O FACHO: Acto da entrega dos Prémios Literários do ano 2018

02-06-2018

O FACHO: Acto da entrega dos Prémios Literários do ano 2018

No dia 1 de Junho do ano que corre, num acto de grande emoçom fizo-se a entrega dos prémios literários convocados pola nossa associaçom. O presidente d?O Facho, J. Alberte Corral Iglesias, deu as graças a todos os presentes, em particular a todas a nenas e nenos que concursárom da mesma forma expressou a felicitaçom em nome da nossa Entidade as nenas premiadas: Marta Rodríguez González, Andrea Ramos Casal, Mariña García Iglesias, María Carballo Rodríguez. Igualmente declarou o reconhecimento d?O Facho à autora premiada no Concurso de Teatro Infantil, Adela Clorinda Figueroa Panisse, pressente no evento.

No momento da entrega dos diploma do concurso Contos de Nenos para Nenos, as autoras premiadas fôrom agasalhadas com a gratificaçom monetária correspondente assi como com umha pequena biblioteca com livros de diversos autores galegos. O membro do júri, Lois Dieguez, enternecido falou para as novas literatas agradecendo a qualidade dos seus escritos, e demando-lhes que continuem escrevendo dada a sua imaginaçom e potente escritura.

O poeta premiado, Daniel Barral Calvo, no certame deste ano nom pudo acudir por estar dando exame em Barcelona, mas enviou um vídeo para comunicar a seu agradecimento por ser sido premiado à vez que leu dous poemas da obra premiada. O membro do júri, Fernando Díaz-Castroverde, resenhou a madures assi como a grande qualidade do texto galardoado.

Manuel Lourenzo, membro do júri de teatro, alabou o texto premiado polo excelente cuido da língua levado a cabo pola autora do texto, e recomendou encarecidamente a sua representaçom. A dramaturga manifestou a sua gratitude polo reconhecimento e lembrou ao seu neto colaborador na criaçom da peça teatral.

A Agrupaçom Cultural O Facho através do seu presidente, J. Alberte Corral Iglesias, exteriorizou o reconhecimento e a gratitude ao narrador, Xabier Docampo, sócio e dinamizador dos concursos literários da nossa Agrupaçom nestes momentos de tristeza polo seu estado de saude.

Ao findar o sucesso houvo um convite para os premiados e acompanhantes.

Full story »

O FACHO: Entrega dos Prémios Literários do ano 2018

30-05-2018

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021 / N. I. 1966/000008-1ª
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

Entrega dos Prémios Literários do ano 2018

1 Junho 2018

A Agrupaçom Cultural O Facho convida assistir à entrega dos prémios literários convocados pola nossa associaçom consistentes em umha quantidade em metálico e umha biblioteca doada polas editoriais: LaiaoVento, Sotelo Branco, Xerais, Galaxia, Baia, Toxos Outos. A realizaçom do acto efectuara-se em Portas Ártabras, às sete e meia do serám do dia 1 de Junho do ano que corre. Ao final do evento haverá um pequeno refrigério.

Concurso de Contos de nenos para nenos

Premios da Categoría A (Nenos e nenas de 9 a 12 anos):
Primeiro prémio: O orfanato de Marta Rodríguez González
Segundo prémio: A fábrica de nubes de Andrea Ramos Casal

Premios da categoría B. (Rapaces e rapazas de 13 a 16 anos):
Primeiro prémio: A princesiña peideira de Mariña García Iglesias
Segundo prémio: Catro segundos de María Carballo Rodríguez (Corunha)

Concurso de Poesia
Obra Ganhadora: Dialética. Autor: Daniel Barral Calvo

Concurso de Teatro Infantil
Obra Ganhadora: Pingas. Autora: Adela Clorinda Figueroa Panisse

Dia: 01 de Junho do 2018 - Hora: 7,30 do serám
Local: Portas Ártabras . Rua Sinagoga 22
Cidade Velha ? Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

O FACHO: Resenha da oferenda floral no monumento a Curros Henriques com o galho das Letras Galegas do ano 2018

09-05-2018

O FACHO: Resenha da oferenda floral no monumento a Curros Henriques com o galho das Letras Galegas do ano 2018

Com o galho das Letras Galegas, a Agrupaçom Cultural O Facho realizou a tradicional oferenda floral nos jardins de Mendes Nunes diante do monumento a Curros Henriques em lembrança de todos aqueles que fizérom que da cultura galega umha constante e permanente jeira na construçom da liberdade do povo galego. O evento tivo lugar o dia 8 de Maio, às 12 1/2 da manhá.

Muitos dos assistentes lêrom poemas de autores e autoras galegas. Findando o acto o alcalde da Corunha fizo umha curta dissertaçom, para logo os todos os presentes cantar o hino galego.

O FACHO: María Victoria Moreno: o compromiso coa lingua e as liberdades e O Facho por Marilar Aleixandre

09-05-2018

O FACHO: María Victoria Moreno: o compromiso coa lingua e as liberdades e O Facho por Marilar Aleixandre

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021 / N. I. 1966/000008-1ª
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

O passado dia 8 de Maio, a catedrática e académica da RAG, Marilar Aleixandre intervéu dentro do ciclo Língua, Literátura, e Naçom . A sua exposiçom versou sobre María Victoria Moreno: o compromiso coa lingua e as liberdades e O Facho . María Victoria Moreno é a figura homenageada neste ano com o galho das Letras Galegas.

Marilar Aleixandre mostrou numha significativa exposiçom o processo de identificaçom com a cultura e língua do País realizado por Victoria Moreno, depois de tomar Pontevedra como cidade de residencia. E como neste compromisso a existência do concurso literario d'O Facho, Contos para nenos foi fulcral nom só como iniciador a literatura infantil galega, senom também como facilitou que futuros escritores como a figura homenageada fizeram da língua galega a sua língua comum e veicular.

Ao findar a conferencia, o palestrista mantivo um interessante debate.
O FACHO: Oferenda floral no monumento a Curros Henriques com o galho das Letras Galegas do ano 2018

09-05-2018

Agrupaçom Cultural O Facho G-15037021 / N. I. 1966/000008-1ª
Apartado de Correios nº 46 O.P. - Corunha

Oferenda floral no monumento a Curros Henriques com o galho das Letras Galegas do ano 2018

08 de Maio 2018

Com o galho das Letras Galegas, a Agrupaçom Cultural O Facho convida assistir à tradicional oferenda floral diante do monumento a Curros Henriques. O evento terá lugar o dia 8 de Maio, às 12 e 1/2 da manhá, nos jardins de Mendes Nunes da Corunha em lembrança de todos aqueles que fizérom da cultura galega umha constante e permanente jeira na construçom da liberdade do povo galego.
Solicitamos aos assistentes, se o tenhem a bem, leiam um poema ou pequeno texto de qualquer autor ou autora galega da sua escolha.

Que os pardais corram aos falcons.
Saúdinha e cante o melro.
J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

O FACHO: Marilar Aleixandre - María Victoria Moreno: o compromiso coa lingua e as liberdades e O Facho

09-05-2018

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021 / N. I. 1966/000008-1ª
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho a bem convidar à conferência que o vindouro dia 8 de Maio, terça (martes), catedrática e académica da RAG, Marilar Aleixandre falará sobre a figura homenageada neste ano com o galho das Letras Galegas. A sua palestra intitula-se ?María Victoria Moreno: o compromiso coa lingua e as liberdades e O Facho?

Marilar Aleixandre, nome literário de María Pilar Jiménez Aleixandre é professora na USC. Chegou a Vigo nos anos 70 como professora de ensino médio. Nessa cidade participou na loita contra a tirania clerical-fascista do franquismo e co-fundora a primeira associaçom feminista galega. Assi mesmo foi pioneira no uso do galego no ensino das ciências. O primeiro relato que escreveu em galego foi um conto sobre vampiros, sendo o germolo de Agardando polos morcegos. Logo vinhérom A formiga coxa, a sua primeira novela de literatura infantil, e A expedición do Pacífico. Ademais de destacar como autora de literatura infantil e juvenil também escreveu para adultos. Foi finalista do Premio Xerais de Novela com Tránsito dos Gramáticos. Publicou o libro de relatos Lobos nas illas, sobre as difíceis relaçons familiares, etc...Boa parte da sua obra narrativa está traduzida a outras línguas. Traduziu do inglês para o galego o poemário Muller ceiba, A caza do Carbairán, etc... Assi mesmo é umha reconhecida poeta.
Que os pardais corram os falcons. Saúdinha e cante o melro.
Dia: 8 de Maio 2018 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras . Rua Sinagoga 22

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

O FACHO: Carlos Barros Guimaráns - Vencedores e vencidos na revolta irmandinha

25-04-2018

O FACHO: Carlos Barros Guimaráns - Vencedores e vencidos na revolta irmandinha

O passado dia 24 de Abril, o professor de Historia, Carlos Barros Guimaráns, compartilhou com o numeroso público assistente a sua conferência organizada dentro do ciclo, Economía, Historia e C.C. Sociais: Vencedores e vencidos na revolta irmandinha

Na sua rica exposiçom o conferenciante salientou a situaçom de agressom e opressom na que se achavam as classes populares galegas por parte dos senhores feudais a mediados do século XV no Reino da Galiza, o que motivou o levantamento destas classes contra a oligarquia feudal, composta por prelados e os grandes senhores. Salientou o triunfo dos irmandinhos nom só por sere capazes de criar umha estrutura de governo para todo o país durante dous anos através da Junta Irmandinha, e como na contra-revolta levada a cabo polos oligarcas feudais, e estes fôrom incapazes de tomar as cidades e vilas. Practicamente todas as torres e castelos fôrom derrubados polos alçados, o que é mostra do êxito da Revolta Irmandinha.
Ao findar a palestra houvo um distendido colóquio com o público assistente.

O FACHO: "Vencedores e vencidos na revolta irmandinha" por Carlos Barros Guimaráns

18-04-2018

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021 / N. I. 1966/000008-1ª
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2017/18

Palestra

O vindouro dia 24 de Abril, terça (martes), o professor de Historia, Carlos Barros Guimaráns, há falar dentro do ciclo,Economía, Historia e C.C. Sociais. A sua exposiçom versará sobre: "Vencedores e vencidos na revolta irmandinha"

Barros Guimaráns, é historiador especialista na Historia Medieval da Galiza. É formado em Engenharia Técnica Industrial e licenciou-se em Geografia e Historia na USC. Obtivo o doutoramento com a tese, Mentalidad y revuelta en la Galicia irmandiña: favorables y contrarios. Actualmente exerce como professor de Hª Medieval na USC. Formou parte do PCG, e foi membro do seu Comité Central e Secretario de relaçons políticas. Assi mesmo é coordenador do Grupo de Investigaçons Historiográficas de la USC, e director-fundador de la Reda Académica Internacional "Historia a Debate". Entre a sua obra podemos sublinhar: A mentalidade xusticieira dos irmandiños, ¡Viva el-Rei! Ensaios medievais, Historiografía fin de siglo, etc....

Dia: 24 de Abril 2018 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras . Rua Sinagoga 22

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupaçom Cultural O Facho
Para ajudas e aportaçons económicas: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421
As conferências podem ser ouvidas em: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

O FACHO: Filipe Seném López Gómez - O Espólio cultural galego

18-04-2018

O FACHO: Filipe Seném López Gómez - O Espólio cultural galego

O passado dia 17 de Abril, terça (martes), o arqueólogo e investigador Filipe Seném López Gómez ofereceu a sua palestra ?O Espólio cultural galego? dentro do ciclo, Economia, História e C.C. Sociais organizado pola nossa Agrupaçom.

O arqueólogo e investigador Filipe Seném fizo umha detalhada exposiçom do abandono e espólio em que se acha nom só património imaterial do nosso Pais, senom assi mesmo como a nugalha das autoridades político-culturais responsáveis do seu cuido e mantimento, incumprem as suas obrigas quando nom som cúmplices do desleigo histórico-cultural expressado no abandono dos artefactos arqueológicos que nos construírom com povo e país.

Depois da sua ricaz exposiçom o conferencista mantivo umha interessante palestra com o público assistente.

O FACHO: Calendário de conferencias 1º trimestre 2018/19

09-04-2018

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021 / N. I. 1966/000008-1ª
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

Calendário de conferencias 1º trimestre 2018/19

2018-10-09 ? 8 p.m.
Bernardo Máiz Vázquez Historiador
?Resistência, guerrilha e repressom?

2018-10-16 ? 8 p.m.
Alexandre Ballesteros Ron Professor Economia USC
?Sistema Fiscal Galego-Cupo?

2018-10-23 ? 8 p.m.
Isabel Aguirre
?Integraçom Paisagista dos Valados na Galiza"

2018-11-06 ? 8 p.m.
Cilla Lourenzo Modia Professora UDC
?A génese do Teatro Independente Galego: a conquista da identidade"

2018-11-15 ? 8 p.m.

Júlio Prada Rodriguez Professor de Histórica Contemporânea na Universidade de Vigo -Ourense
"Marchárom com todo. A repressom económica em Galiza durante o primeiro franquismo".

2018-11-27 ? 8 p.m.

Manuel Vilar Álvares ? Antropólogo
?A Fisterra, umha terra mágica?

2018-12-11 ? 8 p.m.
Fernando López-Acunha López
?O Orfeom corunhes nº 4 e o Himno Galego?

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 ... 55 >>

Agrupaçom Cultural O Facho

Agrupaçom Cultural O Facho existe desde o ano 1963. Nasce da vontade conjunta de umha vintena de estudantes, trabalhadores e profissionais liberais d?A Corunha. A ideia é originaria dos daquela hora estudantes de bacharelato, Henrique Harguindey, André Salgueiro, e Xosé Luis Carneiro; respondendo ao seu chamamento posteriormente somárom-se entre outros: Eduardo Martínez, Henrique Iglesias, X. Alberte Corral, Xosé L. Rodríguez, etc... É a primeira agrupaçom de resistência cultural criada numha cidade do Pais polos seus cidadaos, já que O Galo é conformada por estudantes universitários de todo o Pais em Compostela, naquelas datas era a única cidade galega com Universidade. O grupo nasceu cos sinais de identidade da resistência contra o franquismo e da defesa da plena valia da língua e da cultura galega. Existia unha claríssima vocaçom política do que se fazia precisamente porque essa era toda a actividade publica com repercussons políticas que se podia fazer. A defesa da cultura e a língua galega é a cerna do que-fazer d?O Facho, que passou de fazer cultura de resistência nos anos da longa noite de pedra a se constituir hoje numha autentica mostra de resistência da cultura. Desde os primeiros momentos O Facho destaca-se com os seus cursos de língua com apoio de alguns exemplares da ?Gramática do idioma galego? de Manuel Lugrís Freire. Estes cursos tivérom umha importância mui grande na Corunha;. Daquela o galego nom se escrevia apenas e estava expulso da sociedade ?bem pensante?, nem sequer tinha secçom galego a faculdade de Filologia de Compostela. Umha das figuras fundamentais dos cursos foi D. Leandro Carré Alvarellos quem dirigiu esta actividade. Os ciclos dedicados á cultura galega, os encontros nos que se tratava economia e sociedade, os concursos literários. O seu grupo de teatro criado nas primeira datas de existência da Agrupaçom do quem eram responsáveis Manuel Lourenzo, e Francisco Pillado, foi dos pioneiros em representar obras no nosso idioma, tanto de autores galegos como de outras nacionalidades ( Brecht, Ionesco...). Na actualidade, O Facho é consciente dos desafio culturais do século XXI. Agora há que tentar ver o significado que pode ter hoje o sermos galegos num mundo globalizado. A ideia básica é que sermos galegos agora implica ser dumha maneira concreta numha sociedade mundial. Entre as iniciativas mais recentes é a criaçom do Facho de Ouro, um prémio para reivindicar galegos, o que amossa a própria agrupaçom é unha cultura que resiste. d’A Corunha.
+ info

Agrupaçom Cultural O Facho
Apartado de Correios n.º 46, Oficina Principal da Coruña
o_facho_a_cultural@yahoo.com.br

Busca

  Feeds XML

Ferramentas de administraçom

powered by b2evolution