QUEM DÁ NOME AS NOSSAS RUAS "JOSÉ MARTÍ"

QUEM DÁ NOME AS NOSSAS RUAS "JOSÉ MARTÍ"

José Julián Martí Pérez, nascido em Havana (Cuba) a 28 de Janeiro de 1853. Cai em combate em Dos Ríos (Cuba) a 19 de Maio de 1895, após umha vida de luita e dedicaçom ao seu povo. Jose Martí foi político, poeta, pensador, jornalista e filósofo, mas por cima das outras facetas da sua personalidade, foi um líder revolucionário, criador do Partido Revolucionário Cubano (PRC) e guia dos seus compatriotas na luita pola dignidade e independência plena de Cuba, frente ao imperialismo espanhol e ianque: foi por isto que foi alcunhado de «O apóstolo».

Depois da chamada Guerra dos Dez Anos (1868-1878), foi encarcerado junto com outros partidários da independência, e na cadeia sofreu a tortura e os trabalhos forçados. Finalmente será desterrado ao Estado Espanhol. Após cumprir as penas, licencia-se em direito civil, canónico, filosofia e letras, fai viagens por Europa e regressa a América, a México e Guatemala, onde conhece o passado indígena da sua terra. Em Nova Iorque, começa a organizar a independència de Cuba, papel em que jogou um papel trascendental a criaçon do PRC.
Em 1895, em reconhecimento ao seu labor na organizaçom da luita e a uniom dos cubanos num mesmo objectivo, a independência, é nomeado Maior Geral do Exército Libertador. Pouco depois, começará a Guerra de Independência de Cuba (1895), em que Martí cai em combate em Dos Ríos (Cuba) a 19 de Maio de 1895.
A figura de Jose Martí mostra o exemplo da solidariedade internacionalista, de um luitador infatigável contra o imperialismo, que combateu polo fim do domínio colonial espanhol da Ilha evitando o perigo de umha expansom dos EUA, mas também dedicou toda a vida à procura da unidade de todas/os as/os cubanas/os para lograr fundar umha república livre e independente. Por isto nom podemos esquecer a sua dignidade e o seu compromisso revolucionário com a Terra.
O pensamento de Martí continua latente hoje, com o seu anti-imperialismo, a sua dignidade nacional, justiça social, anti-racismo, latinoamericanismo, solidariedade com os povos oprimidos do mundo. Mesmo Fidel Castro afirmou que o ?autor intelectual? da Revoluçom Socialista de Cuba era José Martí. E com a mesma razom pode e poderá dizer-se outro tanto de qualquer movimento revolucionário da América Latina, porque Martí é, além de outras muitas cousas, o pai do anti-imperialismo latinoamericano.

Escrito em 24-10-2007, na categoria: Comissons, memória histórica
Chuza!

Sem comentários ainda

    SEMENTE

      Somos um grupo de compostelanas e compostelanos decididos a fazer activismo cultural na nossa cidade e comarca. A língua e cultura galegas, a vontade de aprender, de difundir e recuperar os nossos costumes, a nossa história, a nossa música... som os nossos eixos de trabalho.

      Documentário Quatro anos de Gentalha já na rede!

      A Gentalha do Pichel Centro Social O Pichel Loja da Gentalha

        AGENDA DE EVENTOS

          Busca

          O blogue do Apalpador

          blog software