ROTEIRO AO REDOR DO GALINHEIRO

ROTEIRO AO REDOR DO GALINHEIRO

25-10-12

Se nom for pouca a contínua ameaça dos aerogeradores e autoestradas sobre a serra do Galinheiro, vem-se de conhecer desde fai uns dias que a Junta da Galiza deu permisso à empresa Consulting de Geología y Minería, S.L para fazer prospeçons numha superfície de 100.000 metros quadrados desta serra.

Bem conhecida é a singularidade morfológica e geológica da serra na que esta empresa buscará nestas prospeçons as chamadas terras raras, materiais muito importantes na fabricaçom de tecnologia. O possível achádego seria o ponto de saída para umha nova canteira. Esta extraçom afetaria à serra e terreios encravados na comarca da Lourinha, Gondomar e Vigo sendo outra grande ameaça para a biodiversidade, a conservaçom dos múltiplos restos arqueológicos que ali se atopam e para um dos pulmons verdes que restam numha comarca tam atacada a nível meio ambiental.

Que é o que visitamos?

Este sábado 27 de outubro percorremos a serra num roteiro circular conhecendo o parque florestal do Galinheiro, o recinto onde se celebra o curro do Galinheiro, os numerosos restos arqueológicos como o Petróglifo Água da Lage ou os moinhos neolíticos, o cume dos Arruídos ou Lomba do Raposo (709 m), o que significárom as pequenas canteiras espargidas pola serra, o encoro ou barragem de Zamáns e o moinho das Maquias, e voltaremos ao início atravessando o Bairro da Fraga.

Petróglifo Água da Lage

Como combinamos?

Para isto, combinamos às 10h00 ao pé do monte, onde começa o parque florestal do Galinheiro e que conta com umhas mesas de pedra e umha fonte. Este será também o lugar de chegada do roteiro, onde jantaremos depois da caminhada. Para chegarmos desde Vigo apanhamos a estrada PO-330 à altura de Pereiró e sempre em direçom a Gondomar, sobre o km 6 desta estrada estaremos no Alto da Garrida desde onde já podemos ver o imponente Galinheiro, e trás atravessarmos umha zona industrial apanhamos a PO-331 em direçom a Gondomar. Poucos metros mais adiante e imediatamente depois de passar a autoestrada por cima, antes de chegar ao bar Vincios, apanhamos umha pista à esquerda de forte pendente que nos vai levar à entrada do parque florestal após um par de quilómetros.
Dizer também, para quem preferir o transporte público, que Vitrasa tem linhas a parar bem perto da zona.

Entrada ao parque florestal, hoje asfaltado

Que levamos?

Roupa ligeira, calçado cómodo e o que preferires para jantar. Há que ter em consideraçom que nom se esperam chuvas para o sábado de manhá e que o jantar pode-se deixar no lugar de saída-chegada onde ficará gente sem fazer o roteiro e os carros das pessoas que levem.

Esperamos-te!

Escrito ?s 16:51:54 nas castegorias: ACTIVIDADES
por csrevolta   , 431 palavras, 519 views     Chuza!

Ainda sem comentários