O Facho: Prémios Literários do ano 2022

29-06-2022

Agrupaçom Cultural O Facho
G-15037021 / N. I. 1966/000008-1ª
Apartado de Correios nº 46 O.P.
Corunha

Prémios Literários do ano 2022

28 Junho 2018

Ressoluçom dos concursos anuais da Agrupaçom Cultural O Facho:

Concurso de Teatro Infantil

Obra Ganhadora: Ícaras. Autor: Carlos Labraña

Concurso de Poesia

Desserto

Concurso de Contos de nenos para nenos

Prémios da Categoria A (Nenos e nenas de 9 a 12 anos):
Desserto

Prémios da categoria B. (Rapaces e rapazas de 13 a 16 anos):
Desserto

Nota. Achamos que a declaraçom ?dessertos? dos prémios de contos e de poesia vem determinada por os problemas que tivemos com unha das contas de correios ao ser ameaçada e mesmo bloqueada, impossibilitando uma comunicaçom efectiva com os centros.
Assim mesmo, levamos dous anos sem concursos, por mor da pandémia provocada por a Covid-19, feito que fixo diminuír a participaçom.
Procuraremos arranjar estes problemas nas próximas comunicaçoms.

Agrupaçom Cultural O Facho

?Publicarmos em galego na Galiza, Portugal, Brasil? por Carlos Garrido Rodríguez

09-02-2022

O passado dia 8 de Fevereiro, terça (martes), o ensaísta e professor, Carlos Garrido Rodríguez falou dentro do ciclo, Língua, Literatura e Naçom, organizado pola nossa Agrupaçom. A sua palestra versou sobre: ?Publicarmos em galego na Galiza, Portugal, Brasil?
Na sua exposiçom apoiada em imagens didácticas, Carlos Garrido centrou-se no contraste e semelhanças entre o galego-portugués falado na Galiza, Portugal, e Brasil, mostrando como a existência d?umha ortografia afim as três expressões linguísticas facilita o desenvolvimento do conhecimento dos distintos saberes nos amplos territorios no que a mesma língua utilizada.
Ao findar a sua exposiçom, o conferencista mantivo um interessante debate.

CONVOCATÓRIA DO CONCURSO DE TEATRO INFANTIL O FACHO 2022

30-01-2022

Agrupaçom Cultural O Facho
Caixa de Correios n.º 46,
Oficina Principal d'A Crunha

CONCURSO DE TEATRO INFANTIL 2022 CONVOCADO POLA AGRUPAÇOM CULTURAL O FACHO.

Assumindo como próprias as palavras de Juan Ramón Jiménez quando afirmava que ?Teatro infantil é aquele que também lhe gosta aos nenos?, a Agrupaçom Cultural O FACHO acordou convocar o Concurso de Teatro Infantil 2022, que se regerá polas seguintes bases:
1º) Poderám optar ao devandito prémio qualquer pessoa, sem restriçom, sempre que a obra seja inédita e redigida em língua galega, -em qualquer norma ortográfica (AGAL, PADROM, RAG)- nom representadas, nem premiadas noutros certames.
2º) Estabelece-se como prémio único de 450 ? e umha biblioteca de livros de teatro.
3º) A obra, que nom poderá exceder os 80 fólios, será apresentada por triplicado, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara.
4º) Os originais para o Concurso enviaram-se por correio à:
Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal d'A Crunha.
Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos, correio eletronico e telefone do autor ou autora.
5º) O prazo de admissom de originais finda o dia 15 de Abril do 2022 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.
6º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo está composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito teatral galego.
7º) O júri poderá declarar deserto o prémio do concurso e será o que deverá resolver aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as dúvidas que podam existir na sua interpretaçom.
8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.
9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom. No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.
Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.

Agrupaçom Cultural O Facho
A Crunha, 12 de Janeiro de 2022

CONVOCATÓRIA DO CONCURSO NACIONAL DE POESIA O FACHO 2022

30-01-2022

CONCURSO DE POESIA CONVOCADO POLA AGRUPAÇOM CULTURAL O FACHO.

A Agrupaçom Cultural O FACHO convoca o Concurso de Poesia 2022, que se regerá polas seguintes bases:
1º) Ao prémio de poesia d'O Facho poderám concorrer qualquer pessoa até os 35 anos de idade e sempre que nom tenha publicado nengum livro individual de poesia e a obra seja inédita e nom ter sido premiada com anterioridade em qualquer outro concurso ou certame.
A obra presentada deve estar escrita em língua galega em qualquer das três normas ortográficas (AGAL, PADROM, RAG) e com um máximo de umha obra por autor. É responsabilidade do júri do prémio determinar se algum dos trabalhos apresentados possui ou nom as características para ser considerado ?livro?. Porém, recomenda-se que tenham umha extensom mínima de 300 versos.
2º) Os originais para o Concurso enviaram-se por triplicado devidamente encadernados, em formato DIN A4, a dobre espaço e mecanografados por umha soa cara a:
- Apartado de correos, 1320; ou também à
- Caixa de Correios n.º 46, Oficina Principal d'A Crunha.
Apresentaram-se sob um lema, que figurará na portada dos textos enviados, e viram acompanhados de um envelope fechado que contenha no exterior o lema da obra e, no interior, o nome, apelidos e telefone do autor ou autora.
3º) Estabelece-se como prémio único a ediçom pola Editorial MEDULIA da obra premiada. O Facho fará a entrega ao/à autor/a de 15 exemplares.
4º) O prazo de admissom de originais finda o dia 15 de Abril do 2022 às doce da noite. O falho do prémio fará-se público no mês de Maio.
5º) Os ganhadores serám elegidos por um júri nomeado pola Associaçom Cultural O FACHO. O mesmo estará composto por pessoas de reconhecido prestigio no âmbito da escrita literária, da ediçom ou da crítica.
6º) O júri poderá declarar deserto o prémio do concurso e resolvera aquelas situaçons que se pressentem e que nom esteiam contempladas nestas bases, assim como as duvidas que podam existir na sua interpretaçom. Assim mesmo, o júri escolherá de entre os trabalhos apresentados um único libro. Ademais, poderá deixar constáncia na acta outros títulos que considere merecedores de ser publicados, nom significando isto nengum compromisso por parte d'O Facho. Nom se fará referencia na acta ao nome dos autores ou autoras dos livros mencionados.
7º) O Facho disporia do prazo de um ano para editar o livro. Transcorrido esse tempo, o autor ou autora poderá dispor da obra com a única condiçom de que deverá deixar constáncia do galardom em sucessivas ediçons do livro.
8º) A participaçom neste Certame implica assumir as bases do mesmo.
9º) Os originais nom premiados poderám ser retirados, no prazo de 30 dias, no lugar concordado, prévio correio dirigido ao endereço postal da Agrupaçom. No caso de que o autor o autora nom resida na Corunha poderá solicitar que lhe sejam enviados por correio postal.
10º) Esta convocatória entrará em vigor ao dia seguinte da sua publicaçom nos médios.


Agrupaçom Cultural O Facho
A Crunha, 12 Janeiro 2022

O FACHO: "A realidade histórica de Jesus de Nazaret" por Xulio X. López Valcárcel

17-02-2020

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2019-20
Palestra
O vindouro dia 18 de Fevereiro do 2020, terça, às 8,00 do serám, o Professor da USC, Xúlio X. López Valcárcel intervirá dentro do Ciclo, Economia, História e Realidade Social. A sua charla versará sobre: ? A realidade histórica de Jesus de Nazaret?.
López Valcárcel é Lcdo em Direito pola USC e um dos mais reconhecidos poetas actuais galegos. Participou nos colectivos Cravo Fondo e De amor e desamor. Foi parte do conselho de redacçom de Luzes de Galiza e presidente da nossa Agrupaçom. Obtivo o Prémio Nacional de Poesia, Prémio Guimarães, ganhador do Celso Emilio Ferreiro, Prémio "Antonio Tovar", e Prémio da Crítica Espanhola em 1994 e 2004. Entre a sua obra poética sublinhamos: Véspera do día, Alba de auga sonámbula, Solaina da ausencia, Casa última, O volumen da ausencia, Memoria dos días, formas da levidade. Poesía reunida, etc. Ensaio: No corazón de Galicia: viaxe polas terras de Chantada e a Ulloa, Miguel González Garcés. Mineiro de luz, O escano baleiro, A invención dun Deus. Xesús de Nazaret. I. De predicador a Mesías, etc. Narrativa: Anel de mel, Campo de Marte, etc.
Dia: 18 de Fevereiro do 2020 - Hora: 8 do serám
Local: Portas Ártabras ? Rua Sinagoga 22
Cidade Velha - Corunha
J. Alberte Corral Iglesias
Presidente d?O Facho

O FACHO: "O galego no eido juridico", por Xoán Antón Pérez-Lema

08-02-2020

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Coruña tem o prazer de o/a convidar a assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2019-20.
O vindoiro dia 11 de Fevereiro, o advogado e articulista, Xoán Antón Pérez-Lema, falará dentro do ciclo: Economia, História e, Realidade Social, com a palestra intitulada "O galego no eido juridico". Ao findar a mesma o ponente departirá com os assistentes sobre a temática exposta.

Pérez-Lema é licenciado em Direito pola USC e graduado em Administraçom de Empresas. Militou sempre no nacionalismo galego, sendo um dos fundadores das Mocidades Nacionalistas Galegas. Foi membro da executiva do PNG-PG, e chefe do gabinete da Conselharia da Presidência da Junta. Tem exercido também como assessor jurídico do CXG, defendendo judicialmente a objectores e insubmissos.
Assi mesmo foi professor da UDV e da Escola de Práctica Jurídica do CAC e secretario geral de Relaçons Institucionais da Junta com o bipartito. Actualmente exerce a docência no programa de assessoria jurídica de empresa do IFFE. Milita desde a sua fundaçom em Compromisso por Galiza. Colabora em RG e na TVG, assi como com vários médios de comunicaçom.

Dia: 11 de Fevereiro 2020 ? 8 p.m. do serám.

Local: Portas Ártabras ? R. Sinagoga 22 ? Cidade Velha

J. Alberte Corral Iglesias

Presidente d?O Facho

O FACHO: ?Conivência entre o narco e a política?, por Perfecto Conde Murais

26-01-2020

A Agrupaçom Cultural O Facho d?A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2019-20

Palestra

O vindouro dia 28 de Janeiro, terça (martes), o escritor e jornalista, Perfecto Conde Murais falará dentro do ciclo, Economia, História e Realidade Social. A sua charla versará sobre: ?Conivência entre o narco e a política?

Conde Murais estudou Filosofia e Letras na Universidade de Santiago e transladou-se a Madrid para estudar Jornalismo na Escola de Jornalismo da Igreja. Começou a trabalhar como jornalista no Diário SP. Pouco depois, exercendo a profissom no jornal Noticias Médicas, tomou contacto com Borobó que dirigia a revista Chan. Nesses momentos empeçou a escrever nos semanários Triunfo e Actualidade Económica. Foi coordenador da Grande Enciclopedia Galega, Posteriormente incorporou-e à redacçom em Galiza de TV espanhola, onde foi pioneiro da utilizaçom do idioma galego neste médio. Nesse tempo entrevistou a pessoeiros fulcrais da cultura galega: Ramón Otero Pedrayo, Eduardo Blanco Amor, Isaac Díaz Pardo, Luís Seoane, etc... Ao mesmo tempo, era correspondente na Galiza da BBC britaníca, na que tivo que assinar com o pseudónimo de Antonio do Eo por razons políticas, e trabalhou também para a Radiodifução Portuguesa. Assi mesmo exerceu como correspondente na Galiza do jornal ?El País? nos começos deste diário, e formou parte do equipo de redacçom de ?Inteviú?.

Entre a sua obra sublinhamos: ?La conexión gallega, del tabaco a la cocaína?, ?Memoria infinda?, ?Conversas com Paco del Riego?, etc.

Dia: 28 de Janeiro 2020 - Hora: 8 do serám

Local: Portas Ártabras

Cidade Velha - Corunha

J. Alberte Corral Iglesias

Presidente d?O Facho

O FACHO: O Mundo Editorial Galego hoje, por Belém López Vázquez (Baia) e Afonso Ribas Fraga (Laiaovento)

14-01-2020

A Agrupaçom Cultural O Facho de A Corunha tem a bem o convidar para assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2019-20

Palestra

A vindoura terça, 14 Janeiro, os editores: Belém López Vázquez (Baia), Afonso Ribas Fraga (Laiaovento) falarám dentro do ciclo, Lingua, Cultura e Naçom, com a palestra intitulada ?O Mundo Editorial Galego hoje.?

López Vázquez é directora de Baía Edicións, editorial que desenvolve 29 colecçons dirigidas ao público Infantil e Juvenil, que se concretárom nos mais de 300 títulos do actual catálogo infantil da editorial, alguns deles merecedores de prémios. Com o o Prémio Meiga Moira de Literatura Infantil e Juvenil a editora pretende ser um novo foro para autoras e autores que, em galego, dirigem as suas obras de criaçom a este sector da nossa povoaçom.

Ribas Fraga ?(Laiaovento) é director financeiro de Edicións Laiaovento, editorial que nestes últimos anos vem significando-se na publicaçom de livros de ensaio. Assi mesmo é director associado do grupo Unipro-Consultores de Empresas, director da revista de economia Análise Empresarial. É vice-presidente de Promoçons Culturais Galega. Foi co-fundador da revista Teima e Escola Aberta.

Dia: terça, 14 de Janeiro 2020 ? Hora: 8 do serám

Rua Sinagoga 22 ? Cidade Velha

J. Alberte Corral Iglesias

Presidente d?O Facho

O FACHO:?O cancro de pulmom. Investigaçom Clínica Aplicada?, pola Dra. Rosário García Campelo

16-12-2019

O vindoiro dia 17 de Dezembro às 8 do serám em Portas Ártabras, a professora, Rosário García Campelo da UDC, falará dentro do ciclo: A ciência e a investigaçom na Galiza, com a palestra intitulada "?O cancro de pulmom. Investigaçom Clínica Aplicada?
A Dra Rosário García Campelo é Oncólogo Médico no Hospital Universitário da Corunha. Estudou Medicina na USC, e posteriormente completou a sua formaçom em Oncologia Médica via MIR no CHUAC. Ao finalizar a mesma, completou umha estância como investigador no Laboratório de Biologia Molecular do Hospital Germa Trias i Pujol, na Unidade de Tumores Torácicos do hospital Moffit Cancer Center (Tampa, USA) e em Memorial Sloan Kettering Cancer Center (New York, USA). Assi mesmo exerce como oncóloga médico no Complexo Hospitalário Universitário da Corunha, onde centra a sua actividade clínica e investigadora na área de Tumores Torácicos. As suas investigaçons actuais centram no tratamento de tumores torácicos, com especial interesse em novas terapias contra o cancro, inmunoterapia e investigaçom clínica/traslacional.
É autora de múltiplas publicaçons, guias clínicas nacionais assim como múltiplas conferências em âmbito nacional e internacional, com participaçom como investigadora principal em mais de 150 ensaios clínicos nacionais e internacionais nos últimos anos.

Dia: 17 Dezembro 2019 ? 8 p.m. do serám.

Local: Portas Ártabras ? R. Sinagoga 22 ? Cidade Velha

J. Alberte Corral Iglesias

Presidente d?O Facho

O FACHO: "A Teoría do Colapso Territotal na Galiza?, por Xosé Constenla Vega

11-11-2019

A Agrupación Cultural O Facho da Coruña convidao a asistir ós seus ciclos de palestras públicas do período 2019-2020.

Palestra

O vindeiro día 12 de novembro, o Xeografo, Xosé Constenla Vega, dentro do ciclo "Economia, História e Realidade Social" impartirá a palestra titulada "A Teoría do Colapso Territotal na Galiza?. O acto realizarase en Portas Ártabras, Cidade Vella, ás 8 do serán. O finalizar haberá un pequeno coloquio cos asistentes.

Xosé Constenla Vega (Compostela, 1980). Xeógrafo. Licenciouse e doutorouse en Xeografía pola Universidade de Santiago de Compostela. No ano 2017 recibiu o XVII Premio de Ensaio Ramón Piñeiro de Ciencias Sociais e Humanidades pola obra titulada ?O Colapso Territorial en Galiza?. Unha lectura dende o espazo da construción social do país.

Na actualidade é profesor de Didáctica das Ciencias Sociais na Universidade de Vigo e de Xeografía Humana no CA da UNED en Pontevedra. Con anterioridade foi docente na Universidade da Coruña, na Carlos III de Madrid e na de León. No ámbito privado, traballou profesionalmente no campo do Urbanismo e da Ordenación do Territorio.

Publicou numerosos artigos en revistas científicas no eido da Xeografía e das Ciencias Sociais. En 2010, publicou en Edicións Laiovento o libro ?(Re)Imaxinando o universo urbano de Batilmore a Santiago de Compostela?. Na súa faceta como cantautor, ten catro discos publicados: Quen fixo berrar ao silencio (2005), Olladas dun entusiasta (2008), Sinecismo. Xosé Constenla ao vivo (2013) e Virada por avante (2016).

Dia:12 de novembro - 8 do serán
Local: Portas Ártabras, R/ Sinagoga 22
Cidade Vella . A Coruña


Correio electrónico: o_facho_a_corunha@yahoo.com.br
Segue-nos en Facebook: Agrupación Cultural O Facho
Para axudas e aportacións económicas:
Conta ES02.3070.0044.58.6090453421
Todas as palestras dadas están en: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 ... 58 >>

Agrupaçom Cultural O Facho

Agrupaçom Cultural O Facho existe desde o ano 1963. Nasce da vontade conjunta de umha vintena de estudantes, trabalhadores e profissionais liberais d?A Corunha. A ideia é originaria dos daquela hora estudantes de bacharelato, Henrique Harguindey, André Salgueiro, e Xosé Luis Carneiro; respondendo ao seu chamamento posteriormente somárom-se entre outros: Eduardo Martínez, Henrique Iglesias, X. Alberte Corral, Xosé L. Rodríguez, etc... É a primeira agrupaçom de resistência cultural criada numha cidade do Pais polos seus cidadaos, já que O Galo é conformada por estudantes universitários de todo o Pais em Compostela, naquelas datas era a única cidade galega com Universidade. O grupo nasceu cos sinais de identidade da resistência contra o franquismo e da defesa da plena valia da língua e da cultura galega. Existia unha claríssima vocaçom política do que se fazia precisamente porque essa era toda a actividade publica com repercussons políticas que se podia fazer. A defesa da cultura e a língua galega é a cerna do que-fazer d?O Facho, que passou de fazer cultura de resistência nos anos da longa noite de pedra a se constituir hoje numha autentica mostra de resistência da cultura. Desde os primeiros momentos O Facho destaca-se com os seus cursos de língua com apoio de alguns exemplares da ?Gramática do idioma galego? de Manuel Lugrís Freire. Estes cursos tivérom umha importância mui grande na Corunha;. Daquela o galego nom se escrevia apenas e estava expulso da sociedade ?bem pensante?, nem sequer tinha secçom galego a faculdade de Filologia de Compostela. Umha das figuras fundamentais dos cursos foi D. Leandro Carré Alvarellos quem dirigiu esta actividade. Os ciclos dedicados á cultura galega, os encontros nos que se tratava economia e sociedade, os concursos literários. O seu grupo de teatro criado nas primeira datas de existência da Agrupaçom do quem eram responsáveis Manuel Lourenzo, e Francisco Pillado, foi dos pioneiros em representar obras no nosso idioma, tanto de autores galegos como de outras nacionalidades ( Brecht, Ionesco...). Na actualidade, O Facho é consciente dos desafio culturais do século XXI. Agora há que tentar ver o significado que pode ter hoje o sermos galegos num mundo globalizado. A ideia básica é que sermos galegos agora implica ser dumha maneira concreta numha sociedade mundial. Entre as iniciativas mais recentes é a criaçom do Facho de Ouro, um prémio para reivindicar galegos, o que amossa a própria agrupaçom é unha cultura que resiste. d’A Corunha.
+ info

Agrupaçom Cultural O Facho
Apartado de Correios n.º 46, Oficina Principal da Coruña
o_facho_a_cultural@yahoo.com.br

Busca

  Feeds XML

Ferramentas de administraçom

powered by b2evolution