Toca ilegalizar

05-02-2008

  23:58:09, por Corral   , 684 palavras  
Categorias: Outros, Ensaio

Toca ilegalizar

por Javier Sádaba (Publicado em Gara)

Tanto EAE-ANV como EHAK-PCTV vam ser ilegalizados. Som dous, diz-se, as vias polas que vam desaparecer da vida política. Umha é a administrativa, referida a um invento chamado Lei de Partidos e promovida pola advocacia do Estado e o promotor geral; e a outra, a penal e em onde decidirá o juiz Garzón. As vias podiam ter sido cinco, como as de Santo Tomás para demonstrar a existência de Deus ou dez, como os mandamentos. Este jogo de meada jurídica deixa-nos indiferentes a mais de um. Nom em seu conteúdo, desde depois, senom em sua forma. Falem do que falem, nom se trata senom da cenificaçom de umha decisom que se toma com o cinismo próprio com o que faz o Estado quando lhe interessa. Tocava ilegalizar e fai-se. O resto é enfeito. Poucos podem duvidar de que é assim e muito é o descaro que há que ter para o negar. Por isso, se introduzir nas entranhas legais de tal ilegalizaçom o considero umha perda de tempo. Mais ainda, o que fizeram nom me surpreende em absoluto. E se alguém pôde ter algumha esperança de que com este governo as coisas seriam diferentes, o único que posso dizer é que lhes rodeava umha estranha ingenuidade; ou umha culpável ignorância.
O curioso, por tanto, nom é que se actue usando interessadamente a justiça, que é o que se fez sempre e em funçom de manter o poder. O curioso é que poucas ou nengumha voz (recentemente, nobreza obriga, se pôs em marcha um manifesto de protesto) se alcem no território espanhol para denunciar com força o que está a suceder; isto é, privar do direito a voto a umha parte nada despreciável de Euskal Herria; e isso independentemente do valor que um lhe dê a votar ou nom votar. Permita-se-me, neste ponto, recorrer a minha experiência pessoal. No último mês, e entre outras cousas, chamaram-me a participar no Foro Social Mundial ou na Plataforma para encausar a Aznar pola invasom de Iraque. Parece-me muito bem. Mas ninguém me chamou nem a mim nem, no que conheço, a ninguém para discutir e tomar postura sobre o que está a ocorrer em nossa Terra. É como se este tipo de problemas se tivessem tachado da agenda de qualquer programa da esquerda. É como se os restos de um pensamento resistente ante o poder em curso se tivessem secado no que atingem o País Basco. Por medo, por desencanto, por indiferença ou por outros motivos pseudoideológicos, a soidade é total e o deserto nom permite ver o mais mínimo oásis.
Objectará-se que forom os defeitos achacáveis à esquerda abertzale os que produzirom tais atitudes. Nom serei eu quem negue que umha séria autocrítica é necessária pola banda do independentismo basco. Mas de aí à deixaçom total há um abismo. Porque existe o direito à livre autodeterminaçom com sua conseguinte aplicaçom real e nom fictícia, à liberdade ideológica que nom tem por que se acomodar a este ou outro partido já domesticado, e a nom aceitar os limites de todo tipo que impõem os Estados existentes. E, sobretudo, porque a gente realmente democrata tem de chegar até o final, ser consequente; ser radicalmente democratas. E o que está a ocorrer, polo contrário, é a anulaçom da democracia.
Recentemente um veterano e admirável abertzale expressava-me sua decepçom pola passividade geral ante o que ele chamava «a caça do vasco». Nom saberia muito bem que lhe contestar. Por um lado, nom é o momento para carregar as tintas sobre os defeitos antes apontados. E, por outro, nom posso por menos que constatar umha vez mais que um dos escolhos com os que choca a esquerda espanhola mais real é Euskal Herria. Neste caso costuma suspender. Quem sabe se terá um setembro para aprovar. Mas entre suspenso e aprovado, nom se teriam que haver cuidado mais as relações com outros povos, começando polos mais próximos?

Sem comentários ainda

Abril 2024
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
 << <   > >>
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30          

Busca

  Feeds XML

Ferramentas de administração

powered by b2evolution free blog software