O saqueio fiscal

29-02-2008

  22:30:18, por Corral   , 385 palavras  
Categorias: Novas, Ossiam

O saqueio fiscal

Que os governos da U.E. seguem os ditados do ?Clube Bildeberg? todo cidadá informado o conhece. Que parte das equipas de governo trabalham directamente ao serviço dos grandes capitais financeiros nom é novidade, a maioria dos membros destas equipas venhem destes grupos de pressom económica e voltaram aos mesmos depois do seu passo polo sector público, no que em realidade estam em comissom de serviços. Destroçam e saqueiam o público todo o que podem. O que é claro é que mandam os patrons, para ser mais precisos, umha elite patronal. Mandam na política fiscal; mandam na política industrial; controlam até o mais mínimo detalhe... Isto explica que, ainda que as rendas salariais representem só o 47% do PIB, contribuem com o 87% de todo o IRPF. Isto é saqueio puro e duro. É um escândalo que quem se apropria do 54% da renda só pague o 13%. Este é o resultado derivado também de umha enorme fraude fiscal. Isto explica que José María Bravo, quem foi director de Fazenda de Irún e principal imputado na grande fraude fiscal ao erário público, tenha tido por agora tam poucas consequências políticas, empresariais e fiscais.

A grande fraude fiscal é prática comum no nosso sistema. Quais som os negócios dos ex-presidentes de Governo, Aznar, González, e de muitos ex-ministros (Solchaga, etc...)? Em que e onde trabalham os seus filhos? Sem dúvida algumha que estes ?conseguidores? de grandes contratos públicos ? leiamos corrupçom ? som premiados polos amos abrindo-lhes as portas do grupo para formar parte do mesmo. Por quê o senhor Botim, o senhor Ibarra, e outros magnates estám sempre na cima, na tona, a pesares das denuncias de fraude e roubo. Perdom, fórom absoltos polos juízes! Esquecera-me do bom falar do povo: A lei para o parvo e a cadeia para o pobre.

O saqueio fiscal das rendas do trabalho é umha decisom política. No Reino da Espanha só pagamos impostos os trabalhadores e as riquezas produzidas som para os ricos ?os amos- e os seus administradores ? os políticos- . Assim nom é de estranhar que o Reino borbónico seja o Estado europeio onde mais aginha se formarom das maiores fortunas da Europa a partires da nada, mesmamente a do próprio Borbom.

Sem comentários ainda

Setembro 2019
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
 << <   > >>
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30            

Busca

  Feeds XML

Ferramentas de administração

blog software