« ApostasiaRamón Estévez aka Martin Sheen »

Melhor romance galego do último quartel do século XX

24-11-2005

Melhor romance galego do último quartel do século XX

Filipe de Amância, por Fausto C. IsornaUmha magnífica notícia para @s reintegracionistas é o reconhecimento ao livro Oxalá voltassem tempos idos! de José-Martinho Montero Santalha, que foi publicado por Laiovento em 1994. Um grupo de hispanistas alemães escolheu-no entre os vinte melhores romances do Estado espanhol do último quartel de século. É o único livro galego da selecçom (recolhida num volume: Romane in Spanien), na que se encontram também livros em catalám (três) e em espanhol (o resto), polo tanto este grupo está a reconhecer o livro de Montero Santalha como o melhor romance galego deste período.

O autor do estudo referente a este livro, um tal professor Zimmermann, vê na obra de Montero Santalha umha representaçom simbólica da Galiza actual, que se debate entre o esmorecimento da sua tradiçom secular sob os influxos da sociedade moderna e umha regeneraçom da sua identidade cultural para o futuro. Núcleo dessa identidade é a língua, e Zimmermann salienta o valor da proposta linguística galego-portuguesa de Montero Santalha como umha recuperaçom da genuína identidade galega.

Comprara o livro há uns meses, mas como tenho por costume (comprar e nom ler ou deixar passar um bom tempo até fazê-lo) ainda nom o lim. Queria ler antes o Merlín e familia de Cunqueiro, já que o livro de Montero Santalha continua a sua tradiçom do mago Merlim. De facto o título completo do livro é Oxalá voltassem tempos idos! Memórias de Filipe de Amância, pajem de Dom Merlim. Agora, claro, entrárom-me muitas ganas de ler o livro, mas esperarei a ter mais tempo...

Oxalá que, aproveitando que este ano é o Ano Merlim, comemorando o cinqüenta aniversário da publicaçom do livro de Álvaro Cunqueiro, se dê a conhecer este reconhecimento, que como tantas vezes tem que vir de fora. Já que na própria Galiza, devido à censura oficial que sofremos, pouco conhecida será neste momento a obra.

E bom, amanhã decerto teremos umha outra boa notícia e a candidatura do património imaterial galego-português será reconhecida pola UNESCO como obra mestra, para felicidade da humanidade &#59;)

FOI ESCRITO @ 19:55:50 na categoria livros, língua Link permanente

Sem comentários ainda

mariacastanha.agal-gz.org

Tocando em aberto é o blogue pessoal, agora inactivo, de um gaiteiro-engenheiro (sem ser ainda nenhuma das duas cousas) sócio da AGAL onde fala do que gosta, do que lê por aí, das suas intimidades (sem exceder-se) e do primeiro que lhe sai da cabeça se fica bonito.

Setembro 2019
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
 << <   > >>
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30            

Busca

  Feeds XML

powered by b2evolution