Esta é umha versom antiga do documento!

Quando umha sociedade está alfabetizada numha dada língua, falar em objetividade é difícil. Se umha sociedade está habituada a escrever [libro, prohibido, raza, congreso, inglés], sempre será mais fácil do que escrever [livro, proibido, raça, congresso inglês].

Mesmo assim, a ortografia portuguesa é mais etimológica do que a castelhana, portanto, é menos dedutível a partir da fala.

No entanto, a ortografia portuguesa adapta-se melhor às falas galegas do que às falas de Portugal, do Brasil ou de Angola. Por outras palavras, “objetivamente” uma pessoa da Galiza comete menos erros ortográficos do que alguém do Brasil, Portugal ou Angola como se pode ver na seguinte tabela.

Natureza do erro Exemplos GZ Porto (Pt) Lisboa (Pt) São Paulo (Br)
 = Á Cámara por Câmara S N N N
E átono inicial → I Imitir por Emitir N S S N
E átono final → I Verdadi por Verdade N N N S
ES- átono inicial → IS Iscola por Escola N S S N
E + vogal tónica → I Tiatro por Teatro N S S S
E átono → Ø Frida por Ferida N S S N
O átono → U Opurtuno por Oportuno N S S N
OU → O Lovar por Louvar N N S S
EI → AI Paixe por Peixe N N S N
EI → E (-EIRO) Janero por Janeiro N N N S
ÃO> AO, OM, AM Verao, Tam por Verão, Tão S N N N
L final de sílaba → U Animau por Animal N N N S
S = SS Z = C,Ç Messa, Dicer por Mesa, Dizer S N N N
S = Z C-/Ç = SS/S- Belesa, Sera por Beleza, Cera N S S S
EX + vogal → IZ Izame por Exame N S S N
Trocar S e Z final de sílaba Des, Luíz por Dez, Luís S/N S S S
-agem → -age Viage por Viagem S N N N
X = CH Brucha, Broxe por Bruxa, Broche N S S S
B = V Libro por Livro S S N N
G, ei, i/J = X Faija por Faixa S N N N
SC → X Pixina por Piscina N S S N
SC → SS/Ç Picina por Piscina N N N S
-R desaparece Cantá, Amô por Cantar, Amor N N N S
NÚMERO TOTAL 6/7 10 12 10
QR Code
QR Code pt_agal:teoria:objetivamente (generated for current page)