O FACHO: Isabel Aguirre ?Integraçom Paisagista dos Valados na Galiza"

14-10-2018

Agrupaçom Cultural O Facho
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

Palestra

O vindouro dia 23 de Outubro, ex-professora da U.D.C. e de outras universidades, Isabel Aguirre, intervirá dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social. A sua charla versará sobre ?Integraçom Paisagista dos Valados na Galiza". O acto realizara-se às 8 do serám em Portas Ártabras, Rua Sinagoga 22-Cidade Velha.
Isabel Aguirre é arquitecta pola Universidade da Coruña e dirige a Escola Galega da Paisagem da Fundaçom Juana de Vega. Foi Prémio Nacional de Arquitectura ?Manuel de la Dehesa? reabilitaçom do Parque de Bonaval em Compostela, junto co arquitecto português Álvaro Siza. Assi mesmo foi galardoada também com o Prémio Europeu de Intervençom no Património Arquitectónico polo seu trabalho de recuperaçom paisagista do entorno do Mosteiro de Caaveiro.

É membro do Comité de Directores da Escola do European Council of Landscape Architecture Schools e expujo a sua obra na Universidade de Harvard EEUU na exposiçom ?Os 15 melhores Paisagistas de Europa? no ano 2000. Ademais, encargou-se das obras dos projectos dos Parques Oeste Vale/Grande e Parque Sur en Lisboa, e do projecto de reabilitaçom de Illa do Cobo ou A Illa das Esculturas em Pontevedra.
Foi nomeada presidenta da Irmandade da Ribeira Sacra, cuja finalidade é promover, recuperar e salvaguardar os valores culturais, históricos e paisagísticos da Ribeira Sacra.

Data: 23 de Outubro 2018
Hora: 8 do serám ? Rua Sinagoga 22
Portas Ártabras ? Cidade Velha

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Blogue: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho
Para ajudas e aportaçons económicas
Caixa Rural: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421

O FACHO: Facho d'Ouro - Manuel Lourenço Pérez

14-10-2018

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021 / N. I. 1966/000008-1ª
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

**Facho d?Ouro**

A Directiva da Agrupaçom Cultural O Facho decidiu entregar o Facho de Ouro do 2018 ao homem de bem, dramaturgo e investigador, Manuel Lourenzo Pérez, como mostra de reconhecimento a toda umha vida dedicada à cultura do País e ao povo galego. O acto cívico será acompanhado dumha ceia-homenagem que se celebrará o sábado, dia 15 de Dezembro, às 21 horas no Hotel Riaçor d?A Corunha.

Manuel Lourenço creia na cidade da Corunha junto com Francisco Pillado o Grupo de Teatro O Facho, que marca o inicio do Teatro Independente Galego. Em 1967 funda o Grupo Teatro Circo o qual marca um fito dentro da Historia do Teatro Galego. Em 1978 constitui com Francisco Pillado a Escola Dramática Galega, e co-dirige com este autor os Cadernos da Escola Dramática Galega.
Em 1979 publica, igualmente em co-autoría com Pillado Mayor, a monografia O Teatro Galego, livro pioneiro e ainda hoje de referencia dentro do ámbito do estudo da dramática. Por outra parte, em 1980 forma a Compañia Teatral Luís Seoane, em 1981 recebe com Pillado um prémio outorgado pola Aula de Teatro da USC. Também em 1981, e junto com Francisco Pillado, funda a editorial Castrodouro. No ano 1998 junto com Santiago Fernández creia a escola teatral Casahamlet.
O homenageado tem umha longa trajectória como actor sobre as tábuas e também tem participado em diferentes series de televisom (Fariña, Mareas Vivas, Matalobos...) e também no cinema (Entre Bateas).
A Junta Directiva Na Corunha, 9 de Outubro 2018

Preço por pessoa: 30 ?.
Para se inscrever e reservar lugar escrever a:
o_facho_a_cultural@yahoo.com.br;
o_facho_a_corunha@yahoo.com.br;
o_facho_a_cultural@sapo.pt

O FACHO: ?Resistência, guerrilha e repressom na Galiza no período franquista" por Bernardo Máiz Vázquez

10-10-2018

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021 / N.I.1966/000008-1ª
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o a assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2018-19

Palestra

O vindoiro dia 09 de Outubro, o historiador e investigador, Bernardo Máiz Vázquez falará dentro do ciclo, Economia, História e, Realidade Social com a sua palestra intitulada: ?Resistência, guerrilha e repressom? O acto realizara-se em Portas Ártabras, Cidade Velha, às 8 do serám. Ao findar a mesma departirá com os assistentes sobre o exposto na conferencia.

Máiz Vázquez, é Lcdo. em Geografia e História e Doutor em História Contemporânea. Foi professor de secundaria e catedrático jubilado. Forma parte do Colectivo "Memoria Histórica Democrática", com que esculca na mecânica da repressom franquista na Galiza. Dende 1977 vem investigando na história da Galiza resistente e no património marítimo galego. Entre as suas destacam: ?Galicia na IIª República e baixo o franquismo?, ?Memoria-Catálogo das publicacións galegas antifranquistas?, ?Resistencia, guerrilla e represión. Causas e Consellos de Guerra. Ferrol?. ?O marco lexislativo represivo do franquismo?,?Castelo de San Felipe. Cárcere e morte? . ?Amada García e os seus arredores ?
No medio audiovisual, con Agustín Fernández Paz guiom de ?Xan de Xenaro, memoria de 32 anos?. Foi também assessor histórico das películas A cidade da selva , A mariñeira de Quilmas, As silenciadas.
Recebeu em 2010 o prémio Manuel Murguía ao Labor e Mérito Historiográficos, outorgado pola Associaçom Galega de Historiadores. É assi mesmo autor de vários guions de vídeo e para TV. Tem colaborado (e colabora) com iniciativas cidadás e sindicais.

Dia: 09 de Outubro 2018 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22 ? Cidade Velha

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d'O Facho

Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos em Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Blogue: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho
Para ajudas e aportaçons económicas: Conta: ES02.3070.0044.58.6090453421

O FACHO: Bernardo Máiz Vázquez - "Resistência, guerrilha e repressom na Galiza no período franquista"

10-10-2018

Encetando a nova jeira de palestras 2018/19 organizadas pola nossa Agrupaçom, o dia 9 de Outubro do ano que corre, o historiador e investigador Bernardo Máiz Vázquez intervéu dentro do ciclo Economía, Historia e C.C. Sociais. A sua exposiçom versou sobre: ?Resistência, guerrilha e repressom na Galiza no período franquista?

Na sua ricaz exposiçom o conferenciante salientou como desde o mesmo começo do golpe de Estado clerical-fascista iniciou-se umha resistência armada na Galiza, sendo a mais importante e numerosa de todo o território do Estado espanhol. Esta guerrilha composta por distintos militantes de partidos políticos e sindicatos (Comunistas, Anarquistas, Socialistas, Republicanos, etc...) fôrom artelhadas polo Partido Comunista até o ano 1950, quando toma-se o acordo de abandonar a "Democracia Armada" na procura de outras alternativas políticas e sindicais de resistência contra a barbarie franquista.

Ao findar a palestra houvo um distendido colóquio com o público assistente.

O FACHO: Acto da entrega dos Prémios Literários do ano 2018

02-06-2018

O FACHO: Acto da entrega dos Prémios Literários do ano 2018

No dia 1 de Junho do ano que corre, num acto de grande emoçom fizo-se a entrega dos prémios literários convocados pola nossa associaçom. O presidente d?O Facho, J. Alberte Corral Iglesias, deu as graças a todos os presentes, em particular a todas a nenas e nenos que concursárom da mesma forma expressou a felicitaçom em nome da nossa Entidade as nenas premiadas: Marta Rodríguez González, Andrea Ramos Casal, Mariña García Iglesias, María Carballo Rodríguez. Igualmente declarou o reconhecimento d?O Facho à autora premiada no Concurso de Teatro Infantil, Adela Clorinda Figueroa Panisse, pressente no evento.

No momento da entrega dos diploma do concurso Contos de Nenos para Nenos, as autoras premiadas fôrom agasalhadas com a gratificaçom monetária correspondente assi como com umha pequena biblioteca com livros de diversos autores galegos. O membro do júri, Lois Dieguez, enternecido falou para as novas literatas agradecendo a qualidade dos seus escritos, e demando-lhes que continuem escrevendo dada a sua imaginaçom e potente escritura.

O poeta premiado, Daniel Barral Calvo, no certame deste ano nom pudo acudir por estar dando exame em Barcelona, mas enviou um vídeo para comunicar a seu agradecimento por ser sido premiado à vez que leu dous poemas da obra premiada. O membro do júri, Fernando Díaz-Castroverde, resenhou a madures assi como a grande qualidade do texto galardoado.

Manuel Lourenzo, membro do júri de teatro, alabou o texto premiado polo excelente cuido da língua levado a cabo pola autora do texto, e recomendou encarecidamente a sua representaçom. A dramaturga manifestou a sua gratitude polo reconhecimento e lembrou ao seu neto colaborador na criaçom da peça teatral.

A Agrupaçom Cultural O Facho através do seu presidente, J. Alberte Corral Iglesias, exteriorizou o reconhecimento e a gratitude ao narrador, Xabier Docampo, sócio e dinamizador dos concursos literários da nossa Agrupaçom nestes momentos de tristeza polo seu estado de saude.

Ao findar o sucesso houvo um convite para os premiados e acompanhantes.

Full story »

O FACHO: Entrega dos Prémios Literários do ano 2018

30-05-2018

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021 / N. I. 1966/000008-1ª
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

Entrega dos Prémios Literários do ano 2018

1 Junho 2018

A Agrupaçom Cultural O Facho convida assistir à entrega dos prémios literários convocados pola nossa associaçom consistentes em umha quantidade em metálico e umha biblioteca doada polas editoriais: LaiaoVento, Sotelo Branco, Xerais, Galaxia, Baia, Toxos Outos. A realizaçom do acto efectuara-se em Portas Ártabras, às sete e meia do serám do dia 1 de Junho do ano que corre. Ao final do evento haverá um pequeno refrigério.

Concurso de Contos de nenos para nenos

Premios da Categoría A (Nenos e nenas de 9 a 12 anos):
Primeiro prémio: O orfanato de Marta Rodríguez González
Segundo prémio: A fábrica de nubes de Andrea Ramos Casal

Premios da categoría B. (Rapaces e rapazas de 13 a 16 anos):
Primeiro prémio: A princesiña peideira de Mariña García Iglesias
Segundo prémio: Catro segundos de María Carballo Rodríguez (Corunha)

Concurso de Poesia
Obra Ganhadora: Dialética. Autor: Daniel Barral Calvo

Concurso de Teatro Infantil
Obra Ganhadora: Pingas. Autora: Adela Clorinda Figueroa Panisse

Dia: 01 de Junho do 2018 - Hora: 7,30 do serám
Local: Portas Ártabras . Rua Sinagoga 22
Cidade Velha ? Corunha

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

O FACHO: Resenha da oferenda floral no monumento a Curros Henriques com o galho das Letras Galegas do ano 2018

09-05-2018

O FACHO: Resenha da oferenda floral no monumento a Curros Henriques com o galho das Letras Galegas do ano 2018

Com o galho das Letras Galegas, a Agrupaçom Cultural O Facho realizou a tradicional oferenda floral nos jardins de Mendes Nunes diante do monumento a Curros Henriques em lembrança de todos aqueles que fizérom que da cultura galega umha constante e permanente jeira na construçom da liberdade do povo galego. O evento tivo lugar o dia 8 de Maio, às 12 1/2 da manhá.

Muitos dos assistentes lêrom poemas de autores e autoras galegas. Findando o acto o alcalde da Corunha fizo umha curta dissertaçom, para logo os todos os presentes cantar o hino galego.

O FACHO: María Victoria Moreno: o compromiso coa lingua e as liberdades e O Facho por Marilar Aleixandre

09-05-2018

O FACHO: María Victoria Moreno: o compromiso coa lingua e as liberdades e O Facho por Marilar Aleixandre

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021 / N. I. 1966/000008-1ª
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

O passado dia 8 de Maio, a catedrática e académica da RAG, Marilar Aleixandre intervéu dentro do ciclo Língua, Literátura, e Naçom . A sua exposiçom versou sobre María Victoria Moreno: o compromiso coa lingua e as liberdades e O Facho . María Victoria Moreno é a figura homenageada neste ano com o galho das Letras Galegas.

Marilar Aleixandre mostrou numha significativa exposiçom o processo de identificaçom com a cultura e língua do País realizado por Victoria Moreno, depois de tomar Pontevedra como cidade de residencia. E como neste compromisso a existência do concurso literario d'O Facho, Contos para nenos foi fulcral nom só como iniciador a literatura infantil galega, senom também como facilitou que futuros escritores como a figura homenageada fizeram da língua galega a sua língua comum e veicular.

Ao findar a conferencia, o palestrista mantivo um interessante debate.
O FACHO: Oferenda floral no monumento a Curros Henriques com o galho das Letras Galegas do ano 2018

09-05-2018

Agrupaçom Cultural O Facho G-15037021 / N. I. 1966/000008-1ª
Apartado de Correios nº 46 O.P. - Corunha

Oferenda floral no monumento a Curros Henriques com o galho das Letras Galegas do ano 2018

08 de Maio 2018

Com o galho das Letras Galegas, a Agrupaçom Cultural O Facho convida assistir à tradicional oferenda floral diante do monumento a Curros Henriques. O evento terá lugar o dia 8 de Maio, às 12 e 1/2 da manhá, nos jardins de Mendes Nunes da Corunha em lembrança de todos aqueles que fizérom da cultura galega umha constante e permanente jeira na construçom da liberdade do povo galego.
Solicitamos aos assistentes, se o tenhem a bem, leiam um poema ou pequeno texto de qualquer autor ou autora galega da sua escolha.

Que os pardais corram aos falcons.
Saúdinha e cante o melro.
J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

O FACHO: Marilar Aleixandre - María Victoria Moreno: o compromiso coa lingua e as liberdades e O Facho

09-05-2018

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021 / N. I. 1966/000008-1ª
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

A Agrupaçom Cultural O Facho a bem convidar à conferência que o vindouro dia 8 de Maio, terça (martes), catedrática e académica da RAG, Marilar Aleixandre falará sobre a figura homenageada neste ano com o galho das Letras Galegas. A sua palestra intitula-se ?María Victoria Moreno: o compromiso coa lingua e as liberdades e O Facho?

Marilar Aleixandre, nome literário de María Pilar Jiménez Aleixandre é professora na USC. Chegou a Vigo nos anos 70 como professora de ensino médio. Nessa cidade participou na loita contra a tirania clerical-fascista do franquismo e co-fundora a primeira associaçom feminista galega. Assi mesmo foi pioneira no uso do galego no ensino das ciências. O primeiro relato que escreveu em galego foi um conto sobre vampiros, sendo o germolo de Agardando polos morcegos. Logo vinhérom A formiga coxa, a sua primeira novela de literatura infantil, e A expedición do Pacífico. Ademais de destacar como autora de literatura infantil e juvenil também escreveu para adultos. Foi finalista do Premio Xerais de Novela com Tránsito dos Gramáticos. Publicou o libro de relatos Lobos nas illas, sobre as difíceis relaçons familiares, etc...Boa parte da sua obra narrativa está traduzida a outras línguas. Traduziu do inglês para o galego o poemário Muller ceiba, A caza do Carbairán, etc... Assi mesmo é umha reconhecida poeta.
Que os pardais corram os falcons. Saúdinha e cante o melro.
Dia: 8 de Maio 2018 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras . Rua Sinagoga 22

J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 ... 55 >>

Agrupaçom Cultural O Facho

Agrupaçom Cultural O Facho existe desde o ano 1963. Nasce da vontade conjunta de umha vintena de estudantes, trabalhadores e profissionais liberais d?A Corunha. A ideia é originaria dos daquela hora estudantes de bacharelato, Henrique Harguindey, André Salgueiro, e Xosé Luis Carneiro; respondendo ao seu chamamento posteriormente somárom-se entre outros: Eduardo Martínez, Henrique Iglesias, X. Alberte Corral, Xosé L. Rodríguez, etc... É a primeira agrupaçom de resistência cultural criada numha cidade do Pais polos seus cidadaos, já que O Galo é conformada por estudantes universitários de todo o Pais em Compostela, naquelas datas era a única cidade galega com Universidade. O grupo nasceu cos sinais de identidade da resistência contra o franquismo e da defesa da plena valia da língua e da cultura galega. Existia unha claríssima vocaçom política do que se fazia precisamente porque essa era toda a actividade publica com repercussons políticas que se podia fazer. A defesa da cultura e a língua galega é a cerna do que-fazer d?O Facho, que passou de fazer cultura de resistência nos anos da longa noite de pedra a se constituir hoje numha autentica mostra de resistência da cultura. Desde os primeiros momentos O Facho destaca-se com os seus cursos de língua com apoio de alguns exemplares da ?Gramática do idioma galego? de Manuel Lugrís Freire. Estes cursos tivérom umha importância mui grande na Corunha;. Daquela o galego nom se escrevia apenas e estava expulso da sociedade ?bem pensante?, nem sequer tinha secçom galego a faculdade de Filologia de Compostela. Umha das figuras fundamentais dos cursos foi D. Leandro Carré Alvarellos quem dirigiu esta actividade. Os ciclos dedicados á cultura galega, os encontros nos que se tratava economia e sociedade, os concursos literários. O seu grupo de teatro criado nas primeira datas de existência da Agrupaçom do quem eram responsáveis Manuel Lourenzo, e Francisco Pillado, foi dos pioneiros em representar obras no nosso idioma, tanto de autores galegos como de outras nacionalidades ( Brecht, Ionesco...). Na actualidade, O Facho é consciente dos desafio culturais do século XXI. Agora há que tentar ver o significado que pode ter hoje o sermos galegos num mundo globalizado. A ideia básica é que sermos galegos agora implica ser dumha maneira concreta numha sociedade mundial. Entre as iniciativas mais recentes é a criaçom do Facho de Ouro, um prémio para reivindicar galegos, o que amossa a própria agrupaçom é unha cultura que resiste. d’A Corunha.
+ info

Agrupaçom Cultural O Facho
Apartado de Correios n.º 46, Oficina Principal da Coruña
o_facho_a_cultural@yahoo.com.br

Busca

  Feeds XML

Ferramentas de administraçom

powered by b2evolution