A TARDE DA FESTA DO 17

A TARDE DA FESTA DO 17

praça 8 de março
17h: Ruada com Airinhos do Maycar e encontro dos cabeçudos da Xuntanza e da Gentalha

Airinhos do Maycar é um grupo que evoca no seu nome ecos, às vezes ressacosos, das essências mais enxebres da noite compostelana. Umha uniom temporal de gaiteiros e outros músicos, que passárom por agrupaçons como Os Estalotes, Galegoz, e outros que provenhem directamente da sua casa, que tenhem por lema nom ensaiar, que é de covardes, tentar passar bem e acabar os temas à vez, cousa que conseguen em nom poucas ocasions. O grupo permanece latente, em longos letargos, até que umha boa causa, umha boa paparota, ou ambas cousas à vez o reclamam para sair à luz e despregar, para deleite de crianças e maiores, esses airinhos musicais (num princípio) que os caracterizam.

praça do pam
17h30 (na livraria Couceiro) Palestra: 'Desapariçom e Regeneraçom dos Meios em Galego' com Praza Pública, Dioivo, Novas da Galiza e Diario Liberdade

Entre as muitas facetas da erosom continuada da presença pública da nossa língua nos últimos anos tem sido especialmente visível a desapariçom de muitos média de comunicaçom em galego. Enquanto as ajudas governamentais “à promoçom da língua” continuam a ser dadas a cabeceiras que no melhor dos casos empregam o galego de forma vestigial, e nos mais tenhem umha linha editorial manifestamente contrária à sua sobrevivência.

A língua galega nos média vive momentos difíciles, porém nom todas as novas som negativas: continuama existir projectos alternativos mensais como o Novas da Galiza -que celebrou há pouco o se 10º aniversário- e também surgem alternativas apoiadas em Internet como o jornal digital Praza Pública ou espaço de publicaçom articulado por profissionais do jornalismo “exiladas” dos meios fechados chamado Dioivo. Com formatos e ninhos informativos diversos nasceram outras plataformas digitais: Diario Liberdade -centrado em novas e opiniom política da Lusofonia- a revista digital sobre cultura, tendências e consumo Disquecool ou a rede de blogues temáticos Vencello.

Neste contexto de resistência e criaçom surge também a campanha Vitaminas polo Galego, umha agrupaçom de meios e profissionais para promocionarem a língua galega como ferramenta de informaçom. Desde a sua criaçom o ano passado tenhem colheitado o apoio dos novos meios, publicaçons locais e comarcais de TV, rádio e imprensa num manifesto conjunto e na promoçom de palestras, concertos e outras iniciativas a prol do galego. Com esta intençom colabora connosco num debate sobre a presença da nossa língua nos meios.

praça das ánimas
17h30 Mostra de esgrima antiga com SCEA (Sala Compostelana de Esgrima Antiga)

A Sala Compostelana de Esgrima Antiga somos um coletivo de persoas adicadas à investigaçom, reconstruçom e prática das artes marciais da rica tradiçom ocidental, documentada em numerosos tratados e manuais que chegarom dende os seus séculos de apogeo (S.XVI - XVIII) até o presente.
O vindouro dia 12 poderás observar demostraçons de luita recolhidas destas tradiçons, cumha variedade de armas - espada longa, espada roupeira, jogo do pao... - e sem elas. Respostaremos a perguntas sobre estas técnicas e poderás experimentar ti mesma alguns dos simuladores seguros: sem gume ou ponta e empregando as proteçons adecuadas.
Se tes curiosidade por conhecer de perto as nossas atividades, podes encontrar mais informaçom na nossa web, e imagens, videos e convocatórias de eventos no Facebook:
http://www.gallaeciainarmis.info
http://www.facebook.com/gallaeciainarmis

praça do pam
18h30 Mostra de dança tradicional com as escolas de Cantigas e Agarimos, de Itaca e da Gentalha.

19h: Foliada com Airinhos do Maycar

Praça Oliveira (As Duas S.Coop Galega)
19h "Aprende a escrever em reintegrado numha hora" organizado pola comissom de defesa da língua da Gentalha

Umha das atividades que tem desenvolvido a Comissom de Língua nos últimos dous anos é o curso ‘Aprende a escrever em reintegrado numha hora’. É verdade que muitas vezes excedemo-nos um pouco,
costumando ficar numha hora e meia, mas a ideia principal que queremos transmitir com este obradoiro nom muda por causa disso: escrever em reintegrado é mais fácil do que se pensa e para o fazer nom é preciso mais que decidir fazê-lo:
Isto é assim, em primeiro lugar, porque nom existe um reintegrado invariável que todo o mundo empregue religiosamente. O único que distingue o galego reintegracionista dos outros é que utiliza a ortografia portuguesa (ou histórica, ou etimológica, que temos definiçons para todos os gostos) para representar na escrita o que na fala todos e todas dizemos igual (sejamos ou nom reintegratas). Por isso, nom é preciso que estudasses filologia nem que continues a dedicar duas horas diárias a falar sobre língua com os teus amigos para seres reintegrata. Basta ter umhas noçons de ortografia e lançarte.
Isso é o que ensinamos nesse curso: as noçons de ortografia reintegrada imprescindíveis para poderes lançar-te a escrever no mesmo momento em que saias (com a decisom tomada, isso sim) do curso. É verdade que a partir daí pode melhorar-se muito, ou muitíssimo, e sempre haverá algum repugnante que pretenda fazer-nolo
notar. Nem caso! Ainda que fosse só pondo enes agás, eles agás, emes finais, e as terminaçons –çom e –ava (no nosso curso será muito mais, tampouco te enganes), já se pode dizer que estás a escrever em reintegrado, porque neste movimento, mais que em nengum outro, sim
que conta muito a intençom.
Bem-vinda, bem-vindo!
comissom de língua da gentalha do pichel

Escrito em 07-05-2012, na categoria: Notícias

Sem comentários ainda

Deixe o seu comentário


Seu endereço de e-mail nom será revelado nesse site.

Sua URL será exibida.
(Quebras de linha se tornam <br />)
(Nome, e-mail & website)
(Permitir que usuários o contatem através de um formulário eletrônico (seu e-mail nom será exibido.))

    SEMENTE

    PROJETO PONTOS

    Projeto Pontos

    Pontos em galego. O galego em pontos

    Somos um grupo de compostelanas e compostelanos decididos a fazer activismo cultural na nossa cidade e comarca. A língua e cultura galegas, a vontade de aprender, de difundir e recuperar os nossos costumes, a nossa história, a nossa música... som os nossos eixos de trabalho.

    Documentário Quatro anos de Gentalha já na rede!

    A Gentalha do Pichel Centro Social O Pichel Loja da Gentalha

    CONTACTO

    ENDEREÇO: rua santaclara, 21, compostela

    HORÁRIO do centro social

    E-MAIL: gentalhadopichel [arroba] gmail [ponto] com

    TELEMÓVEL:698142936

    AGENDA DE EVENTOS

    Ligaçons

    Portal Galego da Língua Sinaliza


    A Gentalha participa em:

    Plataforma Galega Anti-transgênicos GALIZA NOM S€ VENDE


    Entidades associadas ao Pichel:

    Akalimera Cineclube de Compostela Novas da Galiza Associaçom Galega da Língua


    Centros Sociais:

    Arrincadeira Aguilhoar - Ginzo de Límia Almuinha - Marim Fundaçom Artábria - Ferrol Aturujo - Local Social - Boiro Baiuca Vermelha - Ponte Areias A Casa da Estacion - Ponte D'Eume Cova dos Ratos - Vigo Local Social A Esmorga de Ourense Local Social Faísca - Vigo Foucelhas - Ordes O Fresco - Ponte Areias C.S. Gomes Gaioso - Corunha Henriqueta Outeiro - Compostela MadiaLeva-Lugo ReviraVolta - Ponte Vedra A Revolta - Vigo Sociedade Cultural e Desportiva do Condado - Salvaterra de Minho A Tiradoura - Reboredo (Cangas) A Treu - Corunha

    Busca

    O blogue do Apalpador

    free blog software