiro de 2006, respectivamente), tanto o Carlos Figueiras quanto a sua camisola receberam muitos e muito merecidos elogios:

“Umha anedota, adorei da camisola do Carlos! Som do MDL? “Português padrão, uns picam, outros não”, eu quero umha!!! :D”(Somoza)

“PARABÉNS!!! Foi muito fixe! A imagem da camisola ficou mesmo a calhar!” (Anta)

Eu aproveitei os susoditos comentários para, para além de parabenizar o Carlos polo seu magnífico desempenho, reivindicar a paternidade da ideia original do lema da camisola. E o Bruno, que nunca a negara, nom tivo qualquer problema em reconhecé-la publicamente:

Com efeito! A tichârte foi uma muito boa ideia do Suso São Martim, que grande artista gráfico!! Muitissimo obrigado!!

Foi uma edição limitada com o design de Fruna em base a esse grande slogan «Português Padrão uns Picam e outros Nom» mas que, com certeza, haverá uma edição normal proximamente.

A verdade é que este dueto O’Sanma + Fruna, os autores de «Denantes morta que sensilha» daria muito que falar se forem uma parelha de facto ;-p

Com efeito, na forma em que pode ver-se na imagem superior-esquerda, o slogan Português Padrão, uns picam e outros não (paródia do popular verso emparelhado referido à aleatoriedade no arder própria do fruto do pimenteiro procedente do município galego de Padrom que reflete, de jeito muito gráfico, ortográfico, as dissensões internas no seio do luso-reintegracionismo) fora capa d’O Farelo, suplemento de humor d’A Peneira, já em Outubro de 2002 (A Peneira Nº 333 / O Farelo Nº 21 ).

Após a entrevista ao meu amigo Charlie (disponível em “Versão Original”, o imprescindível site do também amigo Celso Álvarez Cáccamo) o meu desenho voltou a sair publicado, desta volta em escala de cinzento, na neonata Revista Mensal da Movida Galega De Troula (De Troula Nº 1, Fevereiro de 2006, pág. 35).

Concordo totalmente com o amigo Bruno: se forem uma parelha de facto o dueto O'Sanma+Fruna daria muito que falar ;-p

Escrito em 23-10-2006, na categoria: COLABORAÇÕES HABITUAIS:, De Troula, O Farelo/A Peneira