Arquivos para: Janeiro 2010

***Entrega do Facho de Ouro a D. Xesús Alonso Montero***

31-01-2010

As 9 da noite do passado dia 30 de Janeiro num acto emotivo e arrodeado por sócios amigos, a Agrupaçom Cultural O Facho entregou do Facho de Ouro ao professor Jesus Alonso Montero em reconhecimento da sua lavoura prol a defesa da Língua e a Cultura Galega, assim como a sua perseverante luita no processo de emancipaçom das classes populares e a liberaçom de Galiza como povo e naçom. No evento também estivérom pressentes os académicos Luz Pozo e Antom Santamarina, este último em representaçom da R.A.G.,
Na sobremesa da ceia, o presidente do Facho fizo umha evocaçom da figura do homenageado à qual respondeu o mesmo, lembrando aos anteriores Fachos de Ouro e agradecendo à Agrupaçom Cultural O Facho a sua designaçom.

O FACHO: Oferenda floral a Castelao

31-01-2010

O dia 30 de Janeiro, às 12 e meia da manhá, com o galho da entrega do Facho de Ouro ao professor Jesus Alonso Montero, fizo-se a tradicional oferenda floral diante do monumento de Curros Henriques nos jardins de Mendes Nunes na lembrança de Daniel A. Rodrigues Castelao.
No acto estivérom sócios d'O Facho assim como numeroso público. Houvo umha pequena evocaçom da figura do rianjeiro feita polo o presidente da Agrupaçom, J. L. Rodrigues Pardo e ao findar da mesma tocou-se o hino galego que foi cantado por todos os pressentes

** O FACHO DE OURO **

29-01-2010

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 A Corunha

** F A C H O D E O U RO **

Entrega do Facho de Ouro a D. Xesús Alonso Montero

A Directiva da Agrupaçom acordou outorgar O Facho de Ouro ao professor e homem de bem, D. Xesús Alonso Montero, como testemunha e reconhecimento a sua longa trajectória na defesa da dignidade e da cultura do País.
O acto cívico será acompanhado dumha ceia homenagem que se celebrará o sábado, dia 30 de Janeiro, às 21 horas no Hotel Riaçor d’A Corunha.

Prezo por pessoa: 30 €.
Para reservar lugar chamardes a Rafael, telefone: 981.269.663-(tardes)
c. electrónico: lobezan@yahoo.es

* * *
No mesmo dia e na lembrança de Castelao, a Agrupaçom Cultural O Facho convida-o assistir à tradicional oferenda floral nos jardins de Mendes Nunes diante do monumento a Curros Henriques as 12 e ½ da manhá.. Na cerimonia haverá musica de gaiteiros.

J. Alberte Corral Iglesias
Secretario d’O Facho

**O FACHO: Concurso de TEATRO INFANTIL**

28-01-2010

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 Corunha

CONCURSO DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA ASOCIAÇOM CULTURAL O FACHO.

Assumindo como próprias as palavras de Juan Ramón Jiménez quando afirmava que “Teatro infantil é aquele que também lhe gosta aos nenos”, a Junta Directiva da Associaçom Cultural O FACHO acordou convocar de novo o Concurso de Teatro Infantil, que, nesta nova etapa, se regerá polas seguintes:

BASES:

1º) Poderám optar ao devandito prémio todas as pessoas que pressentem obras inéditas –em qualquer tipo de suporte- nom representadas, nem premiadas noutros certames e que esteiam escritas em língua galega.
2º) Estabelece-se como prémio único, a ediçom da obra ganhadora, da que o autor ou autora receberá como mínimo o 40% da ediçom..
3º) A obra, que nom poderá exceder os 80 fólios, será presenteada por quintuplicado, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara.
4º) Os originais para o Concurso enviaram-se por correio á sé da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia n.º 12-1º A Corunha (15005) ou a Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal de A Corunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.
5º) O prazo de admissom de originais finaliza o dia 31 de Março de 2010 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.
6º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo está composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito teatral galego: Amalia Gómez, Xosé Manuel Rabón, Francisco Pillado.
7º) O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom
8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.
9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no local de O Facho, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom.:
No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.
10º) Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

Na cidade d’A Corunha, mês de Janeiro 2010

**O FACHO: Concurso de CONTOS DE NENOS PARA NENOS**

28-01-2010

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 Corunha

CONCURSO DE CONTOS DE NENOS PARA NENOS “CARLOS CASARES” CONVOCADO POLA ASSOCIAÇOM CULTURAL O FACHO

BASES DO CONCURSO
Poderem participar crianças e meninas que apresentem as suas obras em língua galega. Os trabalhos apresentados deverám ser originais e inéditos em toda a sua extensom.
O prazo de admissom de originais finaliza o dia 31 de Março de 2010 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.

A apresentaçom de originais para o Concurso fará-se por correio postal dirigido à sede da Associaçom Cultural O FACHO, R/Frederico Tápia,12-1º 15005 - Corunha. Podendo fazer-se individualmente ou por meio do centro onde curse os seus estudos.
No caso em que sejam os centros escolares os que apresentem os originais ao Concurso, deverám fazer umha pre-selecçom de um máximo de dous trabalhos por categoria, qualquer outro terá que ser apresentado individualmente.

As obras haverem de ser relatos originais e nom estarem editados por nengum procedimento impresso ou electrónico, nem terem sido premiados em qualquer outro concurso ou certame literário e em condiçons para que os seus direitos de publicaçom podam ser cedidos a Associaçom Cultural O FACHO por período de três anos contados a partir do dia da falha do jurado.

Para além da originalidade literária, o júri valorizará a riqueza lingüística e o conhecimento gramatical reflectido nas obras.

Estabelecem-se duas categorias:

Categoria A Crianças de 6 a 12 anos.
Categoria B Crianças e meninas de 13 a 16 anos.

As quantias dos prémios serám as que seguem:
Categoria A: 1º 400 € em efectivo
2º 400 € em efectivo

Categoria B 1º 500 € em efectivo
2º 400 € em efectivo

Cada autor só poderá apresentar umha obra atendo-se aos seguintes limites de extensom:
Categoria A Um máximo de cinco fólios
Categoria B Um máximo de dez fólios

As obras haverem de se apresentar manuscritas ou mecanografadas, encadernadas ou grampadas e levarám por detrás do último folio os seguintes dados:

Nome e apelidos do autor/a.
Endereço e telefone.
Correio electrónico (se o tem).
Centro onde cursa os seus estudos.
Categoria na que participa.

Os prémios serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO em falha que se fará público no mês de Maio.
O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se apresentem e que nom estejam contempladas nestas bases, assim como as dúvidas na sua interpretaçom.
A participaçom neste Concurso implica a aceitaçom das presentes bases.

Na cidade d'A Corunha, mês de Janeiro 2010

O FACHO: As CAIXAS E A CRISE financeira, por Xabier Venze Deza

27-01-2010

Com um salom ateigado de público, o catedrático da USC, Xavier Vence, ofereceu umha interessantíssima palestra sobre a crise fiscal e a sua interelaçom com as Caixas de Aforros galegas.

A exposiçom desenvolta polo conferencista mostrou como o divorcio e a independência da economia financeira da economia produtiva é a cerna da crise que estamos a padecer hoje nas economias capitalistas com as suas consequências de desemprego e miserabilizaçom dos sectores populares da povoaçom. O desastre a que nos abocárom as concepçons neo-liberais da economia com a sua política de nom fiscalizaçom e de potenciaçom da especulaçom financeira.

Centrando-se no aspecto das Caixas de Aforros galegas, desvendou como o desenho do Governador do Banco de Espanha, Fernández Ordoñez, é umha bomba para o desenvolvimento da economia do nosso País, pois nele está nom só o sequestro dos aforros dos galegos cara Madrid, senom também a privatizaçom destas entidades. E como elemento báscular desta política financeira e jungida a mesma, está a sua obsessom por umha maior des regularizaçom dos salários e o aumento de precariedade laboral. Políticas que só conduz a umha maior indigência as classes trabalhadores e um maior enriquecimento as grandes fortunas e constituiçom de outras novas, e junto ao mesmo umha desertizaçom económica e industrial de Galiza com as suas consequências de empobrecimento e emigraçom maciça, tal como leva acontecendo nestas últimas décadas.

O FACHO - Xavier Venze Deza: AS CAIXAS E A CRISE FINANCEIRA.

23-01-2010

Agrupaçom Cultural O Facho
Frederico Tápia 12-1º
15011 A Corunha

A Agrupaçom Cultural “O Facho” d’A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras publicas e abertas do período 2009-10.

Palestra:

O vindouro dia 26 de Janeiro, o Doutor e Professor da U.S.C., Xavier Vence Deza falará dentro do Ciclo, Economia, História e Ciências Sociais. A sua charla versará sobre: As Caixas e a Crise financeira.

Xavier Vence Deza é Catedrático de Economia Aplicada da Universidade de S. Compostela, a vez que é coordenador do grupo de investigaçom ICEDE e da Área de Economia do Seminário de Estudos Galegos. Foi director do IDEGA entre os anos 1991-95. Também tem sido professor convidado em diferentes universidades estrangeiras, a sua vez formou parte em múltiplos projectos de investigaçom europeus; assim mesmo coordenou numerosas investigaçom sobre diferentes aspectos da economia galega.
Autor de umha interessantíssima e amplia obra, tanto em artigos como em livros. Destes últimos sublinhamos: O Fracasso neo-liberal na Galiza, Industria e Inovaçom, Capitalismo e desemprego na Galiza, Integration and global corporate strategies, Innovations, Territoires et politiques publiques, Tempos de Sermos, etc... Com outros autores: Informe sobre a pobreza em Galiza, Salários e custo da vida. A sub-reptícia escalada das desiguales, etc...

Dia: 26 Janeiro 2010 - Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande 21-24 – A Corunha

O FACHO - Clube de leitura

18-01-2010

Clube de leitura

Esta-se a constituir um Clube de leitura na Agrupaçom Cultural O Facho. A primeira juntança fará-se o dia 4 de Fevereiro, as 19 horas no local social do Facho: Frederico Tápia 12-1º-C . Corunha

Contacto com Sol G. Maside: 981.233.953
C.electrónico: solmaside@terra.es

CONCURSO DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA ASOCIAÇOM CULTURAL O FACHO.

16-01-2010

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 Corunha

CONCURSO DE TEATRO INFANTIL CONVOCADO POLA ASOCIAÇOM CULTURAL O FACHO.

Assumindo como próprias as palavras de Juan Ramón Jiménez quando afirmava que “Teatro infantil é aquele que também lhe gosta aos nenos”, a Junta Directiva da Associaçom Cultural O FACHO acordou convocar de novo o Concurso de Teatro Infantil, que, nesta nova etapa, se regerá polas seguintes bases:

1º) Poderám optar ao devandito prémio todas as pessoas que pressentem obras inéditas –em qualquer tipo de suporte- nom representadas, nem premiadas noutros certames e que esteiam escritas em língua galega.

2º) Estabelece-se como prémio único, a ediçom da obra ganhadora, da que o autor ou autora receberá como mínimo o 40% da ediçom..

3º) A obra, que nom poderá exceder os 80 fólios, será presenteada por quintuplicado, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara.

4º) Os originais para o Concurso enviaram-se por correio á sé da Associaçom Cultural O FACHO. R/ Frederico Tápia n.º 12-1º A Corunha (15005) ou a Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal de A Corunha. Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.

5º) O prazo de admissom de originais finaliza o dia 31 de Março de 2010 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.

6º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo está composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito teatral galego: Amalia Gómez, Xosé Manuel Rabón, Francisco Pillado.

7º) O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom

8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.

9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no local de O Facho, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom.:

No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.

10º) Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

Na cidade d’A Corunha, mês de Janeiro 2010

CONCURSO de CONTOS DE NENOS PARA NENOS “CARLOS CASARES” CONVOCADO POLA ASSOCIAÇOM CULTURAL O FACHO

14-01-2010

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Frederico Tápia 12-1º
15005 Corunha

CONCURSO DE CONTOS DE NENOS PARA NENOS “CARLOS CASARES” CONVOCADO POLA ASSOCIAÇOM CULTURAL O FACHO

Recuperados em 2008 os prémios literários que desde os anos sessenta convocou O FACHO e nos que participaram ou ganharam muitos dos escritores e escritoras que hoje fam possível com a sua obra umha literatura galega de qualidade e de grande importância nas letras universais, fai-se a convocaçom para 2010 do Concurso Literário Carlos Casares e em afectuosa homenagem ao primeiro ganhador do Certame de Literatura Infantil no ano 1968 com a sua formosa obra “A galinha azul” que atingiria a honra de ter sido o fito fundacional da bem viçosa Literatura Infantil e Juvenil Galega contemporânea.

BASES DO CONCURSO

Poderem participar crianças e meninas que apresentem as suas obras em língua galega. Os trabalhos apresentados deverám ser originais e inéditos em toda a sua extensom.

O prazo de admissom de originais finaliza o dia 31 de Março de 2010 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.

A apresentaçom de originais para o Concurso fará-se por correio postal dirigido à sede da Associaçom Cultural O FACHO, R/Frederico Tápia,12-1º 15005 - Corunha. Podendo fazer-se individualmente ou por meio do centro onde curse os seus estudos.

No caso em que sejam os centros escolares os que apresentem os originais ao Concurso, deverám fazer umha pre-selecçom de um máximo de dous trabalhos por categoria, qualquer outro terá que ser apresentado individualmente.

As obras haverem de ser relatos originais e nom estarem editados por nengum procedimento impresso ou electrónico, nem terem sido premiados em qualquer outro concurso ou certame literário e em condiçons para que os seus direitos de publicaçom podam ser cedidos a Associaçom Cultural O FACHO por período de três anos contados a partir do dia da falha do jurado.

Para além da originalidade literária, o júri valorizará a riqueza lingüística e o conhecimento gramatical reflectido nas obras.

Estabelecem-se duas categorias:

Categoria A Crianças de 6 a 12 anos.
Categoria B Crianças e meninas de 13 a 16 anos.

As quantias dos prémios serám as que seguem:

Categoria A: 1º 400 € em efectivo
2º 400 € em efectivo

Categoria B 1º 500 € em efectivo
2º 400 € em efectivo

Cada autor só poderá apresentar umha obra atendo-se aos seguintes limites de extensom:

Categoria A Um máximo de cinco fólios
Categoria B Um máximo de dez fólios

As obras haverem de se apresentar manuscritas ou mecanografadas, encadernadas ou grampadas e levarám por detrás do último folio os seguintes dados:

Nome e apelidos do autor/a.
Endereço e telefone.
Correio electrónico (se o tem).
Centro onde cursa os seus estudos.
Categoria na que participa.

Os prémios serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO em falha que se fará público no mês de Maio.

O júri poderá declarar deserto um ou vários dos prémios do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se apresentem e que nom estejam contempladas nestas bases, assim como as dúvidas na sua interpretaçom.

A participaçom neste Concurso implica a aceitaçom das presentes bases.

Na cidade d'A Corunha, mês de Janeiro 2010

1 2 >>

Agrupaçom Cultural O Facho

Agrupaçom Cultural O Facho existe desde o ano 1963 . Nasce da vontade conjunta de umha vintena de estudantes, trabalhadores e profissionais liberais d’A Corunha.
+ info

Agrupaçom Cultural O Facho
Rua: Federico Tapia 12-1º
15005 A Corunha
o_facho_a_cultural@yahoo.com.br

Ligações

Busca

Ferramentas do usuário

Feeds XML

powered by b2evolution