A JUNTA DE GALIZA DIZ NOM AO PARTO NATURAL

05-08-09

Segundo vem de publicar um jornal espanhol o passado 25 de Julho, a Junta de Galiza quer recurtar direitos das galegas que nom residam nas comarcas do Salnês, Cee ou Ourense ao nom deixar-lhe optar por um parto humanizado.
Os hospitais do Salnês, Cee e mais Ourense som os únicos dotados para assistir partos naturais, embora seja o do Salnês o de referência para a Organizaçom Mundial da Saúde (OMS).
Mentras isto acontecer, no hospital da Ordem da Lapa, no Porto, vem de nascer de parto aquático o primeiro bebé português em contexto hospitalar, bem como apontam diversos colectivos trata-se já do 17º bebé a nascer na água em Portugal.

>
Escrito ?s 12:04:27 nas castegorias: Formaçom
por maesepais   , 110 palavras, 390 views     Chuza!

Ainda sem comentários

        Abril 2024
        Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
         << <   > >>
        1 2 3 4 5 6 7
        8 9 10 11 12 13 14
        15 16 17 18 19 20 21
        22 23 24 25 26 27 28
        29 30          

        INICIATIVAS

              Gravidez e Parto:

                    Recursos:


                    Busca

                  blogging software